Página 1 dos resultados de 267 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Auditoria aos relatórios de sustentabilidade das empresas portuguesas: uma visão sobre o estado da arte e a perceção dos Revisores Oficiais de Contas

Gomes, Sónia Ferreira
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.35%
Dissertação de Mestrado em Controlo de Gestão apresentada à ESTG - Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPL - Instituto Politécnico de Leiria.; A elaboração de relatórios de sustentabilidade é um processo para a divulgação do desempenho económico, social e ambiental de uma organização empresarial. As empresas têm cada vez mais a preocupação em divulgar informação de Sustentabilidade e em resultado desta preocupação surge a auditoria aos Relatórios de Sustentabilidade. Este estudo de carater exploratório foi desenvolvido através da análise aos relatórios e contas anuais publicados nos anos de 2008, 2009 e 2010 e aos relatórios de sustentabilidade dos mesmos anos. Em três ensaios distintos pretende-se, com o primeiro e abrangendo 117 empresas, efetuar um enquadramento do estado da arte sobre Auditoria dos Relatórios de Sustentabilidade em Portugal, num segundo momento, e considerando 66 empresas pretende-se realizar a caracterização das empresas que recorrem à verificação externa dos Relatórios de Sustentabilidade e num terceiro momento, determinar a perceção dos Revisores Oficiais de Contas sobre a auditoria dos Relatórios de Sustentabilidade.

A evolução dos relatórios de sustentabilidade no setor de mineração.; Assessing the evolution of sustainability reporting in the mining sector.

Perez, Fabiana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
106.37%
Nos últimos anos nota-se uma preocupação crescente das empresas com responsabilidade empresarial e desenvolvimento sustentável. A divulgação dos resultados por meio da publicação de relatórios de desempenho ambiental, de sustentabilidade e/ou balanços sociais pode demonstrar eficiência e melhorar as relações com as diversas partes interessadas. A publicação de estudos sobre a utilização de relatórios de sustentabilidade no setor de mineração contribui indiretamente para fomentar a evolução dessa prática nas empresas e contribuir para a melhora da imagem da mineração. O objetivo desta pesquisa é investigar de que modo tem-se dado a evolução dos relatórios de sustentabilidade publicados pelas empresas do setor de mineração. Foi desenvolvido um roteiro de avaliação dos relatórios, baseado em referências internacionais de boas práticas e na literatura sobre o tema. A avaliação foi feita somente em termos de atendimento ou não a 62 requisitos ou tópicos que deveriam idealmente constar de relatórios de sustentabilidade de empresas desse setor. Os requisitos foram agrupados nas seguintes categorias: Contexto e compromissos, Gestão, Desempenho econômico, Desempenho social, Desempenho ambiental e Acessibilidade e garantia. O roteiro foi aplicado a 35 relatórios preparados entre 1997 e 2006 por cinco grandes empresas multinacionais do setor de mineração. A hipótese de evolução na qualidade e na abrangência dos relatórios foi confirmada com uma tendência positiva. A alta média das pontuações totais dos relatórios analisados e a alta porcentagem de apresentação de informações recomendadas para o setor mostram o esforço dessas empresas na identificação de riscos e resposta às partes interessadas. As seis categorias de informação analisadas mostraram resultados diversos...

Desenvolvimento de método de avaliação de desempenho de processos de manufatura considerando parâmetros de sustentabilidade; Development of a method for manufacturing processes assessment considering sustainability parameters

Araujo, Juliano Bezerra de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
96.02%
As empresas não mais podem pensar em desenvolvimento econômico sem a paralela preservação do meio-ambiente e do benefício mútuo da sociedade. É importante que as condições econômicas e sociais sejam melhoradas ao longo do tempo, sem exceder a capacidade de suporte do planeta. As indústrias podem contribuir para melhorar esse cenário aplicando uma gestão sustentável de manufatura, uma vez que estes são um dos principais agentes causadores de impactos. No entanto, para que consigam aprimorar a sustentabilidade de seus processos, é indispensável, antes de tudo, conhecer o seu real desempenho. O presente trabalho tem como objetivo principal desenvolver um método estruturado e simples para a avaliação de desempenho em sustentabilidade de processos de manufatura, permitindo a construção de relatórios de sustentabilidade mais precisos, periódicos e que venham a apoiar o processo de tomada de decisão gerencial. Embora modelos para a avaliação de desempenho em sustentabilidade tenham sido apresentados nos últimos anos, como o guia GRI, estes ainda carecem de critérios e regras para realizar análises mais precisas e integradas. O método proposto pode ser aplicado em dois processos de manufatura distintos, comprovando a sua eficácia e robustez. Ele é usado para analisar e comparar o desempenho em sustentabilidade de dois processos de usinagem...

Análise do relatório GRI enquanto ferramenta para a mensuração da sustentabilidade empresarial; Analysis of GRI Reporting as a tool for measuring corporate sustainability

Rocha, Tatiana Aparecida Coêlho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.3%
O aumento significativo da deterioração das condições ambientais e sociais em muitas partes do mundo indicam que a sustentabilidade como um todo pode estar ameaçada. Assim a sustentabilidade empresarial tornou-se um objetivo bastante almejado e de fundamental importância não só para as empresas que sofrem constantes pressões sociais, mas também para toda a humanidade. Por esses motivos, cada vez mais empresas estão adotando relatórios de sustentabilidade para demonstrar seu engajamento com a sustentabilidade empresarial. Para tanto, é preciso utilizar indicadores adequados para a mensuração de desempenho dessas organizações em relação à sustentabilidade. Assim, esta dissertação analisou relatórios de sustentabilidade e identificou que o relatório de sustentabilidade GRI vem sendo utilizado não apenas como um relatório de transparência mas como um certificador, portanto tem como objetivo avaliar se o GRI pode ser analisada como ferramenta adequada para a caracterização de empresas brasileiras enquanto sustentáveis, por meio de revisão bibliográfica, pesquisa em modelos de indicadores de sustentabilidade e análise dos relatórios das seis empresas brasileiras atestadas como A+. Como resultado desta pesquisa verificou-se que o GRI deve ser melhorado em vários e importantes aspectos para que possa ser usado como certificador da Sustentabilidade Empresarial.; The significant increase of deteriorating environmental and social conditions in many parts of the world indicate that sustainability as a whole may be threatened. Thus corporate sustainability has become a very desired objective and of fundamental importance not only for companies that suffer constant social pressures...

Gerenciamento de impressão em relatórios de sustentabilidade no Brasil: Uma análise do uso de gráficos; Impression management in sustainability reports in Brazil: An analysis of the use of graphics.

Penteado, Isabela Alves de Morais
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
126.25%
O crescente número de empresas brasileiras que preparam e divulgam voluntariamente relatórios de sustentabilidade, bem como as motivações propostas pela Teoria da Legitimidade para a adoção dessa prática, causam questionamentos a respeito da idoneidade da informação oferecida. Dessa maneira, o presente trabalho investigou se os gráficos apresentados nos relatórios de sustentabilidade publicados por cinquenta empresas brasileiras de capital aberto foram utilizados como ferramentas para o gerenciamento de impressões, sendo manipulados de forma a melhorar a apresentação do desempenho obtido por essas organizações e auxiliar em seus processos de legitimação. A amostra final compreendeu 3.422 informações gráficas e as análises realizadas abrangeram duas formas de gerenciamento de impressões por meio do uso de gráficos abordadas na literatura: a seletividade e a distorção de medidas. Os resultados encontrados, embora explicativos, não forneceram evidências seguras de que os gráficos identificados foram empregados como ferramentas para o gerenciamento de impressão. Apesar da predominância da utilização de gráficos para a representação de notícias positivas e das distorções de medidas físicas identificadas...

Indicadores sociais de responsabilidade social corporativa: análise da utilização no contexto brasileiro; Social indicators of corporate social responsibility: analysis of use in the Brazilian context

Melo, Milena Silva de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
96.23%
As discussões da temática responsabilidade social corporativa (RSC) intensificaram-se nos últimos tempos. O processo de globalização e incremento de inovações tecnológicas estreitaram as barreiras, possibilitando troca de informações e desenvolvimento de novos modelos. Observa-se um pensamento crítico no processo produtivo das organizações, gerando cobranças por ações éticas e socialmente responsáveis tanto pelo Estado como pela sociedade. Neste contexto, a sustentabilidade perpassa do modelo individualista para um modelo de integração da empresa e as partes interessadas no negócio. A comunicação das práticas sociais ganha relevância e estruturam-se em relatórios de balanços sociais ou relatórios de sustentabilidade. Os relatórios evoluíram conforme o contexto histórico e a dialética da conceituação de RSC. Hoje, estes se encontram estruturados em diretrizes e indicadores para compreensão do público. Este estudo se propôs a verificar a evolução do grau de aderência plena (GAPIE-GRI) e o grau de evidenciação efetiva (GEE) aos indicadores de desempenho social (práticas laborais, trabalho decente e direitos humanos) das empresas brasileiras que publicaram o relatório de sustentabilidade GRI de 2007 a 2012...

Estudo sobre confiança dos stakeholders nas informações não-financeiras dos relatórios de sustentabilidade das empresas

Meinert, Maria Helena
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
106.31%
O objetivo desta Dissertação é estudar a confiança dos stakeholders nas informações não-financeiras dos relatórios de sustentabilidade das empresas. Iniciativas nacionais e internacionais auxiliam a identificação e coleta de indicadores relevantes, possibilitando a comparabilidade entre as empresas. O intenso aumento na quantidade de relatórios de sustentabilidade publicados levou à indagação do presente estudo: os stakeholders confiam nestas informações? Desenvolveu-se estudo exploratório de natureza qualitativa, com utilização de questionários semi-estruturados. A pesquisa indicou que a confiança é parcial, especialmente porque muitos relatórios enfatizam indicadores pouco significativos na avaliação do desempenho da gestão de sustentabilidade. A confiança fica debilitada pela falta de foco em divulgar informações relevantes, e pela escassez de mecanismos de verificação externa. O trabalho se apóia no conceito de sustentabilidade empresarial que engloba as dimensões estratégicas: econômica, social e ambiental. A gestão empresarial é analisada do ponto de vista de valores, questões e processos com o objetivo de minimizar qualquer dano proveniente de suas atividades, criando valor econômico, social e ambiental. A ética empresarial e a transparência foram consideradas como elementos que impulsionam os administradores a gerir empresas de forma sustentável...

Indicadores de desempenho ambiental evidenciados nos relatórios de sustentabilidade

Tannuri, Guillermina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 232 p.| il., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
96.25%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Contabilidade, Florianópolis, 20013.; As partes interessadas das organizações estão demandando cada vez mais informações sobre o desempenho ambiental delas. Uma das formas de satisfazer esta demanda se dá por meio da utilização de indicadores nos relatórios de sustentabilidade. No entanto, tratando-se de publicações voluntárias, nem todos os indicadores são evidenciados com o mesmo nível de transparência e qualidade. O objetivo desta pesquisa consiste em analisar os indicadores de desempenho ambiental evidenciados nos relatórios de sustentabilidade das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), a partir dos seguintes atributos de qualidade: compreensibilidade, integridade, neutralidade e comparabilidade. Para isso, optou-se por uma pesquisa do tipo descritiva, predominantemente qualitativa, e valeu-se de elementos da técnica de análise de conteúdo. Foram selecionados 35 relatórios dos quais foram analisados, para cada relatório, 30 indicadores ambientais evidenciados de acordo com a diretriz GRI. Os resultados demonstraram que, os indicadores com um maior nível de qualidade foram aqueles que informaram sobre as emissões de gases de efeito estufa; sobre a disposição dos resíduos; e sobre o consumo de água e energia. De modo geral...

Práticas de logística reversa com base nos relatórios de sustentabilidade de empresas brasileiras

Silva, Fernanda Latrônico da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 178 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
96.13%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2014; A logística reversa (LR) não foi originalmente desenvolvida para atender às demandas da sustentabilidade ambiental, mas para resolver questões referentes às devoluções de produtos. Com o passar dos anos, o tema ficou mais abrangente e passou também a envolver questões de sustentabilidade ambiental, ciclo de vida do produto, imagem corporativa e diferencial competitivo. A LR passou a ser incorporada às questões estratégicas das empresas com o intuito de reduzir os custos, diminuir os desperdícios e obter ganhos de competitividade. Entretanto, o que se observa é que os sistemas de fluxos de retornos de materiais, após o fim de sua vida útil, ainda são bastante complexos e exigem um nível elevado de investimento e capacitação. A fim de estudar em qual conjuntura se encontra as práticas de LR, a presente pesquisa busca identificar e analisar as práticas de LR realizadas atualmente pelas empresas consideradas sustentáveis pelo Guia EXAME de sustentabilidade. Para isso, em primeiro lugar, foram identificadas na literatura as principais práticas de LR. Após essa primeira etapa...

O discurso sobre meio ambiente e sustentabilidade em relatórios de sustentabilidade das empresas do Polo Industrial de Manaus

Lira, Aline Ferreira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 358 p.| ils., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
96.36%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2014; Esta tese tem por objetivo analisar os sentidos do discurso sobre meio ambiente e sustentabilidade em relatórios de sustentabilidade de empresas do Polo Industrial de Manaus. A pesquisa possui como base epistêmica e metodológica os estudos de discurso de acordo com o Círculo de Bakhtin. Para a sua elaboração também foram consideradas outras contribuições teóricas da área do meio ambiente, da sustentabilidade e da comunicação organizacional que permitiram a compreensão dos dados. Os dados gerados na pesquisa constituem-se de dez relatórios de sustentabilidade do ano de 2011 publicados nos sites das empresas 3M, Ambev, Coca-Cola/Recofarma, Honda, Gerdau, Grupo Simões, Philips, Semp Toshiba, White Martins e Whirlpool. A partir da década de 1960 as empresas passaram a ser questionadas por ambientalistas e por cientistas a respeito de suas práticas insustentáveis com relação ao meio ambiente. Para se posicionar em relação a esse discurso, essas organizações passaram a publicar balanços sociais que, atualmente, são publicados com o nome de relatórios de sustentabilidade. Assim...

Os relatórios de sustentabilidade e os auditores : estudo às empresas cotadas na Euronext Lisboa

Cortinhas, Ana Luísa Pires
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
96.27%
Dissertação de mestrado em Contabilidade; Esta dissertação, através da perspetiva positivista, pretende analisar quais os fatores corporativos que justificam a publicação dos relatórios de sustentabilidade voluntariamente pelas empresas, bem como os fatores corporativos que sustentam a sua opção de os credibilizar. Para tal, foram realizados dois estudos, atendendo às empresas cotadas na Euronext Lisboa no final de cada exercício económico no período de 2008 a 2011. O primeiro estudo analisa quais as características das empresas que justificam a opção de publicação de um relatório de sustentabilidade. Recorrendo aos modelos logit e probit concluiu-se que as empresas de maior dimensão, menos endividadas e com maior número de participadas estrangeiras tendem a publicar o relatório de sustentabilidade. O segundo estudo analisa quais as características das empresas que justificam a opção de possuir um relatório de sustentabilidade credibilizado por uma entidade independente/auditor. Usando uma vez mais os modelos logit e probit, os resultados indicam que as maiores e mais endividadas são mais propensas a credibilizarem externamente os seus relatórios de sustentabilidade. Quanto é do nosso conhecimento...

Relatórios de sustentabilidade: que futuro? O papel dos auditores e da auditoria nesse futuro.

Teixeira, Carla João de Sousa
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
126.35%
A presente investigação desenvolve o tema da sustentabilidade, ou dito de outra forma, desenvolvimento sustentável. Isto interessa aos países, às organizações e aos cidadãos em geral. Neste pressuposto, este trabalho centra-se nos relatório de sustentabilidade, designação que, actualmente, vem substituir outros que se sucederam ao longo dos tempos, por exemplo: relatórios de responsabilidade social; relatórios ambientais; relatórios de ambiente, saúde e segurança. Porém, os relatórios de sustentabilidade, para serem totalmente compreendidos, devem ser inseridos nos sistemas de informação e comunicação das organizações, onde é verificável que cada vez mais se quer prestar contas, sobre as acções desenvolvidas na esfera da sustentabilidade, de forma credível. No processo de verificação e validação, a auditoria e os auditores têm um papel crucial, contudo, verifica-se que teóricos e práticos, nomeadamente, as empresas de referência mostram que a "sustentabilidade" não deve ser tratada "à parte" mas estar presente em tudo o que é realizado, e neste sentido, as três dimensões que a revelam: ecónomica, social e ambiental. Neste quadro, o objectivo desta dissertação anda em torno de se perceber qual será o futuro dos relatórios de sustentabilidade. O trabalho desenvolvido confirma a problemática que guiou o estudo. Tende-se e é recomendável que as organizações venham a elaborar relatórios únicos integrados...

O papel do Técnico Oficial de Contas na elaboração de relatórios de sustentabilidade:Um estudo aplicado às 500 maiores empresas portuguesas

Lima, Angela; Leal, Susana; Faria, Jorge
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
106.38%
A elaboração e divulgação dos relatórios de sustentabilidade são um novo desafio para as empresas, estando o campo de investigação em torno do assunto em crescente desenvolvimento. Estes relatórios assumem-se como um veículo importante na divulgação das práticas da Responsabilidade Social das Empresas, procurando demonstrar e comunicar os vários contributos de uma empresa face ao Triple Bottom Line. A comunicação da sustentabilidade tem de ser percebida pelas empresas como uma ferramenta de gestão utilizada para alcançar o melhor desempenho organizacional não só ao nível das empresas de maior dimensão, mas também ao nível das PMEs onde por vezes o Técnico Oficial de Contas (TOC) é o único técnico especializado. O TOC conhece a realidade de cada empresa, por isso deve ser integrado nas equipas que elaboram e publicam os relatórios de sustentabilidade. O presente trabalho tem como objetivo elaborar um retrato da realidade portuguesa face à participação do TOC na elaboração de Relatórios de Sustentabilidade, assim, estudamos quais as empresas que publicam relatórios de sustentabilidade e destas qual o papel do TOC na sua preparação e elaboração. O levantamento desta informação foi efetuado através do envio de questionários disponibilizados numa plataforma online...

O papel do técnico oficial de contas na elaboração dos relatórios de sustentabilidade:um estudo aplicado às maiores empresas portuguesas

Lima, Ângela
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 21/05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
106.38%
Dissertação, Mestrado, Contabilidade e Finanças, Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia, 2014; A elaboração e divulgação dos relatórios de sustentabilidade são um novo desafio para as empresas, estando o campo de investigação em torno do assunto em crescente desenvolvimento. Estes relatórios assumem-se como um veículo importante na divulgação das práticas de responsabilidade social das empresas, procurando demonstrar e comunicar os vários contributos de uma empresa face ao Triple Bottom Line. A comunicação da sustentabilidade tem de ser percebida pelas empresas como uma ferramenta de gestão utilizada para alcançar o melhor desempenho organizacional não só ao nível das empresas de maior dimensão, mas também ao nível das PME’s onde por vezes o Técnico Oficial de Contas (TOC) é o único técnico especializado. O TOC conhece a realidade de cada empresa, por isso deve ser integrado nas equipas que elaboram e publicam os relatórios de sustentabilidade. O presente trabalho tem como objetivo elaborar um retrato da realidade portuguesa face à participação do TOC na elaboração de Relatórios de Sustentabilidade, assim, considerando o grupo das 500 maiores empresas portuguesas (cf. revista Exame...

Relatórios de sustentabilidade segundo a Global Reporting Initiative (GRI): uma análise de correspondências entre os setores econômicos brasileiros

Oliveira,Murilo de Alencar Souza; Campos,Lucila Maria de Souza; Sehnem,Simone; Rossetto,Adriana Marques
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia de Produção Publicador: Associação Brasileira de Engenharia de Produção
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
116.2%
O presente artigo tem por objetivo principal apresentar o nível de adesão e o volume de publicações dos relatórios de sustentabilidade das empresas brasileiras conforme as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI) entre 2000 e 2008. Para a análise, foram definidas 5 variáveis de estudo: i) Setor econômico de atuação das empresas; ii) Ano de adesão às diretrizes; iii) Nível de aplicação das diretrizes; iv) Existência de ações negociadas em segmentos da BM&FBOVESPA; e v) Participação na composição do índice de sustentabilidade empresarial (ISE) da BM&FBOVESPA. Quanto aos procedimentos metodológicos, foram aplicadas análises por correspondências simples e múltipla entre os setores de atuação econômica das empresas publicantes e as 5 variáveis de estudos definidas. Os resultados mostram que o universo de organizações que publicaram relatórios socioambientais até 2008 ainda é reduzido. Contudo, observa-se crescente adesão, demonstrada pelo número de publicações, sobretudo na Europa. As empresas brasileiras responderam por metade do volume de publicações em 2008 na América Latina e o setor de energia liderou esse processo no país com 35% da amostra.

Relatório de sustentabilidade: perfil das organizações brasileiras e estrangeiras segundo o padrão da Global Reporting Initiative

Campos,Lucila Maria de Souza; Sehnem,Simone; Oliveira,Murilo de Alencar Souza; Rossetto,Adriana Marques; Coelho,Ana Lúcia de Araújo Lima; Dalfovo,Michael Samir
Fonte: Universidade Federal de São Carlos Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
96.28%
Este trabalho teve o objetivo de descrever a evolução da publicação mundial de relatórios de sustentabilidade organizacionais, com base nos indicadores da Global Reporting Initiative (GRI), no período de 1999 a 2010. Identificou-se a evolução de adesão aos indicadores GRI pelas organizações, mediante análises quantitativas das publicações por: i) regiões (continentes); ii) países; iii) setores de atuação; iv) níveis de aplicação das diretrizes GRI; e v) nível de aderência às diretrizes GRI. Trata-se de uma análise documental, com enfoque quantitativo, de natureza descritiva, que fez uso de estatística descritiva por meio do software Statistica e de planilha eletrônica Excel para proceder à análise dos dados. Conforme dados de GRI (GLOBAL..., 2011), constatou-se que as regiões com maior adesão à publicação de relatórios no modelo GRI foram a Europa, que obteve maior representatividade com 47,60% do total, seguida pela Ásia com 17,02% e América do Norte com 13,92%. Os países com maior volume de publicações foram em ordem: Espanha, Estados Unidos, Japão e Brasil, que somaram 33,54% do total. Dentre os setores com maior adesão aos indicadores para elaboração de relatórios de sustentabilidade...

INCOMING INDICATOR OF SUSTAINABLE ENTERPRISE IN STOCK MARKET: A STUDY OF ISE BOVESPA; RENTABILIDADE DOS ÍNDICES DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL EM BOLSAS DE VALORES: UM ESTUDO DO ISE/BOVESPA DOI: 10.5585/rai.v6i3.472

Beato, Roberto Salgado; Souza, Maria Tereza Saraiva de; Parisotto, Iara Regina dos Santos
Fonte: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 28/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
96.04%
Stock Market in many countries created indicators of sustainable values, that are composed by enterprises that incorporate the economic, social and environmental Indicators in Sustainable Management. However there are few studies that connect market indicators and sustainable ones. The aim of this work is verify the composition, joining and incoming of the indicators of Stock Market, through a study of Indicators of Enterprise Sustainable of Stock Market in São Paulo ISE BOVESP. The documental research used in published data in BOVESPA site, referred to 2005 until 2008.The research, also, searched, through its specific goals, establish a context of the creation of ISE and the dimensions of incorporated sustainable by this indicator. Analyze the enterprises and the sectors that participate of the composition, as well as Evaluate the commitment of ISE compared to general indicators of BOVESPA. The results point that the methods of ISE/BOVESPA include three sustainable dimensions. However, the indicators have lower participation of the enterprises, trending to decrease in take part of ISE since its launching. In spite of the market financial crisis, the clients show more incoming results than others traditional indicators.; As Bolsas de valores de diversos países criaram índices de sustentabilidade compostos por empresas que incorporam os indicadores econômicos...

A EVOLUÇÃO DOS RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE DE EMPRESAS BRASILEIRAS DO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA

Morisue, Heloisa Maria Motta; FEA-RP/USP; Ribeiro, Maisa de Souza; FEA-RP/USP; Penteado, Isabela Alves de Morais; FEA-RP/USP
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa Teórica-Empírica Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
106.27%
Nos últimos anos, diante das pressões dos stakeholders, as empresas buscam maior transparência na divulgação de suas informações, dessa forma, além de aspectos econômicos, passaram a relatar ações associadas à sociedade e ao meio-ambiente por meio de Relatórios de Sustentabilidade. Devido a diversos fatores, a publicação desse documento tem sido uma prática cada vez mais frequente entre as empresas. Contudo, no que diz respeito a qualidade da informação, verifica-se que os relatórios apresentam diferentes níveis de profundidade. Dessa forma, o presente trabalho tem por objetivo verificar a evolução, nos relatórios de sustentabilidade, do grau de aderência plena e do grau de evidenciação efetiva aos indicadores de desempenho econômico, ambiental e social estabelecidos no modelo “G3” das Diretrizes para Elaboração de Relatórios de Sustentabilidade da Global Reporting Initiative (GRI), de empresas brasileiras do setor de energia elétrica no período de 2006 à 2009. A partir da análise dos relatórios, pode.se verificar o quanto do que foi requerido nos indicadores de desempenho pelas Diretrizes da GRI foi realmente divulgado e o quanto do potencial dessas informações foi efetivamente apresentado ao longo desse período. Os principais resultados mostram que houve evolução no grau de aderência plena e grau de evidenciação efetiva aos indicadores de desempenho no período...

Quality of social and environmental disclosure: a study on the accuracy of financial information in sustainability reports; Calidad de la divulgación socio ambiental: un estudio sobre la precisión de las informaciones contables en los informes de sostenibilidad; Qualidade da divulgação socioambiental: um estudo sobre a acurácia das informações contábeis nos relatórios de sustentabilidade

Garcia dos Reis, Solange; Universidade de São Paulo USP Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto FEA-RP; Cintra, Yara Consuelo; Universidade Federal do Rio de Janeiro; Ribeiro, Maisa de Souza; Universidade de São Paulo U
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
116.2%
Currently, a broader set of stakeholders justifies the growing importance of social andenvironmental disclosure for accountability purposes. However, the quality of information onSustainability Reports (SR) has been questioned. This study uses content analysis toinvestigate the accuracy of economic indicators (EC1 to EC9) of Global Reporting Initiative(GRI) standard in the SR in comparison with the information in the financial reports. Thesample consists of the Sustainability Reports of 23 companies in the Brazilian power sector,which were published in 2011. The results show that the degree of accuracy is medium or lowfor all companies, suggesting flaws in the preparation of economic data from the SR, forwhich companies would be supposedly well prepared, as the accounting systems of thecompanies contain most of the information necessary especially to meet the Value AddedStatement (VAS), the CPC 33 Employee Benefits and CPC 07 Government Subsidies andAssistance.; Actualmente, un conjunto más amplio de stakeholders justifica la creciente importancia de ladivulgación socio ambiental para efecto de accountability. Sin embargo, la calidad de lainformación en los Informes de Sostenibilidad (RS) ha sido cuestionada. Este estudio utilizael análisis de contenido para investigar la precisión de los indicadores económicos (de EC1 aEC9) del estándar Global Reporting Initiative (GRI) en los RS...

Relatório de sustentabilidade no Brasil: análise da utilização nos setores serviços financeiros e energia

Melo, Milena Silva; Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo; Caldana, Adriana Cristina Ferreira; Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto - Universidade de Sã
Fonte: Editora de Livros IABS Publicador: Editora de Livros IABS
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 30/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
106.15%
As discussões da temática sustentabilidade intensificaram-se nos últimos tempos. As preocupações com questões ambientais e sociais agregaram-se as econômicas. Houve um aumento das empresas que comunicam as estratégias de sustentabilidade por meio de relatórios de sustentabilidade. O modelo do relatório da Global Reporting Initiative é considerado um dos mais utilizados no contexto internacional. Este estudo objetiva investigar a evolução do grau de aderência plena (GAPIE-GRI) e grau de evidenciação efetiva (GEE) aos indicadores de desempenho social (práticas laborais e trabalho decente e, direitos humanos) das empresas brasileiras dos setores de serviços financeiros, energia e serviço público de energia, que publicaram o relatório de sustentabilidade GRI de 2007 a 2009. Observou-se que as empresas apresentaram resultados medianos nos índices GAPIE-GRI e GEE. O setor de energia apresentou índices mais elevados quando comparados aos do setor de serviços financeiros. Observou-se uma evolução na comunicação e comprometimento em comunicação efetiva dos indicadores sociais da amostra.