Página 1 dos resultados de 547 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Distribuição de renda e pobreza no estado de Minas Gerais.; Income distribution and poverty in the state of Minas Gerais.

Simão, Rosycler Cristina Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2004 Português
Relevância na Pesquisa
46.71%
Minas Gerais é um dos estados que mais se destaca pelas disparidades regionais. Coexistem no estado regiões dinâmicas e modernas em contraste com regiões atrasadas e estagnadas. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi de analisar a distribuição de renda e pobreza em Minas Gerais, destacando as desigualdades regionais do estado, considerando a divisão do estado em 12 mesorregiões. Cada mesorregião apresenta um nível de desenvolvimento medido pelo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M). Para a análise foram usadas medidas de desigualdade, medidas de posição e modelos de regressão múltipla. A principal base de dados utilizada é o Censo Demográfico de 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Para o cumprimento dos objetivos, foram analisados dois tipos de distribuição: do rendimento domiciliar per capita e das pessoas ocupadas com rendimento. Verificou-se que a desigualdade da distribuição da renda domiciliar per capita tende a ser menor nas mesorregiões mais desenvolvidas do que nas mesorregiões menos desenvolvidas. O rendimento domiciliar per capita foi dividido em 7componentes: rendimento do trabalho principal; rendimento demais trabalhos; aposentadorias e pensões; aluguéis; pensão alimentícia...

Crescimento econômico e desigualdade de renda no estado de São Paulo: uma análise das disparidades regionais; Income Inequality in the state of Sao Paulo: an analysis of regional disparities

Pinto, Jeronymo Marcondes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.64%
Esta pesquisa visa realizar uma radiografia da desigualdade de renda no estado de São Paulo a partir da base de dados disponibilizada pelos Censos de 1991 e 2000. Nesse sentido, avaliar-se-á qual o valor dos indicadores de desigualdade de renda para os diferentes níveis de agregação existentes no Estado disponibilizados pelo Censo. No caso, a metodologia aplicada é a mesma utilizada por Bourguignon e Morrisson em seu trabalho seminal "Inequality among world citizens: 1820 - 1992" (2002), que ressalta o fato de que os estudos sobre a desigualdade mundial são, em sua maioria, simplistas demais ao só considerarem a desigualdade de renda entre países, mas não levar em conta desigualdade dentro dos mesmos. Assim, baseados nos indicadores tratados em Bourguignon (1979), os autores estimam a desigualdade entre países e dentro dos países, dado que a soma de ambas seria igual à desigualdade de renda total. A presente pesquisa faz a mesma análise, mas tendo como foco o estado de São Paulo ao invés do mundo e utilizando-se da variável rendimento mensal domiciliar - dada pelo Censo - dividida pelo número de moradores por domicílio. A radiografia da desigualdade de renda no Estado é feita nos seguinte níveis de agregação: Mesorregiões...

Relação entre o consumo de energia elétrica, a renda e a caracterização econômica de famílias de baixa renda do município de São Paulo

Francisco, Eduardo de Rezende
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
56.85%
Esta pesquisa teve como principal objetivo examinar a relação entre Consumo de Energia Elétrica e Renda Familiar nos domicílios do município de São Paulo. Investigou-se a utilidade do consumo de energia elétrica como base para um indicador que possibilite a extensão e o refinamento do Critério de Classificação Econômica Brasil para estimar o poder de compra da população em geral. A pesquisa dividiu-se em dois níveis de investigação. O primeiro, domiciliar, para o qual foram utilizados três conjuntos de dados oriundos de pesquisas domiciliares (Pesquisa ABRADEE, Pesquisa de Posses e Hábitos do PROCEL, e Pesquisa de Microcrédito da Baixa Renda da FGV-EAESP). O segundo nível, territorial, investigou indicadores de renda, consumo de energia elétrica e classe econômica agregados por áreas de ponderação (conjunto de setores censitários), e utilizou microdados do Censo Demográfico 2000 do município de São Paulo em conjunto com a base de domicílios da AES Eletropaulo. A investigação domiciliar mostrou que não há vantagens na substituição plena da aplicação do Critério Brasil pela coleta de indicadores de consumo de energia elétrica em levantamentos domiciliares. No entanto, o uso combinado do Critério Brasil...

Indicadores de renda baseados em consumo de energia elétrica : abordagens domiciliar e regional na perspectiva da estatística espacial

Francisco , Eduardo de Rezende
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
56.86%
Com o objetivo de avaliar o uso do consumo de energia elétrica como indicador socioeconômico, esta pesquisa analisa informações em dois níveis de agregação geográfica. No primeiro, sob perspectiva territorial, investiga indicadores de Renda e Consumo de Energia Elétrica agregados por áreas de ponderação (conjunto de setores censitários) do município de São Paulo e utiliza os microdados do Censo Demográfico 2000 em conjunto com a base de domicílios da AES Eletropaulo. Aplica modelos de Spatial Auto-Regression (SAR), Geographically Weighted Regression (GWR), e um modelo inédito combinado (GWR+SAR), desenvolvido neste estudo. Diversas matrizes de vizinhança foram utilizadas na avaliação da influência espacial (com padrão Centro-Periferia) das variáveis em estudo. As variáveis mostraram forte auto-correlação espacial (I de Moran superior a 58% para o Consumo de Energia Elétrica e superior a 75% para a Renda Domiciliar). As relações entre Renda e Consumo de Energia Elétrica mostraram-se muito fortes (os coeficientes de explicação da Renda atingiram valores de 0,93 a 0,98). No segundo nível, domiciliar, utiliza dados coletados na Pesquisa Anual de Satisfação do Cliente Residencial, coordenada pela Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia Elétrica (ABRADEE)...

Renda e gastos com educação de nível superior

Thomé, Francisco Augusto Seixas
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
56.66%
O estudo em questão pretende verificar, o quão é inelástico o gasto com a educação de nível superior em relação à renda. Verificamos que os domicílios com maior renda há um gasto maior dos que os de menor renda. O que também foi verificado no Brasil é que, quanto maior a renda, maior é o gasto com educação de nível superior, porém esta correlação é inelástica, ou seja, com um aumento de 1,0% na renda mensal, acarreta 0,31% de aumento na despesa mensal com educação de nível superior. Quanto à proporção de gastos com educação na renda domiciliar, há evidências que com o aumento da renda em domicílios de certas Regiões Geográficas, há uma destinação de um percentual menor de sua renda para com os gastos em educação superior do que em outras regiões, conforme foi verificado. Isto leva a crer que em domicílios com um nível de renda maior, esta alteração de renda não influenciará tanto em sua decisão de investir mais em educação para ter um curso universitário de melhor qualidade de ensino. Pode-se observar que entre as regiões brasileiras, há diferenças que muitas vezes são oriundas da quantidade de moradores e diferenças educacionais, muitas vezes no próprio domicílio. Nos domicílios de maior renda...

Indicadores de housing affordability para o mercado brasileiro

Ramirez, Guilherme Lisboa
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.51%
A análise da evolução dos indicadores de housing affordability permite acompanhar o comportamento do poder de compra de um imóvel. A metodologia utilizada nesta dissertação, ao considerar toda a distribuição da renda domiciliar e do preço dos imóveis, uma vez que as mesmas possuem assimetrias diferentes, possibilita analisar estes indicadores para diferentes segmentos da população. A aplicação desta metodologia para o mercado brasileiro possibilitou observar que a capacidade de compra se reduziu nos últimos anos devido, principalmente, ao aumento do preço dos imóveis a uma taxa maior do que a variação da renda combinada com a flexibilização das condições de credito imobiliário.

Vinculação entre qualidade da educação, IDEB e renda domiciliar: reflexões acerca das escolas da rede municipal de Montes Claros - MG

Luciana, Lenoir Santos; Ferreira, Maria da Luz Alves
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.45%
buscam refletir, criticamente, como a educação e os processos de estratificação são tratados no contexto contemporâneo mediante os paradigmas neoliberais. Desse modo, esboça breves considerações acerca da trajetória das políticas de financiamento da educação brasileira e do seu respectivo sistema de avaliação por meio do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - IDEB. Ressalta a correlação entre o IDEB das escolas da rede municipal e a renda familiar da cidade de Montes Claros localizada no Norte de Minas Gerais. Ressalta a necessidade uma abordagem multidimensional capaz de interpretar as fragmentações e os deslocamentos contidos em um contexto social que ultrapassem as variáveis oriundas da política de incentivo financeiro aos municípios e às escolas que atingem as metas previstas pelo IDEB. This article presents theoretical considerations that seek to reflect critically on how education and stratification processes are treated in the contemporary context by the neoliberal paradigm. Thus, outlines briefly discusses the trajectory of the funding policies of Brazilian education and its accompanying assessment system through the Index of Basic Education Development - IDEB. Emphasizes the correlation between IDEB of municipal schools and the family income of the city of Montes Claros located in northern Minas Gerais. Emphasizes the need a multidimensional approach capable of interpreting the fragmentations and displacements contained in a social context beyond the variables from the financial incentive policy to municipalities and schools that reach the targets set by IDEB.

Dinâmica populacional, uso da terra e geração de renda: uma análise longitudinal para domicílios rurais na Amazônia equatoriana

Barbieri,Alisson F.; Bilsborrow,Richard E.
Fonte: Nova Economia Publicador: Nova Economia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.57%
A área em estudo neste artigo, no Norte da Amazônia equatoriana, é a principal região de colonização por migrantes no país desde os Anos 70, e tem experimentado grandes mudanças em anos recentes, incluindo rápido crescimento populacional e urbano, fragmentação de lotes rurais, mudanças nas formas de uso da terra, e aumento na oferta de trabalho assalariado fora dos lotes. Essas mudanças têm afetado de forma importante a renda e bem-estar dos colonos. Este artigo utiliza dados detalhados de uma pesquisa longitudinal de colonos migrantes em 1990 e 1991, para estimar a renda domiciliar gerada tanto a partir de atividades no próprio lote rural, quanto fora do lote. São estimados, ainda Coeficientes de Gini para a desigualdade na distribuição de terras e renda domiciliar, e avaliadas possíveis causas das mudanças na renda nos Anos 90. O artigo é finalizado com uma discussão sobre políticas que possam aliviar a pobreza e atingir um padrão de desenvolvimento mais sustentável.

Renda, desigualdade regional e saúde infantil : um estudo empírico para as regiões metropolitanas brasileiras

Carazza, Luís Eduardo Barbosa; Silveira Neto, Raul da Mota (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
56.54%
Muitos estudos na literatura econômica têm mostrado que a renda parece um importante determinante da saúde infantil. Assim, a intenção deste trabalho é investigar como variáveis pessoais, domiciliares e familiares, além da própria renda per capita, afetam a saúde infantil nas regiões metropolitanas brasileiras e se essas variáveis explicam as discrepâncias regionais na saúde infantil. Os resultados apontam que a renda domiciliar per capita mostrou-se significante em praticamente todas as regressões. Raça, gênero e número de componentes familiares também mostraram ser importantes para a determinação da saúde das crianças.

Política de transferência de renda e migração na Bahia : alguma conexão?; Cash transfers policy and migration in Bahia : any connection?

Júlia Modesto Pinheiro Dias Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.62%
Diante da crescente importância que os programas de transferência de renda vêm apresentando nos últimos anos, cabe perguntar. Será que eles têm gerado influência em áreas que não eram pretendidas? Pensando que os fluxos migratórios diferenciam-se conforme a realidade sócio-econômica e que devido às desigualdades regionais as pessoas se locomovem em busca de melhores condições de vida, faz sentido pensar que os programas que visam melhorar a condição de vida da população e por conseqüência amenizar tais desigualdades, podem acabar por influenciar a migração? Esta dissertação pretende buscar indícios de que programas de transferência de renda como a Aposentadoria Rural, o Benefício de Prestação Continuada e, principalmente, o Programa Bolsa Família (PBF), tem influenciado na dinâmica migratória no estado da Bahia. Visando o alcance desse objetivo foram analisadas informações dos Censos Demográficos de 1991 e 2000, que cobrem o início e consolidação dos dois primeiros programas, e das PNAD´s 2004 e 2009, período de implementação e crescimento da cobertura do PBF. Por intermédio de análises descritivas, contando também com registros de origem administrativa, avaliou-se a importância dos programas para a economia dos municípios baianos e o crescimento populacional vis a vis os Índices de Eficácia Migratória...

A desigualdade racial de renda no Brasil : 1976-2006

Osorio, Rafael Guerreiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
46.62%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2009.; Esta pesquisa apresenta uma análise da desigualdade racial de renda no Brasil para investigar a validade da tese de que a sua persistência se deve preponderantemente ao peso exacerbado da origem social nos processos de estratificação caracterizando um regime de baixa mobilidade, no qual há ainda o complemento de efeitos menores da discriminação racial. A origem social e a discriminação prejudicam os negros em suas trajetórias, a primeira mais do que a última por causa da associação entre raça e estratificação legada pelo passado escravista. Porém, o complemento proporcionado pela discriminação é fundamental para gerar a persistência, pois na sua ausência o regime de mobilidade induziria uma equalização racial lenta. A análise é conduzida mediante técnicas estatísticas a partir de bases de dados que contêm as respostas aos questionários aplicados de 1976 a 2006 pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, PNAD, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, com ênfase nos dados de 1976, 1986, 1996 e 2006. A desigualdade racial de renda considerada é a de renda domiciliar per capita entre brancos e negros...

O déficit habitacional brasileiro: um mapeamento por unidades da federação e por níveis de renda domiciliar; Texto para Discussão (TD) 559: O déficit habitacional brasileiro: um mapeamento por unidades da federação e por níveis de renda domiciliar; The Brazilian housing deficit: a mapping for Brazilian states and levels of household income

Gonçalves, Robson R.
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
66.72%
Este texto apresenta a distribuição do déficit habitacional brasileiro segundo níveis de renda domiciliar e por unidades da Federação. A fonte primária de informação foram os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do IBGE para 1995. Os resultados mostram um perfil altamente regressivo para o déficit habitacional, o qual afeta mais fortemente tanto os estratos de renda mais baixos quanto as regiões mais pobres do país.; 21 p.

Mercado de trabalho não metropolitano e a queda da desigualdade de renda : 1981-2009

Souza, Pedro Herculano Guimarães Ferreira de; Osorio, Rafael Guerreiro
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
56.73%
Na última década, a combinação de crescimento econômico com redução da desigualdade na distribuição interpessoal da renda gerou ganhos de bem-estar para todos e diminuição acentuada da pobreza. Porém, o desempenho não foi uniforme no território, e o foco na distribuição nacional de renda às vezes relega ao segundo plano algumas mudanças relevantes na desigualdade regional. Este trabalho mostra a evolução da renda domiciliar per capita no conjunto das nove RMs institucionalizadas no biênio 1973-1974 (Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo) e no resto do país. Em suma, a convergência da renda domiciliar per capita, motivada principalmente pelo comportamento distinto da renda do trabalho nas RMs e no resto do país, contribuiu decisivamente para a queda recente da desigualdade interpessoal de renda. Embora as RMs continuem a ser as regiões mais ricas do país, elas deixaram de ter os mercados de trabalho mais dinâmicos, sofrendo os efeitos da desconcentração produtiva que beneficia o restante do Brasil e contribui para a redução da desigualdade regional.; p. 47-54 : il.

Impactos de aposentadorias e pensões sobre a educação e a participação dos jovens na força de trabalho

Reis, Maurício Cortez; Camargo, José Márcio
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
46.61%
Os rendimentos com aposentadorias e pensões representam uma parcela importante da renda de muitos domicílios no Brasil. Argumentamos neste artigo que os valores relativamente elevados desses benefícios, ao aumentarem a renda domiciliar per capita, podem influenciar as decisões dos jovens moradores dos domicílios quanto a trabalhar e estudar. De acordo com os resultados encontrados, aumentos na renda domiciliar provenientes de aposentadorias e pensões reduzem a taxa de participação dos jovens na força de trabalho. Os resultados também indicam que essa redução na participação está associada a um aumento na proporção de jovens estudando, assim como a um aumento na probabilidade de que os jovens não estejam estudando nem participando do mercado de trabalho.; p. 221-246

Rendimentos domiciliares com aposentadorias e pensões e as decisões dos jovens quanto à educação e à participação na força de trabalho; Texto para Discussão (TD) 1262: Rendimentos domiciliares com aposentadorias e pensões e as decisões dos jovens quanto à educação e à participação na força de trabalho; Retirement and pension in the household income and the decisions of young people regarding education and participation in the workforce

Reis, Maurício Cortez; Camargo, José Márcio
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
46.61%
Os rendimentos com aposentadorias e pensões representam uma parcela importante da renda de muitos domicílios no Brasil. Argumentamos neste artigo que os elevados valores desses benefícios, ao aumentarem a renda domiciliar per capita, podem influenciar as decisões dos jovens moradores dos domicílios quanto a trabalhar e estudar. De acordo com os resultados encontrados, aumentos na renda domiciliar provenientes de aposentadorias e pensões reduzem a taxa de participação dos jovens na força de trabalho. Os resultados também indicam que essa redução na participação está associada a um aumento na proporção de jovens estudando. Entretanto, as evidências também indicam que rendimentos com aposentadorias e pensões aumentam a probabilidade de que os jovens não estejam estudando nem participando do mercado de trabalho.; 25 p.

O impacto da renda domiciliar sobre a saúde infantil no Brasil; Texto para Discussão (TD) 1397: O impacto da renda domiciliar sobre a saúde infantil no Brasil; The impact of household income on child health in Brazil

Reis, Maurício; Crespo, Anna
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
66.72%
Diversos estudos indicam que a renda domiciliar parece um importante determinante da saúde infantil. Este trabalho tem como objetivo documentar a relação entre renda e saúde das crianças no Brasil, usando três diferentes bases de dados e várias medidas de saúde. Na análise empírica, são utilizadas informações da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) de 2002/2003, do suplemento de saúde da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2003 e da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS) de 2006. Os resultados mostram que crianças mais pobres tendem a ter condições de saúde significativamente piores do que crianças mais ricas, mesmo controlando para uma série de características individuais e dos seus pais. Além disso, são apresentadas evidências de que crianças mais ricas normalmente se recuperam melhor de choques negativos de saúde. Como crianças menos saudáveis podem ter sua capacidade produtiva reduzida no futuro, os resultados apresentados neste artigo sugerem que as condições de saúde infantil no Brasil podem se constituir em um importante mecanismo de transmissão intergeracional de desigualdade nas condições socioeconômicas.; 21 p. : il.

Principais resultados da pesquisa domiciliar sobre a previdência rural na região Sul do Brasil (Projeto Avaliação Socioeconômica da Previdência Social Rural); Texto para Discussão (TD) 734: Principais resultados da pesquisa domiciliar sobre a previdência rural na região Sul do Brasil (Projeto Avaliação Socioeconômica da Previdência Social Rural); Main results of the household survey on Rural Social Security in Southern Brazil

Delgado, Guilherme; Cardoso Jr., José Celso
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
O texto apresenta parte dos resultados da pesquisa de campo realizada no 2º semestre de 1998, junto a 6 mil domicílios das regiões Sul e Nordeste do Brasil, destinada a avaliar os impactos socioeconômicos da Previdência Rural. Este sistema prima por promover uma redistribuição de renda muito importante junto a um segmento da população originária do campo e historicamente excluída das conquistas sociais do país. Os resultados mostram que a renda domiciliar das famílias contempladas com o seguro previdenciário rural está, em média, 16% acima da renda domiciliar de famílias sem acesso aos benefícios pagos pelo INSS. Isto permite manter cerca de 85% das famílias pesquisadas da região Sul e 62% das do Nordeste acima da condição de pobreza, tendo por base 1/2 salário mínimo domiciliar per capita (ou cerca de 60 dólares por ocasião da pesquisa). Nos domicílios sem acesso aos benefícios, esse índice cai para 60% na região Sul e para apenas 26,5% no Nordeste. Essa situação sustenta uma avaliação positiva do programa previdenciário rural, que tem no idoso (homens com idade superior a 60 anos e mulheres maiores de 55 anos) o centro de um processo de revitalização da economia familiar rural.; 58 p. : il.

Influência da renda domiciliar per capita na alocação do tempo dos jovens no Brasil.

Costa, Jaqueline Severino da; Universidade de Sorocaba; Becker, Kalinca Léia; Unipampa; Pavão, Andressa Rodrigues; ESALQ/USP
Fonte: Editora UFPR Publicador: Editora UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.68%
O objetivo deste estudo é analisar se políticas públicas para elevar a renda domiciliar per capita das famílias que se encontram no meio rural podem contribuir para elevar a escolaridade do jovem. O método probit bivariado foi utilizado para estimar as probabilidades de os jovens trabalharem ou frequentarem escola. Os resultados encontrados mostraram que a renda domiciliar per capita tem impactos importantes sobre a alocação do tempo do jovem. Jovens de famílias com maior renda tem mais chance frequentar a escola. Jovens de famílias pobres são os que mais precocemente entram no mercado de trabalho, principalmente na área rural.Palavras-chave: alocação do tempo; renda; biprobit.

Dinâmica populacional, uso da terra e geração de renda: uma análise longitudinal para domicílios rurais na Amazônia equatoriana

Barbieri, Alisson F.; Bilsborrow, Richard E.
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.57%
A área em estudo neste artigo, no Norte da Amazônia equatoriana, é a principal região de colonização por migrantes no país desde os Anos 70, e tem experimentado grandes mudanças em anos recentes, incluindo rápido crescimento populacional e urbano, fragmentação de lotes rurais, mudanças nas formas de uso da terra, e aumento na oferta de trabalho assalariado fora dos lotes. Essas mudanças têm afetado de forma importante a renda e bem-estar dos colonos. Este artigo utiliza dados detalhados de uma pesquisa longitudinal de colonos migrantes em 1990 e 1991, para estimar a renda domiciliar gerada tanto a partir de atividades no próprio lote rural, quanto fora do lote. São estimados, ainda Coeficientes de Gini para a desigualdade na distribuição de terras e renda domiciliar, e avaliadas possíveis causas das mudanças na renda nos Anos 90. O artigo é finalizado com uma discussão sobre políticas que possam aliviar a pobreza e atingir um padrão de desenvolvimento mais sustentável.

Participação da mulher no mercado de trabalho e desigualdade da renda domiciliar per capita no Brasil: 1981-2002; Participação da mulher no mercado de trabalho e desigualdade da renda domiciliar per capita no Brasil: 1981-2002

Hoffmann, Rodolfo; Leone, Eugênia Troncoso
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.87%
Este artigo analisa a evolução da participação da mulher no mercado de trabalho, a contribuição dos seus rendimentos para a renda domiciliar e o impacto desses rendimentos na desigualdade da renda domiciliar per capita no Brasil, no período 1981-2002. Os dados utilizados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Utiliza-se a decomposição do índice de Gini conforme parcelas do rendimento. Essa metodologia permitiu constatar, de um lado, uma diminuição da contribuição da renda do trabalho masculino e, de outro, um crescimento da contribuição da renda do trabalho das mulheres, bem como da renda proveniente de aposentadorias e pensões, para a desigualdade da distribuição da renda domiciliar per capita. O aumento da contribuição da renda do trabalho feminino para a desigualdade reflete, essencialmente, forte aumento da proporção dessa parcela no rendimento domiciliar.; This study analyses the evolution of woman labor force participation in the labor market, the contribution of their earnings to household income and its impact on the inequality of per capita household income distribution, in Brazil, for the period 1981-2002. The data set is provided by the National Household Sample Survey (PNAD). The decomposition of the Gini index by factor components shows that...