Página 1 dos resultados de 5 itens digitais encontrados em 0.044 segundos

Modelo experimental de conjuntivite alérgica crônica em camundongos; Experimental model of chronic allergic conjunctivitis in murines

Machado, Marco Antonio de Campos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
106.53%
INTRODUÇÃO: A conjuntivite alérgica é a forma mais comum de doença alérgica que afeta o olho. Neste trabalho, desenvolvemos um modelo murino reprodutível e simular a doença humana, para possibilitar o estudo dos mecanismos fisiopatológicos da conjuntivite alérgica crônica. MÉTODOS: Imunizamos os camundongos BALB/c e C57Bl/6 com extrato do ácaro Dermatophagoides pteronyssinus (Dpt). Foi realizada a dissecção dos linfonodos ilíacos e para-aórticos, e a enucleação dos olhos. O plasma obtido pela punção cardíaca foi utilizado para a dosagem de IgE e IgG totais e específicas para Dpt. Os olhos enucleados foram enviados para estudo anátomo-patológico da conjuntiva e córnea. RESULTADOS: 1) Houve uma diferença estatisticamente significante entre as duas linhagens (BALB/c e C57Bl/6) para os grupos imunizados com 5 ?g e 500 ?g na gradação clínica e histopatológica, dosagens de IgE Total e Específica, proliferação de linfócitos específica para Dpt e IgG Específica, e na dosagem das IL-5, IL-8 e IL-13; 2) Os níveis de IgG Total não se mostraram significantes para as duas linhagens nos grupos imunizados com 5 ?g e 500 ?g; 3) Os níveis de IL-4 e IL-10 tiveram uma diferença significante nos animais da linhagem BALB/c imunizados com 5 ?g e 500 ?g...

Modelo experimental de conjuntivite alérgica: efeito do tratamento farmacológico com a proteína anti-inflamatória galectina - 1

Mello-Bochi, Cláudia Bosnic
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 106 f. : il. color., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
66.36%
Pós-graduação em Genética - IBILCE; Allergic conjunctivitis (AC) is a complex disease of the immune system which includes mast cell degranulation in the conjunctiva and release of mediators that trigger inflammatory cell infiltration in this mucous membrane. Among the anti-inflammatory mediators, we highlight the protein galectin-1 (Gal-1) which regulates the process of leukocyte transmigration, release of cytokines and mast cell degranulation. However, its role in ocular inflammation has been little studied. BALB/c male mice were sensitized subcutaneously with 5μg of ovalbumin (OVA) on days 0 and 7 and challenged by eye drops containing OVA (250 μg) once daily (days 14, 15 and 16). For pharmacological treatment (days 14-16) animals received intraperitoneally recombinant Gal-1 (rGal-1; 0.3 μg /animal) or dexamethasone (Dex; 1 mg/kg). The clinical score was performed twenty minutes after OVA challenge (days14-16). After 4 and 24 hours of last OVA challenge, the animals were sacrificed and the followed analyses were performed: histopathology and quantification of inflammatory cells in the bulbar conjunctiva and blood; plasma anti-OVA IgE levels by ELISA; cytokines (IL-2, IL-4, IL-5, IL-10, IL-13, TNF-α and IFN-γ) and chemokines (RANTES...

Avaliação da osmolaridade da lágrima em cães atópicos com conjuntivite alérgica

Lourenço, Maria do Guadalupe Mègre Pires de Carvalho
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 16/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
86.5%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A osmolaridade do filme lacrimal é um parâmetro útil para avaliar a qualidade da lágrima. Esta representa a concentração de catiões (sódio, potássio, cálcio, magnésio, ferro e cobre) e de aniões (cloretos, carbonatos e fosfatos) dissolvidos na porção aquosa da lágrima. O objectivo deste estudo é avaliar a osmolaridade do filme lacrimal em cães atópicos com conjuntivite alérgica (CA). A CA é muito prevalente nos cães que têm dermatite atópica (DA). No entanto esta afeção é um diagnóstico de exclusão, pois não existe um teste simples e eficaz para a diagnosticar. Foi incluído no estudo um grupo controlo (n=20) e um grupo de cães atópicos com sinais de CA (n=20). Todos os animais foram sujeitos a exame dermatológico, bem como a exame oftálmico para avaliação dos sinais clínicos de CA (quemose, prurido, epífora, hiperémia conjuntival, corrimento ocular e presença de doença da córnea) e sua classificação numa escala de 0-3. Adicionalmente o grupo dos atópicos foi classificado segundo a escala CADESI-03. Avaliou-se a osmolaridade do filme lacrimal com o sistema TearLab osmolarity® (TearLab Corp., San Diego, E.U.A.). O estudo estatístico foi realizado com GraphPad Instat® recorrendo aos testes de Mann- Whitney e regressão linear. Após avaliação dos dados...

Os testes de provocação conjuntival na avaliação da eficácia da imunoterapia alergénio-específica rush na dermatite atópica canina

Rico, Ana Sofia Moreira Vaz
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.3%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A atopia é uma doença frequente no cão, mas pouco se sabe acerca do envolvimento ocular, desconhecendo-se a prevalência e o impacto da conjuntivite alérgica (CA) na dermatite atópica canina (DAc). O teste de provocação conjuntival (TPC) é um modelo útil ao seu estudo, sendo utilizado na avaliação da eficácia de várias formas de tratamento, incluindo a imunoterapia alergénio-específica (ITAE). Através da realização de TPC em pacientes atópicos com sensibilização a Dermatophagoides farinae (Df) pretendeu-se avaliar a contribuição deste alergénio nas manifestações oculares e a eficácia da imunoterapia alergénio específica rush (ITAEr) na remissão dos sinais oculares e cutâneos. Foram incluídos no estudo 15 pacientes (n=15) com diagnóstico de DAc e sinais compatíveis com CA. Numa primeira fase todos os animais foram submetidos a TPC para Df e avaliados quanto ao prurido e quanto à gravidade das lesões dermatológicas através do Canine Atopic Dermatitis Extend and Severity Index (CADESI-03). O TPC foi realizado com doses crescentes do alergénio (0.08, 0.4 e 2 BU/mL) até ao aparecimento de um score positivo (≥6), dado pelo somatório das classificações de hiperémia conjuntival...

Expressão do gene da interleucina-10 na conjuntivite alérgica canina

Côrte-Real, Mónica Sofia de Albuquerque
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 05/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
106.69%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A conjuntivite alérgica canina (CAc) é uma doença cuja manifestação clínica ocorre nas pálpebras, na conjuntiva e/ou na córnea. Caracteriza-se por reações de hipersensibilidade do tipo I e integra frequentemente a sintomatologia da dermatite atópica canina (DAc). Através do estudo realizado no âmbito da presente dissertação de mestrado, pretende-se contribuir para a caracterização da resposta imunitária da CAc. Nesse sentido, um grupo controlo formado por animais saudáveis (n=10) e um grupo de animais atópicos com conjuntivite alérgica (CA) (n=10) integraram a presente experiência. Ambos foram submetidos a um exame dermatológico e oftalmológico completos, em que se procedeu, apenas para o grupo atópico, à classificação da gravidade das lesões com o Canine Atopic Dermatitis Extent and Severity Index – fourth version (CADESI-4), bem como à avaliação quantitativa dos sinais clínicos de CAc (corrimento ocular, epífora, hiperémia conjuntival, prurido, quemose e queratite concomitante) através da atribuição de um valor entre 0 (ausente) e 3 (grave). Subsequentemente, após a aplicação tópica ocular de anestésico, uma amostra de conjuntiva palpebral medindo cerca de 2x2 mm foi colhida e submetida a quantificação...