Página 1 dos resultados de 3490 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

O mediador de seguros e a fidelização

Correia, Vítor Manuel
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.11%
A temática do presente trabalho centra-se na fidelização do cliente ao mediador de seguros e análise da respetiva satisfação. Recorreu-se à revisão de literatura com intuito de ajudar a compreender melhor os conceitos com relevo para o estudo, como a satisfação e a fidelização. Realizou-se um estudo junto de clientes, de uma companhia de seguros do distrito de Bragança, objetivando avaliar o grau de satisfação e de fidelização bem como a exposição dos mediadores de seguros a ameaça de novos players no mercado como canais de distribuição alternativos e emergentes. Saber até que ponto o aumento exponencial de utilizadores da internet, com acesso cada vez mais universal e facilitado em todo o tipo de ambiente, potenciado com o surgimento de novas tecnologias (smartphones, tablets), ferramentas informáticas, o crescimento das empresas que operam via telefone, com publicidade ‘agressiva’ e baixos custos, e os canais bancário, telefónico e internet são uma ameaça real à atividade em análise. Desta forma, o estudo assentou na aplicação de um inquérito por questionário a uma amostra residente no distrito de Bragança com mais de 20 anos de idade. Foram aplicados 500 questionários, número entendido como necessário para que a amostra possa inferir resultados fiáveis à população...

Assessoria de seguros: um caminho para a massificação do seguro de automóvel : estudo de caso da Megaset Administradora de Seguros Ltda

Scherer Junior, Paulo Romulo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.08%
Este trabalho compreende um estudo sobre a implementação da atividade de assessoria de seguros na Megaset Administradora de Seguros Ltda. Utilizou-se o método de estudo de caso, subsidiado por atividades de natureza exploratória. Neste documento são abordados tópicos como definição da atividade de assessoria de seguros (nova modalidade de serviço no mercado securitário), estratégia de marketing, marketing de serviços, análise de forças e fraquezas e identificação de ameaças e oportunidades. Foram realizadas entrevistas com as partes interessadas no tema, assim como uma pesquisa para obtenção de dados secundários e documentos internos da organização. O objetivo principal do trabalho é propor ações que contribuam para a elaboração de estratégias na empresa estudada, a fim de torná-la referência em sua atividade. Neste sentido, foram sugeridas ações estratégicas de curto, médio e longo prazo orientadas para os objetivos e as potencialidades da Megaset Administradora de Seguros Ltda.

Um modelo para a gestão da qualidade no processo de prestação de serviços de seguros

Silva, Mary Aparecida Ferreira da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.17%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O objetivo deste trabalho é apresentar um modelo para a gestão da qualidade no processo de prestação de serviços de seguros, centrando a atenção na relação entre corretores de seguros e clientes com base na análise de uma pesquisa realizada para este fim. Esta pesquisa buscou, entre os consumidores de seguros para veículos automotores, os aspectos mais importantes relacionados ao momento da venda, do pós-venda e aspectos gerais do profissional corretor de seguros. O trabalho foi iniciado com uma pesquisa bibliográfica para fundamentar teoricamente a dissertação dentro de conceitos de qualidade, serviços, atendimento ao cliente e a função do corretor de seguros para veículos automotores. Com o intuito de verificar o grau de importância atribuído aos aspectos relacionados ao atendimento no serviço de seguros, foi realizada a pesquisa qualitativa com consumidores desta modalidade de seguro em duas etapas, a primeira por meio de observação de grupos de consumidores e grupos de foco, a segunda, utilizando-se de questionário com perguntas abertas e fechadas, que foi respondido pelos consumidores com perfil pré-estipulado. Para ter condições de avaliar o padrão esperado (opinião dos consumidores) e o padrão real (opinião dos corretores)...

Um modelo de qualidade gerencial para o processo de prestação de serviços entre plataformas de seguros e corretores de seguros

Rocha, Alex
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 133 f.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O objetivo deste trabalho é apresentar um modelo de qualidade gerencial para o processo de prestação de serviços entre plataformas de seguros e corretores de seguros, centrando a atenção no atendimento que os corretores de seguros passam a ter quando vinculados a uma plataforma de seguros, com base na análise de uma pesquisa realizada para este fim. Esta pesquisa buscou, entre os corretores de seguros atendidos pela plataforma de seguros, verificar os aspectos físicos, a agilidade e a qualidade dos serviços prestados pela plataforma. O trabalho foi iniciado com uma pesquisa bibliográfica para fundamentar teoricamente a dissertação dentro de conceitos de qualidade, serviços, atendimento ao cliente e a função da plataforma de seguros. Com o intuito de verificar o grau de importância atribuído aos aspectos relacionados ao atendimento e prestação de serviços realizados pela plataforma, foi realizada a pesquisa qualitativa com consumidores desta modalidade de atendimento securitário em duas etapas, utilizando-se de questionário com perguntas abertas e fechadas, que foi respondido pelos consumidores com perfil pré-estipulado. Para ter condições de avaliar o padrão esperado (opinião dos consumidores) e o padrão real (opinião dos corretores)...

O mutualismo no setor de seguros brasileiro

Silveira, Wemerson
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 41 f.
Português
Relevância na Pesquisa
37.08%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; O tema do presente estudo é o mutualismo no setor de seguros brasileiro. O estudo se propõe a relatar o papel que o seguro moderno representa para a sociedade, para os governos e principalmente na conservação de riquezas e caracterizar a prática do mutualismo como alavanca de um processo importantíssimo para as economias de todo o globo. Assim, a questão que fundamenta este estudo é: Quais as oportunidades para o setor de seguros brasileiro, inserido na ótica do mutualismo? O motivo que levou à escolha pelo tema foi a familiaridade com o assunto, considerando que o autor deste estudo trabalha no ramo de seguros e, no decorrer de sua vida profissional, acompanhou as mudanças pelas quais o setor passou e a influência das transformações ocorridas no cenário internacional. O desenvolvimento deste estudo está dividido em dois capítulos. O primeiro capítulo conceitua o seguro sob diferentes enfoques: na visão de base atuarial, na linha jurídica, em relação ao seu aspecto técnico, do ponto de vista econômico e na visão do consumidor de seguros. Neste capítulo, são definidas também as características básicas do seguro (previdência...

Os seguros de saúde privados como complemento ou alternativa ao serviço nacional de saúde?: estudo de caso: a Marinha Portuguesa

Silva, Cátia Sofia Ferreira da
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.11%
Dissertação de Mestrado em Gestão e Políticas Públicas; Esta investigação pretende relacionar duas realidades distintas com um elemento em comum: a saúde. Com efeito, tanto o SNS como os seguros de saúde privados pretendem dotar os cidadãos de cuidados de saúde em caso de necessidade. Mas, qual é o papel destes últimos relativamente ao primeiro? Representam uma alternativa ou um complemento ao SNS? Da análise efectuada foi possível concluir que, por ora, os seguros de saúde privados funcionam apenas enquanto complemento ao SNS. Esta conclusão foi corroborada não só pela pesquisa bilbiográfica efectuada como também pelo administrador de uma companhia de seguros de saúde e pelas respostas dadas ao questionário produzido e distribuído a elementos da instituição alvo de estudo de caso: a Marinha Portuguesa. A possibilidade de subscrever seguros de saúde privados a preços mais baixos através do Protocolo estabelecido entre a Marinha Portuguesa e uma Companhia de Seguros de Saúde traduzse numa mais-valia, mas ainda representa um esforço elevado no orçamento familiar. Dificilmente a população portuguesa aceitaria que o SNS passasse a ser facultativo em parceria com os seguros de saúde privados na medida em que é considerado por muitos como um direito adquirido...

Os efeitos da crise financeira na procura de seguros e perfis dos segurados

Guedes, Guilherme José Ribeiro
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.11%
Mestrado em Finanças; A presente investigação examina os efeitos da recente crise financeira no comportamento individual na procura de seguros e perfis dos segurados (seguros do ramo vida). A investigação empírica é baseada em dados do Survey of Health Ageing and Retirement in Europe (SHARE), wave 2 (2007) e wave 4 (2010). O SHARE destina-se a indivíduos com idade igual ou superior a 50 anos, pelo que apenas foram considerados na presente investigação inquiridos entre os 50 e 86 anos. Foram definidas três amostras: (i) países comuns em ambas as waves (conjunto de 12 países); (ii) novos países estudados na wave 4 (incluindo Portugal); (iii) e mesmo indivíduo inquirido em ambas as waves. As diferentes especificações foram testadas através de modelos Probit, adotando como variável dependente a posse de seguros de vida. Foram ainda estudados dois tipos de seguros de vida que são analisados de forma autónoma pela literatura: term life e whole life. Os resultados obtidos sugerem a existência de alterações comportamentais, após a crise, a nível da procura individual de seguros de vida, pois características como o género, a aversão ao risco financeiro e a situação face ao emprego, ganham importância. Por sua vez...

Consorcio de Compensación de Seguros y exclusión convencional de la regla proporcional (STS de 22 de julio de 1991)

Alonso Espinosa, Francisco José
Fonte: La Ley Publicador: La Ley
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.08%
La inundación como riesgo extraordinario y los derechos de los perjudicados ante el consorcio de compensación de seguros. Seguros a "primer riesgo" y seguro global a prima media a la luz de la STS de 22 de julio de 1991.

A crise financeira: (des)proteção dos credores de seguros na (in)solvência das seguradoras.

Pinto, Mário Henrique de Andrade e Silva Santos
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
Desde 2007 assistimos a uma grave crise financeira mundial, apenas igualada pelo «Crash» de 1929. E com ela pudemos constatar a fragilidade do sistema segurador, arrastado pela dramática desvalorização dos principais índices dos mercados de capitais. O hipotético estado de insolvência de uma empresa de seguros é algo que inquieta todos os agentes da actividade seguradora e que preocupa todos aqueles que nela depositam confiança para que cuidem das suas poupanças e dos seus riscos como sejam os tomadores de seguros, os beneficiários, os lesados titulares de indemnizações. É por isso necessário que as empresas de seguros se encontrem dotadas de instrumentos que lhes possibilitem a análise e o controlo do seu desempenho através de técnicas específicas cuja função consiste no fornecimento de alertas preventivos da sua condição financeira. Por outro lado o sector segurador deverá sempre contar com uma entidade reguladora que exerça um controlo activo, mas prudencial, capaz de assegurar que a actividade financeira das empresas de seguros se paute por níveis de consistência e credibilidade geradores de confiança no mercado segurador. Por fim, e não menos importante, o Estado deve contribuir com a introdução de mecanismos legais esclarecidos e esclarecedores tendentes à adequação da insolvência das empresas de seguros às normas processuais instituídas...

A crise financeira: (des)proteção dos credores de seguros na (in)solvência das seguradoras.

Pinto, Mário Henrique de Andrade e Silva Santos
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
Desde 2007 assistimos a uma grave crise financeira mundial, apenas igualada pelo «Crash» de 1929. E com ela pudemos constatar a fragilidade do sistema segurador, arrastado pela dramática desvalorização dos principais índices dos mercados de capitais. O hipotético estado de insolvência de uma empresa de seguros é algo que inquieta todos os agentes da actividade seguradora e que preocupa todos aqueles que nela depositam confiança para que cuidem das suas poupanças e dos seus riscos como sejam os tomadores de seguros, os beneficiários, os lesados titulares de indemnizações. É por isso necessário que as empresas de seguros se encontrem dotadas de instrumentos que lhes possibilitem a análise e o controlo do seu desempenho através de técnicas específicas cuja função consiste no fornecimento de alertas preventivos da sua condição financeira. Por outro lado o sector segurador deverá sempre contar com uma entidade reguladora que exerça um controlo activo, mas prudencial, capaz de assegurar que a actividade financeira das empresas de seguros se paute por níveis de consistência e credibilidade geradores de confiança no mercado segurador. Por fim, e não menos importante, o Estado deve contribuir com a introdução de mecanismos legais esclarecidos e esclarecedores tendentes à adequação da insolvência das empresas de seguros às normas processuais instituídas...

Dinamização de mediadores de seguros

Moreira, Nuno Alexandre Pais
Fonte: Intituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Intituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.08%
Orientado por: Professor Doutor Eduardo Sá e Silva Co-Orientado por: Professor Doutor José Pedro T. Fernandes Júri Presidente: Professora Doutora Cristina Melo Vogais: Professora Doutora Paula Odete Fernandes Professor Doutor Eduardo Sá e Silva Professor Doutor José Pedro T. Fernandes; Projecto apresentado ao Instituto Politécnico do Porto para obtenção do grau de Mestre em Gestão das Organizações, Ramo de Empresas; Mestrado em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas; O seguro (quase) sempre existiu, mudando, apenas, as respectivas formas, objectos e objectivos, que se foram moldando e adaptando à evolução rápida e contínua da sociedade através dos tempos. Desde a antiguidade, quando as condições de vida eram ligadas à natureza e os acontecimentos futuros pareciam depender da sorte ou de circunstâncias alheias à vontade dos homens, as sociedades mais organizadas tentaram encontrar meios para diminuir os riscos envolvidos nas suas actividades. Na própria pirâmide da hierarquia das necessidades proposta por Abraham Maslow, a necessidade de segurança surge logo a seguir às necessidades mais básicas que o homem tem, como a fome, sede, sexo, etc. Assim, a necessidade de segurança assume um papel fundamental na nossa vida...

Desarrollo de un plan estratégico de mercadeo para la agencia de seguros Risk Seguros

Fonte: Universidad Autónoma de Occidente; Mercadeo y Negocios Internacionales Publicador: Universidad Autónoma de Occidente; Mercadeo y Negocios Internacionales
Tipo: Bachelor Thesis; Proyecto de Grado Formato: PDF
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
RISK Seguros fue fundada en el año 2007 por el Señor Adrian Ocampo quien posteriormente vende su razón social a Vivian Terranova quien es hoy propietaria y gerente la cual cuenta trabajo por 15 años en CIA de seguros Seguros Bolívar, lo cual la formo y le dio un vasto conocimiento tanto operativo como comercial en el tema de seguros, a la fecha la cartera de RISK a tenido un crecimiento importante en cuanto a producción en pesos y cantidad de clientes, motivo por el cual se ha podido generar empleo llegando a la contratación de dos personas que pertenecen a la nomina de RISK quedando así conformada por 3 funcionarios. Risk seguros en su posición de agencia de seguros comercializa los productos de cualquiera de las compañías aseguradoras a las cual está vinculada como por ejemplo: RSA, Allianz, seguros Bolívar, Colpatria, Mapfre, Aseguradora Solidaria, trabajando para el tomador y representándolo ante la aseguradora, también actúa en nombre de sus clientes cancelando pólizas (con autorización expresa del tomador) o trasladándolas a otras aseguradoras y gestiona directamente las reclamaciones de sus clientes, con previa autorización del Tomador/Asegurado, además de realizar las respectivas renovaciones de las pólizas que se vencen. A demás Intermediar entre las compañías y los tomadores de seguros como guías especializados en medio del complejo mundo de la oferta y la demanda. Ya que la Ley confiere al agente de seguros la facultad de representar a su Cliente ante la compañía...

Creación de empresas "AC Seguros"

Fonte: Universidad Autónoma de Occidente; Mercadeo y Negocios Internacionales Publicador: Universidad Autónoma de Occidente; Mercadeo y Negocios Internacionales
Tipo: Bachelor Thesis; Creación de empresa Formato: PDF
Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
En éste documento se pretenden mostrar los pasos necesarios para la creación de una Agencia de Corredores de Seguros, y a su vez la situación positiva dentro del mercado asegurador. AC SEGUROS es una nueva empresa que desea incursionar en el mercado de las Agencias Corredoras de Seguros, teniendo como unidades de negocio y respaldo profesional grandes empresas aseguradoras como Seguros del Estado, MAPFRE Seguros, Seguros Bolívar, Suramericana de Seguros, entre otros. Actualmente su enfoque principal será el sector de las microempresas, dadas las condiciones favorables en la adquisición de seguros colectivos, tanto para el cliente como para la empresa aseguradora. Inicialmente la Agencia Corredora de Seguros estará ubicada entre las calles 72 y 78 de la Avenida Pasoancho, debido a su ubicación estratégica y la cercanía con diferentes concesionarios de vehículos

Factores que inciden en los intermediarios para la elección de la compañía de seguros de sus clientes en Medellín [recurso electrónico] / Erika María Giraldo Mejía

Giraldo Mejía, Erika María
Fonte: Universidad EAFIT; Maestría en Administración - MBA; Escuela de Administración. Departamento de Organización y Gerencia Publicador: Universidad EAFIT; Maestría en Administración - MBA; Escuela de Administración. Departamento de Organización y Gerencia
Tipo: masterThesis; Tesis de Maestría; acceptedVersion
Português
Relevância na Pesquisa
37.17%
1 CD-ROM; Son múltiples los aspectos que deben ser considerados por parte de los usuarios finales de los diferentes tipos de seguros existentes en el mercado, al momento de elegir una compañía de seguros, a su vez son aspectos que se tornan tan complejos para personas del común, que poco o nada conocen de seguros, que es entonces cuando vemos como cada vez, cobra más fuerza el papel de los intermediarios de seguros –en adelante intermediarios– pues son ellos quienes conocen no sólo de aspectos relevantes como precios, productos, coberturas, licencias, solidez y respaldo de las compañías aseguradoras, sino que además son quienes tienen la experiencia de haber asistido con sus clientes a momentos de verdad (siniestros), lo que los faculta para emitir juicios respecto a dichos aspectos. Sin duda alguna, más que la publicidad, son las experiencias positivas o negativas de personas allegadas, la mejor forma de evaluar la calidad y servicio de las aseguradoras. Es de esta forma como se van creando vínculos valiosos de confianza entre los consumidores finales de los seguros y los intermediarios de los mismos, pues en momentos cruciales como lo son los siniestros, los intermediarios saben que deben entregar a sus clientes más de lo que necesitan. Eso es lo que se entendería como: “Cumpla más uno”. (Balanchard...

Plan de mejoramiento en el servicio de reclamaciones en la compañía estatal de seguros la previsora S.A.

Quiñonez, Sandra M.; Suarez Caballero, Fabio.
Fonte: ecacen; UNAD Publicador: ecacen; UNAD
Tipo: Proyecto_Aplicado_o_Tesis Formato: pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.11%
Graficas, tablas, anexos; La compañía estatal “La Previsora S.A.”, es una organización dedicada a comercializar seguros para todo tipo de vehículos, donde se pretende además, presentar un plan de mejoramiento para el desarrollo de los procesos comprometidos en el área de las reclamaciones de manera que mediante la agilización de los trámites necesarios se logre un mayor rendimiento de los agentes involucrados y por consiguiente la actuación competitiva en el sector de los seguros, respecto a las otras entidades de su género tanto en el ámbito oficial como privado. Esta compañía lleva en el mercado de seguros alrededor de unos cincuenta y tres (53) años, cuyo fin es el de celebrar y ejecutar contratos de Seguro, coaseguro y reaseguro que amparen los intereses asegurables que tengan las personas naturales o jurídicas privadas en las diferentes localidades de la ciudad de Bogotá y fuera de ésta. Debido a la situación ubicada en el Departamento de reclamaciones de la compañía estatal de seguros con respecto a las demoras y el deficiente desempeño por parte de los empleados de la misma área, viéndose reflejados en las constantes quejas de los clientes que tiene asegurados sus vehículos. Por tanto, se debe proceder a realizar algunas capacitaciones al personal que labora allí para agilizar dicha tramitología. De acuerdo a lo anterior...

Liderazgo transformador: análisis preliminar del estudio de caso de las aseguradoras del Grupo Empresarial Bolívar (Compañía Seguros Bolívar S.A., Seguros Comerciales Bolívar S.A. y Capitalizadora Bolívar S.A.)

Amaya Espitia, Norbey Yesid
Fonte: Facultad de administración Publicador: Facultad de administración
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterThesis; info:eu-repo/semantics/submittedVersion Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
El presente estudio de caso es el análisis preliminar de una investigación más amplia sobre el liderazgo ejercido en las empresas aseguradoras del grupo Empresarial Bolívar (Compañía Seguros Bolívar S.A., Seguros Comerciales Bolívar S.A. y Capitalizadora Bolívar S.A.), denominadas en el documento Seguros Bolívar. Inicialmente se analizó, conceptualizó e identificó las dimensiones del liderazgo transformador planteado por el doctor Alberto Espinosa, después se describe brevemente la cultura corporativa de la organización en estudio, posteriormente se diseña y aplica la entrevista semies-tructurada a ocho altos directivos (Presidentes y vicepresidentes), y finalmente con la información obtenida se realizó el análisis categorial para inferir el grado de correspondencia del liderazgo transformador en Seguros Bolívar.; Centro de Estudios Empresariales para la Perdurabilidad; This case study is a preliminary analysis of a larger investigation on the leadership role in the group enterprise Bolívar (Compañía Seguros Bolívar S.A., Seguros Comerciales Bolívar S.A. y Capitalizadora Bolívar S.A.), referred to in the document Seguros Bolívar. Initially analyzed, conceptualized and identified the dimensions of transformational leadership raised by Dr. Alberto Espinosa...

Temas de derecho de seguros

Venegas Franco, Alejandro
Fonte: Derecho Comercial Publicador: Derecho Comercial
Tipo: info:eu-repo/semantics/bookPart; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.11%
En la obra del Profesor se encuentran los elementos que manifiestan la existencia de un Tratado del derecho de los seguros: una parte, se dedica a los actores, empresas de seguros, intermediarios de seguros y autoridades de control; otra, al contrato de seguros en general ya las diversas ramas; de la misma forma, otro segmento se aventura en los caminos de las relaciones internacionales y, especialmente, las entabladas en el marco del reaseguro, sin omitir los aspectos procedimentales. Igualmente, se incluye una síntesis concluyente de la obra: pasado, presente y futuro del derecho de los seguros en Colombia.Se reúnen en esta nueva aportación científica de unas de las voces más serias y rigurosas del derecho del seguro colombiano aportes científicos tratados a lo largo de las últimas dos décadas. La hondura intelectual, el rigor científico, el conocimiento de la realidad aseguraticia y su imbricación en el sistema financiero, la extraordinaria y solícita sagacidad jurídica del autor, doctor Venegas Franco, cobran todo su dinamismo en estos quince estudios profundos, rasgadores y reflexivos de quien es uno de los autores más reputados y prolíficos del derecho latinoamericano de los seguros.

Intermediación, concentración y eficiencia análisis de la industria de seguros de vida chilena entre los años 1990 y 2003

Parraguez Muñoz, Marcela; Sánchez Varas, Pablo
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Seminario para optar al grado de Ingeniero en Información y Control de Gestión; La evolución de la industria aseguradora en Chile ha estado marcada por el proceso de des regulación iniciado a comienzos de la década de los ochenta, y por la Reforma Previsional de 1981. La flexibilización de la normativa liberalizó el proceso de fijación de las primas cobradas por las compañías de seguros y eliminó el virtual monopolio estatal que existía en materia de reaseguro. La Reforma Previsional impulsó el crecimiento del mercado de seguros de vida y es responsable en gran medida, de la importancia creciente de la industria. Durante la década de los ‘90 existió una fuerte demanda por la contratación de Rentas Vitalicias, motivada por el alto nivel de las comisiones pagadas a los intermediarios, y por la existencia de una gran cantidad de potenciales pensionados que contaban con los requisitos para acceder a una jubilación. Sin embargo, la fuerte disminución de los tipos de interés a fines de los ‘90, produjo una disminución en las tasas de venta de Rentas Vitalicias y con ello, un decrecimiento del universo de nuevos rentistas. Posteriormente, la Reforma al Mercado de Capitales I a fines del 2001, introdujo una serie de modificaciones a la Ley de Seguros...

Planejamento estratégico de marketing: proposta para a Liberty Seguros para aprimorar o atendimento aos corretores

Scarsi, Moana
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
Português
Relevância na Pesquisa
37.21%
Monografia apresentada ao Setor de Pós-graduação da Universidade do Extremo Sul Catarinense- UNESC, para a obtenção do título de especialista em Gestão Estratégica de Finanças e Controladoria.; Com a forte concorrência no mercado seguros, este estudo foi desenvolvido visando conhecer os corretores, que são os parceiros de negócios das seguradoras intermediando contratos de seguros, desta forma, justifica-se conhecer suas necessidades, a satisfação entregue a fim de identificar oportunidades e implementar ações de marketing de relacionamento, buscando não somente o alcance dos objetivos organizacionais, mas o ganha-ganha nesse relacionamento. Devido a tais fatores, o problema deste estudo emerge: como desenvolver um plano estratégico de marketing da Liberty Seguros para aprimorar o atendimento comercial aos corretores de seguros da Associação de Municípios da Região de Laguna (AMUREL)? Foi constatado que o plano estratégico de marketing é a ferramenta adequada para solucionar o problema desta pesquisa, pois, fornece direção para os esforços de marketing, articula e materializa os inúmeros detalhes do planejamento e os converte num documento físico para a busca dos objetivos estratégicos. Como forma de responder ao problema desta pesquisa...

Tábuas de mortalidade no mercado brasileiro de seguros - uma comparação; Texto para Discussão (TD) 1047: Tábuas de mortalidade no mercado brasileiro de seguros - uma comparação; Mortality in the Brazilian insurance market - a comparison

Beltrão, Kaizô Iwakami; Sugahara, Sonoe; Silva, Danilo Cláudio da; Salles, Elder Vieira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
37.17%
A tábua de mortalidade para uma dada população é uma ferramenta importante não apenas em termos dos estudos atuariais e demográficos em geral, como também para políticas públicas e financiamento do setor privado para certos serviços ofertados no mercado. Devido a sua importância crucial na análise de problemas de diversas naturezas, uma estimativa precisa é frequentemente necessária. Tábuas de vida tornaram-se uma necessidade primordial para cálculos de seguros quando o assunto é pertinente a pessoas. Atualmente, o problema mais comum quando se lida com seguros, além da taxa de retorno, refere-se à escolha de uma tábua de vida adequada a uma dada população. O mercado de seguros brasileiro carece de tábuas de vida para sua população e tem usado tábuas estrangeiras, desenvolvidas para outros países de diferentes culturas e experiências de mortalidade. Um trabalho anterior de Beltrão e Sugahara (2002a) constrói tábuas de vida para consumidores de plano de pensões privadas com base nos dados administrativos da Superintendência de Seguros Privados (Susep) de 1998. Os mesmos autores também fizeram uso de informações fornecidas pela Siape para calcular a tábua de vida de funcionários ativos e aposentados do governo federal...