Página 1 dos resultados de 373 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Avaliação do equilíbrio postural de idosos em plataforma de força

Novo, André; Preto, Leonel; Mendes, Eugénia; Azevedo, Ana; Correia, João
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
46.28%
Objectivo: Determinar importância das diferentes variáveis do equilíbrio em pessoas idosas. Método: Os dados de equilíbrio postural foram colhidos em três testes distintos, numa plataforma de força Metitur® (posição normal olhos abertos, posição normal olhos fechados, almofada olhos abertos, almofada olhos fechados, cada um com a duração de 30 segundos). Resultados: Foram avaliadas 49 pessoas idosas (42 mulheres e 7 homens) com uma média de idades de 68,73±9,39 anos e com um IMC de 28,63±4,77. Os dados do equilíbrio postural foram os seguintes: Velocidade média do eixo x em posição normal com olhos abertos – 3,56±1,39 mm/s Velocidade média do eixo y em posição normal com olhos abertos – 6,82±2,5 mm/s Velocidade média do eixo x em posição normal com olhos fechados – 4,51±2,35 mm/s Velocidade média do eixo y em posição normal com olhos fechados – 10,96±4,75 mm/s Velocidade média do eixo x em almofada com olhos abertos – 4,37±1,67 mm/s Velocidade média do eixo y em almofada com olhos abertos – 9,29±2,86 mm/s Velocidade média do eixo x em almofada com olhos fechados – 5,59±2,62 mm/s Velocidade média do eixo y em almofada com olhos fechados – 15,01±4,29 mm/s Ao estabelecer correlações entre os vários dados obtidos...

Avaliação do equilíbrio postural de idosos em plataforma de força

Novo, André; Preto, Leonel; Mendes, Eugénia; Azevedo, Ana; Correia, João
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa , Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa , Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
46.28%
Determinar importância das diferentes variáveis do equilíbrio em pessoas idosas. Método: Os dados de equilíbrio postural foram colhidos em três testes distintos, numa plataforma de força Metitur® (posição normal olhos abertos, posição normal olhos fechados, almofada olhos abertos, almofada olhos fechados, cada um com a duração de 30 segundos). Foram avaliadas 49 pessoas idosas (42 mulheres e 7 homens) com uma média de idades de 68,73±9,39 anos e com um IMC de 28,63±4,77. Os dados do equilíbrio postural foram os seguintes: Velocidade média do eixo x em posição normal com olhos abertos – 3,56±1,39 mm/s Velocidade média do eixo y em posição normal com olhos abertos – 6,82±2,5 mm/s Velocidade média do eixo x em posição normal com olhos fechados – 4,51±2,35 mm/s Velocidade média do eixo y em posição normal com olhos fechados – 10,96±4,75 mm/s Velocidade média do eixo x em almofada com olhos abertos – 4,37±1,67 mm/s Velocidade média do eixo y em almofada com olhos abertos – 9,29±2,86 mm/s Velocidade média do eixo x em almofada com olhos fechados – 5,59±2,62 mm/s Velocidade média do eixo y em almofada com olhos fechados – 15,01±4,29 mm/s Ao estabelecer correlações entre os vários dados obtidos...

Variabilidade da atividades cerebral em resposta a estímulos vestibular e ocolomotor avaliada por fMRI; Variability of cerebral activity in response to vestibular and oculomotor stimuli evaluated by fMRI

Justina, Hellen Mathei Della
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2005 Português
Relevância na Pesquisa
46.41%
A avaliação da variabilidade inter-individual da atividade funcional é de grande importância na utilização da ressonância magnética funcional (fMRI) no contexto clínico. O objetivo principal desse estudo é analisar a variabilidade da ativação cerebral dos sistemas vestibular e oculomotor, através da fMRI em resposta à estimulação optocinética horizontal e aos movimentos de rastreio e sacade dos olhos. Para isso, imagens por ressonância magnética foram obtidas de vinte e três voluntários assintomáticos (treze para o estudo optocinético e dez para os estudos rastreio e sacade) em um scanner de 1.5 T Siemens (Magneton Vision) com seqüências do tipo EPI-BOLD. Os mapas estatísticos foram obtidos no programa Brain Voyager, utilizando o método Modelo Geral Linear. Encontramos ativação significante no córtex visual primário, ao longo do giro occipital médio e inferior, no giro temporal médio, superior e inferior, no giro pós- e pré-central, ao longo do giro frontal inferior, superior e médio, no giro supramarginal, no lobo parietal superior e inferior, na ínsula e no cíngulo anterior e posterior. Grupos de atividade também foram encontrados em estruturas subcorticais (putamen, globo pálido, corpo caloso e tálamo)...

Avaliação da função vestibular através da vertical visual subjetiva em pacientes com doença de Parkinson; Vestibular function evaluation by subjective visual vertical in patients with Parkinsons disease

Kanashiro, Aline Mizuta Kozoroski
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.42%
Introdução: A instabilidade postural é uma manifestação tardia da doença de Parkinson (DP), sendo incapacitante e um fator de risco para quedas. O comprometimento das respostas posturais na DP é provavelmente a causa mais importante das quedas. Estas respostas posturais dependem de informações vestibulares, somatossensoriais e visuais, que são integradas nos núcleos da base, tronco cerebral e medula espinhal. Este estudo avalia um possível papel do sistema vestibular na fisiopatologia da instabilidade postural através da vertical visual subjetiva (VVS). A VVS avalia o julgamento da vertical gravitacional e é um teste sensível da função otolítica. Objetivo: Analisar a VVS em pacientes com DP e comparar com os controles normais; correlacionar a direção das inclinações da VVS e o lado de maior comprometimento da doença; correlacionar a VVS com as escalas Unified Parkinsons Disease Rating Scale (UPDRS), Hoehn e Yahr (HY); determinar se as inclinações da VVS estão relacionadas à instabilidade postural. Métodos: Pacientes com DP foram submetidos a: exame neurológico completo; escalas UPDRS e HY; teste clínico para avaliação da instabilidade postural e o teste da VVS foi realizado em 45 pacientes e 45 controles normais. Resultados: As inclinações da VVS nos controles tiveram valores entre -2...

Achados da acuidade visual estática e dinâmica em pacientes com disfunção vestibular; Findings of static and dynamic visual acuity in patients with vestibular dysfunction

Sales, Renata
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.5%
SALES, R. Achados da acuidade visual estática e dinâmica em pacientes com disfunção vestibular. 106f. Tese (Doutorado) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP. Ribeirão Preto-SP, 2013. Para a obtenção da visão nítida é necessário que a imagem permaneça estável na retina, mesmo com a movimentação cefálica. As pessoas que sofrem de labirintopatias são mais sensíveis a efeitos visuais, podendo apresentar os sintomas de tontura, enjoo e oscilopsia durante a movimentação cefálica. Esse fato ocorre devido ao conflito sensorial entre o sistema vestibular e visual. O presente estudo objetivou verificar a variação da acuidade visual estática e dinâmica em pacientes com disfunção vestibular. Foram selecionados pacientes de ambos os sexos, com idade entre 14 e 88 anos de idade submetidos ao exame de vetoeletronistagmografia entre os anos de 2009 e 2011. Esses pacientes também foram submetidos ao exame de acuidade visual estática e dinâmica. Na acuidade visual dinâmica, foram pré-determinadas frequências de 0.5, 1.0, 1.5 e 2.0 Hertz para a movimentação cefálica. Os resultados mostraram maior decréscimo da acuidade visual estática e dinâmica entre os pacientes com labirintopatias bilaterais se comparadas com as unilaterais e o grupo controle. Além disso...

Síndrome vestibular em cães e gatos

Negreiros, Daiane de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.65%
A síndrome vestibular é um distúrbio neurológico relativamente comum em Medicina Veterinária, sendo uma condição frequentemente observada em cães e gatos. É definida como o conjunto de sinais clínicos associado a uma doença do sistema vestibular, o qual tem por função traduzir as forças de gravidade e movimento em sinais neurológicos utilizados pelo encéfalo para a determinação da posição da cabeça no espaço e para a coordenação dos movimentos da cabeça com os reflexos motores responsáveis pela estabilidade postural e ocular. Dessa forma, afecções do sistema vestibular resultam em alterações posturais da cabeça e do corpo, descoordenação motora e ataxia, além de alterações nos movimentos oculares. O sistema vestibular é constituído por dois componentes funcionais: o periférico e o central. O primeiro envolve receptores periféricos na orelha interna e a porção vestibular do VIII par de nervos cranianos, e o segundo compreende os núcleos e tratos do tronco cerebral. Dessa forma, a síndrome vestibular pode se apresentar de duas formas, periférica ou central, e a sua diferenciação clínica é importante para um plano diagnóstico e terapêutico correto, assim como para o estabelecimento de um prognóstico. De modo geral...

Doença vestibular periférica decorrente de osteoartropatia temporoioídea em um eqüino

Borges, Alexandre Secorun; Nicoletti, José Luiz de Mello; Thomassian, Armen; Bandarra, Ênio Pedone; Angeli, Ana Laura
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 579-582
Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
Um eqüino com 22 anos de idade apresentou síndrome vestibular periférica associada à paralisia de nervo facial esquerdo devido à osteoartropatia temporoioídea. O exame endoscópico das bolsas guturais mostrou alteração de contorno da bula timpânica esquerda e aumento de volume da extremidade proximal do osso estiloióide do mesmo lado.; A 22-year-old gelding showed vestibular syndrome associated with left facial nerve paralysis due to temporohyoid osteoarthropathy and the diagnostic was confirmed by guttural pouch endoscopic examination. The exam revealed abnormal contour of the left tympanic bulla and an enlargement of the proximal part of the left stylohyoid bone.

Síndrome vestibular paradoxal

Pinho, Ana Rita Teixeira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
46.49%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; Entre todas as alterações neurológicas que surgem na neurologia veterinária clínica, aquelas derivadas do sistema vestibular encontram-se entre as mais comuns. Sendo um conjunto de alterações bastante características, são no seu conjunto chamadas de síndrome vestibular. Genericamente este manifesta-se através de perda de equilíbrio e de coordenação, sendo os sinais clínicos mais comuns a postura anormal da cabeça e do corpo, ataxia assimétrica e movimentos oculares anormais. No caso de a lesão ter origem nos seus componentes centrais, há manifestação de sinais que refletem o envolvimento do cerebelo e do tronco cerebral, surgindo frequentemente alterações do estado mental e défices propriocetivos. Quando uma lesão central afeta especificamente a relação entre o cerebelo e os restantes componentes vestibulares, estes deixam de estar sob controlo cerebelar, e surge um conjunto de sinais clínicos com todas as características de uma síndrome vestibular central mas com a cabeça inclinada para o lado oposto ao da lesão. Esta particularidade dá-lhe o nome de síndrome vestibular paradoxal. Nos quatro casos clínicos de síndrome vestibular paradoxal descritos neste trabalho...

Síndrome vestibular em canídeos

Ferreira, Ricardo Filipe da Silva
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em 15/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
56.66%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A síndrome vestibular é uma apresentação neurológica relativamente comum em Medicina Veterinária. É definida como o conjunto de sinais clínicos associados a uma doença do sistema vestibular. A função do sistema vestibular é traduzir as forças de gravidade e movimento em sinais neurológicos utilizados pelo encéfalo para a determinação da posição da cabeça no espaço, e para a coordenação dos movimentos da cabeça com os reflexos motores responsáveis pela estabilidade postural e ocular. Desta forma, afecções do sistema vestibular resultam, frequentemente, em alterações posturais da cabeça e corpo, descoordenação motora e ataxia, e alterações nos movimentos oculares. O sistema vestibular é constituído por dois componentes funcionais: o componente periférico, localizado no ouvido interno e no qual se incluem os receptores sensoriais localizados no labirinto membranáceo e a porção vestibular do nervo craniano VIII; e o componente central, localizado no tronco cerebral e cerebelo, e no qual se incluem os núcleos e feixes vestibulares. Os cães com doença vestibular central apresentam, tipicamente, sinais clínicos adicionais que reflectem envolvimento do tronco cerebral. Estes podem incluir défices dos nervos cranianos...

Controle postural na síndrome de Pusher: influência dos canais semicirculares laterais

Pontelli,Taiza Elaine Grespan dos Santos; Pontes-Neto,Octavio Marques; Colafêmina,José Fernando; Araújo,Draulio Barros de; Santos,Antonio Carlos; Leite,João Pereira
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
A síndrome de Pusher caracteriza-se por uma alteração do equilíbrio na qual pacientes com lesões encefálicas empurram-se em direção ao lado parético utilizando o membro não-afetado. O papel do sistema vestibular na alteração postural da síndrome de Pusher ainda não foi devidamente elucidado. OBJETIVO: Neste estudo objetivamos avaliar o papel dos canais semicirculares horizontais na expressão clínica da síndrome de Pusher, através da aplicação das provas calórica e rotatória. FORMA DE ESTUDO: Observacional, clínico e prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Avaliamos 9 pacientes com AVC e síndrome de Pusher internados na Enfermaria de Neurologia do HCFMRP-USP. Os pacientes foram submetidos à avaliação neurológica clínica e neuropsicológica, NIHSS, Scale for Contraversive Pushing - SCP, teste calórico e teste rotatório. RESULTADOS: Foram estudados 9 pacientes (5 homens) com idade média de 71,8 ± 5,9 anos e com NIHSS médio de 18.33. Três pacientes apresentaram preponderância direcional contralateral à lesão encefálica na prova calórica. Na prova rotatória, foram observados quatro pacientes com preponderância direcional na análise de velocidade da componente lenta. CONCLUSÃO: Os resultados do presente estudo indicam que a disfunção dos canais semicirculares não parece ser fundamental para a expressão da síndrome de Pusher.

Interpretação e utilidade da prova calórica

Gonçalves,Denise Utsch; Felipe,Lilian; Lima,Tânia Mara Assis
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
A prova calórica é o teste da avaliação otoneurológica que verifica a integridade do reflexo vestíbulo-ocular e possibilita avaliar cada labirinto separadamente. Os principais aspectos relacionados à realização, interpretação e utilidade da prova calórica foram revistos. MÉTODOS: Realizou-se revisão sistemática sobre as publicações ocorridas nos últimos cem anos sobre o assunto. Incluíram-se artigos originais transversais e longitudinais, de revisão e meta-análise. Excluíram-se revisões de papeleta, relatos de caso e editoriais. Os descritores utilizados foram: prova calórica, nistagmo, sistema vestibular, preponderância direcional, predomínio labiríntico, teste calórico monotermal, teste calórico com água gelada, fenômeno de Bell. Pesquisou-se as bases de dados COCHRAINE, MEDLINE, LILACS, CAPES. RESULTADOS: De 818 resumos de artigos, selecionou-se inicialmente 93 que preenchiam os critérios de inclusão. A leitura dos artigos resultou na seleção final de 55. Na análise dos artigos, enfatizou-se na discussão fundamentos da prova calórica, tipos de estimulação utilizados, prova calórica monotermal e com água gelada, questões relacionadas à interpretação dos resultados, variáveis e artefatos. COMENTÁRIOS FINAIS: os valores de referência utilizados na prova calórica podem variar de serviço para serviço...

Doença vestibular periférica decorrente de osteoartropatia temporoioídea em um eqüino

Borges,Alexandre Secorun; Nicoletti,José Luiz de Mello; Thomassian,Armen; Bandarra,Ênio Pedone; Angeli,Ana Laura
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
Um eqüino com 22 anos de idade apresentou síndrome vestibular periférica associada à paralisia de nervo facial esquerdo devido à osteoartropatia temporoioídea. O exame endoscópico das bolsas guturais mostrou alteração de contorno da bula timpânica esquerda e aumento de volume da extremidade proximal do osso estiloióide do mesmo lado.

Avaliação funcional do sistema vestibular de cobaias intoxicadas agudamente por organofosforado por meio da prova calórica

Cogo,Lícia Assunção; Murashima,Adriana de Andrade Batista; Filha,Valdete Alves Valentins dos Santos; Hyppolito,Miguel Angelo; Silveira,Aron Ferreira da
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
OBJETIVO: avaliar o funcionamento do sistema vestibular de cobaias expostas ao organofosforado clorpirifós, de forma aguda, por meio da prova calórica da eletronistagmografia. MÉTODOS: a pesquisa do tipo experimental realizou a eletronistagmografia de cobaias expostas a organofosforado durante 10 dias consecutivos, nas doses 0,5mg/kg/dia e 1,0mg/kg/dia por via intraperitoneal e comparadas com grupo controle que recebeu administração de água destilada. Foi realizada prova calórica gelada (10ºC) e comparadas as variáveis frequência de aparecimento de nistagmos em 10 segundos (u/s) e velocidade angular da componente lenta (º/s). RESULTADOS: os resultados não demonstraram diferença estatisticamente significante na comparação das variáveis entre os grupos. CONCLUSÃO: conclui-se que nas doses testadas o agrotóxico organofosforado clorpirifós não causou danos funcionais detectáveis na prova calórica.

Avaliação neurofisiológica das vias auditivas e do equilíbrio na afasia de broca: apresentação de um caso ilustrativo

Zeigelboim,Bianca Simone; Klagenberg,Karlin Fabianne; Liberalesso,Paulo Breno Noronha; Menezes,Priscila; Gonçalves,Daniele Vaz
Fonte: Liga Brasileira de Epilepsia (LBE) Publicador: Liga Brasileira de Epilepsia (LBE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.51%
INTRODUÇÃO: Afasia é uma alteração neurológica decorrente de uma lesão em áreas cerebrais que são responsáveis pela linguagem. Frequentemente, a afasia ocorre como resultado de um acidente vascular cerebral, comprometendo a linguagem de expressão (afasia de Broca), a linguagem de entendimento (afasia de Wernicke) ou ambas (afasia mista). A avaliação otoneurológica corresponde a um grupo de procedimentos para avaliação sequencial do sistema auditivo e vestibular a de suas relações com o sistema nervoso central. O sistema auditivo e vestibular são de grande importância no controle dos mecanismos auditivos centrais, no processamento auditivo central, no controle do senso de movimento e no equilíbrio. OBJETIVO: Nosso objetivo foi apresentar a sequência da avaliação neurológica das vias auditivas (periféricas e centrais) e do sistema vestibular em um paciente com afasia de Broca. MÉTODOS: O paciente foi submetido a avaliação otorrinolaringológica, avaliação auditiva (audiometria tonal limiar convencional), testes de imitância acústica, pesquisa do reflexo acústico, avaliação do processamento auditivo central e do sistema vestibular. CONCLUSÃO: Nossos dados demonstram a importância da avaliação neurofisiológica das vias auditivas e do sistema vestibular em pacientes com afasia de Broca...

Potencial evocado miogênico vestibular

Felipe,Lilian; Kingma,Herman; Gonçalves,Denise Utsch
Fonte: Fundação Otorrinolaringologia Publicador: Fundação Otorrinolaringologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.33%
INTRODUÇÃO: O Potencial Evocado Miogênico Vestibular (VEMP) é um teste promissor para a avaliação do sistema vestíbulo-cólico descendente. Este reflexo depende da integridade da mácula sacular, do nervo vestibular inferior, dos núcleos vestibulares, das vias vestíbulo-espinhais e do músculo efetor. OBJETIVO: Realizar revisão sistemática de literatura pertinente por meio de bases de dados (COCHRANE, MEDLINE, LILACS, CAPES). CONCLUSÃO: A aplicação clínica do VEMP expandiu-se nos últimos anos, com o objetivo de que este exame seja utilizado como complementar na avaliação otoneurológica atualmente utilizada. Porém, questões metodológicas devem ser esclarecidas. Dessa forma, este método, quando combinado com o protocolo padrão, poderá fornecer uma avaliação mais abrangente do sistema vestibular. A padronização da metodologia é fundamental critério para a replicabilidade e sensibilidade do exame.

Estimulador galvânico vestibular para fMRI

Manczak, Tiago
Fonte: Curitiba Publicador: Curitiba
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
46.44%
This work presents the development of a galvanic vestibular stimulator to be used in functional magnetic resonance imaging experiments (fMRI). In fMRI experiments it is required the production of somatosensory stimuli in the patient must be sincronized with the fMRI pulse sequence. The stimulator circuits were divided in analog circuits (placed within the magnet room) and digital circuits (placed in the MRI command room). The communication between the circuits is made through optical fiber. fMRI experiments performed with volunteers demonstrated that the proposed stimulator is able to keep the sincronization with the MRI system and can be used to locate the brain areas that are activated by the vestibular system.; Este trabalho apresenta o desenvolvimento de um estimulador galvânico vestibular para ser usado em experimentos de imageamento por ressonância magnética funcional (fMRI). Em experiências de fMRI é necessário a produção de estímulos somatossensoriais no paciente. Os estímulos devem ser sincronizados com a sequência de pulsos da fMRI. O estimulador foi dividido em circuitos analógicos (colocados dentro da sala do magneto) e circuitos digitais (sala de comando do sistema de MRI). A comunicação entre os circuitos é feita através de fibra óptica. Experimentos de fMRI realizados com voluntários demonstraram que o estimulador proposto é capaz de manter a sincronização com sistema de fMRI e pode ser usado para localizar as áreas do cérebro que são ativados pelo sistema vestibular.

Interação entre as áreas funcionais do sistema visual e do sistema vestibular: estudo com RMF e EGV

Justina, Hellen Mathei Della
Fonte: Curitiba Publicador: Curitiba
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
56.66%
The static body equilibrium is controlled by three sensory systems: the vestibular system, responsible for informing the position and the movements of the head; the visual system, which informs the spatial objects position relative to the body; and the proprioceptive system, which controls posture and body movements. These three systems must always work in harmony, otherwise the individual will present balance problems. Thus, it is important to characterize the cortical regions, as well as their interactions, involved in this process. For this it is necessary to use functional neuroimaging techniques, the functional magnetic resonance imaging (fMRI) is one of the most used techniques in this field nowadays. However, a large fMRI experiments require the use of electronic devices for producing somatosensory stimulation in the human body, where the main difficulty is its hostile environment for electronic circuits. The galvanic vestibular stimulation is one of the most used methods to stimulate the vestibular system. This stimulation consist of applying a low current amplitude directly on vestibular afferents, which acts firing the primary vestibular neurons, affecting the otolithic afferents and the semicircular canals fibers. The objective of this work is to evaluate and analyze the brain areas involved with visual and galvanic vestibular stimulations and their interactions using fMRI. Therefore...

O complexo nuclear vestibular do sagui (callithrix jacchus): caracterização citoarquitetônica e neuroquímica

Brandão, Adriana Jussara de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia; Movimento e Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia; Movimento e Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.48%
To the vertebrates, maintain body balance against the gravitational field and be able to orient themselves in the environment are fundamental aspects for survival, in which the participation of vestibular system is essential. As part of this system, the vestibular nuclear complex is the first central station that, by integrating many information (visual, proprioceptive), and the vestibular, assumes the lead role in maintaining balance. In this study, the vestibular nuclear complex was evaluated in relation to its cytoarchitecture and neurochemical content of cells and axon terminals, through the techniques of Nissl staining and immunohistochemistry for neuronal specific nuclear protein (NeuN), glutamate (Glu), substance P (SP), choline acetyltransferase (ChAT) (enzyme that synthesizes acetylcholine-Ach) and glutamic acid decarboxylase (GAD) (enzyme that synthesizes gamma-amino butyric acid-GABA). The common marmoset (Callithrix jacchus) was used as experimental animal, which is a small primate native from the Atlantic Forest in the Brazilian Northeast. As results, the Nissl technique, complemented by immunohistochemistry for NeuN allowed to delineate the vestibular nucleus superior, lateral, medial and inferior (or descending) in the brain of the common marmoset. Neurons and terminals immunoreactive to Glu and ChAT and only immunoreactive terminals to SP and GAD were seen in all nuclei...

Saúde da pessoa idosa: equilíbrio

Universidade Aberta do SUS da Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS/UFMA
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Material interativo em formato HTML contendo imagens coloridas e botões de ação.
Português
Relevância na Pesquisa
46.17%
Material interativo que compõe a unidade 2 do módulo eletivo 2 "Fonoaudiologia Geriátrica" do Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa da UNA-SUS/UFMA. Apresenta a relação entre o envelhecimento e o sistema nervoso central e as alterações no sistema vestibular e suas consequências para os idosos.; Ministério da Saúde

“AVALIAÇÃO DO CONTROLE POSTURAL E DO EQUILÍBRIO ESTÁTICO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE ESCOLARES OUVINTES E COM PERDA AUDITIVA SENSÓRIONEURAL E SUA RELAÇÃO COM OS GRAUS DA PERDA AUDITIVA E COM A FUNÇÃO DO SISTEMA VESTIBULAR”.

Melo, Renato de Souza
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
Introdução: Crianças com perda auditiva sensórioneural podem apresentar distúrbios no controle postural e no equilíbrio em virtude do acometimento do sistema vestibular, decorrente da lesão na orelha interna. Objetivo: Avaliar a estabilidade do controle postural e do equilíbrio estático em crianças ouvintes e com perda auditiva e comparar os dados entre os grupos. Métodos: Estudo de corte transversal, que avaliou 130 escolares, sendo 65 ouvintes e 65 com perda auditiva sensórioneural, de ambos os sexos, com idade entre 7-11 anos. Para a avaliação do controle postural e do equilíbrio estático, foi utilizada a plataforma de força (EMGSystem®). Para a variável controle postural foi relacionada a velocidade de oscilação do centro de pressão nos sentidos antero-posterior (VAP) e médio-lateral (VML) e para o equilíbrio os dados da área circular. As avaliações se deram em três posições: P1: apoio bipodal com pés paralelos, P2: apoio bipodal com pés um à frente do outro e P3: apoio unipodal, em duas condições sensoriais: olhos abertos (AO) e fechados (OF). Resultados: Os resultados da comparação entre os grupos apontaram diferenças entre os parâmetros relacionados ao controle postural, sendo o grupo com perda auditiva apresentou maior oscilação na velocidade média do centro de pressão: VAP: olhos abertos: (P2 e P3: p= 0...