Página 1 dos resultados de 2 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Insegurança percebida no trabalho, clima sociomoral e o engagement no trabalho

Almeida, Raquel Saraiva de
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
57.49%
Dissertação submetida como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia Social e das Organizações / Classificação da American Psychology Association. 3660: Organizational Behavior; 3670: Working Conditions & Industrial Safety; O presente estudo pretendeu contribuir para uma compreensão do papel insegurança percebida na explicação do work engagement e de que modo a introdução de uma variável moderadora (o clima sociomoral) poderia atenuar o impacto negativo da insegurança em episódios de work engagement. Participaram neste estudo 136 trabalhadores, com os quais se pretendeu verificar a influência direta das perceções de insegurança na predição dos níveis de work engagement dos trabalhadores e o papel do clima sociomoral como moderador dessa relação. Os resultados permitem-nos concluir que a insegurança é responsável pela diminuição do work engagement, enquanto o clima sociomoral (em duas das suas dimensões: a Preocupação Organizacional com o Indivíduo e a Confiança e Respeito Mútuo) apresenta efeitos positivos significativos ao nível do work engagement. Contudo, não conseguimos confirmar o efeito de moderação do clima sociomoral na relação direta entre insegurança e work engagement...

Preditores organizacionais do engagement no trabalho: o papel das práticas de recursos humanos de elevado desempenho e do clima sociomoral

Jacinto, Ana Isabel André
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
57.41%
Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Psicologia Social e das Organizações; A presente investigação teve como objetivo principal contribuir para uma melhor compreensão do papel das práticas de recursos humanos de elevado desempenho (PRHED) e do clima sociomoral enquanto preditores organizacionais do engagement no trabalho. Através de uma amostra com 181 indivíduos que trabalham em contexto organizacional em diferentes organizações e setores de atividade, procurou-se analisar o papel das práticas de recursos humanos de elevado desempenho (PRHED) organizadas de acordo com duas configurações - PRHED individuais e sistema PRHED - na predição dos níveis de engagement dos trabalhadores, e o papel do clima sociomoral nesta relação nomeadamente na mediação entre as PRHED e o engagament. Os resultados permitiram-nos concluir, numa primeira fase, que as PRHED nas suas diferentes configurações predizem positiva e significativamente os níveis de engagement, bem como são importantes preditores de um clima sociomoral positivo. Numa segunda fase, o clima sociomoral mostrou-se positivamente associado aos níveis de engagement e revelou-se um importante mediador entre as PRHED e o engagement. As análises efetuadas permitiram-nos concluir que para além das configurações mais adequadas...