Página 1 dos resultados de 12 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Fatores de influência no preço do milho no Brasil

Caldarelli, Carlos Eduardo; Bacchi, Mirian Rumenos Piedade
Fonte: Nova Economia Publicador: Nova Economia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Compreender a dinâmica de funcionamento do mercado de milho brasileiro, procedendo a uma investigação dos fatores que afetam as quantidades e preços nesse mercado, é o objetivo deste trabalho. Os testes de raiz unitária foram feitos utilizando-se a metodologia DF-GLS - Dickey Fuller Generalized Least Square - e os de cointegração de Johansen (1988). O modelo estimado, de ajuste pelo preço, foi um Modelo de Autorregressão Vetorial com Correção de Erros - VEC, sendo a identificação feita pelo procedimento de Sims-Bernanke. O estudo permite afirmar que existe forte interação entre os mercados de milho e de soja, mostrando uma relação de complementaridade na oferta e substitutibilidade na demanda, e que fatores macroeconômicos como renda e juros são importantes na determinação dos preços do milho ao produtor e no atacado. Vale ressaltar que os preços externos do milho mostraram relativa importância no processo de formação do preço doméstico do grão.

Ensaios sobre o gasto público

Silva, Alexandre Manoel Angelo da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2009.; Esta tese apresentou três estudos empíricos que analisam os impactos do gasto público em variáveis reais. No artigo exposto no capítulo 1, esta tese avalia e compara a eficácia dos empréstimos dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), a partir das estimativas de propensity score das firmas beneficiadas com recursos desses fundos constitucionais e de um conjunto de firmas não beneficiadas por esses fundos, no período 2000-2003. Em relação ao FNE, o resultado geral diz respeito ao impacto positivo sobre a taxa de variação do número de empregados e à ausência de impacto sobre a taxa de variação do salário médio pago pelas firmas. No que concerne ao FNO e FCO, não é possível apontar qualquer tipo de impacto nas variáveis em análise. No capítulo 2, esta tese mensura os impactos macroeconômicos dos gastos públicos (consumo e investimento das administrações públicas) nas principais economias da América Latina por meio do modelo cointegrado dos vetores auto-regressivos. No longo prazo...

Mudança na produtividade dos fatores de produção da cafeicultura nas principais regiões produtoras do Brasil

Gomes,Marília F. Maciel; Rosado,Patrícia Lopes
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
17.63%
Neste trabalho, estudam-se a transformação no comportamento produtivo da cafeicultura e as relações existentes no mercado de fatores nos Estados de Minas Gerais e São Paulo, no período de 1975 a 2001. Especificamente, avalia-se a sensibilidade do uso dos insumos a alterações nos preços, assim como a interdependência no mercado dos fatores produtivos. Para tanto, utilizou-se a elasticidade de substituição de Allen. As despesas com insumos e mão-de-obra apresentaram as maiores parcelas dos custos operacionais unitários de produção em Minas Gerais e São Paulo. Em relação à substitutibilidade/complementaridade entre os fatores em Minas Gerais, nota-se que havia relação de complementaridade entre aluguel da terra e operações com máquinas, terra e mão-de-obra, e entre máquinas e insumos, e relação de substitutibilidade entre os demais fatores. Já no Estado de São Paulo, observa-se que os fatores aluguel da terra e mão-de-obra foram complementares e os demais substitutos entre si.

Fatores de influência no preço do milho no Brasil

Caldarelli,Carlos Eduardo; Bacchi,Mirian Rumenos Piedade
Fonte: Nova Economia Publicador: Nova Economia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Compreender a dinâmica de funcionamento do mercado de milho brasileiro, procedendo a uma investigação dos fatores que afetam as quantidades e preços nesse mercado, é o objetivo deste trabalho. Os testes de raiz unitária foram feitos utilizando-se a metodologia DF-GLS - Dickey Fuller Generalized Least Square - e os de cointegração de Johansen (1988). O modelo estimado, de ajuste pelo preço, foi um Modelo de Autorregressão Vetorial com Correção de Erros - VEC, sendo a identificação feita pelo procedimento de Sims-Bernanke. O estudo permite afirmar que existe forte interação entre os mercados de milho e de soja, mostrando uma relação de complementaridade na oferta e substitutibilidade na demanda, e que fatores macroeconômicos como renda e juros são importantes na determinação dos preços do milho ao produtor e no atacado. Vale ressaltar que os preços externos do milho mostraram relativa importância no processo de formação do preço doméstico do grão.

Sustentabilidade: estado da arte e um estudo de evento sobre o índice de sustentabilidade empresarial

Alves, Denis Lima e
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
A sustentabilidade se tornou tema recorrente em estudos de áreas diversas. O principal foco desses estudos é a definição da sustentabilidade, bem como o desenvolvimento de ferramentas para operacionalizá-la e, portanto agregar valor. Dado o aspecto interdisciplinar do tema, as propostas de solução a essas questões são de naturezas distintas, originando-se em diversas áreas do conhecimento. Entretanto, uma convergência de constatações pode ser verificada por meio da análise da produção científica relacionada à área: reconhecimento da capacidade limite dos sistemas naturais; possibilidade da criação de valor concomitante à preservação desses sistemas por meio da adoção de práticas e políticas ditas sustentáveis; relação entre desempenho econômico, financeiro e social; possibilidade de os mercados atuarem como incentivadores do desempenho sustentável; e existência de medidas objetivas de mensuração da sustentabilidade, dentre as quais se destacam os índices de mercados de capitais como medidas do “preço” atribuído à sustentabilidade pelos agentes do mercado. No Brasil, o índice em questão é o Índice de Sustentabilidade Empresarial, ISE. O presente estudo propõe sistematizar, por meio de uma pesquisa bibliográfica...

Estimações de elasticidade-substituição do trabalho segundo faixas etárias

Bragança, Raissa Carvalho
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 79f. : il., tabs., grafs., algumas color.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
17.63%
Orientador : Prof. Dr. Alexandre Alves Porsse; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : 31/03/2015; Inclui referências; Resumo: O Brasil apresentou nas últimas décadas profundas transformações demográficas resultando em mudanças na sua estrutura etária, devido às reduções de suas taxas de mortalidade e de fecundidade. Ao longo desse processo, chamado de transição demográfica, pode-se observar tanto um crescimento populacional em um primeiro momento, como posteriormente um envelhecimento populacional, modificando a estrutura etária do país. A esse respeito, uma vasta literatura de demografia pauta as mudanças às quais a transição demográfica poderá trazer, já que o processo de envelhecimento atinge diversas áreas da economia e afeta diretamente o mercado de trabalho. Com uma população economicamente ativa cada vez mais madura e com menos jovens no estágio avançado da transição demográfica, torna-se necessário estudar estratégias para o aumento da produtividade e absorção da mão de obra mais idosa. Tendo este processo em mente, o objetivo deste trabalho foi estimar as elasticidades-substituição do trabalho segundo quatro faixas etárias segregadas por três níveis de qualificação (baixo...

Relações de curto e longo prazos entre as poupanças interna e externa brasileiras; Texto para Discussão (TD) 577: Relações de curto e longo prazos entre as poupanças interna e externa brasileiras; Short and long-term relationships between the internal and external savings brazilian

Sachsida, Adolfo; Caetano, Marcelo Abi-Ramia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
27.63%
Este Texto para Discussão apresenta dois objetivos. Em primeiro lugar, procuram-se estabelecer fatos estilizados sobre poupança interna, externa e investimento brasileiros. O resultado empírico aponta para a substitutibilidade entre as poupanças externa e interna no curto prazo e complementaridade no longo. Em segundo lugar, discute-se a adequação do teste de Feldstein-Horioka. O resultado encontrado é que o teste não reflete mobilidade de capitais do lado real da economia, mas sim variabilidade da poupança externa em relação à interna.; 24 p.

Homens x mulheres: substitutos ou complementares no mercado de trabalho?; Texto para Discussão (TD) 595: Homens x mulheres: substitutos ou complementares no mercado de trabalho?; Men x women: substitutes or complements in the labor market?

Sachsida, Adolfo; Loureiro, Paulo Roberto
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Este texto aplica o método de elasticidade de substituição de Hicks para caracterizar substitutibilidade ou complementaridade entre mão-deobra feminina e masculina. Aliado a esse instrumental é adotado um procedimento econométrico para tentar definir se a mão-de-obra feminina é substituta ou complementar à masculina. A idéia é caracterizar complementaridade como um indício de discriminação por gênero no mercado de trabalho formal brasileiro. Os dados englobam o período de janeiro de 1986 a dezembro de 1996. Os resultados obtidos indicam a ocorrência de discriminação por gênero no mercado de trabalho formal brasileiro nesse período.; 17 p.

Divisão do trabalho e a demanda dinâmica por emprego e horas; Texto para Discussão (TD) 615: Divisão do trabalho e a demanda dinâmica por emprego e horas; Division of labor and the dynamic demand for employment and hours

Pereira, Rodrigo; Gonzaga, Gustavo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Este artigo trata de modelos de demanda por trabalho que consideram a jornada como uma variável adicional no processo de maximização de lucros. Mostra-nos, inicialmente, como os modelos estáticos convencionais operam e como concluem que reduções na jornada de trabalho padrão provocam reduções no nível de emprego; logo, a divisão do trabalho não ocorre. Paralelamente, o efeito sobre a jornada corrente depende de hipóteses adicionais sobre a complementaridade ou substitutibilidade entre horas e empregados. A inovação do artigo consiste na inclusão dos custos de rotatividade da força de trabalho, o que gera um componente dinâmico na análise. O principal achado é que, mesmo com essa especificação mais rigorosa da estrutura de custos da firma, obtém-se, ainda, o resultado da não-ocorrência da divisão do trabalho. Além disso, o artigo provê trajetórias ótimas de demanda por horas e emprego com uma função de custo de ajustamento quadrática. Essa soluções analíticas são talvez o achado mais significativo. Por fim, a introdução do arcabouço das expectativas racionais permite a análise da resposta da firma a choques de demanda, bem como a vinculação do modelo com o trabalho empírico.; 30 p. : il.

Impactos macroeconômicos dos gastos públicos na América Latina; Texto para Discussão (TD) 1434: Impactos macroeconômicos dos gastos públicos na América Latina; Macroeconomic impact of public spending in Latin America

Silva, Alexandre Manoel Angelo da; Cândido Júnior, José Oswaldo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Este artigo mensura os impactos macroeconômicos dos gastos públicos (consumo e investimento das administrações públicas) nas principais economias da América Latina por meio do modelo cointegrado dos vetores autorregressivos. No longo prazo, de maneira geral, os investimentos públicos tendem a afetar positivamente o produto e o consumo das famílias, embora tenha apresentado uma relação de substitutibilidade com o investimento privado. No curto prazo, na maioria dos casos, os multiplicadores do consumo do governo com relação ao produto, consumo e investimento privados são positivos e significativos, embora de pequena magnitude. Já os multiplicadores do investimento público para a maioria dos países são estatisticamente não significativos.; 35 p. : il.

Fatores de influência no preço do milho no Brasil

Caldarelli, Carlos Eduardo; UEL; Bacchi, Mirian Rumenos Piedade; USP
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Compreender a dinâmica de funcionamento do mercado de milho brasileiro, procedendo a uma investigação dos fatores que afetam as quantidades e preços nesse mercado, é o objetivo deste trabalho. Os testes de raiz unitária foram feitos utilizando-se a metodologia DF-GLS – Dickey Fuller Generalized Least Square – e os de cointegração de Johansen (1988). O modelo estimado, de ajuste pelo preço, foi um Modelo de Autorregressão Vetorial com Correção de Erros – VEC, sendo a identificação feita pelo procedimento de Sims-Bernanke. O estudo permite afirmar que existe forte interação entre os mercados de milho e de soja, mostrando uma relação de complementaridade na oferta e substitutibilidade na demanda, e que fatores macroeconômicos como renda e juros são importantes na determinação dos preços do milho ao produtor e no atacado. Vale ressaltar que os preços externos do milho mostraram relativa importância no processo de formação do preço doméstico do grão.

Importação de celulose: demandas diferenciadas por local de origem

de Oliveira, Antônio Donizette; da Silva, Orlando Monteiro; de Rezende, José Luiz Pereira
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
16.91%
Neste estudo utiliza-se o modelo de Annington (1969a, b), que distingue os produtos por local de origem, com o objetivo de estimar equações de demanda de importação para a celulose. Os países exportadores selecionados foram Canadá, Estados Unidos, Suécia, Brasil e Finlândia e os importadores Estados Unidos, Japão, Itália, Alemanha, Inglaterra, França e Bélgica. A agregação da celulose vinda dos diferentes países é modelada utilizando-se uma função CES. Os valores das elasticidades de substituição, obtidos para os países importadores de celulose, foram baixos (-0,341, na Itália, a -1,843, na França), indicando uma baixa substitutibilidade da celulose nos mercados considerados. A demanda total de importação de celulose apresentou-se preço-inelástica em todos os países, tendo variado de -0,099 nos Estados Unidos a -0,452 no Japão. As elasticidades parciais da demanda pela celulose vinda dos Estados Unidos, do Canadá, da Suécia, da Finlândia e do Brasil foram inelásticas, em relação ao próprio preço, na maioria dos mercados (Japão, Itália, Alemanha, Inglaterra e Bélgica). Nos Estados Unidos e na França, a demanda apresentou-se elástica.