Página 1 dos resultados de 547 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Terapia nutricional enteral: aplicação de indicadores de qualidade; Enteral nutritional therapy: application of quality indicators

CARTOLANO, Flávia De Conti; CARUSO, Lúcia; SORIANO, Francisco Garcia
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.72%
OBJETIVOS: Monitorar a adequação da terapia nutricional enteral na unidade de terapia intensiva visando à melhoria da qualidade da assistência nutricional. MÉTODOS: Estudo prospectivo e observacional desenvolvido na unidade de terapia intensiva adulto entre 2005 e 2008. Participaram da amostra pacientes maiores de 18 anos com terapia nutricional enteral exclusiva por mais de 72h. Analisou-se os valores médios e a adequação percentual de energia e proteínas calculados, prescritos e administrados em cada ano. Os fatores responsáveis pela não conformidade na administração planejada foram classificados em causas externas ou internas à unidade de terapia intensiva. Foram aplicados os indicadores de qualidade propostos pelo International Life Sciences Institute (ILSI) Brasil, sendo expressos em metas percentuais. Nas análises estatísticas utilizou-se o intervalo de confiança e os testes t Student e Mann-Whitney (p<0,05), segundo o programa Epi Info. RESULTADOS: Foram acompanhados 116 pacientes. Os valores médios de energia e proteínas administrados em 2005 e em 2006 apresentaram diferenças estatísticas quando comparados a 2008. A adequação calculado/prescrito permaneceu próxima a 100% em todos os levantamentos e a adequação administrado/prescrito aumentou de 74% em 2005...

Terapia nutricional no traumatismo cranioencefálico grave; Nutrition therapy in severe head trauma patients

Campos, Brenno Belazi Nery de Souza; Machado, Fabio Santana
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.61%
O objetivo do presente artigo é revisar a literatura e organizar os principais achados, gerando recomendações baseadas nas melhores evidências encontradas relativas à terapia nutricional nos casos de traumatismo cranioencefálico. O traumatismo cranioencefálico permanece uma patologia altamente letal, apesar dos avanços em seu diagnóstico e tratamento. Poucas intervenções terapêuticas tem se mostrado eficazes em melhorar este quadro. Há múltiplas alterações metabólicas e hidroeletrolíticas decorrentes do traumatismo cranioencefálico, caracterizadas por um estado hipermetabólico associado a um intense catabolismo, que levam a necessidades nutricionais específicas. Na literatura atual não há diretrizes específicas para terapia nutricional em pacientes vítimas de traumatismo cranioencefálico grave, mas há muitos dados interessantes e questões que estão sendo melhores estudadas, possibilitando um melhor direcionamento da terapia nutricional neste cenário. Além de avaliação e acompanhamento por uma equipe multiprofissional qualificada e treinada para estas questões, a introdução precoce do suporte nutricional, a utilização preferencial da via enteral com a infusão adequada de calorias, o uso de formulações adequadas e nutricionalmente equilibradas para cada caso específico...

A influência da introdução de um programa de educação médica em terapia nutricional no desfecho dos pacientes em uma unidade intensiva; The influence of a medical educational program in nutritional therapy on outcome of critical care patients

Castro, Melina Gouveia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.81%
A terapia nutricional mostra-se de grande importância no tratamento do doente crítico, por apresentar impacto favorável em seu desfecho clínico. No entanto, até 70% dos pacientes em unidade de terapia intensiva podem não receber terapia nutricional adequada. Isso ocorre, em parte, pela falta de formação e de conhecimento dos profissionais de saúde sobre princípios de nutrição clínica. O objetivo do presente estudo foi avaliar o impacto da introdução de um programa de educação médica em terapia nutricional em uma unidade de terapia intensiva sobre a qualidade da terapia nutricional e os resultados clínicos de seus pacientes. O presente estudo foi desenvolvido em três fases distintas: 1) Pré-programa educacional (PP): 50 pacientes recém-admitidos em unidade de terapia intensiva foram selecionados consecutivamente para avaliação da qualidade da terapia nutricional a eles oferecida e seus desfechos clínicos, através de visitas periódicas. 2) Programa Educacional (PE): foram criados protocolos nutricionais específicos. Um programa de educação em terapia nutricional baseado nesses protocolos (palestras, workshops e discussões à beira leito) foi introduzido nessa unidade de terapia intensiva. 3) Pós-programa educacional (PO): a qualidade da terapia nutricional e os desfechos clínicos de um segundo grupo de 50 pacientes foram avaliados...

Contribuição para seleção de dez indicadores de qualidade em terapia nutricional; Contribution to selection of the ten quality indicators for nutritional therapy

Verotti, Cristiane Comeron Gimenez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.78%
INTRODUÇÃO: Indicadores de qualidade em terapia nutricional (IQTN) são importantes ferramentas de avaliação e monitoramento de qualidade da terapia nutricional (TN). No Brasil, além da escassez de recursos humanos e materiais, a aplicação dos IQTNs,disponíveis para prática clínica, tem sido limitada devido ao seu elevado número. O presente estudo procurou identificar os dezIQTNs mais pontuados, dentre aqueles disponíveis no Brasil, através da avaliação da opinião de especialistas em TN. MÉTODOS: Todos os IQTNs disponíveis para aplicação clínica no Brasil (n=36) foram avaliados em duas fases distintas. Na fase 1 (seleção), especialistas em TN (n=26) pontuaramos IQTNs de acordo com quatro atributos (utilidade, simplicidade, objetividade, e baixo custo), utilizando a escala de Likert com 5 pontos. Os IQTNs foram classificadosem ordem da maior para menor pontuação e a confiabilidade da opinião de especialistas para cada indicador foi avaliada poralfa de Cronbach. Na fase 2, os dez IQTNs selecionados com maior pontuaçãoforam submetidos ànova análise dos especialistas, por meio de duas perguntas fechadas. RESULTADOS: Os dez IQTNs selecionadoscom maior pontuação, em ordem do mais para o menos pontuado, foram 1.) Frequência de realização de triagem nutricional em pacientes hospitalizados...

Enfermeiros especialistas em Terapia Nutricional no Brasil: onde e como atuam

Santos,Deolinda Marçal Vieira dos; Ceribelli,Maria Isabel Pedreira de Freitas
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.69%
A desnutrição hospitalar prevalece. Dentre 105.841 enfermeiros registrados no COFEN, 47 são especialistas em Terapia Nutricional (0,04%). Objetivos: caracterizar a população e saber como e onde atuam, se há aplicabilidade da legislação na prática. Sujeitos: enfermeiros especialistas pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral. Estudo descritivo cujo instrumento foi um questionário aplicado. Resultados: Participação de 57,4% da população, 85,2% graduaram-se em escolas públicas; na década de 80 59,3% realizaram habilitação, sendo 37,4% em Terapia Nutricional 3,7%; 63% realizaram capacitação lato sensu 63% em áreas diferentes da Terapia Nutricional, 11,1% realizaram capacitação strictu sensu em Terapia Nutricional. 66,7% atuam em hospitais, sendo que 59,2% atuam direta ou indiretamente com Terapia Nutricional, enfermeiros assistenciais 44,0%. 85,2% aplicam a legislação na prática. Conclusão: a população é representativa, porém insuficiente para a demanda no país. Faz-se necessário investigar quem está coordenando e qual equipe administra a Terapia Nutricional.

Protocolo eletrônico para coleta estruturada de dados clínicos para pacientes pediátricos em terapia nutricional utilizando o SINPE© (Sistema Integrado de Protocolos Eletrônicos)

Aranha Junior,Ayrton Alves; Campos,Antônio Carlos Ligocki; Pinto,José Simão de Paula; Agulham,Miguel Ângelo; Scheferbecker,Maria Eliana; Branco,Alessandra Borges
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
OBJETIVO: Criar uma base de dados clínicos de terapia nutricional de pacientes pediátricos, informatizar os dados transformando-os em protocolo eletrônico, criar um meio de integração com outros centros médicos a fim de aplicar a base de dados de maneira multicêntrica. MÉTODO: a base de dados foi desenvolvida a partir de busca na literatura médica, em livros-texto e artigos científicos sobre terapia nutricional em pediatria. Inicialmente foi organizado um protocolo mestre, e posteriormente o mesmo foi dividido em dois protocolos específicos, um de admissão e outro de evolução do paciente. A informatização da base de dados foi realizada mediante programa de computador, desenvolvido em linguagem C# (C - Sharp), pelo laboratório eletrônico de pesquisas clínicas do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. RESULTADOS: o protocolo eletrônico desenvolvido permite armazenar informações clínicas, laboratoriais e complementares de pacientes pediátricos em terapia nutricional. Após a inclusão hierarquizada de todos os itens, foram distribuídos 6694 itens no protocolo mestre, sendo 392 no item Admissão e 6302 em Evolução. CONCLUSÃO: a criação de uma base de coleta de dados de pacientes pediátricos em terapia nutricional foi possível...

Terapia nutricional enteral em unidade de terapia intensiva: infusão versus necessidades

Teixeira,Ana Carolina de Castro; Caruso,Lúcia; Soriano,Francisco G
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.67%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), freqüentemente apresentam depleção nutricional, tornando fundamental a monitoração diária da oferta nutricional. O objetivo desse estudo foi avaliar a adequação da Terapia Nutricional Enteral (TNE) na UTI adulto e identificar as causas de interrupção da administração enteral prescrita. MÉTODO: Foi realizado um estudo observacional prospectivo de pacientes admitidos na UTI recebendo TNE exclusiva, durante 53 dias e infusão da dieta por meio de sistema fechado, infusão contínua (22 horas/dia) e sonda na posição pós-pilórica. A velocidade de administração da dieta iniciada com 25 mL/h e progressão até atingir a meta nutricional conforme protocolo pré-estabelecido. RESULTADOS: Foram acompanhados 33 pacientes com idade entre 18 e 85 anos, 58% do sexo masculino. Os principais diagnósticos de internação foram causas cardiovasculares (27%) e choque séptico (21%). O início da TNE ocorreu em 25,3 ± 20 h após a admissão e atingiu a velocidade de meta nutricional em 32 ± 20,1 h. O volume diário prescrito, estabelecido a partir das necessidades previa atingir 26,1 ± 3,7 kcal/kg e 1,04 g de proteína/kg de peso corporal ± 0...

Terapia nutricional em Unidade de Terapia Intensiva

Ferreira,Iára Kallyanna Cavalcante
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Esta revisão tem como objetivo levantar os principais aspectos necessários para a realização de terapia nutricional segura e eficaz ao paciente crítico. CONTEÚDO: Foi feito um levantamento bibliográfico com livros didáticos e artigos científicos em Português, Inglês e Espanhol com resultados dos últimos 20 anos.A terapia nutricional é parte integrante dos cuidados do paciente em unidades de terapia intensiva. O seu sucesso envolve as etapas de avaliação nutricional, determinação das necessidades de calorias e nutrientes, decisão da via de infusão e o tipo de dieta empregada. CONCLUSÕES: O uso de nutrientes com a finalidade de melhorar a função imunológica (imunonutrientes), é cada vez mais freqüente, porém seu uso não está bem estabelecido para pacientes críticos. Mais estudos clínicos são necessários para estabelecer a melhor forma de nutrir o paciente crítico.

Terapia nutricional enteral: aplicação de indicadores de qualidade

Cartolano,Flávia De Conti; Caruso,Lúcia; Soriano,Francisco Garcia
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.72%
OBJETIVOS: Monitorar a adequação da terapia nutricional enteral na unidade de terapia intensiva visando à melhoria da qualidade da assistência nutricional. MÉTODOS: Estudo prospectivo e observacional desenvolvido na unidade de terapia intensiva adulto entre 2005 e 2008. Participaram da amostra pacientes maiores de 18 anos com terapia nutricional enteral exclusiva por mais de 72h. Analisou-se os valores médios e a adequação percentual de energia e proteínas calculados, prescritos e administrados em cada ano. Os fatores responsáveis pela não conformidade na administração planejada foram classificados em causas externas ou internas à unidade de terapia intensiva. Foram aplicados os indicadores de qualidade propostos pelo International Life Sciences Institute (ILSI) Brasil, sendo expressos em metas percentuais. Nas análises estatísticas utilizou-se o intervalo de confiança e os testes t Student e Mann-Whitney (p<0,05), segundo o programa Epi Info. RESULTADOS: Foram acompanhados 116 pacientes. Os valores médios de energia e proteínas administrados em 2005 e em 2006 apresentaram diferenças estatísticas quando comparados a 2008. A adequação calculado/prescrito permaneceu próxima a 100% em todos os levantamentos e a adequação administrado/prescrito aumentou de 74% em 2005...

Terapia nutricional no traumatismo cranioencefálico grave

Campos,Brenno Belazi Nery de Souza; Machado,Fabio Santana
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.61%
O objetivo do presente artigo é revisar a literatura e organizar os principais achados, gerando recomendações baseadas nas melhores evidências encontradas relativas à terapia nutricional nos casos de traumatismo cranioencefálico. O traumatismo cranioencefálico permanece uma patologia altamente letal, apesar dos avanços em seu diagnóstico e tratamento. Poucas intervenções terapêuticas tem se mostrado eficazes em melhorar este quadro. Há múltiplas alterações metabólicas e hidroeletrolíticas decorrentes do traumatismo cranioencefálico, caracterizadas por um estado hipermetabólico associado a um intense catabolismo, que levam a necessidades nutricionais específicas. Na literatura atual não há diretrizes específicas para terapia nutricional em pacientes vítimas de traumatismo cranioencefálico grave, mas há muitos dados interessantes e questões que estão sendo melhores estudadas, possibilitando um melhor direcionamento da terapia nutricional neste cenário. Além de avaliação e acompanhamento por uma equipe multiprofissional qualificada e treinada para estas questões, a introdução precoce do suporte nutricional, a utilização preferencial da via enteral com a infusão adequada de calorias, o uso de formulações adequadas e nutricionalmente equilibradas para cada caso específico...

O impacto da introdução precoce de terapia nutricional enteral na redução da morbimortalidade na terapia intensiva pediátrica: uma revisão sistemática

Silva,Fernanda Marchetto da; Bermudes,Ana Carolina Gouvea; Maneschy,Ivie Reis; Zanatta,Graziela de Araújo Costa; Feferbaum,Rubens; Carvalho,Werther Brunow de; Tannuri,Uenis; Delgado,Artur Figueiredo
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.71%
OBJETIVO: Avaliar o impacto da introdução precoce de terapia nutricional enteral na redução da morbimortalidade em unidades de terapia intensiva pediátrica. MÉTODOS: Pesquisa bibliográfica nas bases de dados PubMed, Lilacs e Embase dos últimos 10 anos, em língua inglesa e população-alvo de indivíduos de 1 mês de idade a 18 anos, internados em unidades de terapia intensiva pediátrica, usando as palavras-chave: Critical Care, Nutritional Support e Nutrition Disorders or Malnutrition. RESULTADOS: Apesar dos avanços na qualidade dos cuidados clínicos, a prevalência de desnutrição em crianças hospitalizadas permanece imutável nos últimos 20 anos (15-30%) e tem implicações no tempo de internação, curso da doença e morbidade. A desnutrição é comum e é com frequência pouco reconhecida e então, não tratada. A terapia nutricional é parte essencial no tratamento dos pacientes pediátricos gravemente doentes que apresentam estado de hipercatabolismo proteico, que pode ser minimizado com um plano terapêutico nutricional efetivo. Neste estudo, foram revisadas publicações que mostraram que ainda há uma escassez de pesquisas controladas e randomizadas com bom tratamento estatístico em relação à terapia nutricional enteral com desfecho relacionado à morbimortalidade. As diretrizes atuais para terapia nutricional desses pacientes são amplamente baseadas na opinião de experts e em dados extrapolados de estudos em adultos...

Crenças de pacientes diabéticos acerca da terapia nutricional e sua influência na adesão ao tratamento

Pontieri,Flavia Melo; Bachion,Maria Márcia
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
O sistema de crenças em saúde influencia o processo de adesão ao tratamento de diabetes. A adesão à terapia nutricional é um dos maiores desafios. O objetivo desse estudo de abordagem qualitativa foi analisar as crenças de pacientes diabéticos tipo 2 a respeito da terapia nutricional e sua influência na adesão. Participaram do estudo nove pacientes em tratamento em um centro de referência para atendimento à diabéticos. Os procedimentos envolvidos foram coleta de sangue para dosagem de hemoglobina glicada, aplicação de questionário, entrevista semi-estruturada gravada e consulta ao prontuário. A análise das falas foi feita a partir do modelo de categorias temáticas de Bardin, e segundo os modelos de crenças de Rosenstock e Rokeach. Todos os participantes apresentaram níveis de hemoglobina glicada acima de 7%, denotando dificuldade para o controle glicêmico e possível falta de adesão. Pela análise das falas, foram identificadas duas categorias temáticas: "Recomendações recebidas sobre alimentação" e "Adesão à terapia nutricional". Elas revelam crenças de autoridade e de consenso zero, e de barreiras à terapia nutricional, percebida como imposição restritiva. São crenças que influenciam negativamente a adesão; assim...

Diretrizes para terapia nutricional em crianças com câncer em situação crítica

Garófolo,Adriana
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
66.65%
Este trabalho é constituído de uma revisão de conceitos fundamentais e atualizados relacionados à terapia nutricional de crianças com câncer criticamente doentes. O objetivo principal desta revisão é discutir alterações nutricionais e metabólicas decorrentes dessa condição, bem como as indicações, recomendações, contra-indicações e complicações da terapia nutricional (nutrição enteral e parenteral) em pacientes com câncer. Este artigo aborda, de forma objetiva, a aplicação prática de alguns conceitos baseados em evidências científicas, e propõe algumas diretrizes para auxiliar na decisão da terapia nutricional no âmbito da vivência clínica. Conclui-se que há necessidade de maior incentivo ao desenvolvimento da ciência da terapia de suporte, como o tratamento das infecções, a terapia intensiva e a terapia metabólico-nutricional, para que se ampliem as possibilidades de cura de crianças e adolescentes com câncer.

O papel da glutamina na terapia nutricional do transplante de medula óssea

Albertini,Silvia M.; Ruiz,Milton A.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 Português
Relevância na Pesquisa
76.44%
A glutamina (L-GLN) é um aminoácido que localiza-se preferencialmente no músculo esquelético e é condicionalmente essencial nas situações onde ocorre hipercatabolismo, como no transplante de medula óssea. Nestas situações a suplementação com a L-GLN na terapia nutricional é segura e recomendada. O emprego do aminoácido com objetivo de reduzir os efeitos secundários no TMO como mucosite e manifestações digestivas parece existir. Existem dados que sugerem um efeito profilático da L-GLN em relação à doença veno-oclusiva hepática nos pacientes transplantados. O emprego do aminoácido em combinação com anti-oxidantes, o uso do mesmo via enteral e/ou parenteral, são respostas que devem ser obtidas através de estudos em grupos homogêneos e selecionados de pacientes submetidos ao transplante de medula óssea.

Terapia nutricional na doença pulmonar obstrutiva crônica e suas complicações nutricionais

Fernandes,Amanda Carla; Bezerra,Olívia Maria de Paula Alves
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.65%
A doença pulmonar obstrutiva crônica caracteriza-se pela obstrução progressiva e parcialmente reversível do fluxo aéreo pulmonar. Sua evolução pode trazer inúmeras complicações que afetam o estado nutricional dos pacientes. O objetivo deste artigo é apresentar uma breve revisão da literatura sobre a terapia nutricional instituída na doença pulmonar obstrutiva crônica, através de levantamento bibliográfico de artigos publicados nos últimos dezoito anos, utilizando as bases de dados LILACS e MEDLINE. A desnutrição está associada a mau prognóstico da doença devido a uma maior predisposição a infecções e à diminuição da força dos músculos expiratórios, tolerância ao exercício e qualidade de vida. Apesar de ser extremamente comum em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica, é importante reconhecê-la como um fator de risco independente, uma vez que pode ser modificada através de um acompanhamento dietoterápico adequado e eficaz. A terapia nutricional na doença pulmonar obstrutiva crônica é iniciada com a avaliação do estado nutricional do paciente para identificação do risco nutricional e do nível de atendimento a ser estabelecido. Nessa avaliação devem ser utilizados indicadores antropométricos...

Protocolo eletrônico em terapia nutricional enteral

Souza, Maria Helena de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
Resumo: O uso de protocolos para acompanhamento da evolução de pacientes é uma prática comum nas instituições hospitalares. Mas há a necessidade do uso de ferramentas que facilitem o trabalho e possibilitem uma melhoria na qualidade do registro de informações. A transição do uso do papel para uma base eletrônica pode conduzir à expectativa da melhoria na qualidade dos cuidados prestados aos pacientes. Criar base de dados informatizada com itens de reconhecido interesse clínico em terapia nutricional enteral (TNE); desenvolver, a partir desta base, protocolo eletrônico específico em TNE, utilizando programa do Sistema Integrado de Protocolos Eletrônicos - SINPE©; demonstrar a aplicabilidade do protocolo eletrônico específico criado para coleta, registro e armazenamento de informações sobre os itens utilizados em TNE de pacientes hospitalizados no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná; demonstrar a efetividade do protocolo eletrônico criado por meio de processamento eletrônico dos registros armazenados para geração de pesquisa clínica informatizada em TNE. O "Protocolo Eletrônico em Terapia Nutricional Enteral" é um estudo exploratório, realizado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná...

Indicadores de qualidade em unidade de terapia intensiva: aspectos da qualidade da terapia nutricional

Rosa, Teresa Cristina Abranches
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
A terapia nutricional é vista como mais uma ferramenta terapêutica dentro de uma gama de cuidados intensivos. Existe a preocupação em aumentar a sua eficiência, o que pode ser conseguido a partir da aplicação de indicadores de qualidade. O objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade da Terapia Nutricional na Unidade de Terapia Intensiva Adulto do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, Campo Grande - MS. Realizou-se estudo transversal retrospectivo com levantamento de dados secundários em prontuários de pacientes com 18 anos ou mais, de ambos os sexos, que fizeram uso de terapia nutricional enteral, parenteral e/ou ambas, no período de 01 de julho de 2012 até 31 de julho de 2013. Foram aplicados dez indicadores selecionados a partir da lista desenvolvida pela forçatarefa de nutrição clínica do International Life Sciences Institute – Brasil. Os dados foram tabulados no programa Microsoft Excel® 2010 e analisados pelo software BioEstat 5.0. Os indicadores foram expressos em metas percentuais. Noventa e cinco pacientes atendiam aos critérios de inclusão/exclusão, a maioria era do sexo masculino e tinham 60 anos ou mais. O número de dias com diarreia, ocorrência de saída e/ou obstrução da sonda de nutrição enteral...

Avaliação nutricional seqüencial de lactentes gravemente doentes recebendo terapia nutricional parenteral por curto período; Nutritional follow-up of critically ill infants receiving short term parenteral nutrition

Delgado, Artur Figueiredo; Kimura, Helio Massaharo; Cardoso, Ary Lopes; Uehara, Dina; Carrazza, Francisco Roque
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2000 Português
Relevância na Pesquisa
66.69%
Few studies have tried to characterize the efficacy of parenteral support of critically ill infants during short period of intensive care. We studied seventeen infants during five days of total parenteral hyperalimentation. Subsequently, according to the clinical conditions, the patients received nutritional support by parenteral, enteral route or both up to the 10th day. Evaluations were performed on the 1st, 5th, and 10th days. These included: clinical data (food intake and anthropometric measurements), haematological data (lymphocyte count), biochemical tests (albumin, transferrin, fibronectin, prealbumin, retinol-binding protein) and hormone assays (cortisol, insulin, glucagon). Anthropometric measurements revealed no significant difference between the first and second evaluations. Serum albumin and transferrin did not change significantly, but mean values of fibronectin (8.9 to 16 mg/dL), prealbumin (7.7 to 18 mg/dL), and retinol-binding protein (2.4 to 3.7 mg/dL) increased significantly (p < 0.05) from the 1st to the 10th day. The hormonal study showed no difference for insulin, glucagon, and cortisol when the three evaluations were compared. The mean value of the glucose/insulin ratio was of 25.7 in the 1st day and 15.5 in the 5th day...

Terapia nutricional enteral em pacientes oncológicos sob cuidados paliativos: uma análise da bioética; Enteral nutrition therapy in cancer patients under palliative care: a bioethics analysis

Loyolla, Viviane Campos Leite; Pessini, Leocir; Bottoni, Andrea; Serrano, Sandra Caires; Teodoro, Ana Lucia; Bottoni, Adriana
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ART.; Formato: application/pdf
Publicado em 07/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
Nutritional therapy in patients with very advanced or terminal disease is frequently discussed by health care professionals. Compromised nutritional status is a common complication in cancer patients, whoseweight loss is often the first symptom and is associated with increased morbidity and/or mortality. In palliative care, the primary goal of nutritional therapy is to improve the patient’s quality of life, minimizing nutrition-related symptoms and postponing or avoiding loss of autonomy. Considering that bioethics is a tool for reflection and action, its principles and references must be present in every attitude and decision, which implies deep reflection by the health care team, the patient and his/her family, focusing on the patient’s benefit. The aim of this study was to analyze, from a bioethical point of view, the use of enteral nutritional therapy in oncologic patients receiving palliative care, investigating participation of the patient and his/her family members in decision making regarding enteral nutritional therapy and their views on the use of this therapy.; A terapia nutricional em pacientes com doenças muito avançadas ou em doentes consideradosem período de cuidados terminais está sendo frequentemente discutida pelos profissionais de saúde. O comprometimento do estado nutricional é uma complicação presente em pacientes com câncer...

Crenças de pacientes diabéticos acerca da terapia nutricional e sua influência na adesão ao tratamento

Pontieri,Flavia Melo; Bachion,Maria Márcia
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
O sistema de crenças em saúde influencia o processo de adesão ao tratamento de diabetes. A adesão à terapia nutricional é um dos maiores desafios. O objetivo desse estudo de abordagem qualitativa foi analisar as crenças de pacientes diabéticos tipo 2 a respeito da terapia nutricional e sua influência na adesão. Participaram do estudo nove pacientes em tratamento em um centro de referência para atendimento à diabéticos. Os procedimentos envolvidos foram coleta de sangue para dosagem de hemoglobina glicada, aplicação de questionário, entrevista semi-estruturada gravada e consulta ao prontuário. A análise das falas foi feita a partir do modelo de categorias temáticas de Bardin, e segundo os modelos de crenças de Rosenstock e Rokeach. Todos os participantes apresentaram níveis de hemoglobina glicada acima de 7%, denotando dificuldade para o controle glicêmico e possível falta de adesão. Pela análise das falas, foram identificadas duas categorias temáticas: "Recomendações recebidas sobre alimentação" e "Adesão à terapia nutricional". Elas revelam crenças de autoridade e de consenso zero, e de barreiras à terapia nutricional, percebida como imposição restritiva. São crenças que influenciam negativamente a adesão; assim...