Página 1 dos resultados de 284 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Aspectos ultrassonográficos e hemodinâmicos da esquistossomose mansônica: avaliação pela ultrassonografia Doppler em áreas endêmicas; Sonographic and hemodynamic findings of schistosomiasis mansoni: doppler sonography assessment in endemic areas

AZEREDO, Leticia Martins; QUEIROZ, Leonardo Campos de; MARINHO, Carolina Coimbra; ESPÍRITO SANTO, Maria Cristina Carvalho do; CHAMMAS, Maria Cristina; RUIZ-GUEVARA, Raiza; PRATA, Aluizio; ANTUNES, Carlos Mauricio Figueiredo; LAMBERTUCCI, José Roberto; C
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.95%
OBJETIVO: Este estudo de campo objetivou identificar as alterações ultrassonográficas e hemodinâmicas indicativas da morbidade da esquistossomose mansônica em áreas endêmicas. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram examinados pela ultrassonografia Doppler 554 pacientes esquistossomóticos em três áreas com níveis distintos de endemicidade: baixa endemicidade (n = 109); média endemicidade (n = 255) e alta endemicidade (n = 190). Para o estudo ultrassonográfico foi utilizado o protocolo da Organização Mundial da Saúde (Niamey Working Group, 2000). Pelo Doppler foram avaliados: vasos portais, artérias hepática e esplênica, veias hepáticas e vasos colaterais. RESULTADOS: Houve correlação significativa entre a frequência das alterações ultrassonográficas e o nível de endemicidade das áreas, exceto a hipertrofia do lobo esquerdo. As veias hepáticas apresentaram padrão de fluxo alterado em 23,7% dos casos, alteração esta relacionada à presença e à intensidade de espessamento periportal. A artéria hepática não apresentou alterações nos parâmetros avaliados. Os vasos colaterais foram identificados apenas na área de alta endemicidade. A artéria esplênica apresentou alterações (aumento do calibre, da velocidade e do índice de resistência) mais frequentes na área de alta endemicidade...

Transcranial duplex doppler ultrasonography in dogs with hydrocephalus; Ultrassonografia duplex Doppler transcraniana em cães com hidrocefalia

CARVALHO, C.F.; CHAMMAS, M.C.; ANDRADE NETO, J.P.; JIMENEZ, C.D.; DINIZ, S.A.; CERRI, G.G.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.85%
Transcranial duplex Doppler ultrasound was performed in 32 conscious dogs presenting ventriculomegaly detected in B-mode, obtaining measures of lateral ventricles and resistance parameters of main cerebral arteries before and after 30 days of clinical treatment. The animals were distributed divided in two groups: group 1, dogs that presented remission or decrease of the neurological signs of the disease after clinical therapy; and group 2, dogs that displayed worsening of the neurological signs or clinical stability. The data were all presented in tables and were submitted to paired t test and to logistic regression models to evaluate the influence of the RI reduction on both groups. There was no significant influence of the variables in the B-mode. After the treatment, the mean resistive index (RI) was significantly lower for the group that presented clinical improvement. There was no significant difference of the mean RI reduction for the same artery when the right and left sides were compared. It could be concluded that transcranial duplex Doppler ultrasound is a method of cerebral hemodynamic assessment able to monitor more precisely the treatment of hydrocephalus in dogs and verify the responses.; Foi realizada a ultrassonografia duplex Doppler transcraniana em 32 cães...

Métodos para quantificação da artéria carótida em imagens de ultrassom modo-B e Doppler.; Methods for quantification of the carotid artery in B-mode and Doppler ultrasound images.

Higa, Mauricio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47%
No campo da medicina diagnóstica através de imagens, o baixo custo e a característica não-invasiva da ultrassonografia modo-B favoreceram as pesquisas que analisam a relação entre a espessura íntima-média (EIM) da artéria carótida e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Outra técnica de ultrassonografia, baseada no efeito Doppler, também tem sido extensivamente empregada em ambientes clínicos para a medição da velocidade e do fluxo de sangue das artérias periféricas, oferecendo uma abordagem distinta para estudar as doenças cardiovasculares. Neste trabalho, métodos computacionais foram implementados e analisados para extrair informações quantitativas de artérias a partir de imagens 2D. Os ensaios com imagens em modo-B contemplaram a combinação de técnicas de filtragem e algoritmos de contornos ativos para a detecção das interfaces das paredes arteriais e medições da EIM e do diâmetro da luz (DL). Um modelo matemático e 7 imagens reais da artéria carótida comum foram utilizados neste estudo que, dentre as diversas combinações de filtros e algoritmos, apresentou resultados quantitativos similares no cálculo do DL. Para a EIM...

Avaliação das características vasculares dos nódulos sólidos de mama com ultrassonografia Doppler pré e pós-injeção de contraste por microbolhas; Evaluation of vascular characteristics of breast masses with Doppler ultrasound before and after microbubble contrast injection

Stanzani, Daniela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
57.12%
INTRODUÇÃO: O duplex-Doppler e a ultrassonografia com contraste são métodos pouco estudados em lesões mamárias. No entanto, em outros órgãos, têm se mostrado úteis na distinção entre lesões benignas e malignas. O objetivo deste trabalho é caracterizar os achados ao Doppler colorido pré e pós-contraste nos nódulos sólidos de mama, correlacionando-os com os resultados anatomopatológicos. MATERIAL E MÉTODOS: Setenta nódulos sólidos da mama foram avaliados por meio de ultrassonografia convencional e duplex-Doppler colorido antes e após a injeção do meio de contraste (ultrassonografia contrastada), no período compreendido entre março de 2007 e janeiro de 2008, e seus resultados foram comparados à análise histológica (padrão-ouro). Todas as pacientes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, aprovado pelo Comitê de Ética da FMUSP. O estudo ultrassonográfico modo B avaliou a morfologia do nódulo e o classificou conforme o léxico BI-RADS. Ao duplex-Doppler colorido observou-se a vascularização nodular, descrevendo-se o número de vasos presentes (0 = avascularizado; 1 ou 2 = hipovascularizado, 3 = hipervascularizado), sua morfologia (regular ou tortuoso) e sua distribuição (periférica ou central). Os índices de resistividade e a presença de vaso penetrante também foram avaliados. A partir de dados da literatura criou-se um critério de classificação que permitiu estratificá-los entre provavelmente benigno (nódulos avasculares ou hipovasculares...

Avaliação do volume e dos índices de vascularização dos rins fetais por meio da ultrassonografia tridimensional: proposta de valores de referência; Assessment of the volume and indices of vascularization of fetal kidneys by means of three-dimensional ultrasonography: proposal for reference values

Yoshizaki, Carlos Tadashi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
47.09%
INTRODUÇÃO: A função renal fetal é avaliada tradicionalmente pelo aspecto ultrassonográfico, pela análise bioquímica da urina fetal, somada com o diagnóstico exato da natureza da lesão. A análise bioquímica da urina é uma avaliação invasiva e apresenta riscos maternos e fetais. A avaliação por meio da ultrassonografia é método não invasivo e a presença de oligoâmnio é indicativo de displasia renal grave, contudo, de diagnóstico tardio nos casos de patologia renal fetal. O volume renal fetal pode correlacionar-se com a sua função e pode ser avaliado por meio da ultrassonografia bidimensional. Entretanto, esse método apresenta subestimação no cálculo de volume, enquanto por meio da ultrassonografia tridimensional há maior precisão e acurácia em avaliar o volume renal fetal. A ultrassonografia Power Doppler tridimensional é o exame ideal para avaliar a vascularização de parênquima de órgãos fetais e pode ser útil na avaliação da função do rim fetal. OBJETIVOS: O presente estudo tem por objetivos utilizar a ultrassonografia tridimensional acoplado ao Power Doppler e elaborar curvas com valores de referência do volume e dos índices de vascularização dos rins fetais segundo a idade gestacional. MÉTODOS: Realizou-se estudo prospectivo e transversal em gestantes sem patologia...

Estimativa do volume placentário e da vascularização placentária por meio da ultrassonografia tridimensional em gestação com síndromes hipertensivas; Assessment of placental volume and vascular indices by three-dimensional ultrasonography in pregnancies with hypertensive disorders

Pimenta, Eduardo Jorge de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.91%
Objetivo: Estimar o volume placentário e os índices de vascularização placentária em gestantes com síndromes hipertensivas, no segundo e terceiro trimestres gestacionais, e compará-los com os de gestantes sem morbidades (grupo controle). Métodos: Durante o período compreendido entre Abril de 2011 a Julho de 2012, foi realizado estudo clínico, prospectivo caso-controle envolvendo 62 gestantes hipertensas com idades gestacionais compreendidas entre 27 a 38 semanas e 66 gestantes hígidas na mesma faixa de idade gestacional. As gestantes foram submetidas à ultrassonografia para avaliação do volume placentário tridimensional calculado pelo método VOCAL, analisado mediante dois índices placentários, ou seja, volume placentário observado sobre esperado (VP o/e) e relação entre volume placentário sobre peso fetal (VP/PF), e também com quantificação da vascularização placentária por meio dos índices vasculares: índice de vascularização (IV), índice de vascularização e fluxo (IVF) e índice de fluxo (IF), utilizando ultrassom 3D power Doppler. Os critérios de inclusão foram gestações únicas com idade gestacional confirmada à ultrassonografia, sem malformações fetais e com diagnóstico do tipo de hipertensão...

Dopplervelocimetria da artéria cerebral média fetal na predição da acidemia no nascimento em gestações com insuficiência placentária; Fetal middle cerebral artery Doppler in the prediction of acidemia at birth in pregnancies with placental insufficiency

Niigaki, Juliana Ikeda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.85%
Objetivo: Avaliar a relação das alterações de fluxo na artéria cerebral média (ACM) com a ocorrência de acidemia no nascimento, em gestações com insuficiência placentária. Métodos: estudo transversal prospectivo com 91 gestações com diagnóstico de insuficiência placentária pelo Doppler de artéria umbilical (AU) alterado (índice de pulsatilidade [IP] > p95). Os critérios de inclusão foram: gestações únicas com idade gestacional (IG) superior a 26 semanas completas, membranas ovulares íntegras, ausência de anomalias cromossômicas ou congênitas. Os parâmetros da dopplervelocimetria analisados foram: IP da AU, IP da ACM, pico de velocidade sistólica (PVS) da ACM, relação cerebroplacentária (RCP) e índice de pulsatilidade para veias (IPV) do ducto venoso (DV). Foi analisada a última avaliação fetal realizada imediatamente antes do parto ou anterior à corticoterapia. Todos os parâmetros foram analisados por meio do escore zeta ou múltiplos da mediana (MoM), baseados nas médias, desvio-padrão e valores de referência para cada IG. Imediatamente após o parto, uma amostra de sangue da artéria umbilical foi obtida para a medida do pH, e os casos classificados de acordo com a presença (pH < 7,20) ou ausência de acidemia no nascimento. Resultados: Quarenta e sete (51...

Aplicação da ultrassonografia colorida doppler em programas de transferência de embriões equinos

Ferreira, Jair Camargo; Meira, Cezinande de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1063-1069
Português
Relevância na Pesquisa
56.89%
Os programas comerciais de transferência de embriões em éguas existem por mais de três décadas e são hoje uma das biotécnias mais utilizadas na reprodução assistida de equinos. O exame ultrassonográfico nos períodos pré e pós-cobertura de doadoras de embriões, assim como a avaliação de receptoras no momento da inovulação é de vital importância para o êxito de um programa de transferência de embriões. A ultrassonografia Doppler é uma técnica não-invasiva que permite a avaliação em tempo real da hemodinâmica do trato reprodutivo de animais de grande porte. Por fornecer detalhes anatômicos e informações imediatas sobre a fisiologia do fluxo sanguíneo de tecidos e órgãos, o exame doppler permite a avaliação do potencial ovulatório de folículos e do status funcional de corpo lúteo e útero, além de ser uma técnica auxiliar para o diagnóstico de distúrbios na hemodinâmica do sistema reprodutivo. Alterações na perfusão sanguínea dos futuros folículos dominantes são detectáveis em diferentes fases de seu desenvolvimento, como na divergência folicular e no período pré-ovulatório. A partir dessas informações, é possível determinar o princípio da atividade sexual e o momento ideal para o início de tratamentos superovulatórios e indutores de ovulação...

Ultrassonografia Doppler em cães com hepatopatias difusas

Sartor, Raquel
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 110 f.
Português
Relevância na Pesquisa
57.02%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ; O objetivo do estudo foi avaliar as alterações parenquimatosas difusas hepáticas pela ultrassonografia em modo B e, quantitativamente, através do histograma, assim como as alterações vasculares, através da ferramenta Doppler, a fim de correlacionar os resultados obtidos às afecções hepáticas diagnosticadas pelo exame histopatológico. Foram submetidos à biopsia percutânea 41 cães com alterações hepáticas difusas detectadas pela ultrassonografia. O trabalho foi divido em três etapas. No primeiro estudo 25 cães com hepatite crônica, agrupados segundo o grau de fibrose, foram avaliados pela ultrassonografia em modo B. Quatro padrões de ecotextura foram descritos, concomitante ao aumento difuso da ecogenicidade hepática, sendo possível associar três destes padrões ao grau da fibrose hepática. Em um segundo estudo 25 cães com hepatite crônica e 11 cães com neoplasia hepática foram avaliados através da ultrassonografia Doppler. Mapeamento vascular do parênquima hepático foi realizado através do Doppler colorido e mensurações quantitativas pelo Doppler espectral. As alterações hemodinâmicas observadas na doença hepática crônica como portalização do fluxo da veia hepática...

Avaliação uterina e ovariana de éguas por meio da ultrassonografia Doppler

Mendes, Daniela
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
57.09%
Doppler ultrasonography is a new technology that has been study by researchers to improve the physiologic and pathologic knowledge about reproduction. This technology is based on Doppler-shifts frequencies or ultrasonic, these frequencies can be increase or decrease according to the movements of the red cells in the vessel. Color Doppler and power Doppler are the two possibilities to use the Doppler ultrasonography. Color Doppler is based in more the one color that show the direction of the blood f low and power Doppler is based in one color that change according of the flow intensity. Doppler ultrasonography can be demonstrated with the spectral mode to verify blood flow in large vessels, because of this, it is not use in equine reproduction. Studies in equine reproduction have been doing to verify uterus blood flow in cyclic mares and to observe the vascular perfusion in mares with cists, uterine vascular perfusion post breeding and verify the affects of drugs to decrease the uterus fluid in mares with problems in uterus perfusion. The ovarian irrigation during the estrus cycle was analyze with the measurement of the principal hormones during the estrus cycle in mares, the integrity of the corpus luteus, the irrigation of the future dominant follicle and the consequences in the ovarian irrigation after luteolyse induction also were study. Nevertheless...

Termografia e ultrassonografia Doppler do plexo pampiniforme e termografia do escroto de touros: correlação com a qualidade do sêmen

Portugal, Elói dos Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xviii, 61 p. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
56.95%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; Brazil has the largest commercial cattle herd in the world and reached 212,8 million head in 2011. 12,3 million doses of bovine semen were sold in 2012. Effective from cows of reproductive age is 61,4 million and the use of two doses of semen per cow is estimated that 10 % of the national herd is being inseminated. Fertility is an important feature in production systems and the bull has great importance. Using infrared thermography (IRT) and Doppler ultrasonography thermoregulation and blood flow were evaluated in bulls. Two groups of six bulls were evaluated for a year and the data of thermography - global temperature plexus (GTP), global temperature of the scrotum (GTE), temperature of the left plexus (TLP), temperature of the right plexus (TRP), temperature the left scrotum (TLE), temperature of the right scrotum (TRE) and Doppler ultrasonography - peak systolic velocity (PSV ), end diastolic velocity (EDV), pulsatility index (PI), resistance index (RI) and room temperature (RT) were correlated with semen analyzes. Positive and negative correlations were found between the variables of IRT and US Doppler variables of semen analyzes and concludes that IRT allows observation of early changes of the plexus and scrotal temperature; Doppler US demonstrated correlations between EDV...

Ultrassonografia convencional e Doppler da glândula mamária de caprinos para diagnóstico de mastite

Santos, Victor José Correia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: v, 40 p. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
57%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; It’s suggested that both B-mode and Doppler ultrasonography could be used to obtain the diagnosis of mastitis in goats on a trustful and non-invasive way, therefore, this study aims to evaluate the sonographic characteristics of the udder and teats and to determine the Doppler indexes of mammary artery at its bifurcation in healthy animals, as well as in animals with both subclinical or clinical mastitis. Thirty animals among Saanen and Alpine Brown goats aged between 2 and 5 years were arranged in three groups, healthy animals (GS), animals with subclinical mastitis (GMSC) and animals with clinical mastitis (GMC). The animals underwent clinical examinations to verify the occurrence of mastitis. The milk was evaluated using the strip cup test and California Mastitis Test (CMT). Using the B-mode, the sonographic characteristics (echotexture and echogenicity) and biometry (diameter and area of the udder cistern, diameter and area of the teat cistern and thickness of the teat wall) were evaluated. Using Doppler ultrasonography, the vascular indexes of the mammary artery were obtained. It was observed hiperecogenicity with solid component in the gland cistern when comparing animals with clinical mastitis and healthy mammary tissue. Regarding the echotexture of the breast tissue...

Conventional and Doppler ultrasonography on a goat with gangrenous mastitis

Santos, V. J. C.; Simplício, K. M. M. G.; Sanchez, D. C. C.; Almeida, V. T.; Teixeira, P. P. M.; Coutinho, L. N.; Rodrigues, L. F. S.; Oliveira, M. E. F.; Feliciano, M. A. R.; Vicente, W. R. R.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1931-1935
Português
Relevância na Pesquisa
46.86%
Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 2012/09820-8; Processo FAPESP: 2011/15865-1; Objetivou-se descrever os achados clínicos e ultrassonográficos de uma cabra leiteira apresentando mastite gangrenosa. Com a ultrassonografia convencional, observaram-se alterações consistentes com o avanço do quadro clínico, como alterações na ecogenicidade do leite e parênquima mamário. A ultrassonografia Doppler revelou aumento da velocidade de pico sistólico nos três momentos estudados, passando de 15 para 17 e 29cm/s. Houve redução, também, dos valores do índice de resistência, de 0,71 para 0,61 e 0,43. O índice de pulsatividade sofreu redução entre o segundo e o terceiro dia de observação, passando de 0,98 para 0,71. Foi possível estabelecer relação direta entre os achados ultrassonográficos e a gravidade da doença. A ultrassonografia convencional e Doppler podem ser utilizadas para o estudo hemodinâmico do úbere de cabras leiteiras, favorecendo diagnóstico e prognóstico de alterações nesse órgão.

Aspectos ultrassonográficos e hemodinâmicos da esquistossomose mansônica: avaliação pela ultrassonografia Doppler em áreas endêmicas

Azeredo,Leticia Martins; Queiroz,Leonardo Campos de; Marinho,Carolina Coimbra; Espírito Santo,Maria Cristina Carvalho do; Chammas,Maria Cristina; Ruiz-Guevara,Raiza; Prata,Aluizio; Antunes,Carlos Mauricio Figueiredo; Lambertucci,José Roberto; Cerri,Giov
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.86%
OBJETIVO: Este estudo de campo objetivou identificar as alterações ultrassonográficas e hemodinâmicas indicativas da morbidade da esquistossomose mansônica em áreas endêmicas. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram examinados pela ultrassonografia Doppler 554 pacientes esquistossomóticos em três áreas com níveis distintos de endemicidade: baixa endemicidade (n = 109); média endemicidade (n = 255) e alta endemicidade (n = 190). Para o estudo ultrassonográfico foi utilizado o protocolo da Organização Mundial da Saúde (Niamey Working Group, 2000). Pelo Doppler foram avaliados: vasos portais, artérias hepática e esplênica, veias hepáticas e vasos colaterais. RESULTADOS: Houve correlação significativa entre a frequência das alterações ultrassonográficas e o nível de endemicidade das áreas, exceto a hipertrofia do lobo esquerdo. As veias hepáticas apresentaram padrão de fluxo alterado em 23,7% dos casos, alteração esta relacionada à presença e à intensidade de espessamento periportal. A artéria hepática não apresentou alterações nos parâmetros avaliados. Os vasos colaterais foram identificados apenas na área de alta endemicidade. A artéria esplênica apresentou alterações (aumento do calibre, da velocidade e do índice de resistência) mais frequentes na área de alta endemicidade...

Avaliação da ocorrência do refluxo venoso da safena magna pela ultrassonografia com doppler colorido após tratamento cirúrgico da insuficiência da junção safeno-femoral

Gurgel,Gutenberg do Amaral; Castro,Aldemar Araújo; Araújo,Marcelo; Amorim,Jorge Eduardo; Pitta,Guilherme Benjamin Brandão; Miranda Júnior,Fausto
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.91%
OBJETIVO: avaliar a ocorrência do refluxo da safena magna através da ultrassonografia com Doppler colorido em sujeitos submetidos ao tratamento da insuficiência da junção safeno-femoral por ligadura simples ou por ligadura com secção da crossa. MÉTODOS: foram realizadas 60 operações (45 sujeitos) de varizes com insuficiência da junção safeno-femoral (JSF), pertencentes à classificação clínica do CEAP 2 a 5, que foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos. Um grupo denominado C, com ligadura e secção da crossa, e um grupo denominado L, com ligadura simples sem secção da crossa da veia safena magna. Foi então pesquisada a ocorrência do refluxo da safena magna nos grupos C e L através da ultrassonografia doppler colorida após o tratamento cirúrgico com intervalos de seis meses a um ano. RESULTADOS: dos 60 membros submetidos à abordagem da crossa da safena magna, 57 foram avaliados pela ultrassonografia doppler pós-operatório, pois dois sujeitos (três membros) não retornaram e foram excluídos do estudo. A média de idade foi 54 anos, 93% do sexo feminino e predominância da classificação (CEAP) C2 de 60,5%. Das 57 operações para o tratamento do refluxo da crossa da safena, 43,9% apresentaram refluxo no pós-operatório...

Ultrassonografia Doppler na avaliação renal de cadelas diagnosticadas com piometra antes e após tratamento com ovariosalpingohisterectomia

Santos,Roberta V.; Merlini,Natalie B.; Souza,Livia P.; Machado,Vânia M.V.; Pantoja,José Carlos de Figueiredo; Prestes,Nereu C.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.95%
O objetivo do presente estudo foi avaliar a hemodinâmica renal de cadelas com piometra por meio de exames laboratoriais, ultrassonografia Modo B e Doppler, antes e após o tratamento cirúrgico com ovariosanpigohisterectomia (OSH). Foram utilizadas 30 cadelas com diagnóstico de piometra, todas foram submetidas a OSH (momento 1) e 20 foram reavaliadas sete dias após a cirurgia (momento 2). A perfusão renal, o índice de resistividade da artéria renal principal e de cada artéria interlobar (cranial, média e caudal) foi estatisticamente diferente entre os momentos 1 e 2 (p<0,05). Não foi observada diferença estatística para a perfusão renal entre o rim direito e esquerdo no momento 1 e 2. As correlações entre o índice de resistividade da artéria renal principal e as variáveis utilizadas para verificar a função renal foram estabelecidas no momento 1. Para as variáveis correlacionadas ureia, creatinina, proteinúria, relação GGT/creatinina e proteína/creatinina ocorreram associações curvilíneas e positivas com o índice de resistividade da artéria renal principal (p<0,05), no entanto essas correlações foram consideradas de média e fracas. Ao comparar o IR da artéria renal principal com diferentes escores de desidratação e perfusão renal...

Aplicação da ultrassonografia colorida doppler em programas de transferência de embriões equinos

Ferreira,Jair Camargo; Meira,Cezinande de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.82%
Os programas comerciais de transferência de embriões em éguas existem por mais de três décadas e são hoje uma das biotécnias mais utilizadas na reprodução assistida de equinos. O exame ultrassonográfico nos períodos pré e pós-cobertura de doadoras de embriões, assim como a avaliação de receptoras no momento da inovulação é de vital importância para o êxito de um programa de transferência de embriões. A ultrassonografia Doppler é uma técnica não-invasiva que permite a avaliação em tempo real da hemodinâmica do trato reprodutivo de animais de grande porte. Por fornecer detalhes anatômicos e informações imediatas sobre a fisiologia do fluxo sanguíneo de tecidos e órgãos, o exame doppler permite a avaliação do potencial ovulatório de folículos e do status funcional de corpo lúteo e útero, além de ser uma técnica auxiliar para o diagnóstico de distúrbios na hemodinâmica do sistema reprodutivo. Alterações na perfusão sanguínea dos futuros folículos dominantes são detectáveis em diferentes fases de seu desenvolvimento, como na divergência folicular e no período pré-ovulatório. A partir dessas informações, é possível determinar o princípio da atividade sexual e o momento ideal para o início de tratamentos superovulatórios e indutores de ovulação...

Avaliação do segmento venoso femoropoplíteo pela ultrassonografia Doppler em pacientes com úlcera varicosa

Abreu,Jesus Antonio de Carvalho; Pitta,Guilherme Benjamin Brandão; Miranda Júnior,Fausto
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.82%
CONTEXTO: Como a úlcera é uma grave complicação da insuficiência venosa crônica, é necessário o conhecimento amplo de sua fisiopatologia. A ultrassonografia Doppler venosa é o exame complementar mais adequado, que possibilita o estudo do sistema venoso superficial e profundo, sua anatomia e fisiologia. Trabalhos recentes valorizam o refluxo em Veia Poplítea como importante fator para o desenvolvimento deste quadro clínico. OBJETIVOS: Avaliar o refluxo em segmento venoso femoropoplíteo em pacientes com úlcera varicosa. TIPO DE ESTUDO: Estudo de prevalência. MÉTODOS: Cento e quatro pacientes apresentando 118 membros inferiores com úlcera varicosa. Procedimentos: exame de ultrassonografia Doppler venosa do membro acometido, observado o refluxo no segmento venoso femoropoplíteo e diâmetro da Veia Poplítea. Variáveis: Primária: refluxo no segmento venoso femoropoplíteo. Secundária: diâmetro da Veia Poplítea. RESULTADOS: A presença de refluxo no segmento venoso femoropoplíteo foi observada em 56 (47,45%) dos 118 membros com úlcera varicosa, examinados em 104 pacientes. O diâmetro médio da Veia Poplítea foi de 1,14 cm, sendo o diâmetro médio normal da população 0,6 cm. CONCLUSÃO: O refluxo venoso no segmento venoso femoropoplíteo é um importante fator na avaliação do prognóstico destes pacientes...

Correlação entre ultrassonografia com Doppler e biópsia na gradação da esteatose hepática não alcoólica

Borges, Valéria Ferreira de Almeida e
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.94%
A esteatose hepática não alcoólica é comum e frequentemente descoberta à ultrassonografia (USG). A gradação da esteatose por USG convencional é subjetiva e sujeita à variabilidade inter e intra-observador. A biópsia hepática é o método diagnóstico padrão, havendo, porém, controvérsias sobre sua indicação. É necessária, para a prática clínica, a quantificação não invasiva, objetiva e reprodutível da esteatose. O objetivo deste estudo foi avaliar a correlação entre a razão hepatorrenal (RHR), o índice venoso portal (IVP), o padrão de onda de velocidade de fluxo (OVF) da veia hepática direita à USG com Doppler e a biópsia na gradação da esteatose hepática não alcoólica. USG com Doppler foi realizada em 82 voluntários entre os quais 42, com doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA), foram submetidos à biópsia. Os demais 40, sem esteatose à USG e sem fatores risco para DHGNA foram incluídos como controles. A ecogenicidade hepática e renal foram mensuradas por meio do histograma da intensidade dos ecos à USG em modo brilho e a RHR calculada à partir da divisão da amplitude do histograma hepático pela renal. O IVP foi calculado subtraindo-se o pico mínimo de velocidade portal do pico máximo e dividindo-se pelo pico máximo. A OVF da veia hepática direita foi classificada em monofásica...

Effectiveness of ultrasonography in detecting intraosseous vascularization: an in-vitro study; Eficácia da ultrassonografia na detecção de vascularização intraóssea: um estudo in vitro

Baladi, Marina Gazzano; Tucunduva, Maria Jose Albuquerque Pereira de Souza e; Tucunduva Neto, Renato; Cortes, Arthur Rodriguez Gonzalez; Aoki, Eduardo Massaharu; Arita, Emiko Saito; Freitas, Claudio Fróes de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Peer reviewed; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 28/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.94%
Ultrasonography is useful to diagnose lesions, insofar as it detects the type of injury, and to assess the degree of vascularization of tumors. However, intraosseous lesions may represent a challenge, since the surrounding bone thickness could prevent ultrasound signal capture. The aim of this study was to evaluate the infl uence of surrounding bone thickness on the ability of ultrasonography in capturing the echo signal of blood vessels. Macerated porcine hemimandibles (n = 20) with different buccal bone thicknesses were prepared and adapted to receive CFlex-type rubber tubes connected to a glass capillary through which pump-driven water was conducted to simulate blood vasculature. Doppler ultrasonography was used to assess the blood fl ow in the region of the mandibular canal at the level of the molar teeth. Student’s t-test was used to assess differences between the bone thicknesses of hemimandibles with a negative and with a positive ultrasound signal. The presence of the echo signal in the simulated vasculature was assessed by ultrasonography. Reproducibility and reliability were confi rmed for the analyses. The simulated fl ow signal was captured in cortical bones with a thickness in the 0.2–1.0 mm range (0.59 ± 0.42 mm)...