Página 1 dos resultados de 3642 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Caracterização físico-química de formulações de geleia de uva de diferentes castas como forma de valorização de frutos regionais

Fernandes, Luana; Rodrigues, Nuno; Pereira, J.A.; Ramalhosa, Elsa
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
A uva (Vitis vinifera L.) é um fruto que apresenta uma elevada variedade de castas cuja qualidade e tipicidade resultam da diversidade e adaptação às várias regiões em que são cultivadas. Assim, o conhecimento, investimento e preservação dessas castas podem contribuir para o desenvolvimento de produtos diferenciados que, com garantia de qualidade, são uma grande oportunidade para o aumento da competitividade no mercado. Nesse sentido o presente trabalho teve como principal objectivo formular e caracterizar físico-quimicamente geleias de uva de dez castas portuguesas com o intuito dos nossos produtores terem mais uma alternativa de comercialização deste fruto e os consumidores poderem usufruir das características peculiares e distintas associadas a cada casta. As geleias são produtos fáceis de produzir, apresentam períodos de conservação longos e agregam o valor da fruta. No presente trabalho na formulação das geleias incluíram-se dez castas tintas, nomeadamente: Touriga Nacional, Tinto Cão, Trincadeira Preta, Touriga Francesa, Tinta Carvalha, Marufo, Periquita, Aragonês, Tinta Barroca e Cornifesto. As geleias de uva foram preparadas segundo a sequência: maceração das uvas, cozimento do conteúdo obtido anteriormente...

Caracterização físico- química de formulações de geleia de uva de diferentes castas como forma de valorização de frutos regionais

Fernandes, Luana; Rodrigues, Nuno; Pereira, J.A.; Ramalhosa, Elsa
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
A uva (Vitis vinifera L.) é um fruto que apresenta uma elevada variedade de castas cuja qualidade e tipicidade resultam da diversidade e adaptação às várias regiões em que são cultivadas. Assim, o conhecimento, investimento e preservação dessas castas podem contribuir para o desenvolvimento de produtos diferenciados que, com garantia de qualidade, são uma grande oportunidade para o aumento da competitividade no mercado. Nesse sentido o presente trabalho teve como principal objectivo formular e caracterizar físico-quimicamente geleias de uva de dez castas portuguesas com o intuito dos nossos produtores terem mais uma alternativa de comercialização deste fruto e os consumidores poderem usufruir das características peculiares e distintas associadas a cada casta. As geleias são produtos fáceis de produzir, apresentam períodos de conservação longos e agregam o valor da fruta. No presente trabalho na formulação das geleias incluíram-se dez castas tintas, nomeadamente: Touriga Nacional, Tinto Cão, Trincadeira Preta, Touriga Francesa, Tinta Carvalha, Marufo, Periquita, Aragonês, Tinta Barroca e Cornifesto. As geleias de uva foram preparadas segundo a sequência: maceração das uvas, cozimento do conteúdo obtido anteriormente...

Papel biológico dos dímeros de pirimidina em células humanas irradiadas com radiação UVA; Biological role of pyrimidine dimers in human cells irradiated with UVA radiation

Santos, Barbara Helen Cortat
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.29%
A radiação ultravioleta (UV) pode ser absorvida por diferentes moléculas celulares, incluindo o DNA no qual provoca distorções estruturais. As lesões mais comuns induzidas pela radiação UV são o ciclobutano de pirimidina (CPD) e o fotoproduto (6-4)-pirimidina-pirimidona [(6-4)PPs]. Estas lesões podem ser reparadas pela fotorreativação, caracterizada por ter uma única proteína (fotoliase) que remove lesões empregando luz visível (320-500 nm) como fonte de energia. Foram identificados dois tipos de fotoliases que diferem por sua especificidade ao substrato: CPD-fotoliase e (6-4)-fotoliase. Um outro mecanismo de reparo é o reparo por excisão de nucleotídeos (NER), um mecanismo que envolve múltiplos passos e proteínas. Enquanto os efeitos genotóxicos da UVC e UVB já estão relativamente esclarecidos e bem aceitos, ainda existem controvérsias sobre a genotoxicidade da radiação UVA, devido ao fato de ser fracamente absorvida pelo DNA. Alguns autores acreditam que os seus principais efeitos são gerados de forma indireta pela produção de espécies reativas de oxigênio enquanto outros acreditam que a UVA pode gerar danos ao DNA de forma direta, provocando a formação de dímeros de pirimidina. O objetivo deste trabalho foi verificar os efeitos genotóxicos da radiação UVA em fibroblastos humanos deficientes e proficientes em NER utilizando adenovírus recombinantes contendo uma ou outra fotoliase para verificar se as lesões CPD e (6-4)PP são geradas pela UVA e se elas teriam alguma importância nas respostas verificadas após irradiação. Foi verificado que as células deficientes no gene XPA são mais sensíveis à radiação UVA quando comparadas às células selvagens. Por meio da detecção imunológica...

Bebida à base de subproduto da uva: efeitos sobre o estresse oxidativo e marcadores de risco de doenças cardiovasculares em mulheres saudáveis; Drink-based byproduct of grapes: effects on oxidative stress and markers of cardiovascular disease risk in healthy women

Monteiro, Marcela Piedade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.1%
Introdução: Estudos epidemiológicos sugerem que o consumo de vinho, produtos de uva e outros alimentos contendo polifenóis está associado à diminuição do risco de doenças cardiovasculares. Na produção de vinhos e suco de uva são geradas quantidades expressivas de bagaço residual, que é prejudicial ao meio ambiente. Por outro lado, este subproduto possui alto teor de antioxidantes e de fibras. Objetivo: Produzir uma bebida à base de farinha de bagaço de uva proveniente do processamento de suco de uva (FBSU) e avaliar seus efeitos sobre o estresse oxidativo e marcadores de risco para doenças cardiovasculares em mulheres saudáveis. Métodos: A bebida de FBSU e um suco comercial de uva (usado como controle no estudo in vivo) foram avaliados : sensorialmente por escala hedônica de 9 pontos; composição proximal segundo a AOAC; características físico-químicas; compostos fenólicos totais por Folin, capacidade antioxidante: (a) absorbância de oxigênio radical - ORAC, (b) capacidade antioxidante total - TAS, (c) capacidade de sequestrar o radical DPPH e (d) sistema -caroteno/ácido linoléico. Sujeitos: mulheres saudáveis (n=15) foram randomizadas em um estudo clínico crossover, controlado, com quatro períodos de duas semanas de duração. Após washout...

Avaliação da administração de suco de uva em modelo experimental de hipertensão pulmonar induzida por monocrotalina : papel do óxido nitrico e estresse oxidativo

Lüdke, Ana Raquel Lehenbauer
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
Administração de monocrotalina (MCT) para desenvolvimento de Cor pulmonale é um modelo experimental amplamente utilizado para estudar hipertensão pulmonar e hipertrofia cardíaca seletiva de ventrículo direito. Cor pulmonale está associado com estresse oxidativo e disfunção na produção de óxido nítrico (NO). A ingestão de flavonóides, encontrados no suco de uva, tem sido relacionada com a proteção e prevenção de doenças crônicas por seu papel antioxidante. Então, o objetivo deste estudo foi testar a hipótese de que o aumento do aporte de antioxidantes da dieta pela administração de suco de uva poderia modular a hipertensão pulmonar induzida por MCT, atenuando o estresse oxidativo e interferindo na biodisponibilidade de produção de NO. Ratos Wistar machos recém desmamados foram tratados por seis semanas desde o desmame. Uma única injeção de MCT (60 mg/kg peso corporal i.p.) ou mesmo volume de salina foram administrados na terceira semana do protocolo experimental; água ou suco de uva (10mL/kg/dia) foram administrados durante as 6 semanas por gavagem. Grupos de tratamento (n=6-8/grupo): Controle – recebeu água e injeção de salina, MCT – recebeu água e injeção de MCT, SUCO – recebeu suco de uva e injeção de salina...

Influência da cultivar e do tipo de agricultura na concentração de compostos antioxidantes em óleos de semente de uva

Chinazzo, Ícaro Raymundo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
Diversas são as pesquisas que estudaram a composição e a qualidade nutricional dos rejeitos oriundos das indústrias de vinho e suco de uva. Na semente de uva pode-se encontrar uma grande quantidade de compostos fenólicos, e especificamente, teores significativos de vitamina E, trans-resveratrol e catequinas, porém esses valores variam conforme a cultivar da uva. Atualmente, o consumo de alimentos orgânicos vem aumentando no Brasil, e uma das razões para essa maior demanda são as alegações de tais alimentos serem mais saudáveis. Na literatura, pode-se encontrar uma série de pesquisas que alegam que o tipo de agricultura está diretamente ligada a constituição do alimento. Contudo esse trabalho teve como objetivo realizar a extração do óleo das sementes de rejeito a fim de quantificar e comparar as características físico-químicas e concentrações de antioxidantes (vitamina E, catequinas, trans-resveratrol e compostos fenólicos totais) existentes nos seguintes óleos: óleo de semente de uva convencional da cultivar Isabel (IC), óleo de semente de uva orgânica da cultivar Isabel (IO) e óleo de semente de uva orgânica da cultivar Bordo (BO). As análises físico-químicas indicaram um elevado teor de peróxidos nas amostras...

Concentração de suco de uva por osmose direta e estudo tecnológico para o aproveitamento do bagaço

Sant Anna, Voltaire
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
A uva é uma fruta amplamente consumida em todo o mundo e importante fonte de compostos com atividade antioxidantes, principalmente compostos fenólicos. A operação mais tradicional de conservação de alimentos é pelo uso de calor, porém ele acarreta em alterações sensoriais e nutricionais do produto acabado. A utilização do bagaço de uva, resultante do processo de extração de suco, também tem demonstrado grande potencial para elaboração de produtos ricos em compostos com atividade antioxidante e fibras. Logo, estudos tecnológicos para o apropriado processamento industrial do suco de uva e de seus resíduos são necessários para incrementar o seu uso como componente funcional na indústria de alimentos. Os resultados sobre a concentração do suco de uva por osmose direta mostraram que o aumento da diferença de pressão osmótica, da vazão de alimentação e da temperatura acarretam em aumento do fluxo de água e sódio através da membrana. Também, foi observado que os fenômenos de polarização por concentração são fatores determinantes no desempenho do processo e podem ser minimizados pelo controle dos parâmetros de processo de osmose direta. Esse estudo mostrou que o suco concentrado por osmose direta não perde suas propriedades antioxidantes e não há redução da concentração de compostos fenólicos na bebida. Os resultados mostraram que há o aumento do teor de sódio de 0...

Direcionadores de preferencia para nectares de uva comerciais tradicionais e "lights" utilizando regressão por minimos quadrados parciais (PLSR).; Drivers of liking for grape nectars in the traditional commercial and light versions using partial least squares regression (PLSR).

Leonardo Rangel Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.1%
Este estudo objetivou Identificar direcionadores de preferência de oito amostras comerciais de néctar de uva (tradicionais e "light") utilizando metodologias estatísticas avançadas para relacionar dados de perfil sensorial, físico-químicos e aceitabilidade. Oito amostras comerciais de néctares de uva (quatro tradicionais e suas respectivas versões "light") foram analisadas. Um teste de Aceitação utilizando a escala hedônica híbrida foi realizado com 114 consumidores. Quatorze termos descritivos foram avaliados por uma equipe sensorial e seis atributos físico-químicos foram medidos. As amostras de néctar de uva A e C foram as mais aceitas e as amostras CL e DL ("light") foram as mais rejeitadas. Construiu-se um Mapa de Preferência Interno e em seguida uma Análise de "Cluster" foi realizada para o atributo Impressão Global. Dois grupos de consumidores foram encontrados. A principal diferença entre os grupos foi com relação à utilização de diferentes porções da escala pelos consumidores de cada grupo. A metodologia PLSR foi utilizada para relacionar a aceitação dos consumidores com os termos descritivos e atributos físico-químicos, fornecendo correlações entre eles. Os resultados mostraram que os atributos Sabor de Uva...

Avaliação antiinflamatoria e antioxidante em ratos suplementados com uva (Vitis vinifera L.) na vigencia de colite induzida por acido trinitrobenzenosulfonico; Antiinflamatory and antioxidant evaluation in rats supplemented with frape (Vitis vinifera L.) in the presence of colitis induced by trinitrobenzene sulfonic acid

Anderson Luiz Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
Apesar da amplitude de possibilidades terapêuticas, ainda não existe um tratamento ideal para as doenças inflamatórias intestinais (DII), com perfil adequado de eficácia e segurança. Por essa razão, é de grande interesse estudar agentes com poucos efeitos colaterais, que preferencialmente façam parte da dieta, no tratamento/prevenção dessas doenças. Neste contexto, surgiu o interesse em estudar uva, fruta com alto teor de flavonóides e fibras dietéticas, ambas benéficas à saúde. Sabe-se que substâncias antioxidantes e ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), principalmente o ácido butírico proveniente da fermentação de fibras dietéticas, podem estar envolvidas na prevenção e tratamento de doenças intestinais. O ácido butírico é utilizado como substrato para a reparação do tecido inflamado e inibe fatores pró-inflamatórios; portanto, quantificar a produção desse ácido é imprescindível, dado que quanto maior for sua produção, maior será a eficiência da dieta para a recuperação do tecido. Para tanto, foi realizada uma análise in vitro que demonstrou que a concentração de 0,5 g de Uva foi a que produziu maiores quantidades de butirato na análise por cromatografia de íons. Após a escolha da concentração da fruta...

Obtenção de extratos de bagaço de uva Cabernet Sauvingnon (Vitis vinífera)

Campos, Luanda Maria Abreu Silva de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ix, 123 f.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos.; O bagaço de uva, um resíduo obtido a partir do processo de fabricação de vinhos é composto pela semente, casca e engaço da uva. Ele contém compostos, como antioxidantes e ácidos graxos, que não foram totalmente extraídos durante o processo de fabricação do vinho e que são de interesse para as indústrias farmacêuticas, alimentícias e de cosméticos. A recuperação desses resíduos é importante para agregar valor a um subproduto que está sendo pouco aproveitado e que pode gerar sérios problemas ambientais. Assim, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a qualidade dos extratos de bagaço de uva obtidos a partir da tecnologia supercrítica através da comparação, em termos de rendimento de processo e composição dos extratos, com os extratos obtidos a partir das técnicas convencionais de extração (extração sólido-líquido seguida do fracionamento com solventes orgânicos - ESL e extração soxhlet) e também com o uso de etanol como co-solvente (CS) junto à ESC. Os extratos supercríticos de bagaço de uva foram obtidos numa faixa de pressão de 150 a 300 bar e temperatura de 40...

Resíduo obtido do processamento do suco de uva

Haas, Isabel Cristina da Silva
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 124 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.1%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos, Florianópolis, 2015.; A grande quantidade de subprodutos gerados durante o processamento da uva resulta na necessidade de estudar suas possíveis reutilizações e aplicações. Os resíduos deste estudo são constituídos dos sólidos que estavam suspensos no suco de uva e que foram retidos na etapa de centrifugação. O objetivo deste estudo foi caracterizar o resíduo obtido da centrifugação do suco de uva convencional e orgânico e avaliar a influência do método de secagem na estabilidade dos compostos fenólicos e atividade antioxidante in vitro, bem como avaliar a cinética de secagem deste resíduo. Os resíduos foram analisados quanto aos parâmetros físico-químicos, propriedades tecnológicas, compostos fenólicos e atividade antioxidante in vitro, composição mineral e monossacarídica. Os resíduos foram desidratados em estufa com circulação de ar e avaliados quanto à cinética de secagem utilizando curvas de secagem (45, 55 e 65 ºC) e modelos semi-empíricos (Lewis, Henderson e Pabis, Page e Dois termos exponencial). Em relação às propriedades tecnológicas dos resíduos...

Avaliação da uva cv. Isabel para a elaboração de vinho tinto

RIZZON,Luiz Antenor; MIELE,Alberto; MENEGUZZO,Júlio
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2000 Português
Relevância na Pesquisa
37.1%
A uva Isabel, originária do Sul dos Estados Unidos, é uma das principais cultivares de Vitis labrusca. Atualmente é a cultivar mais difundida na Serra Gaúcha, representando aproximadamente 45% de toda a uva produzida nessa região. Além da elaboração de vinho tinto comum, a Isabel é utilizada para elaboração de vinho rosado e suco e comercializada como uva de mesa. O objetivo do presente trabalho foi determinar as características agronômicas e enológicas da uva Isabel, para elaboração de vinho tinto comum. Para isso, avaliou-se a maturação da uva e realizaram-se estudos para caracterizar o cacho, o mosto e o vinho tinto, nas safras de 1988 a 1994. Os resultados obtidos evidenciaram que a uva Isabel tem cacho pequeno, solto, formado por bagas e sementes grandes. O mosto apresenta cor rosada pouco intensa, tem bom teor de açúcar e baixo nível de ácido málico e acidez total. O vinho tem cor vermelha viva; o aroma é intenso e com acentuada tipicidade varietal; a análise sensorial evidencia que geralmente falta ao vinho equilíbrio e maciez.

Atributos sensoriais e aceitação de sucos de uva comerciais

Pontes,Pamella Rio Branco; Santiago,Savanna Santos; Szabo,Tatiana Nogueira; Toledo,Luciana Passos; Gollücke,Andréa Pittelli Boiago
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
O suco de uva contém compostos fenólicos em quantidades importantes e, portanto, seu consumo é desejável como aporte de substâncias antioxidantes naturais. Os objetivos do estudo foram investigar os atributos sensoriais e avaliar a aceitação de sucos de uva comerciais. Foram analisados três tipos de suco de uva comercializados no Brasil: suco integral, suco concentrado e néctar. Utilizaram-se a Análise Descritiva Quantitativa modificada e o Teste de Aceitação com escala hedônica estruturada de nove pontos, incluindo questões sobre consumo e compra. Os resultados apontam que o suco integral apresentou cor e gosto amargo mais intensos; o suco concentrado (reconstituído) apresentou baixa intensidade em todos os atributos; e o néctar de uva apresentou maior intensidade de gosto doce e sabor característico de uva. O teste de aceitação mostrou que o néctar de uva e o suco integral foram os mais aceitos. A maioria dos consumidores relatou consumir quatro ou mais copos suco de uva por mês. O suco integral recebeu maior intenção de compra e o néctar foi a bebida mais consumida. Concluiu-se que o consumidor aprecia o suco integral da uva, com equilibrada intensidade nos atributos sensoriais investigados, todavia, consume com maior frequência o néctar...

Contribuições da Embrapa Uva e Vinho à inovação tecnológica no cultivo de pequenas frutas de clima temperado.

HOFFMANN, A.
Fonte: In: SEMINÁRIO BRASILEIRO SOBRE PEQUENAS FRUTAS, 4., 2007, Vacaria. Anais... Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2007. Publicador: In: SEMINÁRIO BRASILEIRO SOBRE PEQUENAS FRUTAS, 4., 2007, Vacaria. Anais... Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: il., color.; p. 35-37.
Português
Relevância na Pesquisa
46.86%
2007; Editado por Alexandre Hoffmann e Sandra de Souza Sebben.

UVA-Strahlung bei der Pathogenese des malignen Melanoms; UVA irradiation in pathogenesis of malignant melanoma

von Thaler, Anna-Katharina
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.29%
Der schwarze Hautkrebs, das Melanom, ist ein maligner Tumor mit hoher Mortalität und ständig zunehmenden Vorkommen. Dabei steht das maligne Melanom im Zusammenhang mit ultravioletter Strahlung (UV), wobei die Rolle des langwelligen UVA sowohl bei der Melanomentstehung als auch bei der Pathogenese schon seit Längerem kontrovers diskutiert wird. In dieser Dissertation wurde der Effekt von UVA auf Melanomzellen verschiedener Wachstumsphasen und auf ein dreidimensionales Hautäquivalent untersucht. Dabei wurden die Proben mit einer relativ geringen, aber chronischen Dosis von UVA bestrahlt. Es ist bekannt, dass UVA indirekt über reaktive Sauerstoffspezies (ROS) wirkt und unter anderem Mutationen in der mitochondrialen DNA verursacht, welche in dieser Arbeit ebenfalls nachgewiesen wurden. Bei Bestrahlungsexperimenten wurde besonderes Augenmerk auf den sogenannten Warburg-Effekt gelegt, welcher einen veränderten Glucosestoffwechsel von Tumorzellen zum Merkmal hat. Der Glucosestoffwechsel zeichnet sich dabei durch eine Laktatproduktion aus, die unter aeroben Bedingungen stattfindet. Es zeigte sich, dass UVA den Warburg-Effekt im Vergleich zu den unbestrahlten Kontrollen erhöht. Es wurde postuliert, dass die Transketolase-like-1 als Schlüsselenzym des Pentosephosphat-Wegs eine bedeutende Rolle im Warburg-Effekt spielt. Dies konnte im Falle von UVA und malignen Melanom in vitro nicht bestätigt werden...

Efeitos da vibração na qualidade da uva 'Niagara Rosada'; The effects of Vibration in the Quality of 'Niagara Rosada' Grape

Daniel Gomes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
A viticultura nacional encontra-se em pleno crescimento e desenvolvimento. É atividade de importância social necessitando de intensa mão-de-obra especializada e seu produto apresenta ótimo valor agregado. Dos dois tipos de uvas de mesa existentes, as 'Finas' e as 'Comuns', a 'Niagara Rosada' pertence ao último, sendo a uva de maior consumo no Brasil e considerada como referência de uva de mesa brasileira. É fruta sensível e pode sofrer danos na colheita, beneficiamento e transporte. Este trabalho teve como objetivo principal avaliar o efeito da vibração na qualidade da uva 'Niagara Rosada', das classes III e V, acondicionada em embalagens de madeira e papelão ondulado. As uvas foram submetidas a um período de vibração simulando transporte rodoviário; foram armazenadas e observadas segundo a variação temporal da qualidade avaliada, dando-se notas aos quesitos tais como dano profundo, doença, degrana, dano leve, aparência do engaço, perda de massa, firmeza do bago e força de destacamento do pedúnculo, num período de cinco dias de armazenamento. Durante as avaliações foram encontrados dois tipos de danos, classificados como atemporais, que podem ser caracterizados logo após a solicitação mecânica e representados pelo dano leve e dano profundo e os danos classificados como temporais que...

Maturação e qualidade da uva 'Niagara Rosada' após a colheira; Maturation and quality of 'Niagara Rosada' grape after harvest

Daniel Gomes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
A cultivar de uva Niagara Rosada é a principal uva de mesa brasileira e o Estado de São Paulo é seu maior produtor com cerca de 2000 propriedades vitícolas (OLIVEIRA et al. 2008). O seu cultivo está se expandindo, dentre os fatores responsáveis destacam-se: o menor custo de produção em relação ao cultivo de uvas finas; maior rusticidade e menor necessidade de defensivos agrícolas. Apesar dos 79 anos de existência desde sua identificação e das inúmeras vantagens no cultivo, a uva 'Niagara Rosada' possui pouquíssimos estudos sobre sua pós-colheita, maturação ideal na vindima e suas consequências na vida útil dos frutos, e de sua aceitação pelo consumidor. A uva é comercializada freqüentemente abaixo do índice de maturação de 14o Brix indo contra a legislação brasileira. É comercializada imatura, ou seja, pouco doce, ácida e verde, causando malefícios a toda cadeia. Os produtores costumam comercializá-la mesmo fora da legislação vigente argumentando que não suportariam o manuseio, acondicionamento e transporte caso fossem colhidas no estádio recomendado. Diante do exposto o objetivo desse trabalho foi investigar a variação da qualidade e da vida útil da uva 'Niagara Rosada' quando colhida em diferentes estádios de maturação. Estabelecer faixas de maturação que proporcionem maior vida útil e aceitação dos consumidores e questionar a validade do parâmetro de colheita 14o Brix da legislação brasileira com outro parâmetro a razão sólidos solúveis / acidez titulável...

Cadeia produtiva da uva de mesa no Nordeste.

SILVA, P. C. G. da; CERDAN, C.; LEAO, P. C. de S.; BARRETO, M.C.; BENTZEN, M. da C.P.; CHOUDHURY, M.M.; SAUTIER, D.
Fonte: In: SEMINARIO NACIONAL SOBRE PROSPECCAO TECNOLOGICA, 1997, Brasilia, DF. Anais... Brasilia, DF: EMBRAPA, 1997. Publicador: In: SEMINARIO NACIONAL SOBRE PROSPECCAO TECNOLOGICA, 1997, Brasilia, DF. Anais... Brasilia, DF: EMBRAPA, 1997.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p.83-84.
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
O estudo da cadeia de uva de mesa na regiao Nordeste, visando a identificacao das demandas tecnologias, se baseou na metodologia do diagnostico rapido dos circuitos de comercializacao, no levantamento de dados estatisticos, em entrevistas com os principais agentes envolvidos, do produtor ate o consumidor e em visitas de campo e as feiras. Dentre as tres principais regioes brasileiras de destaque no cultivo de parreiras (Sudeste, Sul e Nordeste), o sertao nordestino se sobressai pela expansao da area cultivada de uva de mesa fina, concentrando-se no submedio do Sao Francisco. Em 1996, 113.013 toneladas foram produzidas nessa regiao, representando 27% da producao nacionial e um volume de negocios acima de 90 milhoes de reais. Observou-se uma diversidade de produtores de uva de mesa representada em cinco categorias: pequenos agricultores nao especializados; pequenas e medias empresas. Essa tipologia permite identificar logicas distintas de manejo, assim como problemas e potencialidades especificas de cada categoria, no tocante a producao e comercializacao. Dos produtores de uva, 70% sao pequenos agricultores, embora detenham apenas 17% da area cultivada. O mercado brasileiro de uva de mesa, marcado nos ultimos anos por um forte crescimento...

Manejo técnico y gestión predial para MIPYMES y PYMES de uva de mesa

Agricola e Inmobiliaria Punto Alto Sociedad Anonima; Agrícola Dos Hermanos; Agrícola Inmoviliaria el Dain Ltda.; Agrícola Río el Tránsito; Agrícola Santa Mónica S. A.; Asociacion Gremial de Productores y Exportadoresde Uva de Mesa de la; Carlos Ant
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 09/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
57.23%
El siguiente programa es fruto de las necesidades de transferencia de tecnologías innovadoras que requiere un grupo de productores de uva de mesa para exportación, ubicados en la Comuna del Alto del Carmen. Durante el año 2009 y de acuerdo al trabajo en conjunto con la Agencia Regional de Desarrollo Productivo de Atacama y el PMC de Uva de Mesa, se definió dar prioridad a varios PDT con el objetivo de atacar innumerables brechas que han sido identificadas en este rubro productivo (ver anexo). La Universidad de Chile (UCHILECREA ver anexo), solicitó en esa oportunidad focalizarse en un grupo de MIPYMES Y PYMES del Alto del Carmen dado su conocimiento previo del medio y los productores generado por dos años de trabajo en conjunto con la asociación gremial que los representa (APAC). Es importante aclarar que el programa que se presenta no es una duplicidad de lo ya realizado en Atacama por el UCHILECREA u otra institución. En el lugar se han realizado actividades de difusión (ej.: charlas generales, seminarios, nodo de riego, etc.) estimándose pertinente dar un nuevo paso más concreto y de trabajo directo y permanente con los productores a través de la transferencia de tecnología, tal como fue definido en el seno del PMC de Uva. Si bien algunas actividades y propuestas técnicas pudieran ser consideradas no innovadoras en la industria de la uva de mesa es importante en este análisis tener en cuenta el grupo objetivo asociado a la APAC. La mayoría son MIPYMES y PYMES cuyos agricultores no han tenido acceso a algún tipo de formación formal...

Desarrollo del capital humano para aumentar la competitividad de las empresas agrícolas de uva de mesa del valle del Huasco

Asociacion Gremial de Productores y Exportadoresde Uva de Mesa de la; Corp de Desarrollo Social del Sector Rural; I Municipalidad de Freirina; Ilustre Municipalidad de Alto del Carmen; Instituto de Educacion Rural; Soc. De Profesionales para la Capacitaci
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 15/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.86%
El objetivo es aumentar la productividad de las empresas asociadas al rubro frutícola productoras de la uva de mesa del Valle del Huasco, mediante la capacitación y el desarrollo de competencias de sus trabajadores permanentes y jóvenes egresados de liceos agrícolas para mejorar el rendimiento y aumentar la oferta capacitada de la mano de obra.; Corporación de Fomento de la Producción