Página 1 dos resultados de 1026 itens digitais encontrados em 0.017 segundos

RNAs de fita dupla oferecidos na dieta de larvas causam alterações fisiológicas no desenvolvimento das castas de Apis mellifera; Double-stranded RNA ingested by Apis mellifera larvae promotes phisiological disturbs in caste development

Nunes, Francis de Morais Franco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
75.97%
Abelhas adultas produzem vitelogenina, a principal proteína da hemolinfa. Ela está envolvida na reprodução, comportamento, imunidade, longevidade e regulação da organização social. A interferência por RNA interference é a mais promissora ferramenta para estudos de função gênica, baseada na introdução de duplex de RNA (dsRNA) que induz a degradação de transcritos alvo-específicos. Injeção de dsRNA altera a transcrição de vitelogenina, mas evidências apontam que a ativação do sistema imune em abelhas seja um efeito colateral destaa manipulação. Desenvolvemos um método para o silenciamento do gene codificador de vitelogenina no desenvolvimento pós-embrionário, que minimiza os efeitos da manipulação, onde 0,5 ?g de dsRNA de vitelogenina (dsVg) ou de GFP (controle exógeno, dsGFP) foi oferecido na dieta natural de larvas de segundo estágio, as quais foram mantidas na colônia. Nosso enfoque principal foi a compreensão dos efeitos do silenciamento pós-transcricional de rainhas e operárias de A. mellifera, em especial na fase larval. Operárias adultas reconhecem larvas tratadas e as remove. Mantemos certa distância entre as células de cria que recebiam o tratamento e a remoção de larvas tratadas diminuiu consideravelmente. A expressão de transcritos de vitelogenina em indivíduos sem tratamento e tratados foi analisada no quinto estágio larval de ambas as castas...

Influência do formato do aquário na sobrevivência e no desenvolvimento de larvas de matrinxã Brycon cephalus (Osteichthyes, Characidae)

Pedreira, Marcelo Mattos; Tavares, Lúcia Helena Sipaúba; Silva, Robson Campos
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 329-333
Português
Relevância na Pesquisa
85.94%
Neste experimento, utilizaram-se cinco aquários cilíndricos com relevo no fundo (em forma de anel) e cinco retangulares com fundo liso para estudo da influência do formato do aquário na sobrevivência e no desenvolvimento de larvas de matrinxã Brycon cephalus. Observou-se melhor eficiência dos aquários retangulares, confirmada pela maior sobrevivência e biomassa. Os valores de temperatura, pH, condutividade e oxigênio dissolvido foram similares entre os tipos de aquários, sugerindo que esses parâmetros não influenciaram os resultados. O relevo no fundo dos aquários cilíndricos afetou negativamente o cultivo de larvas de matrinxã, pela criação de zonas com pequena capacidade da água em suspender partículas, o que resultou em acúmulo de dejetos, predadores, competidores e alimento. Aquários retangulares com fundo liso são mais adequados ao cultivo de larvas de matrinxã, por promover melhor circulação da água.; This experiment compared the effects of five cylindrical aquarium with circular relief in the bottom or a rectangular aquariums with flat bottom on the intensive cultivation of matrinxã larvae (Brycon cephalus). Five aquariums of each format were used and the rectangular aquarium was the most efficient...

Efeito de vitaminas e esterol como aditivos foliares no desenvolvimento de Bombyx mori L. e influência do modo de aplicação

Bortoli, Sergio Antonio De; Dias, Luciane Sandrini; Takahashi, Roque; Miranda, José Ednilson; De Bortoli, Caroline Placidi
Fonte: Instituto Biológico Publicador: Instituto Biológico
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 55-61
Português
Relevância na Pesquisa
75.77%
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos e os métodos de aplicação dos aditivos foliares decanoato de nandrolona (esteroide anabolizante) a 0,5%, ácido ascórbico (vitamina C) a 0,5%, palmitato de retinol (vitamina A) a 0,5% e acetato de retinol (vitamina A) a 1,0% em alguns parâmetros biológicos do bicho-da-seda. No experimento do modo de aplicação (pulverização foliar antes do fornecimento, depois do fornecimento e por imersão antes do fornecimento) foram utilizados: decanoato de nandrolona 0,5%; ácido ascórbico 0,5%; e palmitato de retinol 0,5%. No ensaio de desenvolvimento do inseto foram avaliados: duração e viabilidade larval; peso de casulo; taxa de encasulamento; teor líquido de seda; longevidade de adultos; número de ovos por fêmea; e duração do período de subida ao bosque. Para o modo de aplicação determinaram-se: ganho de peso, comprimento, diâmetro do tórax e diâmetro do abdome de lagartas de 5º ínstar, assim como comprimento, diâmetro e peso de glândula sericígena. Os resultados mostraram que, apesar de o ácido ascórbico proporcionar os melhores valores para o desenvolvimento corpóreo das lagartas, este não corresponde a incrementos significativos na produção; o palmitato de retinol não melhora o desenvolvimento das lagartas; o acetato de retinol e o palmitato de retinol prolongam o período larval...

Distribuição do ictioplâncton no Arquipélago de São Pedro e São Paulo

Macedo Soares, Luis Carlos Pinto de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 124 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
75.97%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Florianópolis, 2011; O ictioplâncton é composto por ovos e larvas de peixes, e consiste nos estágios iniciais de desenvolvimento da maioria dos peixes marinhos. Interações entre as correntes marinhas e a topografia de ilhas oceânicas e montanhas submarinas podem favorecer o aumento da produção primária e da concentração de ictioplâncton ao redor desses ambientes, fenômeno denominado efeito ilha. O objetivo do presente trabalho foi investigar a comunidade de larvas de peixes e avaliar se a topografia favorece um aumento da biomassa fitoplanctônica e da concentração do ictioplâncton ao redor do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP). Foram utilizadas imagens de satélite da temperatura superficial do mar (TSM) e da clorofila na superfície do mar (CSM), de 2003 a 2005. Amostras de ictioplâncton foram coletadas durante oito expedições realizadas em 2003, 2004 e 2005 em diferentes distâncias do arquipélago. Foram identificados 80 táxons distribuídos em 29 famílias, sendo que 72 estão relacionadas a uma única espécie. Myctophidae é a família mais diversa, enquanto que a comunidade é dominada pelas larvas dos peixes recifais Stegastes sanctipauli e Entomacrodus vomerinus. Três associações de larvas de peixes foram encontradas: associação recifal...

Desenvolvimento de larvas do peixe-palhaço Amphiprion clarkii

Medeiros, Ane Felice Frâncio de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 43 p.| ils., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
85.62%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-graduação em Aquicultura, Florianópolis, 2013.;

Desenvolvimento de método para determinação de xenobióticos em imaturos de insetos necrófagos por cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas (LC-MS/MS)

França, Jéssica de Aguiar
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
75.83%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Química, 2013.; A entomotoxicologia forense advém da união da toxicologia e das ciências forenses com a entomologia, área da biologia que estuda os insetos. Em casos avançados de putrefação do cadáver, amostras de tecidos humanos para análise toxicológica não estão disponíveis, e a utilização de larvas de insetos para acessar a exposição a substâncias tóxicas pode auxiliar na elucidação da causa mortis. Os objetivos deste trabalho foram desenvolver e validar um método analítico para determinação de onze substâncias em larvas de insetos necrófagos e analisar amostras entomológicas coletadas pelo Instituto Médico Legal do Distrito Federal. O método desenvolvido envolveu extração sólido-líquido com purificação à baixa temperatura (ESL-PBT) e análise por LC-MS/MS. Após otimização por testes univariados e um planejamento fatorial, o método foi validado seguindo protocolos internacionalmente aceitos. Foi observado efeito significativo da matriz na resposta de todos os analitos, havendo a necessidade do uso de curva de calibração em matriz fortificada pré-extração e regressão por mínimos quadrados ponderados. Os limites de quantificação (LOQ) variaram entre 1...

O papel dos cílios e da sinalização Hedgehog (Hh) na regeneração da barbatana caudal de larvas de peixe-zebra

Lima, Joana Helena Esteves de, 1986-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
75.83%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Evolutiva e do Desenvolvimento). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010; Os cílios são estruturas formadas por microtúbulos, que emergem da superfície das células. Existem vários tipos de cílios, como os cílios primários, sem a capacidade de se moverem, que estão presentes em células mono-ciliadas, e os cílios móveis que estão presentes em células multi-ciliadas. Os cílios primários, presentes em quase todo o tipo de células dos vertebrados são necessários para a transdução de sinal da via Hh (Hedgehog). Vários componentes desta via, como a proteína transmembranar Smo (Smoothened) e os factores de transcrição Gli (Glioma) localizam-se nos cílios primários. Os cílios são organelos necessários à manutenção da homeostase e reparação de diversos tecidos. Assim sendo, é importante averiguar se os cílios desempenham uma função durante a regeneração epimórfica. Este tipo de regeneração, consiste no processo através do qual uma estrutura amputada ou danificada regenera a partir de um blastema, ou seja, de um grupo de células com grande potencial proliferativo e com capacidade de dar origem a diferentes tipos celulares. Durante a regeneração da barbatana caudal de peixe-zebra...

Morfologia e duração dos ínstares larvais de Chrysomya putoria (Wiedemann) (Diptera, Calliphoridae), em laboratório

Oliveira,Marcio Sacramento de; Mello,Rubens Pinto de; Queiroz,Margareth Maria de Carvalho
Fonte: Sociedade Brasileira De Entomologia Publicador: Sociedade Brasileira De Entomologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
75.99%
Este trabalho visou descrever a morfologia e o tempo de desenvolvimento das larvas de Chrysomya putoria, um importante díptero para saúde pública e medicina legal. As amostras foram coletadas a cada duas horas e, a partir da 56ª hora, as coletas foram realizadas com intervalos de 12 horas até o abandono das larvas maduras do meio de criação. As larvas de C. putoria apresentaram um tempo total de desenvolvimento de 92 horas quando mantidas a 27 ºC com comprimento médio de 13,42 mm e características morfológicas peculiares que as diferenciam das outras espécies exóticas e autóctones do Brasil. O esqueleto cefalofaringeano das larvas de terceiro ínstar é robusto e esclerotizado; o gancho labial é completamente pigmentado e curvo, a parte posterior é mais larga que a anterior, mostrando-se levemente pontiagudo. Estas larvas não possuem esclerito oral acessório e o corno dorsal e o ventral apresentam áreas menos pigmentadas. Nota-se uma região não pigmentada em continuação aos cornos, destacando-se no tamanho na região do corno ventral com uma incisão média bem demarcada. Apresentam de 10 a 11 ramificações no espiráculo anterior, peritrema incompleto e presença do botão espiracular, a partir do segundo ínstar.

Influência do formato do aquário na sobrevivência e no desenvolvimento de larvas de matrinxã Brycon cephalus (Osteichthyes, Characidae)

Pedreira,Marcelo Mattos; Tavares,Lúcia Helena Sipaúba; Silva,Robson Campos
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 Português
Relevância na Pesquisa
85.94%
Neste experimento, utilizaram-se cinco aquários cilíndricos com relevo no fundo (em forma de anel) e cinco retangulares com fundo liso para estudo da influência do formato do aquário na sobrevivência e no desenvolvimento de larvas de matrinxã Brycon cephalus. Observou-se melhor eficiência dos aquários retangulares, confirmada pela maior sobrevivência e biomassa. Os valores de temperatura, pH, condutividade e oxigênio dissolvido foram similares entre os tipos de aquários, sugerindo que esses parâmetros não influenciaram os resultados. O relevo no fundo dos aquários cilíndricos afetou negativamente o cultivo de larvas de matrinxã, pela criação de zonas com pequena capacidade da água em suspender partículas, o que resultou em acúmulo de dejetos, predadores, competidores e alimento. Aquários retangulares com fundo liso são mais adequados ao cultivo de larvas de matrinxã, por promover melhor circulação da água.

Desenvolvimento de larvas de surubim-do-iguaçu (Steindachneridion melanodermatum) submetidas a diferentes dietas

Feiden,Aldi; Hayashi,Carmino; Boscolo,Wilson Rogério
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
76.06%
Para verificar o desenvolvimento de larvas de surubim-do-iguaçu (Steindachneridion melanodermatum) alimentadas com diferentes dietas, realizou-se um experimento em delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições, em aquários de 35 L, cada um com 15 larvas (8,35±0,85 mm e 6,75±0,64 mg). Os tratamentos consistiram de cinco programas de alimentação: A - Artemia; R - ração; Z - zooplâncton; A+R - Artemia + ração; Z+R - zooplâncton+ração. Avaliou-se o desenvolvimento das larvas em ambiente iluminado durante 29 dias. Para avaliação da dieta e análise do conteúdo estomacal, a cada três dias foram coletadas larvas em cinco aquários adicionais. Nos tratamentos A+R e Z+R, os pesos médios finais das larvas foram significativamente maiores (659 e 571 mg) que nos outros tratamentos. A combinação de alimentos possibilitou os melhores resultados e, no tratamento R, a sobrevivência foi de 1,7%, diferindo dos demais. O canibalismo foi superior no R e no Z, que apresentaram taxas de 60 e 25%, respectivamente. O fornecimento de Artemia em associação à ração promoveu melhor desenvolvimento e maior sobrevivência às larvas de Steindachneridion sp.

Efeito do tamanho da presa e do acréscimo de ração na larvicultura de pacamã

Pedreira,Marcelo Mattos; Santos,José Cláudio Epaminondas dos; Sampaio,Edson Vieira; Pereira,Felipe Nilvan; Silva,Janaina de Lima
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
75.92%
Objetivou-se estudar o efeito do tamanho da presa, com ou sem adição de ração na larvicultura do pacamã (Lophiosilurus alexandri), espécie nativa da bacia do Rio São Francisco ameaçada de extinção. As larvas foram cultivadas em aquários por 16 dias e alimentadas com zooplâncton natural, selecionado em malhas de 650 e 1.300 µm, com ou sem ração. A oferta de zooplâncton de maior tamanho resultou em melhor desenvolvimento das larvas de pacamã, comprovando a vantagem do fornecimento de partículas alimentares maiores para o potencial de crescimento da espécie. O aumento na quantidade de ração não influenciou o desempenho das larvas, evidenciando a baixa ou falta de capacidade das larvas em digerir a ração ofertada. O fornecimento de ração diminuiu o pH e aumentou a condutividade elétrica, prejudicando a qualidade da água, o que não afetou o desempenho das larvas.

Atividade ovicida e larvicida in vitro do óleo essencial de Eucalyptus globulus sobre Haemonchus contortus.

MACEDO, I. T. F.; BEVILAQUA, C. M. L.; OLIVEIRA, L. M. B. de; CAMURÇA-VASCONCELOS, A. L. F.; VIEIRA, L. da S.; OLIVEIRA, F. R.; QUEIROZ JÚNIOR, E. M.; PORTELA, B. G.; BARROS, R. S.; CHAGAS, A. C. de S.
Fonte: Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, Jaboticabal, v. 18, n. 3, p. 62-66, jul./set., 2009. Publicador: Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, Jaboticabal, v. 18, n. 3, p. 62-66, jul./set., 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
75.9%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do óleo essencial de Eucalyptus globulus (OEEG) sobre a eclosão e desenvolvimento de larvas de Haemonchus contortus. A determinação da composição química do OEEG foi feita por meio de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa. No teste de eclosão de ovos (TEO), utilizaram-se as concentrações 21,75; 17,4; 8,7; 5,43 e 2,71 mg.mL-1; e no de desenvolvimento larvar (TDL) as concentrações foram 43,5; 21,75; 10,87; 5,43 e 2,71 mg.mL-1. Cada ensaio foi acompanhado por um controle positivo, 0,02 mg.mL-1 tiabendazol, no TEO e 0,008 mg.mL-1 ivermectina no TDL, e por um controle negativo com o diluente Tween 80 (3%). A eficácia máxima obtida pelo OEEG sobre ovos foi de 99,3% na concentração de 21,75 mg.mL-1 e, sobre larvas, 98,7% na concentração de 43,5 mg.mL-1. A concentração do OEEG, que inviabilizou 50% dos ovos e das larvas do parasito, foi de 8,3 e 6,92 mg.mL-1, respectivamente. A análise química do óleo identificou como principal componente o monoterpeno 1,8-cineol. O OEEG apresentou atividade ovicida e larvicida in vitro sobre H. contortus, determinando um bom potencial para utilização no controle de nematóides gastrintestinais de ovinos e caprinos. Ovicidal and larvicidal activity in vitro of Eucalyptus globulus essential oils on Haemonchus contortus. Abstract: The objective of this work was to evaluate ovicidal and larvicidal effects of Eucalyptus globulus essential oil (EGEO) on Haemonchus conforms. The chemical composition determination of EGEO was through gas chromatography and mass spectrometry. Egg hatch test (EHT) was performed in concentrations 21.75; 17.4; 8.7; 5.43 e 2.71 mg.mL(-1). In larval development test (LDT) were used the concentrations 43.5; 21.75; 10.87; 5.43 e 2.71 mg.mL(-1). Each trial was conducted by negative control with Tween 80 (3%) and positive control...

Atividade ovicida e larvicida in vitro do óleo essencial de Eucalyptus globulus sobre Haemonchus contortus.

MACEDO, I. T. F.; BEVILAQUA, C. M. L.; OLIVEIRA, L. M. B. de; CAMURÇA-VASCONSELOS, A. L. F.; VIEIRA, L. da S.; OLIVEIRA, F. R.; QUEIROZ JUNIOR, E. M.; PORTELA, B. G.; BARROS, R. S.; CHAGAS, A. C. de S.
Fonte: Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 18, n. 3, p. 62-66, 2009. Publicador: Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 18, n. 3, p. 62-66, 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
75.9%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do óleo essencial de Eucalyptus globulus (OEEG) sobre a eclosão e desenvolvimento de larvas de Haemonchus contortus. A determinação da composição química do OEEG foi feita por meio de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa. No teste de eclosão de ovos (TEO), utilizaram-se as concentrações 21,75; 17,4; 8,7; 5,43 e 2,71 mg.mL?1; e no de desenvolvimento larvar (TDL) as concentrações foram 43,5; 21,75; 10,87; 5,43 e 2,71 mg.mL?1. Cada ensaio foi acompanhado por um controle positivo, 0,02 mg.mL?1 tiabendazol, no TEO e 0,008 mg.mL?1 ivermectina no TDL, e por um controle negativo com o diluente Tween 80 (3%). A eficácia máxima obtida pelo OEEG sobre ovos foi de 99,3% na concentração de 21,75 mg.mL?1 e, sobre larvas, 98,7% na concentração de 43,5 mg.mL?1. A concentração do OEEG, que inviabilizou 50% dos ovos e das larvas do parasito, foi de 8,3 e 6,92 mg.mL?1, respectivamente. A análise química do óleo identificou como principal componente o monoterpeno 1,8-cineol. O OEEG apresentou atividade ovicida e larvicida in vitro sobre H. contortus, determinando um bom potencial para utilização no controle de nematóides gastrintestinais de ovinos e caprinos.; 2009

Influência do resíduo líquido do sisal (Agave sisalana, Perrine) sobre a eclosão de ovos e o desenvolvimento larvar, in vitre, de nematóides gastrintestinais de ovinos.

SILVEIRA, R. X.; CHAGAS, A. C. de S.; BOTURA, M. B.; BATATINHA, M. J. M.; CARVALHO, C. O. de; BEVILAQUA, C. M. L.; BRANCO, A.; MACHADO, E. de A. A.; BORGES, S. L.; ORNELAS-ALMEIDA, M. A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA, 36.; ENCONTRO BRASILEIRO DE MÉDICOS VETERINÁRIOS DAS FORÇAS ARMADAS; ENCONTRO DO COLÉGIO BRASILEIRO DE AQUICULTURA; ENCONTRO DE MEDICINA DE ANIMAIS AQUÁTICOS, 6.; ENCONTRO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DA BAHIA, 68., 2009, PORTO SEGURO. INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL: anais. PORTO SEGURO: CONBRAVET, 2009. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA, 36.; ENCONTRO BRASILEIRO DE MÉDICOS VETERINÁRIOS DAS FORÇAS ARMADAS; ENCONTRO DO COLÉGIO BRASILEIRO DE AQUICULTURA; ENCONTRO DE MEDICINA DE ANIMAIS AQUÁTICOS, 6.; ENCONTRO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DA BAHIA, 68., 2009, PORTO SEGURO. INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL: anais. PORTO SEGURO: CONBRAVET, 2009.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
75.89%
A utilização do sisal na obtenção de produtos com ação antiparasitária é uma alternativa de diversificação da exploração do setor agropecuário. O objetivo deste estudo foi avaliar a ação do resíduo líquido de Agave sisalana sobre o desenvolvimento, in vitro, de nematóides gastrintestinais de ovinos. O resíduo líquido das folhas de A. sisalana obtido pelo processo de desfibramento, foi utilizado nos testes de eclosão de ovos (TEO) e desenvolvimento larvar (TDL) de nematóides gastrintestinais (NGI) de ovinos. Houve inibição da eclosão de ovos e o percentual de inibição aumentou significativamente (p<0,05) com o aumento da concentração do resíduo do sisal. As CE50 e CE95 para inibição da eclosão de ovos foram, respectivamente, 6,78 e 23,06mg/mL. A inibição do desenvolvimento de larvas no TDL variou entre zero e 100%. Os testes in vitro utilizados para avaliar a ação do resíduo líquido da folha da A. sisalana sobre ovos e larvas de NGI demonstram o potencial antiparasitário do sisal.; 2009

Toxicidade de imidaclopride e tiametoxam a larvas de Chrysoperia externa (Neuroptera: Chrysopidae) em condições de casa-de-vegetação.

MOURA, A. P. de; BRIOSO, P. S. T.; SOUSA, N. C. M.; MICHEREFF FILHO, M.; PICKLER, M.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 24., 2012, Curitiba. SEB - 40 anos de avanços da Ciência Entomológica Brasileira. Curitiba: SEB, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 24., 2012, Curitiba. SEB - 40 anos de avanços da Ciência Entomológica Brasileira. Curitiba: SEB, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
75.83%
Objetivou-se no presente trabalho mensurar o impacto dos inseticidas imidaclopride e tiametoxam, utilizados no controle da mosca-branca Bemisia tabaci tiótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) na cultura do tomateiro, sobre larvas de primeiro, segundo e terceiro instares de Chrysoperla externa, bem como sobre as fases subsequentes de seu desenvolvimento e sobre a reprodução de adultos oriundos de larvas tratadas.; 2012; Resumo PDF 1736-2

Efeito do óleo de eucalyptus staigeriana sobre l3 de cochliomyia hominivorax: desenvolvimento de metodologia in vitro para avaliação de extratos de plantas.

OLIVEIRA, M. C. de S.; CHAGAS, A. C. de S.; GIGIOTI, R.; FERREZINI, J.; CARVALHO, C. O.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA, 15.; SEMINÁRIO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA DOS PAÍSES DO MERCUSUL, 2., 2008, Curitiba. Anais... Curitiba: CBPV, 2008. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA, 15.; SEMINÁRIO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA DOS PAÍSES DO MERCUSUL, 2., 2008, Curitiba. Anais... Curitiba: CBPV, 2008.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
75.88%
O presente experimento foi desenvolvido com a finalidade de testar o efeito do óleo de Eucalyptus staigeriana sobre as larvas de C. hominivorax e estabelecer metodologia para análise do efeito de fitoterápicos "in vitro". Foram usadas L3, provenientes de cultura mantida no Laboratório de Sanidade Animal da Embrapa Pecuária Sudeste. O óleo essencial de E. staigeriana foi diluído em sangue com citrato de sódio para as concentrações de 5,0%, 2,5%, 1,25%, 0,625% e 0,30% e emulsificado com Tween 80 a 1,66% (com auxílio de um agitador) para o volume final de 1mL. Os extratos foram incorporados a 1 g de carne moída, compondo assim o meio de cultura. Este meio foi distribuído em Placas de Petri. Foram preparados dois tipos de controles: um contendo somente sangue emulsificado com Tween 80, na mesma concentração utilizada para os tratamentos, e outro sem o emulsificante. Foram preparadas três repetições, contendo um grama de meio de cultura para cada tratamento. Doze larvas foram colocadas em cada placa sobre o meio de cultura e então incubadas em estufa a 37°C. As leituras foram feitas com duas, seis, doze e vinte e quatro horas após a incubação. O emulsificante não apresentou efeito sobre as larvas do grupo controle...

Torta de Sementes de Moringa oleifera Como Fonte de Compostos Com Efeitos Deletérios Na Sobrevivência e No Desenvolvimento de Larvas de Aedes aegypti

Oliveira, Ana Patrícia Silva de; Paiva, Patrícia Maria Guedes (Orientadora); Napoleão, Thiago Henrique (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
96.05%
Sementes de Moringa oleifera possuem elevado conteúdo de óleo (27–40%), o qual é utilizado na produção de biocombustível. A torta de sementes corresponde ao material residual obtido após o processo de extração do óleo. As sementes de moringa contêm as lectinas WSMoL (do inglês water-soluble M. oleifera lectin) e cMoL (do inglês coagulant M. oleifera lectin). WSMoL possui atividade larvicida (CL50 de 0,197 mg/mL) contra Aedes aegypti, mosquito vetor da dengue. Diferentemente, cMoL não possui ação larvicida. O presente trabalho descreve a torta de moringa obtida após extração do óleo com solvente orgânico como fonte de lectinas e outros compostos com efeitos deletérios sobre larvas de A. aegypti. A torta foi obtida após extração do óleo das sementes de moringa com n-hexano durante 6 h, utilizando extrator do tipo Soxhlet. Suspensões aquosas à base da torta (CS, do inglês cake suspensions) foram obtidas a partir da adição de 0,2, 0,6, 1,2 ou 3,0 g do pó da torta a água destilada (1 L), seguida de rápida agitação manual por 3 min, repouso por 30 min e filtração em papel de filtro. As suspensões foram avaliadas quanto à atividade hemaglutinante, concentração de proteínas e efeito sobre o desenvolvimento larval. Para purificação de lectinas...

Variabilidade espacial do ictioneuston ao largo de ilhas oceânicas do Nordeste do Brasil

Santana, Jana Ribeiro De; Neumann-Leitão, Sigrid (Orientadora); Schwamborn, Silvia Helena Lima (Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
75.96%
A presente dissertação de mestrado é composta por dois capítulos, cada um constituindo um artigo a ser submetido para publicação. O primeiro consiste de um trabalho desenvolvido a fim de se estudar a estrutura da comunidade do ictioneuston das ilhas oceânicas Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), Atol das Rocas (AR) e Arquipélago de Fernando de Noronha (AFN) e o segundo investigou se a distribuição da comunidade ictioneustônica das ilhas oceânicas esta relacionada com as variáveis ambientais. Em julho e agosto de 2010 foram realizadas coletas noturnas e diurnas em duas transecções posicionados nos lados leste e oeste do ASPSP, nos lados Sudeste e Noroeste no atol das Rocas e nos lados Nordeste e Sudoeste no AFN compostos cada transecção por três estações (A e C – insulares e E - oceânica). O ictioneuston foi coletado através de arrasto com redes cilíndrico-cônicas de 500μm, posicionadas na interface ar/água 0 – 7,5cm (neuston superior) e na camada de 7,5 à 22,5cm (neuston inferior), acopladas a um catamarã de alumínio (David Hempel), coletando 24 unidades amostrais para cada ilha, totalizando 72 unidades amostrais. Os dados físicos e químicos foram obtidos através do CTD e os dados de clorofila-a foram analisados por espectofotômetro. As larvas de peixe foram identificadas em sua maioria ao nível de espécie com base em chaves taxonômicas especializadas. No primeiro capítulo cinco hipóteses foram testadas: i) As ilhas oceânicas promovem a concentração do ictioneuston em áreas adjacentes; ii) existe diferença significativa nos valores de densidade e diversidade da comunidade ictioneustônica de acordo com as transecções da ilhas...

Avaliação da ação bioinseticida de SBTI e vicilina de Erythrina velutina em enzimas digestivas e membrana peritrófica de larvas de Plodia interpunctella (Lepidoptera: Pyralidae)

Amorim, Ticiana Maria Lúcio de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Bioquímica; Bioquímica; Biologia Molecular Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Bioquímica; Bioquímica; Biologia Molecular
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
86.05%
Plodia interpunctella (Indian meal moth) is a cosmopolitan pest that attacks not only a wide range of stored grain as well other food products. Due to its economic importance several researches have focused in a method with ability to control this pest with few or no damage to the environment. The study of digestive enzymes inhibitors, lectins and chitin-binding proteins, has often been proposed as an alternative to reduce insect damage. In this study we report the major classes of digestive enzymes during larval growth in P. Interpunctella, being those proteinases actives at pH 9.5 and optimum temperature of 50 oC to both larvae of the 3rd instar and pre-pupal stage of development. In vitro and zymogram assays presented the effects of several inhibitors, such as SBTI, TLCK and PMSF to intestinal homogenate of 3rd instar larvae of 62%, 92% and 87% of inhibition and In pre-pupal stage of 87%, 62 % and 55% of inhibition, respectively. Zymograms showed inhibition of two low molecular masses protein bands by TLCK and that in presence of SBTI were retarded. These results are indicative of predominance of digestive serine proteinases in gut homogenate from Plodia interpunctella larvae. This serine proteinase was then used as a target to evaluate the effect of SBTI on larvae in in vivo assay. Effect of SBTI on mortality and larval mass was not observed at until 4% of concentration (w/w) in diets. Chitin...

Ciclo de vida de Aedes aegypti (Linnaeus) (Diptera, Culicidae) sob a influência de diferentes períodos de quiescência e presença de extratos de larvas na água

Silva, Danielle Costa Ribeiro e
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
75.97%
Este trabalho teve como objetivo avaliar se o ciclo de vida de Aedes aegypti (Linnaeus) é influenciado pela presença de extratos de larvas na água e por ovos com diferentes períodos de quiescência simultaneamente. Outro objetivo foi comparar a preferência de oviposição do inseto em água com e sem macerado de larvas de A. aegypti e Drosophila melanogaster (Meigen). Ovos com 15 dias, dois, quatro e seis meses de coleta foram colocados em água para eclosão e acompanhados até a emergência dos adultos em três tratamentos. O tempo de duração médio de incubação, a viabilidade dos ovos, larvas e pupas foram analisados. No experimento de preferência de oviposição foram colocados três béqueres por gaiola, tendo um com macerado de larvas de A. aegypti, um com macerado de larvas de D. melanogaster e outro com água desclorada limpa. Os ovos postos em cada tratamento foram contabilizados. Nenhum ovo com seis meses de quiescência eclodiu. A duração média do período de incubação foi maior no tratamento que continha apenas água. A média da porcentagem de viabilidade dos ovos com quatro meses de quiescência foi menor. Não houve diferença da média de porcentagem da viabilidade das larvas e pupas entre os três tratamentos e entre os três períodos de quiescência. Tanto as larvas...