Página 1 dos resultados de 130 itens digitais encontrados em 0.043 segundos

Aplicação da webquest "Escher e a procura do infinito" numa turma do 12.º ano de escolaridade

Sampaio, Patrícia Alexandra da Silva Ribeiro; Coutinho, Clara Pereira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 17/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
55.83%
Na presente investigação concebeu-se, implementou-se e avaliou-se uma experiência de ensino contemplando a extensão e refinamento das concepções de infinito através de uma webquest numa turma do 12º ano de escolaridade. Foram estabelecidas três questões de investigação. A webquest Escher e a procura do infinito proporcionará o desenvolvimento do pensamento crítico e criativo? Proporcionará um ambiente de aprendizagem colaborativo? Poderá contribuir para uma melhor compreensão do infinito? Pela análise dos produtos finais desenvolvidos por cada grupo através da realização desta webquest verificou-se que os alunos desenvolveram a capacidade de organizar e sintetizar informação, aperfeiçoando o trabalho colaborativo, a criatividade, o rigor científico (realizando um poster) e desenvolveram o pensamento crítico. Pela comparação dos pré e pós testes verificou-se ainda uma melhoria considerável dos resultados, denotando-se uma aprendizagem efectiva das concepções de infinito segundo a teoria de cardinais.

O YouTube e o pensamento de ordem superior em inglês (LE) : um estudo com alunos do ensino secundário

Bastos, Maria da Ascensão Afonso
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.07%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Tecnologias de Informação e Comunicação); A crescente complexidade do mundo actual acentua a importância da construção activa do conhecimento por parte do aluno e da colaboração na aprendizagem, em contraste com o ensino de natureza mais tradicional, baseado na assunção de que o conhecimento se transfere de professor para aluno. Nesta óptica, o YouTube, e paralelamente o fórum de discussão online, surgem como novos ambientes de aprendizagem que favorecem um processo integrado e multifacetado da mesma, em conformidade com o perfil dos jovens nativos digitais e com os desafios que lhes são colocados pela Sociedade do Conhecimento. Com base no modelo de pensamento integrado proposto por Jonassen (1996), desenvolveu-se um estudo de caso no domínio da disciplina de Inglês (LE), com duas turmas do décimo primeiro ano do Ensino Secundário em ambiente curricular formal e não formal, offline e online. Esta investigação focou-se no interesse educativo das ferramentas cognitivas (o YouTube e o fórum - Moodle) e na sua efectiva contribuição para uma aprendizagem profunda e significativa, orientada para processos de pensamento complexo...

Avaliação da criatividade como condição para o seu desenvolvimento : um estudo português do Teste de Pensamento Criativo de Torrance em contexto escolar

Azevedo, Ivete; Morais, Maria de Fátima
Fonte: REICE Publicador: REICE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.96%
A avaliação da criatividade tem sido uma temática complexa e polémica; contudo, no contexto educativo, uma das suas fortes justificações deverá passar pela facilitação de intervenções para o desenvolvimento do potencial criativo diagnosticado. Esta preocupação com a indissociabilidade entre avaliação e intervenção face à criatividade aparece reforçada no contexto português. Por um lado, o interesse pela temática tem vindo a crescer e o Sistema Educativo nacional assume o desenvolvimento de competências criativas como fundamental; por outro, constata-se lacunas na conceção de avaliação de criatividade por parte dos educadores e ainda não há um instrumento de avaliação validado a nível nacional que permita formações controladas na sua eficácia. Quis- se então validar, em Portugal, uma ferramenta de avaliação sólida no seu historial, diversificada na informação oferecida, e articulada face à intervenção, tomando a versão figurativa do Torrance Tests of Creative Thinking. A amostra é representativa a nível de sexo e de zonas geográficas do país, contendo 348 alunos do 5o, 7o e 9o anos de escolaridade (entre 10 e 16 anos). Serão apresentados a metodologia e os resultados do estudo de validação...

Utilização da técnica Synectics em sala de aula no ensino superior: no contexto do mestrado em Comunicação Multimédia

Pereira, Andreia Ana Lopes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.22%
O presente estudo teve como principal objetivo perceber o contributo do uso da Técnica Synectics no desenvolvimento do potencial criativo do aluno, a fim de se saber se a sua aplicação é ou não uma mais-valia para os alunos universitários num contexto específico. Assumindo uma natureza qualitativa, pretende alcançar-se uma visão holística do contexto em estudo e captar os dados, partindo das perceções dos próprios intervenientes no estudo de caso. Portanto, esta investigação envolve o estudo intensivo e detalhado de um pequeno grupo, formado por alunos do ensino superior, a frequentar o Mestrado em Comunicação Multimédia, na Universidade de Aveiro, no 2º semetre do ano letivo de 2013/2014. Recorre a escalas de medida, entre as quais o Teste “Pensando Criativamente” de Torrance, traduzido e validado por Oliveira (1992) e o Teste de Diagnóstico, desenvolvido na disciplina de Criatividade na Comunicação Multimédia, para se poder cumprir com os objetivos definidos neste estudo. Concluiu-se, pelos dados coligidos e pela respetiva análise, que a aplicação da técnica Synectics não só ajudou os alunos a desenvolverem o seu potencial criativo, como também ajudou-os a reconhecerem melhor o seu perfil criativo. Logo...

As formas animadas e a criatividade

Vieira, Sónia Patrícia Alves Pires
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.24%
Projeto de Intervenção apresentado à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Educação Artística - Especialidade Teatro na Educação; Este projeto de investigação teve como questão principal analisar se as Formas Animadas podem ou não estimular o pensamento criativo dos alunos. Para obter respostas sobre essa temática, os participantes neste projeto foram oito alunos do quarto ano de escolaridade de um Agrupamento de escolas que pertence a um meio rural. Este grupo de alunos manifestava dificuldades de aprendizagem e por essa razão, estavam integrados no Projeto Mais Sucesso Escolar/ Tipologia Fénix. Como metodologia de recolha de informação foram planificadas doze sessões, incluídas a sessão de diagnóstico e uma última sessão de avaliação. Foi efetivado ao longo do projeto uma observação direta com registos em diário de bordo, filmagens, fotografias e outros registos, de cada uma das sessões dinamizadas, assim como a construção e preenchimento de duas grelhas de avaliação, a saber: uma grelha de avaliação de Indicadores do Pensamento Criativo e uma grelha de Avaliação de Expressão Dramática/Teatro. Ainda como instrumento de recolha de dados, efetuou-se uma entrevista...

A educação artística e o desenvolvimento da criatividade e autonomia dos alunos de um curso profissional

Afonso, Maria Filomena Perquilhas Baptista
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76.27%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Educação Artística, na Especialização de Artes Plásticas na Educação; O presente estudo centra-se no desenvolvimento da criatividade e da autonomia através da Educação Artística, nomeadamente na verificação do desenvolvimento da criatividade recorrendo a exercícios de agilização do pensamento criativo e da autonomia através da metodologia de trabalho de projeto. O estudo partiu de uma necessidade verificada em contexto de sala de aula, no ano letivo de 2011/2012, onde se observou que alguns alunos do 2º ano do Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial demonstravam pouca criatividade e pouca autonomia. Neste sentido, os objetivos do estudo são: i) Verificar se o recurso a estratégias de promoção da criatividade produz efeitos: a) Na fluidez, flexibilidade e originalidade; b) na aplicação dessas características no planeamento e desenvolvimento de projetos; ii) Identificar os efeitos do trabalho de projeto no desenvolvimento da autonomia dos alunos. Organizou-se assim um projeto de intervenção com caraterísticas de investigação-ação. Na análise e tratamento de dados recorreu-se essencialmente à abordagem qualitativa e...

Didáctica da Filosofia: Educação para a Autonomia da formação do Pensamento

Barroso, Paulo
Fonte: Sociedade Portuguesa de Filosofia Publicador: Sociedade Portuguesa de Filosofia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.04%
Uma criança de seis anos pode ou não usar e compreender os conceitos abstractos de “liberdade”, “verdade” ou “justiça”? A resposta a esta questão pode, por um lado, ser orientada se tomarmos como exemplos as histórias infantis que as crianças conhecem, por outro, ser explorada se tomarmos a Filosofia como prática de aprendizagem básica para a formação e desenvolvimento de um pensamento correcto, crítico e criativo. Por exemplo, na história da Branca de Neve, de Jacob Grimm, uma criança pode ou não questionar se a Branca de Neve tem liberdade face às regras impostas pela sua madrasta. Uma criança de seis anos tem ou não capacidade para compreender a falta de liberdade da Branca de Neve dadas as circunstâncias oferecidas pela história? Já deve ter essa capacidade interrogativa da liberdade como bem supremo dos seres humanos, mas nas devidas proporções? O ensino da Filosofia nas crianças constitui, essencialmente, um projecto educativo que visa disponibilizar os instrumentos, métodos e modos de desenvolvimento do raciocínio e do pensamento. Através da prática do diálogo, do desenvolvimento cognitivo, afectivo e social das crianças e dos jovens, o programa explora as dimensões crítica, criativa...

Estratégias de ensino das ciências promotoras de criatividade e pensamento crítico

Sanches, Maria Dulce de Campos Chasqueira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
56.19%
Tese de mestrado, Educação (Didáctica das Ciências), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009; O estudo pretende dar resposta ao seguinte problema central: “Será que se verificam melhorias dos níveis de criatividade e de pensamento crítico quando os alunos realizam actividades de ensino-aprendizagem que apelam para o desenvolvimento da criatividade e do pensamento crítico?”. Trata-se de um estudo de design quase-experimental / grupo controlo-grupo experimental / pré-teste-pós-teste / grupos não aleatórios. As observações foram realizadas num colégio particular da região do concelho de Lisboa e nele participaram alunos de duas turmas de Ciências Físico-Químicas do 8º ano de escolaridade. Com este trabalho não se pretendeu apenas fazer uma medição dos níveis de criatividade e de pensamento crítico dos alunos. Um dos grandes objectivos deste trabalho consistia na elaboração e implementação de materiais didácticos passíveis de ser utilizados em sala de aula como promotores de criatividade e pensamento crítico. Foram seleccionadas sete actividades que integraram um programa de intervenção que foi implementado durante um período lectivo no grupo experimental. Antes e depois do programa de intervenção foram administrados testes de medição de pensamento criativo (Teste de Pensamento Criativo de Torrance) e testes de medição de pensamento crítico (Teste de Pensamento Crítico de Cornell - Nível X). A análise dos resultados obtidos no pré-teste permitiu constatar que os dois grupos eram equivalentes no que diz respeito aos níveis de Criatividade e de Pensamento Crítico. Após a conclusão do estudo verificou-se que não se registaram melhorias estatisticamente significativas nos níveis de pensamento criativo e crítico dos alunos envolvidos no estudo. Verificou-se contudo que o nível de pensamento crítico dos alunos do grupo experimental no aspecto assumpções aumentou significativamente. O estudo permitiu a reflexão sobre a importância da promoção da Criatividade e do Pensamento Crítico através das práticas lectivas dos professores e concluir sobre a necessidade de formação de professores no que diz respeito à concepção e implementação de materiais didácticos.; The present study seeks to answer the following central problem: “Are there improvements of the levels of creativity and critical thinking when pupils perform teaching-learning activities that call for the development of creativity and critical thinking?”. It is a study of quasi-experimental design/ control group-experimental group/ pre-test-post-test/ non-random groups. The data were collected in a private school localized in central Lisbon and involved pupils of two classes of Physics and Chemistry of the 8th grade. The purpose of this work consisted in the development and implementation of didactic materials to be used in the classroom as promoters of creativity and critical thinking and in the measurement of the levels of creativity and critical thinking of the pupils involved. Seven activities were selected and incorporated in an intervention programme that was implemented during a school term in the experimental group. At the beginning and at the end...

Criatividade em psicoterapia infantil : desenvolvimento do pensamento criativo na resolução de problemas do foro emocional

Simões, Inês Bárbara dos Santos Mendes
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012; Cada vez mais, existe a necessidade de nos adaptarmos às mudanças que surgem nos vários contextos que nos rodeiam. Os desafios aumentam e são constantes, por isso nada parece mais importante do que preparar desde cedo, as crianças para a versatilidade de pensamento que lhes vai ser exigida. Em contexto psicoterapêutico, muitas delas já apresentam fragilidades no modo como lidam com os problemas. Para combater esse desajustamento e promover a boa adaptação das crianças e adolescentes a qualquer situação é primordial desenvolver nelas, um pensamento inovador, que vá para além do que já existe e que seja flexível a qualquer contexto e situação. Nesta sequência afigura-se a importância de utilizar e promover a criatividade na psicoterapia infantil. Ao longo desta dissertação analisam-se dois casos clínicos de pacientes com perturbações de ansiedade cujos resultados apontam para uma influência positiva da estimulação criativa na redução dos níveis de ansiedade, no aumento da sensação de autoeficácia, no aumento da capacidade de resolução de problemas e no modo como as crianças elaboram as suas emoções face a diferentes situações. Contudo...

Pensar problemas, criar soluções : utilização da metodologia de aprendizagem baseada na resolução de problemas no desenvolvimento do pensamento criativo

Nunes, Ana Cláudia Pereira, 1984-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
86.04%
Relatório da prática de ensino supervisionada, Ensino de Artes Visuais no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário, Universidade de Lisboa, 2012; Este relatório apresenta o planeamento e a execução do processo de ensinoaprendizagem da unidade didática Módulo 1 - Gestão e Implementação de Projetos (M1). Este módulo está inserido na disciplina de Projeto e Produção Multimédia, no último ano do Curso Profissional Técnico de Multimédia de Nível IV. A prática letiva aqui exposta teve como ponto de partida um grupo-turma com lacunas no domínio dos conhecimentos, uma reduzida motivação e fraca autoestima, com ocorrências de indisciplina. Para a persecução do nosso objetivo partimos da análise de um contexto social e escolar, dos conteúdos do M1 e fizemos o enquadramento teórico pertinente e adequado. Escolhemos a metodologia de aprendizagem baseada na resolução de problemas, que contribuiu para a potenciação da competência de pensamento criativo nos alunos. Através da execução de um projeto multimédia, os alunos interiorizaram as etapas e as ferramentas implicadas na metodologia projetual; recorrendo a atividades práticas promovem-se o envolvimento ativo dos alunos, colocando a ênfase na reflexão sobre essa prática...

O fenómeno sinestésico na estruturação do pensamento criativo

Torrão, Rita Guerreiro, 1979-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
86.12%
Relatório da prática de ensino supervisionada, Ensino de Artes Visuais, Universidade de Lisboa, Faculdade de Belas Artes de Lisboa, 2012; A estruturação do pensamento criativo do adolescente apresenta-se de modo “fragmentado”, em parte, devido às caraterísticas da sua experiência sensorial. Propõe-se observar a possibilidade de reconhecimento da perceção humana, segundo o “fenómeno sinestésico”, focalizando metodologias de ensino artístico e conteúdos curriculares na aprendizagem da criatividade. O nosso estudo envolveu um grupo/turma de adolescentes com idades compreendidas entre os quinze e os dezassete anos do 10º ano de escolaridade, na disciplina de Desenho. Desenhámos um conjunto de atividades pedagógicas que denominamos “experiências de fluir” que promovessem a “inteligência háptica”. Procedeu-se à observação direta de aulas. O relatório apresenta a participação dos adolescentes e resultados produzidos pelos alunos a partir da prática pedagógica docente alicerçada nas ideias inerentes aos movimentos artísticos da “Land Art” e da “Instalação” no projeto final. Verificámos haver uma carência de certos conteúdos programáticos na disciplina de Desenho e a sobrevalorização do sentido da “visão” nas metodologias de ensino das artes na escola. Observaram-se possibilidades de desenvolvimento do pensamento estético...

O desenho de arcos como formas de modelação e construção do real

Rocha, Sara Moreira Matos, 1979-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
65.8%
Relatório da Prática de Ensino Supervisionada, Mestrado em Ensino de Artes Visuais, Universidade de Lisboa, 2014; O Relatório da Prática de Ensino Supervisionada retrata a experiência docente, efetuada no âmbito do Mestrado em Ensino de Artes Visuais. A prática letiva foi desenvolvida na Escola Básica 2, 3 Paula Vicente – - Restelo, com uma turma do 7.º Ano, na disciplina de Educação Visual. O presente Relatório descreve o projeto pedagógico desenvolvido com a turma, de modo a dar resposta aos interesses e necessidades de aprendizagem dos alunos. Este decorreu em dezoito sessões semanais, de quarenta e cinco minutos, e incluiu um leque diversificado de atividades, uma visita de estudo ao Mosteiro de Santa Maria de Belém, em horário escolar, e uma exposição final. Os alunos envolvidos no projeto eram adolescentes, com idades compreendidas entre os onze e os dezasseis anos, que apresentavam algumas lacunas relacionadas com a criatividade, com o pensamento crítico e simultaneamente, com baixa autoestima. No sentido de criar uma maior envolvência, autonomia e vontade de saber dos alunos, foi implementada uma estratégia didática que incidiu em torno do tema das formas geométricas, no âmbito dos elementos da representação...

Criatividade e inteligência: analisando semelhanças e discrepâncias no desenvolvimento

Wechsler,Solange Muglia; Nunes,Maiana Farias Oliveira; Schelini,Patrícia Waltz; Ferreira,Adriana Aparecida; Pereira,Dejenane Aparecida Pascoal
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
55.8%
As semelhanças e discrepâncias entre inteligência e criatividade foram investigadas, assim como os possíveis impactos de gênero e série educacional sobre o seu desenvolvimento. A amostra foi composta por 172 estudantes (91 mulheres, 81 homens), com idades variando dos 7 aos 17 anos. A avaliação da inteligência foi feita por meio da versão brasileira da Bateria Woodcock-Johnson III enquanto que criatividade foi avaliada pelos Testes de Pensamento Criativo de Torrance. Os resultados obtidos pelas MANOVA e ANOVA demonstraram efeitos significativos de série escolar para inteligência e criatividade figural, e de sexo para criatividade verbal. Não houve correlações significativas entre inteligência e criatividade, de acordo com as medianas nos testes de inteligência. A análise fatorial rotação Varimax apontou distinção entre inteligência, criatividade verbal e figurativa, indicando a independência entre estes construtos.

Argumentação e desenvolvimento cognitivo: emergência e estabilização de condutas protoargumentativas

Vasconcelos, Angelina Nunes de; Leitão, Selma (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
55.88%
A presente dissertação focaliza a gênese de condutas protoargumentativas, mais especificamente condutas proto-opositivas. Para tanto, define protoargumentação enquanto aquelas ações infantis interpretadas pelos adultos como afirmações de desejos, vontades e propósitos (proto-asserções) ou oposição a desejos, vontades, propósitos e comandos de outros (proto-oposições). As quais, hipotetiza-se, constituem antecedentes das ações verbais de defesa de pontos de vista e contraposição a pontos de vista de outros,movimentos constituintes da argumentação (Leitão, 2010). A argumentação, por sua vez, é definida enquanto atividade cognitivo-discursiva específica caracterizada pela oposição e consequente tentativa de negociação entre perspectivas distintas. O foco na argumentação,nos estudos da cognição humana, fundamenta-se na compreensão de que os movimentos dialógicos inerentes à argumentação (defesa de pontos de vista e resposta a oposições) caracterizam o processo argumentativo como eminentemente reflexivo, tendo papel fundamental nos processos de constituição do conhecimento, bem como no desenvolvimento do pensamento reflexivo (Leitão, 2007). Assume-se, portanto, que a investigação da gênese das condutas protoargumentativas...

Já li muita coisa, então, eu posso inventar mais! A leitura literária e o desenvolvimento do pensamento criativo na infância

Faria, Kivia Pereira de Medeiros
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.31%
This study investigates the contributions of reading literature for the development of creative thinking in childhood. Its relevance consists in exploring practices that contemplate the creative thinking development in apprentices at school space and understanding the literature like a significant way to promote the creative thinking. The study is connected to the qualitaty strand. The exploratory observation and the intervention were adopted as research techniques. The field diary and the audio and video recording of the reading sections were adopted as methodological instruments. The research was conducted in the application s college from the Federal University of Rio Grande do Norte, in a 1th grade class, with 18 students between 6 and 7 years old. During the intervention, 8 readind class happened, with varied strategies and literary genres. The reading sessions were conducted through the principles of scaffolding, defended by Graves and Graves (1995). The corpus is made of speaks episodes, whose encoding semantics allowed the grouping into two central categories: divergent thinking and coauthoring of literary reader. It was taken as a theoretical framework the studies of Amarilha (2011; 2006; 2001; 1991; 1993; 1994), Alencar (2001)...

Uma biblioteca sem fronteiras: o serviço de EIB na Biblioteca do ISCTE-IUL

Segurado, Teresa; Biblioteca do ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa; Amante, Maria João; ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa; Marçal, Bruno; ISCTE-IUL; Reiçadas, Ricardo; ISCTE-IUL
Fonte: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; conferenceObject Formato: image/x-png
Publicado em 18/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.81%
O ensino, a aprendizagem e a investigação são três das funções mais importantes das instituições responsáveis pelo ensino superior. A missão da Universidade é preparar uma força de trabalho capacitada para satisfazer as necessidades e exigências colocadas pela Economia do Conhecimento. Para desenvolver esta tarefa, impõem-se melhorias e mudanças no ensino superior.Neste tipo de Economia, aspectos como a produtividade e a competitividade dependem da capacidade das organizações para processar informação de forma eficaz e tendo em vista a produção de conhecimento. Neste sentido, o bem-estar da sociedade depende da qualidade da educação assim como da formação e integração de toda a população neste sistema.As instituições de ensino superior devem, assim, preparar os seus graduados com as competências, conhecimentos e resultados de aprendizagem que promovam o desenvolvimento individual, por um lado, e garantam o desenvolvimento económico, social e cultural da sociedade, por outro. A nossa sociedade necessita de conhecimentos e competências para a resolução de problemas e para um pensamento criativo. Para satisfazer estas necessidades, os graduados/pós-graduados devem desenvolver competências de iniciativa e empreendedoras...

Formação da equipe aplicada ao desenvolvimento de produtos

Silva, José Oliveira da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 194 f.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
55.87%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O desenvolvimento do produto para a viabilização dos negócios vem sofrendo mudanças significativas quanto à forma de desenvolver produto. Com o crescente reconhecimento dos benefícios ligados à prática do gerenciamento de projeto, novas soluções têm sido pesquisadas. Para as empresas que buscam uma vantagem competitiva no desenvolvimento de produto, quanto à qualidade, recursos e tempo de lançamento do produto, gerar competência na formação de equipe de projeto passa a ser uma preocupação fundamental das empresas, bem como administrar múltiplas atividades nas diferentes fases do projeto. Considerando a amplitude do tema, o estudo teve como foco buscar resposta para a questão da formação de equipe de projeto quanto à criatividade dos membros da equipe que podem ser utilizadas para a geração de vantagens competitivas sustentáveis em empresas. Para tanto, efetuou-se ampla revisão da bibliografia que aborda o processo do gerenciamento de projeto relacionado a formação de equipe. As tentativas de interpretar e identificar as características criativas dos indivíduos, para participarem de uma equipe de projeto...

Simulação tecnologias e pensamento criativo na educação

Pimentel, Renê; Silva, Bento Duarte da
Fonte: Centro de Competência da Universidade do Minho Publicador: Centro de Competência da Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
76.07%
Citação bibliográfica: Pimentel, Renê & SILVA, Bento (2007). Simulação tecnologias e pensamento criativo na educação. In Paulo Dias, Cândido Varela de Freitas et. al. (orgs.). Actas da V Conferência Internacional de Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação, Challenges 2007. Braga: Centro de Competência da Universidade do Minho, Braga, p.637- 647. (ISBN 978-972-8746-52-0); Esse trabalho aborda o potencial de colaboração das novas tecnologias da informação e comunicação, no formato de simulações interativas, para o fomento do pensamento criativo dos estudantes. Este processo entre aprendentes e tecnologia converge as naturezas cognitivas e criativas do indivíduo, enfocando também o papel mediador exercido pelas tecnologias empregadas no desenvolvimento das simulações inerentes às diversas áreas do conhecimento.; The work approaches the potential cooperation of new information and communication technologies, in a way of interactive simulations, to stimulate students' creative thinking. This process between learners and technology converge the cognitive and creative natures of the individual, focusing as well on the mediator role practiced by the technologies used in the development of simulations inherent to the various areas of knowledge.

As ferramentas do pensamento como estratégia de aprendizagem para o estímulo e desenvolvimento da criatividade com alunos do ensino técnico e tecnológico

Ferreira, Cleiton Pons
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
76.04%
A política educacional brasileira, a partir da promulgação da Lei de Diretrizes e Bases (LDB), lei 9.394/96,estabelece que a educação profissional não é um mero adestramento para ocupar postos de trabalho determinados. Ela deve promover a transição entre escola e o mundo do trabalho, capacitando jovens e adultos com conhecimentos e habilidades gerais específicas e produtivas, sendo essencial estimular e capacitar estas pessoas para as exigências do dia-a-dia em suas atribuições, em qualquer que seja sua atividade. Em busca desse desenvolvimento pessoal, merece destaque as contribuições da Neurociência, que traz o conceito do sujeito cerebral, possibilitando melhor compreender a anatomia, a fisiologia e o funcionamento do cérebro que aprende. Ao demonstrar que cada cérebro é único na sua singularidade dentro da diversidade de alunos em sala de aula, oportuniza um diálogo com a Educação, contribuindo com novas formas para o desenvolvimento da capacidade do pensamento do aprendiz. Assim, embasado na articulação entre Neurociências e Educação, este trabalho traz as ferramentas de Mapas Mentais e Seis Chapéus do Pensamento como possíveis colaboradores no ensino em sala de aula para a potencialização do comportamento criativo. O estudo através de método misto (qualitativo e quantitativo) envolveu coleta de dados a partir de uma experiência prática em um curso ministrado para 16 alunos do ensino técnico de nível médio e tecnológico de nível superior do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia...

Comunidade de aprendizes reflexões acerca do desenvolvimento do pensamento criativo em processos de educação musical; Community of learners reflections on the development of creative thinking in music education processes

Fonterrada, Marisa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 24/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
126.19%
Neste trabalho, pretende-se discutir o papel do fazer musical criativo na educação musical, tendo em vista reconhecer ações que possam contribuir para o desenvolvimento integral do ser humano e incentivar a aquisição da autonomia. Para isso, lança-se mão de dados colhidos em recente pesquisa nacional, desenvolvida pelo GEPEM – Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Musical, no Instituto de Artes da UNESP – com suporte da FAPESP. O trabalho apoia-se em ideias de Murray Schafer, John Paynter e Chefa Alonso. Defende-se a importância de trabalhos que incentivam o pensar musical, associado à vivência da cultura em que o grupo está inserido. A questão do desenvolvimento do pensamento criativo tem pertinência nos dias atuais, pelas possibilidades que traz às instituições de ensino brasileiras, neste momento histórico em que, por força de Lei federal, a música torna-se componente obrigatório na educação básica. Após um lapso de mais de 40 anos e em uma época em que o mundo tem passado por profundas modificações, é necessário buscar alternativas que proporcionem ferramentas adequadas às instituições e pessoas responsáveis pela educação básica. Compreender o ensino de música como uma atividade coletiva...