Página 1 dos resultados de 22 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

COL18A1 is highly expressed during human adipocyte differentiation and the SNP c.1136C > T in its "frizzled" motif is associated with obesity in diabetes type 2 patients

ERRERA, Flavia I.V.; CANANI, Luís H.; YEH, Erika; KAGUE, Érika; ARMELIN-CORRÊA, Lucia M.; SUZUKI, Oscar T.; TSCHIEDEL, Balduíno; SILVA, Maria Elizabeth R.; SERTIÉ, Andréa L.; PASSOS-BUENO, Maria Rita
Fonte: Academia Brasileira de Ciências Publicador: Academia Brasileira de Ciências
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.87%
Collagen XVIII can generate two fragments, NC11-728 containing a frizzled motif which possibly acts in Wnt signaling and Endostatin, which is cleaved from the NC1 and is a potent inhibitor of angiogenesis. Collagen XVIII and Wnt signaling have recently been associated with adipogenic differentiation and obesity in some animal models, but not in humans. In the present report, we have shown that COL18A1 expression increases during human adipogenic differentiation. We also tested if polymorphisms in the Frizzled (c.1136C>T; Thr379Met) and Endostatin (c.4349G>A; Asp1437Asn) regions contribute towards susceptibility to obesity in patients with type 2 diabetes (113 obese, BMI =30; 232 non-obese, BMI < 30) of European ancestry. No evidence of association was observed between the allele c.4349G>A and obesity, but we observed a significantly higher frequency of homozygotes c.1136TT in obese (19.5%) than in non-obese individuals (10.9%) [P = 0.02; OR = 2.0 (95%CI: 1.07-3.73)], suggesting that the allele c.1136T is associated to obesity in a recessive model. This genotype, after controlling for cholesterol, LDL cholesterol, and triglycerides, was independently associated with obesity (P = 0.048), and increases the chance of obesity in 2.8 times. Therefore...

Identificação de marcadores moleculares associados com a susceptibilidade ao desenvolvimento do carcinoma de próstata em pacientes brasileiros. ; IDENTIFICATION OF MOLECULAR MARKERS ASSOCIATED WITH THE SUSCEPTIBILITY TO THE DEVELOPMENT OF PROSTATE CARCINOMA IN BRAZILIAN PATIENTS

Iughetti, Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2001 Português
Relevância na Pesquisa
16.83%
No mundo inteiro, o carcinoma de próstata ocupa o quinto lugar entre as neoplasias malignas de maior mortalidade. No Brasil, estima-se para o ano de 2001 que, entre os tumores malignos no sexo masculino, o carcinoma de próstata terá a segunda maior taxa de mortalidade e a primeira taxa de incidência (Estimativa da incidência e mortalidade por câncer no Brasil – 2001 – INCA). Uma vez que a taxa de mortalidade por carcinoma de próstata na população brasileira tem aumentado significativamente nos últimos anos, a presente tese se propôs a investigar regiões polimórficas em genes conhecidos que poderiam estar associadas a um aumento na predisposição a esta forma de câncer. Assim sendo, estudamos as regiões polimórficas CAG e GGC do gene do receptor de andrógeno; o polimorfismo C1171T do gene do receptor de vitamina D; o polimorfismo D104N do gene da endostatina; o polimorfismo Pro72Arg do gene p53 e a região polimórfica AAAAC localizada na região 3’ não traduzida do gene MXI1.; In the world’s population prostate carcinoma is the fifth most commom male cancer-related death malignancy. In Brazil, among all male invasive cancers it is expected that prostate carcinoma will have the second highest death rate and the highest incidence rate (Estimativa da incidência e mortalidade por câncer no Brasil...

Estudo da região promotora do gene do colágeno XVIII humano; Study of human collagen XVIII promoter region

Correa, Lucia Maria Armelin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
17.87%
O colágeno XVIII é um componente das membranas basais com diversos domínios funcionais, como a endostatina e o domínio frizzled, que têm importante papel em processos celulares como proliferação e diferenciação. COL18A1 possui dois promotores alternativos: o promotor 1, que regula a síntese da variante NC11-303, e o promotor 2 responsável pelas variantes NC11- 728 e NC11-493, expressas por hepatócitos. Existe uma variação interindividual da endostatina circulante e da expressão do colágeno XVIII no fígado. A expressão do colágeno XVIII/endostatina foi correlacionada com a progressão tanto do hepatocarcinoma (HCC), quanto da fibrose/cirrose hepática. Elucidar a regulação da expressão de COL18A1 pode auxiliar na compreensão dessa variação interindividual e da progressão dessas doenças. Neste trabalho demos início a caracterização do promotor 2 do COL18A1. Identificamos na seqüência predita como promotora cinco regiões conservadas entre humanos e camundongos. A análise in silico e funcional dessas regiões revelou que os fatores de transcrição, Sp1, Sp3, YY1, Oct-1, C/EBPα e C/EBPβ, interagem com as mesmas. Demonstramos que C/EBPβaumenta a taxa de transcrição do promotor 2 em hepatócitos...

"Estudo funcional do colágeno tipo XVIII"; Functional study of the type XVIII collagen

Suzuki, Oscar Takeo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
28.24%
A síndrome de Knobloch (SK) é uma doença autossômica recessiva rara, caracterizada por problemas oculares e presença de encefalocele occipital, porém o quadro clínico é variável. Os pacientes apresentam principalmente miopia de grau elevado, degeneração vítreo-retiniana e descolamento de retina; o grau de comprometimento da alteração no occipital também é variável. Nossos estudos mostraram que a SK é causada por mutações no gene COL18A1, que codifica o colágeno tipo XVIII. Esse colágeno, uma proteoglicana da matriz extracelular, tem sido estudado principalmente por liberar a endostatina, um fragmento de 20 kDa clivado proteoliticamente de sua porção C-terminal e que possui atividade inibidora da angiogênese. O colágeno XVIII possui três isoformas conhecidas, as quais diferem entre si apenas na porção N-terminal e apresentam padrões de expressão distintos nos tecidos, mesmo estando ubiquamente presentes nas membranas basais epiteliais e endoteliais. Além da endostatina, o colágeno XVIII apresenta outros motivos com funções ainda desconhecidas: um domínio trombospondina, presente em todas as isoformas e um domínio frizzled, encontrado apenas na forma mais longa da proteína. O espectro de variação clinica na SK ainda é incerto...

Terapia antiangiogênica de tumores utilizando células produtoras de endostatina encapsuladas em dispositivos de imunoisolamento; ANTIANGIOGENIC THERAPY USING ENDOSTATIN PRODUCER CELLS ENCAPSULATED IN IMMUNOISOLATION DEVICES.

Rodrigues, Danielle Borim
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
38.73%
Endostatina é um inibidor específico de proliferação de células endoteliais, migração e um potente inibidor de angiogênese. Foi demonstrado que a administração contínua de endostatina é mais efetiva na supressão tumoral do que a mesma dose administrada s.c. diariamente. Encontrar a concentração de endostatina para combater o crescimento tumoral é complicado pela pequena meia vida da proteína. O transplante de células encapsuladas em dispositivos de imunoisolamento é uma abordagem promissora para muitas doenças, pois permite uma liberação por longo tempo da proteína com propriedades terapêuticas. A membrana semipermeável pode proteger as células da rejeição do sistema imune, para evitar o problema de toxicidade, meia vida limitada e variação nos níveis circulantes. O dispositivo Theracyte® é um sistema de membranas semipermeáveis para macroencapsulamento que permite o implante de células geneticamente modificadas para liberação de proteínas terapêuticas in vivo sem a necessidade de imunosupressão do hospedeiro. Foi demonstrado neste estudo que fibroblastos murinos (células LM) expressando 0,4 µg de endostatina murina/106 células em 24 horas se apresentam como uma abordagem promissora para terapia tumoral. O sistema de liberação é composto de células LM produtoras de endostatina encapsuladas em macrocápsulas Theracyte para imunoisolamento de células. Para demonstrar a utilidade deste sistema...

Terapia cecular em camundongos utilizando células CHO secretoras de endostatina transplantadas em dispositivos de imunoisolamento; OBTAINING HIGH SERUM LEVELS OF MURINE ENDOSTATIN IN MICE USING RECOMBINANT CHINESE HAMSTER OVARY CELLS SECRETING ENDOSTATIN TRANSPLANTED IN IMUNOISOLATION DEVICES

Vallejo, Natália Malavasi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
38.68%
Endostatina, um fragmento do colágeno XVIII de 20 kDa, é um potente inibidor de angiogênese e crescimento tumoral. Foi previamente demonstrado que a administração contínua de endostatina em modelos animais melhorou a eficácia e potência da terapia antitumoral, comparada com a administração subcutânea diária por injeções de endostatina. A liberação contínua da proteína antiangiogênica endostatina para a circulação sistêmica poderia ser um tratamento antiangiogênico ideal. O sistema Theracyte é um sistema de membranas de politetrafluoretileno semi-permeáveis para macro-encapsulamento e implante de células geneticamente modificadas para liberação de proteínas terapêuticas in vivo e que não requer a imunossupressão do hospedeiro. Com a finalidade de demonstrar a utilidade deste sistema, células CHO expressando (his)6-met-endostatina foram injetadas em dispositivos de imunoisolamento Theracyte, que foram imediatamente implantados em camundongos imunodeficientes (SCID). Em outro modelo de implante de dispositivos de imunoisolamento, os dispositivos Theracyte foram implantados em animais e depois do tempo de cicatrização (17 dias), as células expressando endostatina foram injetadas dentro dos dispositivos. Níveis altos e constantes de endostatina de até 3...

Estudo da regulação transcricional do COL18A1 e análise funcional do domínio Frizzled; Study COL18A1 transcription regulation and function analysis of Frizzled domain

Kague, Erika
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
16.83%
A conclusão do seqüênciamento do genoma de múltiplos vertebrados trouxe um importante desafio para entender e predizer função, particularmente para seqüências não-codificantes, a partir de seqüências primarias de DNA. A hipótese de que a conservação evolutiva prediz seqüências funcionais é comumente aceita, inclusive para seqüências envolvidas na regulação da transcrição gênica, mesmo que a conservação de seqüências tenha gerado imperfeitas predições de enhancers (acentuadores) funcionais. O colágeno tipo XVIII é um componente da maioria das membranas basais; mutações no gene COL18A1 levam a síndrome de Knobloch, uma doença autossômica recessiva caracterizada por degeneração vitreoretiniana e macular e encefalocele occipital. O COL18A1 tem 43 exons que transcrevem três isoformas a partir de dois promotores diferentes. As três isoformas apresentam um complexo modelo de expressão tecido-específico, incluindo expressão em rim, pulmão, cérebro e retina. Os níveis de expressão do COL18A1 são considerados clinicamente importantes na vasculogenese, e em predisposição para o hepatocarcinoma e diabetes tipo 2. Dessa forma, a identificação de regiões regulatórias fornecerá indícios sobre a regulação da expressão do COL18A1 em estados normal e patogênico. Além disso...

Construção e caracterização in vitro  de um vetor retroviral bicistrônico codificando endostatina e interleucina-2 para utilização em terapia gênica; Construction and chracterization in vitro of a bicistronic retroviral vector coding endostatin and interleukin-2 for use in gene therapy

Calvo, Fernanda Bernardes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
38.5%
A terapia gênica tem sido empregada em estudos pré-clínicos e clínicos, com o intuito de amenizar ou curar uma doença. Vetores retrovirais são uma ferramenta de transferência gênica largamente utilizada. Vetores bicistrônicos são uma alternativa interessante para o tratamento de doenças complexas. Na construção de um vetor bicistrônico pode-se empregar várias estratégias dentre elas a utilização da sequência IRES. A endostatina, fragmento do colágeno XVIII, tem sido muito utilizada na terapia anti-angiogênica devido sua ação inibitória no crescimento de células endoteliais. A imunoterapia tem sido utilizada como tratamento coadjuvante de tumores. Dentre as citocinas utilizadas, a interleucina-2 promovendo a proliferação de linfócitos T, tem sido utilizada em diversos estudos pré-clínicos e clínicos. O objetivo deste projeto foi construir e caracterizar in vitro um vetor retroviral bicistrônico codificando endostatina e interleucina-2 utlizando a sequência IRES. A construção do vetor foi realizada em três etapas, sendo comprovada a construção final por análise de restrição e seqüenciamento. Células de empacotamento foram transfectadas com o vetor, e posteriormente realizada a transdução na célula alvo. A endostatina e a interleucina-2 foram determinadas por Dot blot...

Níveis de endostatina sérica na esclerose sistêmica e relação com severidade da doença e da disfunção microvascular

Bredemeier, Markus; Xavier, Ricardo Machado; Capobianco, Karina Gatz; Restelli, Vicente Gregório; Brenol, Claiton Viegas; Ribeiro, Giovana G.; Mucenic, Tamara; Rohde, Luis Eduardo Paim; Pinotti, Antonio Fernando Furlan; Pitrez, Eduardo Hennemann; Vieira,
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.83%

COL18A1 is highly expressed during human adipocyte differentiation and the SNP c.1136C > T in its "frizzled" motif is associated with obesity in diabetes type 2 patients

Errera, Flavia I.V.; Canani, Luis Henrique Santos; Yeh, Erika; Kague, Érika; Armelin-Corrêa, Lúcia M.; Suzuki, Oscar T.; Tschiedel, Balduíno; Silva, Maria Elisabeth R.; Sertié, Andréa L.; Passos-Bueno, Maria Rita
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.87%
Colágeno XVIII pode gerar dois fragmentos, um correspondendo à região NC11-728 contendo o motivo “frizzled”, o qual possivelmente atua na sinalização Wnt, e outro correspondendo a Endostatina, que é clivada a partir da região NC1 e é uma potente inibidora de angiogênese. Colágeno XVIII e a via de sinalização Wnt foram recentemente associados à diferenciação adipogênica e obesidade em alguns modelos animais, porém ainda não em humanos. No presente trabalho, mostramos que os níveis de expressão gênica do COL18A1 aumentam durante o processo de diferenciação adipogênica em humanos. Também testamos se polimorfismos localizados no motivo “Frizzled” (c.1136C>T; Thr379Met) e na região da Endostatina (c.4349G>A; Asp1437Asn) contribuem na predisposição a obesidade em pacientes com diabetes tipo 2. (113 obesos, BMI ≥ 30; 232 não-obesos, BMI < 30) de ancestralidade Européia. Nenhuma evidência de associação entre o alelo c.4349G>Ae obesidade foi observada, contudo, observamos uma freqüência significativamente maior de homozigotos c.1136TT em obesos (19.5%) do que em não-obesos (10.9%) [P = 0.02; OR = 2.0 (95%CI: 1.07-3.73)], sugerindo que o alelo c.1136T está associado com obesidade conforme um modelo recessivo. Este genótipo manteve-se associado à obesidade (P = 0.048) mesmo após o controle das variáveis colesterol...

Avaliação de citocinas pró e anti-inflamatórias e de fatores pró e anti-angiogênicos em placenta de gestantes com pré-eclâmpsia

Lourenço, Naila Cristina Vilaça
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 50 f.
Português
Relevância na Pesquisa
17.51%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Biologia Geral e Aplicada - IBB; A pré-eclâmpsia é uma síndrome específica da gestação humana, caracterizada por hipertensão arterial e proteinúria após a 20ª. semana de gestação. É aceito que esta patologia tem origem na placenta. O fator de crescimento placentário (PlGF) tem importante papel no desenvolvimento vascular durante a invasão trofoblástica e, citocinas de perfil Th2 podem estar envolvidas na manutenção da gestação durante a interação materno-fetal.O presente trabalho avaliou a concentração de citocinas e de fatores pró e anti-angiogênicos em homogenato de placenta, obtido de gestantes normais e com pré-eclâmpsia, correlacionando esses parâmetros com a gravidade da doença e com a idade gestacional.Foram estudadas 70 gestantes, sendo 30 normotensas e 40 portadoras de pré-eclâmpsia. As gestantes com pré-eclâmpsia foram classificadas de acordo com o aparecimento das manifestações clínicas em pré-eclâmpsia precoce (< 34 semanas de gestação, n=13) e pré-eclâmpsia tardia (≥ 34 semanas de gestação, n=27). Um fragmento de placenta foi obtido imediatamente após o parto, homogeneizado em solução salina tamponada com fosfatos e submetido à centrifugação. O sobrenadante obtido foi empregado para determinação de fator de necrose tumoral-alfa (TNF-a)...

Perfil estrutural e molecular do lobo ventral da próstata de ratos senis (Sprague-Dawley) com e sem reposição de hormônios esteróides; Structural and molecular features of ventral prostate from senile rats (Sprague-Dawley) submitted or not steroid hormone replacement

Fabio Montico
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
17.87%
A reposição androgênica representa uma alternativa para minimizar os efeitos prejudiciais do desequilíbrio hormonal em homens senis, embora seus efeitos sobre o desenvolvimento de doenças prostáticas ainda seja assunto controvertido. Assim, o objetivo deste estudo foi caracterizar aspectos estruturais e moleculares do lobo ventral da próstata de ratos senis frente à reposição de hormônios esteróides, relacionando as alterações decorrentes da terapia hormonal a possíveis condições de lesões prostáticas. Ratos machos (Sprague- Dawley) foram divididos em um grupo Jovem (JOV) (4 meses), que recebeu óleo de amendoim (5 mL/Kg, s.c.), e grupos senis (10 meses), submetidos aos tratamentos: grupo Senil (SEN): óleo de amendoim (5 mL/Kg, s.c.); grupo Testosterona (TEST): cipionato de testosterona (5 mg/Kg, s.c.); grupo Estrógeno (EST): 17?-estradiol (25 ?g/Kg, s.c.); grupo Castrado (CAS): castração cirúrgica; grupo Castrado-Testosterona (CT): castração e após 30 dias tratamento similar ao grupo TEST; grupo Castrado-Estrógeno (CE): castração e após 30 dias tratamento similar ao grupo EST. Após 30 dias de tratamento, foram coletadas amostras de sangue, para dosagens hormonais séricas, e do lobo ventral, para análises em microscopias de luz e eletrônica de transmissão...

Bacilo Calmette-Guerin (BCG) e enterotoxina B do Staphylococcus aureus (EBS) no tratamento do câncer não músculo invasivo de bexiga urinária de ratos; Anti-angiogenic effects of the superantigen staphylococcal enterotoxin B and Bacillus Calmette-Guerin immunotherapy in the non-muscle invasive bladder cancer

Leonardo Oliveira Reis
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
17.51%
O tratamento do câncer de bexiga urotelial não músculo invasivo (CBNMI) com Bacilo Calmette-Guerin (BCG) tem efeito comprovado na redução de recidiva tumoral, embora ocorram efeitos colaterais de intensidades variadas, desde sintomas irritativos leves até reação sistêmica grave e o impacto na progressão tumoral seja controverso. Neste cenário a enterotoxina B do Staphylococcus aureus (EBS) destaca-se como alternativa promissora na terapêutica do CBNMI. Assim, os objetivos principais do presente estudo foram comparar e caracterizar os efeitos morfológicos, antiangiogênicos e o balanço entre proliferação e apoptose das imunoterapias com BCG, EBS e BCG-EBS no tratamento do CBNMI de ratos induzidos quimicamente. Um total de 75 ratas da linhagem Fisher 344 foram utilizadas. Para a indução do câncer, 60 animais foram anestesiados e receberam uma dose intravesical de 1,5mg/kg de N-metil-N-nitrosouréia (MNU) a cada 15 dias, nas semanas 0, 2, 4 e 6 (4 doses). Os outros 15 animais receberam 0,3ml de solução fisiológica intravesical e constituíram o grupo Controle (CT). Após o período de indução com MNU, os animais foram divididos em 5 grupos (15 animais cada): grupo MNU: recebeu o mesmo tratamento que o grupo CT - 0...

Terapias antiangiogênicas, uso de Finasterida e resposta hormonal na próstata de camundongos senis; Antiangiogenic, Finasteride therapies and hormonal response in the prostate microenvironment in the elderly mice

Larissa Akemi Kido
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
17.51%
A senescência está associada a mudanças significativas no ambiente hormonal, sendo fator causador de alterações morfofuncionais na próstata. Os diferentes processos biológicos que ocorrem na próstata são regulados por polipeptídeos, dentre esses os fatores de crescimento do endotélio vascular (VEGF) e Endostatina, relacionados à angiogênese. Além disso, inibidores da enzima 5_ redutase-II, como a finasterida, tem papel importante no combate às doenças prostáticas. Assim, os principais objetivos desse estudo foram avaliar os efeitos estruturais e moleculares das terapias antiangiogênicas e da finasterida sobre a próstata ventral de camundongos durante a senescência. Noventa camundongos machos FVB de 18 e 52 semanas de idade foram divididos nos seguintes grupos: Jovem (JV) e Senil (SEN), os quais receberam injeções de Solução Fisiológica 0,9% (5 mL/Kg/dia s.c.); Finasterida (FIN): injeções de Finasterida (20 mg/Kg, s.c.); SU5416 (SU): SU5416 (6 mg/Kg, i.p.); TNP-470 (TNP): injeções de TNP-470 (15 mg/Kg, s.c.), e SU5416 + TNP-470 (SU+TNP): os mesmos tratamentos dos grupos SU e TNP. Após 21 dias de tratamento, amostras do lobo ventral da próstata foram coletadas e submetidas às análises morfológicas, imunohistoquímicas e Western Blotting. Os resultados demonstraram alterações moleculares e estruturais no microambiente prostático durante a senescência...

Vias de sinalização dos receptores toll-like e p53 regulam a angiogênese e apoptose no câncer de bexiga não-músculo invasivo : efeitos do imunomodulador P-MAPA; Signaling pathways of toll-like receptors and p53 regulate the angiogenesis and apoptosis in bladder cancer non-muscle invasive : effects of immunomodulator P-MAPA

Amanda Pocol Carniato
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
17.51%
Introdução: A alta recorrência do câncer de bexiga não-músculo invasivo (CBNMI) pode estar relacionada aos baixos efeitos das atuais terapias sobre os receptores Toll-like (TLRs) e a angiogênese. Atualmente, a terapia utilizada contra o CBNMI é a imunoterapia com BCG (Bacillus Calmette-Guerin) associada com a ressecção transuretral. Entretanto, a utilização do BCG está associada a efeitos colaterais, desde sintomas irritativos leves até reação sistêmica grave. Nesse contexto, uma nova perspectiva é representada pelo imunomodulador P-MAPA (agregado polimérico anidrídico fosfolinoleato-palmitoleato de amônio e magnésio). Objetivos: Os objetivos deste estudo foram caracterizar os efeitos da ativação dos mediadores das vias de sinalização dos TLRs 2, 4 (MyD88, IKKα, NF-kB, TNF-α, IL-6, TRIF, IRF-3, IFN-γ)), INOS e p53 na regulação do processo de angiogênese (VEGF e endostatina) e apoptose (BAX) frente ao uso do P-MAPA e BCG no CBNMI. Materiais e Métodos: Para a indução do CBNMI, 30 animais Fischer 344 induzidos quimicamente com uma dose intravesical de 1,5 mg/kg de N-metil-N-nitrosouréia (MNU) a cada 15 dias, totalizando 4 doses. Outros 10 animais Fischer 344 que não receberam MNU foram considerados como Grupo Controle. Duas semanas após a indução...

Estroma reativo e próstata : senescência e inibição da angiogênese x lesões glandulares no modelo TRAMP = Reactive stroma and prostate: senescence and angiogenesis inhibition x glandular lesions in the TRAMP model; Reactive stroma and prostate : senescence and angiogenesis inhibition x glandular lesions in the TRAMP model

Fabio Montico
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
17.51%
A senescência está associada a modificações hormonais na próstata, resultando em microambiente favorável ao desenvolvimento de lesões neoplásicas. A angiogênese é fundamental para o crescimento tumoral e, na próstata, está sujeita à regulação por andrógenos, sendo sua estimulação um importante evento no estroma reativo associado ao câncer. Assim, a inibição da angiogênese representa terapia promissora no tratamento de neoplasias da próstata. O objetivo deste estudo foi caracterizar aspectos do estroma prostático na senescência e frente a terapias antiangiogênicas e de ablação hormonal, comparando-os com a reação estromal associada a lesões glandulares no modelo TRAMP. Camundongos FVB machos senis (52 semanas) foram submetidos a tratamentos antiangiogênicos com SU5416 (6 mg/kg; i.p.) e/ou TNP-470 (15 mg/kg; s.c.). O bloqueio hormonal foi obtido com finasterida (20 mg/kg; s.c.), isoladamente ou associada a ambos os inibidores. Após 21 dias de tratamento, amostras da próstata dorsolateral foram coletadas para análises morfológicas, imunohistoquímicas e de Western Blotting. A senescência levou à ocorrência de inflamação e de lesões proliferativas na próstata, bem como à maior frequência de células positivas para CD34/VIM e CD34/αSMA e ao aumento de MMP-9...

Polimorfismos genéticos e endometriose: a contribuição dos genes que regulam a função vascular e o remodelamento de tecidos

Trovó de Marqui,Alessandra Bernadete
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
17.51%
A endometriose é uma doença ginecológica benigna caracterizada pela presença e crescimento de células endometriais fora do útero. Fatores genéticos, endócrinos, imunológicos e ambientais têm sido sugeridos em sua patogênese. Um grande número de estudos tem relacionado polimorfismos genéticos como um fator que contribui para o desenvolvimento da endometriose. Nesta revisão, apresentamos uma descrição detalhada da contribuição de polimorfismos genéticos nos genes que regulam a função vascular e o remodelamento do tecido em endometriose (AHSG, EGFR, EGF, VEGF, endostatina, PAI-1, ACE e MMPs). Alguns polimorfismos dos genes VEGF (-460 C/T, +405 G/C, +936 C/T), PAI, MMP-1, 2 e 3 foram amplamente estudados, enquanto outros dos genes AHSG, EGF, endostatina e VEGF (-1154 G/A, -2578 A/C), não. Nesse último caso, estudos adicionais tornam-se necessários para confirmar os achados encontrados pelos poucos trabalhos que analisaram esses polimorfismos de único nucleotídeo (SNP). Além disso, os estudos que encontraram associação positiva ou negativa do SNP com endometriose enfatizam a importância de estudos com grande número de casos-controles para confirmar os achados por eles publicados. A análise por haplótipo foi realizada apenas para os genes VEGF (-460...

Les Metal·loproteïnases de matriu en el parènquima cerebral implicació en la isquèmia cerebral humana /

Rosell Novel, Anna
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
17.51%
Consultable des del TDX; Títol obtingut de la portada digitalitzada; L'ictus és un trastorn, transitori o permanent, en una zona del parènquima encefàlic que es produeix com a conseqüència d'una alteració aguda en el flux dels vasos sanguinis cerebrals. En les primeres hores del procés isquèmic s'inicia una complexa resposta inflamatòria que produeix l'activació d'alguns sistemes de proteolisi que amplifiquen el dany tissular inicial i activen processos d'apoptosi que duen a una mort neuronal secundària. Les metal·loproteïnases de matriu (MMPs), són una família de proteases que degraden substrats de la matriu extracel·lular/làmina basal amb un paper en la remodelació tissular. Després del procés isquèmic es produeix la sobreexpressió d'algunes MMPs (especialment de les gelatinases MMP-2 i MMP-9) i una regulació (no controlada) d'aquest sistema proteolític està implicat en el trencament de la barrera hematoencefàlica i la mort cel·lular. Un altre procés que s'activa és l'angiogènesi, en que es formen nous capil·lars a partir dels ja existents, i que necessita una remodelació tissular on també juguen un paper important les MMPs. Actualment, estan en discussió els possibles avantatges o inconvenients de la instauració fisiològica i/o farmacològica de l'angiogènesi en la fase aguda de l'ictus. Els objectius han estat: valorar els nivells plasmàtics de diferents MMPs en la fase hiperaguda de l'ictus i determinar el seu valor predictiu com a biomarcadors. Segon...

Influència de les cèl·lules endotelials progenitores sobre la modulació espaial i temporal de l'angiogènesi i la vasculogènesi després de l'ictus isquèmic humà\h[Recurs electrònic] /

Navarro Sobrino, Míriam
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
18.09%
Descripció del recurs: 27 octubre 2011; L'ictus o infart cerebral es produeix com a resultat d'una alteració del flux sanguini cerebral que pot ser transitori, si es restableix espontàniament o mitjançant accions terapèutiques, o permanent. Aquesta malaltia suposa una de les primeres causes de mortalitat, juntament amb les malalties cardíaques i el càncer, en el món occidental. Actualment l'únic tractament disponible per a l'ictus isquèmic és l'administració de l'activador recombinant del plasminogen tissular (rt-PA) dintre de les 4,5h primeres hores des de l'inici dels símptomes. Tot i la seva eficàcia, evitant una mort/dependència de cada set pacients tractats menys del 5% del pacients amb ictus isquèmic es poden beneficiar d'aquesta teràpia. Per tant, són importants nous estudis dirigits a identificar noves dianes terapèutiques que ens permetin aplicar nous tractaments més efectius i segurs. La neuroreparació, és una estratègia terapèutica que permet recuperar tant la zona de penombra com formar nous circuits neuronals per restablir les funcions sensorials i motores perdudes. Processos com l'angiogènesi i la vasculogènesi tenen un paper clau en aquesta recuperació. És per aquest motiu, que l'objectiu d'aquesta tesi és estudiar el paper que juguen les cèl·lules endotelials progenitores (EPCs) i els nivells plasmàtics de diferents promotors i inhibidors angiogènics en el pronòstic clínic dels pacients que han patit un ictus isquèmic comparat amb controls sans. Es van fer extraccions sanguinies a pacients que havien patit un ictus isquèmic i havien rebut tractament trombolítico a diferents temps després de l'ictus i es van determinar els nivells en plasma mitjançant ELISA de PDGF-BB...

Estudio de la angiogénesis en la patología pleural y su asociación con los marcadores de actividad neutrofílica, el sistema de la fibrinolisis y la matriz extracelular

Ruiz Ruiz, Eva
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
17.87%
Consultable des del TDX; Títol obtingut de la portada digitalitzada; Introducción: Los derrames pleurales (DP) son una patología común, aunque su fisiopatología no está del todo aclarada. El sistema de la angiogénesis se ha visto implicado en procesos inflamatorios y neplásicos, pero ha sido poco estudiado en el espacio pleural. Objetivos: 1) Analizar los niveles pleurales y plasmáticos de factores activadores e inhibidores de la angiogénesis en diferentes categorías de DP. 2) Estimar su asociación con los marcadores bioquímicos habituales, el recuento celular, los marcadores inflamatorios, el sistema de la fibrinolisis y el de las metaloproteinasas. 3) Estudiar su asociación con la presencia de complicaciones pleurales en los DP infecciosos. Pacientes y método: 21 pacientes de cada uno de los siguientes DP: empiema o paraneumónico complicado, paraneumónico no complicado, tuberculoso, neoplásico y trasudado. Se determinaron en sangre y pleura los marcadores bioquímicos habituales (glucosa, proteínas, ADA, LDH, pH), celularidad (leucocitos y recuento diferencial), marcadores inflamatorios (elastasa, IL-8, TNF-alfa), sistema de la fibrinolisis (activadores del plasminógeno u-PA, t-PA e inhibidores PAI-1, PAI-2), sistema de las metaloproteinasas (MMP-2...