Página 1 dos resultados de 12017 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

Engagement e desempenho: relações existentes entre os níveis de engagement, avaliação de desempenho e contrato de trabalho

Rodrigues, Petra Sofia Martins
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.91%
A presente investigação teve como objetivo geral verificar as relações existentes entre as variáveis engagement, avaliação de desempenho e contrato de trabalho, dos colaboradores de uma organização internacional com uma unidade de produção localizada em Portugal. Para tal efetuou-se um estudo correlacional entre as variáveis engagement, avaliação de desempenho, desempenho percebido e alguns dados demográficos (género, idade e antiguidade). A amostra é composta por 330 sujeitos e os resultados obtidos permitiram confirmar as seguintes hipóteses: Hipótese Pretendeu-se comparar os níveis de engagement e os resultados obtidos na avaliação de desempenho em função do tipo de contrato. Igualmente, foi objeto de estudo o efeito preditor do engagement sobre o desempenho. Finalmente, estudou-se a relação entre engagement e variáveis socio-demográficas. Relativamente aos seus resultados, verificaram-se diferenças significativas nos resultados da avaliação de desempenho consoante o tipo de contrato, bem como os níveis de engagement. Foi encontrada uma correlação positiva entre os níveis de engagement e os resultados da avaliação de desempenho realizada pelas chefias. Ao nível das variáveis sócio-demográficas foram também encontradas diferenças nas comparações entre os grupos; ABSTRACT: The present investigation aimed to examine relationships between variables engagement...

Engagement no trabalho dos profissionais das Unidades de Cuidados de Saúde Primários e a sua relação com a performance e a satisfação no trabalho

Garcia, Sofia Alexandra Pereira
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.91%
Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde; O engagement no trabalho é um estado afetivo-motivacional positivo, recompensador, relacionado com o bem-estar no trabalho caracterizado pelo vigor, dedicação e absorção. Está relacionado com os recursos e exigências do trabalho, influenciado a performance e é um preditor da satisfação no trabalho. Os cuidados de saúde primários são os elementos primordiais de um sistema de saúde, sendo compostos, entre outros, pelas USF (A e B) e as UCSP. Com este estudo pretende-se verificar se as USF B, que apresentam uma constituição baseada na escolha voluntária dos seus elementos, maior autonomia funcional e estrutura com melhores recursos, possuem equipas com mais engagement no trabalho assim como uma melhor performance e maior satisfação no trabalho. Realizou-se um estudo transversal, observacional e analítico. Para medir o engagement no trabalho utilizou-se a versão portuguesa do questionário “Utrecht Work Engagement Scale”, de Schaufeli e Bakker e para a satisfação no trabalho o questionário de André Biscaia. Como indicadores de performance foram usados um questionário de avaliação da satisfação do cidadão baseado no questionário EUROPEP e o numero de reclamações/1000 inscritos. Verificou-se que as USF B possuíam um maior valor de engagement no trabalho (difere apenas das UCSP). Os melhores resultados de performance e de satisfação no trabalho pertencem às USF B. O engagement no trabalho possui uma correlação positiva e moderada com a satisfação no trabalho. Constatou-se ainda que quando se pretende usar o engagement no trabalho como um conceito unidimensional pode-se usar a versão resumida do UWES...

Validação da versão portuguesa do questionário Utrecht Work Engagement no trabalho dos profissionais dos cuidados de saúde primários

Martins, Jaime Nelson Correia
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.95%
Projecto, Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde/ Classificações do JEL: I10, C10; O “Engagement” no trabalho é definido como um estado positivo da mente, realizador, relacionado com o trabalho e caracterizado pelo vigor, dedicação e absorção. O “engagement” no trabalho apresenta relevância para a psicologia positiva, reconhecendo-se como construto do bem-estar e satisfação no trabalho, sendo útil ter instrumentos válidos para o medir. Este trabalho sublinha a importância de conhecer o nível de “Engagement” no trabalho dos profissionais de saúde, através da validação das versões portuguesas do questionário Utrecht Work Engagement (UWES 17 e 9), de Schaufeli e Bakker. Realizou-se um estudo transversal, observacional e analítico no Agrupamento de Centros de Saúde de Cascais com 280 respondentes que comprovou a validação dos questionários nos profissionais dos cuidados de saúde primários. Quanto à fiabilidade dos questionários UWES-17 e UWES-9, confirmou-se a sua consistência interna. A validade fatorial não foi verificada, mas ficou demonstrada, pela análise fatorial confirmatória, a vantagem da opção pela estrutura com três fatores. Na validade convergente, verificou-se correlação entre os três fatores (vigor...

Relação entre a perceção da responsabilidade social das empresas, o engagement no trabalho e os valores humanos

Pereira, Anabela Mondim
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos; No contexto empresarial é visível a influência que os trabalhadores exercem na performance da organização, bem como a influência que certas práticas e políticas adotadas pela empresa influenciam as atitudes e comportamentos dos seus trabalhadores. A presente investigação incide sobre o estudo de possíveis relações entre a perceção dos trabalhadores relativamente à responsabilidade social das empresas, o engagement no trabalho e os valores humanos nas várias dimensões que constituem cada constructo. Este estudo foi sustentado pelo recurso a três instrumentos, a escala de responsabilidade social (Vicente, Rebelo e Inverno, 2011), o Utrecht Work Engagement Scale numa versão adaptada para o caso português e o Portrait Values Questionnaire (PQV-21) de Schwartz, numa versão utilizada no European Social Survey, Supplementary questionnaire, Round 1 (2002). O questionário composto por estes três instrumentos foi aplicado a uma amostra de 257 trabalhadores. Pela análise dos resultados, foi possível concluir que o Engagement no trabalho é explicado positivamente pela perceção da RSE, nas dimensões Marketplace e Workplace, apresentando-se estas dimensões da RSE com um efeito mediador. Concluiu-se também que dos valores humanos destaca-se o Conformismo que explica negativamente as três dimensões da perceção da RSE e as dimensões Dedicação/Vigor e Imersão do Engagement no trabalho. Comprovou-se ainda que a Idade explica positivamente as dimensões Marketplace e Workplace da perceção da RSE e as dimensões Dedicação/Vigor e Imersão do Engagement no trabalho...

Insegurança percebida no trabalho, clima sociomoral e o engagement no trabalho

Almeida, Raquel Saraiva de
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.91%
Dissertação submetida como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia Social e das Organizações / Classificação da American Psychology Association. 3660: Organizational Behavior; 3670: Working Conditions & Industrial Safety; O presente estudo pretendeu contribuir para uma compreensão do papel insegurança percebida na explicação do work engagement e de que modo a introdução de uma variável moderadora (o clima sociomoral) poderia atenuar o impacto negativo da insegurança em episódios de work engagement. Participaram neste estudo 136 trabalhadores, com os quais se pretendeu verificar a influência direta das perceções de insegurança na predição dos níveis de work engagement dos trabalhadores e o papel do clima sociomoral como moderador dessa relação. Os resultados permitem-nos concluir que a insegurança é responsável pela diminuição do work engagement, enquanto o clima sociomoral (em duas das suas dimensões: a Preocupação Organizacional com o Indivíduo e a Confiança e Respeito Mútuo) apresenta efeitos positivos significativos ao nível do work engagement. Contudo, não conseguimos confirmar o efeito de moderação do clima sociomoral na relação direta entre insegurança e work engagement...

It takes two flints to make a fire : understanding work engagement at the team level

Costa, Patrícia Lopes
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.92%
Tese de doutoramento em Psicologia / PsycINFO Classification Categories and Codes: 3660 Organizational Behavior; 3020 Group & Interpersonal Processes; The main goal of the present thesis is to propose, validate and understand the construct of team work engagement. The thesis includes one theoretical article and five empirical articles. Theoretically, team work engagement is defined as a shared emergent state that mediates the relationship between interpersonal team processes and team effectiveness. In studies 1 and 2, we aimed at validating the construct. Our results indicate that work engagement can be empirically assessed at the individual and team levels. Moreover, the findings support the proposed mediation role of team work engagement. Study 3 was aimed at investigating a specific interpersonal team process variable, team conflict, in the relationship between team resources and team effectiveness. Results show that task and relationship conflict are contextual variables that have a negative impact on team work engagement. Task conflict, however, can strengthen the positive relationship between team work engagement and team performance. In study 4 we investigated the cross-level influence of team work engagement and individual positive emotions on perceptions of team viability. Our results indicate that team-level states have a “protective” effect on this specific outcome. Finally...

Engagement ou compromisso organizacional : Conceitos iguais ou diferentes?

Silva, Miguel Cunha e
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.92%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; Este estudo tem como objectivo testar a existência de diferenças percepcionadas entre os conceitos de Engagement e Compromisso Organizacional (CO) que, por vezes, são confundidos quer na literatura quer em contexto das práticas organizacionais. Colocou-se a seguinte questão exploratória: Será que o CO e o Engagement são conceitos iguais ou diferentes quando percecionados pelos colaboradores? Colocaram-se cinco hipóteses: (1) O Engagement no trabalho e o CO têm uma associação positiva entre eles; (2) O CO tem um impacto significativo e negativo nas Intenções de Saída (IS); (3) O CO tem um impacto significativo e positivo na Satisfação Laboral (SL); (4) O Engagement tem um impacto significativo e negativo nas IS; (5) O Engagement tem um impacto significativo e positivo na SL. Participaram neste estudo 150 participantes, colaboradores em diferentes organizações de todo o território português. Os resultados revelaram que os participantes percepcionaram a escala como tendo duas variáveis distintas, ou seja, CO e Engagement são diferentes na perspectiva dos colaboradores. Confirmou-se que o CO tem um impacto significativo e negativo nas IS e um impacto significativo e positivo na SL e nas suas duas dimensões (Intrínseca e Extrínseca). Quanto ao Engagement...

Predictors of children’s classroom engagement and educational resilience across the preschool-school transition.

Searle, Amelia Kate
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.92%
The aim of this thesis was to determine how three key preschool factors - children’s relationships with adults, self-concept and mental health problems - predicted their classroom engagement during their first year of school. The preschool-school transition represents a ‘window of opportunity’ where appropriate intervention efforts may help enhance children’s engagement, a critical aspect of adjusting to school. However, a major barrier in developing effective interventions is that little is known regarding the mechanisms by which key factors predict engagement in the early school years. To address this limitation, this thesis tested a social-motivational model which specifies that parentchild and teacher-child relationships indirectly promote children’s engagement, by first strengthening their self-concept and mental health. Engagement was also examined from a resilience perspective, conceptualised as ‘better than expected’ engagement given children’s experience of cumulative risk. Participants were 575 young children recruited from the 27 preschools within one South Australian school district. Data were collected from their parents and teachers across three waves at yearly intervals, using a longitudinal prospective design. In preschool...

Branded marketing events: the influence of event experience on customer engagement.

Altschwager, Teagan Lynette
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.95%
This thesis investigates the role of branded marketing events (BMEs) in facilitating customer engagement. As business environments become more dynamic and interactive, customers are seeking participation through unique experiences with brands (Vivek, Beatty, and Morgan 2012), and hence customer engagement has emerged as an important concept in academe. Previous research has demonstrated that customer engagement is highly impactful in enhancing customer-brand relationships (Brodie, Hollebeek, Jurić, and Ilić 2011a), however, there has been little research exploring the antecedents that facilitate customer engagement. This thesis proposes that BMEs can be used as strategic tools to facilitate engagement with an event, with engagement transferred to the brand and ultimately resulting in enhanced behavioural intention of loyalty. A quantitative online survey was conducted in the South Australian wine industry to investigate how experiential components of a BME contribute to both customer event engagement and customer brand engagement. The impact of BME experiences on behavioural intention of loyalty, and the moderation effect of experiential needs are examined through structural equation modelling. Results indicate that customer event engagement has a mediating effect on the relationship between BME experiences and customer brand engagement. Sensorial...

"Crer é poder": estudo sobre a interacção entre recursos laborais, auto-eficácia e engagement laboral

Oliveira, Cristina Margarida Lopes de
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.91%
A presente investigação foi conduzida com o objectivo de estudar o tipo de relação existente entre os recursos laborais, em concreto as dimensões básicas da tarefa propostas pelo modelo de Hackman e Oldham, os recursos pessoais, especificamente a auto-eficácia, e o engagement laboral. A amostra é constituída por 151 operadores de call center, a trabalhar em Évora, tanto comunicadores como supervisores, com idades compreendidas entre os 17 e os 48 anos. Aos participantes foram aplicados três questionários: o JRF (Job Rating Form) que constitui uma derivação do Job Diagnostic Survey, e foi aplicado com o intuito de avaliar as dimensões básicas da tarefa; a Escala de Auto-Eficácia Geral Percepcionada, utilizada para avaliar a auto-eficácia; e o UWES (Utrecht Work Engagement Scale), utilizado para medir os níveis de engagement laboral. Os resultados obtidos apontam para a existência de uma relação positiva e significativa entre as dimensões básicas da tarefa e o engagement laboral; entre a auto-eficácia e o engagement laboral; e para a existência de um efeito de mediação por parte das dimensões básicas da tarefa na relação entre a auto-eficácia e o engagement laboral. Conclui-se, a partir dos resultados obtidos...

“Eu sei e quero fazer” : Quanto mais competências, maior engagement

Azevedo, Maria do Carmo Ribeiro Reis de Noronha
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.88%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Insituto Universitário; Este estudo visa fornecer evidências empíricas adicionais sobre o impacto das Práticas Organizacionais de Desenvolvimento de Competências (PODC) no Engagement no trabalho e analisar se esta relação é mediada pela Insegurança Laboral. Para esse fim hipotetizou-se: a Insegurança Laboral tem um efeito mediador na relação entre as Práticas Organizacionais de Desenvolvimento de Competências e o Engagement no trabalho. Participaram neste estudo 302 participantes, colaboradores em diversas organizacões sediados no território português. Os resultados revelaram que as Práticas Organizacionais de Desenvolvimento de Competências têm um efeito significativo e positivo no Engagement no trabalho e um efeito significativo e negativo na Insegurança Laboral. A Insegurança Laboral tem um impacto significativo e negativo no Engagement no trabalho. Comprovou-se um efeito de mediação parcial da Insegurança Laboral na relação entre as PODC e o Engagement no trabalho. Testou-se ainda o efeito mediador de cada uma das dimensões da escala de PODC (Formação, Suporte Individualizado e Rotação Funcional) na relação entre as PODC e o Engagement no trabalho...

An Examination of Psychological Meaningfulness, Safety, and Availability as the Underlying Mechanisms linking Job Features and Personal Characteristics to Work Engagement

Jacobs, Holly
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.92%
The present study tested a nomological net of work engagement that was derived from its extant research. Two of the main work engagement models that have been presented and empirically tested in the literature, the JD-R model and Kahn’s model, were integrated to test the effects that job features and personal characteristics can have on work engagement through the psychological conditions of meaningfulness, safety, and availability. In this study, safety refers to psychological perceptions of safety and not workplace safety behaviors. The job features that were tested in this model included person-job fit, autonomy, co-worker relations, supervisor support, procedural justice, and interactional justice, while the personal characteristics consisted of self-consciousness, self-efficacy, extraversion, and neuroticism. Thirty-four hypotheses and a conceptual model were tested in order to establish the viability of this nomological net of work engagement in which it was expected that meaningfulness would mediate the relationships between job features and work engagement, safety would mediate the relationships that job features and personal characteristics have with work engagement, and availability (physical, emotional, and cognitive resources) would mediate the relationships that personal characteristics have with work engagement. Furthermore...

Engagement affectif, comportemental et cognitif des élèves du primaire dans un contexte pédagogique d’intégration des TIC : une étude multicas en milieux défavorisés

Bernet, Emmanuel
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
36.91%
Réalisée en milieux défavorisés, cette étude porte sur l’engagement scolaire des élèves de troisième cycle du primaire (5e et 6e années au Québec) dans un contexte d’utilisation pédagogique des technologies de l’information et de la communication (TIC). L’objectif de cette recherche est d’analyser l’engagement d’élèves utilisant les TIC. Elle vise à décrire les pratiques pédagogiques d’intégration des TIC de dix enseignants, de relater la qualité de l’engagement de leurs 230 élèves lors de tâches TIC et de mesurer l’évolution et la qualité de leur engagement scolaire selon le degré de défavorisation de leur école. Pour ce faire, cette recherche s’est inspirée d’un cadre de référence traitant l’engagement scolaire selon les dimensions affective, comportementale et cognitive. De plus, cette étude multicas essentiellement de nature interprétative et descriptive a utilisé une méthodologie mixte de collecte et d’analyse des données. Les résultats montrent notamment que les enseignants accordent une valeur pédagogique importante aux TIC tant dans la fréquence de leur utilisation, dans les usages valorisés que dans la façon de les intégrer en classe. Les enseignants privilégient largement le traitement de texte et la recherche sur Internet...

A Importância da liderança para o engagement dos colaboradores nas empresas do Vale do Ave

Carneiro, Gilberto de Sousa
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.94%
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico do Porto para obtenção do Grau Mestre em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas Orientada pela Professora Doutora Maria Alexandra Pacheco Ribeiro da Costa; Atualmente é impossível dissociar a importância do fator humano como capacidade única e especial de criar soluções e organizar recursos canalizando energias no sentido de se alcançarem resultados distintos numa organização. O engagement dos colaboradores compreende sentimentos de realização e de reconhecimento profissional. Estes podem ser alcançados tanto por estímulos inerentes ao exercício de tarefas desafiantes e com significado para o trabalho como pela demonstração efetiva de reconhecimento por parte dos responsáveis organizacionais. O objetivo principal deste estudo foi determinar o impacto da liderança nos níveis de engagement dos trabalhadores da sub-região do Ave. Na fundamentação teórica desta pesquisa abordaram-se vários estilos de liderança, designadamente, aqueles de orientação para a relação, para a tarefa e situacional, e também o engagement e alguns dos seus possíveis preditores. Para a avaliação dos estilos de liderança utilizou-se a Escala de Avaliação de Estilo Gerencial (EAEG) na sua forma final (Melo...

Burnout e engagement nos médicos dos Hospitais do grande Porto

Campos, Gisela Ferraz Santos
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.9%
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico do Porto para obtenção do Grau de Mestre em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas Orientada por: Prof. Doutor Eduardo Manuel Lopes de Sá e Silva Coorientada por: Mestre Adalmiro Álvaro Malheiro de Castro Andrade Pereira Esta dissertação inclui as críticas e sugestões feitas pelo júri.; O burnout é considerado como uma das possíveis consequências do stress profissional, que assinala a dificuldade do indivíduo em utilizar recursos adequados para lidar com as exigências colocadas pelas situações de trabalho. Este fenómeno encontra-se intimamente relacionado com o engagement, entendido como o equilíbrio entre a parte afetiva e a parte cognitiva do sujeito. São parcos os estudos realizados sobre estes dois construtos nos médicos, pelo que o presente trabalho tem como objetivo analisar os níveis de burnout e de engagement dos médicos dos hospitais do grande Porto. Participaram no presente estudo 123 médicos de ambos os sexos, de diferentes instituições de saúde (públicas e privadas) e especializações. Foram administrados dois instrumentos: um inventário de avaliação do burnout (MBI) e de avaliação do engagement (UWES). Os principais resultados obtidos apontam para uma percentagem de médicos com exaustão emocional e média despersonalização. As análises diferenciais sustentam níveis significativamente diferenciados de burnout e de engagement em função da instituição...

A influência dos horários de trabalho (horário normal e horário por turnos) na qualidade de vida no trabalho e engagement profissional

Costa, Tatiane Claudino da
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.92%
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico do Porto para obtenção do Grau de Mestre em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas Orientada por Prof. Doutora Maria Alexandra Pacheco Ribeiro da Costa Esta dissertação inclui as críticas e sugestões feitas pelo júri.; O presente estudo tem como principal objetivo analisar e identificar a influência que os horários de trabalho (horário normal e por turno) exercem na Qualidade de vida no trabalho (QVT) e engagement do trabalhador (EP). Realizamos um estudo de âmbito quantitativo, utilizando um inquérito por questionário composto por três secções: A primeira respeitante aos dados sociodemográficos; a segunda respeitante à avaliação do Engagement profissional (Questionário do bem-estar e trabalho; UWES; Schaufeli & Bakker, 2003) e a terceira respeitante à QVT (Inventário sobre a Qualidade de vida no trabalho; IQVT-I/F; Rafael & Lima, 2008), já validados para a realidade portuguesa. A amostra é constituída por 207 trabalhadores de três áreas de atividade distintas: Indústria têxtil (n=73), Serviços (n=37) e Construção Civil (n=97), com 50,7% destes trabalhadores inseridos em horário normal de trabalho, enquanto os restantes 48,8% laboram em horários por turno. Grande parte dos inquiridos é do género masculino (55...

Do outro lado da linha: impacto dos horários de trabalho de trabalhadores de call center nas necessidades de recuperação – engagement e esforço compensatório

Freitas, Ângela Carina Gomes
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico do Porto para obtenção do Grau de Mestre em Gestão das Organizações, Ramo Gestão de Empresas Orientada por: Profª Doutora Maria Alexandra Pacheco Ribeiro da Costa Esta dissertação inclui as críticas e sugestões feitas pelo Júri.; No contexto laboral atual, recorre-se cada vez mais aos contact centers como forma de centralizar e intermediar o contacto da empresa para com o cliente. Têm na sua base de funcionamento o uso intensivo das tecnologias de informação e absorvem cada vez mais trabalhadores. No entanto são locais geradores de grandes níveis de stress e pressão. Para que possa ser mantido o bem-estar e o desempenho dos trabalhadores é importante compreender que é necessária a recuperação das exigências a que estão sujeitos. Neste estudo o foco estará na necessidade de recuperação de recursos conceptualizada como o processo inverso ao stress, na medida em que permite a restauração dos recursos despendidos ao longo do período de trabalho. Por outro lado, irá também ser analisado o engagement e o esforço compensatório, tentando compreender se funcionam como preditores das diferentes necessidades de recuperação para diferentes horários de trabalho. Assim...

Preditores organizacionais do engagement no trabalho: o papel das práticas de recursos humanos de elevado desempenho e do clima sociomoral

Jacinto, Ana Isabel André
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Psicologia Social e das Organizações; A presente investigação teve como objetivo principal contribuir para uma melhor compreensão do papel das práticas de recursos humanos de elevado desempenho (PRHED) e do clima sociomoral enquanto preditores organizacionais do engagement no trabalho. Através de uma amostra com 181 indivíduos que trabalham em contexto organizacional em diferentes organizações e setores de atividade, procurou-se analisar o papel das práticas de recursos humanos de elevado desempenho (PRHED) organizadas de acordo com duas configurações - PRHED individuais e sistema PRHED - na predição dos níveis de engagement dos trabalhadores, e o papel do clima sociomoral nesta relação nomeadamente na mediação entre as PRHED e o engagament. Os resultados permitiram-nos concluir, numa primeira fase, que as PRHED nas suas diferentes configurações predizem positiva e significativamente os níveis de engagement, bem como são importantes preditores de um clima sociomoral positivo. Numa segunda fase, o clima sociomoral mostrou-se positivamente associado aos níveis de engagement e revelou-se um importante mediador entre as PRHED e o engagement. As análises efetuadas permitiram-nos concluir que para além das configurações mais adequadas...

O efeito mediador do locus de controlo na relação entre as experiências de recuperação e o engagement no trabalho

Mendes, Ana Filipa Marques Iria Nunes
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.96%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Scial e das Organizações, apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; O presente estudo tem como objectivo verificar não só a influência das experiências de Recuperação e do Locus de Controlo no Trabalho sobre o Engagement no Trabalho, assim como, explorar o efeito mediador do Locus de Controlo na relação entre as Experiências de Recuperação e o Engagement no Trabalho. A amostra é constituída por 237 participantes da população geral, portuguesa, trabalhadores a tempo inteiro para a mesma Organização/Empresa há pelo menos 2 anos, com idades compreendidas entre os 20 e os 75. De forma a medir as Experiências de Recuperação, foi utilizado o The Recovery Experience Questionnaire (Sonnentag & Fritz, 2007), adaptado por D’Oliveira (2012), o Locus de Controlo foi avaliado a partir da Work Locus of Control Scale (Spector, 1988), adaptado por Bastos (1991) e o Engagement no Trabalho foi medido pela Utrecht Work Engagement Scale (Schaufeli & Bakker, 2003), adaptada por Marques Pinto (2007). Os resultados confirmam a relação do Locus de Controlo Interno com um maior Engagement no Trabalho e do Locus de Controlo externo com um menor Engagement no Trabalho, o que por um lado significa que quanto mais interno o indíviduo for mais engagement experiencia no seu trabalho e...

Factors associated with employee engagement in South Africa

Rothmann,Sebastiaan; Rothmann Jr,Sebastiaan
Fonte: SA Journal of Industrial Psychology Publicador: SA Journal of Industrial Psychology
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
ORIENTATION: Knowledge of the factors associated with employee engagement is important for practitioners and researchers in industrial/organisational psychology in South Africa. RESEARCH PURPOSE: The objective of this study was to investigate the factors associated with employee engagement using two models, namely the personal engagement model of Kahn (1990), and the work engagement model of Schaufeli and Bakker (2004). MOTIVATION FOR THE STUDY: Scientific knowledge is needed regarding the factors that are associated with employee engagement. RESEARCH DESIGN, APPROACH AND METHOD: Survey designs were used with two samples taken from various South African organisations (n = 467 and n = 3775). The Work Engagement Scale, the Psychological Conditions Scale and the Antecedents Scale were administered for purposes of study 1. The Utrecht Work Engagement Scale and the Job Demands-Resources Scale were administered for purposes of study 2. MAIN FINDINGS: The results of study 1 showed that two psychological conditions, namely psychological meaningfulness and psychological availability, were positively associated with employee engagement. Work role fit was the best predictor of psychological meaningfulness and employee engagement. The results of study 2 showed that all job resources were positively associated with employee engagement. Organisational support and growth opportunities were the best predictors of vigour...