Página 1 dos resultados de 96 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Papel da imunofenotipagem por citometria de fluxo no diagnóstico diferencial das pancitopenias e das linfocitoses; The role of flow cytometer-based immunophenotyping in the differential diagnosis of pancytopenia and of lymphocytosis

REGO, Eduardo M.; SANTOS, Guilherme A. S.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.22%
A imunofenotipagem por citometria de fluxo (CMF) é atualmente uma ferramenta indispensável para o diagnóstico hematopatológico. Nos últimos anos muitos progressos foram alcançados em instrumentação, novos anticorpos e fluorocromos e programas de análise. Consequentemente, houve um grande avanço no conhecimento da patogênese das neoplasias hematológicas e novos marcadores diagnósticos e prognósticos foram descritos. Revisamos aqui a contribuição destas novas técnicas no diagnóstico diferencial de pacientes com bi- ou pancitopenia e linfocitose. São apresentados os achados mais frequentes e as dificuldades na interpretação dos resultados. Além disto, a importância do uso concomitante de um conjunto de outras técnicas diagnósticas é demonstrada.; The use of flow cytometry for immunophenotyping is currently an essential tool in the diagnosis of hematological abnormalities. In recent years, new equipment, antibodies, fluorochromes and computer programs have become available. As a result, a better understanding of the pathogeneses of hematological malignancies has emerged and new markers with diagnostic and prognostic relevance have been described. Here we review how this new technology may contribute to the differential diagnosis of patients with bi- or pancytopenia and of lymphocytosis. The common findings as well as the difficulties in interpreting the results obtained by flow cytometry will be discussed. The importance of the concomitant analyses by different methods is also demonstrated.

Expressão do fator de crescimento insulina símile I (IGF-I) na patogenia da pancitopenia na leishmaniose visceral em hamster; Expression of insulin-like growth factor I (IGF-I) in the pathogenesis of pancytopenia in visceral leishmaniasis in hamsteres

Torres, Amanda Rodrigues de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
38.1%
A leishmaniose visceral é uma infecção grave que leva a pancitopenia. Quando se trata de disfunções medulares decorrentes de infecção por Leishmania (Leishmania) infantum há poucas abordagens descrevendo as alterações na mielopoiese e os mecanismos que levam a pancitopenia na LV. Alguns estudos demonstram uma relação importante entre a pancitopenia e o fator de crescimento insulin-like growth fator-I (IGF-I), no entanto, o seu papel endógeno na hematopoiese ainda não está claro. Propomos estudar a influência desse fator na hematopoiese e sua relação com o desenvolvimento da pancitopenia em hamsteres infectados por via intra-peritoneal com 2x107 de amastigotas por L. (L.) infantum. Avaliamos em 90 e 120 dias pós-infecção a LDU (Leishman-Donovan units) no baço e fígado, quando observamos tendência à progressão da infecção. Aos 60 dias pós-infecção, os animais com LV desenvolveram a plaquetopenia como primeira alteração hematológica, e a partir dos 90 dias pós-infecção, a anemia, e a leucopenia com reduções significantes nos leucócitos totais, linfócitos e neutrófilos. Já aos 120 dias de infecção, os leucócitos totais diminuíram significantemente acompanhados por uma redução de linfócitos...

Pancitopenia causada por deficiência de folato : relato de caso

Araujo, A.; Rossi, G.; Gazzana, Marcelo Basso; Amon, Luis Carlos; Seligman, Beatriz Graeff Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.22%

Pancitopenia num lactente

Contreiras, M.; Vieira, F.; Santos, C.; Guimarães, J.
Fonte: Nascer e Crescer Publicador: Nascer e Crescer
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.54%
Introdução: No lactente a causa mais frequente de deficiência de cobalamina é a carência alimentar da mãe, e geralmente em crianças em aleitamento materno exclusivo. As manifestações clínicas nos primeiros meses de vida, incluem, irritabilidade, má progressão estaturoponderal, apatia e anorexia, bem como manifestações neurológicas como hipotonia e regressão no desenvolvimento psicomotor. Caso clínico: Apresenta-se um caso de anemia megaloblástica por défice de cobalamina num lactente com sete meses de idade em aleitamento materno exclusivo. Um mês antes do internamento apresentava apatia e regressão no desenvolvimento psicomotor, a que mais tarde se associou palidez cutânea. A avaliação laboratorial evidenciou pancitopenia com anemia grave. Conclusão: A idade de início precoce e a longa duração dos sintomas neurológicos podem contribuir para a persistência de sintomas a longo prazo, sendo por isso fundamentais o diagnóstico e tratamento precoces. ABSTRACT Introduction: The most common cause of cobalamin deficiency in infants is dietary deficiency in the mother, usually in those children who are exclusively breastfed. In the first months of life, the clinical manifestations of cobalamin deficiency include irritability...

Pancitopénia e hiperpigmentação cutânea: uma associação inesperada

Louro, C; Pegado, A; Ferreira, B; Camacho, T; Silva, A; Lino, J; Soares, Z; Tonel, C
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
27.22%
A anemia carêncial é uma uma patologia pouco prevalente na sociedade actual, acometendo uma população com características muito específicas. O défice de ácido fólico pode cursar com a rara apresentação de hiperpigmentação, por mecanismos que ainda não estão completamente esclarecidos. Os autores descrevem o caso clínico de um doente com 81 anos de idade, sexo masculino, caucasiano, com antecedentes pessoais de anemia recém-diagnosticada, sob terapêutica marcial há cerca de 2 meses. Recorreu ao serviço de urgência por cansaço fácil, anorexia e astenia. Ao exame objectivo de salientar marcada hiperpigmentação cutânea na face, região cervical e mãos. O doente negava exposição solar prolongada, referindo uma dieta pouco diversificada, alimentando-se a base de bolachas e iogurtes nos últimos 4 meses. Negava ingesta diária de leguminosas carnes ou peixe. Dos exames complementares de diagnóstico efectuados há a destacar: hemoglobina 4.7mg/dL; volume globular médio (VGM) 124fL; hemoglobina globular média (HGM) 45.3pg; leucócitos 1900µL; plaquetas 4300 µL, lactato desidrogenase 1851UI/L; híperbilirubinemia indirecta de 1.6mg/dL , ácido fólico < 1ng/mL (3-17); doseamento de vitamina B12 207pg/mL (139-928) e ferro sérico 272mcg/dL (35-150). Realizou tomografia computorizada tóraco-abdominó-pélvica que não revelou alterações. Excluíram-se doenças neoplásicas e infecção pelos vírus da imunodeficiência humana...

Pancitopénia Como Forma de Apresentação de Sprue Tropical

Quintela, C; Marques, N; Bettencourt, MJ; Quintino, A
Fonte: Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.74%
O sprue tropical é uma síndrome caracterizada por diarreia, perda de peso e malabsorção de nutrientes. Trata-se de um caso de uma mulher, 57 anos, raça negra, natural e residente na Guiné-Bissau, internada para esclarecimento de pancitopenia. Dos antecedentes pessoais destaca-se: malária, sífilis e infestação crónica por Entamoeba Histolytica. No exame objectivo salienta-se: mucosas descoradas, glossite. Laboratorialmente verifica-se: pancitopénia, défice de vitamina B12 e ácido fólico. A pesquisa de quistos, ovos e parasitas nas fezes mostra: quistos de Entamoeba Histolytica. A endoscopia digestiva alta revela: gastrite erosiva. A histologia duodenal: atrofia vilositária e infiltrado intraepitelial e linfoplasmocitário no corion sugestivo de sprue tropical. Medicada com cianocobalamina, ácido fólico e metronidazol com resolução clínica, laboratorial, endoscópica e histológica.

Pancitopénia Como Forma de Apresentação de Sprue Tropical

Quintela, C; Marques, N; Bettencourt, MJ; Quintino, A
Fonte: Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.74%
O sprue tropical é uma síndrome caracterizada por diarreia, perda de peso e malabsorção de nutrientes. Trata-se de um caso de uma mulher, 57 anos, raça negra, natural e residente na Guiné-Bissau, internada para esclarecimento de pancitopenia. Dos antecedentes pessoais destaca-se: malária, sífilis e infestação crónica por Entamoeba Histolytica. No exame objectivo salienta-se: mucosas descoradas, glossite. Laboratorialmente verifica-se: pancitopénia, défice de vitamina B12 e ácido fólico. A pesquisa de quistos, ovos e parasitas nas fezes mostra: quistos de Entamoeba Histolytica. A endoscopia digestiva alta revela: gastrite erosiva. A histologia duodenal: atrofia vilositária e infiltrado intraepitelial e linfoplasmocitário no corion sugestivo de sprue tropical. Medicada com cianocobalamina, ácido fólico e metronidazol com resolução clínica, laboratorial, endoscópica e histológica.

Anemia mielotísica por osteopetrose em um cão: relato de caso

Mendes Neto,E.C.; Gruchouskei,L.; Viott,A.M.; Nunes,A.C.B.; Fukushima,F.B.; Oyafuso,M.K.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.22%
A osteopetrose é uma doença rara, caracterizada pelo aumento generalizado da densidade óssea. Tem como característica principal, a reabsorção osteoclástica defeituosa, resultando no acúmulo de massa óssea. Além disso, pode ocorrer retardo do crescimento, desnutrição progressiva, anemia e caquexia. O presente relato descreve o caso de uma cadela, com aproximadamente nove meses de idade, sem raça definida, com histórico de apatia e disorexia. Hemogramas seriados demonstraram pancitopenia persistente. Vários exames laboratoriais foram realizados para excluir doenças como erliquiose, leishmaniose e cinomose, porém todos foram negativos. O mielograma constatou hipocelularidade relativa por provável aplasia/hipoplasia medular. Exames radiográficos evidenciaram o aumento da radiopacidade óssea e hipertrofia da região cortical, e a necropsia confirmou a redução do canal medular. O exame histopatológico confirmou a osteopetrose. Conclui-se que a osteopetrose pode causar comprometimento na produção de células sanguíneas, sendo uma causa rara de anemia mielotísica, além de alterações neurológicas secundárias à má-formação dos ossos do crânio.

Características clínicas de pacientes com anemia de Fanconi

Zen,Paulo Ricardo G; Moraes,Felipe Nora de; Rosa,Rafael Fabiano M; Graziadio,Carla; Paskulin,Giorgio Adriano
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.22%
OBJETIVO: Verificar as características clínicas de pacientes com anemia de Fanconi (AF) diagnosticados em um Serviço de Genética Clínica. MÉTODOS: O estudo incluiu todos os pacientes atendidos no Serviço de Genética Clínica da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre, entre 1975 e 2008, com suspeita clínica de AF submetidos ao estudo de quebras cromossômicas com o uso de diepoxi-butano (DEB) a partir do sangue periférico. Realizou-se uma análise retrospectiva das características clínicas dos pacientes, a partir de um levantamento sistemático dos seus prontuários médicos. RESULTADOS: A amostra foi composta de 17 pacientes, sendo que em sete o diagnóstico de AF foi confirmado. Os pacientes com AF caracterizaram-se por um fenótipo amplo, oscilando desde um quadro de pancitopenia sem dismorfias até a presença de múltiplas malformações sem alterações hematológicas. Certos achados, como face triangular, orelhas em abano e manchas café com leite foram frequentes e encontrados apenas nos indivíduos com AF. História de equimoses, hematomas, petéquias, infecções e linfadenopatias foi comum entre os indivíduos desse grupo. Por outro lado, alterações neurológicas foram observadas apenas em pacientes sem AF. Consanguinidade foi verificada em apenas um paciente...

Hemoglobinúria paroxística noturna: relato de dois casos

Araújo,Carlos J.; Soares,Francisca V.M.; Rocha,Francisco D.; Silva,Herivaldo F.; Nogueira,José O.L.; Correia,José W.; Guimarães,Manoel P.G.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
27.22%
A Hemoglobina Paroxística Noturna (HPN) é uma doença adquirida da stem cell hematopoética caracterizada por anemia hemolítica crônica, episódios trombóticos, e com freqüência pancitopenia. É uma desordem clonal, causada por mutação somática do gene PIG-A ligado ao cromossomo X, o qual é requisitado para a formação da estrutura da âncora glicosil-fosfatidil-inositol (GPI). A deficiência da GPI ancorada á proteína CD59 explica a hemólise intravascular na PNH, resultando da inabilidade dos eritrócitos inativar a superfície do complemento. Uma imensa relação clínica existe entre HPN e a anemia aplástica (AA). A ausência de GPI ancorada às proteínas é facilmente detectada pelos métodos de citometria de fluxo aplicados aos eritrócitos e leucócitos; os testes de Ham a da sucrose são absolutos. Em algumas vezes o tratamento com corticóides e/ou androgênio é útil. O transplante de medula óssea alogênico é curativo. O objetivo deste artigo é relatar dois casos de HPN com revisão, enfatizando os aspectos fisiopatológicos, clínicos, diagnósticos e tratamento da HPN.

Papel da imunofenotipagem por citometria de fluxo no diagnóstico diferencial das pancitopenias e das linfocitoses

Rego,Eduardo M.; Santos,Guilherme A. S.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.22%
A imunofenotipagem por citometria de fluxo (CMF) é atualmente uma ferramenta indispensável para o diagnóstico hematopatológico. Nos últimos anos muitos progressos foram alcançados em instrumentação, novos anticorpos e fluorocromos e programas de análise. Consequentemente, houve um grande avanço no conhecimento da patogênese das neoplasias hematológicas e novos marcadores diagnósticos e prognósticos foram descritos. Revisamos aqui a contribuição destas novas técnicas no diagnóstico diferencial de pacientes com bi- ou pancitopenia e linfocitose. São apresentados os achados mais frequentes e as dificuldades na interpretação dos resultados. Além disto, a importância do uso concomitante de um conjunto de outras técnicas diagnósticas é demonstrada.

A patogênese da pancitopenia na leishamiose visceral canina e murina; Pathogenesis of pancytopenia in the canine and murine visceral leishmaniasis

Pinho, Flaviane Alves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.74%
Pancitopenia é uma manifestação frequente na leishmaniose visceral (LV) cuja patogenia não é esclarecida. Neste estudo, a patogenia foi analisada em cão e camundongo com LV. Cães com LV, naturalmente infectados, sem coinfecção com erliquiose, foram classificados de acordo com as alterações hematimétricas em: pancitopenia, bicitopenia, citopenia e sem alterações hematológicas. O mielograma revelou um aumento na proporção mielóide:eritróide nos cães infectados em relação ao grupo controle. Havia mudanças no padrão morfológico e quantitativo nas células sanguíneas, particularmente na série eritróide em cães pancitopênicos. Na contagem diferencial, notou-se a diminuição da porcentagem de linfócitos, plasmócitos e monócitos que tinham correlação com a gravidade das alterações hematológicas. No exame histopatológico da medula óssea, observaram-se aumento na celularidade, hiperplasia megacariocítica, proliferação macrofágica e degeneração e/ou necrose. No estudo de fatores de crescimento e citocinas, o aumento da expressão de IFN-?, GM-CSF, IL-7 e TNF-? parece assumir um papel importante nos cães bicitopênicos, e IL-3 nos cães com citopenia. A expressão de IGF-I, em contraste, estava diminuída significantemente em cães pancitopênicos em relação aos demais grupos. Os dados sugerem...

Acute Panmyelosis with Myelofibrosis: A Rare Cause of Pancytopenia; Panmielose Aguda com Mielofibrose: Uma Causa Rara de Pancitopenia

Falé, Cláudia; Serviço de Medicina. Hospital do Espírito Santo. Évora. Portugal.; Araújo, Ana; Serviço de Medicina. Hospital do Espírito Santo. Évora. Portugal.; Lourenço, Sílvia; Serviço de Medicina. Hospital do Espírito Santo. Évora. Portu
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; other; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.22%
Acute Panmyelosis with myelofibrosis is a rare and aggressive acute myeloid leukemia accounting for 2% of all acute leukemias. Clinically, it is characterized by an acute onset of cytopenias associated with extensive bone marrow fibrosis in the absence of splenomegaly and related morphological changes in the red blood cells such as dacryocytes. The presence of fibrosis further complicates the correct diagnosis of this rare disease, being important to differentiate this entity from other hematologic malignancies such as other acute myeloid leukemias and myelodysplastic syndromes associated with myelofibrosis. We report a case of a young adult of 16 yearsold, admitted with severe pancytopenia. The exposure of this case is justified by the rarity of this pathology associated with few cases reported in medical literature, allowing for a clinical sharing and a better understanding of the different clinical aspects of this entity of difficult diagnosis.; Panmielose aguda com mielofibrose é uma forma rara e agressiva de Leucemia mielóide aguda que corresponde a 2% de todas as leucemias agudas. Clinicamente caracteriza-se por um início abrupto de citopenias, associadas a extensa fibrose da medula óssea e uma proliferação de percussores das três séries mieloides (panmielose). O seu rápido curso...

Síndrome del histiocito azul marino en relación a nutrición parenteral domiciliaria

Egaña,N.; Parón,L.; Cuerda,C.; Bretón,I.; Camblor,M.; Velasco,C.; García-Peris,P.
Fonte: Nutrición Hospitalaria Publicador: Nutrición Hospitalaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.54%
Presentamos un caso de un varón de 55 años con Enfermedad de Crohn de larga evolución con mala respuesta al tratamiento médico y múltiples fístulas al que se le inició nutrición parenteral domiciliaria (NPD) tras su última resección intestinal. Presentaba hepatopatía crónica no filiada y pancitopenia leve. Tras 9 meses de soporte nutricional parenteral se produce un empeoramiento de la función hepática y la pancitopenia. Se realizó biopsia de médula ósea que mostró histiocitos azul marino. La evolución fue tórpida falleciendo a consecuencia de un fallo multiorgánico.

Sarcoma histiocítico: caso clínico y revisión de la literatura

Khosravi Shahi,P.; Castillo Rueda,A. del
Fonte: Anales de Medicina Interna Publicador: Anales de Medicina Interna
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
27.54%
El sarcoma histiocítico es una neoplasia rara, y de etiología desconocida, que se caracteriza por la proliferación maligna de células neoplásicas, que presentan rasgos morfológicos e inmunofenotípicos propios de los histiocitos tisulares. El curso clínico del sarcoma histiocítico es habitualmente rápidamente progresivo. Los síntomas y signos del sarcoma histiocítico incluye la presencia de síntoma sistémicos inespecíficos (fiebre, pérdida de peso), hepatoesplenomegalia, adenopatías, obstrucción intestinal, exantema cutáneo y pancitopenia. Presentamos el caso clínico de una paciente de 75 años, con fiebre, pérdida de peso, anorexia, y astenia, acompañado de esplenomegalia y pancitopenia. El examen de médula ósea reveló el diagnóstico de sarcoma histiocítico.

Utilidad del estudio microscópico de medula ósea en pacientes con infección por VIH y pancitopenia

Madrigal-Jiménez,Héctor Manuel; Hernández-Rivera,Gabriela
Fonte: Academia Nacional de Medicina de México, A.C. Publicador: Academia Nacional de Medicina de México, A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.74%
Introducción: El papel del examen de la me dula ósea, en el diagnóstico de fiebre prolongada en pacientes con infección por VIH, ha sido bien establecido, pero aún no está bien estudiada la importancia de la información morfológica y etiológica obtenida en el subgrupo de pacientes con pancitopenia coexistente. Material y métodos: En un estudio prospectivo reclutamos 31 pacientes con infección por VIH, con pancitopenia coexistente, con o sin fiebre. Se llevó a cabo en todos los casos el exámen microscópico de la médula ósea, además de otros estudios para concretar un diagnóstico específico. Resultados: La infección por Parvovirus correspondió a cinco casos, Histoplasma capsulatum cuatro casos, Mycobacterium tuberculosis dos casos, complejo Mycobacterium avium tres casos, VIH en tres casos, Salmonella typhi dos casos, sin agente aislado y neumonía en dos casos, sin agente aislado e infección intestinal en dos casos. Hubo un solo caso de cada una de las siguientes etiologías: Citomegalovirus, trimetoprim-sulfametoxazol, Enfermedad de Hodgkin, hiperesplenismo, Acinetobacter, sin agente aislado y apendicitis por Escherichia coli, y síndrome hemofagocítico. Se logró el diagnóstico más probable mediante el análisis microscópico de la medula ósea en 12 de 31 pacientes (38.7%). Conclusión: En este subgrupo de pacientes...

Leishmaniasis visceral: veinte años de experiencia clínica en población pediátrica en un hospital de referencia en Chiapas

Beltrán Silva,Sandra Luz; Martínez-Domínguez,Rosa; Enríquez-Gallegos,Moisés; Santos-Preciado,José Ignacio
Fonte: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez Publicador: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.54%
Introducción. El objetivo de este trabajo fue describir la experiencia clínica en el diagnóstico y el tratamiento de la leishmaniasis visceral en pacientes menores de 15 años atendidos, durante el periodo 1990-2010, en el Hospital General Dr. Rafael Pascasio Gamboa de Tuxtla Gutiérrez, Chiapas. Métodos. Este fue un estudio descriptivo retrospectivo que se llevó a cabo a través de la revisión de los expedientes clínicos existentes, los reportes epidemiológicos del archivo del servicio de epidemiología y los resúmenes clínicos archivados en el servicio de Pediatría del Hospital General Dr. Rafael Pascasio Gamboa de Tuxtla Gutiérrez, Chiapas. Se incluyeron todos los pacientes con diagnóstico de leishmaniasis visceral confirmado por serología, por inmunofluorescencia indirecta y por la presencia de amastigotos en el aspirado de medula ósea. Se recolectaron los datos clínicos y los epidemiológicos. Resultados. Durante el periodo 1990-2010 se registraron 72 niños con el diagnóstico de leishmaniasis visceral. Se descartaron 9 casos por no reunir los datos indispensables para el análisis. Los 63 casos que se analizaron presentaron una edad comprendida entre 2 meses y 13 años; 56 (88%) fueron menores de 5 años. La relación con respecto al género (femenino-masculino) fue de 1:1.2. Se presentó fiebre en el 100% de los casos; esplenomegalia en 97%...

Hiperoxaluria primaria con pancitopenia: a propósito de un caso

Bravo Zuñiga,Jessica; Cieza Terrones,Michael; Loza Muñarriz,Reyner; Ferrufino Llach,Juan Carlos; Mayo Simon,Nancy
Fonte: Revista Medica Herediana Publicador: Revista Medica Herediana
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.54%
Se presenta el caso de un varón, de 15 años de edad, con diagnóstico de litiasis renal desde la infancia que evolucionó a Insuficiencia Renal Crónica, requiriendo hemodiálisis. Seis meses antes del reporte se agregan dolores articulares, con signos flogósicos en rodilla derecha, compromiso progresivo del estado general, pérdida de peso y anemia. Al examen físico se encuentra a un paciente emaciado, pálido, con múltiples adenopatías cervicales, y presencia de hepato-esplenomegalia. Se realizan exámenes evidenciándose: pancitopenia, con mayor compromiso de la serie roja (hemoglobina 7,3mg/dL, leucocitos 2 600/µL, y plaquetas 123 000/µL.). Los valores de transaminasas y bilirrubinas fueron normales así como los dosajes de Fierro, Transferrina, Ácido Fólico y Vitamina B12. La ecografía abdominal revela riñones calcificados y atróficos y los Rx de abdómen demuestran nefrocalcinosis y litiasis renal. La biopsia de medula ósea evidenció un extenso depósito de cristales de oxalato de calcio, dispuestos en forma radiada, con casi completa obliteración de la medula ósea con un número variable de células multinucleadas y fibrosis moderada. El aspirado de medula ósea no mostró cristales de oxalato de calcio. Este reporte hace una revisión sobre hiperoxaluria primaria...

Pancitopénia como forma de apresentação de sprue tropical

Quintela,C.; Marques,N.; Bettencourt,M.J.; Quintino,A.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.54%
O sprue tropical é um síndrome caracterizada por diarreia, perda de peso e malabsorção de nutrientes. Trata-se de um caso de uma mulher, 57 anos, raça negra, natural e residente na Guiné-Bissau, internada para esclarecimento de pancitopenia. Dos antecedentes pessoais destaca-se: Malária, Sífilis e infestação crónica por Entamoeba histolytica. No exame objectivo salienta-se: mucosas descoradas, glossite. Laboratorialmente verifica-se: pancitopénia, défice de vitamina B12 e ácido fólico. A pesquisa de quistos, ovos e parasitas nas fezes mostra: quistos de Entamoeba histolytica. A endoscopia digestiva alta revela: gastrite erosiva. A histologia duodenal: atrofia vilositária e infiltrado intraepitelial e linfoplasmocitário no corion sugestivo de sprue tropical. Medicada com cianocobalamina, ácido fólico e metronidazol com resolução clínica, laboratorial, endoscópica e histológica.

Pancitopenia num lactente

Contreiras,Marta; Vieira,Filipa; Santos,Conceição; Guimarães,José
Fonte: Centro Hospitalar do Porto Publicador: Centro Hospitalar do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.54%
Introdução: No lactente a causa mais frequente de deficiência de cobalamina é a carência alimentar da mãe, e geralmente em crianças em aleitamento materno exclusivo. As manifestações clínicas nos primeiros meses de vida, incluem, irritabilidade, má progressão estaturoponderal, apatia e anorexia, bem como manifestações neurológicas como hipotonia e regressão no de­senvolvimento psicomotor. Caso clínico: Apresenta-se um caso de anemia megalo­blástica por défice de cobalamina num lactente com sete meses de idade em aleitamento materno exclusivo. Um mês antes do in­ternamento apresentava apatia e regressão no desenvolvimento psicomotor, a que mais tarde se associou palidez cutânea. A ava­liação laboratorial evidenciou pancitopenia com anemia grave. Conclusão: A idade de início precoce e a longa duração dos sintomas neurológicos podem contribuir para a persistência de sintomas a longo prazo, sendo por isso fundamentais o diag­nóstico e tratamento precoces.