Página 10 dos resultados de 12165 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Quantificação de danos e controle pós-colheita de podridão parda (Monilinia fructicola) e podridão mole (Rhizopus stolonifer) em frutos de ameixa e nectarina; Quantification of damages and control of the postharvest diseases brown rot (Monilinia fructicola) and soft rot (Rhizopus stolonifer) in plum and nectarine fruits

Gonçalves, Fabrício Packer
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
26.917007%
Esse trabalho teve dois objetivos distintos, quantificar e caracterizar os danos pós-colheita em frutos de ameixa e nectarina na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP) e testar produtos que possam ser utilizados no controle das doenças pós-colheita podridão parda (Monilinia fructicola) e podridão mole (Rhizopus stolonifer) nestes dois frutos. Durante a safra 2003 e 2004, foram realizados 20 levantamentos de quantificação de danos em frutos de nectarina e 11 em frutos de ameixa. Em cada levantamento foram avaliados 1% do total de caixas comercializados em cinco permissionários da CEAGESP. A amostragem foi estratificada por variedade, calibre e procedência dos frutos, sendo quantificados danos mecânicos, fisiológicos e doenças pós-colheita. Para o controle da podridão parda e mole, o efeito curativo e protetor do CaCl2, cera e luz UV-C, em diferentes concentrações e o efeito curativo do tratamento com ozônio foram avaliados. A incidência de danos na CEAGESP em frutos de ameixa variou de 5 a 47%, e em nectarina entre 14 e 54%, considerando as safras 2003 e 2004. Tanto em ameixa como em nectarina os danos mais freqüentes foram os mecânicos, com variação de 2 a 25% em frutos de ameixa e de 7 a 30% em frutos de nectarina. Danos fisiológicos variaram de 1 a 22% e de 2 a 18% em frutos de ameixa e nectarina...

Eficiência do processo de beneficiamento de laranja doce na redução de incidência de frutos com mancha preta dos citros (Phyllosticta citricarpa) em packinghouse com frutos destinados ao mercado interno; Efficiency of processing sweet orange on the reduction of incidence of fruits with citrus black spot (Phyllosticta citricarpa) in a packinghouse with fruits allocated for the domestic market

Panosso, Paula Schiavolin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.909985%
A mancha preta dos citros (MPC) é causada pelo fungo Phyllosticta citricarpa e está entre as principais doenças citrícolas do Brasil. Esse fungo provoca lesões superficiais e queda precoce dos frutos. Essas lesões não comprometem a qualidade interna do fruto, porém limita a comercialização no mercado brasileiro de frutos e impede que o Brasil seja exportador do produto in-natura devido à presença dos sintomas. A MPC é uma doença quarentenária A1 na União Europeia (UE) por não estar presente em seus países membros. Essa é a principal razão pela qual o Brasil, embora seja o maior produtor mundial de frutos e suco, não apareça no topo dos países exportadores. O principal controle utilizado para a doença é o controle químico associado a práticas culturais. Os principais fungicidas utilizados são os cúpricos, os benzimidazóis e a mistura de estrobilurinas e triazóis. Porém, em 2012 os benzimidazóis foram retirados da lista de produtos permitidos em pomares com frutos destinados ao mercado externo. Nesse contexto, os produtores se veem com uma opção a menos para o controle da doença no campo. Sabe-se que o beneficiamento em packinghouse é um método de controle dos frutos em pós-colheita, porém a eficiência desse processo nunca foi avaliada. Por essa razão...

Desenvolvimento e qualidade de frutos de banana em função da proteção física dos cachos; Banana development and quality according bunches physical protection

Sakai, Ronaldo Kazuo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
26.902148%
No cultivo da bananeira, a proteção física dos cachos é uma das principais técnicas culturais utilizada com a finalidade de melhorar a qualidade dos frutos. O objetivo desse trabalho foi estudar a influência do uso de diferentes tipos de embalagens para proteção do cacho de banana, cultivar Nanicão, durante o seu desenvolvimento e na pós-colheita dos frutos. Foram realizados dois experimentos em um bananal irrigado, com 8 anos de idade, em clima Cwa. O primeiro experimento foi realizado em duas épocas do ano para verificar a influência dos tipos de embalagens no desenvolvimento dos frutos e na sua qualidade. Os tratamentos foram: 1) testemunha (sem uso de proteção do cacho); 2) saco de polipropileno - TNT; 3) saco de polietileno azul; 4) saco de polietileno transparente), 5) saco de polietileno tratado com inseticida); e 6) saco de polietileno branco. Avaliou-se o período de frutificação (intervalo entre a emissão da inflorescência até a colheita dos frutos), massa do cacho, massa do engaço+ráquis, número de pencas por cacho, massa da 2ª penca, número de frutos da 2ª penca, massa da casca e polpa, relação polpa/casca, densidade dos frutos, lesões causadas por tripes, defeitos ou injúrias nos frutos, coloração da casca...

Poda, raleio de frutos e uso de fitorreguladores em tangerineiras (Citrus deliciosa Tenore) cv. Montenegrina

Sartori, Ivar Antonio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.909985%
Com o propósito de estudar a poda, o raleio de frutos e o uso de fitorreguladores para quebrar a alternância de produção e melhorar a qualidade físico-química dos frutos de tangerineiras ‘Montenegrina’ (Citrus deliciosa Tenore), enxertadas sobre laranjeira ‘Caipira’, em um pomar comercial de 6 anos, situado no município de Butiá-RS, realizouse dois experimentos. No primeiro, foram testados os seguintes tratamentos: A) Testemunha com planta de carga excessiva; B) Testemunha com plantas sem carga; C) Raleio manual de 66% dos frutos de plantas com carga excessiva; D) Pulverização de plantas excessivamente carregadas com 200 mg.L-1 de etefon; E) Poda de plantas excessivamente carregadas; F) Idem “E” + raleio manual de 33 % dos frutos; G) Idem “E” + pulverização com 50 mg.L-1 de 2,4-DP; H) Poda de plantas em alternância de produção (sem carga); I) Idem “H” + pulverização com 15 mg.L-1 de AG3. No outro experimento, testou-se o efeito de pulverizações de etefon nas concentrações de 200, 300, 400 mg.L-1 e Testemunha. Avaliou-se o número de frutos retidos e seu crescimento; número, massa e massa média dos frutos produzidos; qualidade química dos frutos; classificação dos frutos em primeira, segunda e terceira categoria; diâmetro e cor dos frutos e teor de substâncias de reservas das raízes. Verificou-se que a poda melhora a qualidade dos frutos...

Exploração de frutos da palmeira uçara (Euterpe Edulis M.) como estratégia para conservação da espécie e alternativa de Renda no litoral do Paraná

Chiquetto, Nelci; Chaimsohn, Francisco; Souza, Fernanda; Oliveira, Danilo; Auer, Simão
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Português
Relevância na Pesquisa
26.902148%
Trabalho apresentado no 31º SEURS - Seminário de Extensão Universitária da Região Sul, realizado em Florianópolis, SC, no período de 04 a 07 de agosto de 2013 - Universidade Federal de Santa Catarina.; A palmeira juçara (Euterpe edulis mart.) é nativa da Mata Atlântica, seus frutos quando maduros tem cor arroxeada-escura e de seu caule pode ser extraído o palmito. Como esta espécie é constituída de um único tronco a palmeira é totalmente cortada para se extrair o palmito. A utilização dos frutos no lugar da exploração do palmito mantém as árvores, permite a difusão das sementes e a manutenção deste recurso genético e natural tão valioso. O corte ilegal da palmeira juçara gera também custos ambientais e, portanto, a consolidação da sua cadeia produtiva, por meio da difusão do manejo sustentável pode contribuir para a recuperação da espécie, a manutenção da biodiversidade da Mata Atlântica e para a geração de renda com o processamento dos frutos. Para que a estratégia de A palmeira juçara (Euterpe edulis mart.) é nativa da Mata Atlântica, seus frutos quando maduros tem cor arroxeada-escura e de seu caule pode ser extraído o palmito. Como esta espécie é constituída de um único tronco a palmeira é totalmente cortada para se extrair o palmito. A utilização dos frutos no lugar da exploração do palmito mantém as árvores...

Efeitos do fogo na sobrevivência de sementes e na produção de frutos de Qualea parviflora Mart. (Vochysiaceae)

Palermo, Alexandre Cesar
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
26.893342%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2011.; Dado o longo período de coexistência com as comunidades vegetais do Cerrado, mais de 32.000 anos, o fogo se tornou um fator inerente e de importância ecológica uma vez que pode afetar o estabelecimento, crescimento e reprodução de espécies vegetais. Estudos acerca do efeito do fogo em espécies lenhosas não abrangem um número grande de espécies, constituindo um problema para a conservação das mesmas. O objetivo deste trabalho foi investigar possíveis estratégias de escape de sementes de Qualea parviflora Mart. (Vochysiaceae) a altas temperaturas durante uma queimada prescrita, bem como os efeitos em curto prazo na dispersão das sementes e na produção de frutos. Este estudo foi conduzido em duas áreas de cerrado sensu stricto na Reserva Ecológica do IBGE, Brasília (DF), entre agosto de 2008 e agosto de 2010. Uma área foi utilizada como controle por se encontrar a 14 anos sem queima, e a outra, submetida a queima bienal desde 1992, foi utilizada como área experimental e foi queimada em 26 de agosto de 2008. Foi investigada a eficiência dos frutos de Q. parviflora como isolante térmico para as sementes durante a passagem da frente de fogo...

Melhoramento do cafeeiro: VII - Ocorrência de lojas vazias em frutos de café "mundo novo"

Antunes Filho,H.; Carvalho,A.
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1954 Português
Relevância na Pesquisa
26.909985%
Êste trabalho descreve a estrutura do fruto e o método utilizado na determinação da freqüência de lojas vazias dos frutos do cafeeiro, nas quais não se encontram sementes. Êste método consiste em colher, de cada planta, uma amostra ao acaso de 100 frutos maduros, que são cortados transversalmente, anotando-se em folhas apropriadas o número de sementes dos tipos chato, moca e concha, as que ocorrem em número de três por fruto e o número de lojas vazias, desprovidas de sementes. Esta última anomalia parece resultar da paralização do desenvolvimento do endosperma, o que provavelmente se dá quando esse tecido deveria começar a preencher a cavidade já bem desenvolvida do fruto. Quando isto ocorre, a loja do fruto continúa a se desenvolver normalmente, porém sem formação de semente normal. Em geral, apenas um resto de tecido se encontra dentro das lojas vazias. Pequena porção de endosperma é às vêzes encontrada, contendo ou não um pequeno embrião. Desde 1950 vêm se examinando amostras de frutos maduros do café Mundo Novo (Coffea arabica L. var. bourbon (B. Rodr.) Choussy), colhidas em tôdas as plantas de progênies plantadas nas Estações Experimentais de Campinas, Pindorama, Mocóca e Jaú, a fim de se determinar a freqüência de lojas vazias para cada uma dessas plantas. Em algumas progénies examinadas...

Incidência de danos pós-colheita em goiabas no mercado atacadista de São Paulo e sua relação com a prática de ensacamento dos frutos

Martins,Marise Cagnin; Amorim,Lilian; Lourenço,Silvia Afonseca; Gutierrez,Anita Souza Sias; Watanabe,Hélio Satoshi
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.909985%
A incidência de danos pós-colheita em goiabas foi quantificada no período de abril de 2005 a agosto de 2006 em quatro permissionários do Entreposto Terminal de São Paulo da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP). As amostragens foram feitas de forma estratificada, utilizando calibre, procedência, cor da polpa e ensacamento do fruto como critérios de estratificação. Injúrias mecânicas e doenças pós-colheita foram quantificadas por meio de análise visual de todos os frutos de 323 caixas de goiaba. Foram avaliados 5.081 frutos, dos quais 51,1 % foram provenientes de pomares onde a prática do ensacamento dos frutos era utilizada. Injúrias mecânicas pós-colheita foram observadas em 63 % dos frutos, mas apenas 5,5 % dos frutos mostraram sintomas de doenças. A incidência de doenças pós-colheita foi correlacionada à incidência de injúrias mecânicas apenas nos frutos ensacados (R=0,20, p< 0,05). Essas variáveis não foram correlacionadas nos frutos não- ensacados (R=0,09). Pinta-preta (Guignardia psidii) foi observada em 3,5 % dos frutos e antracnose (Colletotrichum spp.), em 1,1 % deles. Podridões pós-colheita ocasionadas pelos fungos dos gêneros Fusicoccum, Rhizopus e Pestalotia ocorreram em menos de 1% dos frutos. A incidência de doenças provocadas por patógenos quiescentes foi significativamente maior em frutos ensacados (7...

Ensacamento de frutos de abiu visando à proteção contra o ataque da mosca-das-frutas

Nascimento,Walnice Maria Oliveira do; Müller,Carlos Hans; Araújo,Carolina dos Santos; Flores,Bruno Calzavara
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.917007%
O abiu (Pouteria caimito) é fruto bastante conhecido nos trópicos e consumido in natura. Dentre os principais problemas que afetam a qualidade dos frutos, estão os danos causados por ataque da larva de mosca-das-frutas. O objetivo do trabalho foi determinar o diâmetro do fruto de abiu para efetivar a prática do ensacamento, visando à proteção contra o ataque da mosca. Para isto, foram estabelecidas seis classes de diâmetros: a) frutos com diâmetro menor que 1 cm; b) frutos com diâmetro de 1 a 2 cm; c) frutos com diâmetro de 2 a 3 cm; d) frutos com diâmetro de 3 a 4 cm; e) frutos com diâmetro de 4 a 5 cm; f) frutos com diâmetro maior que 5 cm, e o tratamento-testemunha, que constou de frutos sem proteção. Os sacos para a cobertura dos frutos foram confeccionados em TNT, na cor branca. Após a colheita, os frutos foram medidos e pesados, e depois partidos nos sentidos longitudinal e transversal e avaliados por meio da observação visual, quanto à presença ou ausência de larva da mosca-das-frutas. A eficiência dos tratamentos foi avaliada pela porcentagem de frutos caídos ao chão, e de frutos colhidos com ausência e presença da larva. Foram observados 96,7; 88,3 e 40,0% de queda nos frutos ensacados com diâmetro menor que 1 cm; 1-2 cm...

Frutos nativos da Floresta Atlântica com potencial de maior utilização pela população pela indústria : caracterização nutracêutica e aromática

Egea, Mariana Buranelo
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 136f. : il.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.934277%
Orientador : Prof. Dr. Adaucto Bellarmino de Pereira Netto; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos. Defesa: Curitiba, 09/12/2014; Inclui referências; Resumo: A Mata Atlântica é um dos 25 ecossistemas biologicamente mais ricos e ameaçados do mundo. Este ecossistema é rico em frutos exóticos que possuem cor, sabor e aroma atrativos para a indústria de alimentos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar os compostos bioativos e a atividade antioxidante durante os estádios de amadurecimento e o perfil aromático após o amadurecimento dos frutos de araçá amarelo e vermelho (Psidium cattleianum Sabine), butiá (Butia eriospatha (Martius) Beccari), gabiroba (Campomanesia xanthocarpa O. Berg.), uvaia (Eugenia pyriformis Cambess). Com os resultados obtidos foi possível perceber que todas as polpas de frutos nativos da Floresta Atlântica apresentaram alto teor de compostos fenólicos (2000 - 7000 mg GAE.100 g-1) exceto para a polpa de butiá, em todas polpas de frutos o teor de compostos fenólicos totais foi reduzindo progressivamente durante o amadurecimento (do estádio verde para o estádio maduro). Quanto aos compostos bioativos analisados...

Germinação e caracterização física e morfológica de frutos e sementes de Syagrus oleracea Becc; Germination and physical and morphological characterization of fruits and seeds of Syagrus oleracea Becc

Carrijo, Núbia Sousa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia - Producao Vegetal (RJ); Regional de Jataí (RJ) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia - Producao Vegetal (RJ); Regional de Jataí (RJ)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.893342%
This study was aimed at characterizing the fruit and at observing if its size affects the germination and early development of seedlings of Syagrus oleracea Becc. (Arecaceae), Mineiros and Jataí (GO), measured and separated into five size classes ((T1: fruit≤4,300cm; T2: 4,300cm>fruit≤4,833cm; T3: 4,833cm>fruit≤5,367cm; T4: 5,367cm>fruit ≤5,900cm e T5: fruit>5,900cm).After the fruit collection, the physical analysis of the fruits, the seeds, the embryo and endosperm was made, on different days after sowing (0, 20, 40, 60, 80, 100, 110, 120 and 130 days after sowing). The emergence analysis and of initial development was made individually every 10 days, six evaluations performed. After stabilization of the emergency, all the seedlings were analyzed every 10 days, a total of 16 ratings. In both, in each seedling, the length of insertion to the apex of the leaf and stem diameter at ground level were measured; calculating the speed of emergence index (EVI), emergence percentage (E%) and time spent to emerge half of the fruits (T50). In germination chambers BOD types, trials were carried out with green and ripe fruits and the influence of different wavelengths of visible light in the germination process was verified. In these trials the germination speed index (GSI)...

Potencial nutritivo e compostos bioativos em frutos de canjiqueira: pós-colheita e processamento

Prates, Mariana Ferreira Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
26.929065%
O objetivo do presente trabalho foi estudar as características físicas, químicas, os nutrientes, os fatores antinutricionais, os compostos bioativos e a atividade antioxidante de frutos de canjiqueira (Byrsonima cydoniifolia A. Juss), avaliando seu comportamento pós-colheita em função do estádio de maturação e o efeito do processamento para obtenção de geleia. Foram avaliados a massa, o diâmetro e o rendimento de polpa dos frutos, os índices de qualidade sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), pH e perda de massa (PM), os macro e micronutrientes, os fatores antinutricionais ácido fítico (AF), inibidores de protease (IP) e lectinas, os níveis dos compostos bioativos ácido ascórbico (AA), compostos fenólicos (CF) e taninos e a atividade antioxidante (AAO) pelo método DPPH. No estudo da pós-colheita observou-se que a vida útil foi maior para os frutos de canjiqueira verdes, sendo a PM de 30% após seis dias de armazenamento ambiente. A AT reduziu, enquanto os SS aumentaram apenas para frutos nos estádios 4, 5 e 6. Os resultados indicam que os frutos de canjiqueira são climatérios, sendo os estádios 4 e 5 indicados para sua coleta. Os níveis de AA, CF, taninos e a AAO foram afetados pelo estádio de maturação dos frutos...

Oferta de frutos e frugivoria por aves, em espécies do gênero Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) em duas áreas do Cerrado; Fruit supply and bird frugivory in species of Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) in areas of Cerrado, Brazil

Borges, Mariana Ribeiro
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
26.893342%
Os objetivos deste trabalho foram: determinar o período, a duração e os picos de oferta de frutos de Miconia albicans, M. ibaguensis, M. affinis, M. theaezans e M. chamissois; verificar a qualidade nutricional desses frutos (Capítulo I); e quais espécies de aves utilizam estes frutos na alimentação, determinando os principais dispersores potenciais de cada espécie (Capítulo II). O estudo foi conduzido de janeiro a dezembro de 2009 em duas áreas de Cerrado: Estação Ecológica do Panga (EEP) e Fazenda Experimental do Glória (FEG), em Uberlândia, MG. As observações fenológicas foram realizadas quinzenalmente ao longo do período de estudo, visando avaliar a oferta quantitativa de frutos verdes e maduros de cada espécie. As espécies de Miconia ofereceram frutos ao longo do ano todo, de forma assincrônica entre si. Todas as espécies apresentaram picos de oferta de frutos, mas na estação chuvosa a oferta de frutos foi mais concentrada próxima aos picos. Os principais fatores climáticos que influenciaram a oferta de frutos foram a temperatura e a precipitação, e, em ambas as áreas, esta influência foi maior sobre a oferta de frutos verdes. As espécies de Miconia foram semelhantes em relação ao conteúdo nutricional...

Orthopsittaca manilata (Boddaert, 1783) (Aves: Psittacidae): abundância e atividade alimentar em relação à frutificação de Mauritia flexuosa L. f. (Arecaceae) numa vereda no Triângulo Mineiro; Orthopsittaca manilata (Boddaert, 1783) (Avian: Psittacidae): abundance and feeding activity in relation to Mauritia flexuosa (Arecaceae) palm swamp fructification in Triângulo Mineiro

Silva, Paulo Antonio da
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
26.902148%
Vertebrados frugívoros são regulados pela oferta de frutos, que, usualmente, é sazonal. A arara-de-ventre-vermelho, Orthopsittaca manilata (Boddaert, 1783), é especialista em frutos Mauritia flexuosa L. f., palmeira típica de veredas do Brasil Central (Bioma Cerrado) e outros sistemas lacustres Sul-Americano (Várzeas Amazônicas, Llanos Venezuelanos e Llanos de Mojos Bolivianos). A especificidade parece ser por frutos maduros, cujo mesocarpo é altamente nutritivo. Porém, palmeiras frutificam de forma estendida, com longo período destinado ao desenvolvimento dos frutos. Presume-se, então, que O. manilata experimenta momentos de escassez de frutos maduros. Diante disso, seriam suas populações governadas pelo estado dos frutos, i.e., imaturos ou maduros? O objetivo deste estudo foi avaliar frutificação de M. flexuosa e a abundância e atividade alimentar de O. manilata, buscando estabelecer uma relação entre estes parâmetros e a presença de frutos maduros e imaturos. O estudo ocorreu numa vereda com aproximadamente 4,5 km de extensão, em Uberlândia-MG, entre Nov. 2007 e Nov. 2008. Monitoramos 57 palmeiras femininas em nove pontos (raio = 30 m), equidistantes 200 m. Em cada planta, constatamos a presença de frutos imaturos e maduros e estimamos suas quantidades por contagem direta. Avaliamos O. manilata em 17 pontos...

Produ????o e parti????o de biomassa, produtividade e qualidade de mini melancia em hidroponia; Production and biomass partitioning, yield and quality of mini watermelon in hydroponics

RODRIGUES, Silvana
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agricultura familiar; Programa de P??s-Gradua????o em Sistemas de Produ????o Agr??cola Familiar; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agricultura familiar; Programa de P??s-Gradua????o em Sistemas de Produ????o Agr??cola Familiar; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.934277%
The mini watermelons growing in greenhouses can be a more viable alternative crop to be used in rotation or soilless systems under protected cultivation. Greenhouse cultivation and staking require the use and suitability of various other crop management practices, such as increasing plant density and fruit thinning. Two experiments were performed at the Universidade Federal de Pelotas, RS from November 2010 to January 2011, in order to study plant growth (dry matter production and partitioning), fruit yield and quality of mini watermelon Rapid Fire under greenhouse and NFT hydroponic system conditions. The first experiment aimed to study different plant densities (1.8, 2.4, 2.9, 3.4 and 3.9 plants m-2), setting four fruits per plant. The second experiment was conducted to verify the effect of sink demand (number of fruits per plant) in five levels (01, 02, 03, 04 and 05 fruits per plant). Fresh and dry matter of leaves, stems, roots and fruits, leaf area, average fruit weight, soluble solids content and pulp colour were evaluated. Regarding the results obtained in the first experiment, it was observed that increasing plant density from 1.8 to 3.9 plants m-2 reduced linearly growth of all organs and fruit yield per plant (from 9.58 to 7.47 kg) and presented no effect on fruit sugar content and pulp colour. However...

Produtividade, qualidade e conservação pós-colheita de frutos de diferentes cultivares de morangueiro.; Productivity, quality and postharvest fruit of different strawberry cultivars.

Guimarães, Amanda Gonçalves
Fonte: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Publicador: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.893342%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade, qualidade e à conservação pós-colheita de frutos de diferentes cultivares de morangueiro. Os experimentos foram conduzidos na fazenda Mape Frutas Ltda, localizada em Datas-MG, e no laboratório de Tecnologia de Biomassa do Cerrado, da UFVJM. Foram avaliadas oito cultivares de morangueiro: seis de dias curtos (Festival, Campinas, Toyonoka, Dover, Oso Grande e Camarosa), e duas de dias neutros (Diamante, Aromas), utilizando-se delineamentos estatísticos específicos para cada experimento. Os frutos foram colhidos duas vezes por semana no período de maio a outubro de 2012. A cultivar Dover foi a que produziu maior número de mudas por matriz e maior número de mudas por hectare. As cultivares Aromas e Diamante apresentaram as maiores produtividades precoces de frutos. Não foram observadas diferenças significativas entre as cultivares para a produção por planta e para a produtividade total de frutos, exceto para a cultivar Toyonoka que apresentou os menores valores para essas características. As cultivares Camarosa, Diamante, Festival e Oso Grande apresentaram as maiores produções comerciais por planta e as maiores produtividades comerciais de frutos. As maiores produtividades totais foram obtidas nos meses de junho...

Fixação e desenvolvimento dos frutos do tangor 'Murcote' (Citrus reticulata Blanco x Citrus sinensis L. Osbeck) e da lima ácida 'Tahiti' (Citrus latifolia Tanaka) com a utilização de biorreguladores.; Fruit set and growth of 'murcott' mandarin hybrid (citrus reticulata blanco x citrus sinensis l. osbeck) and 'tahiti' lime (citrus latifolia tanaka) with use of bioregulators.

Serciloto, Chryz Melinski
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/01/2002 Português
Relevância na Pesquisa
26.902148%
A alternância de produção, o pequeno tamanho e a baixa capacidade de fixação dos frutos são alguns problemas encontrados em alguns cultivares cítricos. O presente trabalho foi conduzido em 2000/2001 sob condições de campo, em pomares comerciais de tangor 'Murcote' (Citrus reticulata Blanco x Citrus sinensis L. Osbeck) e de lima ácida 'Tahiti' (Citrus latifolia Tanaka), de 10 e 8 anos de idade, localizados nas cidades de Mogi-Mirim e Taquaritinga-SP, respectivamente. No primeiro experimento, avaliou-se o efeito dos biorreguladores etilclozate 200 mg.L-1, Fenotiol 10 mg.L-1, Fengib 1 ml.L-1, GA3 20 mg.L-1, 2,4-D 8 mg.L-1 e GA3 20 mg.L-1 + 2,4-D 8 mg.L-1, aplicados após a queda das pétalas, sobre o desbaste e o tamanho dos frutos do tangor 'Murcote'. Nenhum tratamento alterou o número de frutos colhidos e a produtividade (kg/planta). Os tratamentos GA3 20 mg.L-1 + 2,4-D 8 mg.L-1, GA3 20 mg.L-1 e Fenotiol 10 mg.L-1 aumentaram o diâmetro (3,4%; 3,0% e 3,0%), a massa média (7,8%; 8,8% e 9,5%) e o número de frutos colhidos de maior classe comercial. Nenhum tratamento alterou as características tecnológicas dos frutos (% suco, brix, acidez, pH, ratio, cor da casca e cor do suco). As taxas de assimilação de CO2, transpiração...

Metabolismo de carboidratos e a tolerancia de frutos citricos a baixas temperaturas

Nely Holland
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/1998 Português
Relevância na Pesquisa
26.893342%
Foi estudada a influência do metabolismo de carboidratos na aclimatação de frutos cítricos ao estresse pelo frio. Foram utilizados frutos susceptíveis à injúria pelo frio, tais como as tangerinas 'Fortune' e laranjas 'Navelate', e tolerantes ao mo como as laranjas 'Pinalate', em distintos estádios de maturação. Metade destes frutos foi submetida ao tratamento de cura e armazenada a mo (2 e 12°C) e a outra metade foi armazenada sem ser submetida ao pré-tratamento de cura. O nível de amido e açúcares redutores aumentou no flavedo com a maturidade das tangerinas 'Fortune' de novembro a março, mas diminuiu quando os frutos atingiram o amadurecimento interno (suco). A atividade da enzima sacarose fosfato sintase (SPS) no flavedo foi mais baixa neste estádio. A atividade da SPS Vmáx foi maior que a da sacarose sintase (SS) nos frutos menos maturos, e a da SS foi maior nos mais maturos. A taxa de produção de CO2 e etileno aumentou quando as tangerinas 'Fortune' foram expostas' ao acondicionamento a alta temperatura (cura). A cura evitou os sintomas de injúria pelo mo no flavedo das tangerinas e os inibiu nas laranjas 'Navelate'. Os resultados gerais mostram que o metabolismo de carboidratos pode ser um dos mecanismos envolvidos na aclimatação de frutos cítricos ao estresse pelo mo. Nos frutos curados e armazenados a 2°C a sacarose manteve-se mais elevada. Entretanto...

Efeito da carga pendente na qualidade de frutos de laranjeira 'Valência'

Duarte,Thiago Franco; Bron,Ilana Urbano; Ribeiro,Rafael Vasconcelos; Machado,Eduardo Caruso; Mazzafera,Paulo; Shimizu,Miton Massao
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.917007%
Algumas espécies de citros apresentam produção irregular ao longo dos anos. Além da safra irregular, a alternância de produção pode interferir na qualidade dos frutos, característica cada vez mais valorizada pelo mercado citrícola. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da carga pendente na qualidade dos frutos da laranjeira 'Valência'. O experimento foi conduzido com laranjeiras 'Valência' enxertadas em tangerineiras 'Cleópatra' em condição de campo. Em janeiro de 2007, metade das plantas teve todos os seus frutos retirados, enquanto a outra metade permaneceu intacta. As plantas que tiveram seus frutos retirados apresentaram, em setembro de 2007, floração mais intensa e, portanto, uma Alta Carga de frutos (AC, 752 frutos/árvore) em 2008, quando comparadas às plantas que não tiveram seus frutos retirados, que apresentaram Baixa Carga de frutos (BC, 317 frutos/árvore). Os frutos maduros, colhidos em dezembro de 2008, foram analisados quanto à massa, teor de sólidos solúveis, acidez titulável, espessura e cor da casca, teor de suco e número de sementes. Na safra seguinte, de 2009, as avaliações das características físicoquímicas dos frutos foram repetidas nas mesmas árvores, mas durante quatro momentos entre o período de frutificação e a colheita...

Frutos Sur: jugos funcionales en base a frutos silvestres

Luis Cristobal Ellwanger; Universidad de los Lagos; Marcela Guevara M. - Emprendimiento
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 10/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.893342%
Frutos Sur corresponden a jugos listos para tomar, elaborados a partir de frutos silvestres como maqui, murta, sauco, calafate, etc. sin adición de azúcar. Es la primera línea de jugos para consumo directo, generada a nivel nacional que utiliza como materia prima frutos silvestres de los bosques del sur de Chile. Frutos Sur, utiliza el fruto del árbol de maqui (aristotelia chilensis) que lleva su mismo nombre y el fruto del arbusto de murta (ugni molinae), que también lleva su nombre para la elaboración de una línea de jugos con identidad étnica y geográfica propia. Tanto el fruto de maqui como el de murta, son clasificados bajo el concepto de berries y por lo tanto, poseen un alto contenido en antioxidantes que son ampliamente buscados en los alimentos, debido a sus propiedades antiradicales libres. En especial, el fruto de maqui es reconocido como uno de los berries con mayor contenido en antioxidantes en el mundo con un índice ORAC (Oxygen Radical Absorbance Capacity) 30 veces más alto que el promedio de berries y ampliamente buscado en países desarrollados debido a sus propiedades. Tecnológicamente, Frutos Sur fue desarrollado en su fase piloto, por los emprendedores con el apoyo científico e investigativo del Instituto de Ciencia y Tecnología de los Alimentos (Icytal)...