Página 12 dos resultados de 2678 itens digitais encontrados em 0.077 segundos

Recursos naturais e o mercado: três ensaios.

Hochstetler, Richard Lee
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/09/2002 Português
Relevância na Pesquisa
55.91%
O primeiro ensaio examina o papel dos recursos naturais no crescimento econômico de longo prazo. Um modelo com dois tipos de tecnologia é proposto que se coaduna com os fatos estilizados do crescimento econômico desde o período pré-industrial. O modelo também proporciona perspectivas sobre crescimento sustentável. O segundo ensaio examina como coordenar a produção de energia elétrica a partir de recursos naturais distintos. O uso conjunto desses recursos naturais distintos e suas respectivas tecnologias podem proporcionar economias significativas explorando as suas complementariedades. Um modelo é apresentado para identificar a configuração e forma de operação ótima de um sistema elétrico hidrotérmico. Em seguida explora-se como se poderia estruturar a comercialização da energia elétrica para otimizar o sistema elétrico via mercado. O terceiro ensaio explora como a atribuição de direitos de propriedade afeta os rumos do desenvolvimento econômico. Três casos históricos são examinados para ilustrar como direitos de propriedade afetam a opção dos ramos de atividade econômica desenvolvidos, a sustentabilidade do crescimento econômico e o desenvolvimento tecnológico.

Crescimento econômico, uso dos recursos naturais e degradação ambiental: uma aplicação do modelo EKC no Brasil. ; Economical growth, the utilization of the natural resources and environmental quality: an approach of the EKC model in Brazil.

Kamogawa, Luiz Fernando Ohara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
55.9%
O ser humano, já nas primeiras civilizações, tem como objetivo principal na vida prosperar e possuir uma quantidade cada vez maior de riqueza e de bens. A cultura do acúmulo de riqueza e de um consumo cada vez maior de bens e serviços faz parte então dos costumes de qualquer sociedade e economia no mundo. O crescimento econômico é, desta forma, objetivo para qualquer economia ao redor do mundo e logicamente do Brasil. Atualmente conceituado com um aumento da produção, este crescimento econômico gera uma série de impactos negativos (degradação) sobre os recursos naturais e ambientais. No longo prazo, estes impactos negativos podem estar levando a uma deterioração irreversível das reservas destes recursos, prejudicando desta forma o desempenho e a prosperidade das economias. O estudo do nível de degradação dos recursos naturais e ambientais e sua relação com o nível de crescimento econômico de uma nação é, desta forma, de grande importância pelos aspectos apresentados. O objetivo do nosso trabalho é, desta forma, exatamente este, estudar a relação entre o crescimento econômico (conceituado como um aumento do nível de renda) e o nível de degradação dos recursos naturais e ambientais, às luzes do modelo EKC (Environmental Kuznest Curve)...

Estudo da relação entre comércio internacional, capital humano e crescimento econômico no Brasil no período de 1995 a 2006; Study of the relationship between international trade, human capital and economic growth in Brazil between 1995 thru 2006

Fraga, Gilberto Joaquim
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
Existe uma ampla literatura tratando dos efeitos da abertura comercial sobre a taxa de crescimento econômico e outra que trata dos efeitos do capital humano sobre esse crescimento. No entanto, é bastante limitada a literatura que ressalta a interligação da abertura comercial e do capital humano sobre o crescimento econômico. Os poucos trabalhos existentes nesse último grupo se concentram em análises considerando diferenças entre países. No entanto, o Brasil tem grandes dimensões e a análise dos fatores que explicam o crescimento do PIB de seus estados é de suma importância para os planejadores econômicos. Diante desse cenário, procura-se nesta tese quantificar e analisar os impactos de variações no capital humano dos indivíduos e da abertura comercial dos estados brasileiros sobre o crescimento econômico dos respectivos estados. O capital humano aqui é entendido como o número médio de anos de estudos da parcela da PEA ocupada em cada unidade da federação e a abertura comercial é definida como a proporção entre o volume de comércio internacional (exportações mais importações) em relação ao PIB dos respectivos estados. A análise compreende o período de 1995 a 2006 e os dados anuais estão organizados no formato de painel...

Crescimento econômico e desenvolvimento humano: uma análise mundial da eficiência social de Estados-nação; Economic growth and human development: a global analysis of social efficiency of Nation-states

Mariano, Enzo Barberio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.89%
Mesmo sendo uma condição indispensável para que ocorra o desenvolvimento humano, o crescimento econômico nem sempre é convertido eficientemente em qualidade de vida pelos Estados-nação. Deste modo, o presente trabalho teve o objetivo de mensurar a eficiência social dos países, que expressa à capacidade de um Estado-nação converter sua riqueza produzida em qualidade de vida, e de determinar fatores que possam explicá-la. Como hipóteses de pesquisa para esses fatores, foram considerados: (i) a atuação do Estado, do Mercado e da Sociedade Civil; (ii) o estoque de capital físico, natural, humano, cultural, social e institucional; (iii) a presença de liberdades política, econômica e de expressão; (iv) o efeito do próprio desenvolvimento humano; e (v) outras características socioeconômicas dos países. Para que esse objetivo fosse alcançado, foram utilizadas as técnicas: (a) Análise Envoltória de Dados (DEA), em sua forma padrão, cruzada, invertida e tripla; (b) regressão linear simples; (c) clusterização por eficiência; (d) método k-means; e (e) testes estatísticos de diferença entre médias. Os principais resultados obtidos indicaram que as ex-repúblicas soviéticas e os países de passado socialista foram os que mais se destacaram na eficiência social; já os países desenvolvidos...

Avaliação da eficiência energética usando análise envoltória de dados: aplicação aos países em desenvolvimento.; Energy efficiency assessment using data envelopment analysis: application for developing countries.

Souza, Maria Goretti Zago Nunes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.91%
Nosso planeta vem constantemente passando por profundas transformações. A necessidade crescente de energia para suprir o desenvolvimento econômico e o crescimento populacional, somada à utilização de maneira insustentável dos recursos finitos e ao problema ambiental decorrente, constituem desafios que afetam todos os aspectos da civilização moderna. Em vista do cenário exposto, vários estudos têm procurado estabelecer relações de causalidade entre consumo de energia e o produto interno bruto PIB, ou seja, discute-se a questão do desenvolvimento econômico e suas implicações no consumo energético. Neste trabalho, desenvolveu-se uma avaliação comparativa do desempenho energético entre países em desenvolvimento, em função do crescimento econômico, sustentabilidade e desenvolvimento humano, utilizando o método denominado Análise Envoltória de Dados (DEA). O método DEA tem como característica possibilitar a análise de sistemas produtivos com várias entradas e saídas, assim como, tanto com saídas desejáveis quanto indesejáveis. Com a metodologia desenvolvida foi possível identificar os melhores resultados relativos às estratégicas de políticas energéticas e verificar que diferentemente dos países desenvolvidos que buscam a otimização de processos produtivos...

O impacto dos componentes da infraestrutura pública sobre o crescimento das cidades brasileiras: uma análise espacial do período de 1970 a 2010; The impact of the components of public infrastructure on growth of Brazilian cities: A spatial econometric analysis of the period 1970-2010

Castro, Graziella Magalhães Candido de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
55.9%
Na literatura econômica, há um grande interesse no estudo sobre a dinâmica do crescimento das cidades e os fatores que a influenciam. A motivação principal dos pesquisadores é verificar por que algumas cidades crescem enquanto outras permanecem estagnadas, e quais são os fatores que contribuem para o fluxo de migração de fatores de produção para os grandes centros urbanos. Neste sentido, o presente trabalho procura avaliar o impacto da infraestrutura pública sobre o crescimento econômico das cidades brasileiras - mensurado por meio do crescimento populacional e salarial. O acesso à infraestrutura é um dos principais fatores que determinam o desenvolvimento econômico e é considerado um dos maiores entraves para a o crescimento econômico do Brasil. Boa infraestrutura pode garantir serviços básicos, bem como externalidades positivas sobre a saúde, meio ambiente, produtividade e possibilidades de investimento. Os dados dos Censos Demográficos, utilizados nesta dissertação, mostraram que o país experimentou um forte crescimento no acesso à infraestrutura no período de 1970 a 2010. O acesso ao bastecimento de água, a coleta de esgoto, energia elétrica e a telefonia mais do que dobrou no período analisado. Tendo em vista que os municípios brasileiros são suscetíveis a diversas formas de interações entre si...

Ensaios em desenvolvimento e crescimento econômico

Ribeiro, Felipe Garcia
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
55.91%
Esta tese é composta por três ensaios, um na linha de desenvolvimento econômico e dois na linha de crescimento. O primeiro deles trata de uma investigação sobre o papel do acesso à energia elétrica a nível domiciliar na alocação do tempo das crianças e adolescentes do Brasil rural entre frequentar a escola e participar do mercado de trabalho. Para o estabelecimento da relação causal entre energia elétrica e a alocação de tempo se utilizam os critérios de prioridade de obras do programa Luz Para Todos como fonte de variação exógena no acesso à energia elétrica dos domicílios localizados na zona rural do Brasil. Aplicam-se os métodos de Regressão Descontínua e Diferenças em Diferenças com Variáveis Instrumentais. Os resultados obtidos da segunda metodologia apontam que a presença de energia elétrica aumenta a probabilidade das crianças e adolescentes estarem matriculadas na escola, não estarem atrasadas em relação à série que deveriam estar dada sua idade, serem alfabetizadas e não estarem trabalhando. Entre os possíveis canais capazes de explicar estes resultados está a maior participação das mães no mercado de trabalho. Entretanto, não se pode descartar a hipótese de que os resultados observados sejam justificados pelo aumento do aceso à energia elétrica a nível escolar...

A poupança externa no desenvolvimentismo clássico e no novo desenvolvimentismo

Seracinskis Junior, Roberto Eduardo
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
55.9%
Esta dissertação discute a crítica do Novo Desenvolvimentismo ao Desenvolvimentismo Clás-sico em relação ao crescimento com poupança externa. Por meio da análise de trabalhos dos principais autores do Desenvolvimentismo Clássico que são considerados os pioneiros da Teo-ria do Desenvolvimento Econômico, identificou-se que de forma geral seus autores têm posição favorável ao financiamento do desenvolvimento por recursos externos para sanar os problemas de carência de poupança e restrição externa dos países subdesenvolvidos, colocando, porém, condicionalidades para o uso desses recursos. Já a Teoria Novo Desenvolvimentista apresenta uma crítica contra intuitiva a essa estratégia por meio da construção de um modelo teórico no qual demonstra que ter o desenvolvimento financiado com poupança externa, na verdade, é uma armadilha que é sustentada por alto patamar de juros e traz a apreciação da moeda nacional, reduz o acesso dos empresários nacionais ao mercado externo e interno, traz semi-estagnação econômica e crises cíclicas de Balanço de Pagamentos, o que torna a economia nacional instável financeiramente. Esse modelo é corroborado por evidências em diversos trabalhos que testaram algumas das hipóteses da Teoria Novo Desenvolvimentista. Por fim...

Desenvolvimento e acumulação na economia brasileira : uma análise do seu ritmo e evolução após a década de 1980

Freitas, Luís Fernando Alcoba de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
O objetivo da presente tese é examinar as causas pelas quais a economia brasileira apresentou tão baixo crescimento, em comparação com os demais países e com o seu próprio, depois de ter apresentado tão expressivo crescimento nas primeiras oito décadas do século XX. Ou melhor, por que a economia brasileira não mantém a trajetória que se desenrolava até os anos 1980 de forma a superar a condição de país subdesenvolvido, posteriormente denominado de várias formas, como "em desenvolvimento", "emergente", "NIC". Como objetivo também se arrola a análise sobre se os novos fatores de dinamismo da economia brasileira pós-2004 representam uma mudança qualitativa em relação à trajetória pós-1980. Parte-se do pressuposto de que a economia nacional é parte integrante do sistema produtivo mundial que influi de forma importante sobre ela. Portanto, as causas da mudança de trajetória devem ser buscadas nas características históricas e estruturais da economia brasileira sem deixar de se ter em vista que estas estão entrelaçadas com as mudanças em nível internacional. Por que a integração ao capitalismo gerou dinamismo em algumas regiões e em outras não, quais são as forças propulsoras que determinam o desenvolvimento desigual? Procurar-se-á examinar de forma sucinta as experiências históricas das áreas que ascenderam em detrimento das que permaneceram periféricas ou subdesenvolvidas. As trajetórias dos países hoje centrais e dos periféricos demonstram que não existe um modelo ideal. Ou seja...

A INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA EM SANTA CATARINA: A REALIDADE E OS DESAFIOS DO SETOR NO INÍCIO DO SÉCULO XXI

Cidade, Fernando Fabricio
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 68 f.
Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; A avaliação do cenário esperado para a economia catarinense e brasileira é de extrema importância para os mais variados agentes econômicos, sejam eles empresas, investidores, governo e pessoas que se interessam pelo assunto, de modo que possam analisar as principais premissas que norteiam a construção do cenário para a próxima década. Entre essas premissas, é primordial observar a evolução da indústria, visto que ela é ainda a grande alavanca do desenvolvimento econômico nas economias capitalistas modernas. Neste trabalho buscou-se analisar o crescimento da indústria catarinense, mais precisamente do setor automobilístico, que recebeu uma verdadeira injeção de novos investimentos neste setor de 2010 para cá. Dentro da perspectiva de que a economia catarinense esteve sempre articulada ao processo de industrialização ocorrido a nível nacional, mais do que a uma dinâmica interna especifica de sua economia, analisou-se a trajetória da indústria automobilística catarinense desde os seus primeiros passos até os dias atuais. A partir desta perspectiva e dos impactos que os investimentos industriais causam, foi feita uma projeção para o período 2014-2020...

Análise de regressão sobre indicadores da economia e da difusão do serviço de acesso à internet em banda larga no Brasil

Macedo, Hildebrando Rodrigues
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
55.93%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2011.; Neste trabalho o foco principal foi o de analisar a possível relação entre o aumento da densidade de acessos de Banda Larga no Brasil e o crescimento econômico do país. Para isso, utilizaram-se dados da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel, de 2000 a 2008, referentes ao número de acessos de Banda Larga no país. Sobre estes dados, aplicaram-se modelos de econometria, com análises de regressão de dados em painel e de equações simultâneas de oferta e demanda com variáveis endógenas, relacionando dados da evolução da penetração de Banda Larga e indicadores de desenvolvimento econômico, em particular o crescimento do PIB e do PIB per capita. Também foram estudados, por meio de análise cross-section alguns dos possíveis determinantes da penetração do serviço de Banda Larga ao nível dos municípios brasileiros, sobre dados de 2007 do número de acessos de Banda Larga e alguns indicadores de desenvolvimento humano. Em outra parte foram obtidos os parâmetros de um modelo de difusão de tecnologia aplicado sobre os dados de evolução de número de acessos de Banda Larga no País. Os resultados gerais indicam um impacto econômico positivo do aumento da densidade de acessos de Banda Larga no Brasil sobre o crescimento do PIB e do PIB per capita. Dentre os principais resultados obtidos está a indicação de que cada um ponto percentual de aumento da densidade de acessos de Banda Larga por 1000 habitantes estaria relacionado com o crescimento do PIB entre 0...

Relação entre volatilidade e crescimento econômico de longo prazo : por que e como utilizar o Fundo Soberano do Brasil para mitigar efeitos dos ciclos econômicos?

Curi, Eduardo Brandão
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
55.9%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Economia, Mestrado em Economia do Setor Público, 2014.; Esta dissertação de mestrado busca analisar as relações entre a volatilidade dos ciclos econômicos e o crescimento de longo prazo da economia brasileira e como utilizar o Fundo Soberano do Brasil para mitigar esses efeitos cíclicos. No primeiro capítulo do trabalho será feita uma análise histórica das relações entre crescimento e volatilidade para o caso brasileiro e se verificará se as relações encontradas possuem paralelo com uma amostra de 143 países. Posteriormente, será testado um modelo mais robusto por meio de uma análise de cortes transversais e de dados em painel. A volatilidade foi calculada como o desvio-padrão do crescimento econômico e também como o hiato de produto encontrado por meio de um filtro HP. Os resultados em relação ao ciclo econômico de longo prazo mostram uma correlação negativa entre a volatilidade e o crescimento econômico. Tendo em vista os benefícios de uma menor volatilidade cíclica para o crescimento de longo prazo, será apresentado no segundo capítulo desta dissertação uma proposta para suavização dos ciclos econômicos através da fixação de regras de aportes e resgates de recursos ao Fundo Soberano do Brasil com base no conceito de resultado fiscal primário estrutural...

Uma análise do serviço de acesso à internet em banda larga no Brasil e seu impacto no crescimento econômico

Bizarria, Elisa Daigele
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Centro de Estudos em Regulação de Mercados, 2014.; Esta dissertação analisa a importância da massificação da banda larga para o desenvolvimento econômico do Brasil por meio da revisão da literatura e ao replicar o modelo utilizado por Qiang, Rossoto e Kimura (2009) para 4.672 municípios brasileiros. O estudo empírico realizado nesse trabalho evidenciou a relação positiva entre aumento dos acessos em banda larga e o crescimento econômico. Para os municípios com maior grau de desenvolvimento foi encontrado que um aumento de 1% na densidade de acessos em banda larga provocaria um aumento de 0.36% na taxa de crescimento do PIB per capita dos municípios. Por sua vez, para os municípios com menor grau de desenvolvimento a relação foi ainda maior, cada 1% de incremento na densidade de acessos em banda larga provocaria um aumento de 0,96% na taxa de crescimento do PIB per capita desses municípios. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; This work examines the spread of the broadband and its importance to the development of the Brazilian economy revising the current literature in this topic and applying the model developed by Qiang...

O capital humano: contributo reflexivo para o estudo da relação entre a educação, a economia e o desenvolvimento humano.

Cabugueira, Artur Carlos Crespo Martins
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
55.9%
Tese de Doutoramento em Ciências da Educação; A razão que nos motivou a efectuar o presente trabalho foi, essencialmente, dar um contributo para o conhecimento das relações estabelecidas entre a educação e o desenvolvimento. Desenvolvimento no seu sentido mais amplo e não somente na acepção tradicional marcada pela sua natureza estritamente económica. Começamos por fazer a análise de alguns conceitos importantes relativos à educação institucional, tendo sublinhado alguns aspectos como a crescente atenção que terá de ser dada à educação ao longo da vida; a progressiva importância da educação para o desenvolvimento humano, substituindo o conceito tradicional de educação que a encara como um simples meio de desenvolvimento entre outros; a necessidade cada vez mais sentida da preparação da educação para o confronto com os grandes desafios que lhe serão colocados no século XXI, decorrentes do fenómeno da globalização duma forma geral e da crescente introdução das novas tecnologias de informação e comunicação no campo do ensino duma forma particular. Procedemos a uma análise da evolução do conceito de desenvolvimento, apresentando os aspectos distintivos relativamente ao de crescimento e fizemos referência aos conceitos de desenvolvimento regional e desenvolvimento social e humano. Concluímos com as seguintes ideias chave: O desenvolvimento é um processo que abarca aspectos de natureza qualitativa relativos ao bem-estar e nível de vida das pessoas que não cabem dentro do conceito de crescimento...

Impacto das cooperativas de crédito sobre o PIB per capita dos municípios brasileiros

Jacques, Elidecir Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
Resumo: As evidências empíricas indicam uma relação forte entre desenvolvimento financeiro e crescimento econômico, sendo que a maioria dos trabalhos demonstra que esta relação é direta, ou seja, que o desenvolvimento financeiro se constitui em uma alavanca para o crescimento econômico. Nesse sentido, o crédito aparece como uma das principais variáveis a ser considerada, sendo natural pensar no crédito fornecido pelos bancos. Entretanto, num país de grandes dimensões como o Brasil, ainda existem municípios desprovidos de agências bancárias e, portanto, sem acesso ao crédito bancário. As cooperativas de crédito aparecem como instituições alternativas no fornecimento de crédito, com características distintas dos bancos, por sua importância para o desenvolvimento local. Isso porque as cooperativas assumem os riscos de suas aplicações em prol da comunidade em que se localizam, promovendo o desenvolvimento local através da formação de poupança e do microcrédito direcionado a iniciativas empresariais locais. Este trabalho mensura o impacto das cooperativas de crédito nos municípios brasileiros usando dois métodos distintos de avaliação de tratamento: o propensity score matching (PSM), para avaliar o impacto da existência de cooperativas sobre o PIB per capita e o propensity score generalizado (GPS)...

PIB : um indicador em crise

Siqueira, Elder da Silva, 1985-
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: 54 f.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
55.91%
Orientadora: Angela Welters; Monografia(Graduação) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Ciências Econômicas; Resumo: O presente trabalho tem como objeto o estudo do agregado PIB e detalha seu surgimento, histórico e abrangência na atualidade, bem como a análise de suas limitações enquanto indicador. Este trabalho evidenciou as críticas ao PIB com intuito muito mais de provocar reflexões do que meramente revelar suas fragilidades. A comparação entre crescimento econômico e desenvolvimento econômico, e a necessidade de consideração de novos conceitos como desenvolvimento humano e sustentável, felicidade e bem-estar mediante o detalhamento dos indicadores IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), Índice de GINI e IPS (Índice de Progresso Social) fizeram parte do trajeto para mostrar a crise do referido indicador. Conclui-se que o cálculo do PIB ocorre de maneira equivocada (quando utilizado para mensuração de crescimento econômico), e que as críticas possuem fundamentos uma vez que estas em maioria, acontecem devido ao fato deste omitir itens os quais deveriam ser considerados, ou então considerar itens desnecessários (por exemplo, poluição e reconstrução). Por outro lado...

Divergência e convergência nas ondas longas: uma perspectiva teórica evolucionária

Conceição, César Stallbaum
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
55.9%
Esta dissertação emprega a concepção evolucionária do pensamento econômico para explicar os diferentes padrões de crescimento observados na economia mundial. Os países apresentam trajetórias distintas de crescimento econômico decorrentes da adoção de novas tecnologias e do papel das instituições neste processo. Os diferentes ambientes institucionais influenciam os processos de inovação e difusão e, com isso, as trajetórias de desenvolvimento dos países. Diante do caráter evolucionário do sistema econômico, as mudanças de paradigmas induzem aos padrões de crescimento chamados de ondas longas. Em cada onda longa abre-se uma “janela de oportunidade” para os países se engajarem em um processo de crescimento e catching-up, onde firmas e economias nacionais podem adquirir novas posições ao adaptarem as novas formas organizacionais e sociais. Assim, as mudanças nos paradigmas tecnológicos têm efeito considerável no processo de catching-up, convergência e divergência em cada onda longa. As evidências empíricas apontam para o processo de convergência da renda per capita entre os países da OCDE, para os “Tigres Asiáticos” e uma diferenciação das trajetórias de crescimento entre as demais regiões mundiais.; This M. A. dissertation employs the evolutionary approach of economic thought to explain the different patterns of growth observed in the world regions between 1820 and 2006. The regions displayed distinct trajectories of economic growth due to role of institutions in the adoption of new technologies. The institutional environments influence the processes of innovation and diffusion of technologies and...

Crescimento municipal comparado: os casos de Charqueadas e São Jerônimo, 1985-2006

Santos, Rudney Aminadab
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
O objetivo central deste trabalho é estudar o município de Charqueadas, considerando o desenvolvimento do município vizinho, São Jerônimo, como parâmetro de comparação. Charqueadas apresentou um crescimento populacional e econômico significativamente maior que o Estado como um todo. Além disso, em 1982, Charqueadas se emancipou do município de São Jerônimo e este último tem apresentado crescimento mais lento, acompanhado de uma diminuição de sua população. O diferencial de crescimento econômico entre os dois municípios foi analisado à luz das teorias de desenvolvimento regional, fornecendo uma maior sustentação teórica para a investigação. Além disso, foram feitas entrevistas com alguns agentes públicos e do setor privado dos dois municípios na tentativa de melhor mensurar as causas dos diferenciais de crescimento. Charqueadas, o município mais jovem, beneficiou-se no processo de emancipação e, sobretudo, com a presença da estrutura industrial de uma grande empresa que impulsionou a formação do pólo metal-mecânico municipal. São Jerônimo, o município mais velho, não conseguiu incluir-se no mesmo processo de industrialização, persistindo num padrão de atividade econômica centralizado na agroindústria...

I & D, educação e crescimento económico : uma análise aplicada a Portugal

Lopes, Andrea Alves
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
55.91%
Este trabalho analisa a relação entre a atividade de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e o crescimento económico em Portugal, para o período de 1980-2013, complementando estudos já outrora realizados. O objetivo é compreender se o crescimento económico português tem beneficiado da I&D, incorporando na análise a relação entre a disponibilidade de capital humano e a capacidade do país levar a cabo atividades de I&D por intermédio da estimação de um modelo VAR que considera todas as variáveis como interdependentes. Para o efeito, começou por definir-se um VAR com três variáveis: PIB real per capita, despesa em I&D em percentagem do PIB e os anos médios de escolaridade total da população portuguesa. A partir do modelo inicial, e após a investigação das características em termos de estacionaridade das séries estatísticas utilizadas, analisou-se a existência de uma relação de equilíbrio de longo prazo entre as três variáveis aplicando a metodologia proposta por Johansen. Esta não permitiu identificar uma relação de longo prazo, ao contrário do previsto pelos modelos de crescimento endógeno, segundo os quais I&D e educação são os principais responsáveis por melhorias da produtividade, por sua vez o motor do crescimento do produto no longo prazo. Este resultado pode dever-se ao facto da despesa total em I&D em percentagem do PIB ter sido realizada...

Growth and export expansion in developing countries: some empirical evidence; Textos para Discussão Interna (TD) 20: Growth and export expansion in developing countries: some empirical evidence; Crescimento e exportação de expansão nos países em desenvolvimento: algumas evidências empíricas

Tyler, William G.
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
55.92%
O texto tenta rejeitar a filosofia econômica do livre comércio nominalmente imposta em muitos países desenvolvidos, como prejudicial ao interesse econômico e ao desenvolvimento econômico de países em desenvolvimento. Faz uma análise entre países do relacionamento entre o crescimento da exportação, desenvolvimento industrial, e o crescimento do PIB em países em desenvolvimento.; 15 p.