Últimos itens adicionados do Acervo: Instituto Politécnico de Viseu

O Instituto Superior Politécnico de Viseu (ISPV) é um estabelecimento de ensino supeiror público de portugal, fundado em 1979 e localizdo na cidade de Viseu.

Página 13 dos resultados de 1931 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Necessidades educativas do cuidador informal da pessoa com esquizofrenia

Rodrigues, Marisa Isabel Paiva
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
As orientações políticas sobre a saúde, e particularmente sobre a saúde mental vão no sentido de se manterem os doentes mentais na comunidade, tendo-se verificado um aumento do número de doentes com esquizofrenia a viver com os cuidadores informais. Neste sentido, julgamos que se torna fundamental refletir sobre as necessidades educativas reais dos cuidadores informais da pessoa com esquizofrenia, no contexto onde este presta os cuidados: o domicílio. Este estudo tem como objetivos: caracterizar sócio demograficamente o cuidador informal da pessoa com esquizofrenia; compreender o significado atribuído pelo cuidador informal, à doença mental da pessoa com esquizofrenia; conhecer as dificuldades sentidas pelo cuidador informal ao cuidar da pessoa com esquizofrenia; descrever as estratégias utilizadas pelo cuidador informal face às dificuldades em lidar com a pessoa com esquizofrenia; conhecer a ajuda prestada pelos profissionais de saúde, percebida pelo cuidador informal da pessoa com esquizofrenia. Do ponto de vista metodológico, o presente estudo enquadra-se no método de investigação qualitativa, com características fenomelógicas. Participaram no estudo nove cuidadores informais de pessoas com esquizofrenia...

Implementação de uma escola de pais: preparação para a parentalidade

Lopes, Joana Carvalho
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
A parentalidade desenvolve-se com a intervenção de ingredientes vários e complexos. Alguns deles são coletivos e mudam com o tempo, outros são históricos, jurídicos, sociais e culturais. Outros são mais íntimos, privados, conscientes ou inconscientes, pertencem a cada um dos dois progenitores enquanto pessoas e enquanto futuros pais, ao casal, à própria história de cada um, à família. Resta uma outra série de fatores que pertencem à própria criança que transformam os seus progenitores em pais. O contributo por parte do Enfermeiro Especialista da Criança e do Jovem numa consulta diferenciada, que designámos de Escola de Pais, parece-nos fundamental para uma aquisição de competências parentais mais fundamentada e consistente. Neste sentido foi realizado um estudo de natureza qualitativa do tipo exploratório-descritivo,delineando a seguinte questão de investigação e que se constituiu como orientadora da nossa pesquisa: “Qual a perceção dos profissionais de saúde sobre o trabalho desenvolvido na área da preparação para a parentalidade”. Acreditamos que o conhecimento dos significados atribuídos pelos profissionais de saúde inquiridos sobre a sua experiência nesta área, contribuirão para uma melhor implementação de uma consulta de preparação dos pais para a parentalidade. Os resultados obtidos permitiram verificar que os profissionais se sentem motivados e preparados para actuar em multidiscipllinaridade nesta consulta; que o trabalho desenvolvido tem-se revelado uma mais-valia para os pais que frequentam a consulta de preparação para a parentalidade e mostraram uma boa adesão por parte dos pais e família bem como ganhos em saúde para a criança. Palavras-chave: Competências Parentais; Cuidados de Saúde Primários Escola de Pais; Parentalidade. ABSTRACT Parenthood is built over complex ingredients. Some of them collective...

Empoderamento da grávida durante a vigilância da gravidez

Santos, Ilda Maria Barroca
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Título do Trabalho: Empoderamento da grávida durante a vigilância da gravidez. Enquadramento: Sendo a gravidez um período de adaptação física e psicológica, surge o conceito de promoção da saúde da grávida. Esta deve dispor de informação suficiente e objetiva em cada etapa do processo de maternidade de forma a adquirir autonomia e empoderamento. Torna-se pertinente estudar os fatores que influenciam o empoderamento da grávida, no sentido de o melhorar. Objetivos: Descrever o perfil sociodemográfico e obstétrico da grávida; Relacionar as variáveis sociodemográficas e obstétricas com o empoderamento da grávida; Relacionar a transmissão de informação durante a gravidez com o empoderamento da grávida. Métodos: Trata-se de um estudo não-experimental, quantitativo, transversal, descritivo e correlacional com uma amostra não probabilística por conveniência (n=195). A recolha de dados efetuou-se através de um questionário constituído por uma componente sociodemográfica e história obstétrica (anterior e atual) e uma escala de empoderamento da grávida (KAMEDA; SHIMADA, 2008). Este instrumento de colheita de dados foi aplicado a grávidas no terceiro trimestre de gravidez. Resultados: O empoderamento da grávida é influenciado pelas variáveis sociodemográficas e as variáveis obstétricas. A informação transmitida durante a gravidez apenas influencia o empoderamento da grávida na informação sobre dúvidas relativas à gravidez e parto. O emissor de informação durante a gravidez (aleitamento materno; alimentação e aumento de peso na gravidez; hábitos nocivos na gravidez e atividade/repouso) interage na predição do empoderamento da grávida. Conclusão: A educação para a saúde durante a gravidez...

O posicionamento do turismo de saúde e bem-estar. O caso das Termas de São Pedro do Sul

Lourenço, Filipe Marques
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2012 Português
Mestrado em Marketing Research. Orientadores: Professor Doutor Joaquim Gonçalves Antunes; Professor Doutor Vitor Martinho.; Cada vez mais as atividades do turismo e do lazer são colocadas como alternativas regionais aos problemas e bloqueios de setores tradicionais das estruturas produtivas de diversas regiões do território nacional. Pretende-se com este estudo de investigação clarificar o conhecimento sobre o turismo de saúde e bem-estar, mais especificamente sobre o termalismo. Contudo e dado o crescente fenómeno competitivo no setor do termalismo, e a constante procura pela satisfação e fidelidade dos seus clientes, o objetivo principal deste projeto de mestrado é compreender as perceções dos termalistas sobre a qualidade dos serviços termais prestados nas Termas de São Pedro do Sul, uma vez que são uma das principais do país. Assim, esta investigação propôs-se em analisar as opiniões dos inquiridos sobre a qualidade dos serviços termais, confirmação de expectativas e desempenho em transações individuais prestados nas Termas de S. Pedro do Sul; avaliar as perceções dos principais clientes sobre os serviços disponíveis; identificar os aspetos mais importantes que justificaram a escolha das Termas de São Pedro do Sul. O termalismo...

Software de gestão de estações de tratamento de águas residuais

Figueiredo, Vitor Manuel dos Santos
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 Português
Mestrado em Sistemas e Tecnologias de Informação para as Organizações; A sociedade actual é marcada pelo aumento de utilização das Tecnologias da Informação por forma a organizar, rentabilizar e optimizar os serviços, surgindo ainda um outro conceito associado, o da desmaterialização. Neste novo papel da sociedade, a informação e o conhecimento desempenham um papel essencial no desenvolvimento de factores competitivos decorrentes da necessidade de inovar e responder correctamente às necessidades das empresas. As autarquias não fogem a realidade dos desafios impostos por este novo modelo: a quantidade de informação que manipulam tem vindo a aumentar de forma exponencial e a velocidade a que circula aumentou de forma redobrada. As Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) têm vindo a multiplicar-se na última década, a sua gestão passa por um rigoroso processo de monitorização que obriga os técnicos a deslocações e relatórios diários para aferir o seu funcionamento. Por outro lado, impõe também a realização de recolhas das descargas para analisar determinados parâmetros, com vista à obtenção e posterior renovação da licença em função do seu bom funcionamento. Grande parte de todo este processo é feito em papel e manualmente...

Díade pai-bebé: envolvimento emocional e stress paterno

Gândara, Diana Raquel Nunes
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Enquadramento: A transição para a parentalidade é considerada um acontecimento natural e previsível, que inclui a necessidade de reorganização e adaptação familiar, podendo ser uma situação perturbadora e indutora de elevados níveis de stress. É um período de maior vulnerabilidade emocional que influencia as mães, mas também os pais, comportando uma influência significativa no envolvimento emocional do pai com o filho. O termo bonding refere-se ao processo de envolvimento emocional dos pais com o bebé, que se estabelece durante a gravidez e que se intensifica nos primeiros momentos de interacção após o nascimento. Objectivos: Estudar o estabelecimento do bonding entre o pai e o bebé e analisar de que forma o seu envolvimento emocional pode ser influenciado pelas variáveis sócio-demográficas, obstétricas, de envolvimento na gravidez, trabalho de parto e parto e a variável psicológica vulnerabilidade ao stress. Métodos: Trata-se de um estudo quantitativo, do tipo transversal, segundo uma lógica descritiva-correlacional, realizado numa amostra não probabilística, intencional por conveniência. A amostra é constituída por 349 progenitores do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 19 e os 55 anos (com média centrada nos 31...

O Efeito Geracional no Desempenho Empresarial

Gonçalves, Rosana Sofia Rodrigues
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/11/2014 Português
Na investigação desenvolvida em torno do efeito geracional, a análise dos problemas originados pela divergência de interesses entre gerações têm ganho relevância. Quando a natureza do principal proprietário é uma pessoa física ou um grupo familiar, a evidência empírica, continua a revelar dificuldades na avaliação do impacto desta no desempenho. A especificidade destas empresas, ao nível da assimetria de informação, da divergência de interesses nas relações estabelecidas entre os diferentes participantes e o peso que assumem no setor empresarial, confere-lhes um papel relevante. O presente estudo visa perceber de que forma a geração condiciona a rendibilidade das empresas familiares. A investigação incide sobre um conjunto de empresas familiares portuguesas com sede na região de Viseu. Os resultados obtidos sugerem que nas empresas “não micro” (com mais de cinco trabalhadores), a gestão praticada pelos proprietários fundadores é fonte de maior rendibilidade, face às restantes gerações. Constatou-se também que a propriedade interna, exerce influência significativa sobre a rendibilidade das empresas que estão na primeira geração, verificando-se que à medida que esta aumenta a rendibilidade tende a diminuir.; ABSTRACT: In research carried out around the generational effect...

A avaliação de desempenho docente na perspetiva dos diretores escolares: Um estudo empírico

Gonçalves, Maria; Melão, Nuno
Fonte: UCP Publicador: UCP
Tipo: Anotação
Publicado em //2014 Português
A avaliação de desempenho docente é, na atualidade, amplamente encarada como uma estratégia que promove a eficácia dos sistemas de ensino. No entanto, a implementação de modelos avaliativos que visam conciliar o desenvolvimento profissional dos professores e a melhoria e qualidade das aprendizagens dos alunos tem gerado debate em torno dos propósitos e dispositivos legais da avaliação de desempenho. Neste contexto, importa conhecer a perspetiva dos diretores de escolas relativamente à avaliação de desempenho, já que sobre eles recai uma responsabilidade especial no processo. O objetivo deste estudo é o de compreender as perceções dos diretores de escolas sobre a avaliação de desempenho docente bem como o modelo de avaliação implementado pelo D.R. n.º 2/2010. O estudo é de natureza qualitativa e baseia-se em entrevistas semiestruturadas com doze diretores de escolas. Conclui-se que os diretores reconhecem a importância da avaliação de desempenho e têm expectativas positivas acerca dos seus efeitos. Contudo, na sua perspetiva, o modelo de avaliação do D.R. n.º 2/2010 não satisfez essas expectativas.

Ansiedade, depressão e stress em pessoas com artrite reumatóide

Rocha, Ana Isabel Almeida Ribeiro Fernandes
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 07/05/2015 Português
INTRODUÇÃO: As doenças reumáticas acarretam impacto físico, psicológico e social, sendo pertinente uma avaliação multidimensional da pessoa, o que justifica este estudo. Este teve como principal objetivo identificar a prevalência de ansiedade, depressão e stress nas pessoas com artrite reumatoide. MÉTODOS: O estudo descritivo e transversal, foi realizado com 80 participantes, 82.5% do sexo feminino, com uma média de idades de 58.16 anos. Aplicou-se o “Health Assessment Questionnaire” (Fries, 1978, validada por Santos, Reis, Rebelo, Dias, Rosa & Queiroz, 1996); “Escala de Ansiedade, Depressão e Stress” (P.F. Lovibond & S.H. Lovibond, 1995, adaptada por Ribeiro, Honrado e Leal, 2004). RESULTADOS: O valor médio de dor foi de 50mm e de atividade da doença 50,12mm, sendo mais elevados nas mulheres. A incapacidade funcional leve (60%), agrava-se com o aumento da dor, pior estado geral da doença e inatividade profissional. A ansiedade moderada/elevada afeta 37,5% da amostra e a sintomatologia depressiva grave 35%, sendo superior nas mulheres (♀40,9%;♂39,4%). O stress, apresentou-se elevado em 42,5% dos sujeitos. A ansiedade e a depressão são mais elevados nas mulheres (42.98%, 43.39%), com baixo rendimento (45.67%...

O consumo de tabaco em estudantes de enfermagem

Saraiva, Ana Gabriela Silva
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/01/2015 Português
Enquadramento: Em Portugal, mais de 90% dos fumadores iniciaram o consumo de tabaco antes dos 25 anos, verificando-se um aumento entre os jovens mais escolari-zados. Os estudantes de enfermagem deviam apresentar comportamentos ajustados a promotores de saúde, justificando os conhecimentos obtidos na formação académica. Objetivos: Caracterizar o consumo de tabaco nos estudantes de Enfermagem. Identi-ficar as variáveis sociodemográficas e académicas que influenciam o consumo de ta-baco em estudantes de enfermagem. Analisar a influência das variáveis de contexto psicológico no consumo de tabaco nos estudantes de enfermagem. Métodos: Estudo quantitativo, descritivo-correlacional e explicativo. Questionário constituído pela caracterização sociodemográfica, académica, Escala de Ansiedade, Depressão e Stress, Escala de Afeto Positivo e Negativo, Teste de Fagerström para a Dependência da Nicotina e o Inventário de Personalidade de Eysenck. Amostra não probabilística por conveniência constituída por 404 estudantes de enfermagem. Resultados: dos participantes 86,1% são do género feminino, 38,4% têm idade igual ou inferior a 20 anos, 88,6% são solteiros e 28,0% frequentam o 4º ano. A prevalência de consumo de tabaco é de 25.2%; 45...

Depressão, ansiedade e stresse em estudantes de enfermagem

Oliveira, Ana Cláudia Albuquerque Almeida Santos
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 21/01/2015 Português
Enquadramento – As dificuldades sentidas no curso de enfermagem traduzem-se em estados de ansiedade, stresse e depressão. Objetivos – Identificar as variáveis sociodemográficas e académicas que interferem no stresse, ansiedade e depressão dos estudantes de enfermagem; analisar a relação entre as variáveis de contexto psicológico e sonolência diurna com o stresse, ansiedade e depressão. Material e Método – Estudo transversal, descritivo correlacional realizado numa amostra não probabilística por conveniência. Recorreu-se ao questionário de caracterização sociodemográfica e académica e às escalas de Ansiedade Depressão e Stresse; Escala de Sonolência de Epworth; Inventário de Personalidade de Eysenck – versão curta e Escala de Bem-Estar Subjetivo. Resultados – Dos 403 estudantes de enfermagem, 86.0% do sexo feminino, 38.5% com idade ≤ 20 anos, 86.1% são solteiros, 59.1% residem na cidade, 53.8% coabitam com os familiares, 28.0% frequentam o quarto ano. Estudantes solteiros/divorciados do 1º e 2º anos, residentes no meio rural, sem atividade remunerada e sem bolsa apresentam níveis mais elevados de depressão, ansiedade e stresse. Quanto mais bem-estar negativo e neuroticismo maior é a ansiedade e o stresse nos estudantes de enfermagem...

Prevalência de perturbações músculo-esqueléticas no adolescente

Teixeira, Ana Cristina Ferreira
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 15/12/2014 Português
Introdução: As perturbações músculo-esqueléticas constituem na atualidade uma das queixas mais frequentes, causando grande impacto na saúde dos indivíduos. Vários estudos epidemiológicos realizados em adolescentes sugerem que a prevalência e a incidência têm aumentado nos últimos anos, podendo evoluir para a cronicidade. Assim investigar estas patologias na infância e adolescência, reconhecer os fatores que contribuem para o seu aparecimento e avaliar o impacto de medidas de promoção e prevenção, constitui-se um desafio para quem trabalha em cuidados de saúde primários. Objetivos: O presente estudo pretende identificar a prevalência das perturbações músculo-esqueléticas nos adolescentes e analisar a sua relação com as variáveis sociodemográficas, antropométricas e circunstanciais. Método: Trata-se de um estudo não experimental, transversal, descritivo-correlacional e de caráter quantitativo, que envolveu 158 adolescentes da EB 2/3 General Serpa Pinto - Cinfães. Para o efeito foi construído um questionário que engloba variáveis sociodemográficas, antropométricas e circunstanciais. Integra ainda o “Questionário Nórdico Músculo-Esquelético” para avaliar as perturbações músculo-esqueléticas. Resultados: Os dados mostram que a maioria (80...

Cultura de segurança do doente pediátrico : perceção dos profissionais de saúde

Leça, Andrea Patrícia Correia
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 25/02/2015 Português
Introdução: A segurança do doente encontra-se no topo das prioridades das agendas políticas de saúde a nível mundial, sendo um dos grandes desafios para a saúde no século XXI, particularmente a da criança pela sua vulnerabilidade. A cultura de segurança é o coletivo de valores, perceções e atitudes de um grupo face à segurança. Em Portugal a Direção-Geral da Saúde (2013) declara que o questionário sobre “Avaliação da Cultura de Segurança do Doente nos Hospitais Portugueses” deve ser aplicado em 2014 nos hospitais do Sistema de Saúde. Objetivo: O nosso objetivo geral é caracterizar a perceção dos profissionais de saúde sobre a cultura de segurança do doente pediátrico. Metodologia: É um estudo descritivo, transversal e correlacional, de abordagem quantitativa. A amostra (n=91) é constituída por enfermeiros (67.0%), médicos (18.7%) e assistentes operacionais (11.0%). Resultados: Destacam-se enquanto fortes as dimensões “Trabalho em equipa”, “Aprendizagem organizacional – melhoria contínua”, “Feedback e comunicação acerca do erro” e “Perceções gerais sobre a segurança do doente”, sendo consideradas como oportunidades de melhoria as dimensões “Resposta ao erro não punitiva”...

Cultura de segurança da criança hospitalizada num centro hospitalar da zona centro : perceção dos enfermeiros

Garcia, Catarina Raquel Ferreira
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 17/03/2015 Português
Enquadramento: A segurança dos doentes é reconhecida como um dos pilares fundamentais da qualidade dos cuidados de saúde, sendo prioritário desenvolver uma cultura de segurança que vise minimizar a ocorrência de erros, favorecendo a aprendizagem com os mesmos. Objetivo: Caracterizar a cultura de segurança da criança hospitalizada, percecionada pelos enfermeiros. Metodologia: Estudo quantitativo, descritivo-correlacional e transversal, efetuado numa amostra de 68 enfermeiros a exercer funções em serviços de pediatria/neonatologia (52,9%) e serviços de obstetrícia (47,1%) num centro hospitalar da zona Centro. Os participantes são maioritariamente do sexo feminino (98,5%), com idades entre os 27 e os 56 anos, tendo a maioria entre 3 a 7 anos de experiência na prestação de cuidados à criança (35,3%). Utilizámos uma versão adaptada do questionário Hospital Survey on Patient Safety Culture, (Agency for Healthcare Research and Quality, [AHRQ], 2014). Resultados: Como pontos fortes da cultura de segurança salientaram-se as seguintes dimensões: “trabalho em equipa”,“expectativas do supervisor/ gestor e ações que promovam a segurança do doente”, “aprendizagem organizacional – melhoria contínua” e “feedback e comunicação acerca do erro”. Por outro lado...

Determinantes das alterações psicoemocionais do puerpério : efeitos da autoestima

Coelho, Catarina Alexandra Toipa
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 17/01/2015 Português
No puerpério, a mulher depara-se com um conjunto de alterações que ocorrem ao nível biológico, psicológico e social que a confrontam com a necessidade de viver adaptações constantes e que a tornam mais vulnerável do ponto de vista psicológico e emocional. As alterações psicoemocionais do puerpério são decorrentes do designado Blues pós-parto, um fenómeno intercultural, de prevalência elevada, de carácter benigno e transitório, que ocorre em mulheres saudáveis. A avaliação da autoestima da puérpera é fundamental para identificar o risco de desenvolver estas alterações. Neste sentido, realizou-se um estudo quantitativo, em corte transversal, correlacional e explicativo, em 175 puérperas saudáveis, com média de idades de 31.21 anos, vigiadas nas unidades funcionais do ACES Dão Lafões, em que se procurou identificar as alterações psicoemocionais, entre a 4ª e a 6ª semana do pós-parto, e determinar a relação entre as diferentes variáveis (sociodemográficas, contextuais ao parto, contextuais à amamentação, autoestima) e as alterações psicoemocionais. As principais alterações identificadas foram a ansiedade moderada e severa, a destacar: sensação de esgotamento, cansaço mental e físico e insegurança na prestação dos cuidados ao bebé; seguidas de sentimentos depressivos moderados e severos...

Atividade física dos estudantes de enfermagem : determinantes sociodemográficos e psicológicos

Nunes, Carla Cristina Gonçalves
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 16/01/2015 Português
Enquadramento: Vários estudos realçam a prevalência de inatividade física entre estudantes universitários, relacionada com diversos fatores, dos quais sobressaem a complexidade e exigências curriculares, sobretudo quando se trata de estudantes de enfermagem. Objetivo: Identificar as variáveis sociodemográficas e académicas que interferem na prática de atividade física, analisar a influência da motivação para a prática de atividade física e determinar a associação entre a personalidade e a prática de atividade física. Material e Método: Estudo quantitativo, descritivo, analítico e correlacional, realizado numa amostra não probabilística por conveniência, constituída por 372 estudantes de enfermagem. Aplicou-se um questionário de caraterização sociodemográfica, contexto académico, Questionário Internacional de Avaliação da Atividade Física (IPAQ), Questionário de Motivação para o Exercício (QME) e o Inventário de Personalidade de Eysenck. Resultados: Dos estudantes 86.3% são do género feminino, 41.7% com idades até aos 20 anos. Os homens registam maior prevalência de atividade física sobretudo os que frequentam os 2º e 3º anos. As variáveis preditoras da atividade física foram a idade...

Reabilitação funcional precoce do membro superior na mulher mastectomizada : revisão sistemática da literatura

Sequeira, Aurora Maria Tomás
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 06/01/2015 Português
Contexto: O cancro da mama está no topo dos tumores mais comuns entre as mulheres, transversalmente a todos os países do mundo. O seu tratamento apesar da evolução, continua a ser muito lesivo pela elevada incidência de co-morbilidades tais como: alterações ADM ombro, diminuição da força e dor no braço/ombro e, aparecimento de linfedema. É largamente reconhecido o contributo da reabilitação para promover a recuperação funcional do membro superior mas constata-se, que não existe consenso internacional acerca dos exercícios e do timing ideal para iniciar um programa de reabilitação, que devolva a qualidade de vida a estas “Sobreviventes” o mais precocemente possível. Objetivo: Avaliar a eficácia dos programas de reabilitação funcional do membro superior, iniciados no pós-operatório imediato, na mulher submetida a mastectomia radical unilateral, na prevenção de co-morbilidades. Metodologia: Realizou-se uma revisão sistemática da literatura, com recurso aos motores de busca: PubMed; The Cochrane Library; Repositórios Institucionais; PEDro. Utilizaram-se diferentes combinações com os descritores “reabilitação”, “neoplasia da mama”, “membro superior”, “mastectomia radical modificada” e “complicações pós-operatórias” nos idiomas portugueses e inglês. A pesquisa decorreu entre Dezembro de 2013 e Fevereiro de 2014...

Atitudes dos estudantes do ensino profissional face à sexualidade

Rodrigues, Liliana Sofia Almeida Ferreira
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 04/02/2015 Português
Enquadramento – A sexualidade é vivida de forma individual, envolvendo as componentes biopsicossociais e contexto em que cada estudante se insere, o que interfere nas suas atitudes face à sexualidade. Objetivos – Caraterizar as atitudes dos estudantes do ensino profissional face à sexualidade. Analisar a relação entre variáveis sociodemográfica, académicas, familiares e de contexto sexual com as atitudes face à sexualidade. Material e Método – Estudo quantitativo, transversal, descritivo-correlacional. Amostra não probabilística de 281 estudantes de duas escolas de ensino profissional. O questionário inclui caracterização sociodemográfica, académica, familiar, Escala de Coesão e Adaptabilidade Familiar (FACES-II), Escala de Conhecimentos sobre as Infeções de Transmissão Sexual e Escala de Atitudes Face à Sexualidade. Resultados – Predominam os rapazes (62.27%), com média de idades de 17.63 anos e 45.2% possuem bom ambiente familiar; prevalece a coesão familiar desmembrada (33.5%) e separada (35.6%); têm adaptabilidade familiar flexível (45.1%); sobressai a família meio-termo e equilibrada (31.1%). A maioria (59.8%) já iniciou a vida sexual, desses 38.7% aos 16 anos. O género, situação profissional e habilitações académicas dos pais...

Restrição alimentar em estudantes de enfermagem

Martins, Liliana Filipa Lima
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 31/12/2014 Português
Enquadramento – A restrição alimentar pode ser um comportamento manifesto nos estu-dantes do ensino superior, como resultado inerente à vida universitária. Objetivos - Verificar se as variáveis sociodemográficas, antropométrica, académicas, con-textual e psicológicas interferem na restrição alimentar dos estudantes de enfermagem. Material e Método – Estudo quantitativo, transversal, descritivo e correlacional. Recorreu-se ao questionário de caracterização sociodemográfica e académica, e às Escalas de Restrição Alimentar (Silva & Urzúa-Morale, 2010); de Ansiedade Depressão e Stress (Pais Ribeiro, 2004); Sonolência de Epworth (Santos, Ferreira & Moutinho, 2001), e Inventário de Persona-lidade de Eysenck (Silva et al., 1995). A amostra é não probabilística por conveniência, com 403 estudantes de enfermagem. Resultados – Dos 403 estudantes, 86% são do género feminino, 27.5% frequentam o 4º ano (média de idades de 23.61 anos), 86.1% são solteiros, 59.1% residem na cidade, 53.8% coabitam com os familiares, 74.4% não possuem atividade remunerada e não recebe bolsa. As variáveis sociodemográficas que interferiram na restrição alimentar foram o género, a idade, o ano que está inscrito, o estado civil e a coabitação. A depressão estabeleceu uma relação direta com a preocupação com a dieta. A idade foi preditora da flutuação de peso e do total da restrição alimentar...

Eficácia da heparina e do soro fisiológico para manter a permeabilidade dos cateteres venosos centrais em adultos

Santos, Eduardo José Ferreira
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/02/2015 Português
Contexto: Na manutenção e otimização de cateteres venosos centrais (CVC) persistem controvérsias acerca da solução recomendada para manter a permeabilidade. Este estudo surge na sequência de determinar qual é a solução (heparinizada ou soro fisiológico) mais eficaz na redução do risco de oclusões, infeções e de outras complicações. Objetivo: Determinar a eficácia do flush das soluções heparinizadas em comparação com o flush de soro fisiológico 0,9% na permeabilidade de CVC em adultos. Métodos: A realização da revisão sistemática com meta-análise seguiu os princípios propostos pelo Cochrane Handbook. A análise crítica, a extração e a síntese dos dados foi realizada por dois investigadores isoladamente e a análise estatística efetuada com recurso ao programa RevMan 5.2.8. Resultados: Foram incluídos seis randomized controlled trials envolvendo um total de 2278 utentes. Os resultados da meta-análise apontam não existir diferenças significativas entre as soluções em relação à eficácia de manter a permeabilidade dos CVC (RR= 0.83, IC 95%=0.55-1.26; p=0.39). Por outro lado a utilização de soro fisiológico também não constitui per si um fator que aumente o risco de infeção associada ao CVC. Conclusões: O soro fisiológico é suficiente para manter a permeabilidade dos CVC prevenindo os riscos associados à administração da heparina.; Abstract Effectiveness of heparin versus 0.9% saline flushing to maintain patency of central venous catheters in adults Context: In the maintenance and optimization of central venous catheters (CVC) controversy persists about the recommended solution to maintain patency. This study aims to determine which solution (heparin or saline) are more effective in reducing the risk of occlusions...