Página 14 dos resultados de 588 itens digitais encontrados em 0.005 segundos
Resultados filtrados por Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais

Propagação vegetativa de espécies silvestres do gênero Piper, com potencial para uso como porta enxertos em pimenta-do-reino (Piper nigrun)

Magevski,GC; Czepak,MP; Schmildt,ER; Alexandre,RS; Fernandes,AA
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.845042%
O estabelecimento de espécies usadas como porta-enxerto, importantes na olericultura, podem ser multiplicadas por meio da estaquia com auxílio de fitorreguladores. Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência do AIB no estabelecimento de espécies nativas do gênero Piper com potencial de uso como porta-enxerto de Piper nigrum. Estacas de P. Arboreum, P. amplum e P. sp foram submetidas a diferentes dosagens de AIB (0, 2000, 4000, 6000 e 8000 mg.L-1) e mantidas em estufa agrícola com irrigação intermitente com temperatura e umidade controlados. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 3x5 (3 espécies de Piper x 5 dosagens de AIB) e composto por 3 repetições por tratamento, sendo cada parcela composta por 10 estacas. A avaliação foi realizada aos 45 dias de transplantio e as variáveis analisadas foram: índice de sobrevivência, número médio de folhas, número médio de brotos e comprimento médio do maior broto. A espécie Piper arboreum apresentou bons resultados referentes ao crescimento da parte aérea independentemente da concentração de AIB empregada.

Atividade antibacteriana de Óleos Essenciais sobre Streptococcus mutans e Staphylococcus aureus

Freire,I.C.M.; Pérez,A.L.A.L.; Cardoso,A.M.R.; Mariz,B.A.L.A.; Almeida,L.F.D.; Cavalcanti,Y.W.; Padilha,W.W.N.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.845042%
Este trabalho objetivou avaliar a ação antimicrobiana in vitro dos óleos essenciais de Ocimum basilicum (Manjericão Exótico), Thymus vulgaris (Tomilho Branco), e de Cinnamomum cassia (Canela da China) sobre cepas bacterianas de Streptococcus mutans (ATCC 25175) e Staphylococcus aureus (ATCC 25923). A atividade antibacteriana dos óleos essenciais foi determinada pela Concentração Inibitória Mínima (CIM) e a Concentração Bactericida Mínima (CBM) através da técnica de microdiluição e do esgotamento. Para a CIM, foram utilizadas placas de 96 poços e inseriu-se 100µL de caldo BHI, 100µL da diluição dos óleos essenciais no primeiro poço e 10µL da suspensão bacteriana (1,5x10(6) microrganismos/mL). Realizou-se a diluição seriada partindo-se da concentração inicial de 8% até 0,0625%. A CIM correspondeu à última diluição na qual não foi verificada a presença de bactérias. Para obter a CBM, realizou-se a semeadura em Ágar Miller-Hinton das diluições correspondentes a CIM, 2CIM e 4CIM. As placas foram incubadas a 37º C em estufa bacteriológica por 24 horas. Os testes foram realizados em triplicata tendo a clorexidina como controle positivo. Para S. aureus (ATCC 25923) a CIM e CBM dos óleos essenciais de C. cassia...

Avaliação da atividade antioxidante e inibição da tirosinase do extrato das folhas do jatobá (Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne)

Miranda,A.R.; Castro,C.F.S.; Silvério,M.D.O.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.845042%
Espécies de Jatobá (Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne) são tradicionalmente utilizadas para o tratamento de diversas doenças. Estudos quimiotaxonômicos têm relacionado o gênero Hymenaea como fonte potencial de compostos fenólicos, taninos, flavonoides, os quais apresentam atividade antioxidante, sendo assim substâncias potencialmente inibidoras da tirosinase, enzima responsável por defeitos da pigmentação da pele. Existem cerca de 15 espécies no gênero Hymenaea, das quais 13 ocorrem no Brasil. Assim, este trabalho foi realizado para avaliar os fenóis, a atividade antioxidante, a capacidade de quelação dos íons cobre, e a capacidade de inibição da tirosinase do extrato das folhas da espécie H. Stigonocarpa. O material botânico (folhas), foi colhido nas árvores da área de cerrado de preservação ambiental do campus universitário FESURV - Universidade de Rio Verde - GO, seco em estufa de circulação forçada a 42°C por 2 dias, seguindo para a obtenção dos extratos hexânico e etanólico. A determinação do conteúdo fenólico realizada através do reativo Folin Ciocalteau demonstrou ser o extrato bruto etanólico (EBE) o que apresentou a maior concentração dessa classe (235,7 mg equivalente de ácido gálico por grama de EBE). Na avaliação da atividade captadora de radical...