Página 19 dos resultados de 1415 itens digitais encontrados em 0.017 segundos

Efeitos da intervenção treinamento, avaliação e registro sistematizado no controle da dor pós-operatória de cirurgia cardíaca; Effects of the systematized intervention, training assessment and registration in the manegement of post-operative pain following cardiac surgery

Silva, Magda Aparecida dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.62%
Trata-se de um ensaio clínico com três Grupos. Avaliaram-se os efeitos da intervenção "Treinamento, Avaliação e Registro Sistematizado de Dor" sobre a intensidade da dor, o consumo suplementar de morfina, o tratamento de efeitos colaterais e a satisfação com a analgesia dos doentes, no pós-operatório de cirurgia cardíaca. Foram estudados 182 doentes, no Grupo I (GI, N=55), Grupo II (GII, N=66) e Grupo III (GIII, N=61). Todos receberam a mesma orientação pré-operatória e submeteram-se ao mesmo protocolo medicamentoso para o controle de dor e dos efeitos colaterais. No GI a equipe de enfermagem não recebeu Treinamento e realizou a avaliação da dor conforme rotina da instituição. Nos GII e GIII toda a equipe de enfermagem participou do Curso de Capacitação Sobre a Dor e Seu Controle (Treinamento). No GII a equipe de enfermagem utilizou a Ficha Sistematizada sobre Dor e seu Controle, a cada duas horas. No GIII a equipe de enfermagem não utilizou esta Ficha. Os doentes dos três Grupos também foram avaliados pela pesquisadora nas primeiras 30 horas, a cada 6 horas (6 Momentos). Os resultados foram analisados pelos testes de Kruskal-Wallis, Dunn, Friedman, Qui-quadrado e Verossimilhança. O nível de significância adotado foi de 5%. Os Grupos foram semelhantes quanto à idade...

O manejo da dor por profissionais de enfermagem no cuidado de crianças no pós-operatório tardio de cirurgia cardíaca; Late postoperative pain management by the nursing team in the care of children after heart surgery

Queiroz, Fernanda Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.73%
A dor pós-operatória é um fenômeno complexo, multidimensional e subjetivo, tanto para a criança quanto para os profissionais de saúde que lidam com ela. Seu manejo constitui-se em desafio, principalmente quando está ligado à dor em crianças, com suas particularidades do desenvolvimento infantil. Buscando contribuir com a discussão a respeito do manejo da dor pela equipe de enfermagem, o objetivo do presente estudo é compreender como os profissionais de enfermagem lidam com o manejo da dor em criança, no pós-operatório tardio de cirurgia cardíaca. O estudo é de natureza descritivo-exploratória, com abordagem metodológica qualitativa. Participaram do estudo vinte e três profissionais de enfermagem, sendo seis enfermeiros, três técnicos de enfermagem e quatorze auxiliares de enfermagem. A principal técnica de coleta de dados foi a entrevista semi-estruturada. A observação das atividades desses profissionais na enfermaria, relacionadas ao manejo da dor da criança, e a coleta de dados no prontuário da criança foram as técnicas usadas para complementar os dados provenientes das entrevistas. Na análise de conteúdo, os dados permitiram a compreensão de como os profissionais de enfermagem manejam a dor da criança...

Elaboração e validação do diagnóstico de enfermagem dor de parto; Development and validation of the nursing diagnosis for labor pain.

Mazoni, Simone Roque
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.62%
O estudo teve como proposta analisar se o fenômeno da dor de parto está retratado no diagnóstico de enfermagem Dor Aguda da taxonomia NANDA-I e propor e validar o Diagnóstico Dor de parto. Seguiu-se os preceitos de Hoskins (1989) e Fehring (1986) para as fases da análise de conteúdo e validação clínica do diagnóstico. Na primeira fase foi analisado o conceito de "dor em situação de parto" segundo referencial teórico de Walker e Avant (2005) com sumarização dos dados analisados por meio de revisão integrativa da literatura à estrutura metodológica de Whittemore (2005). A análise do conceito "dor em situação de parto" reforçou a pertinência de se propor um novo diagnóstico e submetê-lo a análise por peritos. O diagnóstico construído foi submetido a dez enfermeiros obstetras, sendo o mesmo à análise de conteúdo aprovado quanto à definição, fatores relacionados (período de dilatação: fase latente, fase ativa, fase de transição; período de expulsão), características definidoras e inserção do diagnóstico ao Domínio 12 - Conforto e à Classe 1 - Conforto físico; das 28 características definidoras submetidas às opiniões sobre o grau de indicação para o diagnóstico, 9 foram muito indicativas do diagnóstico: evidência observada de contração uterina à média ponderada de 0...

Conhecimentos e significados atribuídos à dor pediátrica na perspectiva de estudantes de enfermagem e de enfermeiras; Knowledge and meanings attributed to pediatric pain from the perspective of nursing students and nurses

Silva, Ellen Maria Reimberg da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
A dor está presente na vida de crianças que passam pelo processo de hospitalização e, embora existam meios para o seu tratamento, muitas continuam vivenciando-a desnecessariamente. O enfermeiro por estar em contato direto com esses pacientes, deve realizar a avaliação e estabelecer tratamentos adequados, compreendendo o fenômeno doloroso em suas múltiplas dimensões, pessoais, culturais e sociais. Diante disso, os objetivos deste estudo são identificar os conhecimentos dos estudantes de enfermagem e dos enfermeiros sobre o manejo da dor pediátrica e os significados atribuídos à dor pediátrica por esses estudantes e enfermeiros à luz do referencial teórico do Social Communication Model of Pain, que explora as características dos pacientes em situações de dor, junto com os indivíduos que os assistem. A abordagem metodológica qualitativa foi adotada e a Análise Temática Híbrida foi utilizada como referencial metodológico. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com seis estudantes da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EEUSP) que estavam realizando o estágio curricular no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HUUSP) nas seguintes áreas: unidade de internação pediátrica...

Acurácia do diagnóstico de enfermagem dor aguda em crianças hospitalizadas

Predebon, Caroline Maier
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
Introdução: Estudos que busquem verificar a acurácia no estabelecimento dos diagnósticos de enfermagem são fundamentais para legitimar a escolha de um determinado diagnóstico. Na prática existe uma ampla variedade de diagnósticos possíveis nas situações clínicas. Além dos altamente acurados, poderão existir outros que são aceitáveis, também baseados em dados existentes. No entanto, a acurácia é pouco explorada na temática dos diagnósticos. Objetivos: Verificar a acurácia do diagnóstico de enfermagem Dor Aguda em crianças hospitalizadas antes e após a implementação da avaliação sistematizada da dor por meio da Escala de Acurácia de Diagnósticos de Enfermagem (EADE). Métodos: Estudo tipo antes-depois realizado com prontuários de crianças hospitalizadas que tiveram diagnóstico de enfermagem de Dor Aguda entre dezembro de 2007 e dezembro de 2009 em uma unidade de tratamento intensivo (UTI) e três unidades de internação. Estudo conduzido em hospital público e universitário, Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Dividiu-se a amostra em período pré-implementação da avaliação sistematizada da dor como 5º Sinal Vital e pós-implementação dessa avaliação. Utilizou-se a EADE desenvolvida por autores brasileiros. Resultados: A amostra constitui-se de 549 prontuários...

Diagnósticos de enfermagem dor aguda e dor crônica na perspectiva do cuidado à criança oncológica

Stefani, Greice de Medeiros
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
A dor na criança com câncer está relacionada não somente à doença, mas também aos diversos procedimentos que compõem o tratamento e suas conseqüências adversas. É o diagnóstico de enfermagem que oferece a possibilidade do uso de uma linguagem comum para identificar os problemas do paciente, auxiliando na escolha das intervenções de enfermagem e na avaliação. Esta pesquisa tem como objetivo estudar fatores relacionados e cuidados de enfermagem para o diagnóstico “dor” com vistas a qualificar a Sistematização da Assistência de Enfermagem à criança oncológica mediante complementação ao Sistema Informatizado de Prescrição de Enfermagem do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Caracteriza-se como um projeto de desenvolvimento, realizado por intermédio de revisão bibliográfica e da construção de uma proposta de complementação. Com base em Goldim (2000) que orienta a implantação de uma nova atividade a partir de referencial específico criteriosamente estudado, para apresentação da proposta de inserção de fatores relacionados e intervenções de enfermagem para o diagnóstico dor, utilizou-se o referencial da North American Nursing Diagnoses Association - NANDA (2008), Classificação das intervenções de enfermagem - NIC (DOCHTERMAN; BULECHECK...

A atuação da enfermeira frente à dor do cliente em pós-operatório

May, Léia Emília
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.63%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.; O presente trabalho, trata-se de uma pesquisa convergente assistencial, desenvolvida na Clínica Cirúrgica I de um Hospital Escola, no mês de junho de 2001, com clientes adultos e a equipe de enfermagem. O objetivo foi analisar o cuidado prestado pela equipe de enfermagem aos clientes internados e que vivenciaram a dor, à luz da Teoria Humanística proposta por Paterson e Zderad. Os instrumentos utilizados na metodologia, foram: a implementação do cuidado humanizado a três clientes, na qual utilizei três etapas metodológicas de Paterson e Zderad, que denominei: o olhar intuitivo, o olhar científico e a fusão dos olhares intuitivo e científico; a entrevista a estes três clientes no período de pré e pós-operatório e a observação participante da equipe de enfermagem. Seguindo a trajetória, realizei na análise dos dados, o contraponto dos vários olhares no cuidado humanizado e na observação participante da equipe de enfermagem enquanto cuidava dos clientes que referiram dor. Neste sentido, se desvelaram a possibilidade e a importância de realizar o cuidado norteado por este referencial...

Reflexão da equipe de enfermagem sobre o desconforto e a dor do recém-nascido

Cordeiro, Raquel Alves
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 161 p.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
36.72%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem; Trata-se de uma Pesquisa Convergente-Assistencial que teve como objetivos #refletir sobre a prática da enfermagem na avaliação do desconforto e da dor e sobre as estratégias não farmacológicas utilizadas para minimizá-los# e #construir uma proposta de protocolo de cuidado no manejo do desconforto e da dor no recém-nascido em unidade de terapia intensiva neonatal, utilizando métodos não farmacológicos#. Foi realizada na unidade de neonatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina. Os sujeitos foram quatro enfermeiras, dez técnicos de enfermagem, uma auxiliar de enfermagem e duas acadêmicas de enfermagem. A coleta de dados foi realizada em duas etapas, sendo que no primeiro momento foi desenvolvido um processo educativo reflexivo, através de quatro grupos reflexores baseados na metodologia problematizadora com a aplicação do Arco de Charles Maguerez, em que os profissionais puderam socializar suas concepções, crenças, valores e formas de perceber que o recém-nascido vivencia momentos de desconforto e dor durante sua hospitalização. Nestes encontros foram realizadas leituras de artigos com temática pertinente...

Tecnologia persuasiva na aprendizagem da avaliação da dor aguda em enfermagem

Alvarez, Ana Graziela
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
36.66%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2014.; Resumo: A dor éum problema se saúde pública mundial, sendo que as lacunas na aprendizagem sobre o tema são fatores contribuintes para esta situação. Assim, reconhece-se na literatura a necessidade do desenvolvimento de estratégias inovadoras para o ensino-aprendizagem sobre dor, colaborando para melhoraria desta situação. Neste contexto, a popularização dos dispositivos móveis vem ampliando os espaços para aprendizagem, de modo flexível, inovador e dinâmico. Como tecnologias persuasivas, os dispositivos móveis representam uma importante plataforma de promoção de mudanças em atitudes e comportamentos, não sendo entendidos apenas como ferramentas, mas sim como um procedimento de aprendizagem que oportunizam diferentes meios para aprender a aprender. Neste contexto, os objetivos do estudo foram: Mensurar a qualidade de um objeto virtual de aprendizagem móvel a partir dos critérios para avaliação de softwares educacionais do Learning Object Review Instrument 2.0; Avaliar os resultados na aprendizagem de estudantes de graduação em enfermagem sobre a avaliação da dor aguda em adultos conscientes...

Protocolo de enfermagem para dor torácica em um serviço de emergência hospitalar

Vieira, Aline Costa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 151 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
36.63%
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação Multidisciplinar em Saúde, Florianópolis, 2014.; A avaliação da dor torácica é uma atribuição complexa e frequente dos enfermeiros nos serviços de emergência hospitalar. No Brasil as doenças cardiovasculares a reflexo da incidência mundial constituem a principal causa de morte. A dor torácica é considerada sintoma principal para a Síndrome Coronariana Aguda, portanto uma preocupação dos profissionais de saúde e pacientes. Apesar da dimensão das queixas de dor torácica nos serviços de emergência existe deficiência da padronização das condutas para a Enfermagem e para os estudos para construção de protocolos assistenciais. Portanto, este estudo propôs a aplicação de um protocolo para avaliação da dor torácica no Serviço de Acolhimento com Classificação de Risco (SACR) do Serviço de Emergência de um Hospital Universitário do Sul do país, que não conta com protocolos específicos de Enfermagem. Optou-se por um protocolo desenvolvido e utilizado em um serviço de excelência do país, o Hospital Israelita Albert Einstein de São Paulo/SP. Trata-se de uma pesquisa qualitativa...

melhorar a qualidade dos cuidados prestados ao doente com dor no serviço de urgência.

Lobato, Sandra Isabel Ramos Contreiras
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.63%
Relatório de Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem Médico-Cirúrgica.; No âmbito do Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica da Escola Superior de Saúde de Setúbal, do Instituto Politécnico de Setúbal, foram realizados três estágios que decorreram no Serviço de Urgência de um Centro Hospitalar da Margem Sul do Tejo. Integrado nos mesmos foram equacionadas duas dimensões, uma direcionada para o desenvolvimento de um Projeto de Intervenção em Serviço (PIS) e outra para o desenvolvimento de um Projeto de Aprendizagem de Competências (PAC), com a finalidade de promover um espaço de aprendizagem que conduzisse ao desenvolvimento de Competências Comuns e Especializadas em Enfermagem Médico-Cirúrgica. O PIS incidiu na formação da equipa de enfermagem relativamente à importância da avaliação e registo da dor, nas escalas instituídas no Serviço de Urgência Geral, na construção de um protocolo de enfermagem de atuação para alívio da dor e na elaboração de um folheto para a equipa de enfermagem alusivo às Intervenções não farmacológicas no alívio da dor. O PAC surgiu, em paralelo com o PIS, como uma forma de organizar e planear os conhecimentos que nos propunha-mos adquirir/desenvolver com base no enquadramento concetual e enunciados descritivos dos Padrões de Qualidade dos Cuidados de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros...

Revisão integrativa da literatura sobre o fenómeno "dor" : um contributo para o desenvolvimento de um modelo clínico de dados em enfermagem

Magalhães, Sara Alexandra
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
Resumo A dor é um problema de saúde grave, que interfere com a qualidade de vida e que, dada a sua relevância na prática clínica de enfermagem, importa estudar para desenvolver conhecimento e melhorar a atuação dos enfermeiros. A dor viu a sua importância reconhecida ao ser considerada como o 5º sinal vital, o que acresceu ainda mais a necessidade de aprofundar o seu estudo. Este estudo tem como objetivos: identificar os conceitos e termos necessários à descrição dos Diagnósticos de Enfermagem que tomam por foco a “dor”; tendo como finalidade contribuir para a definição e o desenvolvimento de Modelos Clínicos de Dados em Enfermagem centrados na problemática da dor. A necessidade de desenvolver Modelos Clínicos de Dados prende-se com a urgência em melhorar a qualidade dos dados a utilizar e reutilizar nas tecnologias de informação e comunicação. Foi realizada uma revisão integrativa da literatura através de uma pesquisa em cinco bases de dados (CINAHL,MEDLINE, MedicLatina, Cochrane Central Register of Controlled Trials e Cochrane Database of Systematic Reviews), utilizando os seguintes critérios de inclusão: em português, inglês e espanhol; resumos ou textos completos de acesso gratuito; publicação de 01/01/2002 a 31/12/2012; que incluam no título (TI)...

Um contributo para o desenvolvimento de arquétipos : revisão integrada da literatura sobre a "dor"

Araújo, Carla Alzira
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
A dor, pela sua frequência e potencial para causar incapacidades é um importante problema de saúde pública, que justifica uma atuação planeada, organizada e validada cientificamente, justificando-se, assim, a investigação neste domínio problemático. Neste sentido, foi realizado um estudo que tem por objetivo identificar os conceitos e termos necessários à descrição dos Diagnósticos de Enfermagem que tomam por foco a “dor”, contribuindo para o desenvolvimento de Modelos Clínicos de Dados centrados na problemática da “dor”, com base na Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem. A construção destes modelos de partilha de informação visa melhorar de modo significativo o acesso aos cuidados de enfermagem e a sua qualidade. A metodologia adotada foi a Revisão Integrativa da Literatura, com uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados CINAHL Plus with Full Text, MEDLINE with Full Text, MedicLatina, Cochrane Central Register of Controlled Trials, Cochrane Database of Systematic Reviews presentes no motor de busca EBSCOhost Web, utilizando os seguintes critérios de inclusão: em português, inglês e espanhol; resumos ou textos completos de acesso gratuito; publicação de 01/01/2002 a 31/12/2012; que incluam no título (TI)...

Marcas em si: vivenciando a dor do (auto) preconceito

Palmeira,Iací Proença; Queiroz,Ana Beatriz Azevedo; Ferreira,Márcia de Assunção
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.07%
Pesquisa qualitativa cujo objetivo foi compreender as representações sociais do corpo por mulheres com alterações provocadas pela hanseníase, para que os cuidados de enfermagem possam atender de forma mais abrangente às suas necessidades. O referencial foi o da teoria das representações sociais. Participaram quarenta e três mulheres de uma unidade de referência especializada em dermatologia sanitária. Realizaram-se entrevistas, cujos conteúdos foram processados pelo software ALCESTE, o qual gerou uma classe cujos vocábulos associaram-se ao preconceito ancorado na autopercepção negativa da hanseníase. O esquema explicativo das representações sociais mostrou uma forte marca da memória social da lepra, cuja construção simbólica ampara-se no medo da doença. Concluiu-se sobre a necessidade de se investir na desconstrução de crenças arcaicas sobre a lepra para que se tenham novos modos de agir frente à hanseníase.

Brincar no hospital: subsídios para o cuidado de enfermagem

Furtado,Maria Cândida de Carvalho; Lima,Regina Aparecida Garcia
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 Português
Relevância na Pesquisa
46.07%
Brincar é uma das atividades essenciais para o desenvolvimento físico, emocional e social da criança. Apesar da reconhecida importância desta atividade, durante o processo de hospitalização ela é pouco valorizada, conseqüentemente não se encontra entre as ações terapêuticas previstas. O objetivo deste trabalho é discutir princípios teóricos e práticos para subsidiar a utilização do brincar/brinquedo na assistência às crianças hospitalizadas. A coleta de dados empíricos foi realizada através da observação participante de 11 crianças internadas numa unidade pediátrica de um hospital de ensino do interior do Estado de São Paulo. Identificamos que o ato de brincar tem repercussões na criança, enfermeira e hospital. Para a criança não bloqueia o desenvolvimento; ajuda-a na compreensão do que ocorre consigo e a liberar temores, tensões, ansiedade e frustração; promove satisfação, diversão e espontaneidade e possibilita que converta experiências que deveria suportar passivamente em desempenho ativo. Para a enfermeira é um instrumento de intervenção e uma forma de comunicação, possibilitando detectar a singularidade de cada criança. Quanto ao hospital, altera a visão corrente de que é apenas espaço de dor e sofrimento.

A percepção do escolar sobre a hospitalização: contribuições para o cuidado de enfermagem

Lapa,Danielle de Freitas; Souza,Tania Vignuda de
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.07%
O estudo teve por objetivo descrever os sentimentos do escolar no que se refere à hospitalização e discutir a sua percepção sobre esse fato. Abordagem qualitativa com dados coletados por meio de gravação, utilizando entrevista semiestruturada, da qual obteve-se o tópico de análise: percepções e sentimentos apontados pelo escolar durante a hospitalização. Constatou-se que os sentimentos apontados pelas crianças, durante a hospitalização, são de restrição, medo, dor, preocupação, saudades e ansiedade. A maioria percebeu a hospitalização como algo negativo, contudo, esses sujeitos apontaram também aspectos positivos, como carinho exclusivo da mãe; acesso a produtos alimentares que não estão disponíveis em seu domicílio e compensações recebidas por estar doente. O brincar apareceu como uma atividade importante que ameniza os aspectos negativos da hospitalização. Concluiu-se que, apesar dos sentimentos negativos, o escolar é capaz de perceber que a hospitalização é importante para a sua recuperação.

Brincar no hospital: subsídios para o cuidado de enfermagem; Playing in hospital: subsidy to the nursing care

Furtado, Maria Cândida de Carvalho; Lima, Regina Aparecida Garcia
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1999 Português
Relevância na Pesquisa
46.07%
Brincar é uma das atividades essenciais para o desenvolvimento físico, emocional e social da criança. Apesar da reconhecida importância desta atividade, durante o processo de hospitalização ela é pouco valorizada, conseqüentemente não se encontra entre as ações terapêuticas previstas. O objetivo deste trabalho é discutir princípios teóricos e práticos para subsidiar a utilização do brincar/brinquedo na assistência às crianças hospitalizadas. A coleta de dados empíricos foi realizada através da observação participante de 11 crianças internadas numa unidade pediátrica de um hospital de ensino do interior do Estado de São Paulo. Identificamos que o ato de brincar tem repercussões na criança, enfermeira e hospital. Para a criança não bloqueia o desenvolvimento; ajuda-a na compreensão do que ocorre consigo e a liberar temores, tensões, ansiedade e frustração; promove satisfação, diversão e espontaneidade e possibilita que converta experiências que deveria suportar passivamente em desempenho ativo. Para a enfermeira é um instrumento de intervenção e uma forma de comunicação, possibilitando detectar a singularidade de cada criança. Quanto ao hospital, altera a visão corrente de que é apenas espaço de dor e sofrimento.; Playing is one of the essencial activities for the fisical...

A percepção do escolar sobre a hospitalização: contribuições para o cuidado de enfermagem; La percepción del escolar sobre la hospitalización: contribuciones para el cuidado de enfermería; Scholars' perception about hospitalization: contributions for nursing care

Lapa, Danielle de Freitas; Souza, Tania Vignuda de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.07%
O estudo teve por objetivo descrever os sentimentos do escolar no que se refere à hospitalização e discutir a sua percepção sobre esse fato. Abordagem qualitativa com dados coletados por meio de gravação, utilizando entrevista semiestruturada, da qual obteve-se o tópico de análise: percepções e sentimentos apontados pelo escolar durante a hospitalização. Constatou-se que os sentimentos apontados pelas crianças, durante a hospitalização, são de restrição, medo, dor, preocupação, saudades e ansiedade. A maioria percebeu a hospitalização como algo negativo, contudo, esses sujeitos apontaram também aspectos positivos, como carinho exclusivo da mãe; acesso a produtos alimentares que não estão disponíveis em seu domicílio e compensações recebidas por estar doente. O brincar apareceu como uma atividade importante que ameniza os aspectos negativos da hospitalização. Concluiu-se que, apesar dos sentimentos negativos, o escolar é capaz de perceber que a hospitalização é importante para a sua recuperação.; El estudio objetivo describir los sentimientos del escolar en lo referido a la hospitalización y discutir la percepción de la misma en la perspectiva del escolar. Tiene abordaje cualitativo y utilizó la entrevista semi­estruc­turada y grabada...

Distanásia: percepção dos profissionais da enfermagem; Distanasia: percepción de los profesionales de enfermería; Dysthanasia: nursing professionals' perception

Menezes, Milene Barcellos de; Selli, Lucilda; Alves, Joseane de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.07%
Distanásia significa morte lenta, sofrida e sem qualidade de vida. Nesta pesquisa buscou-se conhecer se os enfermeiros identificam a distanásia como parte do processo final da vida de pessoas em terminalidade, internadas em UTI adulto. O estudo é de natureza exploratória, com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada com 10 enfermeiros com, no mínimo, um ano de experiência em UTI, e interpretados pela análise de conteúdo. Teve-se como resultado que os enfermeiros compreendem e identificam a distanásia e se opõem à mesma, trazendo elementos da ortotanásia como procedimento adequado para pacientes em terminalidade. Conclui-se que os enfermeiros interpretam a distanásia como o prolongamento de vida com dor e sofrimento, onde os pacientes terminais são submetidos a tratamentos fúteis que não trazem benefícios. E também identificam a distanásia, usando elementos da ortotanásia para explicitá-la.; Distanasia significa muerte lenta, con sufrimiento y sin calidad de vida. En esta investigación se buscó conocer si los enfermeros identifican la distanasia como parte del proceso final de la vida de personas en estado terminal, internadas en una UTI para adultos. El estudio es de naturaleza exploratoria...

Enfermagem em cirurgia ambulatorial de um hospital escola: clientela, procedimentos e necessidades biológicas e psicossociais; Enfermería en cirugía ambulatoria en hospital escuela: clientela, procedimientos y necesidades biológicas y psicosociales; Nursing care in ambulatory surgery at a teaching hospital: patients, procedures and biological and psychosocial needs

Pinto, Tatiane Vegette; Araújo, Izilda Esmênia Muglia; Gallani, Maria Cecília Bueno Jayme
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
Este estudo descritivo teve como objetivos caracterizar o perfil dos pacientes atendidos no Centro Cirúrgico Ambulatorial de um Hospital Universitário do interior do Estado de São Paulo; identificar os procedimentos a que foram submetidos e identificar as necessidades biológicas e psicossociais desses pacientes. Estudo descritivo realizado por meio de entrevista semi-estruturada e consulta documental ao prontuário médico. Participaram do estudo 167 pacientes. Os resultados evidenciaram que o perfil dos pacientes assistidos caracterizou-se pelo equilíbrio entre os sexos masculino e feminino, idade média de 51 anos, e baixo nível socioeconômico. Os procedimentos cirúrgicos e anestésicos mais freqüentes foram os da oftalmologia e de anestesia local, com ou sem sedação. Foram identificadas necessidades biológicas: alterações na pressão arterial, alterações eletrocardiográficas, uso de medicamentos, alergia a medicamentos, jejum prolongado, náuseas, vômito e dor; e psicossociais: preocupação, medo, ansiedade, desconforto com a espera pelo procedimento, e dúvidas ou desconhecimento sobre cuidados perioperatórios. A partir dos resultados obtidos, estratégias devem ser planejadas para melhoria da assistência prestada.; Este estudio descriptivo tuvo como objetivos: caracterizar el perfil de las 167 personas que se sometieron a cirugía en quirófano ambulatorio de un Hospital Universitario en el estado de São Paulo...