Página 26 dos resultados de 12165 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Modelagem de máquina pneumática recolhedora de frutos de café em terreiro usando análise por elementos finitos

Magalhães,Anderson C.; Teixeira,Mauri M.; Couto,Sandra M.; Resende,Ricardo C. de
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Teve-se o objetivo de desenvolver um modelo matemático por meio de análise de elementos finitos, utilizando o programa computacional ANSYS®, versão 5.7, para otimizar o projeto de máquina recolhedora de frutos de café no terreiro. A modelagem da máquina foi realizada com base no levantamento das características aerodinâmicas dos frutos de café e da vazão de ar necessária para o transporte pneumático dos frutos. Foram obtidas, experimentalmente, as pressões estáticas nos dutos da máquina, sendo esses valores comparados com os resultados determinados pelo programa ANSYS, no intuito de validar o modelo. Com base nos resultados numéricos obtidos, concluiu-se que a modelagem desenvolvida apresentou resultados próximos aos determinados experimentalmente, obtendo erro relativo médio nos valores simulados de pressão de 9,2%. Por meio da modelagem, identificaram-se faixas de pressão que dificultariam o transporte pneumático dos frutos de café em alguns pontos da máquina. Esses problemas foram corrigidos e, com isso, o fluxo de ar proporcionado pelo ventilador foi suficiente para succionar os frutos de café no terreiro e transportá-los para dentro do reservatório da máquina. A modelagem desenvolvida atendeu às necessidades propostas no trabalho para o recolhimento dos frutos de café utilizando transporte pneumático eficientemente.

Qualidade fisiológica de sementes de leiteiro (Peschiera fuchsiaefolia) em função do estádio de maturação dos frutos

Martins,D.; Martins,C.C.; Carbonari,C.A.; Terra,M.A.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O leiteiro (Peschiera fuchsiaefolia) é uma infestante de pastagens de importância para as regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, cuja dispersão ocorre por sementes. Com o objetivo de avaliar a qualidade fisiológica das sementes de leiteiro, em função do estádio de maturação e armazenamento dos frutos, foram colhidos frutos em cinco regiões diferentes, constituindo cinco acessos: lote 1-Vitoriana/SP, lote 2-Botucatu/SP, lote 3Bauru/SP, lote 4-São Manuel/SP e lote 5-São Pedro/SP. Cada lote de sementes foi avaliado individualmente, seguindo-se o delineamento estatístico inteiramente casualizado, com os tratamentos dispostos em esquema fatorial 2x4, sendo dois períodos de armazenamento dos frutos (0 e 7 dias após colheita) e quatro estádios de maturação (verde-oliva, verde-limão, alaranjado-fechado e alaranjado-aberto). A polpa dos frutos foi retirada e as sementes extraídas mediante fricção em peneira sob água corrente. As sementes foram colocadas para germinar a 30 ºC com 8 h de luz, sendo as contagens realizadas semanalmente até os 42 dias do início do teste. Os resultados dos testes da primeira contagem de germinação, IVG e condutividade elétrica mostraram que o vigor das sementes foi superior em frutos colhidos nos estádios finais de maturação e que...

Genótipos melhorados de mamão (Carica papaya L.): avaliação sensorial e físico-química dos frutos

Santana,Ligia R. R.; Matsuura,Fernando C.A.U.; Cardoso,Ricardo L.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O presente trabalho teve por objetivo avaliar genótipos promissores através da avaliação sensorial e físico-química de frutos de doze genótipos melhorados de mamão (CMF008, CMF012, CMF018, CMF019, CMF020, CMF021, CMF022, CMF023, CMF030, CMF031, CMF036, CMF047), provenientes do Banco Ativo de Germoplasma da EMBRAPA Mandioca e Fruticultura, Cruz das Almas, Bahia, em dois anos consecutivos (1999 e 2000). As amostras dos doze genótipos foram submetidas à avaliação sensorial para os atributos aparência, cor, aroma, sabor e textura, através de testes afetivos utilizando-se escala hedônica estruturada de nove pontos. Realizou-se determinações de pH, acidez total titulável, sólidos solúveis (ºBrix), "ratio" e ácido ascórbico. Nas duas épocas de estudo, verificou-se que as maiores médias de aceitação para o atributo cor foram obtidas pelos frutos dos genótipos CMF008, CMF020, CMF021, CMF022, CMF023, CMF030, CMF031 e CMF036 que apresentaram coloração vermelho-alaranjada e os frutos dos genótipos CMF012, CMF022, CMF023, CMF031 e CMF047 obtiveram maior aceitação dos provadores alcançando médias elevadas para o atributo sabor. Constatou-se que as texturas mais firmes da polpa de mamão foram as mais aceitas, atingindo médias elevadas os frutos dos genótipos CMF008...

Estádio de maturação e qualidade de sementes após repouso de frutos de maracujá amarelo

Araújo,Erneida Coelho de; Silva,Roberto Ferreira da; Viana,Alexandre Pio; Silva,Marcos Vinícius da
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Investigações sobre o efeito do repouso de frutos na qualidade das sementes evidenciam que há uma relação direta entre este repouso e o aumento da germinação e vigor das sementes avaliadas. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do estádio de maturação e do armazenamento de frutos na qualidade fisiológica de sementes de maracujá amarelo. Os frutos foram obtidos a partir de polinização manual, sendo que a colheita dos frutos foi realizada em três estádios de maturação: 55, 60 e 65 dias após a antese e armazenados às temperaturas de 8 ºC e 25 ºC, por 7, 14 e 21 dias de repouso. Para avaliação da qualidade das sementes, as características utilizadas foram: teor de água, massa seca das sementes, germinação e vigor. As sementes de maracujá amarelo provenientes dos frutos com 65 dias de idade e submetidos ao repouso por sete dias, tanto em ambiente refrigerado quanto natural, tem maior qualidade fisiológica; frutos colhidos aos 65 dias de idade após a antese e armazenados por sete dias às temperaturas de 8ºC e 25ºC apresenta também maior acúmulo de matéria seca.

Ácido giberélico na produção de frutos partenocárpicos de pimenta

Tofanelli,Mauro Brasil Dias; Amaya-Robles,Julio Estuardo; Rodrigues,João Domingos; Ono,Elizabeth Orika
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
A presença de sementes em frutos, dependendo da espécie, pode ser dispensável ou até mesmo indesejável ao consumo e à culinária, como seria o caso, por exemplo, de algumas pimentas. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de ácido giberélico (GA3) na produção e nas características de frutos partenocárpicos em plantas de pimenta "escabeche" (Capsicum baccatum L.). A semeadura foi realizada em bandejas de poliestireno expandido e o plantio das mudas em estrutura plástica com irrigação por gotejamento. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro tratamentos (0; 700; 1.400 e 2.800 mg L-1 de GA3). Foram feitas duas aplicações de GA3: a primeira quando as plantas estavam em plena floração e a segunda aos 10 dias após a primeira aplicação. Observou-se que o GA3 favoreceu a produção de frutos partenocárpicos (94,6% com 2.100 mg L-1 de GA3), diminuiu a produção de frutos (87,1 g fruto/planta com 2.250 mg L-1 de GA3), aumentou a altura da planta (168,0 cm com 2.450 mg L-1 de GA3), porém, prejudicou as características comerciais dos frutos. É possível produzir frutos partenocárpicos com a aplicação de GA3 em pimenta "escabeche", porém esta técnica não foi agronomicamente viável.

Produtividade e qualidade de frutos de melão em resposta à cobertura do solo com plástico preto e ao preparo do solo

Miranda,Neyton O.; Medeiros,José F.; Nascimento,Iarajane B.; Alves,Leonardo P.
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Determinou-se o efeito da intensidade do preparo e da cobertura do solo com plástico preto sobre a produção e qualidade de frutos de melão irrigado por gotejamento. O experimento foi conduzido em Mossoró, no delineamento blocos ao acaso em esquema fatorial com parcela subdividida, com três repetições. Foram avaliados o tipo de preparo do solo (área total ou em faixas) e profundidade de preparo (20; 30; 40 e 50 cm), com parcelas divididas em com ou sem cobertura do solo. Os frutos foram classificados em tipo exportação, mercado interno e refugo para determinar peso de frutos de cada tipo, número total de frutos e seu peso médio. Foram determinados a firmeza de polpa, o teor de sólidos solúveis totais (SST), espessura da polpa e formato do fruto. A qualidade dos frutos de melão foi reduzida pela cobertura do solo apenas em termos de firmeza de polpa. O preparo do solo em faixas não influenciou as características estudadas. Maiores profundidades de preparo aumentaram a produção de frutos tipo exportação, entretanto diminuíram a produção para o mercado interno.

Qualidade dos frutos de tomate de mesa quando submetidos a impacto por ocasião do beneficiamento

Magalhães,Ana Maria de; Ferreira,Marcos David
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
A tomaticultura de mesa vem se modernizando nos últimos anos, com a implantação de unidades de beneficiamento e classificação que limpam, selecionam e classificam os produtos. Apesar destas mudanças, as perdas pós-colheitas ainda são altas, principalmente pela incidência de danos físicos, que ocorrem em pontos de transferência nos equipamentos e durante o processo de embalagem. Este trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade dos frutos de tomate de mesa, cv "Débora", quando submetidos à queda após a etapa de limpeza em protótipo desenvolvido em laboratório para simular este sistema, relacionando alterações na qualidade com a magnitude de impacto encontrada (G, m/s2). Para tanto tomates foram beneficiados em rotações de 100 rpm e submetidos à queda em três diferentes alturas (10, 20 e 30 cm) e três diferentes superfícies receptoras (espuma, caixa plástica e metálica). A magnitude dos impactos (G, m/s2) foi mensurada através da utilização da esfera instrumentada de 70 mm (Techmark, Inc., Lansing, EUA). A qualidade dos frutos após serem submetidos ao impacto foi avaliada por meio da perda de massa (%), injúria interna e de análises químicas. Os resultados obtidos com a esfera instrumentada mostraram que a superfície de espuma reduziu a aceleração máxima (G...

Produção de tomate italiano (saladete) sob diferentes densidades de plantio e sistemas de poda visando ao consumo in natura

Machado,Adriana Q; Alvarenga,Marco Antônio R; Florentino,Carlos Eduardo T
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Verificou-se o efeito de três espaçamentos entre plantas e três sistemas de poda sobre a produção de frutos de tomateiro do tipo italiano (saladete), visando ao consumo in natura. O delineamento experimental foi blocos ao acaso, com três repetições. Os tratamentos foram dispostos em parcelas subdivididas, com os híbridos Heinz 9780 e Kátia alocados às parcelas e, um fatorial de três espaçamentos entre plantas (20; 35 e 50 cm) e três números de cachos por planta (2; 4 e 8), às subparcelas. As plantas foram conduzidas sem tutoramento. Houve incremento da produção total e comercial com a redução do espaçamento entre plantas e com o aumento do número de cachos por planta, com interação significativa entre essas duas variáveis, que apresentaram produção total e comercial de 202,6 t ha-1 e 165,9 t ha-1 respectivamente no espaçamento entre plantas de 20 cm e em plantas conduzidas com oito cachos. Apenas o híbrido Kátia apresentou redução significativa do número de frutos por planta quando o espaçamento entre plantas foi reduzido de 50 cm para 35 cm. Houve efeito depressivo da redução do espaçamento entre plantas no peso médio de frutos, a partir de 35 cm para o híbrido Heinz 9780 e, 20 cm, para o híbrido Kátia. Já a poda das plantas após o segundo cacho elevou o peso médio dos frutos em 54% no híbrido Heinz 9780 e 48...

Produção e qualidade de frutos de tomateiro cultivado em substrato com zeólita

Bernardi,Alberto C. de Campos; Werneck,Carlos Guarino; Haim,Patrick Gesualdi; Botrel,Neide; Oiano-Neto,João; Monte,Marisa Bezerra de Mello; Verruma-Bernardi,Maria Regina
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Avaliou-se a produção e a qualidade dos frutos de tomateiro cv. Finestra, cultivado em substrato com zeólita enriquecida com N, P e K. Os tratamentos utilizados foram quatro doses (20; 40; 80 e 160 g por vaso) de zeólitas enriquecidas com H3PO4/apatita, KNO3 e KH2PO4, além de uma testemunha cultivada em solução nutritiva. Foram avaliados a produção de frutos por vaso, firmeza, sólidos totais, pH, acidez titulável e ácido ascórbico dos frutos, dos 80 aos 90 dias de cultivo. O fornecimento de nutrientes através do mineral zeólita enriquecido com N, P e K comprovou ser uma alternativa para o aumento da produção. As maiores produções foram obtidas nos tratamentos com adição de P e K e nas maiores doses de zeólita (160 e 80 g por vaso). A produção de frutos foi 11 a 17% maior em relação à testemunha cultivada com solução nutritiva. Houve efeitos positivos das zeólitas enriquecidas com fontes de fósforo sobre a firmeza e efeito negativo sobre o pH. A firmeza dos frutos variou 104% entre tratamentos, de 7,06 N (ZNK 160) a 14,38 (ZPK 40). O aumento da disponibilidade de potássio contribuiu para o aumento do teor de ácido ascórbico dos frutos.

Produtividade e teor de sólidos solúveis de frutos de cultivares de morangueiro em ambiente protegido

Resende,Juliano Tadeu V de; Morales,Rafael Gustavo F; Faria,Marcos V; Rissini,Adriano Luiz L; Camargo,Letícia KP; Camargo,Cristhiano K
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O cultivo protegido é uma alternativa para controlar variações climáticas em diferentes locais e épocas de plantio, entretanto, seus efeitos e interações com a cultura do morangueiro ainda são pouco conhecidos. O objetivo desse trabalho foi avaliar a influência de três sistemas de cultivo (túnel alto, túnel baixo e a campo) na produtividade, massa média de frutos e no teor de sólidos solúveis dos frutos das cultivares de morango Dover, Camarosa, Sweet Charlie e Oso Grande em Guarapuava-PR. Quanto à produtividade e massa média de frutos, a cultivar Camarosa foi a melhor nos cultivos em túnel, tanto alto quanto baixo, pelo seu excelente desempenho. Os frutos da cultivar Sweet Charlie apresentaram o maior teor de sólidos solúveis nos três ambientes de cultivo. A produtividade e a massa média dos frutos foram significativamente superiores nos cultivos em túneis, alto e baixo, quando comparados ao cultivo a campo. O ambiente que propiciou maior acúmulo de sólidos solúveis nos frutos foi o túnel alto, diferindo significativamente dos demais ambientes de cultivo.

Tamanho de amostra para caracterização morfológica de frutos de pimenteira

Silva,AR; Rêgo,ER; Cecon,PR
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O objetivo deste estudo foi determinar o tamanho apropriado de amostra por meio da técnica de simulação de subamostras para a caracterização de variáveis morfológicas de frutos de oito acessos (variedades) de quatro espécies de pimenteira (Capsicum spp.), que foram cultivadas em área experimental da UFPB. Foram analisados tamanhos reduzidos de amostras, variando de 3 a 29 frutos, com 100 amostras para cada tamanho simulado em um processo de amostragem com reposição de dados. Realizou-se análise de variância para os números mínimos de frutos por amostra que representasse a amostra de referência (30 frutos) em cada variável estudada, constituindo um delineamento experimental inteiramente casualizado com duas repetições, onde cada dado representou o primeiro número de frutos na amostra simulada que não apresentou nenhum valor fora do intervalo de confiança da amostra de referência e que assim manteve-se até a última subamostra da simulação. A técnica de simulação utilizada permitiu obter, com a mesma precisão da amostra de 30 frutos, reduções do tamanho amostral em torno de 50%, dependendo da variável morfológica, não havendo diferenças entre os acessos.

Rendimento, qualidade e absorção de nutrientes pelos frutos de abóbora em função de doses de biofertilizante

Santos,Malei Rosa dos; Sediyama,Maria Aparecida N; Moreira,Marialva A; Megguer,Clarice Aparecida; Vidigal,Sanzio M
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O conhecimento do estado nutricional da planta e a exportação de nutrientes pela cultura auxiliam na tomada de decisão nos programas de adubação, podendo melhorar a qualidade e a produtividade de frutos de abóbora. O presente trabalho teve por objetivo avaliar o estado nutricional das plantas, a produtividade, a qualidade e a extração de nutrientes pelos frutos de duas cultivares de abóbora híbrida tipo Tetsukabuto adubada com biofertilizante suíno. O experimento foi realizado no período de março a agosto de 2008. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, no esquema fatorial 2 x 5, compreendendo dois híbridos (Kobayashi e Jabras) e cinco doses de biofertilizante: 0, 5, 10, 20 e 40 m³ ha-1, com quatro repetições. A maior produtividade de frutos foi alcançada na dose de 35,34 m³ ha-1 de biofertilizante de suíno. A massa fresca e a cavidade interna dos frutos aumentaram com o aumento da dose do biofertilizante. O teor de sólidos solúveis totais na polpa dos frutos foi maior na testemunha, sem biofertilizante. A exceção do P e S, os teores foliares de nutrientes apresentaram-se dentro da faixa adequada para a cultura. A quantidade máxima de macronutrientes exportada pela massa seca de frutos de abóbora deu-se na ordem decrescente: K>N>P>Mg>Ca>S. O biofertilizante suíno pode ser utilizado como fonte de nutrientes no cultivo de abóbora híbrida...

Características produtivas e morfológicas de frutos de tomateiro cultivado com bioproduto de batata

Lúcio,Alessandro D; Schwertner,Diogo V; Santos,Daniel; Haesbaert,Fernando M; Brunes,Rélia R; Brackmann,Auri
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Enquanto a adubação mineral onera os custos de produção e contribui para o esgotamento dos recursos naturais não renováveis, a aplicação de subprodutos industriais pode constituir uma alternativa adequada para a fertilização das culturas. Nesse sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de bioproduto de batata sobre caracteres produtivos, morfológicos e de qualidade de frutos de tomateiro cultivado em túnel plástico e a campo nos períodos de primavera-verão e de outono-inverno. Dois experimentos foram conduzidos, um em túnel plástico e outro a campo, ambos no delineamento de blocos ao acaso com três repetições em um bifatorial com dois intervalos de aplicação de bioproduto de batata (após todas as colheitas e em colheitas alternadas) e quatro doses de aplicação (1, 2, 3 ou 4 L ha-1). Também foram utilizadas quatro testemunhas adicionais: (T1) adubação mineral em cobertura; (T2) adubação mineral em cobertura mais 50 L ha-1 de bioproduto de batata aplicados aos 30 e 60 dias após o transplante; (T3) 100 L ha-1 de bioproduto de batata aplicados a cada 15 dias e; (T4) adubação mineral em cobertura mais 0,5 L ha-1 de bioproduto de batata aplicados após todas as colheitas. Foram avaliadas a massa...

Frutos tropicais silvestres e polpas de frutas congeladas: atividade antioxidante, polifenóis e antocianinas

Kuskoski,Eugenia Marta; Asuero,Agustín García; Morales,Maria Teresa; Fett,Roseane
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Os sucos de frutas tropicais conquistam cada vez mais o mercado consumidor, sendo o Brasil um dos principais produtores. Existe grande diversidade de produtos derivados de frutos e constante inserção de novos produtos no mercado de consumo, os quais, na maioria das vezes, ainda não foram devidamente pesquisados com respeito às suas propriedades e atividades benéficas à saúde. Neste trabalho, objetiva-se determinar algumas propriedades de frutos tropicais silvestres in natura e polpas de frutos comercializados congelados. Para determinar a atividade antioxidante, utilizou-se o método do radical 2,2-difeniL-1-picrilhidrazilo (DPPH·); para determinar os polifenóis totais, o método de Folin-Ciocalteu e, para as antocianinas, o método da diferença de pH. As polpas de frutas analisadas foram de amora, uva, açaí, goiaba, morango, acerola, abacaxi, manga, graviola, cupuaçu e maracujá; e os frutos silvestres, jambolão e baguaçu. Representada em TEAC (atividade antioxidante equivalente a Trolox), a atividade antioxidante global das polpas oscila entre mínimos e máximos 0,5 e 53,2mimol g-1, enquanto que, representada em VCEAC (atividade antioxidante equivalente a vitamina C), entre mínimos e máximos de 64,8 e 1198...

Ceras para conservação pós-colheita de frutos de abacateiro cultivar fuerte, armazenados em temperatura ambiente

Oliveira,Marcelo Alvares de; Santos,Carlos Henrique dos; Henrique,Celina Maria; Rodrigues,João Domingos
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Frutos de abacateiro foram colhidos dia 20/03/97. Selecionou-se 100 frutos uniformes, sendo mantidos 25 frutos para grupo controle - análise de perda de peso e 75 frutos para análises destrutivas - textura, sólidos solúveis totais e pH realizadas a cada 4 dias. Os frutos receberam os tratamentos, com objetivo de aumentar a vida pós-colheita: Cera "Fruit Wax" 1:1 (FW1) e 1:3 (FW2); "Sparcitrus" 1 (SP1) e 1:1 (SP2); Testemunha. Até o 4º dia de armazenamento não houve diferença significativa entre os valores de perda de peso dos tratamentos, sendo que ao final do armazenamento (12º dia) o tratamento SP1 foi superior aos demais, acarretando menor perda de peso dos frutos. Não houve diferença significativa entre os valores de textura analisados dentro de cada dia de armazenamento, mas os valores decresceram durante o armazenamento. Para sólidos solúveis totais não observou-se aumento significativos dos teores durante o armazenamento, sendo que em relação aos tratamentos, apenas no 12º dia para o tratamento FW2 obtiveram-se valores mais elevados do que o SP1. Para o pH não houve diferença significativa entre os valores dentro dos dias de armazenamento, entretanto do ponto de colheita para o 4ºdia de armazenamento, houve diminuição significativa...

Flutuação populacional e intensidade de infestação da broca-dos-frutos em cupuaçu

Thomazini,Marcílio José
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2002 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Dentre as pragas do cupuaçueiro Theobroma grandiflorum (Wild. ex Spreng.) Schum., a broca-dos-frutos, Conotrachelus humeropictus Fiedler (Coleoptera: Curculionidae), é a mais importante, devido aos danos causados e por estar disseminada em alguns Estados da região Norte do Brasil. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a flutuação populacional de adultos de C. humeropictus, determinar a intensidade de infestação e caracterizar o ataque de larvas desta praga em frutos de cupuaçueiros, em sistemas agroflorestais no Estado de Rondônia. Para obter a flutuação populacional de adultos da broca, foram amostradas semanalmente, durante o período de março/98 a julho/00, 20 plantas de cupuaçu, pelo método do sacolejo, em duas áreas de agrossilvicultores. A avaliação da população de larvas foi realizada durante duas safras, onde foram coletados e abertos frutos atacados pela broca. A determinação da infestação da praga foi obtida através da porcentagem de frutos broqueados. Adultos de C. humeropictus ocorrem durante todo ano nas plantas de cupuaçu, na área estudada, mas predominam na floração, início da frutificação e durante o período de safra. Tanto os frutos verdes como os maduros são atacados, sendo que larvas de idades diferentes podem ocorrem em um mesmo fruto. Perdas superiores a 50% na produção de frutos...

Comportamento pós-colheita das características químicas, bioquímicas e físicas de frutos de tomateiros heterozigotos nos locos alcobaça e ripening inhibitort

Santos Junior,Alcides Militão dos; Maluf,Wilson Roberto; Faria,Marcos Ventura; Lima,Luiz Carlos de Oliveira; Campos,Karina Pereira de; Lima,Herbert Cavalcante de; Araújo,Francisca Marta M. C. de
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Os alelos mutantes alc e rin retardam o processo de amadurecimento do tomate (Lycopersicon esculentum Mill.), interferindo principalmente na síntese de pigmentos carotenóides e na firmeza dos frutos. Com este trabalho, objetivou-se avaliar e comparar os efeitos dos alelos mutantes alc e rin, em heterozigose (alc+/alc e rin+/rin) sobre características químicas, bioquímicas e físicas de frutos de tomateiro em três estádios de maturação. Os alelos alc e rin em heterozigose não exerceram influência marcante sobre o teor de sólidos solúveis totais dos frutos nos estádios de maturação apropriados para o consumo. O genótipo rin+/rinatuou mais intensamente no sentido de reduzir os teores de licopeno e, conseqüentemente, promover maior deficiência na coloração vermelha dos frutos quando comparado ao efeito do genótipo alc+/alc. Nos frutos maduros, a atividade da enzima pectinametilesterase sofreu maior redução pela ação do genótipo rin+/rin. O genótipo alc+/alc foi mais eficiente em reduzir a atividade da poligalacturonase. No estádio breaker, não houve influência dos alelos em heterozigose sobre os teores de celulose, hemicelulose e pectina dos frutos. No estádio intermediário, o genótipo rin+/rin promoveu redução na fração hemicelulose. No estádio maduro...

Crescimento e mudanças físico-químicas durante a maturação de frutos de meloeiro (Cucumis melo var. cantalupensis Naud.) híbrido Torreon

Giehl,Ricardo Fabiano Hettwer; Fagan,Evandro Binotto; Eisermann,Ana Cristina; Brackmann,Auri; Medeiros,Sandro Petter; Manfron,Paulo Augusto
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Objetivou-se neste trabalho avaliar o crescimento e as mudanças físico-químicos durante a maturação de melões (Cucumis melo var. cantalupensis Naud.), híbrido Torreon. As plantas foram cultivadas no sistema hidropônico NFT ("Nutrient Film Technique"), em Santa Maria, RS, durante o período de janeiro a abril. Diariamente, foram marcadas as flores pistiladas em antese, anotando-se a data desse evento. Foram efetuadas as medidas lineares do diâmetro longitudinal e transversal dos frutos a cada três dias, iniciando-se após a antese. A partir dos 25 dias após a antese (DAA), realizou-se, a cada três dias, a colheita de 10 frutos, aleatoriamente. Foram analisados os parâmetros: síntese de etileno, respiração, firmeza da polpa, teor de sólidos solúveis totais, acidez total titulável e coloração da polpa. O aumento no diâmetro longitudinal e transversal dos frutos ocorreu até aproximadamente os 26-29 DAA. A partir desse momento, iniciou-se o processo de maturação dos frutos. Nessa fase, verificou-se intenso incremento na síntese de etileno, com pico aos 37 DAA (44 ± 4,6mL kg-1 h-1), o que culminou no aumento da respiração e na diminuição da acidez total titulável e da firmeza de polpa. Além disso, a cor da polpa dos frutos tornou-se gradativamente mais vermelha. Os frutos desprenderam da planta aproximadamente aos 37 DAA...

Efeito alelopático de frutos de umbu (Phytolacca dioica L.) sobre a germinação e crescimento inicial de alface e picão-preto

Borella,Junior; Pastorini,Lindamir Hernandez
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
As plantas produzem substâncias por meio do metabolismo secundário. Quando liberadas no meio ambiente são capazes de interferir na germinação e no desenvolvimento de outras plantas. Objetivou-se, nesta pesquisa investigar os efeitos alelopáticos de umbu (Phytolacca dioica L.) sobre a germinação e o crescimento inicial de alface e picão-preto, em laboratório, utilizando-se extratos aquosos de frutos de umbu nas concentrações 0, 1, 2, 4 e 8%; foi realizada análise fitoquímica dos frutos e testes de pH e potencial osmótico dos extratos de frutos. Analisaram-se, para a germinação os parâmetros: porcentagem de germinação (PG), velocidade de germinação (VG) e índice de velocidade de germinação (IVG); para o crescimento inicial analisaram-se os parâmetros: comprimento (radicular e da parte aérea) e biomassa (fresca e seca) das plântulas de alface e picão-preto. Os dados foram submetidos ao teste de Tukey, a 1% de probabilidade. Os parâmetros PG, VG e IVG foram alterados significativamente, proporcionais ao aumento da concentração dos extratos de frutos do umbu. O comprimento (radicular e da parte aérea) e a biomassa (fresca e seca) das plântulas de alface e picão-preto foram reduzidos significativamente com o aumento da concentração dos extratos aquosos de frutos de umbu. O pH e potencial osmótico dos extratos mantiveram-se dentro de padrões adequados e a análise fitoquímica revelou a presença de flavonoides. Pelos resultados os frutos de umbu apresentaram-se com efeito alelopático sobre a alface e o picão-preto.

Parâmetros relevantes na determinação da velocidade terminal de frutos de café

Couto,Sandra M.; Magalhães,Anderson C.; Queiroz,Daniel M. de; Bastos,Itaciane T.
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
No desenvolvimento de máquinas de separação movidas a fluxos de ar, o conhecimento da velocidade terminal de um produto e das impurezas associadas é de importância fundamental. Neste trabalho, investigou-se o comportamento dos valores da velocidade terminal de frutos de café (variedades Catuaí e Híbrido Timor) em função dos parâmetros (a) estádio de maturação do produto na colheita ("verde" e "cereja"); (b) época de colheita; (c) variedade; (d) teor de umidade dos frutos e (e) número de frutos contidos na amostra usada para as determinações da velocidade. A análise dos resultados mostrou que os valores das velocidades terminais foram influenciados, significativamente, pelo teor de umidade do produto, estádio de maturação dos frutos e tamanho das amostras usadas nas determinações; entretanto, a época de colheita e a variedade dos frutos não se mostraram como parâmetros importantes nas determinações da velocidade terminal do produto. Relações funcionais entre parâmetros adimensionais, usando-se análise dimensional e o teorema Pi de Buckingham, foram também obtidas e são apresentadas neste trabalho; por outro lado, essas relações fornecem estimativas razoáveis para a velocidade terminal de um fruto...