Página 6 dos resultados de 12165 itens digitais encontrados em 0.005 segundos
Resultados filtrados por Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP

Seleção de estirpes fracas do Passion Fruit Woodiness Virus e tentativas de premunização para o controle do endurecimento dos frutos do maracujazeiro.; Search for mild strains of Passion Fruit Woodiness Virus (PWV) and attempt to control the passion fruit woodiness by preimmunization.

Novaes, Quelmo Silva de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
36.57293%
Este trabalho teve por objetivo selecionar estirpes fracas do Passion fruit woodiness virus (PWV) e avaliar o seu efeito protetor para o controle do endurecimento dos frutos do maracujazeiro. Foram selecionadas seis estirpes fracas do PWV. Três a partir de plantas de elite, encontradas em pomares severamente afetados pelo vírus (F-101, F-102 e F-103) e três a partir de bolhas formadas em folhas de maracujazeiro com mosaico (F-99, F-144 e F-145). O efeito protetor das estirpes fracas foi avaliado em maracujazeiros, em casa de vegetação e em campo. Em casa de vegetação foi observada uma proteção parcial das estirpes F-101, F-102 e F-144, contra a estirpe severa PWV-SP. Em campo, num primeiro experimento, as seis estirpes fracas selecionadas foram avaliadas e aproximadamente 4 meses após o desafio com a estirpe PWV-SP, todas as plantas apresentaram sintomas severos da doença. Diante da proteção parcial em casa de vegetação e da ausência total de proteção no experimento de campo, duas hipóteses foram apresentadas para explicar a intensificação de sintomas em maracujazeiros premunizados e desafiados com a estirpe severa do virus: a) a ocorrência de baixa concentração e/ou distribuição irregular das estirpes fracas nos tecidos das plantas premunizadas permite a infecção e estabelecimento da estirpe severa posteriormente inoculada e b) as estirpes fracas selecionadas são de uma espécie diferente de Potyvirus...

Estudo analítico dos flavonoides dos frutos do maracujá (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Degener); Analytical studies of the flavonoids in passion fruit (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Degener)

Zeraik, Maria Luiza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.57293%
Atualmente tem-se dado grande ênfase aos alimentos funcionais, pois atuam na prevenção e auxiliam na recuperação de várias doenças, como doenças inflamatórias crônicas, cardiovasculares e câncer, por apresentarem principalmente flavonoides, que previnem lesões oxidativas, propiciando benefícios à saúde. O Brasil é o maior produtor mundial do maracujá, e em vista disto é de suma importância o desenvolvimento de métodos analíticos e estudos de atividade antioxidante e anti-inflamatória do fruto de maracujá, visando sua possível utilização como alimento funcional e produção de possíveis fármacos. Passiflora edulis Sims. f. flavicarpa Degener, conhecida como maracujá azedo ou amarelo é a espécie mais cultivada e comercializada no Brasil. Desta forma, os objetivos deste trabalho foram: desenvolver e validar um método analítico por CLAE-UV/DAD (cromatografia líquida de alta eficiência acoplada detector de arranjo de fotodiodos) para quantificação da flavona isoorientina, presente na polpa de P. edulis; quantificação dos flavonoides totais desta espécie, usando um padrão de baixo custo (rutina); comparar as técnicas CLAE e CCDAE (cromatografia em camada delgada de alta eficiência) e analisar a isoorientina nas cascas dos frutos de P. edulis infectada com o vírus PWV e cascas sadias por CCDAE; quantificar as proteínas totais e avaliar as atividades antioxidantes e anti-inflamatória dos extratos de cascas de P. edulis e da polpa dos frutos de P. edulis e P. alata...