Página 9 dos resultados de 953 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Comparação de diferentes formas de colheita florestal na Amazônia brasileira através da modelagem da produção e do crescimento; Comparison between different kinds of logging in the Brazilian Amazon by growth and yield models

Castro, Tito Nunes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
47.712%
A exploração madeireira na floresta Amazônica tem sido bastante discutida nos últimos anos. Novas técnicas de exploração que visam a redução do impacto proveniente da exploração têm sido criadas almejando o uso sustentável da floresta. Dessa forma, essa dissertação tem o objetivo de avaliar o período de recuperação da floresta tropical amazônica depois da Exploração de Impacto Reduzido e da Exploração Convencional, comparando-as. O experimento foi instalado na fazenda Agrossete em Paragominas, estado do Pará, no ano de 1993 com a exploração madeireira da área. Foram alocadas parcelas na área de exploração convencional, exploração de impacto reduzido e na área de preservação permanente que totalizam em cada área 24,5 hectares. Os dados de diâmetro a altura do peito, nome da espécie e características qualitativas foram coletados antes da exploração no ano de 1993, e depois da exploração nos anos de 1994, 1995, 1996, 1998, 2000, 2003, 2006 e 2009 nas árvores de interesse comercial com diâmetro a altura do peito (DAP) maior que 10 cm e nas árvores sem interesse comercial com DAP maior que 25 cm. Foi realizada a modelagem, a nível de povoamento, da produção a fim de determinar o incremento em volume das explorações...

Penetração de Rhizopus stolonifer em pêssegos não injuriados e progresso espaço-temporal da podridão mole; Penetration of Rhizopus stolonifer on uninjured peaches and spatio-temporal progress of Soft Rot

Baggio, Juliana Silveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
47.699863%
A Podridão Mole, causada por espécies do gênero Rhizopus, sendo a espécie R. stolonifer a mais comum, é uma das principais doenças pós-colheita de pêssegos. O desenvolvimento do patógeno prejudica a comercialização de pêssegos em mercados atacadistas e varejistas, consistindo em uma das principais causas de rejeição de frutos e da redução do preço de venda da caixa de pêssego. O fungo pode causar podridões em outros frutos e vegetais com níveis similares de perdas. Essa doença está intimamente relacionada à presença de danos físicos ou mecânicos, exemplificados pela presença de injúrias na superfície do fruto, já que Rhizopus é conhecido por penetrar seus hospedeiros via ferimentos. Poucos trabalhos investigaram os mecanismos de penetração do patógeno em pêssegos. Alguns concluíram que o fungo não produz enzimas que auxiliem na penetração direta de frutos. No entanto, observações da ocorrência da doença em pêssegos aparentemente não injuriados sugerem que a penetração direta pode ocorrer. A principal medida de controle da doença consiste no manejo cuidadoso dos frutos justamente para evitar ferimentos. O objetivo desse trabalho consistiu em avaliar os mecanismos de penetração de R. stolonifer em pêssegos...

Crescimento de brotações de um clone de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis em função da disponibilidade de nutrientes no solo e da aplicação de fitorreguladores na cepa; Coppicing of an Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis clone in relation to soil nutrient availability and growth regulators application on the stumps

Lima, Ângela Simone Freitag
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
47.871953%
Este trabalho teve como objetivos avaliar a omissão de nutrientes e a influência de fitorreguladores na emissão e desenvolvimento de brotações de E. urophylla x E. grandis. Devido a escassez de estudos quanto aos teores e quais nutrientes interferem no desenvolvimento da floresta em segunda rotação e quanto ao uso de fitorreguladores a campo com o objetivo de estimular a emissão de brotação, fez-se necessário este estudo que visa aumentar o leque de conhecimento sobre a silvicultura do eucalipto de segunda rotação e os mecanismos para melhorar seu desenvolvimento. O estudo foi realizado em dois povoamentos localizados em duas áreas da empresa International Paper do Brasil (IP), nos municípios de Brotas e Mogi Guaçu, região Nordeste do Estado de São Paulo. Os solos tanto da área experimental localizada na região de Brotas quanto a de Mogi Guaçu são classificados como Latossolos Vermelho Amarelos. O clima de ambas as áreas é do tipo Cwa. A colheita foi feita nos povoamentos com idade de 6,5 anos. Foram avaliadas sobrevivência das brotações aos três e seis meses, o diâmetro das brotações aos doze meses, a altura das brotações semestralmente e o número de brotos das cepas aos três, seis e doze meses pós-colheita. Para avaliar os efeitos da omissão de nutrientes na indução e desenvolvimento das brotações de um clone de eucalipto...

Os efeitos do estresse hídrico na cultura da soja (Glycine Max, (L.) Merrill.); The effects of water stress in soybean (Glycine max (L.) Merrill.)

Gava, Ricardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
47.699863%
O Brasil é o segundo maior produtor mundial de Soja e as áreas de plantio se localizam em regiões com os mais diversos regimes pluviais. Esse trabalho estudou os efeitos do estresse hídrico na cultura da soja, causados pela falta de água e pelo excesso, ocorrendo tanto no ciclo total como individualmente nas fases mais importantes. O experimento foi conduzido no Departamento de Engenharia de Biossistemas, da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - ESALQ/USP, em Piracicaba - SP, no período de Dezembro de 2011 à Março de 2013, tendo sido realizadas duas safras de soja (Safra 2011/2012 e Safra 2012/2013). Foi utilizada a cobertura de uma casa de vegetação, equipada com 48 caixas com controle de drenagem, de 1,1 m de largura por 1,3 m de comprimento e 0,75 m de profundidade. A Evapotranspiração de Referência (ETo) foi calculada pelo método de Penman Montheith - FAO. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com 4 repetições. Para aplicação dos tratamentos o ciclo da cultura foi dividido em 4 subperíodos: S1(Desenvolvimento Vegetativo); S2 (Floração à Início da Frutificação); S3 (Completa Formação de Vagens à Formação da Produção); S4 (Maturação). Na Safra 2011/2012, a cultivar utilizada foi a EMBRAPA BRS 316-RR (V1). O plantio foi realizado em 12 Dezembro de 2011 e a colheita em 10 de Abril de 2012. Os tratamentos constaram de 3 lâminas de irrigação: Déficit (50% da ETc); Excesso (150% da ETc) e Irrigação Plena (100% da ETc) variando em 12 diferentes formas de ocorrência: Déficit no ciclo total...

Comportamento da cultura da soja em função de resíduos culturais, mobilização do solo e irrigação, em semeadura direta

Xavier, Antônio Alexandre Petersen
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.710083%
A semeadura direta baseia-se na mobilização do solo restrita às linhas de semeadura, mantendo, sempre que possível, sua superfície coberta por palha e/ou vegetação. Exige um enfoque sistêmico de todo o processo de produção agrícola e conhecimento das inter-relações solo, máquinas e plantas, em rotação cultural, fundamento primário do sistema. O presente trabalho objetivou obter informações sobre desempenho do conjunto trator-semeadora e avaliar a produtividade da cultura da soja, implantada em semeadura direta sobre resíduos de aveia preta. A pesquisa foi conduzida na Estação Experimental Agronômica-UFRGS, no município de Eldorado do Sul, RS, sobre Argissolo Vermelho distrófico típico e conduzida em dois experimentos: com e sem irrigação. Após a colheita da aveia, seus resíduos foram redistribuídos nas parcelas nas doses de 0; 2; 3; 4; 5 e 6 Mg ha-1, que constituíram os tratamentos principais (7 m x 5 m). Estes foram subdivididos (2,5 m x 7 m), em função de profundidades de atuação dos sulcadores de adubo da semeadoraadubadora (0,064 m e 0,100 m). O delineamento foi o de blocos casualizados, com três repetições. Avaliou-se parâmetros de solo, das máquinas e da cultura de soja. Na operação de semeadura da soja...

Compressibilidade do solo e sistema radicular da cana-de-açúcar em manejo com e sem controle de tráfego

Souza, Gustavo Soares de; Souza, Zigomar Menezes de; Silva, Reginaldo Barboza da; Araújo, Fernando Silva; Barbosa, Ronny Sobreira
Fonte: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 603-612
Português
Relevância na Pesquisa
47.86809%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); O objetivo deste trabalho foi comparar a capacidade de suporte de carga do solo em área com cana‑de‑açúcar colhida mecanicamente sem queima, em sistemas de manejo com e sem controle de tráfego agrícola. O controle de tráfego foi feito com ajuste da bitola do trator e transbordo, ou com ajuste da bitola e uso de piloto automático. As amostras de solo foram coletadas em cilindros volumétricos, na soqueira e na entrelinha da cultura (linha de rodado), nas camadas de 0,00-0,10 e 0,20-0,30 m. Avaliou-se a densidade radicular por meio de imagens, obtidas da digitalização de raízes coletadas em monólitos de 0,25x0,10x0,10 m. O manejo sem controle de tráfego apresentou maior capacidade de suporte de carga do solo na linha de plantio, nas duas camadas de solo avaliadas, o que indicou maior compactação. Maior densidade radicular ocorreu no manejo com controle de tráfego com ajuste da bitola e piloto automático, que permitiu maior capacidade de suporte de carga na linha de rodado e preservou a qualidade estrutural na região da soqueira, com reflexo positivo sobre o desenvolvimento do sistema radicular da cana‑de‑açúcar.; The objective of this work was to compare the load‑carrying capacity of the soil in a mechanically harvested sugarcane area...

Marcha de absorção sob regimes hídricos em Botucatu/SP e caracterização varietal de figos na Espanha

Souza, Manoel Euzébio de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: viii, 106 p. : il. color., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
47.880073%
Pós-graduação em Agronomia (Horticultura) - FCA; É sabido que a absorção de nutrientes, a translocação de carboidratos e consequentemente o crescimento da planta variam com as diferentes condições de manejo. Desse modo, a suplementação hídrica adequada e um bom manejo da fertilização são fundamentais para o adequado desenvolvimento das plantas de figueira. Sendo assim, realizou-se um experimento no pomar experimental do Departamento de Produção Vegetal da Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP, Campus de Botucatu-SP, o qual teve o objetivo de determinar a curva de absorção de nutrientes e correlacionar o acúmulo de carboidrato total com as fases fenológicas de plantas de figueiras ‘Roxo de Valinhos’, cultivadas sob manejo da irrigação. Realizou-se um segundo experimento no laboratório de pós-colheita da Universidade Politécnica de Cartagena-Espanha, onde o objetivo foi analisar as características morfológicas, físico-químicas e sensoriais dos frutos de quatro variedades de figueira cultivadas, no sudeste da Espanha. No primeiro experimento os tratamentos foram constituídos de oito épocas de coleta de plantas de figueira associadas ou não ao uso da irrigação. As coletas foram realizadas em um período compreendido entre Agosto de 2011 a abril de 2012...

Manejo da irrigação na cultura do crisântemo (Dendranthema grandiflorum Ramat Kitamura) de corte cultivado em ambiente protegido

Farias, Maryzélia Furtado de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: x, 93 f. : il. color., gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
47.724175%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Irrigação e Drenagem) - FCA; A irrigação é prática fundamental para o cultivo de crisântemo, porém seu manejo adequado tem sido negligenciado pelos produtores, resultando em prejuízos no crescimento vegetal e conseqüentes decréscimos na produtividade e na qualidade do produto final. A resposta das plantas à tensão de água no solo tem sido estudada como forma de controle da irrigação, já que irrigações deficitárias refletem diretamente na redução da produtividade, enquanto irrigações excessivas prejudicam a qualidade das flores. Buscando melhor representatividade dos dados obtidos, desenvolveu-se esta pesquisa na propriedade Steltenpool, no Distrito de Holambra II, município de Paranapanema-SP, em cultivos rotineiramente desenvolvidos pelo produtor. O objetivo principal deste experimento foi identificar a tensão de água no solo que pudesse resultar na melhor qualidade comercial do crisântemo de corte, cultivar Dark Orange Reagan. O delineamento experimental adotado foi inteiramente casualizado com 3 repetições, dividido em 30 parcelas, cada uma controlada por registro, com 4 fitas gotejadoras. Os tratamentos foram definidos por dez níveis de tensão de água no solo: 5...

Análise de custos e rendimentos de diferentes métodos de corte de cipós para produção de madeira na floresta nacional do Tapajós

Pinho,Gustavo Stancioli Campos de; Fiedler,Nilton Cesar; Guimarães,Pompeu Paes; Silva,Gilson Fernandes; Santos,Joaquim dos
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.710303%
Esta pesquisa foi realizada na Floresta Nacional do Tapajós, Pará, e foram avaliados os custos e rendimentos de quatro diferentes Métodos de corte de cipós na condução do manejo florestal, visando à produção de madeira em toras. Cada método foi conduzido numa área de 96 ha e a metodologia consistiu em cortar os cipós em torno de todas as árvores comerciais e potencialmente comerciais (Método M1-Individual), apenas na área de ocorrência de árvores comerciais e potencialmente comerciais (Método M2-Zoneado), em torno de todas as árvores comerciais e potencialmente comerciais e na direção de queda (Método M3-direção de queda) e apenas em torno das árvores comerciais destinadas à primeira colheita (Método M4). Em todas as variáveis analisadas os métodos utilizados diferiram estatisticamente. O método M4, com o menor custo (6,35 US$) e maior rendimento (2,07 ha/hora) é considerado o melhor desta pesquisa. Neste método, a população de cipós é parcialmente preservada, mantendo, assim, sua importante função ecológica na floresta.

Compressibilidade do solo e sistema radicular da cana‑de‑açúcar em manejo com e sem controle de tráfego

Souza,Gustavo Soares de; Souza,Zigomar Menezes de; Silva,Reginaldo Barboza da; Araújo,Fernando Silva; Barbosa,Ronny Sobreira
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
47.86809%
O objetivo deste trabalho foi comparar a capacidade de suporte de carga do solo em área com cana‑de‑açúcar colhida mecanicamente sem queima, em sistemas de manejo com e sem controle de tráfego agrícola. O controle de tráfego foi feito com ajuste da bitola do trator e transbordo, ou com ajuste da bitola e uso de piloto automático. As amostras de solo foram coletadas em cilindros volumétricos, na soqueira e na entrelinha da cultura (linha de rodado), nas camadas de 0,00-0,10 e 0,20-0,30 m. Avaliou-se a densidade radicular por meio de imagens, obtidas da digitalização de raízes coletadas em monólitos de 0,25x0,10x0,10 m. O manejo sem controle de tráfego apresentou maior capacidade de suporte de carga do solo na linha de plantio, nas duas camadas de solo avaliadas, o que indicou maior compactação. Maior densidade radicular ocorreu no manejo com controle de tráfego com ajuste da bitola e piloto automático, que permitiu maior capacidade de suporte de carga na linha de rodado e preservou a qualidade estrutural na região da soqueira, com reflexo positivo sobre o desenvolvimento do sistema radicular da cana‑de‑açúcar.

Manejo de plantas daninhas na cultura da melancia nos sistemas de plantio direto e convencional

Silva,Márcio Gledson O da; Freitas,Francisco Claudio L de; Negreiros,Maria Zuleide de; Mesquita,Helida C de; Santana,Fabiana Aline O de; Lima,Mayky Francley P de
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
47.76338%
Foram avaliadas estratégias de manejo de plantas daninhas sobre a produção de melancia, nos sistemas de plantio direto e convencional, em cultivo sucessivo ao meloeiro. O experimento foi conduzido em blocos casualisados com quatro repetições, no esquema de parcelas subdivididas. Nas parcelas foram avaliados dois sistemas de plantio (direto e convencional) e, nas sub-parcelas, nove sistemas de manejo de plantas daninhas [cobertura com filme de polietileno; com capinas aos 14 dias após o transplantio (DAT); aos 14 e 28 DAT; 14 e 42 DAT; aos 14, 28 e 42 DAT; aos 28 DAT; aos 28 e 42 DAT; aos 42 DAT e testemunha sem capinas]. Antes da implantação do experimento, a área foi cultivada com meloeiro nos respectivos sistemas de plantio, tendo-se reutilizado a palhada nos tratamentos com sistema de plantio direto e o filme de polietileno nos tratamentos com uso desse material nos dois sistemas de cultivo. Aos 14, 28 e 42 DAT e por ocasião da colheita da melancia (80 DAT), foram realizadas avaliações de densidade e massa seca de plantas daninhas. Para a melancia, foram avaliados o número de frutos comercializáveis por planta; número total de frutos por planta; massa média de frutos comercializáveis por planta; massa média de frutos (totais) por planta; produtividade comercializável e total. O sistema de plantio direto induziu redução da densidade e da massa seca das plantas daninhas...

MANEJO DO PALHIÇO DA CANA-DE-AÇÚCAR. 1. EFEITO NA PRODUÇÃO DE COLMOS INDUSTRIALIZÁVEIS E OUTRAS CARACTERÍSTICAS AGRONÔNICAS

Aude,Maria Isabel da Silva; Marchezan,Enio; Dariva,Thelmo; Pignataro,lone Hayde Bernardes
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1993 Português
Relevância na Pesquisa
47.9032%
O experimento foi conduzido em área do Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria, com o objetivo de avaliar diferentes tipos de manejo do palhiço e os efeitos sobre a produção de colmos industrializáveis e outras características agronômicas da cana-de-açúcar. Foram testados cinco tratamentos de manejo do palhiço, em quatro colheitas consecutivas. Os tratamentos de queimar a cana em pé antes da colheita, colher a cana e queimar o palhiço remanescente e retirar o palhiço da parcela comportaram-se de maneira semelhante em relação a produção de colmos industrializáveis. Enleirar o palhiço em filas alternadas e triturar o palhiço e redistribuir na lavoura apresentaram menor produtividade. Para o brix pode-se recomendar qualquer dos tipos de manejo do palhiço estudados, visto que todos apresentaram grau brix superior a 18%. A produção de massa verde proveniente das pontas, diâmetro do colmo, peso médio de colmo e número de entrenós do colmo não foram afetados pêlos tratamentos de manejo do palhiço.

INFLUÊNCIA DO ARRANJO DE PLANTAS NA ANTECIPAÇÃO DA COLHEITA DO GIRASSOL

Rizzardi,Mauro António; Paludo,Gilberto Luis
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1994 Português
Relevância na Pesquisa
47.71637%
RESUMO O experimento foi conduzido na Universidade de Passo Fundo, RS, na estação de crescimento 1991/92, com os objetivos de verificar a existência de interação entre densidade de plantas e espaçamento entre linhas para umidade de grãos e receptáculo e avaliar a densidade de plantas e espaçamento entre linhas como práticas de manejo para antecipar a colheita do girassol. Os tratamentos constaram de quatro densidades de plantas (30, 50, 70 e 90 mil plantas/ha) e três espaçamentos entre linhas (0,3; 0,5 e 0,7m). Os resultados evidenciaram que o aumento na competição intraespecífica, ocasionado pela elevação na densidade de plantas, diminuiu a duração do subperíodo emergência-maturação fisiológica. Por outro lado, a elevação na densidade de plantas, independente do espaçamento entre linhas, diminuiu o diâmetro de capítulo e acelerou a perda de umidade dos grãos e receptáculo, possiblitando a colheita antecipada do girassol.

MANEJO DA PALHA DE AVEIA PRETA SOBRE AS PLANTAS DANINHAS E RENDIMENTO DE SOJA EM SEMEADURA DIRETA

Bortoluzzi,Edson Campanhola; Eltz,Flávio Luiz Foletto
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 Português
Relevância na Pesquisa
47.78793%
A aveia preta é cultivada durante o inverno numa expressiva área do Rio Grande do Sul, proporcionando uma cobertura densa, a qual exerce efeitos sobre o crescimento das plantas daninhas e no rendimento da cultura da soja. O manejo da palha da aveia é bastante variável, sendo determinado mais em função da disponibilidade de equipamentos do que pelo seu efeito na palha. Objetivou-se, através deste estudo, avaliar os efeitos de diferentes manejos da palha de aveia preta (Avena strigosa Schreb.) sobre as plantas daninhas e no rendimento de grãos de soja no sistema de semeadura direta. Um experimento foi instalado em área da Universidade Federal de Santa Maria, em Santa Maria, RS, Brasil, num solo ARGISSOLO VERMELHO Distrófico arênico. O delineamento experimental foi blocos ao acaso com parcelas subdivididas com cinco repetições. Nas parcelas principais, foram distribuídos os manejos de palha: (i) palha picada e distribuída; (ii) palha em pé; (iii) palha rolada; (iv) palha gradeada ; (v) palha roçada; (vi) sem palha, sem invasoras e (vii) sem palha, com invasoras. Nas subparcelas, foram alocados os tratamentos com e sem controle químico em pós-emergência das plantas daninhas. Determinaram-se densidade e massa seca das plantas daninhas...

Avaliação da introdução da criação racional de melipona fasciculata (Apidae: Meliponina), entre os agricultores familiares de Bragança - PA, Brasil

Venturieri,Giorgio Cristino; Raiol,Vanessa de Fátima Oliveira; Pereira,Charles André Barbosa
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
47.7833%
Meliponicultura, nome dado à criação de abelhas indígenas sem ferrão, se enquadra perfeitamente dentro dos conceitos de diversificação e uso sustentado da terra da Amazônia. É uma atividade que pode ser integrada a plantios florestais, de fruteiras e de culturas de ciclo curto, podendo contribuir, através da polinização, com o aumento da produção agrícola e regeneração da vegetação natural. Este trabalho teve por objetivo avaliar a introdução de técnicas de manejo para a criação racional da espécie uruçu-cinzenta (Melipona fasciculata) entre os criadores tradicionais de abelhas em Bragança, PA, Brasil. Nos meses de junho a dezembro de 2002, de forma participativa com os criadores, foi realizada a transferência de 30 famílias de abelhas de caixas rústicas para caixas de criação racional. São descritas e avaliadas práticas tradicionais de manejo, comparando-as com as vantagens da adoção do método de criação racional. O sistema demonstrou ser bastante eficiente e economicamente viável, aumentando a quantidade de mel obtida, facilitando a sua colheita e produzindo mel com mais higiene. O período de maior floração coincide com o de menores índices pluviométricos, em que na região vão de junho a dezembro. A maior produção de mel concentra-se...

Dinâmica da distribuição diamétrica de algumas espécies de Sapotaceae após exploração florestal na Amazônia Oriental.

REIS, L. P; RUSCHEL, A. R.; SILVA, J. N. M.; REIS, P. C. M. dos; CARVALHO, J. O. P. de; SOARES, M. H. M.
Fonte: Revista de Ciências Agrárias, v. 57, n. 3, p. 234-243, jul./set. 2014. Publicador: Revista de Ciências Agrárias, v. 57, n. 3, p. 234-243, jul./set. 2014.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.740874%
A avaliação da distribuição diamétrica ao longo do tempo é uma ferramenta útil nas decisões silviculturais no manejo florestal, que pode possibilitar a sustentabilidade desta atividade. Avaliou-se o efeito da exploração de impacto reduzido na distribuição diamétrica de espécies de Sapotaceae em floresta de terra firme no município de Moju, Pará. O experimento foi conduzido em uma área de 200 ha explorada seletivamente em 1997, com intensidade de 23 m3 ha?1. Na área, foram estabelecidas 22 parcelas permanentes de 0,5 ha, nas quais, em 1995, 1998 e 2010, foram medidas todas as árvores com DAP ≥ 10 cm. As espécies estudadas apresentaram pequenas variações na distribuição diamétrica, causadas principalmente pela exploração florestal, que foram mais intensivas para as árvores com DAP de 70 a 90 cm. Espécies não exploradas apresentaram acréscimo da densidade após a exploração florestal, principalmente nas classes de diâmetros menores. Já as espécies exploradas apresentaram redução na densidade em várias classes de diâmetro, principalmente Manilkara huberi (Ducke) A. Chev. O manejo florestal deve considerar a distribuição diamétrica por espécie no planejamento da colheita, com intensidades que não sejam maiores do que a capacidade de recuperação da densidade nas classes de diâmetro.; 2014

Manejo do material orgânico.

CALEGARI, A.; HERNANI, L. C.; PITOL, C.; PRIMAVESI, O.; RESK, D. V.
Fonte: In: SALON, J.C.; HERNANI, L.C.; FONTES, C.Z. (Org.). Sistema de Plantio direto: O produtor pergunta, a Embrapa responde. Brasilia : Embrapa-SPI/Dourados : Embrapa agropecuária Oeste, 1998. Publicador: In: SALON, J.C.; HERNANI, L.C.; FONTES, C.Z. (Org.). Sistema de Plantio direto: O produtor pergunta, a Embrapa responde. Brasilia : Embrapa-SPI/Dourados : Embrapa agropecuária Oeste, 1998.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.860146%
O que é mineralização da matéria orgânica do solo; Porque a palha desaparece da superfície do solo em curto período de tempo; Como proceder para que a palha permaneça sobre o solo até o fechamento da cultura; Qual a estratégia de manejo da cultura para proporcionar maior quantidade de palha?; Qual o tamanho ideal da palha após o manejo mecânico; Considerando a reciclagem de nutrientes, propagação de doenças e proteção do solo, a rápida decomposição da palha, nas regiões quentes e úmidas, e um benefício ou um problema; A palha remanescente da cultura da soja e suficiente para proteger o solo?; Após uma colheita de minho com grande produção de palha, e necessário utilizar o triturador antes de fazer a semeadura das culturas de inverno?; 1998

Rentabilidade da tangerineira 'Ponkan' submetida ao raleio químico comparada com ao manejo convencional

Cruz,Maria do Céu Monteiro; Moreira,Rodrigo Amato; Araújo,Neimar Arcanjo de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
47.925703%
A pesquisa foi conduzida em um pomar comercial, localizado no município de Perdões, região sul de Minas Gerais, com o objetivo de analisar e comparar a rentabilidade da produção da tangerineira 'Ponkan' (Citrus reticulata Blanco) submetida ao raleio químico com o manejo convencional. Para se montar a matriz de coeficientes técnicos dos custos de produção e os indicadores de rentabilidade da cultura, os dados foram obtidos com os produtores da região e baseados em trabalho de pesquisa realizado no pomar, no período de dezembro de 2006 a julho de 2008. Foram utilizadas plantas com dez anos de enxertadas sobre limoeiro 'Cravo' (Citrus limonia Osbeck). No primeiro ano, o raleio químico foi realizado com aplicação de Ethephon na concentração de 600 mg L-1,e por ocasião da colheita foi avaliado o rendimento da produção nas plantas submetidas ao raleio químico e ao manejo convencional. No segundo ano, foi determinada a alternância de produção e a produtividade. A prática do raleio químico proporcionou maior rentabilidade, em termos de produtividade da tangerina 'Ponkan', que o manejo convencional, sem a adoção do raleio.

RETARDAMENTO DA MATURAÇÃO DE MAÇÃS 'FUJI' PELO TRATAMENTO COM 1-MCP E MANEJO DA TEMPERATURA

ARGENTA,LUIZ CARLOS; MATTHEIS,JAMES; XUETONG,FAN
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2001 Português
Relevância na Pesquisa
47.847603%
Maçãs cv. Fuji foram tratadas com 42 mimol·m-3 de 1-metilciclopropeno (1-MCP) por 24 h a 20°C, um dia após a colheita, e então armazenadas a 0; 10 ou 20ºC por 70 dias. Tratamento com 1-MCP efetivamente retardou a maturação de maçãs 'Fuji'. 1-MCP reduziu a taxa respiratória dos frutos mantidos a 10 e 20ºC e inibiu a produção de etileno dos frutos mantidos nas três temperaturas de armazenagem. Frutos tratados com 1-MCP e armazenados a 20ºC exibiram taxas respiratórias similares ou inferiores àquelas de frutos-controle armazenados a 10ºC. Quando armazenados a 10 ou 20ºC, frutos tratados com 1-MCP preservaram mais a firmeza da polpa e a acidez titulável e exibiram menor amarelecimento da epiderme que frutos-controle. Entretanto, não houve benefícios significativos do tratamento 1-MCP sobre a conservação da qualidade dos frutos armazenados a 0ºC no período de 70 dias após a colheita. Os resultados indicam que o tratamento com 1-MCP pode ser uma estratégia para o aumento da conservação de maçãs cv. Fuji durante o transporte e a distribuição sob 10 ou 20ºC. O prolongamento da armazenagem a 20ºC por período superior a 40 dias pode ser limitado pelo murchamento dos frutos e desenvolvimento de podridões.

Manejo de doenças pós-colheita em frutas tropicais.

TERAO, D.; BATISTA, D. da C.; BARBOSA, M. A. G.; BARROS, E. S. de
Fonte: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 34, p. XXIX-XXV, ago. 2009 Publicador: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 34, p. XXIX-XXV, ago. 2009
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.81618%
2009; Suplemento. Edição dos Resumos do 42 Congresso Brasileiro de Fitopatologia, Rio de Janeiro, ago. 2009.