Página 1 dos resultados de 516 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Produtividade de melância em diferentes níveis de adubação química e orgânica

Sampaio Leao, Dalfran Samleo; Peixoto, Jose Ricardo; Vieira, Jairo Vidal; Cecilio Filho, Arthur Bernardes
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Publicador: Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 32-41
Português
Relevância na Pesquisa
47.857705%
The experiment aimed to evaluate the effect of different levels of chemical and organic fertilization on watermelon (Crimson Sweet variety) yield. The experimental design was in randomized blocks, factorial scheme 5 x 4 (5 doses of chemical fertilizer 4-30-16 and 4 levels of organic fertilizer: cattle manure). Four replicates and 10 plants per plot were used. The levels of chemical fertilization tested were: 0, 150, 300, 450 and 600 g per hole. In relation to the organic fertilization 0, 3, 6 and 9 L of cattle manure per hole were used. There was a positive linear correlation among all variables evaluated. Only length and diameter of fruit in the doses 0, 3 and 6 L per hole shows interaction between chemical and organic fertilizers. The highest yield (22.989 kg(-1)) was reached with 450 g per hole of 4-30-16. The watermelon yield increase was limited by nitrogen and phosphorus application when cultivated only with chemical fertilizer and cattle manure, respectively.; O experimento teve o objetivo de avaliar a resposta da melancieira a diferentes níveis de adubação química e orgânica. O delineamento empregado foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 5 x 4, sendo 5 doses de adubo químico na formulação 4-30-16 e 4 níveis de adubo orgânico - esterco de gado. Foram utilizadas 4 repetições e 10 plantas por parcela da variedade Crimson Sweet. Os níveis de adubação química testados foram de 0...

Efeitos da adubação orgânica e da época de colheita na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos agrícola e de açúcar mascavo artesanal de duas cultivares de cana-de-açúcar (cana-planta)

Anjos, Ivan Antônio dos; Andrade, Luiz Antônio de Bastos; Garcia, Julio César; Figueiredo, Paulo Alexandre Monteiro de; Carvalho, Gabriel José de
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras (UFLA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 59-63
Português
Relevância na Pesquisa
47.795215%
Conduziu-se este trabalho com o objetivo de estudar os efeitos de três sistemas de adubação (30 t. ha-1 de esterco de curral, 3,5 t.ha-1 de esterco de galinha e adubação química - 120 kg.ha-1 de P2O5 e de K2O no plantio + 60 kg.ha-1 de N em cobertura) e três épocas de colheita da cana (julho, agosto e setembro de 2003), na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo de duas cultivares de cana-de-açúcar (SP79-1011 e RB72454). O experimento foi instalado em área do Alambique JM, Perdões, MG. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial (2 x 3 x 3), com três repetições. Não houve efeito dos fertilizantes nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo das cultivares estudadas. Verificou-se efeito de épocas de colheita no rendimento de colmos, com destaque para os meses de agosto e setembro. No entanto, para rendimento de açúcar mascavo nenhuma diferença foi observada. Assim, nas condições deste trabalho, é viável a substituição da adubação química pela orgânica (esterco de curral ou de galinha), sem perdas na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo artesanal, sendo que os meses de agosto e setembro foram os que proporcionaram matéria-prima de melhor qualidade e maiores rendimentos de colmos.; The objective of this work was to study the effects of three fertilizers process (30 t. ha-1 ofcorral manure...

Qualidade microbiológica e produtividade de alface sob adubação química e orgânica; Microbiological quality and productivity of lettuce under chemical and organic fertilization

Abreu, Ingergleice Machado de Oliveira; Junqueira, Ana Maria Resende; Peixoto, José Ricardo; Oliveira, Sebastião Alberto de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
57.795215%
A contaminação de hortaliças por micro-oganismos patogênicos é uma realidade. Os adubos orgânicos têm sido responsabilizados por algumas contaminações de hortaliças observadas no Brasil. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade e a contaminação de alface por Salmonella sp. e coliformes a 45 °C, cultivada sob adubação orgânica. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com seis tratamentos, em cinco repetições. Os tratamentos foram: T1 - Testemunha (sem adubação); T2 - Adubação química; T3 - Esterco de galinha; T4 - Esterco bovino; T5 - Húmus de minhoca; e T6 - Composto orgânico. As variáveis analisadas foram matéria fresca, matéria seca, macro e micronutrientes e contaminação microbiológica. Foi observada maior obtenção de matéria fresca nas parcelas adubadas com esterco de galinha (543 g), que diferiu estatisticamente da produção observada nos demais tratamentos. Não foi observada diferença estatística significativa entre tratamentos para matéria seca, com exceção da parcela com composto orgânico que apresentou o menor valor (3,7%). Não foi observada contaminação do solo e nem dos adubos orgânicos por esses micro-organismos. Porém, foi observada contaminação da água de irrigação e da alface por coliformes fecais. Existem fortes indícios de que a água de irrigação tenha sido o principal veículo de contaminação. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Vegetable contamination with lethal microorganisms is a reality. Organic manure has been considered responsible for vegetable contamination in Brazil. The aim of this research was to evaluate the yield and lettuce contamination by Salmonella sp. and fecal coliforms...

Produtividade de melancia em diferentes níveis de adubação química e orgânica; Watermelon yield under different levels of chemical and organic fertilization

Leão, Dalfran Samleo Sampaio; Peixoto, José Ricardo; Vieira, Jairo Vidal; Cecílio Filho, Arthur Bernardes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
58.029023%
O experimento teve o objetivo de avaliar a resposta da melancieira a diferentes níveis de adubação química e orgânica. O delineamento empregado foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 5 x 4 (5 doses de adubo químico NPK: 4-30-16 e 4 níveis de adubo orgânico: esterco de gado), com 4 repetições e 10 plantas por parcela da variedade Crimson Sweet. Os níveis de adubação química testados foram: 0, 150, 300, 450 e 600 g cova-1 e 0, 3, 6 e 9 L de esterco de gado cova-1, para a adubação orgânica. Houve correlação linear positiva entre todas as variáveis analisadas. Somente a variável relação comprimento e diâmetro de fruto, nas doses 0, 3 e 6 L cova-1, apresenta interação entre as formas de fertilização química e orgânica. A maior produtividade (22.989 kg ha-1) foi obtida com 450 g cova-1 de 4-30-16. A falta de N e P limitou o incremento da produtividade de melancia, quando fertilizada, exclusivamente, com adubo químico NPK 4-30-16 e esterco de gado, respectivamente. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; The experiment aimed to evaluate the effect of different levels of chemical and organic fertilization on watermelon (Crimson Sweet variety) yield. The experimental design was in randomized blocks...

Adubação química e orgânica na recuperação da fertilidade de subsolo degradado e na micorrização do Stryphnodendron polyphyllum

Calgaro,Hemerson Fernandes; Valério Filho,Walter Veriano; Aquino,Sueli da Silva; Maltoni,Kátia Luciene; Cassiolato,Ana Maria Rodrigues
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
47.71297%
Com a construção da usina hidrelétrica de Ilha Solteira no final da década de 1960, algumas áreas foram desmatadas, servindo como "área de empréstimo". Os solos dessas áreas foram retirados e estas adquiriram características físicas, químicas e biológicas distantes das ideais. Este trabalho objetivou avaliar os efeitos da aplicação da adubação química e orgânica na fertilidade do subsolo degradado e micorrização de Stryphnodendron polyphyllum (barbatimão). A área localiza-se na fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão (FEPE) da UNESP/Ilha Solteira, em Selvíria - MS. Com delineamento de blocos ao acaso, em parcelas de 250 m² (10 x 25 m), foram avaliados 10 tratamentos: testemunha; calagem; adubação N + P; calagem + N + P; N + P + aguapé; N + P + bagaço de cana; N + P + aguapé + bagaço de cana; calagem + N + P + aguapé; calagem + N + P + bagaço de cana; e calagem + N + P + bagaço de cana + aguapé. Avaliaram-se as características químicas do solo e o crescimento do barbatimão em cinco períodos (junho, agosto, novembro e dezembro de 2005 e março de 2006), e a micorrização, em março de 2006. Observou-se que o subsolo continuou apresentando caráter ácido e pobreza em nutrientes após um ano de avaliação. O crescimento da planta aumentou ao longo do período...

Manejo de plantas daninhas em maracujazeiro amarelo cultivado com adubação química e orgânica

Ogliari,J.; Freitas,S.P.; Carvalho,A.J.C.; Ferreira,L.R.; Marinho,C.S.; Thiebaut,J.T.L.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
48.225283%
Objetivou-se, neste trabalho, avaliar diferentes formas de manejo de plantas daninhas na cultura do maracujazeiro, cultivado com adubação química e orgânica. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 15 tratamentos, arranjados em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições e 10 plantas úteis por parcela. Os tratamentos foram constituídos por três tipos de adubações na parcela (orgânica, química e química + orgânica) e cinco manejos de plantas daninhas na subparcela (com capina, sem capina, diuron (pré) + glyphosate (pós), diuron (pré) + MSMA (pós) e diuron (pré) + (diuron + paraquat) (pós). O diuron foi aplicado aos cinco dias antes do plantio das mudas, em todos os tratamentos com herbicida, variando apenas os herbicidas em pós-emergência; para cada um dos herbicidas das misturas avaliadas, foram feitas três aplicações, aos 45, 96 e 159 dias. O diuron em pré-emergência provocou sintomas de clorose nas folhas entre 20 e 26 dias após o plantio (DAP), sendo mais evidente no maracujazeiro cultivado com adubação química. Os tratamentos com diuron (pré) e glyphosate (pós) apresentaram melhor controle das plantas daninhas. Os tratamentos com adubação química + orgânica associados aos manejos com capina...

Qualidade microbiológica e produtividade de alface sob adubação química e orgânica

Abreu,Ingergleice Machado de Oliveira; Junqueira,Ana Maria Resende; Peixoto,José Ricardo; Oliveira,Sebastião Alberto de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
57.795215%
A contaminação de hortaliças por micro-oganismos patogênicos é uma realidade. Os adubos orgânicos têm sido responsabilizados por algumas contaminações de hortaliças observadas no Brasil. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade e a contaminação de alface por Salmonella sp. e coliformes a 45 °C, cultivada sob adubação orgânica. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com seis tratamentos, em cinco repetições. Os tratamentos foram: T1 - Testemunha (sem adubação); T2 - Adubação química; T3 - Esterco de galinha; T4 - Esterco bovino; T5 - Húmus de minhoca; e T6 - Composto orgânico. As variáveis analisadas foram matéria fresca, matéria seca, macro e micronutrientes e contaminação microbiológica. Foi observada maior obtenção de matéria fresca nas parcelas adubadas com esterco de galinha (543 g), que diferiu estatisticamente da produção observada nos demais tratamentos. Não foi observada diferença estatística significativa entre tratamentos para matéria seca, com exceção da parcela com composto orgânico que apresentou o menor valor (3,7%). Não foi observada contaminação do solo e nem dos adubos orgânicos por esses micro-organismos. Porém, foi observada contaminação da água de irrigação e da alface por coliformes fecais. Existem fortes indícios de que a água de irrigação tenha sido o principal veículo de contaminação.

Adubação química e calagem em erva-baleeira

Arrigoni-Blank,Maria de Fátima; Faquin,Valdemar; Pinto,José Eduardo B. P.; Blank,Arie F.; Lameira,Osmar A.
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/1999 Português
Relevância na Pesquisa
47.591553%
Cordia verbenacea, popularmente conhecida como erva-baleeira, é uma planta medicinal perene com propriedade antiinflamatória. O trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da adubação química e da calagem no crescimento e na nutrição da erva-baleeira, mediante a técnica da diagnose por subtração. Foram utilizados no experimento mudas com 40 dias de idade após a emergência das sementes e, cultivadas em vasos com capacidade para 5 dm3 em condições de casa de vegetação. Os tratamentos usados foram: completo (adubado com N, P, K, S, B, Cu, Fe, Zn e calagem); completo sem calagem; completo exceto cada nutriente (N, P, K, S, B, Cu, Fe, Zn) e testemunha (solo natural). Após 120 dias do transplantio observou-se que, no cultivo da erva-baleeira em solos ácidos e de baixa fertilidade, a calagem e a adubação são essenciais para o seu crescimento. No solo utilizado, os nutrientes que apresentaram maiores respostas quanto ao crescimento e nutrição da espécie foram o N, K e B, bem como a calagem.

Efeitos da adubação química e da calagem na nutrição de melissa e hortelã-pimenta

Blank,Arie F; Oliveira,Andréa dos S; Arrigoni-Blank,Maria de Fátima; Faquin,Valdemar
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
47.591553%
O trabalho objetivou avaliar os efeitos da adubação química e da calagem no crescimento e na nutrição da melissa (Melissa officinalis) e hortelã-pimenta (Mentha piperita), com a técnica da diagnose por subtração. Os tratamentos foram: Completo (adubado com N, P, K, S, B, Cu, Fe e Zn+ calagem); Completo calagem; Completo N; Completo P; Completo K; Completo S; Completo B; Completo Zn; Completo Fe e Testemunha (solo natural). Após 120 dias da semeadura a calagem e a adubação mostraram ser essenciais para o crescimento de melissa e hortelã-pimenta. No solo utilizado, a falta da calagem e dos nutrientes N e P causaram as maiores quedas ou ausência, no caso da falta de calagem em melissa, na produção de folhas, órgão usado na medicina popular e que contém os princípios ativos.

Efeitos da adubação orgânica e da época de colheita na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos agrícola e de açúcar mascavo artesanal de duas cultivares de cana-de-açúcar (cana-planta)

Anjos,Ivan Antônio dos; Andrade,Luiz Antônio de Bastos; Garcia,Julio César; Figueiredo,Paulo Alexandre Monteiro de; Carvalho,Gabriel José de
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
47.795215%
Conduziu-se este trabalho com o objetivo de estudar os efeitos de três sistemas de adubação (30 t. ha-1 de esterco de curral, 3,5 t.ha-1 de esterco de galinha e adubação química - 120 kg.ha-1 de P2O5 e de K2O no plantio + 60 kg.ha-1 de N em cobertura) e três épocas de colheita da cana (julho, agosto e setembro de 2003), na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo de duas cultivares de cana-de-açúcar (SP79-1011 e RB72454). O experimento foi instalado em área do Alambique JM, Perdões, MG. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial (2 x 3 x 3), com três repetições. Não houve efeito dos fertilizantes nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo das cultivares estudadas. Verificou-se efeito de épocas de colheita no rendimento de colmos, com destaque para os meses de agosto e setembro. No entanto, para rendimento de açúcar mascavo nenhuma diferença foi observada. Assim, nas condições deste trabalho, é viável a substituição da adubação química pela orgânica (esterco de curral ou de galinha), sem perdas na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo artesanal, sendo que os meses de agosto e setembro foram os que proporcionaram matéria-prima de melhor qualidade e maiores rendimentos de colmos.

Acumulação de nitrogênio e carbono no solo pela adubação orgânica e mineral contínua na cultura do milho

Maia,Celsemy E.; Cantarutti,Reinaldo B.
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
47.85462%
No presente trabalho, avaliou-se o efeito do uso contínuo das adubações orgânica e mineral na cultura do milho e sobre a acumulação e a disponibilidade do nitrogênio em um Argissolo Vermelho-Amarelo. Estudou-se a produção de milho em função das doses de 0 e 40 m³ ha-1 ano-1 de composto orgânico (palhada de soja e feijão com esterco bovino), combinadas com 0, 250 e 500 kg ha-1 ano-1 da fórmula 4-14-8 aplicados no plantio, e 0, 100 e 200 kg ha-1 ano-1 de sulfato de amônio em cobertura. O uso contínuo da adubação orgânica aumentou a produtividade de milho com o efeito da adubação química sendo menos expressivo. Observou-se, ainda, aumento do C total. Com base nos resultados observados, pôde-se concluir que o uso contínuo da adubação orgânica proporcionou aumento na reserva (N total) e na disponibilidade de N, sendo essas características pouco influenciadas pela adubação química.

Fertilidade do solo e nutrição de tangerineiras ‘Ponkan’ manejados com resíduos sólidos e adubação química

Santos,Carlos H.; Grassi Filho,Hélio; Santos,Jacqueline C.; Penteado,Bruna B.
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
47.73629%
O objetivo do trabalho foi avaliar alguns atributos químicos do solo e o estado nutricional das tangerineiras ‘Ponkan’ no solo manejado com resíduos orgânicos e adubação química. O experimento foi conduzido no Departamento de Recursos Naturais/Ciência do Solo - FCA/UNESP em Botucatu, SP. As mudas de tangerineira foram plantadas e manejadas com lodo de esgoto (LE), esterco de curral curtido (EC) e adubação química (AQ). Os resultados permitiram concluir que houve um aumento significativo nos teores dos atributos CTC, MO, N-total P e K, no solo manejado com resíduo orgânico. A aplicação do lodo de esgoto também não prejudicou a qualidade do solo pois a adição dos elementos As, Cd, Cr e Hg em sua constituição, não foi significativa. O manejo do solo com os resíduos proporcionou um aumento significativo no teor de N, P, Ca e S nas folhas das tangerineiras ‘Ponkan’ e, ao mesmo tempo, esses resíduos não contribuíram para um aumento significativo do teor foliar dos micronutrientes B, Cu, Fe, Mn e Zn nem dos elementos As, Cd, Cr e Pb. O manejo do solo com lodo de esgoto não resultou em aumento significativo dos elementos As, Cd, Cr e Hg nas folhas e nos frutos.

Influência da adubação e da cobertura morta na produtividade e no teor de flavonóides de Calendula officinalis L. (Asteraceae)

Borella,J.C; Ribeiro,N.S; Freato,A.M.R; Mazzo,K.F; Barbosa,D.M
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
48.2997%
Desenvolveu-se ensaio de cultivo de Calendula officinalis, variando-se os tipos de adubação e utilização de cobertura morta na observação da produção de inflorescências, droga vegetal e quantificação dos flavonóides presentes nestes materiais.O delineamento experimental adotado foi de blocos casualizados com 3 repetições, em arranjo fatorial de 3 x 2, constituído de seis tratamentos, sendo 1. adubação química (100 kg de N ha-1 + 50 kg de P ha-1); 2. adubação química + cobertura morta (grama seca - Paspalum notatum); 3. adubação orgânica (esterco bovino curtido 50 t ha-1); 4. adubação orgânica + cobertura morta; 5. sem adubação química ou orgânica + cobertura morta; 6. sem adubação química ou orgânica e sem cobertura morta (testemunha). Os resultados de número capítulos produzidos, massa seca das inflorescências e massa da droga vegetal foram totalizados após cinco meses do plantio. A quantificação de flavonóides foi realizada através de método espectrofotométrico. Os dados foram analisados estatisticamente (ANOVA/Teste Tukey-Kramer-5%) e mostraram diferenças significativas (70% superior) no número de inflorescências, massa seca das inflorescências e massa da droga vegetal entre o tratamento com adubação orgânica (3) e os tratamentos sem adubação química ou orgânica com cobertura morta (5) e o testemunha (6). As demais comparações...

Influência da adubação orgânica nas propriedades químicas de um Latossolo Vermelho distrófico e na produção de matéria seca de Brachiaria brizantha cv. Marandu

Lima,José Jaime de; Mata,José de Deus Viana da; Pinheiro Neto,Raimundo; Scapim,Carlos Alberto
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
48.07942%
Com o objetivo de conhecer a influência da adubação orgânica nas propriedades químicas de um Latossolo Vermelho distrófico cultivado com Brachiaria brizantha cv. Marandu e na produção de matéria seca, foi instalado o experimento no município de Cidade Gaúcha, noroeste do estado do Paraná. Foram testadas as doses de 0, 5, 10, 15 e 20 t ha-1 de cama de frango e 100 kg ha-1 de nitrogênio sob a forma de uréia. A produção de matéria seca apresentou crescimento linear em função do aumento nas doses de cama de frango aplicadas. A dose máxima testada de 20 t ha-1 foi 321% superior a testemunha sem adubação e 96,6% superior a adubação química. Também houve diferença significativa para as variáveis teor de potássio, fósforo e carbono em relação a adubação química. Para as variáveis pH, H+Al, Ca, Mg e CTC não houve significância comparada a adubação química, porém houve diferença significativa do pH em relação à testemunha sem adubação.

Efeito da adubação alternativa sobre os componentes de produção do maracujazeiro-amarelo

Pires,André Assis; Monnerat,Pedro Henrique; Pinho,Leandro Glaydson da Rocha; Zampirolli,Poliana Daré; Rosa,Raul Castro Carriello; Muniz,Rodrigo Almeida
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
57.93995%
Avaliou-se o uso de diferentes adubos orgânicos, comparados com a adubação química tradicional, no maracujazeiro-amarelo, para a Região Norte Fluminense. As características avaliadas foram produtividade, número de frutos ha-1 e peso médio dos frutos. O experimento foi conduzido em campo, no município de Campos dos Goytacazes, Estado do Rio de Janeiro, de fevereiro de 2005 a julho de 2006. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições e seis tratamentos, que corresponderam às seguintes adubações por planta: AQ - 100 g da fórmula 20-5-20 (N-P2O5-K2O) + cobertura morta (CM); RM - 5 L de raspa de mandioca + CM; EB - 5 L de esterco bovino + CM; TF C/CM - 5 L de torta de filtro + CM; FOC - 500 g de farinha de ossos e carne + CM; TF S/CM - 5 L de torta de filtro - sem CM. Os tratamentos com farinha de ossos e carne e torta de filtro, com e sem cobertura morta, não diferiram significativamente da adubação química tradicional quanto à produtividade, ao nº de frutos ha-1 e ao peso médio de frutos, sendo promissoras fontes de nutrientes para o maracujazeiro-amarelo.

Densidade de plantio de cultivares de cenoura para processamento submetidas à adubação química e orgânica.

LUZ, J. M. Q.; CALÁBRIA, I. P.; VIEIRA, J. V.; MELO, B.; SANTANA, D. G.; SILVA, M. A. D.
Fonte: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 26, n. 2, p. 276-280, jun. 2008. Publicador: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 26, n. 2, p. 276-280, jun. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.591553%
2008

Adubação química e calagem em erva-baleeira.

ARRIGONI-BLANK, M. de F.; FAQUIN, V.; PINTO, J. E. B. P.; BLANK, A. F.; LAMEIRA, O. A.
Fonte: Horticultura Brasileira, v. 17, n. 3, p. 211-215, nov. 1999. Publicador: Horticultura Brasileira, v. 17, n. 3, p. 211-215, nov. 1999.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
57.71297%
Cordia verbenacea, popularmente conhecida como erva-baleeira, é uma planta medicinal perene com propriedade antiinflamatória. O trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da adubação química e da calagem no crescimento e na nutrição da erva-baleeira, mediante a técnica da diagnose por subtração. Foram utilizados no experimento mudas com 40 dias de idade após a emergência das sementes e, cultivadas em vasos com capacidade para 5 dm3 em condições de casa de vegetação. Os tratamentos usados foram: completo (adubado com N, P, K, S, B, Cu, Fe, Zn e calagem); completo sem calagem; completo exceto cada nutriente (N, P, K, S, B, Cu, Fe, Zn) e testemunha (solo natural). Após 120 dias do transplantio observou-se que, no cultivo da erva-baleeira em solos ácidos e de baixa fertilidade, a calagem e a adubação são essenciais para o seu crescimento. No solo utilizado, os nutrientes que apresentaram maiores respostas quanto ao crescimento e nutrição da espécie foram o N, K e B, bem como a calagem.; 1999

Efeitos da adubação orgânica e da época de colheita na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos agrícola e de açúcar mascavo artesanal de duas cultivares de cana-de-açúcar (cana-planta)

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Português
Relevância na Pesquisa
47.795215%
Conduziu-se este trabalho com o objetivo de estudar os efeitos de três sistemas de adubação (30 t. ha-1 de esterco de curral, 3,5 t.ha-1 de esterco de galinha e adubação química - 120 kg.ha-1 de P2O5 e de K2O no plantio + 60 kg.ha-1 de N em cobertura) e três épocas de colheita da cana (julho, agosto e setembro de 2003), na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo de duas cultivares de cana-de-açúcar (SP79-1011 e RB72454). O experimento foi instalado em área do Alambique JM, Perdões, MG. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial (2 x 3 x 3), com três repetições. Não houve efeito dos fertilizantes nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo das cultivares estudadas. Verificou-se efeito de épocas de colheita no rendimento de colmos, com destaque para os meses de agosto e setembro. No entanto, para rendimento de açúcar mascavo nenhuma diferença foi observada. Assim, nas condições deste trabalho, é viável a substituição da adubação química pela orgânica (esterco de curral ou de galinha), sem perdas na qualidade da matéria-prima e nos rendimentos de colmos e de açúcar mascavo artesanal, sendo que os meses de agosto e setembro foram os que proporcionaram matéria-prima de melhor qualidade e maiores rendimentos de colmos.

Formação do pomar de tangerina 'Poncã', em função da adubação química e orgânica

Almeida,Tatiana Rezende Pires de; Leonel,Sarita; Tecchio,Marco Antonio; Mischan,Martha Maria
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
47.934683%
Avaliou-se o efeito do esterco de curral curtido na adubação de formação do pomar de tangerineira 'Poncã' (Citrus reticulata, Blanco), comparando com a adubação química convencional. O experimento foi conduzido na Fazenda Experimental São Manuel da Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP, Câmpus de Botucatu-SP. Os tratamentos foram aplicados na adubação de formação do pomar durante dois anos. No primeiro ano, utilizaram-se 7,5; 15,0; 22,5 e 30,0 kg planta-1 de esterco de curral curtido e 400 g planta-1 de sulfato de amônio. Na adubação de formação do segundo ano, as doses de esterco de curral foram 15,0; 22,5; 30,0 e 37,5 kg planta-1 e 800 g planta-1 de sulfato de amônio. Nos dois anos, a adubação foi parcelada em três aplicações. Realizaram-se as avaliações aos 30; 150 e 270 dias após a última parcela de adubação do segundo ano, determinando-se: altura da planta, diâmetro do caule, volume, projeção e circunferência da copa. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em parcelas subdivididas no tempo, e 3 repetições, sendo as parcelas representadas pela adubação e as subparcelas pelas épocas de avaliação. Verificou-se que, na média das avaliações, houve aumento linear das características avaliadas com o incremento das doses de esterco de curral curtido. Não houve diferença significativa entre os tratamentos com adubo orgânico e químico.

Fontes e níveis de adubação em pomar novo de tangerineiras 'Montenegrina' (Citrus deliciosa Tenore); Effects of organic and mineral fertization on a young orchard of "Montenegrina" tangerines (Citrus deliciosa Tenore) 1

Panzenhagen, Nestor Valtir
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.686626%
Esta pesquisa objetivou estudar a influência da calagem e de adubações minerais e orgânicas nas características químicas do solo, nos teores foliares de nutrientes, no crescimento do perímetro do tronco e na produção de frutos de tangerineiras 'Montenegrina' (Citrus deliciosa Tenore), enxertadas em Poncirus trifoliata Raf. O plantio foi realizado em julho de 1988, em solo podzolico vermelho-escuro, de textura franco-argilosa. Os tratamentos foram: 1- testemunha (sem adubação e sem catagem); 2- solo corrigido a pH 6,5 antes do plantio; 3- adubações com esterco de aves e calagens anuais; 4- adubações com esterco de bovinos e calagens anuais; 5- adubações com N, K e calagens anuais; 6- adubações com N, K, calagens anuais e correção com P antes do plantio; 7- adubações com N, P, K e calagens anuais; 8- adubações com N, P dose dupla, K e calagens anuais; 9- adubações com N, P e K, sem calagens anuais. Os resultados mostraram que os teores foliares de nutrientes, isoladamente, não são parâmetros suficientes para a recomendação de adubação. As adubações com N, P e K aumentaram os teores foiiares de M e não se refletiram na elevação dos teores de P e K. As adubações com N aumentaram o crescimento e a produção das plantas...