Página 1 dos resultados de 9834 itens digitais encontrados em 0.033 segundos

A Chloroplastidial Atypical Aspartic Protease from Arabidopsis thaliana:Optimization of Heterologous Expression, Purification and Biochemical Characterization

Pedroso, Daniela Patrícia Martins Dias
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
68.31896%
As proteases aspárticas estão amplamente distribuídas por todos os reinos biológicos. O reino das plantas apresenta um número mais elevado de proteases aspárticas do que os restantes reinos biológicos, o que sugere que estas possam ter um papel importante nos seus processos biológicos. As proteases aspárticas atípicas de plantas possuem características únicas. Apresentam uma organização muito diferente da sua estrutura primária (não possuem o domínio PSI), possuem um elevado conteúdo em cisteínas e uma sequência de aminoácidos única à volta da primeira tríade catalítica (hidrofóbico-hidrofóbico-DTG-serina-acídico). Estas proteases têm localizações celulares pouco usuais e vários autores afirmam que estas enzimas possuem uma função especializada, estando envolvidas em processos altamente regulados. A NP_181826 (At2g42980) é uma protease aspártica atípica cloroplastidial de Arabidopsis thaliana. Esta protease possui um domínio de ligação a DNA, o que sugere que o DNA poderá ter um efeito de regulação da actividade da protease. Esta protease também apresenta uma presequência bipartida. Este tipo de presequência só foi descrito em organismos que sofreram um processo de endossimbiose duplo...

Thi1, uma proteína envolvida na síntese de tiamina em Arabidopsis thaliana: análises estruturais do mutante Thi1 (A140V); Thi1, a protein involved on biosynthesis of thiamin in Arabidopsis thaliana: structural analysis of Thi1(A140V) mutant

Garcia, Assuero Faria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.41352%
A forma ativa da vitamina B1, tiamina pirofosfato (TPP), é um cofator indispensável para certas enzimas que atuam no metabolismo de carboidratos e aminoácidos. Sua biossíntese se dá pela formação independente de suas partes componentes pirimidina e tiazol. Em procariotos a via de síntese para vitamina B1 já foi esclarecida, entretanto em eucariotos ainda existem ainda algumas lacunas a serem preenchidas. Em Arabidopsis thaliana a proteína Thi1 é possivelmente a responsável pela síntese do motivo tiazólico, uma vez que um composto relacionado a TPP foi encontrado em sua estrutura. Neste trabalho, Thi1 e seu mutante natural Thi1(A140V), o qual é responsável pela auxotrofia para tiamina numa linhagem mutante de A. thaliana, foram estudados com intuito de verificar a influência da mutação pontual na estrutura e na atividade de Thi1. As proteínas foram produzidas em E. coli e análises biofísicas usando anisotropia de fluorescência e Dicroísmo Circular (CD) mostraram diferenças consideráveis na estabilidade protéica. Estudos de desnaturação mostraram diferenças na temperatura de transição (Tm), de cerca de 4 ºC maior para Thi1, e na concentração de guanidina na qual metade das proteínas estavam desnaturadas...

Clonagem e caracterização do gene PUMILIO de Arabidopsis thaliana; Cloning and characterization of the gene from Arabidopsis thaliana PUMILIO

Favaro, Elaine Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2002 Português
Relevância na Pesquisa
68.337114%
Proteínas que se ligam a RNAs geralmente regulam estabilidade, localização e tradução de mensageiros por interação com seqüências específicas na região 3 não traduzida. A proteína PUMILIO foi descrita pela primeira vez em Drosophila, apresentando a função de controlar a tradução de mensageiros alvo durante o desenvolvimento. Homólogos podem ser encontrados em outras espécies filogeneticamente distantes com funções similares. O seqüenciamento do genoma de Arabidopsis thaliana indicou a presença de quatro genes que codificam homólogos ao PUMILIO de Drosophila. Três deles estão no cromossomo II (APUM-1, 2 e 3), com alto grau de identidade e situados muito próximos uns dos outros. A terceira cópia está no cromossomo IV (APUM-4) e sua seqüência tem menor similaridade em relação aos três anteriores. Neste trabalho, foi clonado e caracterizado APUM-2. Ensaios de northern blot e RT-PCR indicaram que o mensageiro de Apum-2 pode ser encontrado em amostras de raiz, caule, folha, flores e frutos. Entretanto, sistemas repórteres, APUM-2::GUS e APUM-2::GFP, foram introduzidos no vegetal e a expressão foi observada nos ápices do caule e raízes, especificamente nas regiões meristemáticas. Também foram feitas construção para ensaios de genética reversa e as plantas contendo construções constitutivas (35S::APUM-2) se desenvolveram sem dominância apical e com grande quantidade de ramos...

Importancia do radical oxido nitrico no processo de floração utilizando-se Arabidopsis thaliana L. como modelo; Importance of nitric oxide radical in floral development process using Arabidopsis thaliana L as a model

Kelly Seligman
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.462637%
O radical óxido nítrico (NO), que pode ser produzido nos organismos pela oxidação de arginina ou redução de nitrito, é uma importante molécula sinalizadora em plantas atuando como modulador de diversos processos metabólicos e de desenvolvimento. Recentemente foi identificado como um dos sinais envolvidos no processo de floração. A transição da fase de crescimento vegetativo para a fase reprodutiva é atrasada em plantas mutantes que superproduzem NO, enquanto que a floração é precoce em plantas mutantes deficientes na síntese deste radical. O principal objetivo deste trabalho foi identificar os sítios de produção de NO durante o desenvolvimento floral de Arabidopsis thaliana L. Foram utilizados os indicadores fluorescentes 4,5-diacetato de diaminofluoresceína (DAF-2 DA) e 1,2-diaminoantraquinona (1,2-DAA) para localizar in situ, por microscopia de fluorescência, a produção de NO em botões florais de A. thaliana em diferentes estágios de desenvolvimento. Ainda, a produção de NO pelas estruturas florais foi comparada entre plantas do tipo selvagem e mutante duplo defectivo para os genes estruturais da enzima nitrato redutase - NR - (nia1 nia2) que apresentam conteúdo reduzido de aminoácidos e nitrito e, consequentemente...

Correlação entre metabolismo de nitrogênio,síntese de fenilpropanóides e produção de óxido nítrico Arabidopsis thaliana; Correlation between nitrogen metabolism, synthesis of phenylpropanoids and production of nitric oxide Arabidopsis thaliana

Plínio Rodrigues do Santos Filho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.28615%
A nitrato redutase (NR) corresponde ao primeiro passo na assimilação do nitrato em plantas. Recentemente, essa enzima tem sido também relacionada à síntese de óxido nítrico (NO). Entre várias ações sinalizadoras para as plantas, o NO promove o acúmulo de fenilpropanóides pela ativação da expressão de enzimas iniciais dessa via. Contudo, uma correlação entre metabolismo de nitrogênio, emissão de NO e acúmulo de fenilpropanóides não foi estabelecida. Por isso, neste trabalho foi analisado o efeito do suprimento de nitrato e da deficiência na NR sobre a síntese de aminoácidos, a emissão de NO e o metabolismo de fenilpropanóides em diferentes tecidos de Arabidopis thaliana selvagem e mutante duplo deficiente para a NR (nia1 nia2). Análises cromatográficas mostraram que a mutante é deficiente na síntese de sinapoil malato (SM), fenilpropanóide predominante nas folhas, resultando no acúmulo de seu precursor sinapoil glicose (SG) e derivados de kaempferol. Essa deficiência não foi causada pela baixa assimilação do nitrato, já que a recuperação do conteúdo de aminoácidos na mutante não alterou seu perfil metabólico. Porém, a maior disponibilidade de nitrato aumentou a atividade da NR, a emissão de NO e os níveis de SM e diminuiu os níveis de SG...

Avaliação da importância do controle da estabilidade de RNAm na sinalização por glicose e ABA e na interação desses sinais em Arabidopsis thaliana; Evaluation of the importance of mRNA stability control in glucose and ABA-signaling and in the interaction of these signals in Arabidopsis thaliana

Gustavo Turqueto Duarte
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.337114%
As plantas, sendo organismos sésseis, desenvolveram um conjunto de mecanismos que possibilitam a adaptação a condições ambientais adversas visando à manutenção da homeostase energética para o desenvolvimento e propagação. Tais respostas valem-se da integração entre a biossíntese de hormônios, ativação de vias gênicas de resposta a estresse e um balanço adequado do uso da energia disponível. Os açúcares, além de serem fontes de carbono e energia, também atuam como moléculas sinalizadoras podendo agir conjuntamente com sinais hormonais na adaptação a estresses bióticos e abióticos e no controle do desenvolvimento. Nesse contexto, diversos estudos apontam para uma importante relação entre o ácido abscísico (ABA), um dos principais hormônios relacionados à resposta a estresses, e a glicose. A sinalização por ABA, além de atuar sobre a regulação da transcrição, é conhecida por envolver fatores de controle de estabilidade do RNAm. Contudo, a participação destes mecanismos em respostas mediadas por glicose ainda é pouco explorada. Num primeiro momento, o presente trabalho visou avaliar o potencial das participações de regulações pós-transcricionais em resposta a ABA e glicose em Arabidopsis thaliana...

Análise da expressão gênica modulada por óxido nítrico na resposta de defesa de Arabidopsis thaliana à bactéria Pseudomonas syringae; Analysis of gene expression modulated by nitric oxide in the defense response of Arabidopsis thaliana to the bacteria Pseudomonas syringae

Simone Cespedes Vitor
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.28043%
O NO é uma molécula sinalizadora versátil muito importante em diversos processos em plantas. Uma de suas principais atuações é na sinalização celular durante o processo de defesa contra o ataque de patógenos. Plantas de Arabidopsis thaliana do genótipo mutante nia1 nia2, deficientes para os dois genes estruturais que codificam para a enzima nitrato redutase (NR), são susceptíveis à bactéria Pseudomonas syringae. Foi sugerido que a resposta de defesa prejudicada no mutante NR-deficiente seria resultante de seus reduzidos níveis de NO, quando comparados àqueles do genótipo selvagem. Em um trabalho recente de nosso grupo, empregando microarranjo de DNA, foi observado que a fumigação com gás NO no mutante nia1 nia2 foi capaz de modular diversos genes relacionados à defesa, alguns dos quais não previamente documentados como responsivos a esse radical. Neste trabalho se analisou por PCR em tempo real o efeito do gás NO na expressão de genes relacionados à defesa em plantas selvagem e no mutante nia1 nia2 infectados com uma linhagem avirulenta da bactéria P. syringae. Genes de defesa, como PR1, foram induzidos pela bactéria e a expressão destes foi maior no genótipo selvagem quando comparado ao nia1 nia2, o que é consistente com a susceptibilidade do mutante. A fumigação com NO também modulou genes relacionados à biossíntese de lignina (CAD1) e à sinalização de auxina (TIR1...

Transformação genética de Arabidopsis thaliana L. via Agrobacterium tumefaciens com os genes da família geranil geranil difosfato e associação com efeito alelopático em Gergelim (Sesamum indicum L.)

Toledo, Juliane Laner de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.520815%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Biologia, Departamento de Botânica, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2013.; Alguns genes estão sempre expressos nas células, como é o caso dos genes constitutivos, outros estão sujeitos à regulação e são ativados somente quando a célula requisita seus produtos. A introdução de genes em plantas ou células vegetais permite a alteração dos níveis de expressão de genes envolvidos nas rotas metabólicas que se deseja estudar. Além disso, as alterações nos níveis de expressão gênica permitem estudar funcionalidade de genes, bem como obter um maior entendimento das vias biossintéticas em seus aspectos regulatórios. Assim, o presente trabalho teve como objetivo superexpressar e estudar a associação dos genes da geranil geranil difosfato sintase (GGPS), responsável pela síntese do precursor de terpenóides, com compostos alelopáticos em Arabidopsis thaliana L. Os terpenóides constituem umas das classes mais diversificadas de metabólitos secundários e desempenham funções na planta como reguladores do crescimento e desenvolvimento vegetal, além de estarem associados em interações da planta com o ambiente. Adicionalmente, os terpenos também têm sido encontrados em compostos alelopáticos. Em arabidopsis...

A utilização de Arabidopsis thaliana no ensino

Oliveira, Paulo
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1177103 bytes; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.337114%
Como indica o título, trata-se de um texto para utilização prática; não procura ser exaustivo sobre a Arabidopsis thaliana mas pretende fornecer todos os elementos orientadores de uma aplicação prática bem sucedida. Nos dois capítulos (“Um guia para a utilização de Arabidopsis thaliana” e “A variação genética em Arabidopsis thaliana”), procurar-se-á ilustrar um conjunto de características da Arabidopsis thaliana relevantes para a sua utilização nos mais diversos fins — dentro da Genética e também da Fisiologia — acompanhadas das técnicas e estratégias de análise (que, sem necessidade de meios especializados, um docente do ensino secundário com a necessária formação universitária possa implementar) e das fontes bibliográficas e de germoplasma que possam interessar ao utilizador. Uma grande parte da bibliografia citada é de fácil acesso e deverá complementar este texto conforme se julgue de interesse. Decorre assim que não se propõe este texto para o uso do leigo: é um texto técnico que visa acima de tudo promover a utilização profissional deste organismo para o ensino, o que se supõe vir a ser do interesse apenas de quem tem as bases conceptuais e a motivação necessárias para participar neste propósito de divulgação prática.

Produção de eritropoietina em culturas de células de Arabidopsis thaliana

Dias, Sónia Marisa Castanheira
Fonte: FCT - UNL Publicador: FCT - UNL
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.27063%
Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do Grau de Mestre em Biotecnologia; O uso de plantas transgénicas para a produção de proteínas recombinantes oferece muitas vantagens comparativamente a sistemas mais convencionais. As culturas de células vegetais em suspensão são particularmente interessantes pois combinam as vantagens da produção em plantas com os benefícios dos sistemas de produção baseados em culturas celulares. Neste trabalho, culturas de células em suspensão de Arabidopsis thaliana foram usadas pela primeira vez para estudar a expressão de proteínas recombinantes, usando a eritropoietina como proteína modelo. Foram geradas culturas de células em suspensão de Arabidopsis a partir de plantas transgénicas expressando EPO na forma secretada (EPO-AH) e na forma retida no retículo endoplasmático (EPO-ERH). A presença de EPO-AH foi confirmada no meio de cultura e de EPO-ERH no extracto celular. A EPO-ERH produzida em Arabidopsis apresentou apenas uma isoforma e uma massa molecular superior comparativamente à EPO na forma secretada produzida em Medicago, também em estudo, o que pode ser um indício de que a EPO secretada está a ser direccionada a vias não esperadas...

Exploring Natural Variation in Arabidopsis thaliana - Flowering Time and Speciation; Natürliche Variation in Arabidopsis thaliana - Blühverhalten und Artbildung

Lempe, Johanne
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.29199%
Der faszinierende Prozess der Evolution führt zum einen zu gut angepassten Organismen und zum anderen zu unterschiedlichen Arten. Beide Prozesse, Anpassung und Artbildung, sind von herausragender Bedeutung für die biologische Forschung. Diese Arbeit untersucht die natürliche Variation im Blühverhalten von Arabidopsis thaliana als adaptives Merkmal, sowie die Inkompatibilität zweier A. thaliana Ökotypen. Diese Inkompatibilität wurde in F1 Hybriden der Ökotypen Uk-1 und Uk-3 entdeckt und ist ein Beispiel für beginnende Artbildung. Blühverhalten Eine an Umweltbedingungen angepasste Regulierung von Blühverhalten ist ausschlaggebend für den Erfolg von Pflanzenpopulationen. Diese Arbeit untersucht das Blühverhalten von 155 natürlich vorkommenden A. thaliana Ökotypen und 32 Blühzeit-Mutanten. Das Blühverhalten wurde in vier unterschiedlichen Wachstumsbedingungen getestet, welche Umwelteinflüsse repräsentieren, die das Blühverhalten hauptsächlich beeinflussen: Tageslänge, Wachstumstemperatur und Vernalisierung, eine winterähnliche längere Kälteperiode. Die Verteilung der Blühzeiten bei Langtag zeigte zwei Höhepunkte und bestätigte die wichtige Rolle der beiden Gene FRIGIDA (FRI) und FLOWERING LOCUS C (FLC) für die Regulierung des Blühverhaltens. In spät blühenden Ökotypen wurde keine Deletion gefunden...

Reaktionsketten in Zellkulturen von Arabidopsis thaliana, ausgelöst durch den gereinigten Proteinelicitor PaNie aus Pythium aphanidermatum; Reaction chains in cell suspension cultures of Arabidopsis thaliana, mediated by the pure protein elicitor PaNie from Pythium aphanidermatum

Wörle, Jörg M.
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.22947%
Die durch den Proteinelicitor PaNie (Pythium aphanidermatum necrosis inducing elicitor) ausgelösten multiplen Abwehrreaktionen einer Arabidopsis thaliana Zellkultur wurden untersucht. Diese Abwehrreaktionen umfassten die Verschiebung von Ionen über die Membran, die Alkalisierung des apoplastischen Raums, die Auslösung von programmiertem Zelltod (PCD), die Freisetzung von Phytohormonen ins Medium (Salicylsäure) und in den Gasraum (Ethylen) und die Produktion von antibiotisch wirksamen Substanzen, den Phytoalexinen (Camalexin). Des Weiteren konnte in Ganzpflanzen die Produktion von reaktiven Sauerstoffspezies und die Auflagerung von Kallose auf die Zellwand nach Elicitierung beobachtet werden. Die Wechselwirkungen zwischen den Teilreaktionen der pflanzlichen Abwehr wurden unter Verwendung von pharmakologischen Hemmstoffen untersucht und zueinander in Beziehung gesetzt.; Multiple defense responses are elicited by the proteinaceous elicitor PaNie (Pythium aphanidermatum necrosis inducing elicitor) in cell suspension cultures of Arabidopsis thaliana. These defense responses include shifts in intracellular ions across the membrane, alkalinization of the apoplastic space, induction of programmed cell death (PCD), release of salicylic acid and ethylene and the production of antibiotic compounds (camalexin). In whole plants the accumulation of reactive oxygen species (ROS) and the deposition of callose could also be detected. Cross connections between different defense responses were investigated using pharmacological inhibitors.

Charakterisierung von Proteinen mit Lysin-Motiven und ihre Rolle in der Peptidoglycanperzeption und der angeborenen Immunität in Arabidopsis thaliana; Characterization of proteins containing lysin-motifs and their role in peptidoglycan perception and innate immunity in Arabidopsis thaliana

Willmann, Roland
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.44591%
Mikroben-assoziierte molekulare Muster (MAMPs) lösen in Pflanzen Immunreaktionen aus. Ein Beispiel hierfür ist Peptidoglycan (PGN), ein essentieller Bestandteil bakterieller Zellwände. Peptidoglycan aus Gram-positiven und Gram-negativen Bakterien induziert typische Immunreaktionen in Arabidopsis thaliana. In dieser Arbeit wurden mit LYM3 und CERK1 zwei Proteine mit Lysin-Motiven (LysM) in A. thaliana identifiziert, die jeweils beide für die Perzeption von hochaufgereinigtem PGN und die Induktion der A. thaliana Wirtsimmunität gegenüber bakteriellen Infektionen notwendig sind. LYM3 ist durch einen Glycosylphosphatidylinositolanker mit der pflanzlichen Cytoplasmamembran assoziiert und besitzt eine extrazelluläre Domäne aus zwei Lysin-Motiven. Mit Hilfe dieser Domäne bindet LYM3 spezifisch und reversibel PGN. CERK1 ist eine membranständige Rezeptor-ähnliche Kinase mit einer extrazellulären Domäne aus drei Lysin-Motiven. CERK1 bindet PGN selbst nicht. LYM3 und CERK1 bilden somit ein Rezeptorsystem zur PGN-Perzeption in A. thaliana. LYM3 und CERK1 erkennen gleichermaßen PGN des Lys- und des DAP-Typs. A. thaliana besitzt ein Erkennungssystem, welches nicht zwischen Gram-positivem und Gram-negativem PGN unterscheidet. Lysin-Motive sind bekannte Bindemotive für Kohlehydratoligomere aus N-Acetylglucosaminmonomeren. Die Perzeption von PGN durch LysM-Proteine neben der von pilzlichem Chitin oder rhizobiellen Nodulationsfaktoren bestätigt die Bedeutung dieser Rezeptorklasse für die pflanzliche Erkennung mikrobieller...

Charakterisierung der Interaktion von BAK1 mit BIP89, einer Pathogen responsiven Rezeptor ähnlichen Kinase mit leuzinreichen Wiederholungen aus Arabidopsis thaliana; Characterization of the interaction between BAK1 and BIP89, a pathogen responsive leucine-rich repeat receptor-like kinase in Arabidopsis thaliana

Mazzotta, Sara
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.21559%
Sowohl in tierischen als auch in pflanzlichen Organismen werden deren Immunsysteme durch die Perzeption von konservierten molekularen Strukturen aus Pathogenen, den PAMPs, aktiviert. Beispielsweise wird das flg22-Peptid (Epitop aus dem bakteriellen Flagellin) in A. thaliana mit Hilfe der membranständigen Rezeptorkinase FLS2 erkannt. Nach der Aktivierung von FLS2 durch die Bindung von flg22 heteromerisiert diese mit der LRR-RLK BAK1. BAK1 wurde bereits als Corezeptor der LRR-RLK BRI1 in der Brassinolid abhängigen Pflanzenentwicklung gefunden. Darüber hinaus konnte gezeigt werden, dass BAK1 und eine andere, homologe LRR-RLK in der Zelltodkontrolle involviert sind. bak1-Insertionslinien zeigten dabei einen sich ausbreitenden Zelltod nach Infektion mit nekrotrophen Pilzen. In der vorliegenden Arbeit sollten weitere Signalkomponenten der Zelltodkontrolle nachgewiesen werden. Dazu wurde eine massenspektrometrische Analyse von BAK1-Interaktoren durchgeführt wobei die zwei LRR-RLKs BIP89 (BAK1 interacting protein 89) und BIL3 (BIP89 like 3) gefunden wurden. Beide zeigen eine Pathogen responsive Transkription, wobei BIL3 reprimiert wird und BIP89, analog zu BAK1, induziert wird. Die spezifische Interaktion zwischen BAK1 und BIP89 konnte mit Hilfe von Co-IP-Experimenten in Tabak bestätigt werden. Darüber hinaus wurde eine Interaktion der Kinasen im Hefedihybrid-Tropftest und im in vitro Kinaseassay festgestellt. Die Kinasen von BIP89...

Structural and Functional Analysis of FLOWERING LOCUS T in Arabidopsis thaliana; Strukturelle und funktionelle Analyse von FLOWERING LOCUS T in Arabidopsis thaliana

HO, William Wing Ho
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.28043%
Onset of flowering is critical to the plant reproductive success. In plants such as Arabidopsis thaliana, in which flowering is promoted under long days, inductive conditions lead to the production of FLOWERING LOCUS T (FT) protein in leaves. This protein then serves as a florigen, which travels through the phloem to the shoot apex. There, it interacts with the FD transcription factor to directly activate different flower-identity genes. The floral promoting activity of FT is, however, antagonized by floral repressing TERMINAL FLOWER 1 (TFL1), expressed specifically at the shoot apex. Though opposite in function, both FT and TFL1 are members of the PEBP (phosphatidylethanolamine binding protein) family and share a high degree of structural and topological similarities. Previous studies showed that TFL1 can function similarly to the floral promoting FT via a single amino acid change (H88Y), but the corresponding mutation on the FT backbone (Y85H) cannot convert FT into a floral repressing molecule. Later, exonic swapping between FT and TFL1 demonstrated that the motif encoded by exon 4B and 4C is required for FT function, while either exon 4B or 4C is sufficient for TFL1 activity. However, swapping of exon 4B between the FT paralogs in sugar beet...

Regulation of flowering time by DELLA proteins in Arabidopsis thaliana; Regulation des Blühzeitpunkts durch Arabidopsis thaliana DELLA Proteine

Costa Galvão, Vinicius
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.47291%
The transition to flowering in plants is under multifactorial regulation. Environmental cues, such as light, temperature, and endogenous factors are integrated by a complex genetic network to ensure the correct timing of this transition. In Arabidopsis thaliana, the plant hormone gibberellic acid (GA) is an important endogenous element involved in the regulation of flowering under inductive long-day (LD) and non-inductive short-day (SD) photoperiod. However, important questions regarding the spatial organization of the flowering response, and the relative contribution of factors involved in the GA-mediated control of flowering such as DELLA proteins require a more detailed analysis. In the first part of this thesis I present evidences indicating that the abundance of DELLA proteins in leaves and/or the shoot meristem is an important factor affecting flowering transition, depending on the photoperiodic conditions. Under LD, GA controls flowering by promoting the expression of the florigen FLOWERING LOCUS T (FT) and TWIN SISTER OF FT (TSF) independently of CONSTANS (CO) and GIGANTEA (GI) in the phloem companion cells of the leaf vasculature. In addition, GA positively regulates the expression of several SQUAMOSA PROMOTER BINDING PROTEIN-LIKE (SPL) transcription factors in both leaf vasculature and shoot meristem...

Arabidopsis thaliana: A model host plant to study plant-pathogen interaction using Chilean field isolates of Botrytis cinerea

Gonzalez, Juan; Reyes, Francisca; Salas, Carlos; Santiago, Margarita; Codriansky, Yael; Colihueque, Nelson; Silva, Herman
Fonte: Sociedad de Biología de Chile Publicador: Sociedad de Biología de Chile
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
68.240474%
http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0716-97602006000200004&lng=es&nrm=iso; One of the fungal pathogens that causes more agriculture damage is Botrytis cinerea. Botrytis is a constant threat to crops because the fungus infects a wide range of host species, both native and cultivated. Furthermore, Botrytis persists on plant debris in and on the soil. Some of the most serious diseases caused by Botrytis include gray mold on vegetables and fruits, such as grapes and strawberries. Botrytis also causes secondary soft rot of fruits and vegetables during storage, transit and at the market. In many plant-pathogen interactions, resistance often is associated with the deposition of callose, accumulation of autofluorescent compounds, the synthesis and accumulation of salicylic acid as well as pathogenesis-related proteins. Arabidopsis thaliana has been used as a plant model to study plant-pathogen interaction. The genome of Arabidopsis has been completely sequenced and this plant serves as a good genetic and molecular model. In this study, we demonstrate that Chilean field isolates infect Arabidopsis thaliana and that Arabidopsis subsequently activates several defense response mechanisms associated with a hypersensitive response. Furthermore...

Genetic and environmental modulation of phenotypic variation in Arabidopsis thaliana; Genetische und ökologische Modulation der phänotypischen Variation in Arabidopsis thaliana

Sureshkumar, Sridevi
Fonte: Universität Tübingen Publicador: Universität Tübingen
Tipo: Dissertation; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
Português
Relevância na Pesquisa
68.41851%
Natural phenotypic variation allows us to explore adaptation and the genetic architecture. In this study we had demonstrated that allelic variation in the photoreceptor PHYTOCHROME C (PHYC) contributes to flowering and light responses in natural populations of Arabidopsis thaliana. Our work coupled with earlier work on other light receptors shows that the photoreceptor family to be highly variable and adaptive in plants. In second part of the research we reveal hidden genetic variation and its phenotypic consequences, using Arabidopsis thaliana wild strains. At higher temperature one of the strain (Bur-0) displayed a conditional leaf morphological defect and growth arrest. Through linkage analysis we identified the gene encoding ISOPROPYLMALATE ISOMERASE LARGE SUBUNIT 1 (IIL1) involved in amino acid biosynthesis to be carrying a TTC/GAA triplet repeat expansion in the intronic region, which is responsible for the growth arrest phenotype. Plants carrying induced or spontaneous deletions in the expansion appear normal at higher temperatures. Our findings reveal striking parallels to the human genetic disease Fredereich ataxia (FRDA), a neuronal disease caused by an intronic GAA/TTC triplet expansion thereby providing an excellent experimentally amenable genetic model to study fundamental aspects of triplet expansions associated genetic diseases.; Natürliche phänotypischen Variation ermöglicht es uns...

Analise funcional do regulador de transcrição do tipo bZIP AtbZIP9 de Arabidopsis thaliana atraves da superexpressão de seus genes alvos; Fucntional characterization of the Arabidopsis thaliana bZIP transcription factor AtbZIP9 by overexpression of its target genes

Amanda Bortolini Silveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.40992%
O crescimento e o desenvolvimento dos organismos são baseados na capacidade celular de expressão gênica diferencial que resulta, principalmente, do controle da taxa de iniciação da transcrição por fatores reguladores de transcrição (FTs). FTs do tipo Basic Leucine QQjJer(bZIP) fQram descritos em todos os eucariotos. Seu domínio conservado é constituído de uma região de ligação ao DNA rica em aminoácidos básicos, flanqueada a um zíper de leucinas responsável pela dimerização. Em angiospermas, os bZIPs são reguladores importantes de processos específicos como fotomorfogênese, desenvolvimento de órgãos, elongação celular, controle do balanço de carbono/nitrogênio, mecanismos de defesa, via de sinalização de hormônios e sacarose, controle osmótico e florescimento. Mostramos que os genomas de Arabidopsis thaliana e Orysa sativa codificam para um conjunto completo e não redundante de 76 e 113 fatores bZIP respectivamente, que foram organizados em 11 grupos de proteínas evolutivamente relacionadas e 33 Possíveis Grupos de Genes Ortólogos (PoGO) de mono e eudicotiledôneas, o que deve permitir racionalizar o processo de caracterização funcional destes fatores em angiospermas. O Grupo C, que inclui genes homólogos ao lócus de regulação Opaco-2 (02) de milho...

Anionic currents in pollen grain protoplasts from Arabidopsis thaliana and Lilium longiflorum; Correntes aniónicas em protoplastos de grãos de pólen de Arabidopsis thaliana e Lilium longiflorum

Santos, Ana Bárbara Tavares dos, 1982-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.652627%
Tese de doutoramento, Biologia (Biologia do Desenvolvimento), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011; Upon hydration in a simple medium, pollen grains germinate and develop a cytoplasmic extension designated as the pollen tube, the growth rate of which can reach up to 4 μm s-1, making it one of the fastest polarized cellular growths in nature. This apical growth is oscillatory and its control has been systematically shown to be underlined by ion dynamics, namely ion fluxes across the membrane and cytoplasmatic ionic gradients. These phenomena were identified and characterized by means of imaging techniques and by Self Referencing Vibrating Probes. Thus far the ions known to be involved are Chloride (Cl-), Calcium (Ca2+), Proton (H+) and Potassium (K+), which apical fluxes oscillate with the same frequency as that of the apical growth. Zonia et al. (2002) identified and characterized the Cl- fluxes in growing pollen tubes from two species, Lilium longiflorum and Nicotiana tabacum, showing that this ion leaves the pollen tube through an oscillating efflux at the tip and enters through a non-oscillating influx at the shank of the tube, starting at approximately 15 μm from the tip. These authors also associated the efflux of Cl- to the Ins(3...