Página 1 dos resultados de 170 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

O pensamento estético-cinematográfico em Ángel Quintana a partir da obra Fábulas de lo Visible

Almeida, Mário Vaz
Fonte: Edições Universidade Fernando Pessoa Publicador: Edições Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.11655%
Neste artigo dedicado à obra de Àngel Quintana, Fábulas de lo visible. El cine como creador de realidades, dissertamos sobre o seu pensamento estético - cinematográfico, nomeadamente, a ideia do acaso como signo do real e a tese sobre a autoconsciência realista que está presente numa certa praxis cinematográfica contemporânea. Fundamentalmente, as considerações tecidas giram em torno da árdua missão que o cinema detém como construtor de realidades e de fábulas. In this article, devoted to the thesis of Angel Quintana ‘Fábulas de lo visible. El cine como creador de realidades’, we analysed his aesthetic thoughts on cinema, namely the idea of hazard as a sign of the real and his thesis on realistic self-consciousness that constitutes the practice of some contemporary film. Fundamentally, it is a tissue of theoretical discussion regarding the role of cinema as a builder of realities and fables.

A autoconsciência dos comportamentos dos professores – na escola não há inocentes

Veiga-Branco, Augusta; Antão, Celeste; Ribeiro, Maria Isabel
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
37.418916%
Os estudos de abordagem interacionista, colocam o homem como ser ativo no seu meio, e simultaneamente influenciado por ele (Mead, 1962), pelo que o professor, como sujeito, nunca é “inocente” ou “ausente”, e a sua intervenção tal como a omissão, ou a presença como a ausência de interação, têm uma representação, uma imagem. Assim, pretende-se conhecer a expressão dos comportamentos relacionais do contexto educativo. Ou seja, como se constrói a sua autoconsciência comportamental? As respostas apresentam-se através da análise de conteúdo dos dispositivos discursivos de uma amostra intencional de 18 professores do ensino básico e secundário do Norte de Portugal, para formar uma “grounded theory”, com base numa árvore categorial de três ramos, cada um com duas gerações. O primeiro ramo: “Turbulências” é a categoria expressiva dos estados emocionais de sofrimento, e gera seis subcategorias: 1ª: “Indisciplina”; 2ª: “Arrogância”; 3ª “Violência”; 4ª: “Desmotivação”; 5ª, “Miúdos Agitados, Impossíveis”; 6ª “Que Professor para estes alunos?” e a 7ª “A Sala de Professores”. Os segundo e terceiro ramos/categorias expressam os sentimentos emocionais subjacentes a reações de evitamento. O segundo designado “Alterações Relacionais e Racionais” gera: 1ª “.Reações abruptas”; 2ª “Surpresa e impreparação”; 3ª “Recriminação pelos pares”. O último expressa as “Reações de Instabilidade...

Os espaços infernais e labirínticos em "Ensaio sobre a cegueira"; Inferior and labyrinthic spaces in "Ensaio sobre a cegueira"

Richter, Nanci Geroldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
27.11655%
Este trabalho tem como objetivo a análise dos espaços e suas influências no modo de ser das personagens principais do romance Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago. Para tanto, analisaremos as diferentes tipologias espaciais no romance, ou seja, espaços interiores, exteriores, ínferos e labirínticos e sua importância quanto ao desenvolvimento do tema proposto pelo narrador. De início, apresentamos um breve estudo sobre a tipologia espacial e sua importância para o estudo da narrativa; em seguida, analisamos os espaços ínferos na obra tendo como foco o manicômio e a igreja; depois, examinamos os espaços labirínticos das ruas, da cidade e do supermercado; posteriormente, estudamos os espaços horizontais e verticais como as casas de algumas personagens centrais. Além disso, tratamos menipéia como expediente que contribui para a formação da autoconsciência das personagens e revela o hibridismo do texto.; The aim of this work is to present an analysis of the space and its influence over the way of being of the main characters in José Saramago's work Ensaio sobre a cegueira. We will analyse the different spatial typology in the novel, it means, interior, exterior, inferior and labyrinthic spaces and their importance to the development of the narrator's proposed theme. From the beginning...

Tempo, espaço e autoconsciência: a construção da identidade em Ensaio sobre a cegueira; Time, space and selfconsciousness: the identity construction in ' Ensaio sobre a cegueira'

Silva, Angela Ignatti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.604985%
No capítulo denominado "Formas de tempo e de cronotopo no romance (Ensaios de poética histórica)", de sua obra Questões de Literatura e de Estética (A Teoria do Romance), Mikhail Bakhtin utiliza-se do termo cronotopo para referir-se à indissolubilidade de espaço e de tempo na literatura, uma vez que considera este como a quarta dimensão daquele. O presente trabalho tem como objetivo o exame dos cronotopos no romance Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago, desenvolvido mediante o estudo do manicômio, das ruas, das casas, entre outros. Os cronotopos nesta obra subvertem a relação tradicional entre tempo e espaço, constituindo um mundo invertido em sua totalidade. Por meio dos cronotopos poderemos adentrar o campo da autoconsciência das personagens, o qual revela a ampliação do âmbito de visão delas sobre si mesmas e sobre os outros. Tal ampliação implica o dialogismo e a equiparação das vozes dos protagonistas que empreenderão uma jornada rumo à comunhão e à solidariedade. A autoconsciência desemboca na questão da construção da identidade que descortina a imagem do homem contemporâneo, cindido, em conflito com seu tempo e seu espaço.; In the chapter named "Formas de tempo e de cronotopo no romance (Ensaios de poética histórica)"...

Um viajante em busca do essencial: a personagem entre a aparência e a essência; A traveler search of the essential: the character between appearance and essence

Santos, Patricia Conceição Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.11655%
Este trabalho busca examinar as relações de poder alegorizadas no romance Todos os Nomes, de José Saramago. Usando principalmente as teorias de Mikhail Bakhtin e Michael Foucault sobre o processo de constituição do sujeito moderno (entendido, neste caso, como um sujeito que se reconhece como portador de uma identidade própria, ainda que, paradoxalmente, se saiba também integrante de um grupo social que o concebe e o solicita como um "corpo dócil e útil"), este trabalho enfoca desde a arquitetura "panóptica" do espaço impessoal da Conservatória do Registro Civil, que mantém seus funcionários numa rígida e produtiva disciplina de trabalho sob o olhar vigilante do Conservador, até os comportamentos transgressores do Sr. José em seu processo que investiga a identidade da mulher desconhecida, passando pelo exame dos recursos carnavalescos que visam a desmascarar o poder instituído. A análise visa provar que existe uma intrínseca e inextricável relação entre o poder instituído (representado pela figura do conservador) e o sujeito que se submete a esse poder (representado, no romance, pela figura do Sr. José), de tal modo que o desenvolvimento da autoconsciência do sujeito e a sua libertação em relação à condição anterior de assujeitamento (na terminologia de Foucault) acarretam...

O self semiótico : desenvolvimento interpretativo da identidade como um processo dramático

Garra, Mariela Susana Michel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.11655%
Recorre-se à teoria semiótica de C. S. Peirce e ao psicodrama de J. L. Moreno para demonstrar a distinção conceptual entre self (processo reflexivo) e identidades (papéis internos). A tese divide-se em cinco estudos. O primeiro, sobre autoconsciência e mediação sígnica, conclui que a semiótica triádica permite estudar o desenvolvimento psicológico incluindo aspectos não verbais. O segundo, sobre o problema da unidade/diversidade identitária, conclui que o self é um processo semiótico triádico que integra identidades particulares como interpretantes. O terceiro aborda empiricamente a conversação ou drama interno recolhido por técnicas psicodramáticas usando as categorias fenomenológicas e conclui que a auto-contradição promove a reflexividade. O quarto trata da mudança e da permanência identitárias como efeito da causalidade final e explica a autonomia pelo diálogo interno com a alteridade. O quinto propõe o método psicodramático para estudar as identidades particulares experimentadas como personagens internos e o self como identidade supra-ordenada desenvolvimental interpretativa.

Autoconsciência em medidas de autorrelato e em contextos de resolução de problemas

Silveira, Amanda da Costa da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.944766%
O conceito de autoconsciência em psicologia é definido como a habilidade de o indivíduo se tornar objeto de sua própria consciência. Este trabalho visou a investigar essa tradicional definição de forma teórica e empírica. Considerações sobre o conceito de autoconsciência sob a perspectiva da fenomenologia, do pragmatismo e da semiótica sugerem uma abordagem da autoconsciência não apenas como objeto da consciência, mas como uma instância presente em toda a experiência humana. Esta conclusão da parte teórica é posta à prova empírica em dois contextos que viabilizam o estudo da autoconsciência em psicologia: as medidas de autorrelato e a conversa interna verbalizada em tarefas de resolução de problemas. Para realizar estes dois estudos empíricos, a tese ainda envolveu a adaptação de três medidas de autorrelato relacionadas à autoconsciência para a população brasileira: a Escala de Autoabsorção, a Escala de Autorrelfexão e Insight e a Escala Filadélfia de Mindfulness. Os estudos empíricos que se seguiram apontaram resultados que sugerem inovações no conceito de autoconsciência em psicologia, no sentido de contemplar não apenas sua dimensão reflexiva, mas também pré-reflexiva. Tais achados puderam ser observados tanto nas dimensões resultantes da análise fatorial realizada com todos os itens das medidas de autorrelato integrantes do estudo...

Percepção e autoconsciência : modelos experimentais na naturalização da fenomenologia

Castro, Thiago Gomes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.890898%
Tese dividida em cinco capítulos, sendo três capítulos sobre teoria fenomenológica e naturalização nas Ciências Cognitivas e dois capítulos experimentais sobre percepção espaço-corporal, autoconsciência e affordance. O primeiro capítulo traça aspectos históricos da definição de intencionalidade e percepção de movimento próprio na Fenomenologia de Edmund Husserl em contraste com modelos de intencionalidade em outros sistemas filosóficos. O segundo capítulo explora a relação da Fenomenologia com psicólogos experimentais alemães nas duas primeiras décadas do século XX e a utilização do método fenomenológico para fins experimentais. O estudo dois também trata das decorrências indiretas da teoria fenomenológica na composição do argumento ecológico da percepção direta (James J. Gibson). O terceiro capítulo se ocupa dos modelos de naturalização da Fenomenologia nas Ciências Cognitivas, enfatizando o modelo de Fenomenologia Front-loaded como recurso metodológico que será empregado na seção experimental seguinte. No quarto capítulo, início da seção experimental, a percepção corporal, a habilidade cognitiva de representação de espaços e a autoconsciência são investigadas em uma tarefa experimental denominada Ilusão da Mão de Borracha (IMB). Os achados indicam correlação positiva entre um padrão de estimulação tátil em sincronia...

Reconhecimento em Hegel

Wickert, Tarcisio Alfonso
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
27.418916%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2013.; Esta tese visa analisar e investigar o conceito de Reconhecimento e Alteridade nas obras da Fenomenologia do Espírito e Princípios da Filosofia do Direito de Hegel. Demonstraremos inicialmente como esses conceitos se constituem num movimento e desenvolvimento da consciência em direção à autoconsciência, precisamente, nas figuras do senhor e servo da Fenomenologia do Espírito. Num segundo momento, mostraremos como Hegel, partindo da autoconsciência, chega ao Espírito Objetivo na sua Filosofia do Direito, com ênfase na família, sociedade civil e Estado, numa perspectiva do mútuo reconhecimento. Num terceiro momento, nosso intuito é comparar o reconhecimento em Hegel e a leitura de Axel Honneth. Apresentaremos as bases do conceito de reconhecimento em Honneth, pautadas no amor, no direito e na solidariedade. Mostraremos como Honneth se utiliza do conceito de reconhecimento em Hegel e quais são as diferenças entre esses dois pensadores. Nesse sentido o nosso propósito é também expor como e porque Honneth faz a passagem do reconhecimento para a reificação...

Promoção da competência social e emocional no jardim de infância

Pereira, Joana Coutinho
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
27.11655%
O desenvolvimento ocorre a partir do plano interpessoal, ou seja, a partir das interações e relações que estabelecemos com os outros, pelo que a competência social e emocional assume um papel determinante no mesmo, podendo ser facilitadora da aprendizagem. É importante não esquecer que o adulto, em especial o educador tem um papel fundamental neste contexto, pois a sua atitude poderá determinar o percurso do desenvolvimento da competência social e emocional nas crianças, através da sensibilidade que demonstra, da estimulação e promoção da autonomia do grupo e da sua própria postura, pela forma como se relaciona com os outros e com as próprias crianças. No entanto a realidade é complexa e cada criança faz parte de uma série de contextos, cujas relações influenciam o seu desenvolvimento, pelo que a participação das famílias e da comunidade no processo educativo é essencial. O presente trabalho propõe-se apresentar uma investigação qualitativa sobre a promoção da competência social e emocional, dinamizada num Jardim de Infância na periferia da cidade de Ílhavo. Esta competência envolve várias subcompetências, tanto ao nível da autoconsciência, como da consciência do outro, e pode ser determinante em muitos momentos da nossa vida...

Sentimentos acráticos, empatia e autoconsciência

Mendonça, D
Fonte: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E. Publicador: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.604985%
Baseado num trabalho de investigação realizado no âmbito do Pós-Doutoramento (SFRH/BPD/14175/2007) e inserida no projecto Fundamentos Cognitivos do Si (PTDC/FIL-FCI/110978/2009) do Instituto de Filosofia da Linguagem; O presente artigo analisa o papel dos sentimentos acráticos na empatia e na autoconsciência argumentando que os sentimentos acráticos são fundamentais para nos conhecermos e nós próprios e aos outros porque criam uma plataforma emocional que oferece um certo tipo de encontro empático e um espaço privilegiado para a autoconsciência. O artigo começa por descrever a natureza das emoções acráticas e o modo como as podemos encontrar a vários níveis emocionais. De seguida, elabora o modo como as emoções acráticas contribuem para a uma compreensão empática mais profunda porque permitem um salto de autoconsciência em que os sujeitos se interpretam como opacos para si mesmos. Por fim, o artigo mostra como o aprofundamento do autoconhecimento e dos processos empáticos permite um melhor conhecimento da natureza do mundo emocional.

Autoconsciência pura, identidade e existência em Kant

Martins,Clélia Aparecida
Fonte: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
37.418916%
Este artigo estabelece a relação entre apercepção transcendental e identidade, existência e percepção, e procura com isso mostrar que, embora esteja na base da estrutura cognitiva humana, a autoconsciência não elabora conhecimento.

Autoconsciência, imagens mentais e mediação cognitiva

Nascimento,Alexsandro Medeiros do; Roazzi,Antonio
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.731033%
O estudo encaminhou o teste empírico da hipótese de mediação cognitiva de autoconsciência através de imagens mentais e das relações da mediação icônica com habilidades de visualização, bem como de exame das qualidades psicométricas da Escala de Autoconsciência Situacional e o Teste de Habilidades de Visualização de Imagens Mentais, com suas duas séries independentes - Self e Não-Self, visando seus usos em pesquisas futuras. O estudo ex-post-facto completo foi conduzido com 958 universitários, os quais responderam os instrumentos de forma individual ou coletiva, sendo os dados analisados através de procedimentos de Análise Fatorial, coeficiente de correlação de Pearson, técnica de Regressão Linear e Análises Multidimensionais tipo SSA. As análises efetuadas corroboraram a hipótese de mediação cognitiva de autoconsciência por imagens mentais, e de que a mediação icônica tem uma relação consistente com o nível de desenvolvimento das habilidades imaginativas.

As falhas na emergência da autoconsciência na criança autista

Fiore-Correia,Olívia Balster; Lampreia,Carolina; Sollero-de-Campos,Flavia
Fonte: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Publicador: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.418916%
Crianças com transtorno autístico apresentam falhas significativas na emergência da autoconsciência reflexiva. O objetivo do presente trabalho é analisar os processos envolvidos nestas falhas através de uma discussão das abordagens naturalista e construtivista no campo da filosofia, da neurociência, da psicologia do desenvolvimento e do transtorno autístico. Conclui-se que a abordagem construtivista permite uma melhor compreensão destas falhas, por considerar que elas advêm de prejuízos inicialmente inatos na capacidade de identificação afetiva destas crianças que prejudicam a interação social e o desenvolvimento da linguagem e, por conseguinte, sua capacidade autorreflexiva.

Autoconsciência e ambiguidade perceptual cinestésica: experimento fenomenológico

Castro,Thiago Gomes de; Gomes,William Barbosa
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.822068%
Relações entre cinestesia e autoconsciência foram examinadas em experimento fenomenológico com 19 estudantes universitários, os quais responderam a três instrumentos: 1) Escala de Autoconsciência; 2) The Alien-hand Experiment (indução de distorção perceptiva em tarefa motora, repetida quatro vezes); e 3) Entrevista Fenomenológica sobre percepções do experimento. A análise identificou dois padrões de resposta: 1) reconhecimento da distorção e atribuição ao experimento e 2) reconhecimento ambivalente da distorção e atribuição a si mesmo. O segundo padrão de resposta associou-se a altos índices de autoconsciência. A reversão entre experiência consciente e consciência da experiência desvelou-se gradativamente nas repetições da tarefa: 1) descrição do estranhamento, 2) variações imaginárias das causas da distorção (arguições), 3) tomada de posição pela atribuição da distorção ao experimento ou a dificuldade pessoal de realizar a tarefa. A diferenciação de modalidades de autoconsciência permitiu a análise da arguição sobre as interferências experimentais, apontando de modo original o movimento da pré-reflexão à autorreflexão.

Diálogo no limiar e diatribe: mecanismos de construção da autoconsciência do sujeito

Alvarez,Aurora Gedra Ruiz; Lopondo,Lílian
Fonte: LAEL/PUC-SP (Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) Publicador: LAEL/PUC-SP (Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.418916%
Este artigo tem o objetivo de refletir sobre o diálogo no limiar, um gênero nascido do diálogo socrático, e a diatribe, um gênero retórico interno dialogado, compreendidos ambos os fenômenos, neste estudo, como instrumentos privilegiados para a construção da autoconsciência do protagonista de Uma criatura dócil, novela de Dostoiévski. Tencionamos examinar, na materialidade do texto, o partejar das ideias desenvolvido pelo diálogo no limiar no momento da crise existencial vivida pela personagem-narrador e os expedientes da diatribe que provocam a experimentação filosófico-dialógica que esse sujeito assume ao constituir a sua voz.

Autoconsciência situacional, imagens mentais, religiosidade e estados incomuns da consciência : um estudo sociocognitivo

Medeiros do Nascimento, Alexsandro; Roazzi, Antonio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
38.13563%
Presencia-se neste início de século um renascimento dos estudos da consciência, da autoconsciência e de processos de alta ordem relacionados ao self humano. No que se refere especificamente à autoconsciência, aqui definida como consciência de alta ordem ou capacidade do self de prestar atenção a si mesmo (Duval & Wicklund, 1972), tem crescido a percepção do profundo desconhecimento vigente quanto aos mecanismos cognitivos que mediam autoconsciência em seres humanos, apesar de alguns mecanismos de mediação estarem na atualidade sendo propostos como candidatos a este papel como a autofala e imagens mentais (Morin & Everett, 1990; Morin, 2004; 2005). A partir de um enfoque sociocognitivo, representacional e fenomenal (Morin, 2004; Paivio, 2007; Shanon, 2004; L Écuyer, 1975) investigou-se os processos cognitivos mediadores de autoconsciência, propiciando o teste empírico da hipótese da mediação por Imagens Mentais, na relação com a religiosidade e os estados da consciência em universitários recifenses. No cumprimento deste objetivo principal, o Estudo 1 de perspectiva correlacional procedeu à avaliação psicométrica de 04 instrumentos através da Análise dos Componentes Principais, com dados coletados numa amostra de 958 estudantes universitários...

Ayahuasca, Autoconsciência e Bem-Estar Psicológico: Um Estudo Sobre a (In)Congruência Religiosa

Pereira Júnior, Francisco Santos; Nascimento, Alexsandro Medeiros do (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.944766%
A ayahuasca é um chá de efeitos psicoativos, usado em contexto ritual e religioso. Estudos têm apontado seu possível uso para fins terapêuticos, como no tratamento de depressão e abuso drogas,etc.O estudo do tipo ex-post-facto investigou se o uso do psicoativo e enteógeno ayahuasca em contexto religioso e ritual tem um efeito sobre a mente,no sentido de propiciar maiores níveis de autoconsciência do tipo reflexivo, além de melhores índices de bem-estar psicológico e espiritual.Assim,buscou-se mapear as relações entre os processos relacionados ao Selfc omo, autoconsciência e o bem-estar psicológico e espiritual na dependência da congruência religiosa nos grupos de distintas orientações religiosas (bebedores de ayahuasca, evangélicos tradicionais batistas e pessoas não religiosas e não usuárias de ayahuasca). Também foram verificadas as propriedades psicométricas das escalas utilizadas na pesquisa. Participaram da pesquisa indivíduos maiores de 18 anos, com ensino médio completo e/ou universitários, residentes em Recife e Região Metropolitana. Foram utilizadas escalas psicométricas para mensurar os construtos de interesse, a saber, a Escala de Autoconsciência Situacional –EAS (Nascimento, 2008), Escala de Congruência Religiosa–ECR (Nascimento...

Diálogo no limiar e diatribe: mecanismos de construção da autoconsciência do sujeito; Dialogue on the threshold and diatribe: construction mechanisms of the individual's self-consciousness

Alvarez, Aurora Gedra Ruiz; Lopondo, Lílian
Fonte: LAEL/PUC-SP (Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) Publicador: LAEL/PUC-SP (Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.418916%
Este artigo tem o objetivo de refletir sobre o diálogo no limiar, um gênero nascido do diálogo socrático, e a diatribe, um gênero retórico interno dialogado, compreendidos ambos os fenômenos, neste estudo, como instrumentos privilegiados para a construção da autoconsciência do protagonista de Uma criatura dócil, novela de Dostoiévski. Tencionamos examinar, na materialidade do texto, o partejar das ideias desenvolvido pelo diálogo no limiar no momento da crise existencial vivida pela personagem-narrador e os expedientes da diatribe que provocam a experimentação filosófico-dialógica que esse sujeito assume ao constituir a sua voz.

A regulação emocional, autoconsciência e satisfação com a vida em jovens institucionalizados e não institucionalizados

Neves, Susana Raquel Martins
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.731033%
A literatura científica tem evidenciado que a capacidade de regulação emocional e a autoconsciência estão presentes no funcionamento adaptativo ou psicopatológico, contudo a influência dessas variáveis na satisfação com a vida tem sido pouco estudada teoricamente. Neste estudo pretende-se analisar a relação dessas variáveis, da regulação emocional, autoconsciência e satisfação com a vida com as características da amostra, género, idade e institucionalização. Participaram no estudo 47 jovens tanto institucionalizados como não institucionalizados, de ambos os sexos. Foram administrados, a todos os participantes, dois instrumentos sendo eles a escala Emotion Regulation Index for Children and Adolescents (ERICA) traduzida e aferida para a população portuguesa por Reverendo e Machado (2011) e a escala Satisfaction With Life Scale (SWLS) traduzida e aferida para a população portuguesa por Simões (1992) para avaliar a capacidade de regulação emocional e a satisfação com a vida. A satisfação com a vida não apresentou diferenças significativas quanto às variáveis independentes, já a regulação emocional demonstrou diferenças significativas quanto ao género, salientando-se o feminino. Os resultados revelam-se promissores ao nível da compreensão da capacidade de regulação emocional...