Página 1 dos resultados de 321 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Efeitos da suplementação com castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa H.B.K.) sobre o estresse oxidativo em mulheres obesas e sua relação com o polimorfismo Pro198Leu no gene da glutationa peroxidase 1; Effects of the supplementation with Brazil nut (Bertholletia excelsa H.B.K.) on the oxidative stress in obese women and its relation with the Pro198Leu polimorphism in the glutathione peroxidase 1 gene

Cominetti, Cristiane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
96.09%
Indivíduos obesos apresentam níveis elevados de estresse oxidativo quando comparados com controles de peso eutrófico. Isto pode ser atribuído a uma série de fatores, com destaque para a ingestão reduzida de substâncias antioxidantes. Outro aspecto a ser considerado é a presença de polimorfismos em genes que codificam para enzimas antioxidantes, como é o caso do Pro198Leu no gene da enzima glutationa peroxidase 1 (GPx 1). Portanto, este trabalho teve como objetivos estudar as relações entre obesidade, marcadores de estresse oxidativo e o polimorfismo Pro198Leu no gene da GPx1, além de verificar as respostas destes parâmetros à ingestão de castanhas-do-brasil como fonte de selênio (Se). Participaram do estudo 37 mulheres em idade reprodutiva, que não apresentavam diabetes mellitus, doenças da tireóide; não ingeriam suplementos de minerais e vitaminas, medicamentos para redução de peso ou hipolipemiantes, e não eram tabagistas. Foram utilizados os seguintes marcadores bioquímicos: concentrações de Se plasmático, eritrocitário e nas unhas; atividade eritrocitária total da GPx; concentrações urinárias de 8-isoprostanos; concentrações plasmática de TBARS; avaliação de danos em DNA; perfil lipídico sérico; além da determinação dos genótipos relativos àquele polimorfismo. Cada unidade de castanha forneceu...

Estudo das potencialidades da castanha-do-brasil: produtos e subprodutos; Study of Brazil nut potential: products and by-products

Santos, Orquídea Vasconcelos dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.13%
O objetivo desta pesquisa foi analisar o potencial de produtos e subprodutos da castanha-do-brasil, focou-se primariamente em sua forma in natura, em seguida no óleo extraído desse fruto e seu respectivo subproduto convertido em farinha. Inicialmente apresenta-se uma breve revisão de literatura vislumbrando aspectos relevantes a investigações, com respeito aos potenciais dessas oleaginosas. Em seguida foca-se a avaliação microbiológica, de micotoxinas e a caracterização em macro e micronutrientes dessa amêndoa. Após isso, apresenta-se um estudo sobre as formas de extrações lipídicas, avaliando as características físico-químicas, colorimétricas e perfis de ácidos graxos dos óleos obtidos, analisando seu comportamento térmico, sua estabilidade oxidativa e o perfil espectroscópico, correlacionando as diferenças impostas ao material de acordo com o método de extração. Posteriormente, aborda-se o estudo do subproduto da extração lipídica e sua transformação em farinha, por meio de análises de composição física; físico-químicas; propriedades funcionais e tecnológicas; análises de minerais e a composição em aminoácidos. O estudo inicial confirmou a potencialidade da castanha-do-brasil nos mais diversos segmentos industriais e suas inúmeras possibilidades de pesquisas. Os dados relacionados à composição desse fruto coadunam com as pesquisas que relatam sua alta qualidade nutricional e funcional. Com relação à extração lipídica foi possível observar que a forma de extração com utilização de fluido supercrítico com dióxido de carbono (CO2) apresentou o melhor rendimento e manutenção da qualidade do material extraído. As comparações dos eventos termogravimétricos e diferenciais em diferentes atmosferas mostraram maior estabilidade térmica nos óleos extraídos com fluidos supercríticos (CO2). A avaliação acelerada da estabilidade oxidativa dos óleos via análise por Rancimat em comparação com o DSC evidenciam diferenças entre aos métodos de avaliação e entre as formas de extração dos óleos. A avaliação do subproduto pós-extração lipídica apresentou elevada qualidade nutricional e funcional...

Identificação de ácidos graxos presentes no óleo de Castanha do Brasil em emulsões cosméticas; Identification of fatty acids containing in the Brazil nut oil in cosmetics emulsions

Lima, Cibele Rosana Ribeiro de Castro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
96.17%
As buscas de novas substâncias ativas com finalidades cosméticas e dermatológicas e as elucidações científicas dos reais benefícios a elas atribuídos têm sido uma exigência do mercado consumidor. Atualmente vários produtos cosméticos contendo óleos naturais da Amazônia têm sido desenvolvidos e estão disponíveis no mercado, causando uma grande revolução na indústria de cosméticos. Esses óleos apresentam grande concentração de ácidos graxos, que são compostos capazes de melhorar a barreira transepidérmica, apresentando-se como substâncias funcionais na hidratação da pele. O presente trabalho teve como principal objetivo o desenvolvimento de uma metodologia analítica por eletroforese capilar para a identificação de ácidos graxos presentes no óleo de Castanha do Brasil em emulsões cosméticas. Primeiramente, este óleo foi caracterizado isoladamente quanto aos ácidos graxos nele presentes pelos métodos de cromatografia em fase gasosa (CG) e cromatografia em fase líquida de alta eficiência (CLAE). Foi desenvolvida uma formulação para a incorporação deste óleo e realizou-se um estudo de estabilidade física desta formulação. As características físicas e organolépticas do estudo em questão foram obtidas. Os ácidos graxos encontrados no óleo de Castanha do Brasil foram os ácidos linoléico...

Efeito da suplementação com castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa H.B.K.) na expressão gênica de citocinas inflamatórias e sua relação com o estresse oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 1; Effect of supplementation with Brazil nuts (Bertholletia excelsa H.B.K.) on gene expression of inflammatory cytokines and its relationship to oxidative stress in patients with type 1 diabetes mellitus

Pires, Liliane Viana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.25%
Diversas hipóteses têm sido sugeridas para atividade anti-inflamatória do mineral selênio, tais como, efeito inibitório da enzima óxido nítrico sintase induzível e inibição da via de ativação do NFκB. Associado a esse aspecto, o selênio faz parte do sistema de defesa antioxidante como parte da enzima glutationa peroxidase (GPx), reduzindo as concentrações de espécies reativas, e consequentemente, atenuando o estresse oxidativo. Assim, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da suplementação com castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa H.B.K.), fonte dietética de selênio, na expressão gênica de citocinas inflamatórias e sua relação com o estresse oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Inicialmente foi realizada a caracterização da composição de macronutrientes, teor de selênio e de fenólicos totais presentes nas castanhas-do-brasil utilizadas neste estudo. A atividade antioxidante in vitro foi realizada nas frações ricas em ácidos fenólicos (ácidos fenólicos livres-AFL, ácidos fenólicos solúveis-AFS e ácidos fenólicos insolúveis-AFI) extraídas das castanhas desengorduradas pelos métodos de DPPH, capacidade redutora, β-caroteno/ácido linoléico e inibição da peroxidação espontânea. O estudo com pacientes diabéticos foi de natureza longitudinal. Foram avaliados 70 pacientes com diabetes mellitus tipo 1...

Efeitos do consumo de castanha-do-brasil (Bertholetia excelsa H.B.K.) sobre o estresse oxidativo em pacientes com comprometimento cognitivo leve e a relação com variações em genes de selenoproteínas; Effects of the intake of Brazil nut (Bertholetia excels H.B.K) on the oxidative stress in patients with mild cognitive impairment and its relation with polymorphisms in selenoprotein genes.

Cardoso, Bárbara Rita
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
96.27%
Visto que o estresse oxidativo está intimamente relacionado com a progressão da demência, este se apresenta como um possível alvo terapêutico a fim de preservar as funções cognitivas. No mesmo sentido, estudos mostram o papel antioxidante do selênio, mineral que atua por meio das selenoproteínas, com destaque para a família de enzimas antioxidantes glutationa peroxidase (GPx) e a selenoproteína responsável pelo transporte de selênio, a selenoproteína P (SePP). Entretanto, diferentes genótipos dos genes que codificam essas selenoproteínas podem refletir em diferentes respostas diante de intervenções alimentares. Assim, este trabalho teve como objetivo verificar os efeitos da suplementação com castanha-do-brasil sobre o estresse oxidativo em pacientes com comprometimento cognitivo leve (CCL) e verificar sua relação com os polimorfismos rs1050450 (Pro198Leu) no gene da GPx1, rs3877899 e rs7579 no gene da selenoproteína P. Participaram do estudo 31 indivíduos com CCL, voluntários, de ambos os sexos, frequentadores do Ambulatório de Memória do Idoso do Serviço de Geriatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com idade igual ou superior a 60 anos, que foram distribuídos aleatoriamente entre os grupos Castanha e Controle. O grupo Castanha recebeu uma unidade de castanha-do-brasil por dia durante seis meses. Foram avaliados os seguintes marcadores: determinação de selênio no plasma e nos eritrócitos...

Ciencia, tecnologia e desenvolvimento na economia da castanha-do-brasil

Manoel Ricardo Vilhena
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2004 Português
Relevância na Pesquisa
96.14%
Esta análise pretende demonstrar como estão relacionados os modelos de desenvolvimento, a expansão agrícola, políticas desenvolvimentistas regionais e seus principais efeitos na ocupação demográfica, econômica e ambiental da Amazônia. Para compreensão dessa dinâmica, no contexto regional, serão destacados, brevemente, os processos sócio-econômicos que culminaram com a formação de Unidades de Conservação (Reservas Extrativistas) em particular a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do rio Iratapuru - RDS-I) e neste âmbito, a concepção de um novo padrão de produção que relaciona: organização da produção através de gestão cooperativista; inovação tecnológica na padronização e diversificação de produtos; manejo florestal comunitário, desenvolvidos através da Cooperativa Mista de Produtores e Extrativistas do rio Iratapuru - COMARU. Evidenciará quais os obstáculos para incorporar maior valor agregado, e assim ampliar a ocupação de espaços de consumo tanto no mercado interno, quanto no de exportação, revelando seus desdobramentos quanto ao desenvolvimento econômico e seus impactos no meio ambiente. Em breve análise macro-regional, será destacado o contexto de produção, beneficiamento...

Processamentos de amêndoa e torta de castanha-do-Brasil e farinha de mandioca: parâmetros de qualidade

Souza,Maria Luzenira de; Menezes,Hilary Castle de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2004 Português
Relevância na Pesquisa
96.18%
A castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa H.B.K.) e mandioca (Manihot esculenta Crantz) são matérias-primas importantes que constituem a base de subsistência para os povos da região Amazônica. Devido à falta de incentivo às suas utilizações pela indústria de alimentos no mercado interno, buscou-se processar a castanha-do-Brasil para obtenção de amêndoa e torta, e de mandioca para obtenção de farinha, objetivando identificar parâmetros de qualidade que justificassem e incentivassem o apelo aos seus aproveitamentos. Os resultados mostraram que a negatividade de aflatoxinas na amêndoa e torta apontaram a alta qualidade do lote da castanha-do-Brasil em relação a segurança alimentar. Os teores encontrados de selênio 2,04mg/kg na amêndoa e 7,13mg/kg na torta, os percentuais de fibra alimentar de 8,02 na amêndoa, de 15,72 na torta e de 5,68 na farinha, proteína bruta de 40,23% na torta e carboidratos 79,33% na farinha, permitiram caracterizar o produto a base de castanha como protéico, rico em selênio e fibras; e o de mandioca como rico em carboidratos e fibras. A proteína bruta da amêndoa é completa, rica em aminoácidos sulfurados, estando uns aminoácidos em quantidades superiores e outros equivalentes aos do padrão da FAO...

Avaliação sensorial de cereais matinais de castanha-do-brasil com mandioca extrusados

Souza,Maria Luzenira de; Menezes,Hilary Castle de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
96.16%
Este trabalho objetivou estudar a aceitabilidade de cereais matinais de torta de amêndoa de castanha-do-brasil com mandioca extrusados nos sabores doce, salgado e natural, referentes aos atributos: aceitação global, sabor, crocância e intenção de compra por 06 meses de armazenagem à temperatura ambiente de Campinas-SP. As amostras foram servidas a um painel constituído por 40 consumidores, de forma balanceada em pratos pretos codificados com três dígitos e os resultados, comparados com um produto similar disponível no mercado. Os resultados mostraram que os três tipos de cereais matinais de castanha-do-brasil com mandioca alcançaram maiores notas para todas os atributos sensoriais avaliados do que o cereal matinal similar comercializado, com diferenças significativas (< 0,05) pelo teste de Tukey. O mesmo teste mostrou que a crocância do cereal de castanha-do-brasil com mandioca sabor doce foi diferente (p < 0,05), no segundo, terceiro e sexto mês de armazenagem, das médias dos de sabores natural e salgado, cuja média das notas do cereal doce foi superior; as demais não diferiram. Dos três cereais matinais estudados o de sabor doce recebeu as maiores notas para todos os atributos avaliados, porém com diferença significativa para alguns parâmetros e tempos de estocagem. Em relação aos atributos avaliação global...

Extrusão de misturas de castanha do Brasil com mandioca

Souza,Maria Luzenira de; Menezes,Hilary Castle de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
96.23%
Considerando-se que a castanha do Brasil apresenta elevado potencial nutritivo, baixo consumo no Brasil, baixo valor agregado e é um produto orgânico, além da alta produtividade, do baixo custo da mandioca e da tecnologia de extrusão termoplástica apresentarem ampla aplicabilidade e vantagens, este trabalho teve como objetivo empregar estas três variáveis, para formular misturas com castanha do Brasil e farinha de mandioca e processá-las por extrusão, visando à obtenção de produtos extrusados ricos em proteína vegetal e prontos para o consumo. Foram utilizadas torta de amêndoa de castanha do Brasil semidesengordurada e farinha de mandioca para formulações das misturas para extrusão. Aplicou-se o delineamento fatorial completo composto central (2³), com 3 variáveis independentes e a metodologia de superfície de resposta foi usada para avaliar os resultados da composição centesimal e o valor calórico, frente às variações de castanha, umidade e temperatura. Os resultados indicam que as formulações com maiores quantidades de castanha apresentam quantidades de proteínas, lipídios e cinzas mais elevadas, já as formulações com menores teores de castanha apresentam maiores percentuais de carboidratos. Os coeficientes de regressão médios do modelo estatístico para as respostas são: umidade 7...

Otimização do processo de extrusão termoplástica da mistura castanha do Brasil com farinha de mandioca

Souza,Maria Luzenira de; Menezes,Hilary Castle de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
96.15%
O objetivo deste trabalho foi otimizar as condições de processamento por extrusão termoplástica de misturas de torta de castanha do Brasil com farinha de mandioca, em função da aceitabilidade. Foi feito o delineamento fatorial completo 2³ para a produção dos extrudados e a avaliação dos ensaios extrusados em função das respostas de aceitação. No estudo de aceitação global aplicou-se o teste afetivo de escala hedônica com 9 pontos e no de intenção de compra o de 5 pontos. O resultado da metodologia de superfície de resposta indica que aumentos de castanha do Brasil, temperatura e umidade elevam as notas de aceitação global e intenção de compra do produto, com uma região de otimização do processamento nas seguintes condições: temperatura entre 120 a 160 °C, castanha entre 48 a 80% e umidade entre 20 a 25%. Na torta de castanha, a temperatura e a umidade da mistura muito alta ou muito baixa diminuem as notas de aceitação global e a intenção de compra. As maiores notas de aceitação global e a intenção de compra neste experimento estão nos pontos centrais e indicam a validade do modelo.

Biomonitoramento de abelhas euglossina (Apidae, Hymenoptera) em um SAF com castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) em Tomé-Açu, Pará.

MOURA, T. do S. A. de; MAUES, M. M.; SOUSA, J. T. A. de; SANTOS, A. C. S. dos.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011. Publicador: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
106.06%
A castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa) é uma planta nativa da Amazônia e uma das mais importantes espécies de exploração extrativista do Brasil. É uma espécie melitófila, polinizada por abelhas de grande porte, como os Euglossina dos gêneros Eulaema e Eufriesea. O presente trabalho propõe estimar a fauna das abelhas-das-orquídeas (Apidae, Euglossina) em um plantio com castanheira-do-brasil no município de Tomé-Açu, Pará; verificar a variação da apifauna durante o ano e avaliar se essa difere regionalmente na mesma cultura. O estudo foi realizado em um sistema agroflorestal na área da Fazenda Sasahara, Tomé-Açu, Estado do Pará, no período de Agosto/2010 a Março/2011. O monitoramento das abelhas foi realizado com armadilhas aromáticas atrativas aos machos euglossíneos, sendo utilizadas cinco substâncias odoríferas (salicilato de metila, eugenol, eucaliptol, cinamato de metila e vanilina). Foram coletadas 23 espécies e cinco morfoespécies de Euglossina (N=933) pertencentes aos gêneros Euglossa, Eulaema, Eufriesea e Exaerete, e 16 exemplares de Trigona sp. (Meliponina, Apidae). As armadilhas com cineol capturaram maior número de abelhas. O monitoramento demonstrou-se satisfatório, uma vez que as espécies mais frequentes...

Caracterização físico-química de amêndoas e óleos de castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa H.B.K) provenientes do estado do Acre.

VASCONCELOS, A. A.; CRUZ, K.; WADT, L. O.; ABREU, L. F.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011. Publicador: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
96.09%
O objetivo deste trabalho foi a caracterização físico-química das amêndoas e do óleo de duas amostras de castanha do Brasil (Bertholletia excelsa H.B.K) provenientes de indivíduos de parcelas permanentes estabelecidas no Estado do Acre. Foram determinados os teores de umidade, cinzas, lipídios, proteína, fibras e carboidratos das amêndoas (AOAC) e os índices de acidez e peróxido dos óleos (AOCS). Ambas as amostras apresentaram valores de cinzas em torno de 3%, proteínas de 7%, lipídios 56 % e fibras 6%, diferindo apenas quanto à umidade, que foi de 6 a 12%, e ao teor de carboidratos, que foi de 20 a 26%. As análises realizadas em relação aos índices de acidez e peróxido, apresentaram os valores máximos de 0,13 mg KOH/g e 0,33 meq.Kg-1. Os valores encontrados demonstraram que as características físico-químicas das amêndoas e dos óleos de castanha do Brasil obtidos das parcelas permanentes das localidades de Xapuri e Sena Madureira, no Estado do Acre, não apresentam diferenças significativas entre si, bem como apresentaram bom estado de conservação durante as operações de transporte, devido ao baixo grau de oxidação lipídica observado; 2011; PIBIC-2011.

Composição centesimal da castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa) comercializada em Macapá e Santana (AP).

LOBATO, M. S. A.; BEZERRA, V. S.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 1., SEMINÁRIO AVANÇADO DE PESQUISA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ, 2., 2001. Macapá. Resumos. Macapá: UNIFAP, 2001. p. 24. Publicador: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 1., SEMINÁRIO AVANÇADO DE PESQUISA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ, 2., 2001. Macapá. Resumos. Macapá: UNIFAP, 2001. p. 24.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
106%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o valor nutritivo através da composição centesimal da amêndoa da castanha-do-brasil comercializada nas quatro principais feiras dos municípios de Macapá e Santana oriundas das reservas de Iratapuru, Cajari e Maracá.; 2001

Avaliação sensorial de farinha mista de castanha-do-brasil e banana verde.

MACIEL, V. T.; CUNHA, C. R. da; NEIVA, R. M. A.; CARVALHO, C. A. G.; SOUZA, J. M. L. de; ALVARES, V. de S.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS, 3.; CONGRESSO DO INSTITUTO NACIONAL DE FRUTAS TROPICAIS, 2.; SEMINÁRIO DE CIÊNCIA DE ALIMENTOS, 4., 2011, Recife. [Anais...] Recife: sbCTA, 2011. Publicador: In: SIMPÓSIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS, 3.; CONGRESSO DO INSTITUTO NACIONAL DE FRUTAS TROPICAIS, 2.; SEMINÁRIO DE CIÊNCIA DE ALIMENTOS, 4., 2011, Recife. [Anais...] Recife: sbCTA, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 3 p.
Português
Relevância na Pesquisa
106.14%
O objetivo do trabalho foi avaliar sensorialmente mingaus fabricados a partir de 3 formulações de farinha mista de castanha-do-brasil e banana: A (50% castanha, 50% banana); B (33% castanha, 67% banana) e C (25% castanha, 75% banana). Foi realizado um teste de aceitação sensorial, sendo avaliados a aparência, aroma, textura, sabor, impressão global e intenção de compra. Em geral, todas as amostras tiveram boa aceitação sensorial, mas o atributo aparência recebeu piores notas que os demais. Para o atributo sabor, houve diferença significativa (p<0,05) entre os produtos A e C, mostrando que o aumento da proporção de farinha de castanha resultou em melhor sabor.; 2011

Competitividade do setor exportador brasileiro de castanha-do-Brasil

Aguiar, Giovanna Paiva
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.24%
Resumo: A castanha-do-brasil é uma importante fonte de renda para comunidades pobres do norte do Brasil. Além disso, sua coleta é vista como uma atividade virtualmente sem impactos ambientais. O Brasil, que já foi o maior exportador do produto, se vê hoje em segundo lugar, tendo perdido espaço no mercado internacional para a Bolívia. Dada a importância ambiental, social e econômica da comercialização de castanha-do-brasil para o país e as mudanças ocorridas no cenário internacional deste mercado nos últimos anos, o objetivo deste trabalho foi avaliar a competitividade do setor exportador brasileiro e de seus principais concorrentes no mercado internacional de castanha-do-brasil. Assim, os objetivos específicos foram identificar os principais concorrentes do Brasil neste mercado, descrever o mercado internacional do produto, medir a competitividade do Brasil e de seus concorrentes neste mercado e identificar fatores determinantes da competitividade do Brasil e de seus concorrentes na exportação de castanha-do-brasil. Dois métodos foram utilizados para medir a competitividade: o modelo de Constant Market Share e o market share de cada país. Já para identificar fatores determinantes da competitividade, um modelo econométrico foi ajustado pelo método dos Mínimos Quadrados Generalizados...

Sistema de amostragem para quantificar a produção de sementes de Bertholletia excelsa H.B.K (castanha do Brasil) na região de Oriximiná - PA

Barbeiro, Laercio da Silveira Soares
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 115f. : il. algumas color., mapas, tabs., grafs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.11%
Orientador : Prof. Dr. Sylvio Péllico Netto; Co-orientadora : Profª. Drª. Ana Paula Dalla Côrte; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. Defesa: Curitiba, 27/04/2012; Inclui referências; Área de concentração : Manejo florestal; Resumo: Bertholletia excelsa, conhecida popularmente como castanha do Brasil é uma espécie chave para aliar a conservação e o manejo sustentável da floresta amazônica. Suas sementes (castanhas) são utilizadas como fonte de alimentação e renda em comunidades quilombolas e ribeirinhas, que habitam a floresta amazônica. O desenvolvimento de sistemas de inventários florestal para quantificar a produção de castanhas é uma atividade importante na cadeia produtiva de produtos florestais não madeireiros, constituindo-se numa ferramenta para o gerenciamento da produção de castanhas. O presente trabalho apresenta um sitema de amostragem para a quantificação de castanhas. Tal sistema foi concebido mediante a técnica de amostragem em multiestágio, também conhecida como amostragem multietápica. Nesse sistema, a amostra é obtida através de diversas etapas ou estágios da população. Tal estratégia consiste na divisão da população em unidades primárias (árvores)...

Produ??o de carv?o ativado a partir da biomassa residual da castanha do Brasil (Bertholletia excelsa L.) para adsor??o de cobre (II)

MELO, Selma dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
106.13%
Produziu-se carv?o ativado a partir da casca da castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa L.) para ser utilizado na remo??o de cobre (II), no processo de adsor??o em sistema de batelada. A casca ? res?duo do beneficiamento da castanha, que foi coletada, selecionada, lavada em ?gua corrente e depois secada em estufa a 150?C por 24 h. Os carv?es foram carbonizados a 400 ?C por 3 h e ativados termicamente a 800?C em tempos de 1, 2 e 3 h, quando receberam as respectivas codifica??esCA1, CA2 e CA3. Depois foram caracterizadas quanto: ? ?rea superficial espec?fica, ao volume e tamanho de poros, ? difra??o de raios-X, ? microscopia eletr?nica de varredura (MEV) acoplada ao EDS(sistema de energia dispersiva por raios-X) e ? espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR). Ensaios preliminares foram realizados para avaliar a efici?ncia dos carv?es quanto ? remo??o de cobre (II) em solu??o sint?tica de concentra??o inicial 50 mg L-1. Como os resultados foram satisfat?rios para CA1, CA2 e CA3 (93,43, 97,23 e 96, 92 % para os respectivos carv?es), decidiu-se pelo que apresentou maior percentual de remo??o. O CA2 foi produzido e caracterizado quanto: ?s densidades reais e aparentes, ? porosidade em leito fixo, ao pH...

Equil?brio l?quido-l?quido dos sistemas biodiesel de castanha do Brasil + metanol + (glicerina ou ?gua): determina??o experimental e modelagem termodin?mica

GON?ALVES, Jefferson Dias
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
106.14%
O biodiesel ? definido como sendo uma mistura de mono?steres de ?cidos graxos derivados de gorduras animal ou ?leos vegetais, obtido por meio do processo de transesterifica??o com alco?is de cadeia curta. Durante a sua produ??o ? utilizada uma quantidade em excesso de ?lcool e um catalisador para favorecer a rea??o de forma??o dos ?steres; desta forma a corrente de sa?da do reator cont?m o catalisador, o ?lcool que n?o reagiu e os produtos da transesterifica??o, biodiesel e glicerina, formando um sistema bif?sico; dependendo do grau de solubilidade desses compostos, pode haver quantidades de biodiesel na fase rica em glicerina e quantidades de glicerina na fase rica em biodiesel. Durante o processo de purifica??o do biodiesel ? necess?rio executar uma lavagem com ?gua, para promover a retirada do catalisador e impurezas do produto de interesse. Devido ? quantidade de compostos envolvidos na produ??o e purifica??o ? essencial conhecer os dados de equil?brio l?quido-l?quido para poder predizer as propor??es em que os compostos coexistem e, posteriormente, proceder com a purifica??o sob condi??es adequadas para obten??o do biodiesel com maior rendimento e auxiliar no projeto do reator e sistemas de separa??o. Os objetivos desse trabalho foram produzir o biodiesel a partir de uma planta oleaginosa nativa da regi?o...

Estudo da ação de diferentes proporções de torta de castanha do brasil sobre a concentração dos hormonios da tireoide, niveis sanguineos de glutationa reduzida e alguns parametros metabolicos em ratos Wistar; Study of the action of different proportions of Brazil nut deffated cake on the concentration of thyroid hormones, blood levels of reduced glutathione and some metabolic parameters in rats

Luciane Isabel Berno
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
96.31%
O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar os efeitos do selênio oriundo da torta de castanha do Brasil sobre a concentração dos hormônios da tireóide, níveis de glutationa reduzida e alguns parâmetros bioquímicos de ratos Wistar decorrentes da ingestão de dietas com diferentes proporções de torta de castanha. Assim, o estudo se iniciou com o recebimento das amêndoas de castanha do Brasil, provenientes da indústria Juta e Castanha?, localizada na cidade de São Paulo. Em seguida procedeu-se à sua prensagem para desengorduramento parcial das castanhas ¿ o produto obtido desse processo foi denominado ¿torta desengordurada de castanha¿. Para dar continuidade ao trabalho, foi determinada a composição centesimal das fontes protéicas utilizadas no estudo, torta desengordurada de castanha do Brasil e caseína, utilizada como proteína padrão. A partir desses dados, foram confeccionadas as dietas dos animais com 12% de proteína. As dietas continham diferentes teores de torta e caseína como fontes de proteína, resultando em oito dietas diferentes, sendo elas: G1: 100% caseína com mix-mineral AIN 93G; G2: 100% caseína com mix-mineral AIN 93G elaborado com exclusão de Se; G3: 65% caseína, 35% torta de castanha do Brasil; com mix-mineral AIN 93G elaborado com exclusão de Se; G4: 65% caseína...

Estudo da divergência genética em castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa H. B. K.) utilizando marcadores moleculares RAPD (Random Amplied Polymorphic DNA).

SERRA, A. G. P.; PAIVA, R.; PAIVA, E.; NOGUEIRA, R. C.; SOARES, F. P.; PAIVA, P. D. de O.
Fonte: Magistra, Cruz das Almas, v. 18, n. 1, p. 42-47, jan./mar. 2006. Publicador: Magistra, Cruz das Almas, v. 18, n. 1, p. 42-47, jan./mar. 2006.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
96.08%
A devastação de castanhais nativos na Amazônia, devido à implantação de programas de colonizaçã::; e/ou de atividades comerciais, está provocando a diminuição da variabilidade genética de castanha-do-bras (Bertholletia excelsa H.B.K.), imprescindível na manutenção da diversidade genética da cultura e como base de trabalho para programas de melhoramento, essenciais para a expansão das áreas de cultivo. O presente trabalho te e por objetivo estudar a divergênda genética da castanha-do-brasil, utilizando marcadores moleculares RAPD. Trin;a e quatro indivíduos foram avaliados, sendo dezessete provenientes do Banco de Germoplasma do Centro de Pes-quisa Agroflorestal da Amazônia Oriental (EMBRAPNAmazônia Oriental), localizado na cidade de Belém-PA e outros 17 indivíduos, de um reflorestamento na cidade de Cláudia-MT. O DNA destes indivíduos foi extraído, pur""'- cado e quantificado. Nas análises foram utilizados 51 iniciadores de reação (primers), que geraram 144 bandas pc - mórficas. As distâncias genéticas foram obtidas pelo complemento do coeficiente de similaridade de Sorensen-Dice. Os resultados indicaram a presença de divergência genética entre e dentro das populações estudadas. Três grupos de indivíduos foram formados no gráfico de agrupamento: o primeiro grupo constituiu-se de indivíduos dos dois estados...