Página 1 dos resultados de 73 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Importância das cooperativas de crédito para fornecedores de cana-de-açúcar: um estudo de caso

Oñate, Carlos Andrés; Lima, Roberto Arruda de Souza
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
130.29893%
No presente trabalho analisa-se a importância das cooperativas no mercado de crédito rural do Brasil, com foco na visão de quem demanda empréstimos. Para tanto, realizou-se um estudo de caso referente à Cooperativa de Crédito Rural dos Fornecedores de Cana e Agropecuaristas da Região de Piracicaba (Cocrefocapi). O objetivo principal é mostrar a importância da Cocrefocapi no financiamento dos fornecedores de cana de Piracicaba, a partir da análise da influência de vários fatores presentes na decisão dos cooperados em escolher esta instituição como principal financiadora. Assim, foram elaborados e testados dois modelos econométricos de resposta qualitativa, além de várias análises descritivas. Os resultados mostram que o tamanho da terra é um fator que deve ser considerado ao se analisar a demanda por crédito agrícola. Além disso, não existe evidência econométrica que mostre que os associados com maior participação no capital institucional da Cocrefocapi tenham maiores incentivos para tomar empréstimos junto à cooperativa. Por outro lado, embora os fornecedores que tomaram empréstimos na Cocrefocapi a tenham escolhido principalmente por menores custos de transação, os resultados indicam que muitas destas pessoas tomaram empréstimos em outras instituições...

A sustentabilidade financeira das cooperativas de crédito rural: um estudo de caso no Estado de São Paulo; Rural credit unions financial sustainability: case study in the São Paulo state

Naves, Carolina de Figueiredo Balieiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
151.13538%
Por causa da presença de informações assimétricas e de problemas como seleção adversa e moral hazard, o meio rural é pouco atrativo para o sistema financeiro vigente. Os mecanismos de seleção e monitoramento de clientes exibem custos altos, e, podem interferir no desempenho econômico de instituições financeiras. As instituições devem ser eficientes, e, trabalhar com baixas taxas de juros, de inadimplência, e de custos de transação, para serem auto-sustentáveis. As cooperativas de crédito rural, que não visam lucros, exercem taxas de juros e tarifas inferiores às cobradas pelo mercado. Foi objetivo dessa pesquisa analisar a sustentabilidade financeira das cooperativas de crédito rural. Por meio da revisão bibliográfica de teorias econômicas, de trabalhos científicos sobre custos de transação e capital social, verificou-se que alguns custos de transação são menores para as cooperativas, se comparadas com outras instituições financeiras, já que são formadas por produtores rurais de certa região, amenizando os riscos de suas transações. Além disso, certas peculiaridades das cooperativas são minimizadoras de dispêndios operacionais. Foi proposto um modelo, adaptado da análise de desempenho econômico de instituições financeiras...

Distribuição de resultados e desempenho de cooperativas de crédito: estudo comparativo no estado de São Paulo; Distribution of results and performance of credit unions: a comparative study in the state of São Paulo

Barroso, Marcelo Francini Girão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
120.35493%
Cooperativas de crédito são criadas como extensão da economia de seus cooperados e com objetivo de prestar serviços financeiros a eles. Atuam similarmente a outros tipos de instituições financeiras, captando depósitos de usuários superavitários de liquidez, oferecendo crédito a usuários deficitários e prestando serviços diversos de pagamentos e compensação de documentos. Uma das diferenças fundamentais, entretanto, é que nas cooperativas os usuários são também os proprietários, destinatários portanto da divisão das sobras operacionais resíduo financeiro geradas pela organização periodicamente. Sobras em cooperativas de crédito, assim como lucro em instituições financeiras de propriedade de investidores, advêm do superávit gerado nas operações com os usuários. Em cooperativas, entretanto, o superávit é gerado em operações com os próprios sócios, devendo lhes ser devolvidas posteriormente e proporcionalmente às operações que as deram origem. Essa devolução pode ser feita como depósito à vista nas respectivas contas correntes, ou como integralização de quota-parte nas contas de capital social; ou ainda, partes maiores ou menores dessas sobras podem ser alocadas em reservas e provisões indivisíveis aos cooperados...

Importância das cooperativas de crédito para fornecedores de cana-de-açucar: um estudo de caso; Importance of credit unions for sugarcane suppliers: a case study

Paredes, Carlos Andres Oñate
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
110.20183%
Este trabalho tem por objetivo analisar a importância das instituições cooperativas no mercado de crédito rural do Brasil, focando principalmente na visão de quem demanda empréstimos e tomando como estudo de caso a Cooperativa de Crédito Rural dos Fornecedores de Cana e Agropecuaristas da Região de Piracicaba - COCREFOCAPI. Discute-se a influência dos vários fatores presentes na decisão dos cooperados em escolher a COCREFOCAPI como principal instituição financiadora, e além disso, analisa-se as características socioeconômicas dos fornecedores de canade- açúcar da região de Piracicaba, sendo este público o alvo desta pesquisa. Para a análise empírica, foram elaborados e testados quatro modelos econométricos de resposta qualitativa, além de um conjunto de análises descritivas. Os dados foram obtidos através das bases do sistema de informação da COCREFOCAPI, e em especial, da utilização de um conjunto de questionários aplicados a uma amostra significativa de fornecedores de cana-de-açúcar cooperados da instituição. Os resultados mostraram que embora a política da COCREFOCAPI esteja focada em financiar principalmente a lavoura de cana-de-açúcar, foi observado que um grupo expressivo de entrevistados diversificam suas atividades econômicas...

Os Bancos de Custeio Rural e o crédito agrícola em São Paulo (1906-1914); The Bancos de Custeio Rural and the agricultural credit in São Paulo (1906-1914)

Corrêa, Fábio Rogério Cassimiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
100.67563%
O sistema de financiamento da cafeicultura evoluiu no processo da transição do trabalho escravo para o livre, ocasionando o aumento da demanda do crédito para o custeio anual da safra sobre os empréstimos de longo prazo exigidos durante o regime escravista. Por outro lado, a crise dos preços do café ocorrida entre 1896 e 1906 evidenciou as limitações do sistema de financiamento existente que estava baseado nos adiantamentos fornecidos por comerciantes. As novas necessidades de crédito e o crescente clima de descontentamento com os mecanismos comerciais de financiamento acabariam por suscitar propostas de intervenção do Estado com políticas de crédito agrícola a serem organizadas ou subsidiadas pelo governo do Estado de São Paulo e que viriam a ser concretizadas na esteira do programa de valorização do café, adotado em 1906. Tais intervenções incluiriam a criação de bancos agrícolas e o incentivo às cooperativas rurais de crédito, das quais os chamados Bancos de Custeio Rural são os primeiros experimentos desse tipo no estado e constituem nosso objeto de estudo. Os Bancos de Custeio Rural formaram uma rede de cooperativas de crédito, que atuou entre 1906 e 1914 no interior do estado de São Paulo. Esses bancos emprestavam apenas aos fazendeiros associados o valor demandado no financiamento anual da lavoura. Tendo surgido no contexto da crise cafeeira de 1896-1906...

Amplitude e restrições ao acesso de Pronaf Investimento no Rio Grande do Sul : um estudo de três operações de financiamento envolvendo cooperativas de crédito rural, cooperativas de produção agropecuária e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

Pretto, José Miguel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
110.93912%
Passados dez anos da sua criação, é inconteste a relevância do Pronaf como fonte de recursos para o financiamento e para o fornecimento de liquidez para os agricultores familiares. Mas persistem dificuldades de acesso, particularmente ao Pronaf Investimento, justamente a modalidade que permite que estes agricultores realizem investimentos na sua estrutura produtiva, decisivos para a sua reprodução social. Com o objetivo de contribuir com o debate acerca do financiamento do desenvolvimento rural, este trabalho analisou o processo de intermediação financeira do Pronaf Investimento realizado através do Sistema BNDES, envolvendo o BRDE, cooperativas de crédito rural como instituições financeiras repassadoras e cooperativas de produção agropecuária como avalistas das operações de financiamento dos agricultores. Foi procedida uma avaliação do desempenho do Pronaf e, em seguida, relatadas as restrições ao acesso de Pronaf Investimento causadas pela insuficiência de limites operacionais por parte das cooperativas de crédito rural e sua relação com as regras do Sistema Financeiro Nacional derivadas do Acordo de Capital da Basiléia. Por fim, foram relatadas três operações de financiamento envolvendo cooperativas de crédito rural...

Cooperativa de credito rural da região da mogiana (CREDISAN)

Maria Candida de Oliveira Costa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2002 Português
Relevância na Pesquisa
109.21058%
Este trabalho teve como objetivo realizar uma análise do Ponto de Atendimento Cooperativo de São João da Boa Vista - PAC-São João, da Cooperativa de Crédito Rural da Região da Mogiana – CREDISAN, quanto a alguns aspectos econômicos e sociais, com vista a propiciar um instrumental para ampliar a respectiva atuação, de forma mais racional e direta, propondo assim, uma sistemática de análise possível de ser aplicada em outros PAC’s. A partir deste pressuposto, fez-se necessário inicialmente retratar o processo histórico da constituição do cooperativismo, como forma de ajuda mútua e com direcionamento posterior ao cooperativismo de crédito, base da constituição da CREDISAN. Na análise estatística empregou-se a técnica de Análise Multivariada (AM), denominada Análise de Componentes Principais (ACP) associada a uma Classificação Automática Hierárquica (AH), para identificar as mais relevantes dimensões que existem no contexto de desenvolvimento do PAC-São João. Com base neste estudo, observou-se que a atividade de pecuária de corte, a bataticultura, a produção de milho, a cafeicultura e a olericultura são as principais fontes que dão suporte econômico para o PAC-São João. Verificou-se também que devido à cadeia produtiva do leite passar por um processo de acentuada transformação...

Avaliação de desempenho de cooperativas de crédito rural baseada no uso do balanced scorecard

Porto, Wellington Silva
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 79 f.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
130.81746%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; As cooperativas são empresas que, por sua forma jurídica de constituição diferenciada, procuram criar vantagem competitiva em meio à concorrência do mercado em geral. Entretanto, a constituição jurídica das cooperativas, embasada atualmente na Lei nº 5.764/71, não pode ser considerada por si só uma vantagem competitiva para as cooperativas, sem que antes haja uma consolidação de modelos de gestão eficientes, eficazes e efetivos, e que estejam suportados por indicadores de desempenho que ajudem a direcionar as ações das cooperativas para uma performance baseada em suas formas de interação para com seus clientes (cooperantes e mercado em geral), e não apenas nas leis que sustentam sua constituição. Portanto, uma das ferramentas de auxílio à gestão apontada como de fundamental importância para a empresa é o Balanced Scorecard, o qual foi proposto, neste trabalho, ser implementado nas cooperativas de crédito rural. O Balanced Scorecard, adaptado às cooperativas de crédito rural, é um instrumento administrativo que gerencia sua performance futura, conciliando seus objetivos empresariais com seus objetivos sociais...

Análise de insolvência das cooperativas de crédito rural do estado de Minas Gerais

Bressan,Valéria Gama Fully; Braga,Marcelo José; Lima,João Eustáquio de
Fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE Publicador: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
130.48047%
O cooperativismo de crédito rural é uma alternativa que possibilita ao produtor facilidades na obtenção de financiamento. A redução do volume de Crédito Rural oficial e a implementação do Plano Real provocaram mudanças no sistema financeiro. Nesse contexto, buscou-se avaliar, a partir da estrutura financeira, se as cooperativas de crédito encontram-se em estado de solvência ou insolvência, por meio da verificação de seus indicadores financeiros. Empregou-se o modelo Logit e a área de estudo envolveu as cooperativas do Estado de Minas Gerais, no período de 1998 a 2001. Constatou-se que os indicadores importantes para predição de insolvência foram capitalização, cobertura voluntária e crescimento da captação total. Verificou-se, em agosto de 2001, que 98,06% das cooperativas de crédito rural do Estado de Minas Gerais estavam solventes, o que indica a importância e efetividade do sistema em atender às demandas de crédito por parte do produtor rural.

Sustentabilidade financeira das instituições de microfinanças brasileiras: análise das cooperativas de crédito singulares

Leismann,Edison Luiz; Carmona,Charles Ulises de Montreuil
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
119.96041%
Este trabalho tem por objetivo analisar a sustentabilidade financeira das Cooperativas de Crédito Singulares do Brasil. A análise dos dados financeiros das cooperativas de crédito, Sociedades de Crédito ao Microempreendedor (SCM) e crédito mútuo compõem o objeto de estudo. A análise foi realizada a partir dos dados de 31/12/2007 disponibilizados pelo Banco Central de 1.439 instituições. Com dados adicionais de 31 instituições liquidadas entre 2003 e 2006, totalizaram-se 1.470 instituições analisadas. Com os valores originais, o banco de dados foi dividido aleatoriamente em duas partes, cada qual com 735 instituições, sendo o primeiro denominado de amostra de desenvolvimento e o segundo, de amostra de validação. A avaliação principal foi feita a partir da Análise Discriminante com os dados obtidos e com padronização. Outras abordagens foram desenvolvidas e comparadas. Os resultados mostram que a segunda abordagem, com padronização e subdivisão das instituições por tamanho (valor do ativo) permite obter resultados mais aprimorados, com Correlação Canônica de 0,994, mostrando que a variável dependente pode ser explicada em 98,8% pelas variáveis independentes. Desta forma, as análises mostram a funcionalidade dessas abordagens como instrumento de classificação...

Importância das cooperativas de crédito para fornecedores de cana-de-açúcar: um estudo de caso

Oñate,Carlos Andrés; Lima,Roberto Arruda de Souza
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
120.23773%
No presente trabalho analisa-se a importância das cooperativas no mercado de crédito rural do Brasil, com foco na visão de quem demanda empréstimos. Para tanto, realizou-se um estudo de caso referente à Cooperativa de Crédito Rural dos Fornecedores de Cana e Agropecuaristas da Região de Piracicaba (Cocrefocapi). O objetivo principal é mostrar a importância da Cocrefocapi no financiamento dos fornecedores de cana de Piracicaba, a partir da análise da influência de vários fatores presentes na decisão dos cooperados em escolher esta instituição como principal financiadora. Assim, foram elaborados e testados dois modelos econométricos de resposta qualitativa, além de várias análises descritivas. Os resultados mostram que o tamanho da terra é um fator que deve ser considerado ao se analisar a demanda por crédito agrícola. Além disso, não existe evidência econométrica que mostre que os associados com maior participação no capital institucional da Cocrefocapi tenham maiores incentivos para tomar empréstimos junto à cooperativa. Por outro lado, embora os fornecedores que tomaram empréstimos na Cocrefocapi a tenham escolhido principalmente por menores custos de transação, os resultados indicam que muitas destas pessoas tomaram empréstimos em outras instituições...

Os alicerces sociopolíticos do cooperativismo de crédito rural solidário na Zona da Mata de Minas Gerais

Freitas,Alair Ferreira de; Freitas,Alan Ferreira de
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
119.73497%
O objetivo deste artigo é analisar processos e estruturas sociais que sustentaram e condicionaram a constituição e a atuação das cooperativas de crédito vinculadas ao sistema Ecosol na Zona da Mata Mineira. A coleta de dados ocorreu em 2010 nos municípios onde a Ecosol possui unidades de atendimento: Araponga, Tombos, Espera Feliz, Divino e Simonésia, por meio de observação participante, análise documental e aplicação de entrevistas semiestruturadas. Os principais atores e fatores identificados como alicerces sociopolíticos dessas cooperativas foram: mística e religiosidade, introduzida por setores da Igreja Católica, que interferiu diretamente nas representações sociais e manifestações simbólicas que orientaram as intervenções para uma mudança da realidade; a política, marcada pelo movimento sindical e partidário (Partido dos Trabalhadores); e a técnica e estilo de vida, consolidados a partir da adoção de um projeto de agricultura sustentável e desenvolvimento alternativo introduzida por uma ONG.

Aplicação da análise envoltória de dados em cooperativas de crédito rural

Vilela,Dirley Lemos; Nagano,Marcelo Seido; Merlo,Edgard Monforte
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
130.29933%
A forma cooperativa de organização tem-se mostrado uma alternativa importante para o desenvolvimento das pequenas e médias organizações. Entretanto, assim como ocorre em outras organizações, as cooperativas necessitam ser avaliadas do ponto de vista da eficiência que apresentam ao desempenharem suas atividades. A avaliação de eficiência é de grande importância para as organizações deste tipo, pois as cooperativas possuem uma gestão que deve atender às necessidades dos seus diversos cooperados. Neste trabalho foi realizada a aplicação do método Análise Envoltória de Dados (DEA) para avaliar o desempenho das cooperativas de crédito rural do estado de São Paulo. O estudo realizado demonstrou que as cooperativas que dispunham de maiores volumes de recursos conseguiram obter desempenho superior, no tocante ao seu objetivo de operação (concessão de crédito). Um dos resultados mais relevantes, evidenciados no estudo, foi que as cooperativas que dispunham de maiores volumes de recursos conseguiram obter maiores taxas de eficiência, quando considerada a relação ativo total e despesas administrativas relativamente ao volume de crédito concedido. Os resultados obtidos demonstraram que a análise envoltória de dados pode ser uma interessante alternativa para a avaliação de desempenho.

AVALIAÇÃO FINANCEIRA DAS COOPERATIVAS DE CRÉDITO RURAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Fonte: Organizações Rurais & Agroindustriais Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
110.00518%
Este artigo apresenta uma análise financeira das cooperativas de crédito rural no estado de Minas Gerais, no período de 1998 a 2001. Os indicadores financeiros utilizados no estudo estão divididos nos grupos de estrutura, solvência, despesas, rentabilidade e crescimento, com definições extraídas do Manual da Austin Asis. Para avaliar as diferenças no desempenho financeiro das cooperativas, de um ano para o posterior, utilizou-se o teste t, a 5% de significância. De modo geral, os indicadores informam que as contas de ativo e passivo encontram-se em equilíbrio, sendo possível então concluir que as cooperativas de crédito rural de Minas Gerais encontram-se em situação financeira estável.

O cooperativismo de credito rural em Santa Catarina : possibilidade e limetes de uma alternativa para a agricultura familiar

Monica Schroder
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/1998 Português
Relevância na Pesquisa
110.65183%
No início da década de noventa, partindo da constatação do caráter excludente do financiamento rural e das dificuldades vividas pelos agricultores familiares, organizações não-governamentais e entidades de representação da agricultura familiar de Santa Catarina identificaram o cooperativismo de crédito rural como alternativa para as unidades de produção familiar daquele Estado. Assim, a partir da discussão fomentada por aquelas entidades, iniciou-se um processo de constituição de cooperativas de crédito rural entre esses agricultores. As cooperativas resultantes, denominadas de "alternativas", organizam a poupança financeira dos produtores e representam um canal institucionalizado para a obtenção e a alocação de recursos para o financiamento de suas atividades. Os elementos que evidenciaram as possibilidades das cooperativas de crédito rural desta pesquisa enquanto agentes financiadores da agricultura familiar catarinense, ou seja, enquanto organização que busca estabelecer alternativas para esses agricultores, são a forma como foram constituídas e a forma como são dirigidas. O processo de constituição das credis "alternativas" foi sustentado por uma forte mobilização de diversos setores da sociedade local. A gestão dos recursos financeiros e as decisões sobre os rumos dessas cooperativas estão sob a responsabilidade efetiva dos próprios agricultores associados. Essas características possibilitam que os agricultores...

Crédito rural e estruturas de financiamento; Texto para Discussão (TD) 1036: Crédito rural e estruturas de financiamento; Rural credit and financing structures

Gasques, José Garcia; Villa Verde, Carlos Monteiro; Oliveira, José Arnaldo F. G. de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
100.15204%
Este trabalho é um aprofundamento de pesquisas anteriores nas quais foram analisados os mecanismos de financiamento da agricultura brasileira no que se refere à participação do governo e às fontes de tal financiamento. Procura-se identificar e analisar o financiamento e seus problemas a partir de estruturas já consolidadas, como bancos, cooperativas e indústria; e estruturas que, mesmo sendo mais recentes, como cooperativas de crédito solidário, fundos de aval e outros, vêm tendo importante papel no crédito rural. A hipótese estudada é que tais estruturas tenham surgido em distintas regiões do país, visando à ampliação do espectro de abrangência do crédito rural. Para esta análise, foram escolhidas quatro áreas com características distintas que representassem a consolidação da agricultura: no Sul, selecionou-se o Paraná, primeiro produtor de grãos do Brasil em 2003; foram incluídas áreas em expansão em direção à fronteira, como o Mato Grosso, terceiro maior produtor de grãos do país; uma área promissora e em expansão na produção de frutas irrigadas para o mercado interno e para exportação, representada por Petrolina (PE) e Juazeiro (BA); e, por último, uma região tradicional do Nordeste, o Ceará...

Análise de insolvência das cooperativas de crédito rural do estado de Minas Gerais

Bressan, Valéria Gama Fully; Braga, Marcelo José; Lima, João Eustáquio de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
130.52499%
Credit unions are an alternative to make possible to the agricultural producer access for credit obtaining. The reduction of the official agricultural loan program and the implementation of the monetary stabilization plan of 1994 caused changes in the Brazilian financial system. So, the objective of this study was to evaluate, from the financial structure, the state of solvency of the rural credit unions, by the verification of financial indicators. It was used the Logit Model and the sample was formed from the credit unions of the Minas Gerais State, Brazil, between 1998 and 2001. The results indicated that the relevant ratios for insolvency prediction were capitalization, volunteer covering e total capitation growth. It was also verified that, in august 2001, 98,6% of the agricultural credit cooperatives were in solvency state, suggesting the importance and effectiveness of system as a supplier for the credit needs of the agricultural producers.; O cooperativismo de crédito rural é uma alternativa que possibilita ao produtor facilidades na obtenção de financiamento. A redução do volume de Crédito Rural oficial e a implementação do Plano Real provocaram mudanças no sistema financeiro. Nesse contexto, buscou-se avaliar, a partir da estrutura financeira...

A influência dos riscos de liquidez e de crédito no processo de conversão das cooperativas de crédito rural em cooperativas de crédito de livre admissão: um estudo de caso; The influence of risks of liquidity and credit in the process of conversion of credit cooperative in rural credit cooperative of free admission: a case study

Freitas, Alan Ferreira de; Amaral, Isis de Castro; Braga, Marcelo José
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
120.0615%
Este trabalho visa analisar os impactos do processo de conversão de uma cooperativa de crédito rural em cooperativa de crédito de livre admissão, caracterizando os riscos de liquidez e de crédito e a influência dos mesmos na sustentabilidade financeira dessa cooperativa. Optou-se por uma abordagem qualitativa e quantitativa sendo utilizado um estudo de caso da cooperativa Alfha. A análise qualitativa foi elaborada com levantamento de documentos financeiros, aplicação de entrevistas semi-estruturadas e a quantitativa com a utilização de indicadores de solvência, estrutura, liquidez e captação entre os períodos de junho de 2004 a junho de 2007. Como resultado, percebe-se que a cooperativa estudada não deu a devida importância à gestão e análise dos riscos. A conversão implicou em aumento na admissão de tomadores de crédito, e elevação na demanda pelo mesmo, conseqüentemente agravando os riscos. Nos períodos subseqüentes à conversão observa-se a situação de desenquadramento do limite operacional. Neste sentido, a cooperativa comprometeu os recursos financeiros disponíveis para cumprir com as suas obrigações, devido ao aumento no volume das operações de crédito em magnitude superior ao aumento das captações. Conclui-se que o referido processo de conversão demanda uma eficiente política de concessão de crédito e analise de riscos de modo a garantir sustentabilidade financeira da instituição.; The objective of this paper is to analyze the impacts of the conversion process of an agricultural credit union in a free admission credit union...

Redes de cooperação: das artes de pesca à inovação financeiraDOI:10.5007/1807-0221.2010v7nespp41

Cazella, Ademir Antonio; Universidade Federal de Santa Catarina; Búrigo, Fábio Luiz; Universidade Federal de Santa Catarina; Capellesso, Adinor José; Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano
Fonte: Pró-Reitoria de Extensão Publicador: Pró-Reitoria de Extensão
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
120.37239%
O presente trabalho aborda a ação extensionista do Laboratório de Estudos da Multifuncionalidade Agrícola e do Território (Lemate) por meio do Projeto “Promoção do Cooperativismo de Crédito junto aos Pescadores e Aquicultores Familiares”, aprovado junto ao CNPq. Esse projeto tem por objetivo principal a constituição de cooperativas de crédito rural junto a pescadores artesanais, aquicultores (maricultores) e agricultores familiares dos municípios de Garopaba e Governador Celso Ramos localizados no litoral catarinense. A concepção dessa iniciativa orientou-se fundamentalmente a partir de quatro aspectos: a) acesso restrito e baixa qualidade de serviços aos pescadores artesanais e aquicultores familiares na operacionalização de políticas públicas de crédito; b) atendimento de algumas demandas financeiras em comunidades pesqueiras por meio de sistemas informais pouco favoráveis; c) importância das microfinanças para o desenvolvimento; e d) experiência promissora das cooperativas de crédito rural junto aos agricultores familiares. As cooperativas de crédito valorizam as relações de proximidade e cumprem papel relevante na execução de políticas públicas de crédito, constituindo-se num propulsor para o desenvolvimento de comunidades tradicionais. Sendo assim...

O papel das cooperativas de crédito na territorialização das políticas de apoio à agricultura familiar – o caso do movimento cooperativo no estado de Santa Catarina-SC

Cazella, Antonio Cazella; UFSC; Berriet-Solliec, Marielle; Etablissement National d'Enseignement Supérieur Agronomique de Dijon; Berriet-Solliec, Marielle; Etablissement National d'Enseignement Supérieur Agronomique de Dijon
Fonte: Editora da UFSC Publicador: Editora da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
100.33118%
http://dx.doi.org/10.5007/2177-5230.2010v26n50p82As cooperativas de crédito do Brasil aparecem hoje como vetores potenciais do desenvolvimento da agricultura familiar e como alternativas operacionais ao sistema nacional de crédito rural. Com base nesta constatação, este artigo apresenta uma análise do papel efetivo das cooperativas de crédito a partir de pesquisas efetuadas no estado de Santa Catarina, historicamente reconhecido como uma das zonas geográficas onde os sistemas cooperativos conheceram certo dinamismo e onde o número de agricultores familiares é relativamente importante em relação às outras regiões brasileiras. Esta análise cruza o olhar de dois economistas, um especializado nos mecanismos de financiamento da agricultura familiar e o outro nos processos de territorialização das políticas agrícolas e de desenvolvimento rural. O artigo analisa em que medida as cooperativas de crédito, de acordo com o seu modo de organização, contribuem para a melhoria da eficácia e do acesso ao crédito dos agricultores familiares, graças à adoção de processos de intervenção territorializados.