Página 1 dos resultados de 315 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

Importância das cooperativas de crédito para fornecedores de cana-de-açúcar: um estudo de caso

Oñate, Carlos Andrés; Lima, Roberto Arruda de Souza
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
118.99269%
No presente trabalho analisa-se a importância das cooperativas no mercado de crédito rural do Brasil, com foco na visão de quem demanda empréstimos. Para tanto, realizou-se um estudo de caso referente à Cooperativa de Crédito Rural dos Fornecedores de Cana e Agropecuaristas da Região de Piracicaba (Cocrefocapi). O objetivo principal é mostrar a importância da Cocrefocapi no financiamento dos fornecedores de cana de Piracicaba, a partir da análise da influência de vários fatores presentes na decisão dos cooperados em escolher esta instituição como principal financiadora. Assim, foram elaborados e testados dois modelos econométricos de resposta qualitativa, além de várias análises descritivas. Os resultados mostram que o tamanho da terra é um fator que deve ser considerado ao se analisar a demanda por crédito agrícola. Além disso, não existe evidência econométrica que mostre que os associados com maior participação no capital institucional da Cocrefocapi tenham maiores incentivos para tomar empréstimos junto à cooperativa. Por outro lado, embora os fornecedores que tomaram empréstimos na Cocrefocapi a tenham escolhido principalmente por menores custos de transação, os resultados indicam que muitas destas pessoas tomaram empréstimos em outras instituições...

A sustentabilidade financeira das cooperativas de crédito rural: um estudo de caso no Estado de São Paulo; Rural credit unions financial sustainability: case study in the São Paulo state

Naves, Carolina de Figueiredo Balieiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
119.60319%
Por causa da presença de informações assimétricas e de problemas como seleção adversa e moral hazard, o meio rural é pouco atrativo para o sistema financeiro vigente. Os mecanismos de seleção e monitoramento de clientes exibem custos altos, e, podem interferir no desempenho econômico de instituições financeiras. As instituições devem ser eficientes, e, trabalhar com baixas taxas de juros, de inadimplência, e de custos de transação, para serem auto-sustentáveis. As cooperativas de crédito rural, que não visam lucros, exercem taxas de juros e tarifas inferiores às cobradas pelo mercado. Foi objetivo dessa pesquisa analisar a sustentabilidade financeira das cooperativas de crédito rural. Por meio da revisão bibliográfica de teorias econômicas, de trabalhos científicos sobre custos de transação e capital social, verificou-se que alguns custos de transação são menores para as cooperativas, se comparadas com outras instituições financeiras, já que são formadas por produtores rurais de certa região, amenizando os riscos de suas transações. Além disso, certas peculiaridades das cooperativas são minimizadoras de dispêndios operacionais. Foi proposto um modelo, adaptado da análise de desempenho econômico de instituições financeiras...

Distribuição de resultados e desempenho de cooperativas de crédito: estudo comparativo no estado de São Paulo; Distribution of results and performance of credit unions: a comparative study in the state of São Paulo

Barroso, Marcelo Francini Girão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
109.61868%
Cooperativas de crédito são criadas como extensão da economia de seus cooperados e com objetivo de prestar serviços financeiros a eles. Atuam similarmente a outros tipos de instituições financeiras, captando depósitos de usuários superavitários de liquidez, oferecendo crédito a usuários deficitários e prestando serviços diversos de pagamentos e compensação de documentos. Uma das diferenças fundamentais, entretanto, é que nas cooperativas os usuários são também os proprietários, destinatários portanto da divisão das sobras operacionais resíduo financeiro geradas pela organização periodicamente. Sobras em cooperativas de crédito, assim como lucro em instituições financeiras de propriedade de investidores, advêm do superávit gerado nas operações com os usuários. Em cooperativas, entretanto, o superávit é gerado em operações com os próprios sócios, devendo lhes ser devolvidas posteriormente e proporcionalmente às operações que as deram origem. Essa devolução pode ser feita como depósito à vista nas respectivas contas correntes, ou como integralização de quota-parte nas contas de capital social; ou ainda, partes maiores ou menores dessas sobras podem ser alocadas em reservas e provisões indivisíveis aos cooperados...

Informações contábeis e o risco de insolvência de cooperativas de crédito; Accounting information and the insolvency risk of credit unions

Araujo, Marcelo Bicalho Viturino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
129.46391%
Na última década, o Governo Federal incentivou a maior participação de cooperativas de crédito nos agregados financeiros do mercado brasileiro. Normas do Conselho Monetário Nacional (CMN) tiveram o objetivo de incentivar o desenvolvimento dessas instituições no país, com destaque para a possibilidade de livre admissão de associados e a motivação da administração profissional. Por isso, o conhecimento sobre aspectos da informação contábil dessas instituições é ainda mais oportuno e importante. Considerando o contexto acima e as características peculiares de cooperativas de crédito, o objetivo desta pesquisa consiste em avaliar a relação da informação contábil com o risco de insolvência de cooperativas de crédito no Brasil, assim como influência de fatores que podem alterar a relevância dessa informação. Numa etapa exploratória, foram avaliados, de forma agregada, indicadores contábeis por meio de Análise de Conglomerados e Análise de Correspondência (ANACOR). Essa análise revelou a existência de influência significativa de características qualitativas (tipo de associação, região de atuação e tamanho do ativo) nos valores de indicadores contábeis de cooperativas de crédito no Brasil. Esse aspecto fundamentou a necessidade de adequação do tipo de amostra ao objetivo principal da pesquisa. Quanto à relação da informação contábil com o risco de insolvência foi utilizada a Análise de Regressão Logística. Para a amostra selecionada...

Determinantes da origem de cooperativas de crédito no Brasil; Determinants of existence of credit unions in Brazil

Lyra, Bethânia de Alencar Gama
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2011 Português
Relevância na Pesquisa
129.27036%
Falhas de mercado, como imperfeições informacionais e dificuldades de fazer com que os contratos sejam cumpridos, podem levar arranjos financeiros alternativos, como cooperativas de crédito, a permitir o acesso a crédito que de outra forma não seria possível. Tal vantagem depende de características locais como a confiança e informação compartilhada no município (que pode ser chamado de capital social). Esta dissertação realiza uma avaliação empírica decorrente da ideia expressa acima. Nela testa-se se o capital social - medido por variáveis como votos brancos e nulos em eleições para vereador, homogeneidade de renda, religião e raça - impacta a quantidade de cooperativas de crédito existentes nos municípios brasileiros de 2000 a 2008. Os resultados corroboram a tese exposta indicando que o capital social está positivamente relacionado com o número de cooperativas no Brasil.Todavia, os resultados dependem de quais variáveis são utilizadas como medidas de capital social. É possível que algumas variáveis de homogeneidade e imigração utilizadas não sejam boas medidas de capital social. Ademais, também há indícios que essa relação positiva não é fruto apenas de uma relação positiva com o crédito em geral.; Market failures such as informational imperfections and problems with enforcement may lead alternative financial arrangements...

Avaliação de desempenho de cooperativas de crédito rural baseada no uso do balanced scorecard

Porto, Wellington Silva
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 79 f.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
109.46769%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; As cooperativas são empresas que, por sua forma jurídica de constituição diferenciada, procuram criar vantagem competitiva em meio à concorrência do mercado em geral. Entretanto, a constituição jurídica das cooperativas, embasada atualmente na Lei nº 5.764/71, não pode ser considerada por si só uma vantagem competitiva para as cooperativas, sem que antes haja uma consolidação de modelos de gestão eficientes, eficazes e efetivos, e que estejam suportados por indicadores de desempenho que ajudem a direcionar as ações das cooperativas para uma performance baseada em suas formas de interação para com seus clientes (cooperantes e mercado em geral), e não apenas nas leis que sustentam sua constituição. Portanto, uma das ferramentas de auxílio à gestão apontada como de fundamental importância para a empresa é o Balanced Scorecard, o qual foi proposto, neste trabalho, ser implementado nas cooperativas de crédito rural. O Balanced Scorecard, adaptado às cooperativas de crédito rural, é um instrumento administrativo que gerencia sua performance futura, conciliando seus objetivos empresariais com seus objetivos sociais...

Sistema Público de Escrituração Digital: percepção dos contabilistas das cooperativas de crédito de Santa Catarina

Wilpert, Lilian Regina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 62 f.
Português
Relevância na Pesquisa
119.29824%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; Este trabalho objetiva identificar a percepção dos contabilistas das cooperativas de crédito de Santa Catarina sobre o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). No que tange aos procedimentos metodológicos, este estudo caracteriza-se como uma pesquisa descritiva e levantamento ou survey, quanto aos objetivos e quanto aos procedimentos, respectivamente. No que refere à abordagem do problema, trata-se de uma pesquisa de natureza quantitativa. Delimitou-se como universo da pesquisa os profissionais contabilistas que atuam nas 120 cooperativas de crédito do estado catarinense, listadas em junho de 2012 na página eletrônica do Banco Central do Brasil. A partir da aplicação de questionário encaminhado aos contabilistas, foi coletada e analisada a opinião de 21 contabilistas. A análise dos dados demonstrou que os profissionais contábeis acreditam que o SPED estabelece um novo tipo de relacionamento entre o fisco e os contribuintes, bem como creem que seria possível obter os benefícios propostos pela Receita Federal do Brasil com a adoção da Escrituração Contábil Digital. Verificou-se que parte dos contabilistas possui dificuldades na interpretação das normativas referentes aos prazos de entrega dos subprojetos do SPED no que tange às cooperativas de crédito. Os contabilistas não perceberam mudanças significativas com a implantação do Controle Fiscal Contábil de Transição...

Evidenciação dos recursos do FATES – Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social - nas cooperativas de crédito sediadas no município de Florianópolis/SC

Silva, Carlos Alberto da
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 62 f.
Português
Relevância na Pesquisa
109.47221%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; O presente estudo tem por objetivo buscar conhecer nas Cooperativas de Crédito singulares do município de Florianópolis, como são demonstrados os recursos do FATES, de forma que possibilite verificar o resultado de seus aspectos sociais. No que diz respeito à pesquisa, foram coletados dados e informações pertinentes à compreensão do trabalho, fornecendo a fundamentação teórica. A pesquisa de campo foi realizada por meio de questionário aplicado aos responsáveis das Cooperativas de Crédito, analisaram-se os dados obtidos com base nos questionários traçando-se um comparativo entre os objetivos sociais relacionados ao FATES e a realidade vivenciada. A metodologia utilizada constituiu um estudo de caso, pois necessita de uma análise profunda e detalhada, visto que não é obrigatória a evidenciação do FATES. Desta forma, o caso estudado verificou os procedimentos de elaboração e publicação das demonstrações sociais das Cooperativas de Crédito no município de Florianópolis. No total de 13 (treze) cooperativas contactadas, participaram da pesquisa 70%, ou seja, 9 (nove) cooperativas...

Utilização de indicadores de desempenho no processo de tomada de decisões nas cooperativas de crédito : um estudo nos Estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte

Costa, Cristiane Gomes da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
119.18588%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Programa Multiinstitucional e inter-regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2010.; A presente pesquisa teve como objetivo identificar os principais indicadores de desempenho utilizados pelos gestores das cooperativas de crédito dos Estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte, no seu processo de tomada de decisões. Foram selecionados 22 indicadores utilizados pela literatura e foram adequados conforme a metodologia Camel (significando adequação do capital, qualidade dos ativos, administração, rentabilidade e liquidez). Para atingir esse objetivo, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, com o intuito de se investigar na literatura as discussões em torno do uso e da utilidade dos indicadores de desempenho. Realizou-se, ainda, uma pesquisa de campo, a qual foi efetivada mediante aplicação de questionário, com a intenção de verificar quais indicadores presentes na literatura são utilizados pelas cooperativas de crédito. Foi considerada, para a pesquisa, uma amostra de 24 instituições de crédito desses dois Estados. Em relação à análise dos resultados, foram utilizados dois métodos distintos: a análise descritiva e a análise inferencial. A pesquisa mostrou que 91...

Sustentabilidade financeira das instituições de microfinanças brasileiras: análise das cooperativas de crédito singulares

Leismann,Edison Luiz; Carmona,Charles Ulises de Montreuil
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
119.22416%
Este trabalho tem por objetivo analisar a sustentabilidade financeira das Cooperativas de Crédito Singulares do Brasil. A análise dos dados financeiros das cooperativas de crédito, Sociedades de Crédito ao Microempreendedor (SCM) e crédito mútuo compõem o objeto de estudo. A análise foi realizada a partir dos dados de 31/12/2007 disponibilizados pelo Banco Central de 1.439 instituições. Com dados adicionais de 31 instituições liquidadas entre 2003 e 2006, totalizaram-se 1.470 instituições analisadas. Com os valores originais, o banco de dados foi dividido aleatoriamente em duas partes, cada qual com 735 instituições, sendo o primeiro denominado de amostra de desenvolvimento e o segundo, de amostra de validação. A avaliação principal foi feita a partir da Análise Discriminante com os dados obtidos e com padronização. Outras abordagens foram desenvolvidas e comparadas. Os resultados mostram que a segunda abordagem, com padronização e subdivisão das instituições por tamanho (valor do ativo) permite obter resultados mais aprimorados, com Correlação Canônica de 0,994, mostrando que a variável dependente pode ser explicada em 98,8% pelas variáveis independentes. Desta forma, as análises mostram a funcionalidade dessas abordagens como instrumento de classificação...

Avaliação de insolvência em cooperativas de crédito: uma aplicação do sistema Pearls

Bressan,Valéria Gama Fully; Braga,Marcelo José; Bressan,Aureliano Angel; Resende Filho,Moisés de Andrade
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
109.53026%
O presente estudo objetivou estimar as probabilidades de insolvência das cooperativas de crédito do Estado de Minas Gerais, condicionadas aos indicadores contábeis financeiros do sistema Pearls, o qual é recomendado pelo Conselho Mundial do Cooperativismo de Poupança e Crédito. Esse sistema tem como principal objetivo possibilitar o monitoramento do desempenho de cooperativas de crédito singulares, auxiliando os seus administradores a encontrar soluções para deficiências dessas instituições. No presente estudo, classificou-se como insolvente a cooperativa que deixou de enviar balanços para o Banco Central do Brasil, possuía patrimônio líquido negativo ou patrimônio líquido ajustado negativo, ou ainda que se encontrasse classificada nas seguintes situações com o Banco Central do Brasil: paralisada, em liquidação extrajudicial, cancelada/encerrada e em liquidação ordinária. A partir de uma base de dados de 9.456 observações coletadas de uma amostra de 112 cooperativas filiadas ao Sicoob-Crediminas, no período entre janeiro de 1995 e maio de 2008, modelos da classe Logit foram estimados. Os resultados obtidos com o melhor ajuste permitem inferir que os indicadores "operações de crédito vencidas/carteira classificada total"...

Bancos versus cooperativas de crédito: um estudo dos índices de eficiência e receita da prestação de serviços entre 2002 e 2012

Matias,Alberto Borges; Quaglio,Gislaine de Miranda; Lima,João Paulo Resende de; Magnani,Vinícius Medeiros
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
109.52281%
O presente estudo apresenta caráter descritivo e visa analisar o índice de eficiência e a evolução das receitas de prestação de serviços das cooperativas de crédito em comparação às instituições bancárias privadas e públicas. Segundo dados do Banco Central do Brasil, a relação PIB/crédito situou-se em 55,5% no ano de 2012, entretanto, ainda não se compara a países desenvolvidos, que atinge patamares acima de 100%. A amostra consiste nas maiores instituições bancárias e cooperativistas selecionadas de acordo com o critério "ativo total", totalizando uma média de 69,31% para as instituições bancárias e 61,33% para as cooperativas de crédito. Para análise das variáveis foram empregados índices de eficiência, análise vertical e horizontal das receitas de prestação de serviço no período entre 2002 e 2012. O índice de eficiência é um importante indicador, pois relaciona os insumos aplicados na produção e os produtos obtidos nesse processo. A análise das rendas com prestação de serviços é significativa, pois tem se mostrado cada vez mais relevante no desempenho financeiro das instituições financeiras. Os resultados obtidos demonstraram que os índices de eficiência dos bancos privados apresentaram os maiores níveis entre os segmentos analisados...

Impacto das cooperativas de crédito sobre o PIB per capita dos municípios brasileiros

Jacques, Elidecir Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
109.69012%
Resumo: As evidências empíricas indicam uma relação forte entre desenvolvimento financeiro e crescimento econômico, sendo que a maioria dos trabalhos demonstra que esta relação é direta, ou seja, que o desenvolvimento financeiro se constitui em uma alavanca para o crescimento econômico. Nesse sentido, o crédito aparece como uma das principais variáveis a ser considerada, sendo natural pensar no crédito fornecido pelos bancos. Entretanto, num país de grandes dimensões como o Brasil, ainda existem municípios desprovidos de agências bancárias e, portanto, sem acesso ao crédito bancário. As cooperativas de crédito aparecem como instituições alternativas no fornecimento de crédito, com características distintas dos bancos, por sua importância para o desenvolvimento local. Isso porque as cooperativas assumem os riscos de suas aplicações em prol da comunidade em que se localizam, promovendo o desenvolvimento local através da formação de poupança e do microcrédito direcionado a iniciativas empresariais locais. Este trabalho mensura o impacto das cooperativas de crédito nos municípios brasileiros usando dois métodos distintos de avaliação de tratamento: o propensity score matching (PSM), para avaliar o impacto da existência de cooperativas sobre o PIB per capita e o propensity score generalizado (GPS)...

Autonomia estratégica em cooperativas de crédito

Grzeszczeszyn, Geverson
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
109.8825%
Resumo: Este estudo analisou a autonomia estratégica de Cooperativas de Crédito Singulares em relação às suas respectivas Cooperativas de Crédito Centrais. O problema de pesquisa foi alicerçado no fato de que as Cooperativas de Crédito Centrais, criadas pelas Cooperativas de Crédito Singulares, tornam-se as organizações que concentram o poder de decisão estratégica e uma série de controles sobre as Cooperativas de Crédito Singulares. Diante do exposto, o objetivo geral da pesquisa foi "Analisar o processo de formulação de estratégias em Cooperativas de Crédito Singulares filiadas à Cooperativa de Crédito Central, no que se refere à autonomia das Cooperativas de Crédito Singulares". Trata-se de um estudo qualitativo, desenvolvido por meio de dezenove entrevistas semiestruturadas. Foram pesquisadas seis Cooperativas de Crédito Centrais e onze Cooperativas de Crédito Singulares vinculadas a essas Centrais. Foram pesquisadas também duas Cooperativas de Crédito Singulares Independentes, ou seja, não são filiadas em Sistemas Cooperativos. Logo, foram realizadas um total de dezenove entrevistas in loco, nas cooperativas de crédito, as quais se localizam nos estados do Paraná e Santa Catarina. Após a transcrição das entrevistas...

Estruturas de governança em redes de cooperativas de crédito sob a ótica da teoria dos custos de transação: um estudo comparativo entre cooperativas brasileiras e canadenses

ARRUDA, Alessandro Gustavo Santos
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Tese ou dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
118.9712%
Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Municipal de São Caetano do Sul; Existem poucas fronteiras para o capital. Na esteira de globalização dos mercados financeiros, a homogeneização das instituições financeiras parece um processo inevitável. Será que todas as instituições financeiras são iguais? O presente trabalho objetiva comparar as estruturas de governança e os aparatos de regulação dentro do Movimento Desjardins canadense e da Rede Sidecri brasileira, identificando sua similitudes e diferenças. Utilizou-se, para tanto, a Teoria dos Custos de Transação e sua metodologia semi-formalizada que implica na análise discreta das estruturas de governança. A análise dos dois estudos de casos comprova que a evolução destas estruturas de governança ocorreu, simultaneamente à evolução do ambiente jurídico-institucional, em um processo dialético. Contudo, na mesma análise pode-se perceber que, embora evoluindo a partir de ambientes institucionais distintos, há uma tendência a homogenia destes redes, ao menos na criação de instituições ad hoc para lidar com os processos de governança e de intermediação financeira, extremamente arriscado, caso haja uma má-coordenação ou oportunismo de seus agentes centrais. Assim...

O SEGURO-DEPÓSITO INDUZ RISCO MORAL? UM ESTUDO EMPÍRICO COM AS COOPERATIVAS DE CRÉDITO DO ESTADO DE MINAS GERAIS; DOES DEPOSIT INSURANCE INDUCE MORAL HAZARD? AN EMPIRICAL STUDY WITH CREDIT UNIONS FROM THE STATE OF MINAS GERAIS

Bressan, Valéria Gama Fully; Braga, Marcelo José; Resende Filho, Moisés de Andrade; Bressan, Aureliano Angel
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
118.87042%
O mecanismo de seguro-depósito objetiva criar segurança e liquidez no sistema financeiro, mas,paradoxalmente, pode gerar instabilidade ao sistema, por conta  do problema de risco moral.  Os interesses conflitantes  das partes, aliados ao monitoramento imperfeito, podem induzir asinstituições financeiras sob a égide do  seguro-depósito  a expor-se a um risco  maior do que opreconizado pelo fundo gestor do fundo. Sob essa perspectiva, o presente estudo testou a hipótesede que o Fundo Garantidor de Depósitos (FGD) não induz ao risco moral, de acordo com um painel composto  de 62% das cooperativas de crédito do Estado de Minas Gerais, filiadas ao sistemaSicoob-Crediminas de janeiro de 1995 a maio de 2008. Foram testadas diversas especificações demodelos em painel utilizando-se seis proxies para a mensuração do grau de exposição ao risco das cooperativas, em conformidade com a literatura internacional. Com base nos resultados obtidos, o melhor ajuste se deu para modelos de efeitos fixos estimados por Mínimos  Quadrados Generalizados  Factíveis. Com base nos resultados das estimações dos modelos, não foi possível rejeitar a hipótese de que o FGD não induziu ao risco moral.; The deposit insurance mechanism is aimed at the security and liquidity of the financial system. But...

Uma aplicação do sistema PEARLS às cooperativas de crédito brasileiras; Una aplicación del sistema PEARLS a las cooperativas de crédito brasileñas; An application of the PEARLS system to Brazilian credit unions

Bressan, Valéria Gama Fully; Braga, Marcelo José; Bressan, Aureliano Angel; Resende Filho, Moisés de Andrade
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
119.57311%
No presente artigo, apresenta-se estudo realizado com o objetivo de adequar os indicadores do sistema PEARLS à realidade brasileira e estimar as probabilidades de insolvência das cooperativas de crédito filiadas ao Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob). Para tanto, foi estimado um modelo Logit utilizando uma base de dados com 35.485 observações coletadas de uma amostra de 510 cooperativas filiadas ao Sicoob no período de janeiro de 2000 a junho de 2008. Os resultados obtidos mostraram a relevância de indicadores nas seguintes áreas-chave, à luz da nomenclatura original do sistema, como as mais importantes para a análise de insolvência das cooperativas estudadas: Protection (proteção), Effective financial structure (efetiva estrutura financeira), Assets quality (qualidade dos ativos) e Rates of return and costs (taxas de retorno e custos).; El objetivo en este estudio es adaptar los indicadores del sistema PEARLS a la realidad brasileña y estimar las probabilidades de insolvencia de las cooperativas de crédito afiliadas al Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob). Para ello, se estimó un modelo de regresión logística, con una base de datos de 35.485 observaciones recogidas en una muestra de 510 cooperativas afiliadas al Sicoob entre enero de 2000 y junio de 2008. Los resultados indicaron la relevancia de indicadores en las siguientes áreas clave...

Governança cooperativa: participação e representatividade em cooperativas de crédito no Brasil; Corporate governance: participation and representative in credit cooperatives in Brazil

Fontes Filho, Joaquim Rubens; Marucci, José Carlos; Oliveira, Mauro José de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
119.1525%
O objetivo do artigo é analisar os fatores participação e representatividade como elementos necessários às boas práticas de governança em cooperativas de crédito. Caracterizadas pela união de pessoas com objetivos comuns, as cooperativas requerem a inclusão de mecanismos de participação e representatividade na sua governança a fim de conferir legitimidade aos gestores para alcance dos objetivos dos seus associados. Em conseqüência, as formas de influência nas instâncias decisórias e no controle da gestão assumem papel relevante para essas organizações. O artigo apresenta resultado de pesquisa institucional, realizada pelo Banco Central no universo das cooperativas de crédito singulares e em amostragem de seus associados, com o objetivo de levantar e compreender suas principais práticas de governança. As respostas fornecidas por 1.199 cooperativas e por 420 associados foram cotejadas e analisadas frente os mecanismos de participação dos associados e sua representatividade na direção e controle da cooperativa. Com base nessas análises são propostas reflexões e direcionamentos para a melhoria de sua governança.; The article intends to analyze participation and representativeness factors as necessary elements for good governance practices in financial cooperatives. Characterized as the union of individuals with a common purpose...

Conflito de agência: um estudo comparativo dos aspectos inerentes a empresas tradicionais e cooperativas de crédito; Conflicts of agency: a comparative study of issues attached to s and traditional companies and credit cooperative

Lima, Romeu Eugênio de; Araújo, Marcelo Bicalho Viturino de; Amaral, Hudson Fernandes
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
119.46948%
O presente artigo procura analisar e comparar, com base em referências bibliográficas, os potenciais conflitos de agência em dois diferentes tipos de organizações, a saber: empresas tradicionais e cooperativas de crédito. Tal comparação se justifica pelo fato das cooperativas de crédito serem instituições financeiras menos estudadas em relação às instituições tradicionais, apesar de atualmente participarem da política de democratização e acesso ao crédito do Governo Federal, com recentes avanços normativos. Além disso, os conflitos de agência e sua minimização vêm recebendo destaque crescente como instrumentos de viabilidade e redução de riscos. Observou-se que existem conflitos de agência diferentes em cooperativas de crédito, quando comparados com as empresas tradicionais. Tal fato pode ser um indicativo da necessidade de aplicação de diferentes soluções de governança para as cooperativas. Entretanto, alguns autores sugerem que os conflitos de agência nas cooperativas de crédito podem ser superados adotando-se providências genéricas, tais como: regras bem definidas, controles internos eficazes, adequação dos serviços prestados, adoção de regulamentações prudenciais e supervisão externa. Essas providências são as sugeridas para as empresas tradicionais...

Cooperativas de Crédito do Brasil: Classificação em Níveis de Sustentabilidade Financeira Intrassetorial; Cooperatives of Credit of Brazil: Classification in Levels of Financial Sustainability

Leismann, Edison Luiz; Carmona, Charles Ulises de Montreuil
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; ; Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
119.46839%
Esta pesquisa tem por objetivo classificar, a partir das demonstrações financeiras, as Cooperativas de Crédito Singulares do Brasil em níveis de sustentabilidade financeira. Diante disso, foi realizada uma análise Intrassetorial a partir dos dados de 31/12/2007 disponibilizados pelo Banco Central do Brasil. Essa análise se deu a partir de indicadores das estruturas financeiras, dos ativos e das demonstrações de resultados de 1.439 instituições. No desenvolvimento da classificação, também se utilizou de 31 Demonstrações de Resultados e valores do Ativo e Passivo do ano anterior de liquidação de cooperativas de crédito liquidadas pelo Banco Central entre 2003 e 2006. Foi desenvolvido um índice, denominado de Índice de Sustentabilidade Intrassetorial Financeira das Cooperativas de Crédito (ISIF-Créd.), com cinco escalas de classificação: 1 - Sustentabilidade Precária; 2 - Baixa Sustentabilidade; 3 - Média Sustentabilidade; 4 - Alta Sustentabilidade; e 5 - Excelente Sustentabilidade. Foram levados em consideração para classificação cinco indicadores, a saber: a-Tamanho; b - Independência Financeira; c - Imobilização do Patrimônio Líquido; d - Sobras/Patrimônio Líquido; e e - Autossustentabilidade no Período...