Página 1 dos resultados de 789 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Educação ambiental e formação de professores de biologia no município de piracicaba/speducação ambiental e formação de professores de biologia no município de Piracicaba/SP

Guimarães, Simone Sendin Moreira; Inforsato, Edson do Carmo
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 315-329
Português
Relevância na Pesquisa
56.41%
Early this century, several crises are intertwined and the environmental crisis is the most global of them all. In this context, emerged as an environmental education learn to overcome the crisis. This article aims to discuss the ideas of biology teachers in the city of Piracicaba-SP on Environmental Education and from there to reflect on the theme of inclusion in the initial training of teachers. The methodology used a structured questionnaire-based instrument VOSTS (Views on Science-Technology-Society), produced by Aikenhead and Ryan (1992) and the data were analyzed qualitatively. The results indicate that the biology teachers surveyed still have a naive conception of environmental education and training courses need to commit to structural and curricular changes that make the effective insertion of the subject in teacher training in the region studied.; Nesse início de século XXI, várias crises se entrelaçam e a crise ambiental é a mais planetária de todas elas. Nesse contexto a Educação Ambiental surge como um saber para superar a crise. O presente artigo teve como objetivo discutir as ideias dos professores de Biologia do município de Piracicaba/SP sobre Educação Ambiental e a partir disso refletir sobre a inserção da temática na formação inicial desses professores. A metodologia utilizou um questionário estruturado baseado no instrumento VOSTS (Views on Science-Technology-Society)...

A crise ambiental na perspectiva de novos paradigmas

Vidal, Lúcia Helena Pereira Tang
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
56.36%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O ser humano está associado aos modelos de sociedade adotados pela modernidade, que formam dentro de sua lógica valores individualistas, consumistas, antropocêntricos e relações de poder, os quais provocam dominação e exclusão nas relações sociais e socioambientais e permitem, através da separação homem x homem e homem x natureza, a degradação de ambos, uma crise ambiental. O racionalismo da eficiência e da produtividade é alienante, desumano e degradante. Reduzido à unidimensionalidade de "ser trabalho", o ser humano absorve discursos e doutrinas de um pensamento linear que o influenciam em sua cultura e modo de vida. Isso opera uma confusão intelectual na vida moderna, uma grande inversão de valores, florescendo um mundo insustentável. Nesse campo lhe são tolhidas a liberdade, a criatividade e, sobretudo, a reflexão, essências substituídas como simples mercadorias. Os sistemas vivos compreendem os organismos individuais, os sistemas sociais e os ecossistemas, cujo equilíbrio se dá no conflito e não no consenso, como pressupõe a burocracia. O conservadorismo burocrático estimula a inércia organizacional...

Capitalismo e crise ambiental: uma nova questão para o Serviço Social

Sttefens, Edilaura Ana
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
56.33%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Serviço Social.; O presente Trabalho de Conclusão de Curso, consiste em uma investigação bibliográfica sobre o sistema capitalista em sua lógica de apropriação dos recursos naturais e humanos, ou seja, a maneira como o modelo de desenvolvimento econômico adotado vem produzindo um modo de vida altamente insustentável, resultando em uma profunda crise ambiental global, que atinge todas as esferas da sociedade # ecológica, social, política, cultural, econômica etc. Estas profundas transformações que ocorrem na estrutural social e que afetam diretamente na qualidade de vida da população, exigem novas estratégias de enfrentamento destas problemáticas, dos mais diversos campos profissionais, inclusive para os profissionais do Serviço Social que atuam diretamente nas manifestações da questão social. Assim a reflexão neste trabalho, perpassa pela importância do debate e da investigação sobre a crise ambiental enquanto uma das expressões da questão social, na formação dos assistentes sociais, com também a possibilidade de abertura de campos de intervenção

A educação do olhar: uma resposta à crise ambiental

Araújo, Joana; Magalhães, Susana
Fonte: Instituto Superior de Ciências Educativas Publicador: Instituto Superior de Ciências Educativas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
66.44%
Diariamente somos confrontados com uma crise ambiental de dimensão planetária. Sabemos que as razões para tal crise são várias, mas também sabemos que o seu cerne remete invariavelmente para a acção humana, pois temos conhecimento das causas que a provocam e definitivamente temos de ser capazes de passar da teoria à prática, de modo a encontrar as melhores soluções. Trata-se, efectivamente, de um desafio ao nível da alteração dos padrões de comportamento, que passa pela institucionalização de uma lógica de prudência. Se por um lado, a pressão da complexidade dos acontecimentos, a urgência e a vasta amplitude do problema ecológico nos leva a retrair perante a necessidade de mudança, por outro lado é necessário que o homem sinta esta necessidade de mudança como uma exigência de toda a humanidade. A evidência, a diversidade e a magnitude dos problemas ambientais obrigaram a uma reflexão crescente que se traduziu também numa reflexão sobre os valores que temos vindo a atribuir ao ambiente e consequentemente à natureza. Com este trabalho pretendemos reflectir sobre a importância da educação para a percepção da crise ambiental e para a compreensão do novo paradigma da ciência pós-moderna, no qual se inscreve um novo modo de agir que é essencial na procura de soluções para esta crise global.

Ecologia política da construção da crise ambiental global e do modelo do desenvolvimento sustentável

Guerra,Lemuel Dourado; Ramalho,Deolinda de Sousa; Silva,Jairo Bezerra; Vasconcelos,Cláudio Ruy Portela de
Fonte: Universidade Católica Dom Bosco Publicador: Universidade Católica Dom Bosco
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
66.33%
Neste trabalho discutimos o debate sobre a crise ambiental e o modelo do desenvolvimento sustentável como campo de lutas no qual se articulam interesses políticos e econômicos. Defendemos a idéia de que as direções tomadas pela discussão sobre as questões ambientais em nível mundial apontam para o apagamento das variáveis clássicas da interpretação sociológica dos fenômenos sociais, tais como as de ideologia, dominação e conflito, apresentando uma proposta de redirecionamento da discussão mencionada, a ser feita em termos da teoria da ecologia política. No final indicamos algumas sugestões específicas para a pesquisa sobre a denominada crise hídrica mundial.

A resignificação da crise ambiental pela mídia de negócios: responsabilidade empresarial e redenção pelo consumo

Fontenelle,Isleide A.
Fonte: Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP Publicador: Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.38%
O artigo analisa como o consumidor ambientalmente responsável tem sido produzido pela mídia de negócios em duas revistas: The Economist e Exame, no período de 1996-2007. O método de pesquisa apoia-se na Teoria do Discurso de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe e em autores lacanianos que encamparam essa teoria. A análise empírica, apoiada por uma revisão bibliográfica sobre crise ambiental, consumo e responsabilidade empresarial, permite concluir que a construção midiática do consumidor responsável tem se utilizado da culpabilização presente no discurso da crise ambiental para vender redenção como mercadoria.

Política nacional de recursos hídricos: governança da água e cidadania ambiental

Wolkmer,Maria de Fátima S.; Pimmel,Nicole Freiberger
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.33%
O artigo aborda a crise ambiental coligada à água. A governança da água no Brasil começa com a PNRH delineada na Lei n. 9.433 de 1997. Neste marco jurídico, a governança das águas realiza-se com a participação social, envolvimento e negociação dos interessados tendo como unidade de gestão a bacia hidrográfica e a descentralização. Dessa forma, a Cidadania tornou-se o eixo estruturante da governança democrática, o que implica em conhecimento e espaços efetivos de participação. Evidencia-se a importância de propor soluções mais abrangentes, num diálogo intercultural que construa alternativas a crise ambiental global que pode ser terminal.

A crise ambiental da atualidade : elementos para reflexão dos operadores de direito

Soffiati, Arthur
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.36%
Examina os eventos que configuram uma crise ambiental, tentando demonstrar que a originalidade de tal crise reside no seu caráter antrópico e planetário. Aborda as atitudes filosóficas e políticas em relação a esse desequilíbrio, concluindo com observações acerca da defasagem do direito nesse campo.

Educa????o ambiental: uma proposta para o desenvolvimento sustent??vel do planeta

Goi, Michele Amaral Dill; Sparemberger, Raquel Fabiana Lopes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.43%
No presente artigo tratar-se-??, dentro da quest??o mais ampla e pol??mica que ?? a crise do meio ambiente, da Educa????o Ambiental. Com a evolu????o da ci??ncia e da tecnologia, principalmente, o homem superou a depend??ncia que tinha em rela????o ao meio ambiente no qual estava inserido e come??ou a domin??-lo, explorando ilimitadamente os seus recursos que s??o limitados, e, dessa forma, acarretou a crise ambiental. A Confer??ncia de Estocolmo (1972) alertou os Estados quanto ao fato de que a pol??tica do ???desenvolvimento a qualquer pre??o???, a longo prazo, ?? insustent??vel. Posteriormente, a Rio-92 adotou o desenvolvimento sustent??vel como meta a ser perseguida para solucionar os problemas ambientais. Por??m, tanto a conscientiza????o quanto o desenvolvimento sustent??vel, s?? no plano te??rico, sem pr??tica correspondente, s??o prec??rios diante da gravidade da crise do meio ambiente. Diante disso, aponta-se a Educa????o Ambiental Cr??tica como um instrumento estrat??gico fundamental para a sustentabilidade do planeta, uma vez que essa promove a conscientiza????o acompanhada de mobiliza????o.; In the present article it will be discuss, inside of the widest subject and con troversy that it is the crisis of the environment...

Crise ambiental e crise do modo de produ????o: os limites s??cio-metab??licos do capital

Cruz, Ricardo Gauterio; Bigliardi, Rossane Vinhas; Minasi, Luis Fernando
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.55%
O presente trabalho, pela aproxima????o te??rica ?? categoria de Modo de Produ????o, busca aclarar os fundamentos da sociabilidade burguesa e de sua rela????o com os aspectos mais essenciais da crise ambiental. Pauta-se pela hip??tese de que a crise do modo de produ????o que temos entendido estar em curso apresenta-se para al??m da crise financeira capitalista, como problema de ordem ambiental, como crise ligada ?? totalidade do potencial de autodestrui????o da humanidade no atual desenvolvimento hist??rico, principalmente por meio da destrui????o irrevog??vel da natureza pelo Capital. Neste sentido, a crise ambiental enquanto express??o de um fen??meno ainda maior ??? a crise estrutural do modo de produ????o ??? pode ser compreendida a partir da an??lise dos fundamentos do modo de produ????o ora hegem??nico, que como buscaremos demonstrar, depende de formas entr??picas de apropria????o da natureza (e de sua destrui????o) bem como da destrui????o da vida humana.; The present work seeks to clarify the foundations of bourgeois sociability and its relationship with the most essential aspects of the environmental crisis. It is guided by the hypothesis that the crisis of the mode of production that we understood to be ongoing features beyond the capitalist financial crisis as an environmental problem...

Sobre a ??tica ambiental na forma????o do bi??logo.

Conrado, D??lia Melissa; El-Hai, Charbel Ni??o; Nunes-Neto, Nei de Freitas
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.31%
Na forma????o do bi??logo, o ac??mulo de conhecimento cient??fico sobre os problemas ambientais n??o ?? suficiente para uma plena contribui????o deste profissional no enfrentamento dos desafios contempor??neos relativos ?? crise ambiental. O ensino e a aprendizagem de conte??dos de ??tica ambiental podem auxiliar a pr??tica cotidiana do bi??logo, sendo importante para uma tomada de decis??o socialmente respons??vel em sua atividade profissional. Realizamos uma discuss??o sobre a relev??ncia da ??tica ambiental na abordagem de problemas ambientais no ensino superior de biologia, com o prop??sito de ampliar a forma????o do bi??logo e sua percep????o sobre o exerc??cio da profiss??o. Nesse contexto, fornecemos alguns exemplos de aplica????o de conhecimentos relativos ?? ??tica ambiental em diversas disciplinas do curr??culo superior de biologia.; Considering the biologist???s formation, the accumulation of scientific knowledge about environmental problems is not enough for a full contribution of this professional in dealing with contemporary challenges relate to the environmental crisis. The teaching and learning process of environmental ethics could help the everyday biologist???s practice, once it is important for a responsible decision making in his/her professional activity. We conducted a discussion on the relevance of the environmental ethics approach in the environmental problems related to undergraduate biology course...

Reflex??es acerca da crise ambiental e a condi????o humana

Lago, Clenio; Amaral, Felipe Bueno; M??hl, Camila
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.33%
A crise ambiental, que emerge em meados do s??culo XX e se constr??i temporalmente, pode alterar as significa????es intr??nsecas dos indiv??duos e representa para o mundo contempor??neo a grande express??o mal-estar civilizat??rio vivido a partir da possibilidade efetiva da destrui????o das condi????es ?? vida. Colocam-se em quest??o culturas, modos de vida. As tens??es geradas por essa crise remetem esse homem para a complexa rede de rela????es que o significam e onde seu habitus ?? frequentemente questionado. Sob este contexto, o presente estudo objetiva refletir sobre o modo de vida ocidental, em sua express??o moderna, como forma de compreender a condi????o humana como temporalidade em sua ??ntima rela????o com o ambiente. Tal an??lise foi realizada a partir de uma revis??o bibliogr??fica, no horizonte da Hermen??utica Filos??fica, refletindo especialmente sobre a rela????o homem/natureza, p??blico/privado como forma de evidenciar a condi????o humana. Frente ??s v??rias concep????es, indicamos que o homem n??o ?? totalmente o humano, que n??o nasce humano e nem se torna humano ou se desenvolve num dever ser humano, mas encontra sua condi????o humana na pluralidade das exist??ncias, como modo de ser hist??rico. Isso implica dizer que n??o necessariamente esse humanar...

A crise socioambiental: uma crise civilizatória

Freitas, Luciane Albernaz de Araujo; Freitas, André Luís Castro de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.45%
Compreende-se que a educação ambiental desempenha papel bem mais importante e complexo do que o habitualmente difundido não se limitando ao compromisso com as modificações ambientais, estando comprometida com as questões sociais. Percebe-se que os pressupostos da Educação Ambiental Transformadora provem força e visibilidade à necessidade de investir em estratégias visando à superação do modelo civilizatório. Essa se encontra diretamente vinculada às concepções marxianas, tendo presente que a necessidade de transformações se fazem urgentes, para além de mudanças de caráter cultural e comportamental. O presente trabalho, tendo como referencial o pensamento de Marx e Engels, o qual encharcado pelo método dialético constituiu um modo de pensar e fazer a educação ambiental transformadora constituí um estudo descritivo crítico. Tem-se por objetivo problematizar as complexas conexões que se estabelecem entre crise ambiental, modelo civilizatório capitalista e educação ambiental.; It is understood that the environmental education plays much more important and complex roles than commonly widespread, not only limited to the commitment to environmental changes, but also being committed to social issues. It is noticed that the assumptions of Transformative Environmental Education provide strength and visibility to the need to invest in strategies aiming to overcome the civilizing model. This is directly linked to Marxist conceptions...

Do contrato ambio-social a uma antropologia da esperança : cidadania e sustentabilidade na era da crise ambiental

Rego, Bruno Paulo Castendo
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.52%
Tese de doutoramento, Filosofia (Filosofia da Natureza e do Ambiente), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, Universidade Nova de Lisboa, 2015; Esta Dissertação insere-se nas áreas de Filosofia da Natureza e do Ambiente e Filosofia Política e pretende pensar a cidadania e a sustentabilidade do ponto de vista da complexidade da crise ambiental contemporânea. Num primeiro momento, pretende-se argumentar que, no que concerne à complexidade das questões envolvidas na crise ambiental global, a noção de cidadania ecológica desenvolvida recentemente por alguns autores revela-se extremamente redutora face à perspectiva redutora dos seus argumentos.Num segundo momento, partindo da crise global do ambiente como eixo axial de uma profunda crise civilizacional contemporânea, pretende-se construir uma noção mais ampla de cidadania ambiental do que as noções formuladas até este momento.Trata-se de, em face da complexidade da crise ambiental contemporânea, tomar o conceito de ambiente como categoria ontológica fundamental para a nossa sobrevivência no planeta e também para a sobrevivência das formas de vida não humanas, e repensar as bases do contratualismo moderno através da possibilidade de ampliação do contrato social a um Contrato Ambio-Social que contemple as condições do mundo e dos recursos naturais...

Atravessamentos culturais e crise ambiental na atualidade: modos ecológicos de vida no rock´n roll

Vieira, Virgínia Tavares; Henning, Paula Corrêa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.45%
O presente estudo busca estabelecer um diálogo entre Música, Sociedade e Educação Ambiental. Para isso, colocamos sob análise alguns discursos da Educação Ambiental, com o objetivo de problematizar de que forma a música, através do gênero Rock´n Roll, vem contribuindo para pensarmos na crise ambiental que se instala na atualidade. Para dar conta de responder a essa investigação, selecionamos como aporte teórico, autores como Zygmunt Bauman, Isabel Carvalho e Félix Guattari. Nesse estudo, destacamos a importância de voltar nosso olhar para outros espaços como produtores de saber, bem como entendemos a música como um importante artefato cultural que vem produzindo modos de ser e viver a contemporaneidade. A pesquisa vem demonstrando também, o quanto o rock está preocupado com a crise ambiental, já que temas como a destruição da natureza, o meio ambiente, o consumo, o lixo, o derretimento das geleiras, o aquecimento global vem sendo freqüentemente abordadas nas letras de músicas selecionadas.; This study seeks to establish a dialogue between Music, Society and Environmental Education. For this, we put under analysis some of the speeches of these knowledge’s fields, with the intention to discuss how music...

Educação ambiental como instrumento da gestão socioambiental participativa no Bairro Vila Manaus, Criciúma, SC

Teixeira, Adonai Pacheco
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Português
Relevância na Pesquisa
56.49%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no Curso de Engenharia Ambiental da Universidade do Extremo Sul Catarinense, Unesc.; Ao se fazer uma análise sobre a atual crise ambiental, vê-se que ela não é puramente uma crise ecológica tampouco pode sê-la atribuída a uma questão conjuntural: é uma crise socioambiental, provocada por um sistema político pautado fundamentalmente pelo poder econômico. É, portanto, uma crise estrutural. Na contramão desse sistema, surgem experiências como o Projeto Nossa RUA da Vila Manaus, Criciúma/SC, no qual a gestão socioambiental participativa, fruto da organização comunitária, apresenta-se como uma alternativa ao poder hegemônico. O presente estudo buscou, por meio do estudo da trajetória da ONG Nossa Rua, contribuir para a sua gestão ambiental, identificando as possibilidades e limites na promoção do fortalecimento do movimento comunitário. A metodologia, devido ao pesquisador ter sua história de vida ligada ao objeto investigado, baseou-se nos preceitos da pesquisa participante, interpretando e correlacionando as informações obtidas em entrevistas semi-estruturadas, pesquisa bibliográfica e dados de observação. Com o apoio principal da UNESC...

The absence of outside and the refusal of the disaster: environmental crisis and dismissal of dualisms; A ausência de fora e a recusa da catástrofe: crise ambiental e destituição dos dualismos

Laureano, Pedro Sobrino
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.26%
We intend to discuss, in this article, the capitalist and environmental crises of today´s world based on the idea, developed by Antonio Negri and Michael Hardt, that “there´s no outside” of today´s capitalism. We seek to develop some ideas that can contribute to think, in the current conjuture, the sckatches of an ethics and a politics based on the afirmation that, when we lose the idea of nature as na outside untouched by history, we lose something que that has never existed. And also that this lost constitutes only an negative index of a necessary movement of questioning the modern political categories that are no longer able to think the global crisis, not only of capitalism, but also of the environment.; Pretende-se, neste artigo, discutir a atual crise do meio ambiente a partir da ideia desenvolvida por Antonio Negri e Michael Hardt de que, no capitalismo contemporâneo, “não há mais fora”. Buscamos apresentar algumas ideias que permitem entrever, dentro da atual conjuntura, o delineamento de uma ética e uma política baseadas na constatação de que, ao perdemos a ideia da natureza como espaço exterior intocado pela história, perdemos algo que nunca existiu. E que tal perda constitui um índice apenas negativo de um movimento de reconfiguração das categorias políticas modernas que não são mais capazes de pensar a crise global...

A história Ambiental e a "crise ambiental" contemporânea: um desafio político para o historiador

Bergo de Carvalho, Ely; UFSC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
66.41%
A new concept has begun to be used in brazil in the last 15 years, the environmental history. The works which follow such line represent an answer to the present history "environmental crisis", which even threaten the future of mankind. the aim of this work is to analyze such political engagement, in which are presented the works of envionmental history.; Um novo conceito começou a ser empregado no Brasil nos ultimos 15 anos, o de história ambiental. Os trabalhos que seguem tal linha representam uma resposta da história à atual "crise ambiental", que põe em cheque o futuro da própria espécie humana. O objetivo deste trabalho é analisar tal engajamento político, no qual se inserem as obras de história ambiental.

O Estado de Direito Ambiental e a particularidade de uma hermenêutica jurídica DOI:10.5007/2177-7055.2010v31n60p291; The Environmental Law Estate and the particularity of a legal hermeneutics

Leite, José Rubens Morato; Universidade Federal de Santa Catarina; Belchior, Germana Parente Neiva; Universidade Federal do Ceará
Fonte: Fundação José Arthur Boiteux Publicador: Fundação José Arthur Boiteux
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.31%
O objetivo geral deste artigo é investigar a construção teórica do Estado de Direito Ambiental e a particularidade de uma hermenêutica jurídica ambiental com vistas a minimizar os efeitos da crise ambiental. Os princípios interpretativos utilizados na hermenêutica ambiental não têm como oferecer respostas únicas e exclusivas, haja vista que, como consta na hermenêutica filosófica, o sentido a ser captado da norma é inesgotável. Mesmo que o jurista utilize todos os princípiosindicados, ainda assim haverá margem para subjetividade e arbitrariedade.; The general purpose of this paper is to examine the theoretical structure of the Environmental State of Law and the particularcharacter of an environmental juridical hermeneutics, both aiming at minimizing the effects of the environmental crisis. The conclusion is that interpretation principles used at environmental hermeneutics are not able to offer singular and ultimate answers, because meaning is inexhaustible, as philosophical hermeneuticsdemonstrates. Even if legal professionals use all the relevant principles indicated, there will always be room for subjectivity and discretion.

Política Nacional de Recursos Hídricos: governança da água e cidadania ambiental

Wolkmer, Maria de Fátima; Universidade de Caxias do Sul; Pimmel, Nicole Freiberger; Universidade de Caxias do Sul
Fonte: Fundação José Arthur Boiteux Publicador: Fundação José Arthur Boiteux
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.33%
http://dx.doi.org/10.5007/2177-7055.2013v34n67p165O artigo aborda a crise ambiental coligada à água. A governança da água no Brasil começa com a PNRH delineada na Lei n. 9.433 de 1997. Neste marco jurídico, a governança das águas realiza-se com a participação social, envolvimento e negociação dos interessados tendo como unidade de gestão a bacia hidrográfica e a descentralização. Desta forma, a Cidadania tornou-se o eixo estruturante da governança democrática o que implica em conhecimento, e espaços efetivos de participação. Evidencia-se a importância de propor soluções mais abrangentes, num diálogo intercultural que construa alternativas a crise ambiental global que pode ser terminal.