Página 1 dos resultados de 6 itens digitais encontrados em 0.074 segundos

Propriedades do "questionário do informante sobre o declínio cognitivo do idoso" (IQCODE) no rastreio diagnóstico do comprometimento cognitivo leve (CCL); Diagnostic properties of the Informant Questionnaire of Cognitive Decline in the Elderly in mild cognitive impairment

Abreu, Izabella Dutra de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
45.75%
Introdução: O Questionário do Informante sobre o Declínio Cognitivo do Idoso (IQCODE) é um instrumento de rastreio que se baseia nas informações fornecidas por familiares ou cuidadores acerca de um possível declínio cognitivo do paciente. Embora tenha boa sensibilidade para a identificação de casos suspeitos de demência, poucos estudos avaliaram as propriedades diagnósticas do IQCODE no rastreio do comprometimento cognitivo leve (CCL). O CCL corresponde a uma condição de risco para o desenvolvimento de demência, sendo caracterizado pela presença de alterações cognitivas que podem ser mensuradas objetivamente, indicando um declínio em relação ao desempenho esperado para indivíduos da mesma faixa etária e nível de instrução. Tais alterações cognitivas (ou déficits) são insuficientes para o diagnóstico de demência, no caso de um funcionamento cognitivo global preservado e da capacidade de desempenhar as atividades da vida diária (Winblad, 2004). Objetivos: Examinar as propriedades diagnósticas do IQCODE no rastreio do CCL, identificando os pontos de corte do teste IQCODE que melhor separam indivíduos idosos cognitivamente normais dos indivíduos com CCL; correlacionar os resultados obtidos com outros testes de rastreio cognitivo amplamente utilizados em nosso meio...

Associação da demência com intolerância à glicose e diabetes mellitus em função da presença ou não da resistência insulínica e marcadores inflamatórios em idosos; Association of dementia with impaired glucose tolerance and diabetes mellitus in fuction of insulin resistance and inflammatory markers in the elderly

Salles, Renata Freitas Nogueira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
55.72%
Diabetes Mellitus tipo 2 e demência são doenças altamente prevalentes na população idosa. Estudos têm evidenciado que o DM 2 está associado com perda cognitiva e um elevado risco tanto para demência vascular quanto para demência do tipo Alzheimer. Idosos com tolerância à glicose diminuída também apresentam perda cognitiva, sendo que a hiperinsulinemia parece explicar o déficit cognitivo nesses pacientes. Objetivos: Avaliar em pacientes idosos diabéticos e com tolerância à glicose diminuída a presença de alterações cognitivas comparados aos normais e uma possível associação com resistência insulínica, síndrome metabólica, marcadores inflamatórios e adiponectina. E diagnosticar entre os pacientes com alteração cognitiva aqueles com demência através da avaliação neuropsicológica. Pacientes e Métodos: Foram estudados 140 pacientes com idades entre 65 e 86 anos, sendo 107 do sexo feminino e 33 do sexo masculino classificados em 3 grupos conforme TOTG: tolerância à glicose normal (52), tolerância à glicose alterada (42) e DM (46). Os pacientes foram avaliados antropometricamente e realizada dosagem de glicemia, hemoglobina glicada, colesterol total e frações, insulina, adiponectina, TNF-alfa e IL-6. Realizados testes de rastreio cognitivo...

Alterações cerebrais associadas à presença de déficits cognitivos em idosos: um estudo usando morfometria voxel-a-voxel por ressonância magnética; Brain abnormalities associated with the presence of cognitive impairment in elderly: an MRI study using voxel-based morphometry

Silveira, Paula Squarzoni da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
65.66%
Introdução: Em estudos de ressonância magnética (RM) estrutural e tomografia por emissão de pósitrons (positron emission tomography; PET), métodos de análise voxel-a-voxel permitem comparações entre grupos do volume de substância cinzenta ou do metabolismo de glicose de forma automatizada, em todo o cérebro. Em estudos com portadores de transtornos cognitivos como a Demência de Alzheimer (DA) comparados a controles saudáveis, tais métodos mostram alterações não só em regiões cerebrais classicamente envolvidas na DA (como hipocampo), mas também em áreas não investigadas anteriormente. Mesmo na ausência de demência, sujeitos idosos apresentam freqüentemente alterações cognitivas, sobretudo em associação com fatores de risco cardiovascular, tais como hipertensão arterial sistêmica. Metodologia: Foi realizado numa amostra de 265 idosos na faixa etária entre 66 e 75 anos exames de RM. A amostra foi dividida em dois grupos, o primeiro com perda cognitiva compatível com diagnóstico prejuízo cognitivo (caracterizado pelo desempenho de 1.5 desvio padrão abaixo da média do grupo) e o segundo grupo sem perda cognitiva. A presença de alterações cerebrais associadas à presença de déficit cognitivos entre os grupos foi investigada utilizando uma metodologia automatizada de avaliação voxel-a-voxel através do SPM. Resultados: Identificamos 5 sujeitos com prejuízo cognitivo numa amostra populacional de 244 indivíduos. A presença de prejuízo cognitivo foi associada à presença de lesão silenciosa (p=0...

Uma abordagem matemática para auxiliar o diagnóstico de demências: tratando incertezas e quantificando processos; A mathematical approach to assist the diagnosis of dementia: treating uncertainties and quantifying processes

Freire, Rodolpho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
65.89%
Este trabalho apresenta o desenvolvimento de um modelo para quantificar e apoiar o processo diagnóstico de demências (Demência de Alzheimer, Demência Vascular, Demência Frontotemporal e Demência de Corpos de Lewy), composto por três sub modelos. O primeiro modelo matemático proposto e baseado na teoria dos conjuntos fuzzy e tem como objetivo fornecer um escore de comprometimento cognitivo. Como resultado de sua aplicação em uma base com dados reais com 60 casos, obtivemos 52 acertos e 8 erros (13%) e uma área sob a curva ROC de 0,80. O segundo modelo permite identificar o tipo de demência, e optouse por utilizar um diagrama de decisão para representar o conhecimento do especialista. O diagrama foi modelado com base nas características de cada patologia e quando submetido aos testes dos especialistas obtivemos índices de erro que variam de 2% a 18%. Sendo a demência de Alzheimer a mais prevalente entre as demências e considerando a importância das neuroimagens para o diagnóstico diferencial, realizamos a avaliação de três técnicas de análise de neuroimagem, sendo duas multivariadas e uma univariada. Como resultado obtivemos que os modelos multivariados se mostram mais eficientes para avaliação de alterações morfológicas no cerébro em relação aos modelos univariados. Porém a complexidade de realização das análises não permitem nesse momento a integração de técnicas de avaliação de neuroimagens com modelos diagnósticos a serem usados em ambulatório. Durante a anamnese...

Efeitos de um programa de atividade física nas funções cognitivas, equilíbrio e risco de quedas em idosos com demência de Alzheimer

Hernandez,Salma S. S.; Coelho,Flávia G. M.; Gobbi,Sebastião; Stella,Florindo
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
55.79%
OBJETIVO: Analisar os efeitos de um programa de atividade física regular, sistematizado e supervisionado sobre as funções cognitivas, equilíbrio e risco de quedas de idosos com demência de Alzheimer (DA). MÉTODOS: Dezesseis idosos com idade média de 78,5±6,8 anos foram alocados em dois grupos: grupo intervenção (GI; n=9) e grupo rotina (GR; n=7). O GI praticou seis meses de atividade física sistematizada, e ambos os grupos foram avaliados por meio dos seguintes testes: Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Escala de Equilíbrio Funcional de Berg (EEFB), Timed Up and Go (TUG) e de Agilidade e Equilíbrio Dinâmico (AGILEQ) da bateria da American Alliance for Health Recreation and Dance (AAHPERD). RESULTADOS: Houve interação estatisticamente significativa (ANOVA two way; F1,14=32,07; p=0,01) entre grupos e momentos para o teste AGILEQ. O teste U Mann Whitney apontou diferenças significantes intergrupos (p=0,03) apenas no momento pós-intervenção para o TUG avaliado em passos e para a EEFB; portanto sem mostrar diferença significante no TUG, EEFB e MEEM no momento pré intervenção, bem como no momento pós-intervenção para o TUG em segundos e para o MEEM. Na análise intragrupo, o teste de Wilcoxon mostrou piora significativa no MEEM...

Polimorfismos dos genes CYP 46 e APOE e declínio cognitivo em idosos residentes no distrito de Fernando de Noronha-PE

Nusya de Medeiros Garcia, Analia; Ataíde Júnior, Luiz (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
55.66%
O Declínio Cognitivo Leve (DCL) é um estado mental considerado a zona de transição entre o envelhecimento normal e a fase mais inicial de demência, sendo uma fase importante para a precocidade diagnóstica. Nos últimos anos, pesquisas estão sendo desenvolvidas na busca de marcadores genéticos para esta zona de pré-demência, como os polimorfismos dos genes da apolipoproteína E (APOE) representada por 3 alelos (E2, E3, E4) e do colesterol 24S-hidroxilase (CYP46) com alelos T e C. Indivíduos portadores do APOE E4 tem fator de risco quatro vezes maior de desenvolver a Demência de Alzheimer e dez vezes mais probabilidade se tiver associado os polimorfismos dos genes APOE e CYP46. O objetivo deste estudo foi investigar a possível associação entre o polimorfismo dos genes CYP46(T/C), APOE E4 e a presença de DCL na população idosa do Distrito de Fernando de Noronha, totalizando uma seleção de 52 indivíduos. A avaliação clínica foi realizada através de exame físico, funcional e mental. Foram aplicados testes neuropsiquiátricos (Mini Exame do Estado Mental, Teste de Fluência Verbal, Teste do Relógio) e a identificação do genótipo dos polimorfismos do APOE e CYP46 pelo método de PCR-RFLP. Como resultados observou-se que 87% da amostra apresentou declínio cognitivo leve. No Mini Exame do Estado Mental...