Página 1 dos resultados de 36 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Projeto CIV Young Storytelles : estudo exploratório de uma investigação-ação no Colégio Internacional de Vilamoura

Alexandrino, Teresa
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
38.75312%
Dissertação de Mestrado em Arte e Educação apresentada à Universidade Aberta; O trabalho de investigação que aqui apresento aborda a criação e coordenação de um grupo de jovens contadores de histórias do Colégio Internacional de Vilamoura (CIV), designado por CIV Young Storytellers. A problemática e o objeto de estudo da pesquisa centram-se no desenvolvimento das expressões artísticas, com relevo para a expressão plástica e artes visuais, a expressão dramática, a teatralidade e a performance, em contextos de aprendizagem multicultural e linguística de jovens contadores de histórias. A metodologia teórico-concetual e empírica da pesquisa desenvolve-se através de uma investigação-ação com a duração de três anos, articulados numa teia progressiva de quatro fases: i) a fundamentação teórico-concetual; ii) a conceção; iii) a implementação de atividades formativas expressivo-artísticas; iv) a retroação e avaliação. O quadro teórico-concetual identifica as linhas de força da figura inspiradora do ArteNauta, através de uma constelação das suas funções operativas, aliando-as à figura do Contador de Histórias numa perspetiva de diversidade. Os objetivos de aprendizagem destacam uma constelação-guia com os seguintes conceitos: a viagem...

Intercultural English competence for citizenship : a Portuguese study

Araújo, Sofia Isabel Pereira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
48.47883%
É reconhecido que o ensino de Línguas Estrangeiras é uma das áreas em que valores de cidadania podem ser desenvolvidos, dada a flexibilidade dos conteúdos que o ensino de línguas envolve, que podem ir desde literatura a debates, a estudo dos media ou actividades diversificadas sobre tópicos de interesse. O Conselho da Europa recomenda o plurilinguísmo como uma ferramenta importante para a educação de cidadania democrática numa Europa plurilingue. Na presente dissertação, irei demonstrar/argumentar que a Língua Inglesa, com a sua natureza pluricentrada e intercultural e a sua predominância como língua mais ensinada nas escolas, terá um papel importante e especial a desempenhar nestes processos. Tomando como base a análise dos manuais mais vendidos em Portugal para o ensino de Inglês e de questionários dados a alunos e professores do 10º e 11º anos, irei argumentar que conteúdos melhor apoiarão uma necessária mudança no ênfase do ensino formal de Inglês, em direcção a um maior envolvimento em assuntos globais/mundiais e um ensino que contemple a educação para uma participação mais activa e habilitada na sociedade. ABSTRACT: It is recognised that foreign language education is one of the areas where citizenship values can be developed...

Desenvolvimento profissional e educação em línguas: potencialidades e constrangimentos em contexto escolar

Gonçalves, Maria de Lurdes Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
38.614966%
Este trabalho, desenvolvido por uma professora em contexto académico, movida por uma vontade de intervenção em contexto escolar para melhoria da qualidade do desempenho profissional e das aprendizagens dos alunos, assenta: por um lado, num entendimento de desenvolvimento profissional (DP) enquanto processo contínuo que se articula com e inscreve na prática do quotidiano docente; e, por outro lado, num entendimento da educação em línguas como um processo que valoriza a diversidade e enfatiza o plurilinguismo como valor e competência, enriquecendo os repertórios linguístico-comunicativos dos sujeitos, de modo a facilitar a abertura ao Outro, num processo de construção e recriação de significado sobre o mundo e sobre si na relação com esse Outro. Pretendeu-se, neste estudo, compreender o processo de desenvolvimento profissional de professores de línguas, tentando identificar potencialidades e constrangimentos que se colocam a esse desenvolvimento profissional em contexto. Para tal, foi desenvolvido um projecto de formação para a educação plurilingue numa escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico com um grupo de cinco professoras ao longo de dois anos. A formação, promovida através de um Centro de Formação de Escolas e acreditada pelo Conselho- Científico da Formação Contínua desenvolveu-se em duas fases. A primeira fase (2004/2005)...

A sensibilização à diversidade linguística no pré-escolar como suporte para a aprendizagem de línguas ao longo da vida

Lourenço, Mónica; Andrade, Ana Isabel
Fonte: SPCE Publicador: SPCE
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
48.08233%
O presente texto pretende dar conta de um estudo que visa reflectir sobre as potencialidades de actividades de sensibilização à diversidade linguística no desenvolvimento de uma consciência fonológica de cariz plurilingue junto de crianças do ensino pré-escolar. Consideramos que este tipo de actividades pode contribuir para o desenvolvimento de capacidades de ordem metalinguística e metafonológica, bem como de atitudes positivas face à diversidade, desde cedo, funcionando, assim, como um suporte para uma aprendizagem de línguas ao longo da vida e como um alicerce para o diálogo intercultural.

Plurilinguismo e línguas românicas: estudo no 3º ano de escolaridade

Machado, Carla Marisa Dias
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
48.756445%
A realização deste trabalho partiu do pressuposto de que a sensibilização para a diversidade linguística e cultural, caracterizadora da sociedade onde vivemos, motiva as crianças para o plurilinguismo. Com o projeto que foi dinamizado procurou-se, então, perceber de que forma as atividades em intercompreensão desenvolvem nas crianças o gosto pela aprendizagem de línguas. Utilizaram-se quatro instrumentos de recolha de dados: o inquérito por questionário (inicial e final), o postal individual dos alunos e a ficha de compreensão global da história, os quais foram analisados qualitativa e quantitativamente, com especial enfoque na motivação dos alunos para a aprendizagem de outras línguas. Os resultados da análise mostram que as crianças se sentiram, de facto, motivadas para o contacto com outras línguas e culturas, o que nos permitiu concluir que o projeto dinamizado desenvolveu nas crianças atitudes de valorização e respeito pela diferença e pelo Outro, despertando nas mesmas a curiosidade em aprender línguas.; This work bears in mind the assumption that awereness of the linguistic and cultural diversity, that characterizes the society we live in, motivates children to multilinguism. With this project we cumed to understanding how the activities in intercomprehension might develop the love for learning languages in children. We use four data collection instruments: a questionaire survey (initial and final)...

A educação intercultural na aula de línguas: partilha de experiências

Bastos, Mónica Sofia de Almeida; Abreu, Maria Albertina; Almeida, Corália; Assunção, Luísa; Baptista, Emília; Bento, Lucinda; Matos, Maria Soledade; Rita, Alda
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
38.759697%
No seio de sociedades cada vez mais plurilingues e multiculturais, coloca-se à escola o desafio de cultivar uma compreensão mútua, promotora de relações de cooperação entre os diversos cidadãos, no sentido de os preparar para participar no diálogo intercultural, leit-motiv que a Comissão Europeia definiu para o ano de 2008. Dadas as características do objecto de ensino/aprendizagem das disciplinas de línguas, este assume-se como um local privilegiado para a preparação dos alunos para esta realidade. Aliás, as actuais políticas educativas nacionais e europeias apontam para uma mudança nas finalidades do ensino das línguas, no sentido de fomentar, nos alunos, o desenvolvimento de competências plurilingues e interculturais. Mas, para que estas competências sejam trabalhadas em contexto escolar, nomeadamente nas práticas curriculares das disciplinas de línguas, importa que os contextos e sistemas de formação de professores tenham em conta, entre outros aspectos, os pressupostos de uma Didáctica da Intercompreensão e do Plurilinguismo. Neste Atelier, num primeiro momento, apresentaremos sucintamente os princípios estratégicos de formação, as etapas e as actividades propostas no âmbito da oficina de formação “O Professor de Línguas Intercultural: do mundo virtual ao contexto escolar do mundo virtual ao contexto escolar” ...

Intercompreensão e poesia : promoção da consciência lexical no 1º CEB

Vasconcelos, Ana Catarina Gonçalves
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
89.49556%
O presente Relatório Final de Estágio foi desenvolvido no âmbito das unidades curriculares Prática Pedagógica Supervisionada e Seminário de Investigação Educacional e apresenta um estudo que teve como objetivo principal compreender a forma como a intercompreensão e a sua exploração, nos primeiros anos de escolaridade, com recurso à poesia em diferentes línguas românicas, poderá conduzir à promoção de uma educação para o plurilinguismo e ao desenvolvimento da competência lexical e semântica. De maneira a dar resposta aos objetivos e questões de investigação, desenvolvemos um projeto de intervenção didática, denominado A Poesia na Casa das Línguas, com a duração de seis sessões, implementado numa turma do 2º ano de escolaridade, numa escola da região de Aveiro. Através das atividades desenvolvidas, pretendemos compreender quais as estratégias de intercompreensão utilizadas, pelos alunos, para aceder ao significado de enunciados escritos em línguas românicas, tendo em vista o desenvolvimento da consciência lexical e semântica. O projeto que desenvolvemos assenta numa metodologia de carácter qualitativo, com características de investigação-ação, sendo que os métodos e instrumentos de recolha de dados que utilizámos foram a observação participante...

Intercompreensão, gestão do currículo e competência metalinguística

Fernandes, Mariana Marques
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
39.357463%
Sociedades globais e diversas trazem desafios para os sistemas educativos, tais como a responsabilidade de acolher e preparar as crianças para lidar e conviver com o Outro, de desenvolver políticas educativas baseadas no plurilinguismo como valor e como competência (Beacco & Byram, 2007), por meio da educação plurilingue e da sensibilização à diversidade linguística e cultural. Neste contexto, torna-se igualmente indispensável preparar os alunos para o diálogo intercultural e para a (inter)compreensão, que, assentando em processos de análise contrastiva entre as línguas, se apresenta como uma abordagem com grandes potencialidades no desenvolvimento de capacidades de ordem metalinguística dos alunos, ao desencadear processos de reflexão intra e interlinguística. Para o efeito, importa promover práticas educativas orientadas para o contacto com a diversidade (Dias et al., 2010), bem como considerar a diversidade dos públicos escolares como um fator positivo, contemplando-a na própria gestão do currículo, entendido como projeto formativo integrado e transversal, aliado à promoção de uma educação plurilingue e intercultural. Situando-se nesta linha de pensamento, o presente estudo foi desenvolvido no âmbito da Unidade Curricular de Seminário de Investigação Educacional em articulação com a Unidade Curricular de Prática Pedagógica Supervisionada. O nosso trabalho abraçou uma perspetiva de investigação-ação e foi orientado pelas seguintes questões: Que articulações teóricas podem ser estabelecidas entre intercompreensão...

A educação intercultural na formação contínua de professores de línguas

Bastos, Mónica Sofia de Almeida
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
48.82768%
Situado entre o discurso investigativo e o profissional da Didática de Línguas, o presente estudo assenta: num entendimento da educação em línguas como um processo valorizador da diversidade linguística e cultural, tendo como fim último a promoção da intercompreensão e do diálogo intercultural, dentro dos pressupostos de uma didática das línguas e do plurilinguismo; na conceção do professor de línguas como um dos principais atores na educação de cidadãos / comunicadores interculturais, vendo-se, portanto, a braços com novas exigências, para as quais, muitas vezes, não se sente preparado; e nos pressupostos de que a identidade profissional condiciona fortemente a forma como o professor desempenha a sua ação didática, sendo este processo de se tornar professor contínuo e dependente, quer do sujeito-professor e dos seus percursos profissionais e formativos, quer do contexto (profissional, local, nacional, global) em que este se insere. Pretende-se, com este estudo, contribuir para que a educação intercultural seja uma realidade nas nossas escolas, potenciando a sua migração contextualizada dos documentos orientadores das políticas linguísticas e educativas nacionais e transnacionais e dos discursos da investigação em Didática de Línguas. Para o efeito...

Intercompreensão e poesia no 1º CEB: os sons das línguas

Gomes, Catarina Salomé Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
59.086406%
O Relatório Final de Estágio que aqui se apresenta teve como objetivo de estudo compreender as potencialidades educativas de um trabalho em torno da Intercompreensão, com recurso ao texto poético, em diferentes línguas românicas, no 1º ciclo do Ensino Básico (1º CEB). Parte-se do pressuposto de que no 1º CEB é fundamental proporcionar aos alunos alicerces que permitam a construção de um percurso educativo variado e enriquecedor, sendo uma etapa ideal para levar até aos alunos o conhecimento sobre/de outras línguas e culturas. Nesse sentido, a Intercompreensão, no contexto de uma educação plurilingue, pode construir-se a partir do reconhecimento e da valorização da diversidade linguística e cultural que nos rodeia, estabelecendo pontes entre línguas e culturas. Por forma a proporcionar aos nossos alunos um contacto diferente com a diversidade linguística, surgiu a oportunidade de abordar a poesia, potenciadora do desenvolvimento e consolidação de várias competências linguísticas e de estratégias de compreensão, atendendo aos sons das línguas, um dos aspetos sobre o qual recaiu este trabalho. Partindo deste pressuposto e desta oportunidade, desenvolveu-se um estudo, no âmbito da unidade curricular de Seminário de Investigação Educacional A1 e A2 em articulação com a unidade curricular de Prática Pedagógica Supervisionada A1 e A2...

Intercompreensão, plurilinguismo como valor e gestão do currículo

Ribeiro, Ana Catarina Martinho
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
49.92129%
O fenómeno da globalização, bem como a aposta numa Europa plurilingue e pluricultural coloca novos desafios à educação, mais especificamente, ao trabalho educativo com as línguas na escola (Martins, 2008; Silva, 2009). Pretende-se portanto perceber de que forma uma gestão flexível do currículo, encarado enquanto espaço de construção de significados e de identidades pessoais (Moreira e Silva, 1995), poderá potenciar a interação das diferentes línguas. Sucintamente, procuramos descobrir qual o lugar das línguas no currículo, através de uma abordagem interdisciplinar, sustentada na intercompreensão (Bolívar, 2008; Doyé, 2005). Torna-se assim possível uma didática do plurilinguismo, a qual atende à afetividade inerente aos processos de comunicação intercultural, bem como às representações dos alunos face às línguas (Schmidt, 2011; Andrade, Sá e Moreira, 2007; Castellotti e Moore, 2002). Baseado nesta perspetiva surge o presente trabalho, o qual procura dar respostas às seguintes questões de investigação-ação: Que articulações teóricas podem ser estabelecidas entre intercompreensão, abordagem interdisciplinar do currículo e plurilinguismo como valor?; Que práticas pedagógico-didáticas podemos desenvolver nesse âmbito no 1.º Ciclo do Ensino Básico?; Qual o contributo do projeto de intervenção ao nível das representações/imagens sobre as línguas por parte dos alunos? e Que contributos retiramos desta experiência para a nossa aprendizagem profissional?. À luz destas questões...

A intercompreensão e competência de compreensão oral no pré-escolar

Rosa, Cláudia Evangelho da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
48.886567%
No âmbito da Unidade Curricular de Seminário de Investigação Educacional em articulação com a Unidade Curricular de Prática Pedagógica Supervisionada, apresenta-se o seguinte estudo que consistiu no desenvolvimento de um projeto de intervenção em contexto de Educação Pré-escolar, através do qual se pretendeu compreender o contributo da intercompreensão para o desenvolvimento da competência de compreensão oral numa perspetiva plurilingue das crianças. Estudo este entendido como qualitativo do tipo investigação-ação (Sousa & Baptista, 2011: 65). Perante um mundo cada vez mais globalizado, pautado pela diversidade linguística e cultural, surge a necessidade de se fomentar uma educação plurilingue que se prevê fundamental na formação de uma sociedade mais aberta ao diálogo intercultural e à criação de relações de cooperação e tolerância entre os povos (Conselho da Europa, 2008). Desta forma, a educação plurilingue será aliada de uma educação para a paz, uma vez que esta última pretende consciencializar as pessoas para a importância do respeito pela dignidade humana e pelos direitos humanos, bem como pelos direitos culturais e linguísticos. Neste quadro, a Intercompreensão surge como uma das abordagens didáticas possíveis no desenvolvimento da competência plurilingue e de modos de comunicação mais justos e equitativos (Andrade & Pinho...

A língua inglesa no ensino fundamentl I público: diálogos com Bakhtin por uma formação plurilíngue

Rocha,Cláudia Hilsdorf
Fonte: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada Publicador: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
38.733838%
Este artigo tem como objetivo principal a discussão sobre as contribuições das teorias do círculo bakhtiniano à área de ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras (HALL et al., 2005), no que diz respeito aos primeiros anos da educação formal no Brasil, mais precisamente, ao Ensino Fundamental I. Até o presente momento as línguas estrangeiras, inclusive a língua inglesa, foco deste trabalho, não fazem parte da Matriz Curricular desse âmbito educacional. Frente à importância do inglês em uma sociedade globalizada e à despeito dos controversos impactos de sua influência nos mais variados campos, temos presenciado, de um modo geral, a crescente expansão da implantação dessa língua nas séries iniciais do ensino público, o que vem ocorrendo de forma irregular e sem apoio de parâmetros oficiais (ROCHA, 2006). Diante do exposto, a relevância deste estudo recai na apresentação de algumas diretrizes para o contexto focalizado, que visam a sustentar um ensino-aprendizagem supostamente mais efetivo, situado e significativo. Assim sendo, com base em uma abordagem plurilinguística e pluricultural frente à educação de línguas, tomam-se aqui os gêneros discursivos como organizadores do processo. Entendemos que, em um ensino de caráter dialógico e trans/intercultural (MAHER...

Plurilingüismo e surdez: uma leitura bakhtiniana da história da educação dos surdos

Lodi,Ana Claudia Balieiro
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
48.604395%
A história da educação dos surdos é marcada por conflitos e controvérsias. Observa-se, porém, que embora as discussões realizadas nos últimos cinco séculos façam referência à educação, as questões próprias das esferas educacionais nunca foram enfatizadas. Ou seja, os métodos de ensino e as práticas realizadas foram submetidos ao fator lingüístico e abordados com o objetivo de descrever e sustentar a defesa pelo desenvolvimento da língua oral ou de sinais. Neste artigo, serão tecidas discussões, à luz da teoria de Bakhtin, considerando-se os principais fatos ocorridos na história da educação dos surdos no decorrer dos séculos. Serão explicitadas as diversas ideologias que perpassaram os discursos sobre a surdez; o embate histórico entre a língua brasileira de sinais (LIBRAS) e o português, enfocando-se os processos determinantes do desincentivo do uso da LIBRAS, por mais de um século, no processo educacional dos surdos; e apontados os reflexos dessa história nos dias atuais em nosso país. Ao final, será feita uma breve exposição de uma pesquisa, realizada pela autora deste artigo, que aponta para processos indicativos para que uma transformação da educação de e para surdos seja realizada, principalmente no que se refere ao desenvolvimento dos sujeitos como leitores...

Rompendo com o silêncio

Silva, Adriane Alves da
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.472505%
Resumo:No presente estudo investigou-se o tratamento dado à oralidade nas aulas de Língua Portuguesa nas séries finais do Ensino Fundamental (6ª série ao 8º ano) da Rede Municipal de Educação de Curitiba. A oralidade, nesta pesquisa, é compreendida sobre dois vieses de análises: a questão dos gêneros orais e da comunicação em sala de aula. Buscou-se identificar as diferentes concepções que os professores apresentam sobre oralidade e assim, relacioná-las com as práticas de gêneros orais que ocorrem nas aulas (os gêneros mais usuais, o desenvolvimento do trabalho, os objetivos alcançados, os problemas enfrentados, as principais lacunas e as possíveis soluções existentes). Pretendeu-se, também, analisar a comunicação em sala de aula por meio dos diálogos e da recepção da fala espontânea dos alunos. A relação entre currículo e oralidade também foi contemplada nesta pesquisa. O corpo de análises foi composto por observações de aulas de Língua Portuguesa na Escola Municipal Papa João XXIII, questionários aplicados aos professores, uma roda de conversas com alunos, atividades envolvendo gêneros orais desenvolvidas com os alunos, entrevista com a coordenadora da área de Língua Portuguesa do município...

O professor do ensino primário e o desenvolvimento dos recursos humanos em Angola : uma visão prospectiva

Zau, Filipe
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
48.567666%
Tese de Doutoramento em Ciências da Educação na especialidade de Comunicação Multicultural e Intercultural; Dentro do sistema educativo, o subsistema de formação de professores é vital para o desenvolvimento da República de Angola. Por este motivo o elegemos para objecto de estudo desta investigação. Com ele se procura proporcionar um modesto contributo, para que os órgãos decisores disponham de informação tão alargada e aprofundada, quanto nos foi possível apresentar em contexto académico. O seu objectivo fundamental é contribuir para a reflexão sobre o paradigma de desenvolvimento endógeno e sustentado de Angola, face à globalização. No tempo colonial, a lógica eurocêntrica e assimilacionista, de tornar Angola num segundo Brasil redundou em fracasso. Em 1960, menos de 1% dos negros era assimilado e, em 1975, quando da independência, mais de 85% dos angolanos eram analfabetos. Hoje, considera-se que a situação de multiculturalismo e plurilinguismo existentes entre a população africana, requer, por parte dos governos, a implementação de políticas educativas direccionadas para um modelo conducente a uma maior autonomização. Angola, jovem país, em que mais de 50% da população tem menos de 15 anos de idade...

Letramentos em lingua materna & relações de plurilinguismo na aula de ingles; Mother tongue literacies & plurilinguism relationships in the Englis classroom

Marcia Regina Terra Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
48.677095%
A partir de um enfoque sócio-histórico de letramento, realiza-se um Estudo de Caso Exploratório, cuja proposta é analisar as relações que se estabelecem entre letramentos em língua materna (LLM) & práticas de letramento(s) em língua estrangeira (LLE). Especificamente, examina-se a construção social da LE, tomando-se como unidade e análise o discurso produzido nas interações de sala de aula, durante um curso livre de inglês de nível básico, conduzido por esta professora-pesquisadora, organizado e realizado um hotel (no caso, uma agência de letramento em situação de trabalho). Os participantes da pesquisa são 20 aprendizes-adultos, trabalhadores locados em diferentes setores operacionais da própria empresa. Objetivando-se triangular os dados e conferir maior fidedignidade aos resultados, várias fontes de coleta são utilizadas (observação criteriosa de aulas dadas nos 1º e 2º semestres de 2002 e 2003; gravação em áudio/vídeo e transcrição de 36 aulas; entrevistas; questionários; notas de campo; materiais escritos: exercícios, avaliações, deveres, livros didáticos etc). Adotam-se princípios metodológicos o paradigma interpretativo da pesquisa social como procedimentos de identificação e análise do corpus da pesquisa. Primeiramente...

A biografia linguística no 1º ciclo do ensino básico: potencialidades na aprendizagem de línguas

Silva, Juliana Marques da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
38.417498%
O presente estudo resulta de um projecto desenvolvido numa turma de 4º ano com 19 alunos, no ano lectivo de 2007-2008, em torno da utilização da estratégia da biografia linguística na sensibilização à aprendizagem de línguas desde os primeiros anos de escolaridade. A finalidade do estudo foi compreender quais as potencialidades de aplicação da biografia linguística e qual a relevância do recurso a este instrumento para a aprendizagem de línguas e para a (re)construção de representações, conhecimentos e atitudes dos alunos perante as línguas do Mundo, perante si próprios e perante os outros. Após uma revisão bibliográfica, alicerçada em autores de referência, delineámos e implementámos um projecto de intervenção baseado na utilização de biografias linguísticas, com o objectivo de conhecer representações dos alunos do 1º ciclo em relação às línguas e de os consciencializar para a diversidade linguística e cultural do mundo. Os dados foram recolhidos a partir das biografias linguísticas dos alunos e das reflexões sobre as actividades realizadas. Para o tratamento dos dados recolhidos enveredámos por uma metodologia qualitativa, centrada na análise de discurso e na análise de conteúdo. As categorias de análise foram construídas com base no conhecimento teórico adquirido e no confronto com os dados recolhidos e foram as seguintes: representações das línguas como objectos...

Histórias em Intercompreensão: a voz dos autores

Araújo e Sá, M. H.; Andrade, Ana Isabel; Borges, Ana Margarida; Simões, Ana Raquel; Espinha, Ângela; Fanara, Antonella; Nielfi, Carla; Santos, Cid dos; Ferreira, Cláudia; Police-Michel, Daniella; Cognigni, Edith; Ferreira, Fernanda; Martins, Filomena
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
38.692812%
Este relatório foi elaborado no âmbito do lote 7 (Inserção Curricular da Intercompreensão) do projeto MIRIADI. Trata-se de um lote cujo objetivo é desenvolver processos de integração curricular da Intercompreensão (IC) à distância em grupos plurilingues, a partir de trabalhos experimentais levados a cabo no terreno e realizados numa lógica de investigação-ação, tendo em vista compreender as “condições de exequibilidade” desta abordagem didática nos curricula de aprendizagem de línguas e de formação. Procura-se, em particular, identificar empiricamente permeabilidades e resistências dos contextos e dos atores educativos face à IC como conceito prático com relevância profissional, bem como vantagens e limites do ponto de vista da aprendizagem linguística que possam justificar o seu valor educativo. A Intercompreensão tem vindo, nas últimas décadas, a percorrer um percurso de destaque em Didática de Línguas (sobretudo Estrangeiras) na Europa e fora dela, em particular no âmbito das atuais abordagens plurais, ocupando um lugar de visibilidade nos discursos e práticas de investigação e formação desta disciplina e contribuindo para a tonalidade da sua voz mais propriamente politico-ideológica (Alarcão...

Plurilingüismo e surdez: uma leitura bakhtiniana da história da educação dos surdos; Plurilingualism and deafness: a Bakhtinian view of the history of education of deaf people

Lodi, Ana Claudia Balieiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
48.604395%
A história da educação dos surdos é marcada por conflitos e controvérsias. Observa-se, porém, que embora as discussões realizadas nos últimos cinco séculos façam referência à educação, as questões próprias das esferas educacionais nunca foram enfatizadas. Ou seja, os métodos de ensino e as práticas realizadas foram submetidos ao fator lingüístico e abordados com o objetivo de descrever e sustentar a defesa pelo desenvolvimento da língua oral ou de sinais. Neste artigo, serão tecidas discussões, à luz da teoria de Bakhtin, considerando-se os principais fatos ocorridos na história da educação dos surdos no decorrer dos séculos. Serão explicitadas as diversas ideologias que perpassaram os discursos sobre a surdez; o embate histórico entre a língua brasileira de sinais (LIBRAS) e o português, enfocando-se os processos determinantes do desincentivo do uso da LIBRAS, por mais de um século, no processo educacional dos surdos; e apontados os reflexos dessa história nos dias atuais em nosso país. Ao final, será feita uma breve exposição de uma pesquisa, realizada pela autora deste artigo, que aponta para processos indicativos para que uma transformação da educação de e para surdos seja realizada, principalmente no que se refere ao desenvolvimento dos sujeitos como leitores...