Página 1 dos resultados de 1071 itens digitais encontrados em 0.037 segundos

Imagem e conhecimento : a educação do olhar no ensino de sociologia no ensino médio

Moura, Lisandro Lucas de Lima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.03%
O objetivo deste trabalho é compreender a relação entre imagem, conhecimento da vida social e ensino de Sociologia na educação básica. Propõe-se a fazer um levantamento dos principais recursos visuais (fotografia, filmes, vídeos, documentários, pinturas, charges etc.) utilizados pelos(as) professores(as), bem como identificar a forma de aproveitamento desses recursos pedagógicos. Estamos preocupados em saber em que medida esses instrumentos visuais podem contribuir para a compreensão da sociedade nas aulas de Sociologia, e em que medida essa compreensão está baseada naquilo que denominamos de estranhamento, desnaturalização e pensamento crítico. Para isso utilizamos uma metodologia qualitativa baseada em entrevistas semi-estruturadas com professores(as) de Sociologia de algumas escolas de nível médio do Brasil. Os resultados encontrados apontam para a importância dos recursos imagéticos nas práticas pedagógicas com a intenção de aproximar os alunos dos conteúdos programáticos da disciplina. Verificou-se também a dificuldade dos professores em desenvolver uma reflexão mais consistente do ponto de vista metodológico e, sobretudo, sociológico, de modo a possibilitar a construção do conhecimento através das imagens...

A precarização do trabalho docente: um estudo sobre a situação dos professores/as de sociologia das escolas estaduais de Joinville.

Nascimento, Fernanda Paula do
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 23 f.
Português
Relevância na Pesquisa
105.99%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; O presente artigo analisa a precarização do trabalho docente nas escolas da rede estadual de ensino da cidade de Joinville, tendo como foco os/as professores/as de sociologia. Através da revisão da literatura produzida em torno das questões relacionadas ao sistema educacional brasileiro, precarização do trabalho docente, ensino de sociologia nas escolas de ensino médio brasileiras, de questões históricas, políticas e econômicas da cidade de Joinville, bem como de dados disponibilizados pela Gerência de Educação, buscamos identificar alguns problemas significativos enfrentados pelos docentes de sociologia que trabalham nas escolas estaduais de Joinville. Finalmente apontamos alguns caminhos que possam contribuir na construção de um sistema educacional mais crítico, reflexivo e de qualidade que valorize o trabalho docente.; This article examines the precariousness of teaching in public state schools in Joinville. Focusing on the sociology teachers. Through of the review of literature produced on issues related to the Brazilian educational system, the situation and the precariousness of teaching sociology in high schools in Brazil...

Descompassos e contrapontos no ensino de sociologia: a canção “de protesto” como recurso pedagógico

Pereira, Julio Gabriel de Sá
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 35 f.
Português
Relevância na Pesquisa
116%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; O presente texto reflete brevemente sobre em que sentido a Sociologia – enquanto disciplina escolar – estimula ou promove a capacidade de pensar uma possível “troca cultural” entre os agentes escolares – professores e estudantes – utilizando-se da canção como suporte metodológico. Problematizando esta questão, será apresentado o processo de inclusão da disciplina de Sociologia no currículo da educação nacional, posteriormente discutindo o papel da canção no ensino escolar. Como suporte empírico, será transposto um relato de observação feita em sala de aula numa turma de ensino médio, uma experiência que envolveu o uso de canções “de protesto” em aulas de Sociologia. Para concluir, serão questionadas as vantagens e limitações da canção enquanto ferramenta pedagógica na disciplina de Sociologia.; This paper reflects briefly in what sense the Sociology – as a school discipline – encourages or promotes the ability to think about a possible "cultural exchange" between school agents – teachers and students – using songs as methodological support. Discussing this issue...

O livro didático de sociologia no ensino médio: Uma análise na perspectiva da “colonialidade do saber”

Lima, Natália de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 56 f.
Português
Relevância na Pesquisa
116.03%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; A partir do momento em que se tornou obrigatória no ensino médio brasileiro, muito tem sido discutido e pensado sobre a disciplina de Sociologia que vai à escola. Ao pensarmos seu ensino de forma criteriosa surgem, também, questões que vão além de seu debate metodológico, envolvendo os dilemas epistemológicos dessa disciplina. Podemos dizer que os saberes sociológicos escolares são, basicamente, os saberes sociológicos acadêmicos transpostos. Nos saberes acadêmicos por sua vez, percebe-se a tendência à valorização do conhecimento com um lócus de enunciação determinado e que considera como verdadeiro e válido uma forma específica de saber. Ao desconsiderar todas as outras formas de conhecimento, tal mecanismo reproduz uma visão única da história, perpetuada pela “colonialidade do saber”. Dessa forma, o presente artigo tem por objetivo caracterizar tais “colonialidades” do/no ensino de Sociologia, através, sobretudo, da análise de um dos livros escolhidos pelo Plano Nacional para o Livro Didático: “Sociologia para o Ensino Médio” de Nelson Dacio Tomazi (2010).; From the moment it became mandatory in the Brazilian school system...

Reflexões acerca do livro didático de sociologia no ensino médio: um estudo de caso do antes e depois do PNLD de 2012

Góes, Laura Montenegro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 32 f.
Português
Relevância na Pesquisa
106.07%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; A questão das consequências da implementação dos livros didáticos de Sociologia no Ensino Médio pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) de 2012 é central neste estudo de caso realizado no período de abril de 2011 a julho de 2013 através do Estágio Supervisionado em Ciências Sociais I e II deste curso da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), das oficinas realizadas pelo Laboratório de Ensino Interdisciplinar de Filosofia e Sociologia (LEFIS) e das atividades como bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). Justificada por sua relevância na consolidação da Sociologia como disciplina escolar e no desenvolvimento do trabalho do professor desta disciplina, esta questão é trabalhada a partir da análise da trajetória da Sociologia no Ensino Médio brasileiro, das implicações da contemplação da Sociologia pelo PNLD e da sistematização dos dados coletados a fim de levantar reflexões acerca da situação do ensino de Sociologia, das possibilidades de utilização do livro didático de Sociologia e das consequências de sua implementação para os professores...

O ENSINO DE SOCIOLOGIA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFSC: uma contribuição ao debate sociológico e pedagógico

AMARAL, LETÍCIA HUMMEL DO
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 148 f.
Português
Relevância na Pesquisa
116.09%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; Este estudo teve como objetivo investigar o ensino de Sociologia nos outros cursos de graduação da UFSC, quais sejam: Biblioteconomia, Psicologia, Odontologia, Nutrição, Economia, Administração, Serviço Social, Design e Jornalismo; e teve como objetivo geral analisar as potencialidades educativas e as limitações no ensino desta disciplina no que se refere à formação acadêmico-profissional. Para embasar tal pesquisa, fez-se um levantamento bibliográfico de trabalhos que problematizam os objetivos pedagógicos da disciplina de Sociologia; a formação em diversos cursos do ensino superior, sobretudo quanto à presença das Ciências Sociais nos currículos; e a política curricular para a educação superior. Como pesquisa documental, analisaram-se alguns documentos oficiais, tais como o projeto pedagógico institucional da UFSC e seu estatuto, as diretrizes curriculares nacionais do MEC para alguns cursos e seus respectivos projetos pedagógicos, com especial atenção à matriz curricular, o perfil do egresso e as ementas das disciplinas de Sociologia. Como pesquisa de campo, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com professores de Sociologia que ministram/ministraram aulas nesses cursos e também com os coordenadores dos cursos que demandam a disciplina de Sociologia do departamento de Sociologia e Ciência Política (SPO). Devido à incipiência de reflexões acadêmicas em torno desse objeto específico de análise...

Onde fica a antropologia na disciplina de Sociologia no Ensino Médio?

Triñanes, Giovanna Lícia Rocha
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 98 f.
Português
Relevância na Pesquisa
106.05%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; A partir da aprovação da Lei 11.684/08, que torna obrigatório o ensino de Sociologia no Ensino Médio (EM), o Ministério da Educação (MEC) tem buscado garantir a presença das três áreas das Ciências Sociais em suas publicações voltadas para a Sociologia. Destaco a inclusão dessa disciplina no Programa Nacional do Livro Didático (PNDL 2012), aprovando somente 2 de 14 livros didáticos de Sociologia, por estes não comtemplarem as três áreas das Ciências Sociais. Questionei, portanto, neste trabalho que Ciências Sociais tem sido ensinada nessa disciplina do Ensino Médio, dando atenção especial ao lugar ocupado pela Antropologia em propostas de conteúdos e práticas docentes no ensino de Sociologia no EM público de Florianópolis. A Antropologia no ensino de Sociologia no Ensino Médio aparece no estudo do “conceito de Cultura”, sobretudo, nas 2ª e 3ª séries. Os “clássicos – vida e obra” são uma constante e aparecem nas 1ª e 2ª séries, mas há conflitos sobre sua relevância. Esse quadro é atribuído à falta de material didático com outras temáticas além “dos clássicos”...

O ensino de sociologia em duas realidades escolares distintas: o colégio aplicação da UFSC e a Escola de Educação Básica Simão José Hess.

Tholl, James
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 52 f.
Português
Relevância na Pesquisa
116.01%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; Este trabalho busca analisar as características estruturantes do ensino de Sociologia em duas realidades escolares distintas: Colégio de Aplicação da UFSC e Escola de Educação Básica Simão Hess, da rede pública estadual de Santa Catarina. A ideia é analisar porque duas escolas consideradas de caráter público e localizadas no mesmo bairro da Trindade, em Florianópolis, convivem com especificidades tão diferentes quanto a condições materiais e pedagógicas do ensino de Sociologia. A investigação se baseou em primeira instância em uma revisão bibliográfica sobre o ensino de sociologia, suas condições históricas e sociais no Brasil. Em um segundo momento nas observações e na regência em sala de aula, assim como o questionário aplicado aos alunos, com a finalidade de conhecer aspectos socioeconômicos, assim como culturais, de seu perfil. O trabalho também se baseou em entrevistas semi-estruturadas com os professores de Sociologia e diretor, para investigar sua formação acadêmica, condições de trabalho, vínculo contratual etc. E por último, foi realizada uma pesquisa documental...

Licenciatura em ciências sociais e ensino de sociologia: entre o balanço e o relato

Moraes,Amaury Cesar
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
115.99%
Nesse texto pretendo apresentar um breve resumo das questões centrais referentes ao ensino de sociologia na escola média brasileira: a intermitência desse ensino, a fragmentação das pesquisas, as dificuldades na consolidação de conteúdos mínimos e de material didático. A partir de uma bibliografia recente e da própria experiência como professor de Metodologia do Ensino de Ciências Sociais, relaciono, por um lado, essas dificuldades ao distanciamento e à hierarquização existentes entre os cientistas sociais como intelectuais acadêmicos e cientistas sociais como professores do ensino médio e, por outro, ao divórcio e ao desequilíbrio existentes entre a formação do bacharel e a do licenciado no modelo efetivado com a criação das faculdades de Filosofia, Ciências e Letras desde a década de 1930.

Ciência e ideologia na prática dos professores de sociologia no ensino médio: da neutralidade impossível ao engajamento indesejável, ou seria o inverso?

Moraes,Amaury Cesar de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
105.97%
O impacto que a inclusão da sociologia nos currículos do ensino médio causou no âmbito da escola e no campo das ciências sociais tem sido avaliado sob diferentes perspectivas: a) para uma, há perigo de que a sociologia não seja ensinada como ciência, mas como discurso ideológico; b) para outra, o ensino de Sociologia deve ser conscientizador e transformador da sociedade; c) uma terceira enfatiza seu caráter de alfabetização científica, ao equipar estudantes com teorias e métodos, levando-os à consciência de si mesmos e do mundo em que vivem. Pensando a escola média como espaço público, a escolha por uma das vertentes vai além das convicções pessoais do professor, sendo norteada por sua responsabilidade como formador de cidadãos autônomos.

O ensino de sociologia como problema epistemológico e sociológico

Carvalho Filho,Juarez Lopes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
115.97%
Este artigo propõe discutir o ensino de sociologia como problema epistemológico e sociológico, atentando para uma comparação entre a França e o Brasil. Analisa o processo de constituição da sociologia como ciência e como disciplina, assim como a produção e a circulação do saber sociológico. Postula-se que a falta de legitimidade da disciplina e do seu reconhecimento social encontra-se no antigo problema da definição dos seus objetivos (função social) e do seu lugar na formação social e educacional do indivíduo e de sua cidadania crítica. Desse modo, o ensino de sociologia se revela como um problema social e político.

Educação antirracista: tensões e desafios para o ensino de sociologia

Oliveira,Luiz Fernandes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
116.03%
A partir da análise de duas legislações que alteraram a LDBEN - a Lei 10.639/03, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de história e culturas afro-brasileira e africanas na educação básica, e a Lei 11.684/08, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de sociologia no Ensino Médio -, o que vamos procurar refletir neste artigo é o duplo desafio pedagógico das legislações para o professor de sociologia no Ensino Médio, ou seja, a tentativa de afirmação de uma nova postura epistemológica acerca das relações raciais no Brasil e a tentativa de construção de um conhecimento escolar em sociologia que tem como parâmetro novas bases epistemológicas do conhecimento histórico sobre as relações raciais. Veremos que as tarefas que se impõem na disciplina de sociologia no Ensino Médio com a temática étnicoracial não se expressam simplesmente na aplicação da legislação, mas também na necessidade de um outro tipo de produção pedagógica e epistemológica que tenha um compromisso com uma educação antirracista.

95 anos de ensino de sociologia no Ensino Médio

DeCesare,Michael
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
106.09%
O centenário da Associação Americana de Sociologia, em 2005, oferece uma oportunidade para os sociólogos refletirem sobre o ensino de sociologia, em qualquer lugar e em todos os lugares que isso acontece. No espírito de contribuir para a história do ensino de sociologia nos Estados Unidos, este trabalho descreve a história de cerca de 95 anos do ensino de sociologia no Ensino Médio. Eu invoco descrições de cursos publicados escritos por professores de sociologia do Ensino Médio e estudos empíricos realizados por sociólogos acadêmicos. Eles demonstram que cursos de sociologia do passado do Ensino Médio têm focado principalmente na análise dos problemas sociais e os eventos atuais, e sobre a promoção da educação para a cidadania.

PENSANDO A QUESTÃO DO NEGRO BRASILEIRO NO ENSINO DE ENSINO DE SOCIOLOGIA: BREVES REFLEXÕES SOBRE A CULTURA AFRO-BRASILEIRA

Paiva, Andréa Lúcia da Silva de; UFF - Campos dos Goytacazes Departamento de Ciências Sociais- COC
Fonte: Revista Contemporânea de Educação Publicador: Revista Contemporânea de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; ensino de sociologia Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
126.01%
A questão do negro na sociedade brasileira sempre esteve envolvida em diferentes e complexos aspectos econômicos, políticos e culturais. Interessante perceber como que o termo “negro” sempre foi objeto de reclassificações simbólicas e de resignificações. Essa busca por definições do que é ser “negro” retrata um exercício constante no pensamento social brasileiro, sobretudo na memória coletiva, tornando uma discussão importante para a descoberta da alteridade. É com base nessas questões que esse trabalho tem como objetivo pensar a importância dos estudos afro-brasileiros no ensino de sociologia. Ao partir das experiências docentes, como base o currículo mínimo de sociologia 2012 e a Lei N°. 11.645/2008, buscamos refletir sobre a cultura afro-brasileira enquanto exercício de desnaturalização e estranhamento do aluno no campo educacional.

Sociology of education and school knowledge: contributions of postcolonial studies; Uma leitura do ensino de sociologia na educação básica: contribuições da crítica pós-colonial

Santos, Bruno Silva; universidade federal de são carlos; Kawakami, Erica Aparecida; Núcleo de Extensão da Universidade Federal de São Carlos-Escola.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
126.03%
Since the return of Sociology to school curriculum some questions have been raised around the Sociology situation at school. In addition to pedagogical issues related to the practice of teaching, epistemological issues are being put. Very influenced by postcolonial critique, such issues take upon themselves the fact sociology be a forged academic knowledge in Europe from a local and partial epistéme. Shifting the notion of sociology as a modern science, as such thinks itself as universal knowledge, from such theories is possible to make a series of reflections focused on absences which are produced by the sociological theory and its teaching. The focus of this paper is to contribute to the debate on the sociology of education with a postcolonial and curriculum studies perspective.  The political demands for recognition of the cultural, territorial, and epistemological difference from insurgency groups and social movements have impacted the formulation of curriculum policies in Brazil; http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n2p46Desde o retorno da Sociologia aos currículos escolares, algumas questões vêm sendo suscitadas em torno do ensino de Sociologia na Educação Básica: questões relacionadas à prática pedagógica e de cunho epistemológico. Influenciadas pela crítica pós-colonial...

A balance about the teaching sociology field in Brazil; Um balanço sobre o campo do ensino de sociologia no Brasil

Oliveira, Amurabi; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
115.99%
This paper makes an analysis of the Teaching Sociology field in Brazil, focusing on its development and challenges, taking as a guide the argument that the transformations that occur in basic education have a direct impact on the teaching of social sciences at the graduation level, as well as on research in Postgraduate level, which includes both the Postgraduate Program in Social Sciences Sociology as the Postgraduate Program in Education.This paper makes an analysis of the Teaching Sociology field in Brazil, focusing on its development and challenges, taking as a guide the argument that the transformations that occur in basic education have a direct impact on the teaching of social sciences at the graduation level, as well as on research in Postgraduate level, which includes both the Postgraduate Program in Social Sciences Sociology as the Postgraduate Program in Education.; http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n2p6O presente trabalho realiza uma análise do campo do Ensino de Sociologia no Brasil, enfocando em seu desenvolvimento e desafios, tomando como fio condutor o argumento de que as transformações vivenciadas na Educação Básica possuem impactos diretos sobre o ensino de Ciências Sociais no nível da graduação...

História, políticas educacionais e desafios para o ensino de sociologia no Brasil: entrevista com Simone Meucci

Cigales, Marcelo Pinheiro; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
116.06%
http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n2p204O Ensino de Sociologia vem se constituindo como um campo de pesquisa no interior das Ciências Sociais. O aumento das publicações e eventos relacionados com a temática é significativo, principalmente após a obrigatoriedade do ensino da sociologia no Brasil em 2008. A trajetória de Simone Meucci relaciona-se diretamente com essa discussão em nível nacional e seus trabalhos de dissertação e tese são essenciais para compreender aspectos históricos da institucionalização da sociologia como ciência e disciplina escolar no país. Além da discussão histórica, a entrevista aborda temas relacionados ao Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). Ao destacar os avanços na área, a autora aborda os principais desafios para o aperfeiçoamento e continuidade desses programas, bem como, do ensino de sociologia. 

Sociology teaching and pedagogy skills: adhesion and resistance in the curriculum guidelines of the south and southeass; Pedagogia das competências e ensino de sociologia: adesão e resistência nas diretrizes curriculares das regiões sul e sudeste

Caridá, Ana Carolina Bordini Brabo; Instituto Federal Santa Catarina - Campus Chapecó
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
106%
This paper analyzes the curriculum guidelines concerning Sociology Teaching published by state education departments in the states of Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais and Espirito Santo, until the year of 2014. It seeks to bethink if the official documents are align to the pedagogy skills or if they represent resistance to the dominant official argument. In addition, it performs an assessment of the Social Sciences curriculum proposals present in the content, indicating the presence of Sociology, Anthropology and Political Science as an educationalobject in schools.; http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n2p153 O artigo analisa as diretrizes curriculares concernentes ao Ensino de Sociologia publicadas pelas secretarias estaduais de educação dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, até o ano de 2014. Busca refletir se os documentos oficiais se alinham a pedagogia das competências ou se representam resistência ao discurso oficial dominante. Além disso, realiza um balanço dos conteúdos das ciências sociais presentes nas propostas curriculares, apontando a presença da sociologia, antropologia e ciência política como objeto de ensino nas escolas.  

O ENSINO DE SOCIOLOGIA E A PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA: UMA ANÁLISE DOS FUNDAMENTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS DAS PROPOSTAS ATUAIS

Cangussu de Souza, Davisson
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 20/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
106.02%
O artigo tem o objetivo de contribuir para o debate sobre o ensino de Sociologia, explicitando os fundamentos teórico-metodológicos presentes nas principais propostas curriculares. Para tanto, faz uma análise dos documentos oficiais e de alguns livros didáticos da disciplina, apresentando uma crítica à abordagem predominante que parte dos conceitos de estranhamento e desnaturalização, e ao procedimento que reproduz a discussão acadêmica baseada na diversidade teórica de seus autores. Com base na Pedagogia Histórico-Crítica, busca problematizar as propostas existentes, apontando alguns pressupostos epistemológicos, sociológicos e pedagógicos que poderiam contribuir para superar algumas dificuldades e dilemas que vêm sendo apontadas pela bibliografia nas práticas de ensino da disciplina.

A PRODUÇÃO DE MANUAIS DIDÁTICOS E O ENSINO DE SOCIOLOGIA NA ESCOLA MÉDIA EM DOIS MOMENTOS HISTÓRICOS (1935-1989)

Brito, Silvia Helena Andrade de
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
105.99%
O objeto desse texto são dois manuais dedicados ao ensino de Sociologia na escola média:o primeiro, produzido nos anos 1930, é Princípios de Sociologia, de Fernando de Azevedo;o segundo, dos anos 1980, é o texto Sociologia, de Paulo Meksenas. O objetivo dessetrabalho é desvelar o conteúdo e proposta de utilização dos dois manuais analisados,considerando os distintos momentos da sociedade capitalista em que essas obras foramproduzidas. Para a descrição do conteúdo e das metodologias de ensino optou-se peloexame da apresentação, nos manuais, dos clássicos da Sociologia – Karl Marx, ÉmileDurkheim e Max Weber. Como conclusão, a análise das obras permite perceber como omanual vai se transformando no elemento direcionador do trabalho didático e como seusconteúdos são simplificados. Em função dessa perspectiva, as duas propostas dedicamparte de seus esforços a esclarecer como melhor utilizar o manual didático. Azevedo, aindanum momento de transição, discorre como seu texto poderia servir de guia ao trabalho deum professor cuja erudição seria importante na relação educativa. Já Meksenas, colocadono redemoinho do império do manual didático, não se furta a tratar pormenorizadamentedas tarefas a serem desenvolvidas pelo professor...