Página 1 dos resultados de 908 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

A prevalência da violência contra idosos no contexto do envelhecimento populacional e dos cuidados continuados de saúde no Brasil com uma contribuição da experiência portuguesa

Sartor, Douglas Gava de Bona
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
56.42%
O envelhecimento populacional, do qual já sofre Portugal e tem projeção para ocorrer em três décadas no Brasil, necessita de um planejamento antecipado para se adequar às mudanças no atendimento à saúde. O presente trabalho teve por objetivo conhecer a prevalência da violência contra idosos da rede de cuidados continuados brasileira. Para isso, consistiu de investigação de campo em uma unidade de saúde brasileira, além de busca em bases de dados e documentos de acesso ao público brasileiro e português. A investigação no território brasileiro foi realizada através das fichas clínicas de utentes internados entre 2012 e 2013 no PAD do GHC. O estudo de campo encontrou o predomínio de suspeita de negligência ou abandono (25%) seguido por suspeita de violência física (15%). Houve ainda quatro casos (2,4%) definidos de negligência ou abandono. As mulheres foram as principais cuidadoras, responsáveis por 68% dos idosos. O principal motivo de internação foi o AVC e suas sequelas (23%), seguido pelas doenças respiratórias (20%) e pelas neoplasias (12%). Os dados governamentais ainda são insuficientes para conhecer a prevalência da violência contra os idosos e a literatura existente ainda não chegou a um consenso metodológico de investigação...

"Terceira idade" e cidade: o envelhecimento populacional no espaço intra-urbano de Santos; "Thierd age" and city: the populational aging in the intra-urban space of Santos city

Oliveira, Juliana Andrade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
56.48%
Este trabalho tentou compreender o envelhecimento populacional da cidade de Santos-SP e o cotidiano da sua população no espaço intra-urbano. Por meio do estudo da formação da estrutura urbana de Santos, de entrevistas semi-estruturadas e de uma reflexão sobre a sociabilidade na aposentadoria, sugerimos que a maioria da população idosa santista, que tem autonomia física e financeira, se faz mais presente em certos espaços da cidade do que em outros, conforme a lógica estrutural que organizou as áreas residenciais e as localizações urbanas na cidade. O estilo de vida engendrado durante os anos em que foram trabalhadores e o ideal cada vez mais socializado de um envelhecimento autônomo faz com que o segredo do bem envelhecer seja cada vez mais se abrir para o mundo de fora de casa. O uso de pontos do espaço intra-urbano por esses idosos como local de permanência e de sociabilidade - não só de rápida passagem marcam-nos como localizações urbanas de idosos, conferindo uma nova identidade à cidade, à velhice e aos próprios idosos.; This work aims to comprehend the populational aging of the city of Santos, in São Paulo, Brazil, and the day-by-day of its aging population in the intra-urban space. By the study of the making of Santoss urban structure and through the analysis of interviews halfstructured...

Envelhecimento populacional: desafios de uma nova conjuntura para o município de Assis-SP

Mendes, Bruno de Camargo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: viii, 198 f. : il., mapas, gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
66.77%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Geografia - IGCE; Nas últimas décadas, o Brasil vem experimentando profundas transformações em seu padrão demográfico. Dentre estas alterações, destaca-se o aumento da participação dos idosos no total da população. Este fenômeno, conhecido como envelhecimento populacional, decorre principalmente da queda das taxas de fecundidade e mortalidade e, do aumento da longevidade. Diferentemente dos países industrializados, o envelhecimento populacional brasileiro surpreende por sua rapidez e, pela multiplicidade de questões que suscita. As particularidades do segmento idoso (declínio das funções sociais, econômicas, psico-biológicas), combinadas aos problemas socioeconômicos brasileiros (má distribuição de renda, desemprego, previdência social e sistema de saúde deficitários), representam desafios a serem enfrentados pelo poder público, sociedade, família e pelo próprio indivíduo. Dentre estes desafios, aqueles relacionados à micro-escala adquirem importância. Em primeiro lugar, porque o envelhecimento populacional brasileiro é espacialmente diferenciado...

Envelhecimento ativo: reflexões sobre programas e serviços voltados aos idosos do SESC - Estreito

Oliveira, Natacha Madeira de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 95 f.
Português
Relevância na Pesquisa
56.8%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Serviço Social.; O presente Trabalho de Conclusão de Curso tem como proposta debater o Envelhecimento Ativo: Reflexões sobre programas e serviços voltados aos idosos do Serviço Social do Comércio Estreito, tendo como base a participação da graduanda durante o período de estágio ocorrido no Serviço Social do Comércio Estreito, no período de 2011 a 2012, nos programa de atendimento à pessoa idosa. O trabalho está fundamentado em pesquisas bibliográficas e documentais da instituição. Tendo como objetivo geral compreender o processo de envelhecimento ativo, identificando os principais demandas e benefícios percebidos pelos idosos inseridos em programas e serviços do Serviço Social do Comércio Estreito. E objetivos específicos como: Contextualizar a questão do envelhecimento populacional, especialmente no cenário nacional; analisar as mudanças e as influências no processo de envelhecimento ativo; identificar as necessidades de programas e serviços que os idosos e suas famílias apresentam através de questionários; apontar os principais benefícios percebidos pelos idosos inseridos em programas e serviços que beneficiem seu envelhecimento ativo. A metodologia utilizada está relacionada a pesquisa quantitativa...

Formação em Serviço Social, política social e envelhecimento populacional; Social Service formation, social policy and populational ageing

Pereira, Potyara Amazoneida Pereira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.62%
Este artigo relaciona política social e envelhecimento populacional como tema de interesse analítico atual das universidades. Detecta evidências empíricas que induzem esse interesse no âmbito mundial, dando destaque ao Serviço Social como área de conhecimento e ação. Na esteira dos desafios que o envelhecimento populacional coloca aos governos, sociedade e profissões, comenta os prós e os contras com que se depara o Serviço Social. Ao final, apresenta uma agenda para as políticas de atenção ao idoso e propostas de inserção do envelhecimento no processo de formação dos assistentes sociais. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This article relates social policy and populational ageing as the analytical current theme of interest in the Universities. It detects empirical evidences that induce this interest in the world scope, highlighting the Social Work as the area of knowledge and action. In way of challenges that the populational ageing represent to governments, society and professions, it comments the pros and cons faced by the Social Work. Finally, it presents an agenda to attention policies for the elderly people and also proposal for the ageing insertion in the process of social workers formation.

O envelhecimento populacional e as políticas sociais: região de Viseu

Tavares, Gabriela de Paiva Figueiredo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
Segundo os Censos 2001 e 2011, Portugal apresenta uma evolução positiva no envelhecimento da população (INE, 2002; INE, 2012 b). Velhice e envelhecimento populacional têm significados diferentes, no entanto mantêm alguma relação. Enquanto a velhice pode ser definida num âmbito mais individualizado, o segundo termo caracteriza-se por o número de idosos com mais de 65 anos por cada 100 jovens, entre os 0 e os 14 anos. Para fins estatísticos, a entrada na terceira idade inicia-se aos 65 anos. O Estado tem uma forte intervenção na ação social, em Portugal, refletindo-se na sustentabilidade da economia e do próprio sistema de ação social, em virtude das receitas dependerem predominantemente de transferências do Orçamento de Estado. O nosso trabalho procura investigar a realidade das respostas sociais destinadas à população com 65 e mais anos, na região de Viseu de forma a conhecer quais as necessidades prementes da população de idosos e se as respostas sociais se ajustam a essas necessidades. Para o efeito, foi efetuada uma recolha de dados com um inquérito por questionário às diretoras técnicas das respostas sociais Estruturas Residenciais para Idosos (Lar de Idosos), Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Dia...

Envelhecimento populacional e sustentabilidade das finanças públicas: análise dos determinantes demográficos, económicos e sociais dos anos médios de vida saudável na União Europeia

Oliveira, Manuela; Vieira, Carlos; Vieira, Isabel
Fonte: Associação Portuguesa de Demografia Publicador: Associação Portuguesa de Demografia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.42%
Uma das principais preocupações actuais com a sustentabilidade das finanças públicas nos países da OCDE, e da União Europeia em particular, diz respeito aos efeitos orçamentais decorrentes da evolução demográfica das populações. O progressivo envelhecimento das populações na generalidade dos países desenvolvidos coloca enormes desafios à capacidade dos governos gerarem as receitas necessárias para não frustrar as expectativas de apoio social das gerações mais velhas.

Envelhecimento Ativo e Universidades de Terceira Idade

Durao, Joao; Durao, Manuela
Fonte: Congresso Internacional do Envelhecimento Publicador: Congresso Internacional do Envelhecimento
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.43%
Introdução: O envelhecimento populacional constitui um fenómeno estruturante das nossas sociedades e um dos maiores desafios que se colocam à Humanidade. Origina mudanças nas mais diversas funções do organismo, decorrentes do aumento da esperança de vida, obrigam-nos a um novo olhar e a novas formas de intervenção junto de pessoas. A mudança de paradigma e a aprendizagem ao longo da vida originaram uma nova oferta educativa, entre outras, as Universidades de Terceira Idade. Promovem bem-estar físico, psicológico e social e o envelhecimento ativo, contribuindo para uma sociedade para todas as gerações. Palavras-chave: Envelhecimento, Envelhecimento ativo, Universidades de Terceira Idade Objetivo: Evidenciar o contributo das UTI para o envelhecimento ativo Metodologia: Pesquisa bibliográfica Enquadramento conceptual: As UTI destinam-se a pessoas com mais de cinquenta anos. A sua frequência não requer habilitações especiais e não conferem grau académico. Regem-se, por outro lado, pela divulgação cultural e científica e são complementadas por atividades lúdicas e sociais diversificadas, no contexto de formação ao longo da vida em regime informal (Neri et al., 2005). Os seus objetivos foram, desde o seu início...

Envelhecimento populacional e mudanças no padrão de consumo e na estrutura produtiva brasileira

Zanon,Rodrigo Rafael; Moretto,Antonio Carlos; Rodrigues,Rossana Lott
Fonte: Associação Brasileira de Estudos Populacionais Publicador: Associação Brasileira de Estudos Populacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
Este trabalho objetiva analisar como o envelhecimento populacional pode afetar a estrutura produtiva brasileira, dadas as mudanças previstas no padrão de consumo da população no período 2005-2050. Para tanto, utilizou-se a análise insumo-produto em conjunto com informações da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) de 2008-2009, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2005 e da projeção da população do Brasil, por sexo e idade, para 1980-2050. Entre os principais resultados, observou-se que os produtos com maior consumo em favor das famílias idosas foram intermediação financeira e seguros, saúde mercantil, serviços domésticos e produtos farmacêuticos, enquanto para as famílias não idosas os destaques foram educação mercantil, vestuário, calçados e produtos do couro, transporte de passageiros e serviços de alojamento e alimentação. Quando comparada a produção necessária para satisfazer o consumo das famílias nos anos analisados, verificou-se que os setores com maior crescimento devem ser aqueles responsáveis pelos produtos com maior consumo pelas famílias idosas, com destaque para os setores produtos farmacêuticos, saúde mercantil, intermediação financeira e seguros, outros serviços...

Envelhecimento populacional, cuidado e cidadania: velhos dilemas e novos desafios

Küchemann,Berlindes Astrid
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.48%
O Brasil é um país que envelhece a passos largos. Em 2011, a população idosa era de 20,5 milhões, o equivalente a 10,8% da população total. Projeções indicam que, em 2020, a população idosa brasileira será de 30,9 milhões, representando 14% da população total. Esse envelhecimento acelerado vem produzindo necessidades e demandas sociais que requerem respostas políticas adequadas do estado e da sociedade. Dentre os inúmeros desafios a serem enfrentados está a questão do cuidado. As políticas públicas de amparo aos/às idosos/as consideram a família, o estado e a sociedade igualmente responsáveis pelo cuidado. Na prática, o mesmo tem sido visto como uma questão privada e não pública, cabendo, sobretudo, à família, materializada na figura da mulher, a tarefa de cuidar dos/as idosos/as. Este trabalho tem por objetivo, mostrar o quão inadequado é esse modelo que elege as mulheres como únicas responsáveis pelo cuidado e explora as possibilidades de um modelo que permita um envelhecimento com cidadania, no qual atuem família, estado e outros atores da sociedade.

Êxodo seletivo, masculinização e envelhecimento da população rural na região central do RS

Froehlich,José Marcos; Rauber,Cassiane da Costa; Carpes,Ricardo Howes; Toebe,Marcos
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.68%
A configuração populacional vem sofrendo acentuadas transformações ao longo da última década. Atualmente, a masculinização e o envelhecimento populacional são apontados como características dessa realidade. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo analisar a ocorrência e o comportamento dos processos de masculinização e envelhecimento da população rural de 27 municípios da Região Central do Rio Grande do Sul, em diferentes faixas etárias. Para alcançar esse propósito, utilizaram-se dados da Contagem Populacional de 1996 e 2007 do IBGE referentes à população rural regional sistematizados em quatro faixas: 0 a 14 anos, 15 a 24, 25 a 59 e 60 ou mais anos. As diferenças entre os sexos foram submetidas ao Teste para Diferença entre Duas Proporções com 5% de probabilidade de erro. Também foram calculadas a diferença percentual da população total e de cada sexo entre 1996 e 2007. O processo de masculinização rural consolida sua presença na Região Central do RS, sendo a população adulta atingida com mais intensidade. A sobreposição masculina significativa pode ser observada em todos os municípios, aumentando da primeira a terceira faixa etária. Em alguns municípios, houve uma intensificação da masculinização rural também entre a população idosa. Também pode ser observado...

Envelhecimento populacional: um diagnóstico dos idosos institucionalizados, em Natal/RN

Barbosa, Maria de Fatima Miranda
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Demografia; Abordagens metodológicas em demografia; Dinâmica demográfica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Demografia; Abordagens metodológicas em demografia; Dinâmica demográfica
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.64%
The aging process lived by the Brazilian population concurred to the transformation in the family models, causing difficulties related to the elderly care on the Family environment, a fact that is one of the main reasons for their institutionalization. Facing this scenario, the need of investigating how the elderly lives on the long-term facilities (ILPI) has aroused. In this study, it has been conducted an analysis of the populational aging process, contrasting the Rio Grande do Norte to Brazil and the Northeast Region, between 1980 to 2010. Faced with the realization of this process, and the rising number of long-term facilities for the elderly (ILPI), it was needed to make a rescue of the abiding laws regarding elderly institutionalization, on the scope of Natal, which surged after the 1988 Federal Constitution, checking what were the impacts on the assistance of the institutionalized elderly. Lastly, it were investigated the possible determinants associated with the institutionalization, in Natal-RN, considering the aspects of the family structure, family relationship, economic, health and well being of the elderly. The results showed that Rio Grande do Norte, particularly Natal, follows the national scene, since between 1980 and 2000 its population passed the intermediate level in the process of population aging for...

Envelhecimento populacional, gratuidades no transporte público e seus efeitos sobre as tarifas na Região Metropolitana de São Paulo

Pereira,Rafael Henrique Moraes; Carvalho,Carlos Henrique Ribeiro de; Souza,Pedro Herculano G. Ferreira de; Camarano,Ana Amelia
Fonte: Associação Brasileira de Estudos Populacionais Publicador: Associação Brasileira de Estudos Populacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.64%
ResumoNo Brasil, estudantes, crianças de até quatro anos de idade e idosos com 65 anos ou mais têm direito a descontos parciais ou totais em viagens urbanas nos sistemas de transporte público. Esses descontos não são cobertos por fundos públicos, mas sim por subsídio cruzado cobrado dos demais usuários que pagam a tarifa cheia. Neste estudo, são estimados os efeitos do envelhecimento populacional sobre o preço das passagens do transporte público nas próximas quatro décadas na Região Metropolitana de São de Paulo (RMSP), a maior região metropolitana do país. As análises são baseadas nos dados da Pesquisa Origem-Destino, realizada em 2007 na RMSP, e nas projeções demográficas elaboradas pelo IBGE e pela Fundação Seade para 2020, 2030 e 2050. Considerando os diferentes períodos de projeção populacional, adaptou-se a técnica de padronização direta para simular as mudanças esperadas na composição das viagens do sistema de transporte, em termos de passageiros pagantes e não pagantes. Os resultados indicam que, no curto prazo (2020), o envelhecimento populacional estimado para ocorrer na RMSP teria efeito modesto sobre o número total e a composição etária das viagens realizadas no transporte público da região. No médio e longo prazos...

Crescimento e envelhecimento populacional brasileiro : menos trabalhadores e trabalhadores mais produtivos?

Jacinto, Paulo de Andrade; Ribeiro, Eduardo Pontual
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
66.52%
O objetivo deste estudo é entender os movimentos e a evolução da produtividade do trabalho e do emprego no Brasil ao longo do tempo, em um contexto de restrição da oferta de mão de obra devido ao envelhecimento populacional. A metodologia parte da mensuração da produtividade dos trabalhadores de diferentes grupos etários e coortes, a partir da evolução dos salários médios e dos retornos à escolaridade utilizando os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 1992 a 2009. O método de identificação utilizado segue o modelo popularizado por Deaton e Paxson (1994), que permite identificar os efeitos de coorte, separando-os dos efeitos idade e período sobre salários sob a hipótese de efeitos período cíclicos. Os principais resultados mostram que: i) as gerações mais novas são mais escolarizadas e, com isto, a priori, mais produtivas; ii) as gerações mais novas estão com uma taxa de ocupação significativamente maior do que as mais velhas, embora os mais jovens tenham menor ocupação; iii) a maior escolaridade não está se traduzindo em maiores salários médios, o que pode indicar que o aumento de oferta relativa de trabalhadores qualificados reduziu o rendimento dos trabalhadores mais jovens...

Envelhecimento da população brasileira: uma contribuição demográfica; Texto para Discussão (TD) 858: Envelhecimento da população brasileira: uma contribuição demográfica; Population aging: a demographic contribution

Camarano, Ana Amélia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
56.55%
O trabalho buscou apresentar uma contribuição demográfica para o entendimento do processo de envelhecimento da população brasileira. Tem por objetivo principal questionar a relação entre envelhecimento populacional e dependência. Além disso, buscou-se avaliar se as condições de vida do idoso brasileiro de hoje, 1998, diferem das do idoso de um passado recente, 1981. Isso permite especular sobre o “dinamismo” da relação. Trabalhou-se com os dados das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (PNADs) de 1981 a 1998. Nos últimos 20 anos, o idoso brasileiro teve a sua expectativa de sobrevida aumentada, reduziu o seu grau de deficiência física ou mental, passou a chefiar mais suas famílias e a viver menos na casa de parentes. Também passou a receber um rendimento médio mais elevado, o que levou a uma redução no seu grau de pobreza e indigência. Essas considerações levam à dificuldade de se pensar essa relação entre envelhecimento e dependência como produto de um único fator agindo continuamente. Esse é um fenômeno bastante complexo e sujeito à ação de vários fatores em interação. As aposentadorias desempenham um papel muito importante na renda dos idosos e essa importância cresce com a idade. Pode-se concluir que o grau de dependência dos indivíduos idosos é...

Envelhecimento populacional, gratuidades no transporte público e seus efeitos sobre as tarifas na região metropolitana de São Paulo; Texto para Discussão (TD) 1966: Envelhecimento populacional, gratuidades no transporte público e seus efeitos sobre as tarifas na região metropolitana de São Paulo; Aging, gratuities on public transport and its effects on rates in the metropolitan region of São Paulo

Pereira, Rafael Henrique Moraes; Carvalho, Carlos Henrique Ribeiro de; Souza, Pedro Herculano G. Ferreira de; Camarano, Ana Amélia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
66.74%
A concessão de benefícios tarifários para determinados segmentos de passageiros do transporte público urbano no Brasil é altamente vinculada ao seu perfil etário – idosos, crianças e estudantes. Em geral, estes benefícios tarifários são financiados por subsídios cruzados, sendo o custo deles incorporado ao valor pago pelas passagens dos demais usuários. Tomando como estudo de caso a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), este trabalho analisa em que medida a perspectiva de envelhecimento populacional em curso na região poderá afetar o valor da tarifa cobrada no seu sistema de transporte público. As análises são feitas a partir de dados da Pesquisa Origem-Destino (OD) realizada em 2007 na RMSP e de projeções demográficas elaboradas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) para 2020, 2030 e 2050. Considerando os diferentes cenários de projeção populacional, utiliza-se a técnica de padronização direta para simular as mudanças esperadas na composição das viagens do sistema de transporte, em termos de passageiros pagantes e não pagantes. Os resultados indicam que, no curto prazo (2020), o envelhecimento populacional estimado para ocorrer na RMSP teria um efeito relativamente modesto sobre o número total e a composição etária das viagens realizadas no transporte público da região. No médio e longo prazos...

"Economia do Care" e “Economia da Longevidade”: o envelhecimento populacional a partir de novos conceitos

Felix, Jorgemar Soares
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES Publicador: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
O objetivo deste artigo é expor e discutir novos conceitos que se aplicam aos estudos do envelhecimento populacional no âmbito das ciências econômica e social, especificamente os da “Economia da Longevidade” (FELIX, 2007) e da “Economia do Care” (ZELIZER, 2008). São explicitadas as razões e justificativas econômicas para  adoção, exploração e inclusão de tais conceitos diante da necessidade de estudar e atender a demandas sociais suscitadas pela dinâmica demográfica internacional. Demonstra-se como, na prática, essas denominações estão autonomizadas e incorporadas no funcionamento da economia real. Defende-se que a “Economia do Care” é parte da “Economia da Longevidade”, que engloba uma amplitude de relações socioeconômicas. Por fim, justifica-se como essas novas nomenclaturas podem ser úteis para induzir políticas públicas e comportamentos de mercado numa sociedade envelhecida a favor do desenvolvimento econômico.

Envelhecimento populacional no Brasil: elementos para pensar o lugar das familias na proteção dos idosos

Silva, Adriana; Dal Prá, Keli Regina
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES Publicador: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.52%
O presente artigo aborda, mediante a exposição de dados demográficos, a questão do envelhecimento populacional brasileiro. O objetivo do estudo é refletir sobre as implicações das mudanças demográficas para a organização das famílias no que se refere à proteção dos idosos. Em termos metodológicos o estudo se caracteriza pela natureza qualitativa, com abordagem do tema a partir de revisão bibliográfica relacionada às mudanças demográficas, às principais características da população idosa e a questão da responsabilização das famílias na proteção dos seus idosos. Dentre os principais resultados está que o aumento do número de idosos brasileiros se deve às modificações ocorridas na sociedade ao longo dos anos, tais como: a queda da fecundidade, a inserção da mulher no mercado de trabalho e os avanços da medicina, bem como que a população idosa possui algumas características como, por exemplo, a predominância de pessoas do sexo feminino.

Formação em Serviço Social, política social e envelhecimento populacional; Social Service formation, social policy and populational ageing

Pereira, Potyara Amazoneida Pereira
Fonte: UnB-BCE Publicador: UnB-BCE
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por pares; ; Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.68%
Este artigo relaciona política social e envelhecimento populacional como tema de interesse analítico atual das universidades. Detecta evidências empíricas que induzem esse interesse no âmbito mundial, dando destaque ao Serviço Social como área de conhecimento e ação. Na esteira dos desafios que o envelhecimento populacional coloca aos governos, sociedade e profissões, comenta os prós e os contras com que se depara o Serviço Social. Ao final, apresenta uma agenda para as políticas de atenção ao idoso e propostas de inserção do envelhecimento no processo de formação dos assistentes sociais.; This article relates social policy and populational ageing as the analytical current theme of interest in the Universities. It detects empirical evidences that induce this interest in the world scope, highlighting the Social Work as the area of knowledge and action. In way of challenges that the populational ageing represent to governments, society and professions, it comments the pros and cons faced by the Social Work. Finally, it presents an agenda to attention policies for the elderly people and also proposal for the ageing insertion in the process of social workers formation.

BREVE REFLEXÃO TEÓRICA ACERCA DA RELAÇÃO ENTRE POPULAÇÃO E ECONOMIA

Gomes, Patricia Silva; Pamplona, João Batista
Fonte: RP3 - Revista de Pesquisa em Políticas Públicas Publicador: RP3 - Revista de Pesquisa em Políticas Públicas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.68%
O objetivo principal deste trabalho é apresentar uma breve reflexão acerca do debate teórico presente na literatura internacional sobre os efeitos econômicos do envelhecimento populacional, especialmente sobre o mercado de trabalho. Foi adotada para tal uma pesquisa bibliográfica composta por seleção, análise, resumo, complementação e confrontação das referências sobre o assunto. Os impactos econômicos do envelhecimento populacional sobre o mercado de trabalho podem ser caracterizados por seus efeitos diretos e indiretos. Os efeitos diretos impactam o tamanho e a qualidade do emprego. Os efeitos indiretos influenciam na redução dos recursos econômicos necessários para lidar com o envelhecimento, interferem nas decisões dos indivíduos e, ainda, exercem pressão sobre os sistemas de educação, de seguro social e de saúde. Diversos países já estão vivenciando o envelhecimento populacional. Assim, políticas voltadas para a manutenção ou reinserção dos idosos saudáveis no mercado de trabalho podem ser fundamentais para o crescimento econômico futuro destes países.