Página 1 dos resultados de 50 itens digitais encontrados em 0.019 segundos

Beleza e carreira no Brasil : o significado da beleza para jovens executivas e seu papel no mercado de trabalho

Gomes , Juliana Penha
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
27.726475%
Este trabalho aborda dois temas de interesse e destaque na vida da mulher moderna: beleza e carreira. Para uma análise consistente, optou-se pela utilização da metodologia qualitativa, adequada em estudos nos quais os fenômenos estudados têm envolvimento com seres humanos e suas relações na sociedade. A pesquisa foi dividida em duas etapas: revisão da literatura referente à identidade feminina, beleza e comportamento de consumo e entrevistas em profundidade com seis jovens executivas, que trabalham na cidade de São Paulo. Durante os depoimentos, explorou-se o significado da beleza, seu papel no mercado de trabalho brasileiro e os hábitos de consumo de beleza. Na etapa final, foi realizado um pré-teste quantitativo com alguns recrutadores, também da cidade de São Paulo, que apontou algumas tendências. A fundamentação teórica, aliada aos resultados da análise de conteúdo das entrevistas, propiciou o desenvolvimento de proposições de pesquisa e a identificação de variáveis para a elaboração de um modelo. A partir do estudo, constatou-se, na prática, que: i. A beleza é valorizada no mercado de trabalho brasileiro, chegando a influenciar a percepção de competência da profissional; ii. Existe o estereótipo da executiva bem sucedida no país...

O estudo do gênero pelo viés discursivo : refletindo sobre a dualidade masculino/feminino e sua relação com a escrita

Machado, Rosely Diniz da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.726475%
Nesta pesquisa, proponho o estudo do gênero pelo viés discursivo, a fim de investigar a dualidade masculino/feminino e sua relação com a escrita. O percurso por este texto, fundamentado no referencial teórico da Análise de Discurso de linha francesa, leva à compreensão dos efeitos de sentido que o sujeito produz, ao buscar aprisionar a escrita em um estereótipo masculino/feminino. Analiso um corpus constituído por cartas de leitores, textos de opinião, (os quais denomino de textos-fonte), publicados em jornais gaúchos, desprovidos propositadamente da assinatura do autor. Incluo também os textos produzidos pelos participantes desta pesquisa, a partir da leitura que fizeram dos referidos textos-fonte, a fim de expressarem sua opinião sobre o que caracteriza uma escrita quanto ao gênero. As marcas encontradas, no referido corpus, colocam em xeque a lógica da exclusão, do “isso ou aquilo”, abrindo a possibilidade para a inclusão, ou seja, a escrita pode ser isso e também aquilo, visto que ela é aqui entendida como um mosaico de discursos, cuja constituição abriga a mescla. É, pois, sob o efeito da transparência, que se tem a ilusão de uma escrita em cuja materialidade encontra-se refletido, com nitidez, o gênero de quem a produziu. Com base nessa reflexão teórica...

Representação do feminino em uma escritura desautorizada : Celeste, de Maria Benedita Câmara Bormann e O perdão, de Andradina Andrade de Oliveira

Santos, Salete Rosa Pezzi dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.831465%
A historiografia literária brasileira, em especial, a do século XIX e início do século XX, foi construída a partir de textos literários canônicos, vale dizer, textos de autoria masculina, o que resultou na invisibilidade da produção feminina da época. No século XX, a partir dos anos 80, fazendo coro com o que já ocorria em outros países, desenvolveram-se, no Brasil, estudos que focalizam questões referentes às diferenças de gênero e ao lugar que ocupa a mulher na sociedade, fomentando pesquisas que remetem às discussões sobre a mulher escritora, o cânone literário e as produções colocadas à sua margem. Nessa linha, esta tese destaca duas escritoras sul-rio-grandenses, Maria Benedita Câmara Bormann, com a obra Celeste (1893), e Andradina América Andrade de Oliveira, com a obra O perdão (1910), as quais não lograram um espaço em histórias da literatura brasileira. A investigação desse corpus examina a inserção dessas escritoras no contexto dos processos histórico-cultural de seu tempo, analisa o espaço do universo ficcional através das representações de gênero e do corpo feminino e das relações entre sujeito feminino e ideologia patriarcal bem como pontua posicionamentos de valor, inscritos na instância discursivo-textual...

Atribuição de características a posturas corporais segundo universitários

Sousa, Fernando Henrique de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 109 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
27.726475%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem - FC; O estudo das impressões posturais causadas a observadores tem sido mais restrito do que os estudos relacionados a outros elementos da comunicação não verbal. O objetivo desta pesquisa foi investigar a existência de estereótipos em relação à postura humana. Foi utilizado um questionário contendo escalas de diferencial semântico composto por 24 pares de características de temperamento e personalidade, a partir do qual foi solicitado que cada participante atribuisse, através de uma escala visual, características para figuras de silhuetas corporais apresentando diferentes posturas. Cada participante julgou duas figuras resultantes de combinação de três tipos básicos: Figura A (Postura em alinhamento ideal), Figura B (Postura em hipercifose torácica) e Figura C (Postura em hiperlordose lombar). As figuras posturais foram apresentadas na forma de sombras e em vista lateral, diferenciadas por sexo. Participaram da pesquisa 300 indivíduos de ambos os sexos de diferentes cursos da UNESP campus de Bauru. Para a análise dos dados foi utilizada a estatística não paramétrica para comparação dos grupos investigados...

Representações do masculino e do feminino na sinalética

Bessa, José Pedro Barbosa Gonçalves de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.726475%
O presente estudo propõe-se reflectir sobre o modo como a pictografia utilizada na moderna sinalética, longe de constituir (assim o apregoava o optimismo modernista dos anos 50 e 60) uma espécie de "linguagem universal", intuitiva e de reconhecimento imediato, antes apresenta, pelo contrário, enquanto forma de comunicação, algumas importantes limitações. Não só a pictografia sinalética, não tem um alcance universal - até porque historicamente situada, como qualquer outra linguagem, num contexto cultural preciso (neste caso o do Ocidente), mas a sua própria pretensão “universalista”, obrigando a um elevado grau de redundância na transmissão da mensagem, predispõe ao uso empobrecedor da caricatura e do estereótipo, como formas de comunicar. Acresce que as características do médium ou do processo representativo gráfico, espartilhado na tradicional dialéctica entre enfatismo e exclusão, são igualmente propensas à reprodução de estereótipos socioculturais, e.g. de género. Verifica-se ainda o uso sistemático do falso neutro, ou masculino genérico: a frequência de ocorrência de representações masculinas é muito superior às femininas, sendo aquelas utilizadas para ilustrar o conceito de “pessoas (usuários) em geral”. Esta área cada vez mais importante do design de comunicação...

Atratividade e memória para a aparência de faces associadas a contexto criminal e não criminal

Parente, Cândida Raquel de Melo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
28.23708%
Em determinados contextos, faces consideradas menos atraentes são frequentemente associadas a comportamentos criminais – o que faz parte do chamado “estereótipo criminal”. De uma maneira geral, a pessoas consideradas menos atraentes são associadas caraterísticas menos positivas, incluindo a propensão para o crime. É neste âmbito que surge o presente estudo, onde 40 participantes tiveram que visualizar faces associadas a etiquetas criminosas e não criminosas e, posteriormente, recordar-se da sua aparência facial, numa tarefa de manipulação da face, que variava implicitamente no seu nível de atratividade. Os resultados mostram que as faces do sexo masculino associadas a etiquetas criminosas foram recordadas como sendo menos atraentes que as faces associadas a etiquetas não criminosas. Para as faces do sexo feminino verificou-se o oposto. No entanto, estes resultados não atingiram o nível de significância. Observou-se ainda que as faces do sexo masculino foram recordadas como significativamente mais atraentes em comparação com as faces do sexo feminino, e que os participantes do sexo masculino avaliaram as faces como significativamente mais atraentes do que os participantes do sexo feminino. Numa tarefa de memória para a fonte...

Estereótipos de Género em Profissionais de Saúde

Pinheiro, Felícia Tavares; Mendes, Felismina
Fonte: Centro de Investigação de ciências e Tecnologias da Saúde Publicador: Centro de Investigação de ciências e Tecnologias da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.555867%
Entre profissionais de saúde e nos serviços de saúde, “é frequente serem produzidos discursos que suportam assimetrias simbólicas entre o masculino e o feminino, de forma mais ou menos voluntária”(1:138). Apresentam-se os resultados de um estudo que teve como objetivo analisar os estereótipos de género presentes no discurso dos enfermeiros e enfermeiras, sobre o consumo de serviços de saúde e perceção de sintomas pelos utentes do sexo feminino e masculino. Realizou-se um estudo exploratório e os dados foram recolhidos através de um questionário construído para o efeito. Os resultados obtidos revelam que os inquiridos consideraram que as mulheres frequentam mais as consultas, queixam-se mais frequentemente e os seus sintomas duram mais tempo. Nos homens, porém, os sintomas são mais severos. Como conclusão salienta-se o facto de os inquiridos exprimirem estereótipos assentes no tradicional binómio fragilidade (mulheres) /resistência (homens).

Identidades metamorfoseadas: uma perspectiva de Cindy Sherman

Silva, Marcela Maria Dantas da
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
27.555867%
A presente dissertação, intitulada “Identidades metamorfoseadas. Uma perspectiva de Cindy Sherman”, pretende interpretar a obra de Cindy Sherman como um mecanismo de desconcertação social, isto é, de desconstrução dos estereótipos e dos modos prevalecentes de representação. A partir da descrição e da análise hermenêutica da obra da artista, nomeadamente das séries fotográficas, desde A Cindy Book (1964-1975) até aos Clowns (2003-2004), e em diálogo com alguns dos seus críticos e intérpretes, sustentaremos que os seus trabalhos visam a experiência humana em geral, através da construção de identidades metamorfoseadas. Com vista a suportar esta interpretação da obra de Cindy Sherman, propõe o nosso estudo uma análise detida dos processos de problematização dos estereótipos sociais, da envolvência social do espectacular, da identidade pessoal, do feminino e do queer. Conclui o nosso estudo com a consideração do interesse da obra Cindy Sherman para a compreensão da figura do “outro” no pensamento estético contemporâneo; ABSTRACT:This essay, named “Metamorphosed identities. Cindy Sherman’s perspective”, aims to interprete Cindy Sherman’s work as a social disconcerting mechanism, this is to say...

SIC Mulher: televisão feminina para partilhar

Lorga, Catarina; Rosa, Rodrigo
Fonte: CIES, ISCTE-IUL Publicador: CIES, ISCTE-IUL
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.555867%
Este artigo procura revelar alguns traços marcantes da feminilidade proposta pelo canal SIC Mulher, que na sua “identidade editorial” reclama estrategicamente a diferenciação do público feminino. A análise aqui apresentada parte da hipótese de que os media têm enquadrado as transformações no plano das relações de género nas representações que caracterizam o esquema de conhecimento partilhado de diferenciação entre os sexos. Os resultados demonstram que os traços de feminilidade promovidos no canal derivam, por um lado, de uma combinação entre elementos associados ao estereótipo feminino de fusão da mulher com a família e, por outro, de uma reflexividade por via do confronto com as diversas dimensões e dilemas da realidade do género, desde o conflito de papéis contraditórios às mudanças no plano das relações entre os homens e as mulheres. Na identificação da feminilidade proposta afigurou-se fundamental analisar ora os discursos dos agentes produtores, ora os universos tematizados/discursivos privilegiados no canal.; This paper aims to show certain distinctive features of the femininity proposed by the channel SIC Mulher, which appeals strategically to the differentiation of the female public to define its “editorial identity”. Our research was based on the hypothesis that the media have framed the changes in gender relations in the representations that characterise the shared knowledge-scheme of differentiation between the sexes. Findings reveal that the features of femininity promoted on the channel are a combination of feminine stereotype elements such as women’s fusion with family...

Género e antecipação de comportamento político - Um estudo em contexto organizacional

Rodrigues, Fátima
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 16/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
38.066472%
O presente estudo reporta os resultados obtidos a partir da aplicação de um protocolo de investigação composto por duas narrativas de episódios organizacionais e um inventário de traços a 107 profissionais da região de Lisboa. Este protocolo visava aferir em que medida a construção social acerca dos sexos condiciona a antecipação de comportamentos políticos. Os resultados evidenciam a assimetria simbólica da questão do género, sugerindo a existência duma discrepância entre as características do mundo do trabalho e as características do estereótipo feminino e a necessidade de negociação de comportamentos por parte das mulheres, patente na necessidade de gestão da imagem por elas sentida. O grupo feminino recorre preferencialmente a estratégias indirectas de influência e a estratégias individuais de sobrevivência em contexto organizacional, que diminuem a hipótese de mudança social, por perpetuarem a relação de dominação.

Exus e Pombas-Giras: o masculino e o feminino nos pontos cantados da umbanda

Nascimento,Adriano Roberto Afonso do; Souza,Lídio de; Trindade,Zeidi Araújo
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.555867%
O presente trabalho tem como objetivo a caracterização dos Exus e Pombas-Giras, através dos pontos cantados da Umbanda, considerando aspectos que remetem a uma configuração mais ampla de componentes do imaginário social brasileiro. Foram submetidas à Análise de Conteúdo 221 letras de pontos de Exu e Pomba-Gira. Os pontos de Exu contêm maior freqüência de menções relacionadas à descrição de poder e funções atribuídas a essa entidade (31,6% das respostas) e à sua identificação e saudação (22,4%). Os pontos de Pomba-Gira apresentam mais freqüentemente a descrição de poder/funções atribuídas (30,23% das respostas) e a caracterização da entidade (30,23%). Os resultados possibilitam relacionar as características das entidades aos papéis socialmente esperados de homens e mulheres. Exu é representado pela liberdade, força e, principalmente, pelo trabalho. Pomba-Gira é representada através de atributos considerados típicos do sexo feminino, como beleza e sensualidade, e também pelo trabalho. Os dados remetem a uma análise que procura a articulação entre fatores raciais e de classe social presentes na sociedade brasileira e as características definidoras das entidades, identificadas nos pontos.

A legitimação de uma identidade masculina por meio de estereótipos femininos constituídos nas/pelas cenografias presentes em propagandas de cerveja

Vaz, Veanney Monod Emidio
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
48.066475%
Nos últimos anos, seja na imprensa televisiva ou em outros veículos de comunicação impressa, tem sido notória a presença de uma materialidade discursiva produzindo efeitos apelativos e de exploração da sensualidade feminina cada vez mais explícita nas propagandas de cerveja veiculadas pela mídia brasileira. Considerando essa questão, o que se apresenta nessa dissertação, fundamentalmente com base nos conceitos de cena de enunciação e dêixis discursiva, postulados por Dominique Maingueneau em vários de seus escritos, é como se constituem os discursos publicitários de propagandas de cerveja, buscando demonstrar em que medida a constante presença de certo estereótipo feminino nas cenografias discursivas desses anúncios acaba por constituir/reforçar determinada identidade masculina. O corpus de nossa pesquisa constitui-se de 10 cartazes de propaganda de cerveja de 5 das marcas nacionalmente mais comercializadas - Antarctica, Brahma, Skol, Kaiser e Schincariol -, que foram veiculados em campanhas publicitárias promovidas no Brasil nos últimos 10 anos. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT; In recent years, whether in print or television to other media outlets in print...

Corpo, discursos e carnaval: imagens do corpo feminino no desfile de escolas de samba do carnaval carioca

Pinto, Danilo Corrêa
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.902585%
Este trabalho se filia à disciplina Análise do Discurso Francesa com vistas a analisar os sentidos construídos para o corpo da mulher nas imagens de desfiles das escolas de samba do carnaval carioca, produzidas e veiculadas pelo discurso da mídia. Compreendemos que o corpo é uma materialidade simbólica que pode, por sua visibilidade e pela injunção no/pelo discurso, ter diferentes sentidos, por exemplo, um tipo de feminino, tal qual exploraremos neste estudo. A análise traz algumas imagens midiáticas produzidas pela Revista Manchete e pela Rede Globo de Televisão sobre a festa carnavalesca brasileira, mais especificamente os desfiles de escolas de samba da cidade do Rio de Janeiro. Essas imagens, em seus recortes da festa, fazem circular um imaginário de corpo feminino que tende a ser tomado como estereótipo nacional em alguns discursos. Entendemos que há diferentes maneiras de significar o corpo ao longo da história da humanidade a partir das inscrições dos sujeitos em diferentes discursos, como o do carnaval, por exemplo, e existem variadas relações interpessoais que se estabelecem a partir de sua presença ou ausência no nível do que é opticamente apreensível. Dessa forma, apontamos que (1) as imagens veiculadas por algumas mídias sobre o corpo da mulher...

Lembra quando Pecheux dizia que os sujeitos envolvidos numa interação discursiva são plenamente assujeitados pela formação social a que pertencem? Tudo mentira

Fernanda Mussalin Guimarães Lemos Silveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/1996 Português
Relevância na Pesquisa
28.008228%
O que me proponho, neste trabalho, é reconsiderar, a partir de uma leitura reflexiva do discurso da propaganda destinada a incitar o consumo, os conceitos que fundamentam a teoria do discurso proposta por Pêcheux. No capítulo 11, faço um levantamento do estereótipo feminino veiculado pela publicidade, estereótipo que tem sido uma constante no interior da estratégia argumentativa desse discurso. Esse estereótipo, no entanto, não é sempre exatamente o mesmo, ele permite variações que se restringem a, pelo menos, três topoi (Ducrot, 1989): Ti: "A mulher que cuidar bem da casa e da família e se mantiver bonita, será valorizada, amada e, portanto, estará realizada" T2: "É imprescindível que a mulher seja bonita e sedutora, já que ela deve se configurar em objeto de desejo do outro" T3: "O fato de a mulher ,ser uma profissional (leia -se também inteligente e independente) não implica a possibilidade de ela deixar de ser bonita e sedutora, frágil (se "masculinizar") e responsável pelos cuidados da casa e da família" O sujeito publicitário, ao se valer desses topoi como uma forte estratégia argumentativa, apresenta-se como um sujeito "instrumentado" (analogia ao conceito de sujeito instrumentado de Fichant (1973) )...

Estereótipos de gênero : o efeito da exposição à mídia filme sobre brincadeiras de crianças

Nery, Lorena Bezerra
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
28.008228%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2012.; Desde a mais tenra infância, crianças têm contato com diversos valores ou regras socialmente transmitidas que contribuem para a formação de sua identidade de gênero, uma vez que são valorizados determinados tipos de comportamento para as meninas e outros para os meninos. Há, portanto, uma regulação social que reproduz os padrões comportamentais mais comumente aceitos na sociedade de acordo com as diferenças de gênero. Uma importante fonte de valores sobre gênero para as crianças é a mídia filmes infantis, os quais constroem ideais de feminilidade e masculinidade. A manutenção de papéis de gênero estereotipados envolve altos custos, como a limitação de oportunidades para meninas e meninos, negligenciando-se afinidades e habilidades individuais, além de contribuir para a perpetuação de relações marcadas pela desigualdade e pelo desequilíbrio de poderes e direitos. Tendo em vista a relevância da influência da mídia sobre a aprendizagem e a formação de valores, este trabalho teve como objetivo investigar o efeito de três vídeos infantis – Estereótipo Feminino (Barbie)...

De Severa à Amália: o estereótipo feminino no fado: mudanças e permanências

Resende, Fabiana Viana Moutinho
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
68.66913%
Dissertação de Mestrado em Ciências da Cultura; O fado, expressão musical fortemente ligada à identidade cultural portuguesa, tem a sua origem envolta em grandes discussões; existem algumas teses que ganharam maior difusão como a árabe, trovadoresca, marítima e afro-brasileira. A hipótese mais aceita demarca a sua origem em terras brasileiras; nasce como dança, mas ganha suas características de identificação nos bairros da raia miúda da Lisboa oitocentista aonde o fado era parte do lazer e do convívio. Este gênero musical manifestava-se de forma espontânea tanto nas casas de prostituição, nos cafés de camareiras, nas esperas dos touros ou simplesmente nas ruas e vielas da cidade. Suas temáticas estão ligadas ao contexto da marginalidade e da transgressão, seus personagens eram as prostitutas, marujos, boleeiros e marialvas. Surge neste contexto social o mito fundador, a história de Maria Severa Onofriana a belíssima e jovem prostituta que cantava e batia o fado com perfeição e encantava a todos e o Conde Vimioso (D. Francisco de Paula Portugal e Castro) um grande amador do fado, marcando a permeação do estilo dos menos abastados na aristocracia, dando ao fado novas características. Este envolvimento entre a meretriz e o aristocrata é uma das temáticas mais exploradas no universo fadista que permeou as várias facetas da arte...

Subversão do estereótipo feminino na cinematografia de Hitchcock

Braz, Patrícia Raquel Costa
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
69.127466%
O projeto aqui apresentado atende à temática da subversão do estereótipo feminino na cinematografia de Alfred Hitchcock e fundamenta a investigação para a realização de recriações fotográficas de frames de filmes do realizador em que o estereótipo feminino se evidencia. O trabalho de fotografia pretende subverter os paradigmas da típica “loira de Hitchcock” e a sua objetificação pelo olhar dominante masculino ao atribuir mais autonomia, otimismo e naturalidade à figura feminina representada. Neste sentido, considera-se fundamental abordar três grandes temáticas e uni-las num conjunto coeso: o estereótipo feminino no cinema (tema geral que abrange todo o projeto); o cinema do realizador Alfred Hitchcock (como contextualização para a abordagem ao estereótipo feminino) e a recriação baseada em imagens prévias (principalmente da filmografia hitchcockiana), que configura a parte artístico-criativa e prática do projeto. O estudo analisa a objetificação feminina em filmes-chave de Hitchcock como sustentação para a posterior recriação fotográfica onde o papel feminino é subvertido: de vulnerável a confiante. Após esta abordagem teórica, analisamos as fotografias produzidas. O resultado final revela a recriação de dezoito frames dos filmes de Hitchcock em dezoito fotografias apresentadas numa exposição fotográfica e pretende subverter os arquétipos femininos típicos de Hitchcock.; This project focuses on the subversion of the female stereotype in Alfred Hitchcock’s cinema and substantiates an investigation with the purpose of recreating photographs based upon frames from the director’s films that accentuate the female stereotype. The photographic work intends to subvert the paradigms of the typical “Hitchcock blonde” and her objectification by the dominant male gaze by assigning more autonomy...

Estereótipo na construção da identidade feminina – Dilma Rousseff em seu primeiro mandato

Martins Ferreira, Dina Maria; UECE; Pereira Valente, Dulce
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.740767%
Neste artigo, buscamos analisar a identidade feminina em discursos de Dilma Rousseff, primeiro mandato, tendo em vista, de um lado, os estereótipos históricos da “feminilidade” que valorizam a falocracia, e, de outro, posições de “feminilitude” que valorizam a práxis do feminino, em posição feminista. Para tal, são levantados sentidos linguístico-discursivos com vistas não somente à reprodução de estereótipos históricos, mas também à contestação e ressignificação destes. Nossa análise discursiva prioriza macro-categorias: ethos discursivo, feminilidade e “feminilitude”, cujo propósito é identificar os performativos identitários da “feminilitude”, tais como legitimação e resistência frente a uma ordem social histórica falocrática. E diante desta trincheira, um ethos discursivo se configura por micro-categorias: ruptura, identificação, agenciamento, empoderamento e contestação.

O Corpo Feminino e Seus Enigmas: A Esfinge na Pintura de Franz Stuck

Tavares, Enéias Farias; Universidade Federal de Santa Maria
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.95395%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8026.2015v68n3p27Neste ensaio, discutirei o problema da representação do feminino nas artes do final do século 19. Para tanto, partirei da leitura de Bram Dijkstra em Idols of Perversity (1986). Na sequência, refletirei sobre o modo como o imaginário do corpo feminino está associado ao encontro de Édipo e a Esfinge, monstro feminino que oferta enigmas e apresenta uma composição corporal tripartida. O estereotipo desse feminino demonizado, todavia, começa a ser repensado no mesmo século, tornando-se a própria esfinge e sua constituição um enigma a ser desvendado. Minha análise para a leitura dessa alteração de sensibilidade nas artes do 19 se centrará em três diferentes pinturas do artista alemão Franz Stuck para o tema da Esfinge. Para tanto, usarei, além de Dijkstra, as reflexões de Connell, Edmunds, Paglia e Goex.

Género e antecipação de comportamento político: um estudo em contexto organizacional

Rodrigues,Fátima
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2003 Português
Relevância na Pesquisa
38.066472%
O presente estudo reporta os resultados obtidos a partir da aplicação de um protocolo de investigação composto por duas narrativas de episódios organizacionais e um inventário de traços a 107 profissionais da região de Lisboa. Este protocolo visava aferir em que medida a construção social acerca dos sexos condiciona a antecipação de comportamentos políticos. Os resultados evidenciam a assimetria simbólica da questão do género, sugerindo a existência duma discrepância entre as características do mundo do trabalho e as características do estereótipo feminino e a necessidade de negociação de comportamentos por parte das mulheres, patente na necessidade de gestão da imagem por elas sentida. O grupo feminino recorre preferencialmente a estratégias indirectas de influência e a estratégias individuais de sobrevivência em contexto organizacional, que diminuem a hipótese de mudança social, por perpetuarem a relação de dominação.