Página 1 dos resultados de 684 itens digitais encontrados em 0.036 segundos

A extensão rural gaúcha e suas fontes de informação

Rocha, Cleusa Alves da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.224556%
Estudo de caráter descritivo, sob forma de estudo de caso e pesquisa bibliográfica, que trata de fontes de informação relacionadas à área de extensão rural. Possui como objetivo geral analisar as fontes de informação úteis aos extensionistas rurais no desenvolvimento de suas ações de assistência técnica e extensão rural. Arrola referencial teórico que engloba fontes de informação e extensão rural. Utiliza o tratamento quali-quantitativo de dados, obtido através de questionário enviado aos extensionistas rurais que atuam diretamente com o público da extensão rural no estado do Rio Grande do Sul. Identifica, através das respostas de 80 extensionistas, as fontes de informação utilizadas por estes para o desenvolvimento de suas ações. Apresenta um mapa informacional com conteúdos voltados à extensão rural. Conclui que os extensionistas rurais do Estado do Rio Grande do Sul preferem utilizar as fontes informacionais Internet Busca Livre, Organizações, Visitas Técnicas e a Biblioteca da EMATER/RS em seus âmbitos Central, Regional e Municipal para o desenvolvimento de suas ações e a importância que estudos desta natureza têm para a gestão da unidade de informação.; Study of descriptive nature, under the form of study of case and literature search...

Intervenção para o desenvolvimento rural : o caso da extensão rural pública do Rio Grande do Sul

Deponti, Cidonea Machado
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.09982%
A extensão rural é uma importante ferramenta de intervenção no meio rural vinculada à ideia de desenvolvimento. A EMATER/RS-ASCAR é a Agência oficial, principal operacionalizadora das políticas públicas da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio (SEAPPA-RS) com elevada capilaridade presente em 98% dos municípios. A EMATER/RS-ASCAR sofreu diversas críticas ao longo de sua história e, recentemente, enfrenta uma série de dificuldades: crise financeira, decorrente do corte de recursos públicos pelo governo do Estado; dificuldade operacional; necessidade de redefinição das fontes de financiamento; demissão em massa de empregados; insegurança no quadro funcional; aumento da carga de trabalho. Esta tese formula como objetivo geral analisar a intervenção para o desenvolvimento rural realizada pela extensão rural pública do Rio Grande do Sul, buscando compreender sua trajetória institucional, a ação extensionista e os determinantes da crise atual. Para respondê-lo, foi realizada pesquisa de campo, adotando-se como referencial teórico a Perspectiva Orientada ao Ator (POA). Após análise dos dados secundários e material documental, levantamento de dados primários, a partir de entrevistas com roteiros semiestruturados com 42 interlocutores e observação...

Assistência técnica e extensão rural como educação de jovens e adultos contemporânea no campo : uma construção de indicadores territoriais de avaliação participativa da formação profissional na agricultura familiar

Dresch, Nelton Luis
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.09982%
Esta tese discute a situação-problema de como perceber, registrar, interpretar e representar a complexidade da construção de um método de Avaliação Participativa de Assistência Técnica e Extensão Rural, como formação profissional de agricultores e agricultoras familiares, considerando pressupostos da Educação de Jovens e Adultos Contemporânea no Campo, então configurada e do Etnodesenvolvimento. Apresento, através da Sociologia Reflexiva, uma narrativa de momentos da Pesquisa-Ação Educadora desenvolvida com oito extensionistas rurais para construção coletiva de Indicadores Territoriais de Avaliação Participativa da Assistência Técnica e Extensão Rural tematizada e a respectiva aplicação e validação através de Pesquisa Participante com 14 famílias de agricultores egressos e egressas de dois cursos do Centro de Treinamento da EMATER-ASCAR/RS situado na Mesorregião Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Discuto a ressignificação metodológica da Pesquisa-Ação Educadora e da Pesquisa Participante vivenciadas. Através do Pós-Modernismo de Resistência, realizo uma Abordagem Multirreferencial como ferramenta dialógica para : articular várias perspectivas teóricas situadas nas vivências da pesquisa; constituir fundamentação teórica adequada às percepções...

A construção de uma nova extensão rural : o potencial dos tecnicos da rede publica de São Paulo

Abelardo Gonçalves Pinto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/1998 Português
Relevância na Pesquisa
68.002754%
Em São Paulo, a Extensão Rural pública elegeu, a partir de 1997, o "Desenvolvimento Rural Sustentável" como sua missão institucional. Porém, o estudo do perfil de seu quadro de extensionistas mostrou a predominância de técnicos ainda não sintonizados com os parâmetros propostos por esta nova formulação do desenvolvimento. A noção de Desenvolvimento Sustentável vincula "meio ambiente" e "desenvolvimento", interligando as questões da pobreza, desigualdade e degradação ambiental. Aplicados à realidade rural brasileira, estes parâmetros remetem, em primeiro lugar, às questões da exclusão social e da degradação ambiental provocadas pelo atual modelo de desenvolvimento. Estas são, portanto, importantes referências na busca de novos caminhos para a Extensão Rural. Assim, este trabalho procura mostrar que a construção de uma novaExtensão Rural dependerá fundamentalmente da implementação de uma política de formação extensionista que permita aos técnicos desenvolverem uma percepção mais progressista do desenvolvimento rural sustentável, de modo a substituir o tradicional enfoque produtivista da ação extensionista pela busca de uma relação interativa com as comunidades rurais; In São Paulo State, the Public Extension Service chose...

A Politica Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER) : percepções e tendencias; The National Policy for Technical Assistance and Rural Extension : perceptions and trends

Kleber Batista Pettan
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.21137%
Com a implementação da nova Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER) a partir de 2004, a temática assistência técnica e extensão rural (Ater) surgiu revigorada e fortalecida no âmbito das políticas públicas para a agricultura familiar brasileira. Os textos de apoio à política recorrem à estratégia didática de contraposição desta com as orientações dominantes no período anterior (a "Extensão Rural Agroecológica" versus "Extensão Rural Convencional") ressaltando-se a magnitude da mudança preconizada nas orientações da configuração institucional e da ação extensionista. Embora os novos perfis das entidades de ATER e dos extensionistas estejam configurados com relativa clareza do ponto de vista teórico e durante os sete primeiros anos de sua implementação (2003 a 2009) foram realizadas ações com vistas a promover tais mudanças, registram-se dificuldades para a concretização das mesmas em favor de uma prática mais participativa, mais inclusiva socialmente, mais agroecológica e dirigida à agricultura familiar. Esta situação tem causado preocupações e a discussão de suas causas tem despertado interesse acadêmico e político. Diante deste cenário, o presente trabalho parte do suposto que existe no país uma grande diversidade de ação extensionista e de entidades de ATER. Neste contexto...

A fusão pesquisa agrícola-extensão rural em Santa Catarina

Santos, Lucy Woellner dos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: XIII,243f.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
68.061396%
Tese [doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Em 1991 ocorreu uma mudança organizacional no setor público agrícola de Santa Catarina, que resultou na fusão de cinco empresas ligadas às atividades de pesquisa agrícola e de extensão rural, e na criação da EPAGRI - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Difusão de Tecnologia de Santa Catarina. As entidades fundidas foram a Empresa Catarinense de Pesquisa Agropecuária - EMPASC, a Associação de Crédito e Extensão Rural de Santa Catarina - ACARESC, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Santa Catarina - EMATER-SC, a Associação de Crédito e Assistência Pesqueira de Santa Catarina - ACARPESC e o Instituto de Apicultura de Santa Catarina - IASC. O foco desta pesquisa foi o estudo desse fenômeno, tendo como ponto de partida o conceito de estratégia organizacional de Pettigrew (1987), ou seja, estratégia como processo, como uma seqüência de ações e eventos contínuos e interdependentes, por meio da qual podem ser explicados as origens, a continuação e o resultado de um fenômeno organizacional; e o conceito mudança de Pettigrew et al. (1992), ou seja, a mudança como produto de um processo que reflete...

Extensão rural em microbacias hidrográficas como estratégia de gestão ambiental no meio rural catarinense

Simon, Alvaro Afonso
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 429 f.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
68.329487%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas.; Esta pesquisa trata de verificar se as características teóricas, metodológicas e instrumentais da extensão rural em microbacias hidrográficas em Santa Catarina apresentam sinais de uma possível passagem do paradigma da "gestão de recursos naturais" ao paradigma do "ecodesenvolvimento". Para isso analisa o contexto histórico da extensão rural com o objetivo de captar as evoluções que apresenta em relação ao manejo do meio ambiente, que podem ser tomadas como indicativos de uma mudança paradigmática. O primeiro capítulo apresenta uma revisão das teorias que influenciaram o desenvolvimento rural convencional e aquelas que estão convergindo para a formação das bases teóricas do desenvolvimento rural sustentável. O segundo capítulo caracteriza os "paradigmas do manejo do meio ambiente no desenvolvimento" e algumas noções que são fundamentais ao ecodesenvolvimento. A partir dessa construção teórica a pesquisa apresenta uma análise do contexto histórico da extensão rural em relação ao manejo do meio ambiente, desde a sua origem aos dias atuais, sob três dimensões: a macroanálise aborda a extensão rural no nível nacional; a mesoanálise aborda a extensão rural no nível estadual e a microanálise analisa a experiência de extensão rural em microbacias hidrográficas incluindo o relato do "Projeto Piloto FAO/EPAGRI" tomado neste estudo como uma estratégia aproximada de "gestão integrada dos recursos naturais e do meio ambiente" ou de "gestão ambiental" de acordo com a definição do MMA para a construção da Agenda 21 brasileira. A verificação das hipóteses mostra que...

Extensão rural

Feliciano, Antonio Marcos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 353 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
68.117056%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Florianópolis, 2013.; As transformações econômicas e sociais e o progresso da ciência, ocorridos sobretudo a partir do século XX, elevaram o conhecimento à condição de fator basilar à competitividade organizacional. Na composição do conhecimento organizacional, o conhecimento tácito oferece substanciais contribuições à leitura do ambiente, ampliando suas possibilidades de uso e sua competitividade. As organizações de extensão rural, pelo perfil técnico e ambiente de atuação, acessam facilmente esse tipo de conhecimento. Nas atividades de campo, os técnicos extensionistas estão inseridos em complexas redes de relacionamentos e conhecimentos, estabelecidas pela interação permanente com expressiva gama de atores, cada qual com interesses e necessidades, providos de conhecimentos próprios dos seus negócios e diferentes visões de mundo. O objetivo desta tese consistiu em estabelecer diretrizes para os processos de criação, estratégias de uso e retenção do conhecimento para organizações de extensão rural. Metodologicamente, assume características de pesquisa exploratória e descritiva...

Extensão rural no sistema de plantio direto de hortaliças; Rural extension in the System of Direct Seeding of Vegetables (SPDH)

Lima, Nicolas Zaslavsky de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 36 f.
Português
Relevância na Pesquisa
68.14335%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Agrárias. Curso de Agronomia.; Uma grande limitação na transição dos agroecossistemas para sistemas de manejo onde seja respeitado o equilíbrio de fatores econômicos e socioambientais, tendo como resultado a produção de alimentos mais saudáveis do ponto de vista da contaminação por agrotóxicos, é a disponibilidade de agentes de assistência técnica e extensão rural (ATER) capacitados para dar suporte aos agricultores que tem disposição para realizar esta mudança. A extensão rural tem um papel fundamental na transição, e pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida e para a produção de alimentos limpos, mas para auxiliar na transição de um sistema convencional para outro mais sustentável, o extensionista deve deixar de lado o antigo modelo de extensão rural, chamado de difusionismo, no qual eram depositados nos agricultores os conhecimentos gerados nas pesquisas e as inovações tecnológicas e buscar uma metodologia mais participativa. Ao mesmo tempo facilitando o reconhecimento dos problemas pelos agricultores, fomentando a busca de soluções e troca de saberes, assim como retroalimentando a pesquisa com as demandas e experiências do campo. O objetivo deste estágio foi entender melhor como ocorre o processo de extensão rural neste contexto de transição agroecológica...

Privatização dos serviços de extensão rural: uma discussão (des)necessária?

Diesel,Vivien; Froehlich,José Marcos; Neumann,Pedro Selvino; Silveira,Paulo Roberto Cardoso da
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
77.892114%
O artigo analisa e discute o tema da privatização dos serviços de extensão rural, conforme apresentado na literatura internacional. Inicialmente, a temática é situada no horizonte das discussões sobre a chamada Reforma do Estado, que pautaram as agendas sobre o desenvolvimento desde a década de 1980. Na seqüência, apresenta-se como o tema foi e vem sendo discutido à luz da teoria econômica e se examinam experiências de privatização em âmbito internacional. A análise dessas experiências mostra que a agenda inicial da privatização previa que os serviços de extensão rural, que estavam sob responsabilidade do Estado, passassem a ser integralmente assumidos pelo setor privado. No entanto, foi identificada uma série de limitações a tal intento e passou-se a proliferar os argumentos em favor de arranjos de privatização em que o Estado mantém um importante papel. Assim, o exame das experiências de privatização internacionais permitiu constatar que elas seguiram diferentes orientações. Um conjunto de experiências foi orientado pela noção de "Estado Mínimo" e outro conjunto de experiências teve como referência o Estado fomentador dos atores privados. A privatização continua sendo um processo atual e relevante e...

O papel da assistência técnica e extensão rural na evolução dos agroecossistemas familiares, fundamentados por práticas agroecológicas na microrregião de Pato Branco – PR

Bortolotti, Mônica Aparecida
Fonte: Pato Branco Publicador: Pato Branco
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
68.09982%
The main purpose of this research was to evaluate the evolution of family agroecosystems supported by agroecological practices in the microregion of Pato Branco – PR, and the role developed by technical assistance and rural extension in this process. The theoretical foundation consists of sustainable development concepts and rural sustainable development in agroecosystems, technical assistances and rural extension in the evolutionary and historical context. The procedure, concerning the objectives, consists in a descriptive research, concerning the methods, consists in a bibliographical and desk research and a survey based on interviews with five farmers, one representative of Verê’s CAPA and two Francisco Beltrão’s ASSESOAR representatives. Main results: The historical context of agroecosystems, although having similar characteristics – all develop horticulture and they are farmers with family farming characterization - currently present in different social, economical and organizational context. The agroecosystem “A”, sustained continuously with Technical Assistance and Rural Extension (TARE) from NGOs exclusively, often accessing the TARE policies, the most recent being the Pronaf Mais Alimentos; Agroecosystem “B”...

As práticas da extensão rural no processo de modernização da agricultura: agricultores familiares goianos e a questão ambiental (1975-2008); The practices of rural extension in the process of agriculture modernization: Goianos family producers and the enviroment issue (1975-2008)

SANTANA, Eloisa Pio de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Ciencias Ambientais; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Ciencias Ambientais; Ciências Agrárias
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.358716%
The central proposal of this work is to elucidate the practice of transferring technology to family farmers carried by the official rural extension system between the years of 1975 and 2008. To take technologies to the rural man, the rural extension has served in several areas providing the insertion of the farmer in "technological packs" of the green revolution, propelling this process, based on an economic rationality, which, despite providing great advances in the growth of agriculture and livestock, it has caused negative impacts to the environment. To know the thoughts of farmers and technicians about the educational practices inserted in the work of rural extension 57 counties were visited, corresponding to a sample of approximately 25% of the total of all counties in the state of Goiás where 268 interviews were conducted with 171 family farmers served by the rural extension and 97 with technicians employees of the rural extension. The research covered the following regions: Southwest, South, Railway, Saint Patricio Vale, Antas River, Plateau, Meia Ponte, Paranã Vale, Araguaia Vale, Mesa Sierra, West, Red River, Paranaiba River and Bois River. Bound to this fieldwork, documental analysis were proceeded based on data from the IBGE Agriculture Census/ 2006...

A extensão rural na Fundação ITESP : caminhos do ensino aprendizagem; The rural extension in the Foundation ITESP : paths and setbacks ways of teaching and learning

Francisco Feitosa Alves Sobrinho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.01482%
Este trabalho analisa 'os limites de ação do Estado' às ações de ATER no desenvolvimento sustentável dos assentamentos de trabalhadores rurais sem terra, feito pelo ITESP no Estado de São Paulo, a partir de 1980. O trabalho aborda a formação e o desenvolvimento institucional de um aparelho de Estado, no caso o ITESP, as ações de ATER - Assistência Técnica e Extensão Rural, como política pública responsável pelo desenvolvimento dos assentamentos de trabalhadores rurais. Apresenta os aspectos e as fases de desenvolvimento dos assentamentos de trabalhadores rurais. Traça um panorama sobre a Extensão Rural, suas fases no Brasil e a desenvolvida pela ITESP correlacionando-as e traçando uma análise sobre os aspectos pedagógicos do ensino - aprendizagem. Por último traça uma análise sobre 'os limites de ação do Estado' e suas implicações (caminhos e descaminhos) sobre as ações de ATER do ITESP e o desenvolvimento sustentável dos assentamentos e as possibilidades de atuação na agricultura familiar; This study examines 'the limits of action of the State' on actions of ATER in the sustainable development of settlements of landless rural workers, made by ITESP in the State of São Paulo, from 1980. The work deals with training and development of an institutional apparatus of state...

A extensão rural na perspectiva de agricultores assentados no Pontal do Paranapanema - SP; The rural extension in the Pontal do Paranapanema farmer's outlook

Luis Renato Silva Taveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.21137%
O programa de assentamentos rurais patrocinado pelo Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela Fundação Itesp, tem a peculiaridade de possuir um serviço de extensão rural próprio. Pensado para atender às demandas específicas de seu público, caracterizado por múltiplas origens e experiências de vida, por carência material e por precária habilidade gerencial, este serviço tem reproduzido práticas que seu próprio discurso pretende superadas. Em razão disso, são intensas as críticas dos movimentos sociais a ele. Este trabalho surgiu do interesse em saber até que ponto o serviço de extensão rural da Fundação Itesp corresponde às expectativas de seu público, e até que ponto as características socioeconômicas deste interferem em sua apreciação. A pesquisa foi realizada nos assentamentos rurais Santa Rosa e Rancho Grande, localizados na Regional Oeste da Fundação Itesp (Pontal do Paranapanema). Inicialmente foram entrevistados seis assentados. Dessas entrevistas, obteve-se um conjunto de parâmetros de avaliação utilizados para elaborar um questionário, aplicado então a outra amostra de setenta e três assentados, com o fim de mensurar as apreciações individuais em relação ao serviço de extensão rural. A análise estatística dos dados apontou para a existência de sete grupos com semelhantes características socioeconômicas e apreciações individuais...

Rural extension and intervention: old issues and new challenges for professionals; Extensão rural e intervenção: velhas questões e novos desafios para os profissionais

Favero, Eveline; Sarriera, Jorge Castellá
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.14048%
The article discusses the challenges of the rural context that are faced on a daily basis by various professionals involved in the practice of rural extension. Argumentative analysis is used as a method for the treatment of data, which were collected by recording interviews made with students and alumni of the Graduate Studies Program in Rural Extension of the Federal University of Santa Maria, Brazil. The interviews were made in December of 2005 in Santa Maria, state of Rio Grande do Sul. The event was part of a seminar held to celebrate the 30th anniversary of the course's creation. 23 persons participated in it. The results were divided into three categories of analysis: the rural reality, the profile of rural extension practitioners and the training in rural extension. It should be highlighted that the rural environment does not consist of an essentially agricultural space. Thus, the rural extension practitioner's sole concerned with technique may not be enough to meet the diversified needs of a poly-active and heterogeneous context. Interdisciplinary work and an adequate training constitute challenges to be faced by the professionals of this area. Furthermore, a discipline such as psychology should extend its field of activities and make a contribution to adequately respond to the different needs of the rural population.; O artigo discute os desafios do contexto rural com os quais se deparam cotidianamente diferentes profissionais envolvidos com a prática da extensão. Utilizou-se a análise argumentativa como método para o tratamento dos dados...

O ensino da "extensão rural" nos cursos superiores de medicina veterinária no Brasil; The "rural extension" teaching in undergraduate courses of medicine veterinary in Brazil

Alves, Teresa Cristina; Gameiro, Augusto Hauber
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.079326%
Esta pesquisa investigou como os Cursos Superiores de Medicina Veterinária no Brasil (CSMV) estão oferecendo conhecimentos relacionados à "Extensão Rural". Foram aplicados questionários aos 149 cursos de Medicina Veterinária em funcionamento. Deste universo, obteve-se uma amostra de 57 entrevistados que responderam à pesquisa (38,3%). Em que pesem as mudanças curriculares após o Parecer 105/2002, a disciplina ainda é oferecida na maioria (97%) dos cursos, evidenciando o reconhecimento de sua importância na formação dos alunos de graduação. Três aspectos observados merecem reflexão: a heterogeneidade na carga horária da disciplina, variando de 30 a 90 horas/semestre; certa heterogeneidade da inserção (semestre/período) na grade, podendo constar desde o segundo até o último período; e a ampla gama de temas que constam nos programas. Sugere-se que os programas da disciplina de Extensão Rural, a serem oferecidos nos CSMV, procurem inserir três pontos que se entende serem importantes, mas nem sempre abordados: i) a "extensão rural" com seus múltiplos enfoques (serviço público para o desenvolvimento holístico das famílias rurais, assistência técnica propriamente dita, difusão de tecnologia, prática pedagógica...

Extensión Rural y Turismo: caminos que se cruzam?; Extensão Rural e Turismo: caminhos que se cruzam?; Rural Extension Service and Tourism: are there crossing paths?

Pinho, Alexandre Mendes de; Rabinovici, Andrea
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
68.16524%
La extensión rural contemporánea deparase con un medio rural transformado en uno espacio de nuevas ruralidades, entre ellas están la inserción del turismo, debendo entonces conducir la actuación de sus técnicos, preparandolos para nuevas prácticas extensionistas. De modo general, la participación de las entidades públicas de extensión rural en el contexto del turismo aún es incipiente y cambia entre los Estados. Este artículo trae algunos aspectos surgidos de una pesquisa descriptiva realizada en el año de 2013 junto a los técnicos de lo servicio de extensión rural oficial de lo Estado de São Paulo, acerca de su percepción en lo contexto del turismo rural y acerca de su preocupación con la sostentabilidad aplicada al turismo. La inversión en la formación de estos técnicos es fundamental, en particular en capacitaciones diferenciadas que promuevan la analisis crítica al turismo. Los extensionistas adquiren importante rol social como mediadores de desarrollo, desde que empleen procesos endógenos y participativos, abordando las relaciones y conflictos entre culturas, comunidad rural, medio ambiente, patrimonio y turismo.; The contemporary rural extension service comes across a rural area transformed into new ruralities...

POLÍTICA AGRÁRIA: EXTENSÃO RURAL E SERVIÇO SOCIAL, A EQUAÇÃO POSSÍVEL

dos Santos, Amanda Farias; Lusa, Mailiz Garibotti
Fonte: Temporalis Publicador: Temporalis
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Crítico-dialético Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.079326%
Este artigo trata do exercício profissional do Serviço Social na Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER), discutindo suas competências e atribuições. Visa ampliar o olhar acerca das possibilidades da política e da atuação do/a assistente social no campo. Com abordagem qualitativa, utilizou-se da pesquisa bibliográfica e documental, além de valer-se das experiências adquiridas nesse espaço sócio-ocupacional. O trabalho versa sobre a Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil; o capitalismo no campo e a classe trabalhadora rural; o Projeto Ético-Político da profissão, bem como sobre as competências e atribuições do Serviço Social na ATER. Finalizando, indica-se a perspectiva de atuação do/a assistente social em várias linhas de atuação da política.

Abordagens educativas, extensão rural e agricultura familiar em Biguaçu-SC; Abordajes educativos, extensión rural y agricultura familiar en Biguaçu, SC; Educational approaches, rural extension and family farm in Biguaçu, SC

Uller-Gómez, Cíntia; Fundação de Meio Ambiente, Florianópolis, SC; Dorow, Reney; Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, Florianópolis, SC; Elias, Lilian de Pellegrini; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianó
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa empírica de campo; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
88.21137%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2013v10n1p287O artigo apresenta o esforço de adaptação, aplicação e descrição do processo de “Investigação Temática” (FREIRE, 1975) associado aos Momentos Pedagógicos (DELIZOICOV, 1991) como base para a elaboração de programas de extensão rural – uma conjugação até então usada apenas na área de ensino de ciências. O trabalho foi realizado com comunidades rurais de Biguaçu, no litoral de Santa Catarina, tendo como objetivo inicial compreender os motivos da pouca participação da população nas atividades propostas pelos agentes de extensão rural e dos conflitos entre famílias. Apontamos o “mercado” como tema unificador, que sintetiza um conjunto de “temas geradores”: a) áreas de preservação permanente e floresta – inclui a produção clandestina de carvão vegetal até então ignorada pelos órgãos de assistência técnica; b) o uso intenso de agrotóxicos em alguns cultivos; c) a segurança alimentar; d) a assistência técnica. Concluímos que o fato de não se abordar os temas da população é uma das principais causas da pouca participação e sugerimos um exemplo de programa para iniciar o trabalho a partir do tema gerador relacionado à floresta. Com base nas discussões geradas durante a pesquisa e nos desdobramentos do tema proposto em atividades que incluem experimentos a campo com floresta e com aipins...

Gênese, desenvolvimento, crise e reformas nos serviços públicos de extensão rural durante a década de 1990

Da Ros,César Augusto
Fonte: Mundo agrario Publicador: Mundo agrario
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.053564%
Este artigo traça um painel histórico sobre a gênese, desenvolvimento, crise e reformas realizadas nos serviços públicos de extensão rural ao longo da década de 1990, oferecendo uma visão geral sobre os seus principais determinantes, tendo por base a literatura especializada sobre o tema. Neste percurso, analisou-se o processo de constituição dos aparatos institucionais destinados ao oferecimento dos serviços de extensão rural e sua vinculação as políticas de modernização técnica da agropecuária mundial durante o período do pós-guerra, tecendo-se considerações sobre o caso brasileiro. O artigo também examina os aspectos que determinaram na emergência de uma crise dos serviços públicos de extensão rural ocorrida ao longo da década de 1980, num contexto de intensificação das críticas ao modelo agrícola da revolução verde. Por fim, o artigo busca destacar as conexões existentes entre a crise e as reformas de privatização dos serviços públicos de extensão rural ocorridas em diversos países do mundo durante a década de 1990 pautadas na reformulação dos seus formatos institucionais, das formas de financiamento, dos seus objetivos, do seu público alvo, das metodologias de trabalho e da matriz tecnológica preconizada.