Página 1 dos resultados de 47 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Os falsos amigos no ensino do PLNM : interferências decorrentes da proximidade linguística

Silva, Sofia Cristina Gomes da
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
49.26236%
Dissertação de Mestrado em Português Língua Não Materna apresentada à Universidade Aberta; Este trabalho de investigação pretende analisar as interferências dos “falsos amigos” no ensino de Português como Língua não materna, decorrentes da proximidade de duas línguas próximas como o espanhol e o português. Sendo a proximidade das línguas a origem de alguns mitos em relação à facilidade de aprendizagem destas línguas, a interferência deste tipo de palavras apresenta-se como um desafio, tanto para o aluno como para o professor. A este contexto teremos de associar o maior ou menor grau de dificuldade que estes “falsos amigos” podem representar para um bilingue. Após uma reflexão sobre a diferente terminologia relativa ao conceito de ‘falsos amigos’ e da recensão dos principais estudos sobre o tema, nomeadamente em línguas próximas, subscrevemos a perspetiva teórica das teorias relacionadas com o bilinguismo, desde Macnamara nos finais dos anos 60 até de Heredia , em 1989 e o seu semilinguismo. Termos como interlíngua, interferência e “code switching” devidamente fundamentados nas diferentes teorias e evolução dos mesmos, são igualmente questionados no âmbito deste nosso trabalho. A partir de um estudo de caso...

A opacidade da suposta transparência: quando 'amigos' funcionam como 'falsos amigos'; The learning of the Spanish language by Brazilians: the perception that the "false friends"

Vita, Cláudia Pacheco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
49.04365%
Neste trabalho, tratamos de uma imagem que circula em nosso país sobre o espanhol e sua aprendizagem, segundo a qual os chamados "falsos amigos" constituem as principais dificuldades para o brasileiro que deseja aprender essa língua estrangeira. Partimos de uma hipótese de Celada & González (2000) de que tal modo de interpretação desse processo foi inaugurado por Nascentes (1939) quem, por sua vez, recolheu em seus estudos muitas das impressões do senso comum de sua época a esse respeito. Tal tradição norteou e em grande parte norteia ainda muitos trabalhos científicos no Brasil a respeito do ensino e da aprendizagem do espanhol, os quais se baseiam, como a interpretação tradicional que lhes dá suporte, nos pressupostos teóricos do modelo da Análise Contrastiva em sua versão forte. Primeiramente fazemos uma análise dos termos mais comuns em circulação (falsos cognatos, heterosemánticos, falsos amigos), mostrando que não fazem necessariamente referência a fenômenos da mesma natureza, e posteriormente questionamos a idéia corrente de que os falsos amigos seriam o grande vilão da aprendizagem do espanhol por brasileiros. Nossa proposta nesta pesquisa é tratar a aprendizagem do espanhol por brasileiros e a formação de sentido de outra perspectiva teórica...

Falsos cognatos, falsos amigos ou cognatos enganosos? Desfazendo a confusão teórica através da prática

Sabino, Marilei Amadeu
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.049873%
O objetivo deste trabalho é, primeiramente, apresentar algumas discussões referentes aos termos “falsos cognatos”, “falsos amigos” e “cognatos enganosos”. Em um segundo momento, após concluirmos que os termos “falsos cognatos” e “cognatos enganosos” referem-se a dois fenômenos lingüísticos diferentes, propomos definições distintas para cada um deles, ilustrando com exemplos da prática, baseados na Teoria dos Conjuntos Matemáticos.

Falsos cognatos em portugues e espanhol

Myriam Jeannette Serey Leiva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/1994 Português
Relevância na Pesquisa
38.49582%
Neste trabalho, apresentamos uma definição sucinta de falsos cognatos, discorremos sobre certas diferenças lexicais entre o português e o espanhol e agrupamos os falsos cognatos em quatro classes distintas, a partir da etimologia: 1. Duas formações baseadÇ3s em duas palavras latinas diferentes, porém com radicais idênticos: vaso/vaso. 2. Uma única palavra de origem: as duas línguas conservam o significado original, e ambas (ou uma delas) acrescenta(m) um outro si9!1ificado: exquisito/esquisito. 3. Uma única palavra de origem com dois ou mais significados que são conservados por uma das duas línguas. A outra conserva apenas um dos significados originais (e pode até criar, mais tarde, um outro termo para suprir a falta do(s) outro(s): sugestión/sugestão. Cf. sugerencia. 4. Duas palavras semelhantes (ou idênticas), porém de origem e significado diferentes: rato/rato. Compilamos, ao longo de mais ou menos dois anos, uma lista de 301 falsos cognatos, que se constituem em formas idênticas ou muito semelhantes nas duas línguas, porém, com sentido diverso. Na parte aplicada deste trabalho, coletamos dados, em português e espanhol, com três sujeitos, falantes nativos de espanhol e aprendizes de português como segunda língua...

Estudo comparativo de equivalentes de tradução de falsos amigos presentes em dicionários (espanhol-português)

Sestrem, Maria Beatriz Melgarejo de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 82 p.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
49.518125%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2012; Esta pesquisa versa sobre dicionários de falsos amigos das línguas espanhola e portuguesa. Propõe-se que o dicionário de falsos amigos é uma ferramenta didática complementar útil tanto para o ensino do idioma espanhol no geral, como para a formação de tradutores. Tomando por base uma pesquisa bibliográfica, faz-se uma descrição dos falsos amigos selecionados em 4 dicionários de falsos amigos, destacando aspectos relativos à tradução. Através da comparação dos verbetes desses dicionários são identificados falsos amigos pares, os quais, na sequência, são comparados a palavras presentes em um Corpus Linguístico da Real Academia Española, o CREA-RAE, de forma a avaliar se os contextos de uso apresentados nesses dicionários de falsos amigos são adequadamente delimitados. Essa comparação permitiu-nos ter uma visão objetiva dos dicionários em estudo. A parte da pesquisa, baseada na consulta ao corpus, levou-nos a entender que a observação atenta das concordâncias pode ajudar os dicionaristas a superarem problemas na arquitetura de suas obras de referência. Destaca-se que a pesquisa relatada nesta dissertação de mestrado integra as reflexões desenvolvidas em torno do projeto de pesquisa intitulado "Parâmetros para a elaboração de um dicionário de falsos amigos na direção português-espanhol" (DiFAPE)...

Lidando com os falsos amigos

Millás, Maria Leticia Nastari
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 352 p.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
49.843755%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2012; A presente pesquisa tem o propósito de identificar e coletar falsos amigos em catorze coleções de livros didáticos para ensino de espanhol a brasileiros, publicadas entre 2001 e 2011 e amplamente utilizadas no país. O objetivo desta pesquisa é examinar o tratamento dado aos falsos amigos nesses livros, a fim de verificar se este é adequado em função das necessidades de uso desses vocábulos, bem como contribuir para as reflexões referentes à delimitação da nominata do Dicionário Bilíngue de Falsos Amigos, que está sendo elaborado pelo Grupo de Pesquisa do CNPq, Dicionários Contrastivos Português-Espanhol. A justificativa para a escolha do livro didático para ensino de espanhol como objeto de estudo é o fato de este ser a base da maior parte dos contextos de ensino de línguas estrangeiras. Norteiam a pesquisa cinco perguntas: 1. Qual a ocorrência de cada falso amigo dentro de cada coleção? 2. Qual a ocorrência de cada falso amigo em todas as coleções? 3. Quais os falsos amigos mais recorrentes em todas as coleções? 4. Qual o ocorrência de cada falso amigo no CREA? 5. Em quais contextos os falsos amigos selecionados aparecem? Para responder a estas perguntas...

O ensino do vocabulário, em particular dos falsos amigos, em ELE

Capela, Isabel Marques Ferreira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
49.12947%
Após uma breve viagem pelos diferentes métodos de ensino de línguas estrangeiras - em particular de ELE e EL2 - procurando as suas contribuições em matéria de léxico e de vocabulário, propomo-nos a demonstrar o interesse que suscitam os falsos amigos, em duas línguas tão próximas como o Português e o Espanhol. Verificámos que os aprendizes reagiam de forma positiva perante o contraste ou choque que provoca este aspeto linguístico em particular, concluindo que os falsos amigos podem funcionar como recurso de grande motivação para a aprendizagem e aquisição de vocabulário nas aulas de ELE, com alunos do 7º ano do Ensino Básico. Elaborámos um estudo de caso, com características de investigação-ação, no qual se utilizaram instrumentos muito diversificados, inserindo-se todos eles dentro das práticas comunicativas que se exercem atualmente no ensino de Espanhol como língua estrangeira.; Tras un breve recorrido por los diferentes métodos de enseñanza de lenguas extranjeras -en particular de ELE y EL2-, recabando sus aportaciones en materia de léxico y vocabulario, nos proponemos demostrar el interés que suscitan los falsos amigos en las dos lenguas próximas portugués y español. Hemos comprobado que los aprendices reaccionaban de manera positiva ante el contraste o choque que provoca este particular aspecto lingüístico...

A afinidade das línguas portuguesa e espanhola: estratégias de ensino/ aprendizagem dos falsos cognatos

Furtado, Maria Manuela Saraiva
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.0587%
Relatório de Estágio apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ensino do Português e das Línguas Clássicas no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário ou de Língua Estrangeira nos Ensinos Básicos e Secundário – Espanhol; Através do presente relatório pretendo apresentar uma reflexão crítica da minha Prática de Ensino Supervisionada na Escola Secundária Quinta do Marquês, no ano lectivo de 2011/2012, na área de Espanhol. Neste trabalho, incluo ainda uma investigação pessoal sobre a afinidade entre os idiomas português e espanhol e a forma como essa proximidade influencia o processo de ensino/aprendizagem. Dada a abrangência deste tema, refiro-me a um aspeto concreto: os falsos cognatos ou heterossemânticos, pela sua particularidade no âmbito da aquisição do léxico. É igualmente abordada a forma como a reflexão sobre estas temáticas influencia a minha prática de leccionação, apresentando-se algumas das estratégias e atividades utilizadas em contexto de sala de aula.

Los "falsos amigos" como recurso cómico en dos comedias del siglo XVIII

Ruggieri, Lorenza
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.200337%
Las comedias plurilingües italianas de los siglos XVI y XVII aprovechan la presencia de diferentes idiomas y dialectos para crear malentendidos y equívocos lingüísticos a fin de engendrar la hilaridad del público. En las comedias I due anelli simili y I comici schiavi del autor genovés Anton Giulio Brignole Sale (1605-1665) –comedias en las que el italiano se alterna con los dialectos genovés, napolitano y lombardo y con la lengua española– se puede destacar el uso de los hoy llamados “falsos amigos” como recurso cómico. El artículo tiene como objeto el análisis de los quid pro quo y juegos de palabras en los diálogos entre el personaje español y los personajes italianos.

Teaching and learning "false friends" : a review of some useful resources

Roca Varela, María Luisa
Fonte: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Alcalá Publicador: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Alcalá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
49.12947%
Denominamos falsos amigos a palabras similares en dos o más lenguas que poseen significado/s diferentes (library “biblioteca” y librería “tienda de libros”, en inglés y en español respectivamente). Desde el punto de vista de la enseñanza y el aprendizaje del inglés, los falsos amigos son importantes porque con frecuencia nos llevan a errores en la expresión, y malentendidos a nivel de comprensión (e.g. I am constipated; it has been a fastidious speech or you should eat food without preservatives). Este artículo pretende dar a conocer una serie de herramientas útiles (diccionarios, recursos en línea, glosarios y blogs) para el estudio de los falsos amigos. Los recursos que aquí se presentan contribuirán a comprender la complejidad del fenómeno de los falsos amigos y aportarán la información necesaria para tratar este tema en el aula de inglés.; False friends are words in two languages that are similar in form but different in meaning (e.g. English library “place for reading and borrowing books” vs Spanish librería “bookshop”). From the point of view of EFL teaching and learning, false friends are important because they lead us to errors in L2 production and comprehension (e.g. I am very constipated; it has been a fastidious speech and you should eat food without preservatives). This paper intends to present some useful tools (dictionaries...

Falsos cognados. Falsos problemas. Un aspecto de la enseñanza del español en Brasil

Humblé, Philippe
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
48.561387%
[Resumo] Neste artigo deféndese que o problema dos ‘falsos amigos’, ou ‘falsos cognados’, no que se insiste tanto no ensino do castelán a lusofalantes brasileiros, non se afronta dun xeito correcto. O autor establece unha distinción entre os diferentes tipos de ‘falsos 308 Abstracts / Resúmenes / Resumos amigos’, amosando que os que máis problemas poderían traer aos aprendices son precisamente os que menos se comentan. Trátase dos pares de vocabulos que son moi parecidos morfoloxica e semánticamente, pero que se empregan de maneira diferente.; [Resumen] En este artículo se defiende la posición de que el problema de los ‘falsos amigos’, o ‘falsos cognados’, en el que se hace tanto hincapié en la enseñanza del castellano a lusohablantes brasileños, no se enfrenta de una manera correcta. El autor hace una distinción entre los diferentes tipos de ‘falsos amigos’, mostrando que los que más problemas podrían traerles a los aprendices son precisamente los que menos se comentan. Se trata de los pares de vocablos que son muy parecidos morfológicamente, muy parecidos semánticamente, pero que se usan de manera diferente.; [Abstract] This article takes the stand that the problem of ‘false friends’...

Falsos amigos PT-SP en el lenguaje jurídico - una propuesta de clasificación

Tallone, Laura
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
69.04365%
Comunicação apresentada nas Jornadas de Língua e Direito, organizadas pelo ISCAP e pela Universidade Católica Portuguesa, Outubro de 2013.; Los falsos amigos son apuntados como uno de los mayores responsables de los errores de traducción en el par de lenguas SP-PT. Pese a ello, la mayor parte de los estudios abordan este fenómeno desde una perspectiva pedagógica, con taxonomías orientadas hacia el aprendizaje del español y del portugués como lenguas extranjeras. En este artículo se propone una clasificación semántica de los falsos amigos SP-PT en el lenguaje jurídico, con el objetivo de facilitar su sistematización e incorporación en las herramientas terminológicas del traductor jurídico.

Do signo ao texto – os falsos amigos nas aulas de tradução técnica SP-PT

Tallone, Laura
Fonte: AELFE Publicador: AELFE
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
58.606353%
A eliminação da prática da tradução no ensino de línguas estrangeiras, aliada ao conhecimento por vezes insuficiente da língua-fonte por parte dos alunos de tradução, faz com que estes se concentrem excessivamente no signo linguístico e que o texto de chegada produzido seja o resultado de uma operação quase mecânica de substituição lexical. Numa tentativa de evitar fórmulas prescritivas de ensino unidireccional professor/aluno e favorecendo uma perspectiva de construção de significado através da interacção com o texto, propõe-se uma actividade simples em que se passa do nível do nível da palavra e da frase ao nível do texto como um todo. Tanto pela sua própria natureza como pela sua abundância no par SP-PT, os falsos cognatos oferecem uma boa oportunidade para pôr de manifesto a necessidade de utilizar procedimentos que considerem o texto como a unidade de tradução.

Falsos amigos entre italiano y español en su uso pragmático

Luque Toro, Luis
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
48.200337%
La idea de falso amigo como sugerencia constituye la base de este artículo que estudia este concepto desde un punto de vista cognitivo. Para ello se ha tenido en cuenta la alta frecuencia de estas construcciones en lenguas de un mismo tronco común, como son el italiano y el español. Nuestro análisis se centra principalmente en el estudio de unidades que presentan un destacado contraste, en la derivación y en la unidades fraseológicas. De esta manera, deducimos la importancia que tiene el uso pragmático en la determinación de todos los posibles falsos amigos existentes, en función de las distintas combinaciones que el pensamiento de cada cultura presenta.; The idea of false friend as a suggestion is the base of this paper which analyses this concept from a cognitive point of view. We have considered the high frequency of these structures in languages of the same origin like Italian and Spanish. Our analysis is principally based on the studio of lexical units that present an outstanding contrast, on the derivation and on the phraseological units. Thus, it is deduced the importance that has the pragmatic use in the determination of all the possible false friends existing in function of the different combinations that the thought of each culture presents.

Ni idiotas ni energúmenos, pero sí hipócritas. Falsos primos y contrapréstamos en griego moderno

Magadán Olives, M. Teresa
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2003 Português
Relevância na Pesquisa
58.45168%
Heredero de una larga tradición que forma parte de nuestra cultura, el griego moderno presenta una serie de peculiaridades que derivan del uso que las lenguas occidentales hicieron del griego clásico y que ha dado como resultado la existencia de un amplio vocabulario de origen griego en todas ellas. Sin embargo, conocer dicho vocabulario no supone una ayuda para un alumno de griego moderno. Bien al contrario, se trata más bien del fenómeno conocido como falsos amigos, puesto que estos términos creados en Occidente entran en contradicción con su significado en griego moderno. Al mismo tiempo, algunos de estos términos han regresado al griego como préstamos del inglés o del francés, es decir, se han convertido en contrapréstamos. El presente artículo analiza y plantea la incidencia de estas falsas amistades en el aprendizaje del griego moderno.; Present-day expression of a long tradition, modern Greek stands apart from other European languages by the fact that western culture used classical Greek to create many words which today belong to our linguistic and cultural tradition. Nevertheless, to know these words does not imply to know Greek, because these western neologisms do not really match present-day Greek meanings. That is why we can identify them as false friends. Some of these western creations did even return to Greek as borrowings from French or English...

O estudo contrastivo português-espanhol dos idiomatismos e os falsos cognatos idiomáticos; ; ;

Rios, Tatiana Helena Carvalho; Xatara, Claudia Maria
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
38.0587%
Na análise de 1230 expressões idiomáticas da língua portuguesa do Brasil e de seus equivalentes idiomáticos para o espanhol peninsular observamos que vários idiomatismos podem remeter à mesma imagem e ter uma carga semântico-cultural diferente. Tais unidades léxicas, que denominamos falsos cognatos idiomáticos, podem constituir-se em armadilhas para um leitor desavisado ou mesmo experiente. Apresentamos, pois, alguns exemplos que revelam essa dificuldade e propomos um modelo de descrição lexicográfica desse fenômeno lingüístico.; ; ; En el análisis de 1230 frases hechas de la lengua portuguesa de Brasil y de sus equivalentes idiomáticos al español peninsular, observamos que varias de ellas pueden aludir a la misma imagen y tener una carga semántico-cultural distinta. Tales unidades léxicas, que denominamos falsos amigos idiomáticos, pueden convertirse en trampas para un lector desavisado o experimentado. Presentamos, pues, algunos ejemplos que revelan esa dificultad y proponemos un modelo de descripción lexicográfica de ese fenómeno lingüístico.

A PROBLEMÁTICA DOS AMERICANISMOS: TEORIAS DE DIVISÃO DIALETAL, ANÁLISE DE DADOS E UMA PROPOSTA PARA A MARCAÇÃO DIATÓPICA DO DICIONÁRIO DE FALSOS AMIGOS ESPANHOL-PORTUGUÊS

Kühn Fornari, Michelle; Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
48.200337%
ABSTRACTS: In this paper we propose a methodology to proceed to the diatopic marking of the Spanish-Portuguese false friends dictionary in a more reliable way. As a starting point, we present a panoramic vision concerning the dialetic division proposals of the American Spanish and analyze its consequences in three Americanisms dictionaries. With this study, we have detected a lot of discrepancies, both in what concerns the dialetological theories as to the diatopics imputations provided by the Americanisms dictionaries. Through our proposal, we reached a higher certainty regarding the diatopic informations, creating a liability sustained by empirical examples of the language use.; RESUMO: Neste trabalho propomos uma metodologia para proceder à marcação diatópica do dicionário de falsos amigos Espanhol – Português de forma o mais confiável possível. Como ponto de partida, apresentamos uma visão panorâmica a respeito das propostas de divisão dialetal do Espanhol da América e analisamos seu reflexo em três dicionários de americanismos. Com este estudo, detectamos muitas discrepâncias, tanto no que diz respeito às teorias dialetológicas quanto às imputações diatópicas fornecidas pelos dicionários de americanismos. Através da nossa proposta...

Metalexicographical project of the Dicionário de Falsos Amigos Português - Espanhol; Projeto metalexicográfico do Dicionário de Falsos Amigos Português – Espanhol. (DiFAPE)

Barbieri Durão, Adja Balbino de Amorim; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Relato de pesquisa; Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
69.12947%
In this text, which aims to highlight the principles that formed the basis for the preparation of the Dicionário de Falsos Amigos Português-Espanhol (DiFAPE), there are the characteristics macro and microstructure, which were designed to be used as a basis to compile a dictionary to be used as a complementary tool for teaching and learning for students of Spanish are Portuguese speakers as their mother tongue.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35n1p192 Neste trabalho, que tem a finalidade de evidenciar os princípios metalexicográficos que serviram de base para a elaboração do Dicionário de Falsos Amigos Português-Espanhol (DiFAPE), destacam-se as características macro e microestruturais desse dicionário, as quais foram concebidas como base de elaboração de um repertório lexicográfico a ser usado como ferramenta complementar de ensino e de aprendizagem por estudantes de espanhol que são falantes de português como língua materna.

-Estudando os falsos amigos e fazendo novos amigos: uma aproximação aos dicionários bilíngues espanhol/português

Francis, Mariana; Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE; Rodrigues, Josiane Soares; UNIOESTE
Fonte: Pró-Reitoria de Extensão Publicador: Pró-Reitoria de Extensão
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.784204%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2012v9n14p13Nesse texto se relatam experiências de trabalhos realizados no marco do ‘Programa de Formação e Ensino de Línguas – PROFEL’ e vinculados ao projeto ‘Observatório da Educação – núcleo de pesquisa/extensão: formação continuada em leitura, escrita e oralidade’ (CAPES / INEP). O objetivo principal da proposta foi elaborar e aplicar atividades didáticas que envolvessem o uso de dicionários bilíngues (DB) para o estudo dos falsos amigos linguísticos na disciplina de Língua Espanhola, em ambiente escolar. Mediante o estudo de pressupostos teóricos quanto à Lexicografia Pedagógica, foram selecionados, elaborados, aplicados e divulgados, entre alunos e professores de escolas públicas, materiais didáticos destinados a incentivar o desenvolvimento de habilidades de consulta em DB. Essa proposta foi desenvolvida no período de agosto de 2011 a julho de 2012, obtendo-se como resultados a aproximação dos participantes ao DB, quanto gênero textual, promovendo um aproveitamento das informações que disponibiliza e, em consequência, propiciando uma melhoria no ensino e na aprendizagem da língua espanhola.

CAMINHOS PARA A SELEÇÃO DA NOMINATA DE UM DICIONÁRIO DE FALSOS AMIGOS; PATHWAYS FOR THE SELECTION OF THE ENTRIES FOR A DICTIONARY OF FALSE FRIENDS

de Amorim Barbieri Durão, Adja Balbino; Docente do Programa de Pós-Graduação em Linguística – UFSC Docente do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução – UFSC Bolsista de Produtividade do CNPQ; Werner, Reinhold; Docente da Universitä
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por pares"; ; Formato: application/pdf
Publicado em 14/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.938877%
http://dx.doi.org/10.5007/1984-8420.2011v12nespp43Neste texto, por um lado, Durão e Werner propõem que falsos amigos são tanto os pares lemáticos interlinguísticos fonológica ou morfologicamente iguais ou parecidos, os quais, compartilhando ou não o mesmo étimo, discrepam em pelo menos uma de suas acepções, como os pares lemáticos que têm divergências estruturais, ortográficas e de gênero entre uma língua e outra. Por outro lado, centram a sua atenção na pertinência de tomar dados procedentes de análises contrastivas e de análises de erros linguísticos sistemáticos cometidos por estudantes brasileiros de espanhol como base para a elaboração de um dicionário de falsos amigos (português-espanhol), que se destina, prioritariamente, a falantes da variante brasileira de português que sejam estudantes de espanhol como língua estrangeira ou professores deste idioma. ; In this text, on the one hand, Durão and Werner propose that false friends refer both to the interlinguistic lemmatic pairs phonologic or morphlogically equal or similar, which, partaking or not the same etymon, disagree in at least one of its significations, and to the lemmatic pairs which have structural, orthographic and genre divergences between one language and the other. On the other hand...