Página 1 dos resultados de 845 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Triagem fitoquímica e farmacológica e formulação de nanopartículas de produtos derivados de Passiflora serratodigitata L. ; Phytochemical and pharmacological screening and nanoparticle formulation of products derivated from Passiflora serratodigitata L.

Strasser, Marc
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.05907%
Introdução: A família Passifloraceae se destaca dentre os principais grupos de plantas nativas utilizadas na medicina popular brasileira. Este trabalho descreve a química e farmacologia de Passiflora serratodigitata L. Objetivos: Determinar os principais grupos de substâncias ativas, quantificar flavonóides, estabelecer um perfil cromatográfico em cromatografia líquida (CLAE), estudar as atividades antiúlcera, anti-inflamatória e antioxidante do extrato bruto e frações de Passiflora serratodigitata, e comparar a atividade antiúlcera com uma formulação nanoencapsulada. Material e Métodos: Folha e caules secos de P. serratodigitata foram fornecidos pelo Instituto Agronômico de Campinas. O extrato bruto (EB) foi preparado por maceração seguida de percolação, e foi fracionado por partição líquido-líquido nas frações hexano, diclorometano, acetato de etila e aquosa. A triagem fitoquímica se direcionou para os principais grupos químicos relatado na família. O perfil cromatográfico para flavonóides foi realizado em cromatografia em camada delgada e CLAE. A quantificação de flavonóides foi determinada por espectrofotometria. As atividades anti-inflamatória e antiúlcera foram estudada em ratos Wistar. O modelo de úlcera aguda contou com lansoprazol como controle e os resultados foram analisados pelos softwares ImageProPlus® e XLStat®. A quantificação de flavonóides foi realizada em espectrofotômetro. A atividade antioxidante foi avaliada pela redução do DPPH. A formulação nanoparticulada foi caracterizada físico-quimicamente (tamanho de partícula...

Quimiometria aplicada à metabolômica de Aldama La Llave: contribuições quimiotaxonômicas e fitoquímica direcionada baseada em inibição de cicloxigease-1 e 5-lipoxigease; Chemometrics applied to metabolomics of Aldama La Llave: chemotaxonomic contributions and targeted phytochemistry based on cyclooxygenase-1 and 5-lipoxygenase inhibition

Santos, Felipe Antunes dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.324756%
As espécies do gênero Viguiera Kunth, recentemente transferidas para Aldama La Llave (Asteraceae, Heliantheae), ainda possuem problemas de delimitação taxonômica. Tal gênero possui 35 espécies distribuídas por todo o território brasileiro, principalmente no cerrado. Análises químicas têm demonstrado seu potencial em auxiliar na resolução de problemas em vários níveis taxonômicos com base em grupos químicos de metabólitos secundários. Além disso, análises fitoquímicas tem revelado que determinadas substâncias de Aldama possuem potencial para serem estudadas tendo vista a investigação de mecanismos moleculares anti-inflamatórios. Desta forma, foi proposto neste trabalho realizar a abordagem da metabolômica não-direcionada auxiliada por quimiometria, visando-se fornecer dados químicos tanto para contribuições quimiotaxonômicas quanto para encontrar substâncias bioativas. Por meio de tal abordagem, análises multivariadas não supervisionadas (PCA e HCA), bem como supervisionadas (OPLS-DA), com dados provenientes de UHPLC-DAD-Orbitrap, demonstraram que o gênero Aldama é quimioconsistente e, deste modo, determinadas substâncias químicas discriminantes foram sugeridas. Além disso, espécies que apresentam problemas taxonômicos tiveram os seus posicionamentos infragenéricos explicado do ponto de vista quimiotaxonômico. Quanto às análises para encontrar substâncias bioativas (fitoquímica direcionada)...

Prospecção fitoquímica de treze espécies de Hypericum nativas do Rio Grande do Sul pertencentes às seções Brathys e Tryginobrathys

Nunes, Jéssica de Matos; Pinhatti, Amanda Valle; Pinto, Paula Santos; Rech, Sandra Beatriz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.05907%

ANÁLISE FITOQUÍMICA E ESTUDO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE Baccharis trimera ATRAVÉS DO MÉTODO DE DPPH.

Comunello, Lucimara Nardi; Oliveira, Cristiane Bernardes de; Oliveira, Jarbas Rodrigues de; Rocha, Tábitha Dahmer
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.05907%

Avaliação fitoquímica de extratos das folhas de Ilex paraguariensis

Rocha, Tábitha Dahmer
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.05907%

Prospecção fitoquímica de Sonchus oleraceus e sua toxicidade sobre o microcrustáceo Artemia salina

Lima,J.M.; Silva,C.A.; Rosa,M.B.; Santos,J.B.; Oliveira,T.G.; Silva,M.B.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
A espécie vegetal Sonchus oleraceus é uma planta daninha presente em diversas culturas no Brasil e de utilização na medicina popular. Neste trabalho, realizou-se a prospecção fitoquímica dessa espécie com extratos em etanol, água e diclorometano, bem como testes de toxicidade sobre o microcrustáceo Artemia salina. O extrato aquoso apresentou em sua composição açúcares redutores, compostos fenólicos, taninos, flavonóides e cumarinas. No extrato etanólico, observaram-se os mesmos compostos qualificados no extrato aquoso, com exceção de cumarinas. Em diclorometano, verificou se a presença de saponinas, derivados triterpênicos e esteróides. No teste de toxicidade sobre Artemia salina, os dados convergiram para frações de extrato aquoso de 5.117,2 ppm, indicando ser um extrato de baixa toxicidade.

Avaliação da atividade antibacteriana e triagem fitoquímica das folhas de Acacia longifolia (Andr.) Willd. (Leguminosae)

Peitz,C.; Cúnico,M.M.; Miguel,O.G.; Miguel,M.D.; Kerber,V.A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
Avaliou-se a atividade antibacteriana de extratos das folhas de Acacia longifolia (Andr.) Willd., através do método da difusão em gel. Os extratos foram incorporados em discos de papel, e foi verificado o efeito sobre o crescimento de bactérias patogênicas ao homem: Staphylococcus aureus (ATCC 6538), Escherichia coli (ATCC 11129) e Pseudomonas aeruginosa (ATCC 9027). Verificou-se que o extrato etanólico bruto, a fração acetato de etila e a fração etanólica remanescente inibiram o crescimento de S. aureus, mas não o de E. coli; somente o extrato etanólico bruto inibiu, em menor grau o crescimento de P. aeruginosa. A triagem fitoquímica indicou a presença de taninos, leucoantocianidinas, flavonóides e triterpenos/esteróides nas folhas de A. longifolia.

Estudo espectrométrico de diferentes estágios fenológicos da Brassica oleracea var. capitata

Carvalho,Camilo Amaro de; Silva,Marcelo Barreto da; Oliveira,Tancredo Gonçalves de; Lima,Jadson de Matos; Rosa,Marcelo Barcellos da
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.05907%
O repolho (Brassica oleracea var. capitata), planta do gênero Brassica, vem sendo utilizado na medicina popular brasileira principalmente no tratamento da cicatrização. Neste trabalho, foi desenvolvido um estudo espectrométrico na região do ultravioleta-visível aliado a uma prospecção fitoquímica para diferentes estágios fenológicos da Brassica sp. O perfil espectrométrico das concentrações globais relativas dos constituintes da planta, com relação ao seu crescimento vegetativo, foi traçado para extratos em água, etanol e diclorometano. A hidrólise dos extratos aquosos foi também avaliada. Os resultados da prospecção fitoquímica mostraram a presença positiva de compostos fenólicos, flavonóides, triterpenos e esteróides para os extratos etanólicos e aquosos nos estágios vegetativos IV e V. Analisando o perfil espectral e a redução da concentração global relativa para cada solvente e estágio fenológico, foram obtidas reduções (estágio IV até o VII) na ordem de 87%, 73% e 55%, respectivamente para estratos obtidos com água, etanol e diclorometano em relação ao estágio IV. As concentrações dos constituintes ativos são inversamente proporcionais ao estágio de crescimento vegetativo do repolho...

Prospecção fitoquímica do arilo de sementes de maracujá amarelo e influência em germinação de sementes

Martins,Cristiane Miranda; Vasconcellos,Marco Antonio da Silva; Rossetto,Claudia Antonia Vieira; Carvalho,Mario Geraldo de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
O maracujazeiro amarelo é propagado por sementes que apresentam problemas na sua germinação devido à presença do arilo que pode conter substâncias inibidoras. O trabalho foi realizado com o objetivo de identificar as classes de metabolitos especiais contidas no arilo das sementes de maracujá amarelo. Para isso, após a extração do arilo das sementes de maracujá amarelo, foram obtidos os extratos de diclorometano e metanol. As classes foram identificadas por meio de prospecção fitoquímica aliada à análise de espectros de infravermelho e ressonância magnética nuclear de hidrogênio (RMN 1H) de frações dos extratos obtidas com fracionamento em coluna de gel de sílica. Para avaliação da sensibilidade das sementes a essas substâncias, foram instalados testes de germinação com sementes de alface. No extrato de arilo obtido com diclorometano, identificaram-se esteróides e triterpenóides, verificou-se inibição da germinação das sementes. No extrato metanólico, identificaram-se açúcares redutores e verificou-se redução da germinação das sementes.

Theodoro Peckolt: a produção científica de um pioneiro da fitoquímica no Brasil

Santos,Nadja Paraense dos
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
Este trabalho descreve, analisa e avalia a produção científica de Theodoro Peckolt, naturalista e farmacêutico alemão, e sua contribuição decisiva para o desenvolvimento da fitoquímica no Brasil. Suas realizações são discutidas tendo como pano de fundo o meio cultural e científico do século XIX, compondo o seu legado e influência nas ciências brasileiras.

Identificação de espécies da família Asteraceae, revisão sobre usos e triagem fitoquímica do gênero Eremanthus da Reserva Boqueirão, Ingaí-MG

Ribeiro,A.O.; Silva,A.F.; Castro,A.H.F.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.324756%
Com o objetivo de identificar espécies da família Asteraceae, revisar seus usos e realizar triagem fitoquímica preliminar do gênero Eremanthus procederam-se coletas botânicas semanais de espécimes na Reserva Boqueirão, localizada em Ingaí, Minas Gerais. As amostras foram herborizadas e identificadas utilizando-se bibliografia especializada e comparação com espécimes disponíveis no Herbário ESAL, da Universidade Federal de Lavras. A revisão dos usos foi feita através de consulta a obras clássicas e artigos científicos contendo relatos sobre levantamentos etnobotânicos realizados na área de estudo. Para triagem fitoquímica empregaram-se reagentes específicos para cada grupo de metabólito. Foram levantadas 102 espécies da família Asteraceae, sendo 32 delas úteis para o homem. A triagem fitoquímica dos extratos hidroalcoólicos indicaram a presença de açúcares redutores, carboidratos, aminoácidos, taninos, flavonóides, glicosídeos cardiotônicos, carotenóides, esteróides e triterpenóides, depsídeos e depsidonas, derivados de cumarina, saponinas espumídicas, alcalóides, purinas, polissacarídeos e antraquinonas. Não foram detectados ácidos orgânicos, catequinas, lactonas sesquiterpênicas e azulenos.

Prospecção fitoquímica preliminar de plantas nativas do cerrado de uso popular medicinal pela comunidade rural do assentamento vale verde - Tocantins

Bessa,N.G.F.de; Borges,J.C.M.; Beserra,F.P; Carvalho,R.H.A.; Pereira,M.A.B.; Fagundes,R.; Campos,S.L.; Ribeiro,L.U; Quirino,M.S; Chagas Junior,A. F; Alves,A
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
Este estudo objetivou caracterizar qualitativamente grupos de metabólitos secundários e alguns constituintes de 9 espécies de plantas medicinais nativas do cerrado utilizadas pela comunidade rural do Assentamento Vale Verde, identificando potencialidades biológicas e farmacológicas. As informações referentes às plantas de uso medicinal foram obtidas por meio de estudos etnobotânicos e etnofarmacológicos, realizados no período de 2010 a 2012. O material botânico coletado foi identificado e depositado no Herbário da Universidade Federal do Tocantins, Porto Nacional (TO). O extrato etanólico e metanólico foi obtido a partir do material seco em estufa, filtrado e concentrado em evaporador rotatório sob pressão reduzida, pesados e novamente colocados em estufa por 24h a 50ºC, obtendo o rendimento (m/m) resultante da relação entre a massa de extrato concentrado e após seco. A análise fitoquímica das plantas selecionadas foi feita usando a metodologia da Prospecção Preliminar, realizando testes para detecção de alguns constituintes importantes e dos principais grupos de metabólitos: saponinas, fenóis e taninos, catequinas, esteróides e triterpenóides, cumarinas, antraquinonas e flavonóides. Os testes foram considerados positivos através de reações de precipitados com colorações...

Prospecção fitoquímica e atividades biológicas de folhas, caule, cascas do tronco e do óleo essencial de Eucalyptus elata, Myrtaceae

Lobo, Ana Carolina Pareja
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 135f. : il. algumas color., grafs., tabs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.217458%
Orientador : Prof. Dr. Tomoe Nakashima; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Defesa: Curitiba, 07/02/2014; Inclui referências; Área de concentração: Insumos, medicamentos e correlatos; Resumo: O presente estudo descreve a análise fitoquímica, bem como algumas análises biológicas do óleo essencial, extratos de folhas, caule e cascas do tronco de Eucalyptus elata, espécie de origem australiana, porém cultivada e adaptada nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. O seu principal uso reside na madeira de excelente qualidade que a espécie fornece, sendo a mesma utilizada para a produção de celulose e papel, pela indústria de madeira serrada e laminada, e por apresentar rápido crescimento pode ser utilizada para o reflorestamento. A espécie produz grandes quantidades de óleo essencial, fato também relacionado com outras espécies do mesmo gênero. Porém, não foram encontrados estudos na literatura a respeito de sua composição química, bem como, das atividades biológicas que seus extratos e óleo essencial poderiam apresentar. O intuito desta pesquisa foi realizar a abordagem fitoquímica de diferentes partes da planta...

Identificação e descrição morfoanatômica e farmacognóstica das folhas de Solamum Scuticum M. Nee e bioatividade de extrato bruto em microorganismos e da fração alcaloídica em células cultivadas da linhagem vero; Identify and describe morphology, anatomy and Pharmacognostic sheets Solamum Scuticum M. Nee and bioactivity of microorganisms in crude extract and alkaloidal fraction in vero cells cultured strain

MORAES, Leslivan Ubiratan de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Biologia; Ciências Biolóicas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Biologia; Ciências Biolóicas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.217458%
The jurubeba was identified that such species was Solanum scuticum M. Nee, from which pharmacognostic and morphanatomic data were not available to Goiás. Because of that, we tried some complementary data. For the morphoanatomic evaluation of the leaves some cuts were carried out as described by Kraus and Arduin (1997). For the phytochemical trial, it was used some methodologies as described by Costa (2001). With the phytochemical screening, were identified alkaloids, flavonoids, coumarins, anthraquinones and saponins in prospecting phytochemical. Both in phytochemical trial, as in the phytochemical prospection, it was found alkaloids. Due to the biological activities of these secondary metabolites, we obtained the alkaloid fraction, using the dust of the leaves, and we got the ethanol extract. The fractions were divided by polarity and they were evaluated by thin-layer chromatography. Microbiological evaluation was carried out to verify possible contaminants. Such evaluation did not reveal the presence of microorganisms, and it was raised the possibility of antimicrobiotic activity of the raw extract in twenty three strains of bacteria and in two yeasts. According to the antimicrobial tests, the extract presented some features, as the difficult of solubility in aqueous medium...

Morfoanatomia, tricomas glandulares e análise fitoquímica de Trichogonia eupatorioides (Gardner) R. M. King & H. Rob (ASTERACEAE-EUPATORIEAE) ocorrente em área de cerrado rupestre; Morpho-anatomy, glandular trichomes and phytochemical analysis of Trichogonia eupatorioides (Gardner) R. M. King & H. Rob (ASTERACEAE-EUPATORIEAE) in cerrado rupestre

Fernandes, Yanne Sousa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Vegetal (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Vegetal (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.217458%
Cerrado rupestre is a subtype of arboreal-shrub vegetation that occurs in rupestrian and rocky habitats. Trichogonia eupatorioides (Gardner) R. M. King & H. Rob belongs to the tribe Eupatorieae of the family Asteraceae, and it is endemic to Brazil. Given the scant knowledge of the botanical traits of this species, the present study aimed to describe the morpho-anatomy of leaves and stems, characterize and identify developmental stages of glandular trichomes, detect the presence of metabolites by phytochemical screening, and determine the composition of the essential oil from aerial vegetative and reproductive parts of T. eupatorioides from a cerrado rupestre area. Samples of T. eupatorioides were collected from the Biological Reserve “Prof. José Ângelo Rizzo” of Universidade Federal de Goiás (UFG). Fully expanded leaves, stems, stem apices, flowers and involucral bracts were used for the morpho-anatomical study and to describe glandular trichomes. Aerial vegetative and reproductive organs were used for the phytochemical study. T. eupatorioides shares anatomical traits with other species described in the literature, such as amphistomatic leaves, anomocytic and anisocytic stomata, epidermal cells with sinuous anticlinal walls and thick external periclinal walls...

Morfoanatomia, tricomas glandulares e fitoquímica de Lomatozona artemisiifolia Baker (ASTERACEAE - EUPATORIEAE) - uma planta endêmica do Cerrado de Goiás; Morfoanatomy, Trichomes Glandular and Phytochemistry of Lomatozona artemisiifolia Baker (ASTERACEAE-EUPATORIEAE)- A Plant of Endemic of Cerrado of Goiás

Trindade, Luma Mota Palmeira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Vegetal (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Vegetal (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.217458%
Morphoanatomy, trichomes glandular and phytochemistry of Lomatozona artemisiifolia Baker (Asteraceae - Eupatorieae) - a plant of endemic of Cerrado of Goiás - The Asteraceae family is widely distributed, having 24,000 species and genera 1600-1700, constituting one of the largest families of phanerogams. In the Cerrado, among phanerogams, is the second largest family in number of species. Among the numerous species of Asteraceae is present Lomatozona artemisiifolia Baker, belongs to the tribe Eupatorieae. The objective of this study was to describe anatomically aerial vegetative organs of this species, characterize the glandular trichomes that occur in these vegetative organs and inflorescences, determine the composition of the oil and perform the phytochemical study of the species, as there is no work on this species which is endemic to the Cerrado. For anatomical study were used apexes, samples of completely expanded leaves and stems. The phytochemical screening was performed with aerial vegetative organs and oil extraction was performed with fresh plant material (aerial vegetative organs). The epidermis is uniseriate covered with a thin cuticle striated and mesophyll is dorsiventral. The stem has uniseriate epidermis, cortex and with angular collenchyma lamellar secretory ducts associated with the cortical parenchyma...

Investigação fitoquímica do extrato etanólico de Hedyosmum brasiliense Miq., Chloranthaceae

Amoah, Solomon Kweku Sagoe
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxiii, 79 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Farmácia, Florianópolis, 2011; Hedyosmum brasiliense é um arbusto aromático que pertence à família Chloranthaceae e é popularmente usado como calmante e antiinflamatório, para tratar frieiras, enxaquecas e doenças de ovário. Este trabalho visou continuar a análise fitoquímica desta espécie que é conhecida popularmente como "Cidrão". Foi possível isolar e identificar treze substâncias oriundas só das frações hexano e diclorometano do extrato etanólico. Dessas substâncias, quatro são inéditas na literatura e pertencem à classe das lactonas sesquiterpênicas 15-acetilisogermafurenolídeo (H622), 1-hidroxi-10,15-metilenopodoandina (HB 212), 15-hidroxi-isogermafurenolídeo (HB 21) e brasiliensolídeo (HL 33) que é uma lactona sesquiterpênica dimérica. Seis estão sendo descritas pela primeira vez para a espécie (monoglicerídeo de ácido esteárico, éster etílico do ácido linolênico, éster etílico do ácido linoléico, ácido 3-metoxi-4-hidroxibenzoico, escopoletina e vanilina), e três (podoandina, 13-hidroxi-8,9-diidroshizukanolídeo (13HDS) e ß- sitosterol) já foram descritas previamente para H. brasiliense. Quanto aos estudos farmacológicos...

Fitoquímica y actividades biológicas de plantas de importancia en la medicina tradicional del Valle de Tehuacán-Cuicatlán

Hernández,Tzasná; García-Bores,Ana M.; Serrano,Rocío; Ávila,Guillermo; Dávila,Patricia; Cervantes,Héctor; Peñalosa,Ignacio; Flores-Ortiz,César M.; Lira,Rafael
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México, Facultad de Estudios Superiores, Plantel Zaragoza Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México, Facultad de Estudios Superiores, Plantel Zaragoza
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.217458%
En este trabajo, se presenta una revisión acerca de los estudios realizados por nuestro grupo de trabajo, enfocados a la generación de conocimiento sobre la fitoquímica y diferentes actividades biológicas de 10 especies vegetales empleadas en la medicina tradicional en el Valle de Tehuacán-Cuicatlán, Puebla. Las propiedades biológicas de los extractos, fracciones, compuestos puros y aceites esenciales, incluyeron, según el caso: la actividad antibacteriana, antifúngica, antioxidante, fotoprotectora, hipoglucemiante y antiinflamatoria. Los resultados obtenidos al evaluar las diferentes propiedades biológicas de las plantas indican una estrecha relación entre la fitoquímica, la farmacognosia y el uso de la planta en la medicina tradicional de las especies utilizadas en esta región del país.

Composición fitoquímica y nutricional de harina de pijiguao (Bactris gassipaes Kunth en H.B.K)

Pizzani,Pablo; Blanco,María; Malaver,Thamaris; Godoy,Susmira; Matute,Irana; Palma,José; Obispo,Nestor E
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Agricolas INIA, Maracay, Venezuela. Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Agricolas INIA, Maracay, Venezuela.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
Para evaluar la composición fitoquímica y nutricional de la harina de fruto de pijiguao (Bactris gassipaes) (HIP) se procedió a determinar mediante el tamizaje fitoquímico la presencia de catorce metabolitos secundarios: fenoles totales, flavonoides, taninos que precipitan las proteínas, taninos condensados, esteroides, quinonas, cumarinas, aminoácidos no proteicos, alcaloides, saponinas, triterpenos, proantocianidinas, catequinas, azúcares reductores y mucilagos, FDN, FDA, PC, macro y microminerales y ceniza. El estudio fitoquímico indicó la presencia de aminoácidos no proteicos, triterpenos, azúcares reductores y catequinas, el resto de los metabolitos secundario no mostraron reacción positiva. Los diferentes componentes del análisis químico y mineral arrojaron valores de proteína cruda de: 6,58%, grasa: 12,58%, Ceniza: 1,98%, Ca: 0,08%, P: 0,11%, Mg: 0,05%, K: 0,39% y de 20, 22, 4 y 3 ppm para Fe, Zn, Cu y Mn, respectivamente. El contenido de energía metabolizable estimada HIP fue de 12,41 MJ/kg. Los contenidos de fibra, expresados como FND y FAD fueron de 21,16 y 10,44 % respectivamente. La degradabilidad in vitro de la materia seca,fue de 80%. Se concluyó que la HIP constituye una fuente energética alternativa para la alimentación de rumiantes por su bajo contenido de metabolitos secundarios y presentar altos.

Composición Fitoquímica y Nutricional de Algunos Frutos de Árboles de Interés Forrajero de Los Llanos Centrales de Venezuela

Pizzani,Pablo; Matute,Irana; Martino,Giovanna; Arias,Adelis; Godoy,Susmira; Pereira,Luis; Palma,José; Rengifo,Mercedes
Fonte: Revista de la Facultad de Ciencias Veterinarias. Universidad Central de Venezuela. Publicador: Revista de la Facultad de Ciencias Veterinarias. Universidad Central de Venezuela.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.05907%
Para evaluar la composición fitoquímica y nutricional de algunos frutos de árboles de interés forrajero de los llanos centrales de Venezuela: Samán (Pithecellobium saman), Carocaro (Enterolobium cyclocarpum), Cují hediondo (Acacia macracantha), Cañafistolillo (Senna otomaria), Caruto (Genipa americana), Dividive (Caesalpinia coriaria), Granadillo (Caesalpinia granadillo), Guamacho (Pereskia guamacho), Tiamo (Acacia glomerosa), Guásimo (Guazuma ulmifolia), Merecure (Licania pyrifolia), Cují blanco (Prosopis juliflora); se procedió a determinar mediante el tamizaje fitoquímico la presencia de doce (12) metabolitos secundarios: fenoles totales (FT), flavonoides (Flav), taninos que precipitan las proteínas (TPP), taninos condensados (TC), esteroides (Est), quinonas (Quin), cumarinas (Cum), aminoácidos no proteicos (AANP), alcaloides (Alc), saponinas (Sap), triterpenos (Trip) y proantocianidinas (Proantc). El estudio fitoquímico arrojó altos niveles de Sap en Pithecellobium saman y Enterolobium cyclocarpum, lo cual pudiera causar problemas digestivos a los rumiantes. El 75% de los frutos mostró presencia de aminoácidos libres. Un 92% reaccionó positivamente a los TPP. Los contenidos de FT mostraron un amplio rango de variación (P<0...