Página 1 dos resultados de 516 itens digitais encontrados em 0.172 segundos

Dinâmica da floresta ombrófila mista altomontana, Campos do Jordão, São Paulo; Dynamics of an Upper Montane Mixed Ompbrophylous Forest, Campos do Jordão, SP

Valeriano, Diana Damasceno Barreto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
100.5997%
Avaliou-se a dinâmica do componente arbóreo de uma área de Floresta Ombrófila Mista na região sudeste do Brasil, com o objetivo de verificar seu estádio sucessional e sua aderência aos modelos dinâmicos propostos para esta formação. O primeiro, modelo lozenge, ou de substituição temporal de área, propõe que a dinâmica é influenciada por padrão de recrutamento intermitente dependente de distúrbios severos, para as pioneiras longevas, geralmente gimnospermas, que dominam estruturalmente a floresta. O segundo propõe que a presença da Araucaria angustifolia é indicativa de sucessão em curso, pois esta espécie não se regenera no interior da floresta, sendo substituída por espécies latifoliadas. Um terceiro propõe recrutamento dependente de abertura de clareiras para as pioneiras longevas. Esta avaliação foi feita em três etapas: através da dinâmica da estrutura fitossociológica observou-se se ocorreram alterações na ordem de importância das espécies; com a análise demográfica buscou-se caracterizar a estrutura de tamanho das populações arbóreas e através da análise da dinâmica espacial da floresta verificou-se se a formação de clareiras permitiu recrutamento das pioneiras longevas. Os resultados mostraram uma estrutura fitossociológica sem alteração na ordem de importância das espécies...

Estrutura espacial de trepadeiras entre plantação de araucária (Araucaria angustifolia) e floresta ombrófila mista no sul do Brasil

Seger, Guilherme Dubal dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
90.24891%
As trepadeiras são componentes característicos das formações florestais, tendo uma relevante participação na dinâmica ecológica destas comunidades. Apesar da importância das trepadeiras na Floresta Ombrófila Mista, pouco se conhece sobre sua composição e estrutura e os possíveis impactos da silvicultura sobre esta sinúsia, sendo este, portanto, o objetivo deste trabalho. O estudo foi desenvolvido na FLONA de São Francisco de Paula - RS, composta por um mosaico de formações naturais e silvicultura. Mensalmente, de Setembro de 2007 até Agosto de 2008, percorremos cerca de 13 km de trilhas e apenas os indivíduos que apresentaram alguma fenofase reprodutiva foram amostrados em relação a sua ocorrência na mata nativa e na plantação de araucária, se encontrados na borda ou no interior, estando nessas situações no dossel ou no sub-bosque. As espécies foram classificadas ao grau de lignificação, métodos de escalada e síndromes de dispersão. As espécies foram padronizadas pela abundância total em cada umas das 27 unidades amostrais, onde testamos possíveis diferenças na composição das espécies entre os ambientes através de uma análise de variância multivariada (MANOVA) por aleatorização. Também agrupamos as espécies de acordo com seus atributos para testar as diferenças entre os ambientes...

Borboletas (Lepidoptera: Papilionoidea e Hesperioidea) ocorrentes em diferentes ambientes na Floresta Ombrófila Mista e nos Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul, Brasil

Iserhard, Cristiano Agra; Quadros, Marina Todeschini de; Romanowski, Helena Piccoli; Mendonca Junior, Milton de Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
90.16823%
Com o intuito de contribuir para o conhecimento das borboletas da Floresta Ombrófila Mista e Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul foi elaborada uma listagem de espécies da assembléia de borboletas da Floresta Nacional de São Francisco de Paula e entorno. Foram realizadas saídas bimestrais de março de 2006  a maio de 2008  sendo selecionados seis ambientes: (i) mata nativa de Araucaria angustifolia, (ii) mata nativa mesclada com reflorestamento de Araucaria angustifolia, (iii) reflorestamento de Araucaria angustifolia de mata aberta, (iv) reflorestamento de Araucaria angustifolia de mata fechada, (v) reflorestamento de Pinus e (vi) campo de altitude nativo. Após 674  horas-rede de amostragem foram registradas 277  espécies e subespécies de borboletas, distribuídas em 9661  indivíduos, pertencentes a seis famílias, sendo destas 139  novos registros para esta região dos Campos de Cima da Serra, 13  novas ocorrências para o estado e seis espécies raras ou indicadoras de ambiente preservado.; Aiming to contribute to the knowledge of Araucaria Moist Forest butterflies in Rio Grande do Sul, a butterfly species list of the São Francisco National Forest and surroundings was compiled. Field expeditions were carried out bimonthly between March 2006  to May 2008  in six types of environments: (i) Araucaria angustifolia native forest...

Borboletas frugívoras (Lepidoptera: Nymphalidae) ocorrentes em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no Rio Grande do Sul, Brasil; Occurrence of fruit-feeding butterflies (Lepidoptera: Nymphalidae) in a fragment of Araucaria Moist Forest in Rio Grande do Sul State, Brazil

Pedrotti, Vanessa Schaeffer; Barros, Marcelo Pereira de; Romanowski, Helena Piccoli; Iserhard, Cristiano Agra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
90.53631%
O presente estudo tem como objetivo contribuir para o conhecimento das borboletas frugívoras em diferentes ambientes de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no município de São Francisco de Paula, região Nordeste do Rio Grande do Sul. As amostragens foram realizadas mensalmente entre março de 2008 e fevereiro de 2009 em duas transecções. Em cada transecção foram colocadas oito armadilhas atrativas fermentadas com banana e caldo de cana ao longo de três dias por ocasião amostral. Após um total de 5760 horas de amostragem foram registradas 30 espécies pertencentes a três subfamílias e seis tribos de borboletas frugívoras. Três espécies são novos registros para a Floresta Ombrófila Mista do Rio Grande do Sul: Prepona pylene pylene, Narope cyllastros e Opoptera sulcius, tendo esta última registro publicado para a região sudeste do estado.; This study aimed to contribute to the knowledge of fruit-feeding butterflies in different habitats in a fragment of Araucaria Moist Forest, located in São Francisco de Paula municipality, in the Northeast region of Rio Grande do Sul State. The samples were carried out monthly between March 2008 and February 2009 in two transects. Eight bait traps with fermented banana and sugar cane juice were placed in each transect per sample occasion. After a total of 5760 sampling hours 30 fruit-feeding butterfly species were recorded belonging to three subfamilies and six tribes. Three species are new records for Araucaria Moist Forest in Rio Grande do Sul: Prepona pylene pylene...

Estrutura de habitat, diversidade e comportamento da avifauna em sistemas de silvicultura em floresta ombrófila mista

Lima, André de Mendonça
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
90.35123%
A silvicultura está em franco progresso na América do Sul e as áreas de plantio têm ocupado cada vez mais territórios. No Brasil o conhecimento dos efeitos desta atividade sobre a fauna e flora nativas ainda está em formação e poucos estudos tem sido realizados na Floresta Ombrófila Mista. Os capítulos 1 e 2 discorrem sobre aspectos teóricos envolvidos na elaboração do estudo e sobre a descrição da região/área estudada, respectivamente. No capítulo 3 foi efetuado estudo sobre como o estabelecimento de espécies em plantios comerciais de Pinus elliottii e Araucaria angustifolia afetam a riqueza, densidade e composição de plantas lenhosas nativas e quais características das espécies colonizadoras são selecionadas nestes ambientes. Não houve diferença na riqueza rarefeita encontrada entre os tratamentos amostrados, contudo a densidade e a composição de espécies foram diferentes. As características de dispersão dos frutos foram diferentes entre os tratamentos e entre os plantios exóticos e nativos, com maior frequência de zoocoria ocorrendo nos plantios de P. elliottii. No capítulo 4 foi desenvolvido um estudo para verificar se a riqueza, a densidade, a composição e parâmetros de diversidade da avifauna são afetados por variáveis ambientais estruturais de plantios nativos e exóticos de diferentes idades e com e sem sub-bosque. A riqueza rarefeita...

Mamíferos de médio e grande porte e ecologia alimentar de carnívoros em remanescentes de Floresta Ombrófia Mista e palntios de Pinus spp. na região centro-sul do Estado do Paraná, Brasil

Dias, Michele
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 81 f. : il. color.
Português
Relevância na Pesquisa
90.5946%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Biologia Animal - IBILCE; A Floresta Ombrófila Mista é considerada uma das formações vegetacionais mais ameaçadas do sul do Brasil. O presente estudo apresenta uma lista das espécies de mamíferos em um mosaico formado por remanescentes de Floresta Ombrófila Mista e plantios de Pinus spp., avaliando a riqueza, a freqüência de ocorrência e a abundância relativa da mastofauna nestes ambientes e também em áreas abertas e nas bordas entre eles. A coleta de dados foi realizada em três propriedades nos municípios de Bituruna, General Carneiro e Palmas – PR, no período de agosto de 2003 a fevereiro de 2006, num total de 31 saídas de campo mensais. Os dados foram coletados em cinco transectos de 5 km de extensão cada, e em outros locais visitados esporadicamente, por meio de registros visuais/auditivos, análises de pêlos, fezes, pegadas e carcaças. Foram identificadas 39 espécies de mamíferos e quase metade delas está citada na Lista Vermelha do estado do Paraná, embora seis delas esteja na categoria de Dados Insuficientes (DD). Através do teste de qui-quadrado de aderência, diferenças significativas foram encontradas tanto para a riqueza...

Delineamento de copas de árvores em fotografias aéreas de alta resolução, através de suas sombras periféricas: estudo de caso na floresta ombrófila mista

Disperati,Attilio Antonio; Oliveira Filho,Paulo Costa de
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
100.52117%
O presente artigo trata do delineamento semi-automático de copas de árvores através de suas sombras periféricas observadas em fotografia aérea de alta resolução. O estudo foi realizado em área de dois hectares de Floresta Ombrófila Mista da Floresta Nacional de Irati, PR, utilizando-se a técnica de interpretação, nos formatos analógico e digital, em uma fotografia aérea de 70 mm colorida normal, na escala de 1:1.000, e dados obtidos em campo. A metodologia consistiu na transformação das três bandas originais da fotografia colorida digital em apenas uma e na separação da componente sombra dos demais alvos restantes da imagem, através de um limiar. A partir dos resultados, verificou-se que: a) as sombras podem ser visualizadas em clareiras existentes na floresta, entre os galhos e entre as copas das árvores; b) a imagem resultante evidencia a inconsistência de se mapearem as copas exclusivamente pelas sombras periféricas; c) o resultado insatisfatório foi atribuído ao tipo de floresta natural considerado; d) a técnica mostrou-se promissora como ferramenta adicional de realce de imagem; e e) faz-se necessário desenvolver maior número de pesquisas para se obterem resultados conclusivos.

Caracterização fitossociológica de um remanescente de Floresta Ombrófila mista em Guarapuava, PR

Cordeiro,Juliano; Rodrigues,William Antônio
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
100.46291%
A Floresta Ombrófila Mista constituiu padrão referencial da flora do Paraná. O Parque Municipal das Araucárias localiza-se no Município de Guarapuava, PR, e abriga uma área de 41ha de floresta em estado natural. Foram instaladas 32 parcelas de 10 x 10 m e mensurados 447 indivíduos com diâmetro à altura do peito (DAP) igual ou superior a 4,8 cm, ou numa média de 1.397 indivíduos/ha. A estrutura horizontal da floresta é caracterizada por cinco espécies: Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze, Campomanesia xanthocarpa (Mart.) O. Berg, Casearia decandra Jac, Capsicodendron dinisii (Schwacke) Occhioni e Allophylus edulis (A. St.-Hil.) Radlk. ex Warm., que juntas somaram 64,85% do total de VI, 74,36% do valor de cobertura, 87,63% da dominância e 61,07% do número de indivíduos amostrados. Foi possível definir três estratos de altura: estrato inferior - até 5,99 m, estrato médio - entre 6,0 e 10,99 m e estrato superior - maior que 11 m. Os diâmetros dos indivíduos amostrados, distribuídos em 22 classes diamétricas, variaram de 4,8 a 114,7 cm. O índice de diversidade de Shannon-Weaver calculado foi de 2,79 nats/indivíduo e o índice de uniformidade de Pielou, igual a 0,9.

Crescimento e acúmulo de biomassa em floresta ombrófila mista no Sul do Brasil

Müller,Alexandre Luis; Dalmago,Genei Antonio; Fernandes,Jose Mauricio Cunha; Cunha,Gilberto Rocca da; Santi,Anderson; Kovaleski,Samuel; Bolis,Laise Maria; Schweig,Evandro; Fochesatto,Elizandro
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
80.462905%
No Rio Grande do Sul são poucos os fragmentos de Floresta Ombrófila Mista em estado natural. Isso, por si só, justifica a importância de estudar esses locais visando à compreensão da sua dinâmica interna e da sua relação com o ambiente de entorno. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o crescimento e acúmulo de biomassa de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista, localizado na Floresta Nacional de Passo Fundo (FLONA). O experimento foi realizado no Município de Mato Castelhano, RS, utilizando o método de área fixa. Foram instaladas 10 parcelas com 30 x 30 m (900 m²), totalizando 9.000 m², em outubro de 2009. Todas as árvores com Diâmetro à Altura do Peito (DAP) maior que 0,1 m foram identificadas. Nos anos 2009, 2010 e 2012, os indivíduos marcados foram contados e seus DAP, medidos. Com os resultados do DAP das árvores, foram realizados o cálculo da área basal e a estimativa da biomassa da vegetação. O total de indivíduos amostrados foi de 402 (447 árvores ha-1). O diâmetro médio das árvores foi de 0,270 m e a área basal das árvores remanescentes, de 35,58; 36,19; e 37,47 m² ha-1, respectivamente nos anos 2009, 2010 e 2012. Esse incremento da área basal no período avaliado resultou em aumento de 217% no valor da biomassa da avaliação de 2009-2010 para 2010-2012. A FLONA de Passo Fundo apresentou aumento no diâmetro das árvores ao longo do tempo...

Produção de frutos e distribuição espacial de angiospermas com frutos zoocóricos em uma Floresta Ombrófila Mista no Rio Grande do Sul, Brasil

Paise,Gabriela; Vieira,Emerson M.
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
100.26313%
Foram investigados os padrões de produção de frutos de angiospermas zoocóricas, ao longo de 14 meses, em Floresta Ombrófila Mista (FOM) no Rio Grande do Sul, Brasil. Para um total de 570 indivíduos, amostrados em uma área de 2,56 ha, foram identificadas 27 espécies de angiospermas zoocóricas (13 famílias). As famílias mais ricas em espécies foram: Myrtaceae (oito espécies), Melastomataceae, Solanaceae e Rubiaceae (três espécies cada). A maioria das plantas amostradas era arbusto (46,0% do total de indivíduos, 37,0% do total de espécies), seguido por arvoretas (31,9% e 22,2%), ervas (10,2% e 18,5%), árvores (8,7% e 18,5%) e epífitas (3,2% e 3,7%). Frutos de cor vermelha (22,2%) e laranja (18,5%) predominaram, assim como frutos pequenos (70% do total de frutos mediam entre 1-10 mm × 1-10 mm), e com uma a dez sementes pequenas (96%, 1-10 mm × 1-10 mm). As três espécies que mais contribuíram para a produção total de frutos foram: Myrceugenia miersiana (Gardner) D. Legrand & Kausel (Myrtaceae) (hábito arbóreo - 61,0% do total) e as melastomatáceas Leandra variabilis Cogn. (arbusto - 18,1%) e Miconia cinerascens Miq. (arbusto - 8,6%). Essas espécies apresentaram distribuição espacial agrupada (ìndice de Morisita Padronizado > 0...

Composição e distribuição vertical de pteridófitas epifíticas sobre Dicksonia sellowiana Hook. (Dicksoniaceae), em floresta ombrófila mista no sul do Brasil

Fraga,Luciane Lubisco; Silva,Luciano Basso da; Schmitt,Jairo Lizandro
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
80.74867%
A extração ilegal de Dicksonia sellowiana Hook., uma espécie de samambaia arborescente, da Floresta Ombrófila Mista, no sul do Brasil, modifica a estrutura da vegetação e reduz a disponibilidade de microhabitats para espécies epifíticas. A composição e a distribuição vertical de pteridófitas epifíticas foram estudadas sobre D. sellowiana. O estudo foi desenvolvido em área de Floresta Ombrófila Mista, do Parque Municipal da Ronda, no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Foram selecionados 164 forófitos e seus cáudices foram divididos em intervalos de 1 m, a partir do solo. Em cada intervalo, foi registrada a ocorrência de espécies de pteridófitas e foi calculada a freqüência por forófitos e por intervalos. Foram registradas 20 espécies, pertencentes a 13 gêneros e sete famílias, sendo que houve o predomínio de holoepífitos habituais. A maior riqueza específica foi encontrada em Aspleniaceae (6) e no gênero Asplenium L. (6). As espécies com maior freqüência relativa nos forófitos foram Trichomanes angustatum Carmich., Blechnum binervatum (Poir.) C.V. Morton & Lellinger e Vittaria lineata (L.) Sm.. Considerando uma sub-amostra de 60 forófitos, T. angustatum e B. binervatum apresentaram freqüência decrescente de ocorrência a partir do solo até 4 m de altura. A riqueza média foi maior nos três primeiros intervalos. A riqueza encontrada sobre os cáudices de D. sellowiana representa 67% do total de pteridófitas epifíticas encontradas na área de Floresta Ombrófila Mista...

Produção de serrapilheira em um fragmento de floresta ombrófila mista com sistema de faxinal

Antoneli,Valdemir; Thomaz,Edivaldo Lopes
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
100.26313%
O objetivo deste estudo, foi estimar a produção de serrapilheira, em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista, associado ao Sistema de Faxinal, no município de Prudentópolis-PR e a influência dos animais na exposição do solo. As coletas, foram realizadas por meio da instalação de 8 coletores de 1m², os quais foram monitorados mensalmente durante um ano (maio 2009 a abril de 2010). As amostras coletadas foram secadas e separadas em categorias (frações) de folhas, galhos e miscelâneas (flores, frutos, sementes, pequenos pedaços de casca de árvores e insetos mortos). Destaca-se, que o sistema de Faxinal é um sistema silvopastoril característico da Região Centro-Sul do Estado do Paraná, onde há consórcio entre criação extensiva de animais, em áreas comunitárias e extração florestal dentro do criadouro comum. Há um fluxo contínuo de animais neste sistema, onde são criados soltos (sem restrições de propriedades). Conclui-se que, alguns meses foram identificados sendo os maiores produtores de serrapilheira, como é o caso do mês de outubro. A produção média de serrapilheira foi 6,097 t/ha. Os animais influenciam de forma efetiva na exposição do solo em áreas de faxinal.

Avaliação florística e estrutural de uma Floresta Ombrófila Mista e de uma vegetação arbórea estabelecida sob um povoamento de Araucária angustifolia de 60 anos

Rode, Rafael
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
80.52117%
Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a florística e a estrutura de uma Floresta Ombrófila Mista e uma vegetação arbórea sob um povoamento de Araucaria angustifolia de 60 anos, localizadas na Floresta Nacional de Irati, centro-sul do Paraná. Uma área de pesquisa (A) de 10 ha foi instalada no povoamento com araucária, e outra (B) de 25 ha na floresta. Estas áreas foram estruturadas em blocos contínuos de 100 m x 100 m (1 ha) divididos em parcelas de 50 m x 50 m (0,25 ha). Utilizando faixas de controle de 10 m x 50 m nas parcelas, cada indivíduo arbóreo foi numerado, catalogado, mapeado, e medido o DAP acima de 10 cm. Foram encontradas 124 espécies no total, 79 na área A e 108 na área B, das quais 63 espécies em comum. Ilex paraguariensis, Ocotea odorifera e Araucaria angustifolia foram as espécies de maior ocorrência na área B, enquanto que para a área A foram Myrsine umbellata, Psychotria vellosiana e Casearia sylvestris. Os índices de Shannon calculados para os 10 blocos da área A foram estatisticamente iguais, e para os 25 blocos da área B foram diferentes (ANOVA). O teste de Hutcheson mostrou diferença estatística entre o índice de Shannon da área A (H’=3,17) e da área B (H’=3,55). A distribuição diamétrica dos indivíduos arbóreos sob o povoamento de araucária (A) mostrou-se menos variável aos indivíduos da Floresta Ombrófila Mista (B)...

Produção de serapilheira em Floresta Ombrófila Mista, em São Francisco de Paula, Rio Grande do Sul, Brasil

Backes,A.; Prates,Felipe L.; Viola,Mariana G.
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
100.91318%
A presente pesquisa visou avaliar a dinâmica de produção, acúmulo e decomposição de serapilheira de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista, na Floresta Nacional de São Francisco de Paula, localizada no município de São Francisco de Paula, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. A Floresta Nacional está localizada entre as coordenadas 29º24' e 29º27'S e 50º22'e 50º25'W e sua altitude máxima é de 923m. O fragmento de Floresta Ombrófila Mista, objeto do presente estudo, é formado por numerosos espécimes de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze, e por diversas espécies consorciadas, entre as quais destacam-se Blepharocalyx salicifolius (H.B. & K.) Berg, Ilex paraguariensis A.St.-Hil., Tabebuia umbellata (Sond.) Sandwith e várias espécies dos gêneros Ocotea e Nectandra. A produção de serapilheira foi avaliada por coletas mensais, durante dois anos, com o auxílio de 15 coletores de 0,80×1m, distribuídos num hectare de floresta. A serapilheira acumulada foi avaliada pela coleta, em 72 pontos diferentes, de todo o material vegetal reconhecido como tal, depositado sobre o solo florestal, numa área de um metro quadrado, em cada ponto. A taxa de decomposição foi calculada pela relação entre o total anual de serapilheira produzida e o total acumulado A floresta produziu...

CARACTERIZAÇÃO FLORÍSTICA E ESTRUTURAL DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA, EM CURITIBA, PR – BRASIL

Rondon Neto, Rubens Marques; Kozera, Carina; de Andrade, Regina do Rocio; Cecy, Adriana Trippia; Hummes, Ana Paula; Fritzsons, Elenice; Caldeira, Marcos Vinicius Winckler; Maciel, Maria de Nazaré M.; de Souza, Melissa Koch Fernandes
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
100.46291%
O presente trabalho teve como objetivo conhecer a composição florística e a estrutura dos indivíduos arbóreos com DAP ³ 5cm presentes em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista (Floresta com Araucária), denominado “Capão do Tigre”, situado em Curitiba - PR. Em dezoito parcelas de 10 x 20m foram inventariados 710 indivíduos, distribuídos em 77 espécies, pertencentes a 36 famílias e 55 gêneros. O valor do índice de diversidade Shannon para as espécies foi de 3,437. A densidade total estimada foi de 1.972 indivíduos/ha e os valores médios de DAP e altura encontrados foram 11,6 cm e 8,2 m, respectivamente. De acordo com o parâmetro valor de importância ampliado, as espécies mais importantes foram Casearia sylvestris, Allophylus edulis, Luehea divaricata, Araucaria angustifolia, Cupania vernalis, Ocotea corymbosa, Ocotea nutans, Jacaranda puberula, Mollinedia clavigera e Solanum sanctae-catharinae. FLORISTIC AND STRUCTURAL CHARACTERIZATION OF A FRAGMENT OF MIXED OMBROPHYLOUS FOREST IN CURITIBA, PR - BRAZIL Abstract The aim of this paper was to know the floristic composition and the structureof a Mixed Ombrophylous Forest fragment (Araucaria Forest), named “Capão do Tigre”, situated in Curitiba - PR. It was inventoried 710 trees individuous in eighteen 10 x 20 m plots with DBH ³ 5cm...

Growth, mortality, ingrowth, and diameter distribution in a Mixed Ombrophyllous Forest; CRESCIMENTO, MORTALIDADE, INGRESSO E DISTRIBUIÇÃO DIAMÉTRICA EM FLORESTA OMBRÓFILA MISTA

Figueiredo Filho, Afonso; Dias, Andrea Nogueira; Stepka, Thiago Floriani; Sawczuk, Alex Roberto
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
80.627417%
The dynamic of a Mixed Ombrophyllous Forest fragment located in the Irati National Forest was evaluated and compared to the results obtained by other similar researches from Southern Brazil. The data came from permanent plots (25 ha) measured in the years 2002, 2005 and 2008. All the trees with DBH larger than 10 cm were considered. The mean diameter increments and the basal area per hectare were determined, as well as the mortality and ingrowth rates. The results were presented for all the species and for the 10 of higher occurrence. The number of species, genus, families, and the diametric distributions were also determined. A total of 567 trees/ha, from 117 species, 80 genus, and 46 families were observed. The annual mean diameter increment and the basal area were 0.24 cm and 0.23 m²/ha, respectively. The annual mean mortality was 1.77% and the ingrowth rate 1.38%. The basal area was 28.7, 29.9 and 30.1 m²/ha in the studied period. The forest and some species presented a decreasing diameter distribution with few dynamic changes. This research also presented a retrospective of other Ombrophyllous Mixed Forest dynamic studies in southern Brazil.; A dinâmica de uma Floresta Ombrófila Mista existente na Floresta Nacional de Irati foi avaliada e comparada com resultados de outras pesquisas similares no Sul do Brasil. Os dados advêm de parcelas permanentes (25 ha de área) medidas em 2002...

Floristic dissimilarity and indicator species of Araucaria Forest and ecotones.; DISSIMILARIDADE FLORÍSTICA E ESPÉCIES INDICADORAS DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA E ECÓTONOS NO PLANALTO SUL CATARINENSE

Manfredi, Silvana; Universidade do Estado de Santa Catarina; Gomes, Juliano Pereira; Ferreira, Paula Iaschitzki; Bortoluzzi, Roseli Lopes da Costa; Mantovani, Adelar
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
80.68537%
A busca do conhecimento sobre a expansão das florestas em relação aos ecossistemas associados (campestre e banhado) aborda a presença de fatores ambientais como o fogo e o pastejo, frequentemente descritos como determinantes dos processos ecológicos favoráveis à dinâmica sucessional. Dessa forma, objetivou-se verificar se existem diferenças na composição florística do interior de fragmentos florestais e entre setores de transição floresta-campo e floresta-banhado, bem como identificar espécies indicadoras para cada um desses ambientes. O estudo foi realizado em fragmentos florestais situados nos municípios de Bom Jardim da Serra e Lages (Coxilha Rica), onde foram instaladas duas parcelas permanentes de 50x50 m, subdivididas em setores de 10x10 m, categorizados em três setores: Floresta Ombrófila Mista, transição floresta x campo e transição floresta x banhado. Há dissimilaridade florística entre os fragmentos florestais dos locais e, também, entre os setores de transição (ecótonos). As espécies indicadoras dos ecótonos estão vinculadas ao estágio inicial da sucessão florestal, apresentando potencial para colonização do campo, podendo atuar no início do processo de expansão da fronteira florestal.AbstractFloristic dissimilarity and indicator species of Araucaria Forest and ecotones. The search for knowledge about the expansion of forests in relation to associated ecosystems (native grassland and wetland) addresses the presence of environmental factors such as fire and grazing...

The tree and shrubs compound of a forest remnant with araucaria in Curitiba, Paraná; O COMPONENTE ARBÓREO-ARBUSTIVO DE UM REMANESCENTE DE FLORESTA COM ARAUCÁRIA NO MUNICÍPIO DE CURITIBA, PARANÁ

Selusniaki, Marlon; Acra, Luiz Antonio
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
80.52117%
A floristic survey of trees and shrubs was carried out in the remnants of an Araucaria forest in the 2004-2009 periods, located in the “Bosque da Fazendinha”, municipality of Curitiba, Paraná, Brazil, in order to describe the floristic composition and distribution in the study area. A total of 147 species, belonging to 48 families of angiosperms and gymnosperms, were found. Within the Angiosperm group, the most diverse families were Myrtaceae (18), followed by Fabaceae (12), Lauraceae (10) and Asteraceae (9). Gymnosperms were represented by only two families and Araucariaceae and Podocarpaceae byh only one species each. A highly significant diversity in species was observed, even though the formation is located in an urban area and therefore subject to different levels of stress.; Foi feito um levantamento das árvores e arbustos de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista, localizado no Bosque da Fazendinha, município de Curitiba, PR, no período de 2004 a 2009, com o objetivo de descrever a composição florística e sua distribuição na área de estudo. Foram registradas 147 espécies, distribuídas em 48 famílias entre angiospermas e gimnospermas. Dentre as Angiospermas, destacaram-se como as mais diversas as famílias Myrtaceae (18)...

Floristic composition of the Mixed Ombrophilous Montane Forest at Barigüi County Park, Parana, Brazil.; COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA DA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA MONTANA DO PARQUE MUNICIPAL DO BARIGÜI, CURITIBA, PR

Kozera, Carina; Dittrich, Vinicius Antonio de Oliveira; Silva, Sandro Menezes
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
100.46291%
Floristic composition of the Mixed Ombrophilous Montane Forest at Barigüi County Park, Parana, Brazil. The checklist (except epiphytes) of a subtropical ombrophilous montane forest at Barigüi Park, Curitiba County, listed 390 species, 226 genera and 99 families (pteridophytes, gymnosperms and angiosperms). The best-represented pteridophytes families were Dryopteridaceae (eight species) and Blechnaceae (six species) the angiosperms were Asteraceae (30 species), Solanaceae (25 species), Myrtaceae (25 species) and Poaceae (17 species). The gymnosperms were represented by two families only (Araucariaceae and Podocarpaceae) each one with one specie. We listed 141 trees, 129 herbs, 67 bushes, 50 vines and tree hemiepiphytes. Even thought being inside the city and showing significant anthropic influence the forest had a high floristic diversity.; Realizou-se o levantamento florístico das espécies vasculares (exceto epífitas) de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana localizado no Parque Municipal do Barigüi, município de Curitiba, PR. Foram registradas 390 espécies, 226 gêneros e 99 famílias, entre pteridófitas, gimnospermas e angiospermas. Dentre as pteridófitas, destacaram-se como as mais ricas Dryopteridaceae (oito) e Blechnaceae (seis); e dentre as angiospermas...

Consumo de frutos por três espécies de Picidae em área de Floresta Ombrófila Mista de Santa Catarina

Kaminski, Nicholas; Universidade Federal do Paraná
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
100.26313%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n3p261Embora pica-paus sejam basicamente insetívoros, para algumas espécies é reconhecido o consumo de vários tipos de matéria vegetal, como frutos, sementes e néctar. Esta nota traz informações sobre eventos de frugivoria observados esporadicamente, envolvendo três espécies de Picidae (Piculus aurulentus, Veniliornis spilogaster e Dryocopus lineatus), em área de Floresta Ombrófila Mista no município de Rio Negrinho, Santa Catarina. O comportamento utilizado pelas aves para remoção dos frutos foi o mesmo para as três espécies. As quantidades consumidas variaram de acordo com o vegetal e com a espécie de ave.