Página 23 dos resultados de 12165 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Crescimento e mudanças físico-químicas durante a maturação de frutos de meloeiro (Cucumis melo var. cantalupensis Naud.) híbrido Torreon; Growth and physicochemical changes during the ripening of hybrid Torreon muskmelon fruits (Cucumis melo var. cantalupensis Naud.)

GIEHL, Ricardo Fabiano Hettwer; FAGAN, Evandro Binotto; EISERMANN, Ana Cristina; BRACKMANN, Auri; MEDEIROS, Sandro Petter; MANFRON, Paulo Augusto
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Objetivou-se neste trabalho avaliar o crescimento e as mudanças físico-químicos durante a maturação de melões (Cucumis melo var. cantalupensis Naud.), híbrido Torreon. As plantas foram cultivadas no sistema hidropônico NFT ("Nutrient Film Technique"), em Santa Maria, RS, durante o período de janeiro a abril. Diariamente, foram marcadas as flores pistiladas em antese, anotando-se a data desse evento. Foram efetuadas as medidas lineares do diâmetro longitudinal e transversal dos frutos a cada três dias, iniciando-se após a antese. A partir dos 25 dias após a antese (DAA), realizou-se, a cada três dias, a colheita de 10 frutos, aleatoriamente. Foram analisados os parâmetros: síntese de etileno, respiração, firmeza da polpa, teor de sólidos solúveis totais, acidez total titulável e coloração da polpa. O aumento no diâmetro longitudinal e transversal dos frutos ocorreu até aproximadamente os 26-29 DAA. A partir desse momento, iniciou-se o processo de maturação dos frutos. Nessa fase, verificou-se intenso incremento na síntese de etileno, com pico aos 37 DAA (44 ± 4,6mL kg-1 h-1), o que culminou no aumento da respiração e na diminuição da acidez total titulável e da firmeza de polpa. Além disso, a cor da polpa dos frutos tornou-se gradativamente mais vermelha. Os frutos desprenderam da planta aproximadamente aos 37 DAA...

Identificação e quantificação via técnicas cromatográficas de ácidos graxos com potencial farmacológico em frutos amazônicos; Identification and techniques via chromatographic quantification of fatty acid in fruit with potential pharmacological amazon

Silva, Alexandre Eduardo de Souza da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
A região amazônica apresenta grande quantidade de plantas perenes, com particular relevância para as espécies frutíferas. Os frutos amazônicos são conhecidos pelo seu grande potencial energético e são usados como fonte de alimento nas grandes regiões do país. Dentre esses frutos, destaca-se o açaí, fruto do açaizeiro (Euterpe oleracea Martius), a copaíba (Copaifera officinalis L.) e a castanha do Pará (Bertholletia excelsa). Esses frutos são importantes para o desenvolvimento agroindustrial da região amazônica. Os mesmos contêm na sua composição proteínas, fibras e ácidos graxos. Os frutos possuem ácidos graxos são usados na área farmacêutica, com finalidade clínica e dermatológica. O projeto tem como objetivo apresentar técnicas analíticas de caracterização e quantificação dos ácidos graxos presente na composição oleosa dos frutos e descrever a ação farmacológica. Esses ácidos são o oléico, linoleico e palmítico. As técnicas analíticas com características de quantificação deverão gerar informações confiáveis e interpretáveis sobre a amostra, sendo o critério de avaliação denominado validação. A validação foi estudada neste trabalho, visando ter confiabilidade e reprodutibilidade nos resultados. Os processos analíticos com características de identificação e quantificação aplicados nesse projeto são: a cromatografia a gás acoplada a espectrometria de massas (CG/MS)...

Processamento da polpa de frutos e qualidade fisiológica de sementes de Euterpe edulis Martius; Fruit processing and physiological quality of Euterpe edulis Martius seeds

Cursi, Patricia Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Euterpe edulis Martius, conhecida popularmente por palmeira juçara, é considerada espécie chave da Mata Atlântica. A exploração predatória para o corte do palmito tem ocasionado o seu desaparecimento em regiões de ocorrência natural. Visando a proteção e reversão do quadro de extinção, projetos de desenvolvimento sustentável tem incentivado a exploração da polpa de seus frutos e a comercialização das sementes remanescentes do processo de despolpa. Contudo, não há relatos sobre a qualidade fisiológica das sementes submetidas ao processamento agroindustrial da polpa. Diante disso, o presente trabalho objetivou avaliar os efeitos de diferentes métodos de despolpa dos frutos no desempenho fisiológico das sementes, possíveis danos causados ao embrião e consequências quanto à tolerância à secagem das sementes. Para tanto, frutos maduros de Euterpe edulis coletados manualmente de dois locais e em duas épocas distintas constituíram dois lotes. Para avaliar as consequências dos fatores de despolpa na qualidade fisiológica das sementes foram realizados tratamentos em arranjo fatorial 2x2, sendo 2 formas de pré-condicionamento dos frutos, com e sem imersão em água, e 2 métodos de despolpa, manual e mecânico...

Estudos anatômicos e fisiológicos de frutos de caquizeiro (Diospyros kaki L.) quanto ao acúmulo de taninos e aos processos de destanização; Anatomical and physiological studies of persimmon fruits (Diospyros kaki L.) on the tannin accumulation and deastringency processes

Tessmer, Magda Andréia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O presente trabalho visou analisar comparativamente as alterações fisiológicas e estruturais de caquis adstringentes (PVA) e não adstringentes (PCNA) desde o início do desenvolvimento até a maturação avançada. Além disso, na pós-colheita, foram realizados tratamentos de destanização e testadas diferentes condições de armazenamento para "Giombo". Este trabalho está sendo apresentado em seis capítulos, sendo que os últimos cinco capítulos referem-se aos experimentos realizados entre 2010 a 2013. No capítulo 2 é apresentado o desenvolvimento de caquis "Giombo" (PVA) e "Fuyu"(PCNA). Foi possível observar que a diferenciação das células taníferas e o processo de acúmulo de taninos no vacúolo não variou entre as cultivares, porém houve diferença significativa em relação à densidade de células taníferas e aos teores de taninos solúveis. O capítulo 3 apresenta o estudo comparativo de sete estádios de maturação de caquis "Giombo" e "Rojo Brillante"(PVA) e "Fuyu" e "Hana Fuyu" (PCNA). A redução da firmeza do mesocarpo de caquis de ambos os grupos está relacionada ao avanço da maturação e não à perda natural da adstringência. A capacidade antioxidante e o teor de sólidos solúveis em caquis dos dois grupos indicam que pode haver relação com a perda natural da adstringência...

Predisposição de macieiras (Malus domestica Borkh.) com infecções virais a Cryptosporiopsis perennans (Zeller & Childs) Wollenweber em frutos e Colletotrichum gloeosporioides (Penzig. & Sacc. em folhas; Predisposing of apple plants (Malus domestica Borkh.) with viral infections to Cryptosporiopsis perennans (Zeller & Childs) Wollenwebwe in fruits and to Colletotrichum gloeosporioides (Penzig.) Penzig. & Sacc. in leaves

Guerra, Denis Salvati
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
A cultura da macieira no Brasil ocupa cerca de 35 mil hectares com uma produção que chega, em alguns anos, a 1 milhão de toneladas. Dentre os principais vírus que infectam as plantas estão os chamados latentes Apple stem grooving virus (ASGV), Apple chlorotic leaf spot virus (ACLSV) e Apple stem pitting virus (ASPV) como também o Apple mosaic virus (ApMV). Atualmente, entre as doenças fúngicas mais importantes estão à podridão de olho de boi causadas por Cryptosporiopsis perennans e a mancha foliar da gala causada por Colletotrichum gloeosporioides. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar a predisposição em frutos e folhas da cultivar Maxi Gala com infecções virais a C. perennans e a C. gloeosporioides, respectivamente. Em frutos as infecções virais utilizadas foram: ACLSV (C), ACLSV+ ASPV+ ApMV (C+P+M), ASGV (G), ASGV + ASPV (G+P), ASGV + ACLSV + ASPV (G+C+P), ASGV + ACLSV + ASPV + ApMV (G+C+P+M). Foram analisadas nos frutos durante a colheita e após o armazenamento as variáveis de incidência e o número de lenticelas necrosadas, teor de açúcar, firmeza, escala iodo-amido, lenticelas abertas (l.a.), atividade das enzimas peroxidases (PO) e polifenol oxidase (PPO) e teor de fenóis. Em plantas com infecção do vírus ASGV foram avaliadas a incidência...

Caracterização de frutos e propagação vegetativa de guabijuzeiro (Myrcianthes pungens (O.Berg) D. Legrand); Characterization of fruits and propagation of guabijuzeiro (Myrcianthes pungens (O. Berg) D. Legrand)

Souza, Luana dos Santos de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O guabijuzeiro é uma árvore perenifólia de 15 a 25 metros de altura, produtora de frutos comestíveis. Ocorre no Brasil desde São Paulo até o Rio Grande do Sul. A propagação do guabijuzeiro é realizada por sementes e são escassas as informações sobre a propagação vegetativa desta espécie. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade dos frutos e estudar métodos de propagação. Frutos maduros, coletados em três locais: Porto Alegre (2) e Maquiné (1) foram avaliados quanto ao teor de sólidos solúveis totais (SST), acidez total titulável (ATT), teor de vitamina C, pH e o diâmetro dos frutos. A propagação vegetativa foi estudada através das técnicas de estaquia (tratamentos: AIB a 0, 2, 4, 6 g.L-1 e vitamina C a 3 g.L-1), enxertia (tratamentos: idades e diâmetros de portas-enxertos) e micropropagação (tratamentos: desinfestação de sementes com hipoclorito de sódio a 0, 2, 4, 6 e 8% por vinte minutos; testes de multiplicação em meio WPM com BAP, BAP+ANA, BAP+GA3+ANA ou sem fitorregulador e teste de enraizamento em meio WPM com diferentes concentrações de ANA e AIB: 0,2; 0,4 e 0,6 mg.L-1). Os frutos das três localidades apresentaram resultados distintos em alguns parâmetros analisados, o SST da polpa variou de 8...

Correlações entre os caracteres físico-químicos de frutos da aceroleira com variáveis meteorológicas

GOMES, JOSÉ EVERALDO; PERECIN, DILERMANDO; MARTINS, ANTÔNIO BALDO GERALDO
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 111-114
Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
Com objetivo de estimar as associações entre os caracteres físico-químicos do fruto com variáveis meteorológicas, conduziu-se um experimento no pomar da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, no período de dezembro/97 a janeiro/99, avaliando-se em cada colheita espontânea de 5 genótipos, valores médios de altura e diâmetro de vinte frutos, teor de vitamina C, ºBRIX, pH, rendimento médio de polpa em três amostras de vinte frutos, massa média de frutos e tempo de colheita em dias. Os dados meteorológicos diários utilizados foram obtidos na Estação Agroclimatológica do Departamento de Ciências Exatas da FCAV/ UNESP. Baseando-se nas maiores correlações entre as médias das temperaturas máxima (TMAX), mínima (TMIN) e média (TME) no período de colheita (1), no período de colheita incluindo-se os três dias antecedentes (2) e no período de colheita incluindo-se os dez dias antecedentes (3), associadas com os caracteres físico-químicos de frutos, elegeu-se TMIN2, como a mais influente entre as estudadas e estimou-se o somatório da precipitação (PR) e horas-luz diárias (HL) do mesmo período. Com as estimativas de precipitação e insolação em horas-luz diárias e TMIN2, obtiveram-se as correlações entre os caracteres físico-químicos de frutos de aceroleiras na média geral e dentro da média de cada genótipo analisado. Concluiu-se que as variáveis meteorológicas TMIN2...

Qualidade de frutos de pitaya em função da época de polinização, da fonte de pólen e da coloração da cobertura

Silva, Adriana de Castro correia da; Martins, Antonio Baldo Geraldo; Cavallari, Ludmilla de Lima
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1162-1168
Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
A pitaya (Hylocereus undatus) é uma cactácea propagada vegetativamente, o que resulta em pequena ou nula variabilidade nos plantios comerciais. Devido a diversos estudos mostrarem que a espécie é auto ou parcialmente incompatível, realizou-se este trabalho com o intuito de verificar a eficiência de polinização da pitaya autofecundada e utilizando-se de pólen de H. polyrhizus e Selenicereus setaceus, além da influência da época do ano e da coloração da cobertura da tela plástica na qualidade dos frutos. O experimento foi realizado na Área de Fruticultura da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP, Campus de Jaboticabal, num delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 X 2 X 2 (três espécies doadoras de pólen X duas colorações de cobertura de sombrite, branca e preta, com 50% de sombreamento X duas épocas do ano), com quatro repetições para cada espécie doadora de pólen, em cada uma das coberturas. As flores foram emasculadas em duas épocas (março e abril) e polinizadas manualmente. As variáveis avaliadas foram porcentagem de pegamento dos frutos, características físicas e químicas dos frutos (comprimento e diâmetro, massas total, de polpa e de casca, % de polpa...

Qualidade fisiológica de sementes de leiteiro (Peschiera fuchsiaefolia) em função do estádio de maturação dos frutos

Martins, D.; Martins, C.C.; Carbonari, Caio Antonio; Terra, M.A.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 539-544
Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O leiteiro (Peschiera fuchsiaefolia) é uma infestante de pastagens de importância para as regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, cuja dispersão ocorre por sementes. Com o objetivo de avaliar a qualidade fisiológica das sementes de leiteiro, em função do estádio de maturação e armazenamento dos frutos, foram colhidos frutos em cinco regiões diferentes, constituindo cinco acessos: lote 1-Vitoriana/SP, lote 2-Botucatu/SP, lote 3Bauru/SP, lote 4-São Manuel/SP e lote 5-São Pedro/SP. Cada lote de sementes foi avaliado individualmente, seguindo-se o delineamento estatístico inteiramente casualizado, com os tratamentos dispostos em esquema fatorial 2x4, sendo dois períodos de armazenamento dos frutos (0 e 7 dias após colheita) e quatro estádios de maturação (verde-oliva, verde-limão, alaranjado-fechado e alaranjado-aberto). A polpa dos frutos foi retirada e as sementes extraídas mediante fricção em peneira sob água corrente. As sementes foram colocadas para germinar a 30 ºC com 8 h de luz, sendo as contagens realizadas semanalmente até os 42 dias do início do teste. Os resultados dos testes da primeira contagem de germinação, IVG e condutividade elétrica mostraram que o vigor das sementes foi superior em frutos colhidos nos estádios finais de maturação e que...

CARACTERIZAÇÃO FÍSICA E QUANTIDADE DE NUTRIENTES em FRUTOS DE MARACUJÁ DOCE

VASCONCELLOS, MARCO ANTONIO da SILVA; SAVAZAKI, EDSON TADASHI; Grassi Filho, Helio; BUSQUET, RUBENS NEI BRIANÇON; MOSCA, JOSÉ LUIZ
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 690-694
Português
Relevância na Pesquisa
26.74557%
O presente trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar algumas características físicas e a distribuição dos nutrientes nos frutos de maracujá doce (Passiflora alata Dryand.), segundo sua classificação. Os frutos classificados como tipo 8 foram maiores e mais pesados que os dos tipos 9 e 12, apresentando maior peso de casca e de polpa. Independentemente da classificação dos frutos, o N, P, B, Cu, Fe e Zn estão distribuídos em maior quantidade na polpa do que na casca dos frutos. O K, Ca, S e o Mn estão distribuídos em maior quantidade na casca do que na polpa dos frutos. O magnésio apresenta uma distribuição na casca levemente superior à da polpa. Na média dos três tipos de frutos, os valores obtidos por fruto (casca+polpa) foram: 578,6 mg de N; 81,9 mg de P; 740,6 mg de K; 56,8 mg de Ca; 64,6 mg de Mg; 98,3 mg de S; 452,3 mg de B; 302,5 mg de Cu; 1471 mg de Fe; 167,5 mg de Mn, e 644,1 mg de Zn.; The present work was conducted in Botucatu, state of São Paulo, in order to evaluate some physical characteristics and the nutrient distribution in sweet passion fruit (Passiflora alata Dryand.), by type. The fruit classified as type 8 were larger than those classified as type 9 and 12, have larger weight of peel and pulp. Independently of fruit classification...

Caracterización física, química y sensorial de frutos de granado de dos regiones de Chile de lo clones UCH-CHA UCH-COD y UCH-NG

Barra Bravo, Daniela Fernanda
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
Memoria para optar al título profesional de Ingeniero Agrónomo Mención Agroindustria; La superficie de cultivo del granado (Punica granatum) se ha incrementado en el último tiempo, así como también el conocimiento de los compuestos bioactivos que los frutos y sus subproductos presentan. El elevado contenido de compuestos con acción antioxidante en el fruto ha llevado al estudio de nuevas variedades de granado cultivadas en diferentes condiciones climáticas. El objetivo de este estudio fue caracterizar física, química y sensorialmente frutos de los clones UCH-CHA, UCH-COD y UCH-NG, provenientes de dos regiones de Chile: IV Región (Vicuña) y V Región (Curacaví). El peso de los frutos varió entre 257 y 341 g, siendo los frutos provenientes de Curacaví los que presentaron valores más altos para este parámetro, pero con menor proporción y tamaño de arilos. El rendimiento promedio de jugo osciló entre 58,8 y 61,8% para los clones UCH-CHA y UCH-NG, respectivamente. Vicuña, fue la localidad que presentó mayor rendimiento de jugo con 60,92%. El contenido de sólidos solubles presentó valores entre 14,2 y 16,9 ºBrix para los frutos de Curacaví y Vicuña, respectivamente, mientras que el pH y acidez titulable se mantuvo en rangos similares para ambas localidades. Los compuestos y parámetros que forman parte de la caracterización fenólica de la fruta de Vicuña fueron superiores a los de Curacaví. El contenido de fenoles totales osciló entre 1053 y 1202 mg EAG/L para Curacaví y Vicuña...

Influencia del estado de desarrollo en las características físicas y químicas de frutos de granado (Punica granatum L.) UCH-COD provenientes de dos regiones de Chile

Pérez Salas, Felipe Antonio
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
Memoria para optar al Título Profesional de Ingeniero Agrónomo; El fruto del granado posee compuestos bioactivos benéficos para la salud, los que dependen del cultivar, clima, madurez, prácticas culturales y condiciones de almacenamiento. Por este motivo, el presente estudio tuvo como objetivos caracterizar física y químicamente granadas del clon UCH-COD provenientes de dos comunas de Chile y evaluar la evolución de las características químicas en distintos estados de desarrollo del fruto almacenado en diferentes condiciones de refrigeración. Se utilizaron granadas provenientes de dos localidades (Vicuña y Curacaví), cosechadas en tres estados de desarrollo (E.D.): E.D. I: color de fondo verde, E.D. II: color rojo de cubrimiento y E.D. III: color rojo de cubrimiento y partidura incipiente de la piel. Se almacenaron en refrigeración a 5 ºC y 10 ºC, con una humedad relativa de 90-95% por un período de doce semanas. Se determinaron características físicas del fruto y físicas y químicas de los jugos. El diseño fue completamente aleatorizado con estructura factorial (2x3x2), con 3 repeticiones. Durante el estudio se observó efecto de la localidad, de los estados de desarrollo y almacenamiento. Los frutos de Vicuña mostraron un menor peso y grosor de la piel...

Processamento de banana-passa utilizando frutos de diferentes genótipos de bananeira.

Jesus, Sandra Cerqueira de
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
Apesar da diversidade de variedades existentes no Brasil, poucas apresentam potencial para exploração comercial. Além das características agronômicas, a qualidade química dos frutos são parâmetros para seleção de variedades. Frutos de diferentes variedades de bananeira, obtidas em programas de melhoramento genético, podem apresentar características diferenciadas no que se refere à adequação à determinada forma de processamento. O presente trabalho teve como objetivos: avaliar as características físicas, físico-químicas e químicas de frutos de dez genótipos de bananeira do Banco Ativo de Germoplasma da Embrapa Mandioca e Fruticultura; e avaliar o produto bananapassa obtido a partir dos frutos destes diferentes genótipos de bananeira. Os frutos in natura e os produtos finais foram submetidos a análises físicas, físicoquímicas e químicas. As bananas-passa foram também avaliadas sensorialmente. Os resultados das análises dos frutos in natura mostraram serem a cultivar Pacovan, seus híbridos, PV03-44 e PV03-76, e a Prata Anã os genótipos com maiores teores de sólidos solúveis totais, açúcares totais e redutores, características relacionadas com a qualidade sensorial do produto desidratado, enquanto a maior relação sólidos solúveis totais/acidez total titulável foi observada na cultivar Caipira. Já a cultivar Thap Maeo apresentou o maior rendimento de polpa. As bananas-passa obtidas apresentaram coloração clara e obtiveram boa aceitação sensorial; os resultados médios para a aceitação global e para os atributos aparência...

Fontes e doses de nitrogênio e a qualidade dos frutos do mamoeiro;;; Nitrogen sources and rates, and the papaya fruit quality

Marinho, Cláudia Sales; Oliveira, Mayron Augusto Borges de; Monnerat, Pedro Henrique; Vianni, Romeu; Maldonado, José Francisco
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2001 Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
O nitrogênio é um dos nutrientes cujo fornecimento está relacionado aos maiores aumentos na produtividade do mamoeiro. Entretanto, seu efeito sobre a qualidade dos frutos nem sempre tem se mostrado favorável. Com o objetivo de verificar o efeito de fontes e doses de nitrogênio sobre algumas características qualitativas dos frutos do mamoeiro (Carica papaya L.) cv. Improved Sunrise Solo Line 72/12, conduziu-se este trabalho. O experimento foi conduzido no campo, sobre um Argissolo Amarelo, no primeiro ano da cultura, em delineamento de blocos casualizados. Foram estudadas três doses de N (10, 20 e 30 g planta-1 mês-1), e duas fontes de nitrogênio (sulfato de amônio e nitrato de amônio). Avaliaram-se o número de frutos por planta, o peso médio dos frutos, o pH, a acidez titulável, o teor de ácido ascórbico e os sólidos solúveis totais. O aumento das doses de N foi acompanhado por um aumento linear do número de frutos por planta. O peso médio dos frutos, o pH e o teor de ácido cítrico não foram afetados pelos tratamentos. O sulfato de amônio provocou um decréscimo linear dos sólidos solúveis totais com o aumento das doses de N. A aplicação de nitrato de amônio promoveu maior produção de frutos com teor mais elevado de vitamina C.; Nitrogen supplement is related to the major increases in yield...

EFEITO DA COBERTURA DE AMIDO DE FRUTA-DE-LOBO E SORBITOL E DO TEMPO DE ARMAZENAMENTO NA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE FRUTOS DE MORANGO

PRATES, MARIANA FERREIRA OLIVEIRA; Universidade Estadual de Goiás - GO; ASCHERI, DIEGO PALMIRO RAMIREZ; Universidade Estadual de Goiás - GO
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
No presente trabalho estudou-se o efeito de diferentes formulações de coberturas comestíveis de amido de fruta-de-lobo (Solanum lycocarpum St. Hill.) e sorbitol e do tempo de armazenamento na qualidade pós-colheita de frutos de morango cultivar ‘Oso Grande’ sob refrigeração. Os frutos foram submetidos a 4 tratamentos, sendo um de frutos sem cobertura e 3 de frutos imersos em soluções filmogênicas com 2% de amido e variações na concentração de sorbitol de 0,1; 0,2 e 0,3%. Os morangos foram acondicionados e armazenados a 10ºC por 10 dias, sendo avaliados a cada 2 dias a perda de massa, a relação entre os sólidos solúveis totais e a acidez total titulável e o pH dos frutos. Utilizou-se o delineamento em blocos ao acaso, com esquema de parcelas subdivididas. Para a descrição das variáveis em função do período de armazenamento foram efetuadas análises de regressão polinomial até o segundo grau, sendo os modelos selecionados conforme a significância do teste F e o erro padrão da estimativa para cada modelo. As coberturas não foram efetivas no controle das transformações físico-químicas da maturação dos frutos de morango...

Dispersión de semillas por aves en un bosque templado de Sudamérica austral: ¿quién dispersa a quién?

Amico,Guillermo C; Aizen,Marcelo A
Fonte: Ecología austral Publicador: Ecología austral
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
Un gran número de plantas depende de animales mutualistas para la dispersión de sus semillas, tarea principalmente realizada por aves que ingieren los frutos y defecan o regurgitan las semillas en forma intacta. El Bosque Templado de Sudamérica Austral (BTSA) se diferencia de otros biomas boscosos templados por poseer una gran proporción de plantas leñosas (~60% de los géneros) que producen frutos carnosos. Estudiamos las interacciones entre plantas y aves dispersoras en un bosque mésico dominado por Nothofagus dombeyi en la Reserva Municipal de Llao-Llao, Argentina (41° 00´S; 71°30´O), cerca del extremo oriental del BTSA. Las aves fueron capturadas utilizando ocho redes de niebla, y muestreadas por avistaje y sonido en cinco estaciones de conteo durante dos estaciones de fructificación. La dieta de las aves capturadas fue estimada mediante el lavado del tracto digestivo. Se estimó la disponibilidad de frutos carnosos en el área de estudio y se realizaron registros de la fenología de fructificación de las especies de plantas leñosas. Se capturaron un total de 296 individuos de 12 especies de aves. Restos de frutos carnosos y semillas fueron encontrados en sólo dos especies, una migrante, Elaenia albiceps, y otra residente...

Remoción de frutos de una especie invasora (Lantana camara L.) en el Bosque Chaqueño de Córdoba (Argentina)

Grilli,Gabriel; Galetto,Leonardo
Fonte: Ecología austral Publicador: Ecología austral
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
El proceso de remoción de semillas puede variar en función de la invasión de nuevas especies, de los grupos de animales involucrados en la interacción y del grado de fragmentación del ambiente. El objetivo del presente trabajo es describir y cuantificar la remoción de frutos de Lantana camara desde la planta y desde el suelo, en relación con la posición con respecto al borde de un stand de bosque, la presencia o ausencia del pericarpo carnoso y la exclusión de algunos tipos de dispersores del Bosque Chaqueño. El trabajo se realizó en el interior y en el borde de un stand de bosque (aproximadamente 1000 ha). Para medir la remoción se etiquetaron las infrutescencias de los individuos, se contaron periódicamente los frutos remanentes y se realizaron curvas de supervivencia. Además, se ofrecieron frutos con distintos tratamientos en la base de las plantas para evaluar el efecto de exclusión de algunos grupos de animales sobre la remoción. La probabilidad de supervivencia de los frutos en la planta y de los ofrecidos en el suelo fue menor en el borde que en los micrositios del interior. Los frutos con cubierta carnosa presentaron una menor probabilidad de supervivencia en comparación con aquellos frutos a los cuales se les removió la pulpa. La remoción de frutos en esta especie invasora estaría siendo influenciada tanto por las particularidades del sitio como por características de los distintos grupos de animales con los que interactúa.

Almacenamiento de frutos de zapote mamey [Pouteria sapota (Jacq.) H. E. Moore & Stearn] en atmósfera modificada

Ramos-Ramírez,F. X.; Alia-Tejacal,I.; López-Martínez,V.; Colinas-León,M. T.; Acosta-Durán,C. M.; Tapia-Delgado,A.; Villegas-Torres,O.
Fonte: Universidad Autónoma Chapingo Publicador: Universidad Autónoma Chapingo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
Se evaluó el almacenamiento de frutos de zapote mamey en películas plásticas para determinar su efecto en algunos cambios físicos y químicos en postcosecha. Se colectaron frutos en madurez fisiológica y se almacenaron en tres películas plásticas: Ziploc®, KleenPack® y PEAKfresh®; adicionalmente se colocaron frutos sin ninguna película plástica. Se evaluó la pérdida de peso, cambios de color (luminosidad, matiz y cromaticidad), firmeza, acidez titulable, pH, azúcares, carotenoides y fenoles totales. Los frutos testigo mostraron pérdida de peso diario de 1.9% y maduraron ocho días después de la cosecha. Los azúcares y sólidos solubles se incrementaron durante la maduración en forma significativa; la acidez y pH no mostraron cambios significativos durante la maduración. La luminosidad y el ángulo de matiz disminuyeron durante la maduración y no se detectaron cambios significativos en la cromaticidad. Tampoco se detectaron cambios importantes en la concentración de fenoles y carotenoides totales. La utilización de películas plásticas retrasó todos los cambios observados durante la maduración de los frutos de zapote mamey, sin embargo, la película plástica KleenPack®, mostró los mejores resultados, al retrasar la maduración sin afectar significativamente la calidad de los frutos. Los resultados indicaron que es necesaria la utilización de barreras para evitar la rápida maduración y pérdida de peso en los frutos de zapote mamey en postcosecha.

Influencia de la maduración del fruto de Arbutus xalapensis kunth sobre la germinación de semillas y embriones cigóticos

Tovar-Rocha,Violeta; Rocha-Granados,Ma. del Carmen; Delgado-Valerio,Patricia
Fonte: Instituto Politécnico Nacional, Escuela Nacional de Ciencias Biológicas Publicador: Instituto Politécnico Nacional, Escuela Nacional de Ciencias Biológicas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
En este trabajo se determinó el efecto del estado de maduración del fruto en la germinación in vitro de semillas y embriones cigóticos de Arbutus xalapensis Kunt. Se colectaron frutos de 10 árboles en cada uno de los dos sitios de estudio y se clasificaron según su tamaño y peso dentro de tres grupos caracterizados por el color del fruto: 1 a 6 frutos verde oscuro (FVO), 7 y 8 frutos verde-amarillo (FVA), y 9 y 10 frutos naranja-rojizo (FNR). De cada estado se seleccionaron 50 semillas y se colocaron en medio MS para evaluar su germinación. El experimento se repitió dos veces y los resultados obtenidos fueron sometidos a un análisis de comparación de medias de Tukey el cual indicó que los tres grupos de frutos presentan características de peso fresco y diámetro diferentes (P ≤ 0.05), con un promedio de 6.3 g y de 0.21 mm para FVO, 9.5 g y 0.46 mm para FVA y 10.8 g y 0.70 mm para FNR. El análisis de microscopía estereoscópica demostró que todos los estados de maduración presentan semillas y embriones; los estados 1 al 4 presentan embriones no desarrollados, y en los estados 5 al 10 los frutos contienen un mayor número de semillas con embriones desarrollados y con una mayor germinación (7.6 a 8.8 semillas/unidad experimental). Se propone el uso de semillas provenientes de frutos de los estados de maduración 5 al 10 para la germinación adecuada de semillas de madroño...

Frutos tropicales mínimamente procesados: Potencial antioxidante y su impacto en la salud

Robles-Sánchez,Maribel; Gorinstein,Shela; Martín-Belloso,Olga; Astiazarán-García,Humberto; González-Aguilar,Gustavo; Cruz-Valenzuela,Reinaldo
Fonte: ASOCIACIÓN INTERCIENCIA Publicador: ASOCIACIÓN INTERCIENCIA
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.778096%
El desarrollo de tecnologías suaves no-térmicas y efectivas, o su combinación, puede permitir ofrecer al consumidor frutos tropicales frescos cortados, microbiológicamente seguros, con valor nutricional y calidad sensorial lo más cercanos al producto intacto. Frutos tropicales tales como mango, papaya, piña y cambur almacenados a bajas temperaturas en combinación con atmósferas controladas y/o modificadas conservan su calidad comercial hasta por 10 días para el caso de mango y por 8 y 7 días para papaya y piña, respectivamente. En estos frutos han sido muy pocos los estudios en relación a los efectos del procesamiento mínimo sobre su composición nutricional y potencial antioxidante, esto último atribuido a componentes bioactivos tales como vitamina C y E, carotenoides y polifenoles, los cuales han sido fuertemente asociados a la prevención de ciertas enfermedades crónico-degenerativas. Estos componentes bioactivos se encuentran en cantidades significativas en los frutos tropicales y a la fecha solo ha sido evaluada su actividad antioxidante medida como su capacidad de absorción de radical oxígeno (ORAC) en los frutos enteros, reportándose valores entre 7 y 11μmol ET/g. Se desconoce en gran medida cómo se afectan estos valores una vez que los frutos han sido procesados y almacenados. En este trabajo se revisan algunos aspectos relacionados con el procesamiento mínimo de frutas tropicales y el efecto que éste tiene sobre sus constituyentes antioxidantes...