Página 1 dos resultados de 382 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Níveis populacionais de Leucoptera coffeella (Lepidoptera:Lyonetiidae) e Hypothenemus hampei (Coleoptera: Scolytidae) e a ocorrência de seus parasitoides em sistemas de produção de café orgânico e convencional; Population levels of Leucoptera coffeella (Lepidoptera: Lyonetiidae) and Hypothenemus hampei (Coleoptera: Scolytidae) and the occurrence of their parasitoids in production systems of conventional and organic coffee

Pierre, Leonardo Santa Rosa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
79.033833%
A produção de café é uma das atividades de maior tradição agrícola no território brasileiro. As principais pragas que ocorrem no cafeeiro são broca-do-café, Hypothenemus hampei e bicho-mineiro-do-cafeeiro, Leucoptera coffeella e os parasitoides possuem importante papel na regulação dessas pragas. O objetivo deste trabalho foi comparar em sistemas de produção convencional e orgânico de café, os níveis populacionais de H. hampei e L. coffeella e a ocorrência de seus parasitoides. Os experimentos foram realizados em área de café orgânico e convencional no município de Dois Córregos/SP e as amostragens foram realizadas mensalmente de fevereiro de 2009 a junho de 2010. Foram amostradas folhas para os níveis de infestação e de predação de minas por vespas; foram coletadas folhas com minas intactas para a observação da emergência de parasitoides. Foram coletados mensalmente 2 L de frutos de café para a obtenção da infestação da broca; também, foi avaliada a ocorrência do fungo Beauveria bassiana e foram coletados mensalmente frutos de café brocados para a obtenção de parasitoides da broca. Os manejos orgânico e convencional não diferiram estatisticamente em relação às médias das porcentagens de infestação de L. coffeella. Houve diferença em relação às médias das porcentagens de predação das minas por vespas...

Modelagem de máquina pneumática recolhedora de frutos de café em terreiro usando análise por elementos finitos

Magalhães, Anderson C.; Teixeira, Mauri M.; Couto, Sandra M.; Resende, Ricardo C. de
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA) Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 483-492
Português
Relevância na Pesquisa
88.98826%
Teve-se o objetivo de desenvolver um modelo matemático por meio de análise de elementos finitos, utilizando o programa computacional ANSYS®, versão 5.7, para otimizar o projeto de máquina recolhedora de frutos de café no terreiro. A modelagem da máquina foi realizada com base no levantamento das características aerodinâmicas dos frutos de café e da vazão de ar necessária para o transporte pneumático dos frutos. Foram obtidas, experimentalmente, as pressões estáticas nos dutos da máquina, sendo esses valores comparados com os resultados determinados pelo programa ANSYS, no intuito de validar o modelo. Com base nos resultados numéricos obtidos, concluiu-se que a modelagem desenvolvida apresentou resultados próximos aos determinados experimentalmente, obtendo erro relativo médio nos valores simulados de pressão de 9,2%. Por meio da modelagem, identificaram-se faixas de pressão que dificultariam o transporte pneumático dos frutos de café em alguns pontos da máquina. Esses problemas foram corrigidos e, com isso, o fluxo de ar proporcionado pelo ventilador foi suficiente para succionar os frutos de café no terreiro e transportá-los para dentro do reservatório da máquina. A modelagem desenvolvida atendeu às necessidades propostas no trabalho para o recolhimento dos frutos de café utilizando transporte pneumático eficientemente.; The objective of this work was the development of a mathematical model by finite element analysis...

Metabolismo da sacarose em frutos de cafe; Sucrose metabolism in coffee fruit

Clara Geromel
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
79.14244%
Sabendo-se que a produtividade da cultura de café está diretamente ligada a três fatores básicos de produção, climáticos, genéticos e fisiológicos, nesse estudo foram abordados alguns aspectos do metabolismo de carboidratos envolvidos no processo de enchimento dos frutos de café ao longo do seu desenvolvimento. A composição de carboidratos, principalmente de polissacarídeos do grão (endosperma) de café é conhecida, assim como a importância dos açúcares sobre a qualidade da bebida, porém a importação de sacarose a partir de folhas e seu desdobramento nos frutos ainda não são completamente esclarecidos. Os açúcares utilizados no metabolismo das sementes são de extrema importância, tendo como exemplo a regulação da relação fonte-dreno, além de controlar a expressão de genes que codificam algumas enzimas envolvidas no metabolismo de açúcares. O trabalho teve como principal objetivo estudar o metabolismo de sacarose nos frutos de café, ao longo do desenvolvimento. Análises histológicas e fornecimento de compostos marcados mostraram que não existem conexões vasculares entre os tecidos, pericarpo,perisperma e endosperma, mas vasos condutores que percorrem o funículo chegam até o perisperma, permitindo um descarregamento direto de fotoassimilados produzidos nas folhas e dele a transferência para o endosperma...

Vírus da mancha anular do cafeeiro (Coffee ringspot virus - CoRSV): influência na qualidade da bebida e na produção de grãos de café

Boari,Alessandra de Jesus; Figueira,Antonia dos Reis; Neder,Diogo Gonçalves; Santos,Rita de Cássia; Goussain,Márcio Marcos; Nogueira,Neusa Lima; Rossi,Mônica Lanzoni
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
88.67771%
A mancha anular do cafeeiro, causada pelo Coffee ringspot virus (CoRSV) que é transmitido pelo ácaro Brevipalpus phoenicis (Geijskes) (Acari: Tenuipalpidae), tem sido observada em altas incidências em várias regiões cafeeiras do Estado de Minas Gerais. O CoRSV causa manchas cloróticas arrendondadas ou irregulares nas folhas, caules e frutos. Foi feita uma avaliação do efeito da infecção de frutos do cafeeiro pelo CoRSV na qualidade da bebida por meio de teste bioquímico e de degustação, e também na eventual perda de peso nos grãos. Testes revelaram que grãos provenientes de frutos de café infectados pelo CoRSV apresentavam menor teor de açúcares redutores e maior condutividade elétrica. Houve também depreciação na qualidade de bebida gerada pelos frutos infectados por meio do teste de degustação (teste de xícara). O peso médio dos grãos provenientes de frutos manchados foi cerca de 5% menor do que dos grãos de frutos sem sintomas.

Modelagem de máquina pneumática recolhedora de frutos de café em terreiro usando análise por elementos finitos

Magalhães,Anderson C.; Teixeira,Mauri M.; Couto,Sandra M.; Resende,Ricardo C. de
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
88.98826%
Teve-se o objetivo de desenvolver um modelo matemático por meio de análise de elementos finitos, utilizando o programa computacional ANSYS®, versão 5.7, para otimizar o projeto de máquina recolhedora de frutos de café no terreiro. A modelagem da máquina foi realizada com base no levantamento das características aerodinâmicas dos frutos de café e da vazão de ar necessária para o transporte pneumático dos frutos. Foram obtidas, experimentalmente, as pressões estáticas nos dutos da máquina, sendo esses valores comparados com os resultados determinados pelo programa ANSYS, no intuito de validar o modelo. Com base nos resultados numéricos obtidos, concluiu-se que a modelagem desenvolvida apresentou resultados próximos aos determinados experimentalmente, obtendo erro relativo médio nos valores simulados de pressão de 9,2%. Por meio da modelagem, identificaram-se faixas de pressão que dificultariam o transporte pneumático dos frutos de café em alguns pontos da máquina. Esses problemas foram corrigidos e, com isso, o fluxo de ar proporcionado pelo ventilador foi suficiente para succionar os frutos de café no terreiro e transportá-los para dentro do reservatório da máquina. A modelagem desenvolvida atendeu às necessidades propostas no trabalho para o recolhimento dos frutos de café utilizando transporte pneumático eficientemente.

Parâmetros relevantes na determinação da velocidade terminal de frutos de café

Couto,Sandra M.; Magalhães,Anderson C.; Queiroz,Daniel M. de; Bastos,Itaciane T.
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
98.52176%
No desenvolvimento de máquinas de separação movidas a fluxos de ar, o conhecimento da velocidade terminal de um produto e das impurezas associadas é de importância fundamental. Neste trabalho, investigou-se o comportamento dos valores da velocidade terminal de frutos de café (variedades Catuaí e Híbrido Timor) em função dos parâmetros (a) estádio de maturação do produto na colheita ("verde" e "cereja"); (b) época de colheita; (c) variedade; (d) teor de umidade dos frutos e (e) número de frutos contidos na amostra usada para as determinações da velocidade. A análise dos resultados mostrou que os valores das velocidades terminais foram influenciados, significativamente, pelo teor de umidade do produto, estádio de maturação dos frutos e tamanho das amostras usadas nas determinações; entretanto, a época de colheita e a variedade dos frutos não se mostraram como parâmetros importantes nas determinações da velocidade terminal do produto. Relações funcionais entre parâmetros adimensionais, usando-se análise dimensional e o teorema Pi de Buckingham, foram também obtidas e são apresentadas neste trabalho; por outro lado, essas relações fornecem estimativas razoáveis para a velocidade terminal de um fruto...

Determinação da força de arrasto e da velocidade terminal de frutos de café pela técnica de elementos finitos

Couto,Sandra M.; Santos,Ana E. O. dos; Vieira,Stella M. J.; Silva,Danilo J. P. da
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
88.54853%
Este trabalho apresenta um método alternativo para a determinação de velocidades terminais e de forças de arrasto em frutos de café, ao se variar o teor de umidade do produto e sua configuração geométrica (esférica e elíptica). Especificamente, investigou-se a aplicabilidade da técnica de elementos finitos para a obtenção de: (a) forças de arrasto no produto, usando-se valores experimentais das dimensões do fruto e de sua velocidade terminal e (b) velocidades terminais do produto, empregando-se valores experimentais das dimensões do fruto e de seu peso. A técnica dos elementos finitos mostrou-se ferramenta eficiente para simular velocidades terminais e forças de arrasto em frutos de café submetidos a um fluxo de ar. Independente do teor de umidade dos frutos, os valores simulados para a velocidade terminal e para força de arrasto no produto considerado elíptico são, estatisticamente, iguais àqueles determinados experimentalmente. Os erros relativos médios, envolvidos no valores simulados para a velocidade terminal do produto, em cada um dos teores de umidade, não foram superiores a 7,5 e 13,6% para o produto considerado elíptico e esférico, respectivamente.

Efeito da frequência e amplitude de vibração sobre a derriça de frutos de café

Santos,Fábio L.; Queiroz,Daniel M. de; Pinto,Francisco de A. de C.; Resende,Ricardo C. de
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
98.72631%
Parâmetros de qualidade podem alterar significativamente o preço do café; entretanto, a colheita seletiva dos frutos é frequentemente associada à boa qualidade do produto, procedimento que pode ser realizado por meio de vibrações mecânicas. Desta forma, o estudo e a avaliação do efeito localizado de fatores como frequência, amplitude e grau de maturação dos frutos, são fundamentais para construção de máquinas adequadas a este tipo de prática. O trabalho foi desenvolvido com o objetivo de se avaliar os fatores frequência, amplitude, grau de maturação, direção de excitação e número de frutos por pedúnculo, na eficiência de derriça. Para a realização dos ensaios de vibração em laboratório utilizou-se uma máquina vibradora eletromagnética. Amplitudes na faixa de 3,75 a 7,50 mm e frequências na faixa de 13,33 a 26,67 Hz foram testadas para a variedade Mundo Novo, em que os resultados mostraram que a frequência de 26,67 Hz apresentou uma eficiência maior de derriça para os frutos cereja e a amplitude de 7,5 mm indicou maior eficiência de derriça. Verificou-se, também, que o número de frutos por pedúnculo influencia a eficiência de derriça dos frutos de café da variedade Mundo Novo.

Avaliação preliminar de genótipos de café arábica em Rondônia.

SOUZA, F. de F.; PEREIRA, A. A.; OLIVEIRA, A. C. B. de; DIOCLECIANO, J. M.; FERRO, G. de O.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 6., 2009, Vitória. Inovação científica, competitividade e mudanças climáticas : anais. Vitória: Consórcio Pesquisa Café, 2009. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 6., 2009, Vitória. Inovação científica, competitividade e mudanças climáticas : anais. Vitória: Consórcio Pesquisa Café, 2009.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
88.22484%
O presente trabalho objetivou avaliar genótipos de café arábica, nas condições de cultivo do Estado de Rondônia. O ensaio foi instalado em janeiro de 2006, na Estação Experimental da Embrapa Rondônia, no município de Ouro Preto do Oeste-RO. Foram avaliadas 104 progênies em um delineamento de bloco casualizados, com três repetições, parcelas de cinco plantas e espaçamento de 3,0 m x 1,0 m. Aos 24 meses após o plantio, avaliaram-se: altura de planta, diâmetro da copa e produção de café cereja por planta. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias foram agrupadas por meio do teste de Scott & Knott, a 5% de probabilidade. A produção de café cereja variou de 15,0 a 947,1 g por planta, sendo que as progênies H514-7-10-6 e OBATÃ apresentaram as plantas mais produtivas. A altura de planta variou de 0,78 a 1,39 m, sendo que as plantas mais altas foram observadas nas progênies da linhagem H419-10-6-2 e da cultivar BOURBON. Com relação ao diâmetro da copa, a amplitude observada foi de 0,78 a 1,37 m, sendo que apenas dois grupos de média foram formados. Na primeira safra, de 114 progênies de café arábica avaliadas em Rondônia, as progênies da linhagem H514-7-10-6 e da cultivar OBATÃ apresentaram melhor desempenho com relação à produção de frutos por planta...

Aspectos fisiológicos de grãos de café produzidos em ambientes variados da micro região da Serra da Mantiqueira.

TAVEIRA, J. H. da S.; BORÉM, F. M.; ROSA, S. D. V. F. da; RIBEIRO, D. E.; CHAVES, A. R. C. da S.; FERREIRA, D. de A.; FERREIRA, I. T.; RIBEIRO, R. C.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
88.51609%
O ambiente exerce forte influência sobre os frutos do café ao longo do desenvolvimento e maturação das sementes, quando vários compostos são sintetizados ou quimicamente alterados, o que também acontece durante o processamento. Isso pode influenciar a obtenção de sementes de melhor qualidade fisiológica, que está intimamente ligada à qualidade sensorial da bebida. Assim sendo, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade fisiológica dos cafés da microrregião da Serra da Mantiqueira, colhidos em ambientes distintos e processados via seca e via úmida. O experimento foi realizado em esquema fatorial (2 x 2 x 3 x 2) com 3 repetições, sendo dois processamentos, natural e desmucilado; duas cultivares, Acaiá e Bourbon Amarelo; três intervalos de altitude (<1000m, 1000-1200m e >1200m); e duas faces de exposição ao sol, soalheiro (NE, N, NO,O) e contra-face (L, SE, S, SO) caracterizando o ambiente de produção. O café foi colhido manualmente selecionando-se apenas os frutos maduros, os quais foram processados via seca e via úmida, obtendo-se os cafés naturais e desmucilados, e então secados em terreiro de concreto ao sol até atingirem o teor de água de 11% (bu). As análises fisiológicas realizadas por meio do teste de germinação...

Atividade da enzima-B-manase em diferentes partes de sementes de café, antes e após a germinação.

MATOS, D. P. de; ROSA, S. D. V. F. da; SANTOS, F. C.; SILVA, W. de S.; PEREIRA, C. C.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
88.25976%
Há evidência de que a presença do endocarpo (pergaminho) na semente de café impede a absorção de água e O2, exercendo influência na sua germinação. Os mananos são compostos de reserva detectados em sementes de várias espécies incluindo o café, e a presença de atividade de endo-?-mananase tem sido correlacionada com a restrição mecânica para a protrusão da radícula. Objetivou-se neste trabalho determinar a atividade da enzima endo-?-mananase em sementes de café antes e após a germinação e em diferentes partes da semente. Parte dos frutos de Coffea arabica L, no estádio cereja, foi submetida imediatamente à secagem (processamento natural), parte foi despolpada por fermentação em água (processamento despolpado) e outra parte foi despolpada e desmucilada mecanicamente (processamento desmucilado), antes da secagem. As sementes foram secadas até atingirem a umidade de 12 % (base úmida), por meio de dois métodos de secagem, lenta à sombra e rápida em secador mecânico. Para a determinação da atividade da enzima endo-?-mananase, foram utilizadas sementes secas e sementes germinadas (no nono dia do teste de germinação). As sementes secas e as germinadas, foram divididas em região de embrião (endosperma cap)...

Caracterização da qualidade de bebida e outras características de acessos do banco de germoplasma de café de Minas Gerais.

PEREIRA, A. A.; SILVA, F. L. da; OLIVEIRA, A. C. B. de; OLIVEIRA, A. L. de; SAKIYAMA, N. S.; REZENDE, J. C. de; BOTELHO, C. E.; CARVALHO, G. R.; BONOMO, V. S.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
87.91066%
Seis acessos de Bourbon Amarelo, sete de Bourbon Vermelho e nove de Híbrido de Timor, do Banco de Germoplasma de Café de Minas Gerais foram caracterizados quanto à qualidade sensorial da bebida e outras características. De acordo com os critérios da "Brazil Speciality Coffee Association - BSCA", a qualidade de bebida dos acessos variou de 77,0 a 90,0 pontos, com média de 82,93. O acesso MG0009 de Bourbon Amarelo, os acessos MG0011 e MG0014 de Bourbon Vermelho e os acessos MG0304, MG0313, MG0338, MG0339, MG0357, MG0369 de Híbrido de Timor apresentaram alta qualidade de bebida, com notas mínimas de 85,0 pontos. Variabilidade genética importante para o melhoramento do cafeeiro foi também observada para tamanho e formato dos grãos e para época e uniformidade de maturação dos frutos.; 2011

Caracterização de genes expressos durante o crescimento e maturação de frutos de café.

GASPARI-PEZZOPANE, C. de; MALUF, M. P.; GUERREIRO FILHO, O.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia. Anais. Brasília, DF: Embrapa Café, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia. Anais. Brasília, DF: Embrapa Café, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
88.54402%
O objetivo do estudo foi caracterizar funcionalmente genes-chave expressos durante o crescimento e a maturação de frutos de cultivares de Coffea arabica L, pois a planta apresenta várias floradas, fato que resulta na maturação desigual de frutos, inclusive na mesma florada. Para o estudo foram utilizadas frutos em desenvolvimento das cultivares: Mundo Novo IAC 388-17, Catuaí Vermelho IAC 144, Icatu Vermelho IAC 4045, Obatã IAC 1669-20 e Icatu Precoce IAC 3282. Os genes escolhidos para análise foram: o fator de transcrição Leafy Cotyledon (LEC1) e as enzimas álcool acyl transferase e ácido 1-carboxílico 1-aminociclopropano (ACC) oxidase, os quais estão relacionados com os processos de desenvolvimento do embrião, composição química da semente e maturação do fruto, respectivamente. A expressão dos genes foi avaliada através da metodologia de RT-PCR, utilizando RNA total extraído dos frutos. Os resultados apresentados evidenciam que o padrão de expressão dos genes ACC oxidase, LEC1 e álcool acyl transferase são compatíveis com o esperado em frutos climatéricos e, as variações na expressão dos genes observada entre as cultivares sugerem que a composição química e a maturação dos frutos podem diferir ao longo do desenvolvimento dos frutos.; 2007

Estimativa da massa e volume de frutos de café usando métodos não destrutivos.

HASTENREITER, F. A.; FARIA, R. T. de; MEIRELES, E. J. L.; CHIBANA, E. Y.; RIBAS, A. F.; GOMES, C. D.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
98.74133%
A avaliação do crescimento dos frutos do café é, normalmente, feita por coleta do fruto, inviabilizando a avaliação continua do mesmo fruto durante toda sua maturação. O objetivo deste trabalho foi estabelecer métodos não destrutivos, baseados em modelos de regressão, para estimar massas seca e fresca e volume de frutos de café a partir de medidas dos comprimentos longitudinal e transversal do fruto. O estudo foi conduzido em cafezal da cultivar IAPAR 59, sem irrigação, instalado na Estação Experimental do IAPAR em Londrina, PR. Foram tomadas as medidas de maior diâmetro longitudinal (comprimento), maior e menor diâmetro transversal (largura), volume, massa fresca e massa seca de frutos em diferentes estádios de desenvolvimento, e analisadas as correlações entre elas. Concluiu-se que as massas fresca e seca e o volume dos frutos podem ser estimados de forma eficiente e não destrutiva a partir de medidas de comprimento e largura.; 2007

Diversidade e índices de infestaão de moscas-das-frutas e seus parasitoides em sis cultivares de café no município de Bom Jesus do Itabapoana, RJ.

SILVA, P. S.; AGUIAR-MENEZES, E. de L.; MOURA, A. P. de; FERRARA, F. A. A.
Fonte: Vértices, Campo dos Goytacazes, RJ, v. 13, n. 2, p. 193-203, maio/ago. 2011. Publicador: Vértices, Campo dos Goytacazes, RJ, v. 13, n. 2, p. 193-203, maio/ago. 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
88.37432%
Este estudo foca uma das mais importantes pragas da fruticultura mundial: as moscas-das-frutas, mas há poucos estudos concernentes a sua associação com frutos de café. O estudo foi conduzido no município de Bom Jesus do Itabapoana, região Noroeste do Estado do Rio de Janeiro com os objetivos de determinar as espécies que ocorrem nos cafezais dessa região, seus respectivos índices de infestação natural e o parasitismo natural dessas espécies. Frutos maduros de seis cultivares de café arábica (Mundo Novo, 2SL Vermelho, Catuaí Amarelo, Catuaí Vermelho, Catuaí 785 e Acauã) foram coletados. Todas as cultivares avaliadas foram infestadas por moscas-das-frutas, as quais se associaram a apenas uma espécie de parasitoide em cada cultivar.; 2011

Morfometria celular na análise da qualidade de grãos de café nas etapas do processamento via úmida e durante o armazenamento.

CAMPOS, S. de C.; CORRÊA, P. C.; SILVA, L. C. da; BOTELHO, F. M.; VASCONCELLOS, D. de S. L.; BAPTESTINI, F. M.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
99.05796%
Objetivou-se com este trabalho avaliar a qualidade do café (Coffea arabica L.), obtido de quatro etapas do processamento via úmida, utilizando-se morfometria celular (por análise da estrutura anatômica do endosperma), prova de xícara e características físicas dos grãos. Foi utilizado café da variedade Catuaí Vermelho, obtido de propriedade comercial da região da Zona da Mata de Minas Gerais e processado por via úmida. Procedeu-se uma limpeza retirando folhas, galhos e pedras misturados aos frutos e, em seguida, retirou-se uma quantidade de frutos de café para a composição da amostra ?Lavador? (etapa 1). Em seguida, os frutos cerejas e verdes foram separados dos frutos bóias e outra amostra foi retirada, composta pelos frutos mais densos (cereja e verde), sendo denominada ?Separador? (etapa 2). Na sequência, os frutos seguiram para o descascador e, após terem sido descascados, retirou-se a terceira amostra, ?Descascador? (etapa 3). Os grãos de café cereja envolvidos apenas com o pergaminho e a mucilagem passaram pela desmucilagem mecânica por meio do atrito entre os grãos e entre os grãos e um cilindro metálico e foi obtido o café desmucilado, etapa denominada ?Desmucilador? (etapa 4). Foram analisados o teor de água dos grãos...

Análise de genes expressos durante estádios finais da maturação de frutos de café.

BUDZINSKI, I. G. F.; CAÇÃO, S. M. B.; CARNEIRO, C. E. A.; PEREIRA, L. F. P.; VIEIRA, L. G. E.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 4., 2005, Londrina. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2005. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 4., 2005, Londrina. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2005.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
78.899355%
A maturação uniforme dos frutos do cafeeiro relaciona-se diretamente com a qualidade da bebida. Diferentes floradas em um mesmo cafeeiro propiciam frutos em estádios desiguais de maturação podendo resultar em uma maior dificuldade na colheita, maior gasto com mão de obra e queda na qualidade do produto. Em frutos climatéricos, o processo final da maturação é desencadeado por um grande acúmulo de etileno, seguido por mudança bioquímicas e fisiológicas que promovem principalmente a desestabilização da parede celular dos frutos, composta principalmente por compostos pécticos. As pectinas são degradadas devido à solubilização e despolimerização da parede celular vegetal em decorrência da ação de enzimas como: pectinametilesterase, poligalacturonase, xiloglucanases, xilanases, pectinaliases e bgalactosidases. Nosso objetivo principal é caracterizar e entender as mudanças na expressão gênica e enzimática que ocorrem durante a maturação dos frutos de café, visando melhorar a uniformidade da maturação. Neste trabalho foram feitos estudos de expressão de genes que codificam para ACC oxidase, expansina, pectinametilesterase e poligalacturonases, através da análise ?in silico? do banco de dados do Projeto Genoma Café...

Estudo da dispersão na secagem de frutos de café em secador de bandejas vibradas

Sfredo, Marilia Assunta
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
109.45923%
Para estudar a dispersão dos frutos de café durante a secagem, utilizou-se um secador de bandejas vibradas com reciclo. O secador consiste basicamente de quatro seções: túnel vertical de secagem, sistema de vibração, sistema de injeção de ar aquecido no túnel de secagem e sistema de reciclo dos frutos de café. O túnel de secagem contém quatro bandejas perfuradas por onde escoam os frutos de café e o ar, em fluxo cruzado. A secagem dos frutos de café foi realizada utilizando-se dois planejamentos experimentais, onde as variáveis estudadas foram, para o primeiro planejamento de secagem: temperatura dos frutos de café (40; 45 e 50ºC); massa de frutos de café alimentada (11,5; 12,5 e 13,5 kg) e vazão de ar de secagem (7; 8 e 9 kg ar/min), a variedade dos frutos de café foram: Acaiá, Catuaí e Mundo Novo; e para o segundo planejamento de secagem: massa de frutos de café (10; 12 e 14 kg) e vazão de ar (7; 8 e 9 kg ar/min), mantendo-se a temperatura dos frutos em 45ºC e a variedade Mundo Novo. Para o primeiro planejamento somente a temperatura dos frutos influenciou significativamente o tempo de secagem, onde o maior nível de temperatura reduz em 26,77 h o tempo de secagem. Para o segundo planejamento as variáveis estudadas não foram significativas para o tempo total de secagem dos frutos de café. Durante a secagem ocorre encolhimento dos frutos de café...

Modelagem e simulação da secagem de frutos de café em um secador de bandejas vibradas

Rezende, Diogo Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
99.18364%
A Faculdade de Engenharia Química da Universidade Federal de Uberlândia vem desenvolvendo estudos de expressão na área de secagem dos frutos do café utilizando secador de bandejas vibradas com reciclo. Dentre os trabalhos desenvolvidos destaca-se o de Sfredo (2006), que fez o estudo da dispersão do fruto de café no secador descrito inicialmente. Os dados da secagem de frutos de café obtidos por Sfredo (2006), que efetuou uma descrição detalhada de seus planejamentos experimentais, foram utilizados como base para aplicação de modelos matemáticos que possam simular adequadamente a secagem de frutos de café em secadores de bandejas vibradas com reciclo. A utilização de modelos matemáticos na secagem de frutos de café possibilita a simulação do processo de secagem considerando-se a influência das variáveis relevantes no processo. Para a modelagem e simulação dos modelos matemáticos foi feita uma revisão na literatura das propriedades termo-físicas dos frutos de café, que são requeridas para a representação precisa da cinética de secagem, e importantes na simulação e projeto de secadores. Posteriormente realizou-se um estudo de análise dimensional no qual foram identificados números adimensionais relevantes na secagem e utilizados na simulação do processo. Foram selecionados três modelos matemáticos (Arrieche...

Composição química de frutos imaturos de café arábica (Coffea arabica L.) processados por via seca e via úmida

Nobre, Gilberto Westin; Borém, Flávio Meira; Isquierdo, Eder Pedroza; Pereira, Rosemary Gualberto Fonseca Alvarenga; Oliveira, Pedro Damasceno de
Fonte: Universidade Federal de Lavras Publicador: Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 08/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
79.153066%
This study was conducted in order to characterize the chemical composition and evaluate the quality of unripe coffee beans, processed under dry and wet conditions, submitted to different periods of rest before peeling, with and without water. The coffee was harvested, separated according to density and peeled. The experiment was conducted in a completely randomized design (CRD) with five repetitions and arranged in a factorial 3 x 2 x 2 (3 rest periods - 12, 24 and 48 hours, two types of processing - dry (natural green) and wet (peeled green ); two rest conditions - presence and absence of water). Three additional treatments were also studied: control sample – unripe fruit produced during cherry peeling, natural unripe fruit (coffee that is not peeled) and peeled unripe fruit, processed immediately after harvest. The coffee was dried in thin layers on a concrete yard and turned every 30 minutes, and after reaching a water content level of 30% (wb) was piled to complete drying. To evaluate quality, the following analysis were carried out: total sugars, reducing and not reducing, total acidity, soluble solids, potassium leaching, electrical conductivity and chlorogenic acids. It was observed that peeling of unripe fruits increases the physiological and chemical indicators of quality of unripe coffee and can be performed immediately after peeling the ripe fruits...