Página 1 dos resultados de 73 itens digitais encontrados em 0.047 segundos

A polícia e os “black blocs”: percepção dos policiais sobre junho de 2013 (versão preliminar)

Fundação Getulio Vargas. Diretoria de Análise de Políticas Públicas
Fonte: DAPP Publicador: DAPP
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
125.73%
A mobilização coletiva operada nas ruas e organizada através dos canais de redes sociais é um fenômeno social relativamente recente. No caso brasileiro, junho de 2013 foi singular porque tomou proporções inéditas ao propagar novos movimentos a partir desses canais, criando uma espécie de efeito cascata. Considerando esses eventos, este estudo visa, principalmente, à construção de um quadro interpretativo a partir do olhar do policial sobre essas manifestações e os black blocs, explorando questões relacionadas às instituições de segurança e ao Estado, os procedimentos operacionais e legais, assim como a compreensão sobre as demandas de cidadania. A parte final da análise se ocupa em delinear nexos entre as varáveis abordadas.

Conheça a Diretoria de Análise de Políticas Públicas

Fundação Getulio Vargas. Diretoria de Análise de Políticas Públicas
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Vídeo
Português
Relevância na Pesquisa
106.21%
A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (DAPP-FGV) é uma research boutique voltada à inovação das estruturas de Estado e das relações dessa com a Sociedade Civil, a partir de uma abordagem interdisciplinar das Ciências Sociais aplicadas, conjugada com as Tecnologias da Informação e Comunicação.

Conheça a Diretoria de Análise de Políticas Públicas

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Vídeo
Português
Relevância na Pesquisa
96.01%
A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (DAPP-FGV) é uma research boutique voltada à inovação das estruturas de Estado e das relações dessa com a Sociedade Civil, a partir de uma abordagem interdisciplinar das Ciências Sociais aplicadas, conjugada com as Tecnologias da Informação e Comunicação. Criada em outubro de 2012, a DAPP tem como missão fomentar de forma inovadora a compreensão das políticas e seus efeitos no espaço público ou governamental, aprimorando a transparência e o diálogo entre Estado e sociedade e promovendo o desenvolvimento nacional.

DAPP lança ferramenta de monitoramento da rede no Mundial

Lenhard, Pedro
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.84%
Em preparação para a Copa do Mundo, a Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas, em parceria com a Brandwatch, empresa líder em inteligência social, criou uma visualização especial para o torneio mais esperado com dados em tempo real e insights sobre vários tópicos. A ferramenta especial Mundial na Rede monitora tuítes em inglês e português oferecendo um grande panorama mundial do Twitter na Copa

FGV/DAPP firma parceria inédita com O Globo para monitorar debate público nas redes durante as eleições

Ruediger, Marco Aurelio
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
85.92%
A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP) firmou uma parceria com o jornal O Globo para monitorar o debate público durante as eleições, cujo período oficial de campanha teve início ontem (06). A parceria, anunciada no último domingo pelo jornal, envolverá o acompanhamento dos principais temas de políticas públicas nas redes e a análise de questões orçamentárias, por meio de ferramentas interativas desenvolvidas pela FGV/DAPP. A cooperação entre as duas instituições tem o objetivo de oferecer subsídios para uma cobertura programática do período eleitoral e qualificar o debate público nas eleições.

FGV/DAPP inaugura parceria com a GloboNews para análises de rede

Ruediger, Marco Aurelio
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.8%
A Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV/DAPP) inaugurou dia 21 de agosto uma parceria com o canal GloboNews para o monitoramento de redes sociais sobre diversos temas de interesse público.

Semana pré-ENEM triplica menções na área de Educação

Tranches de Melo, Daniela
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
105.91%
Com a proximidade do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) as discussões a respeito do tema educação e da prova em si se multiplicaram nas redes sociais. O expressivo aumento do número de candidatos (quase 9 milhões de inscritos em 2014) tem relação direta com a crescente adesão das faculdades e universidades ao Exame. Além da possibilidade de se utilizar a nota obtida para programas como o ProUni e o Fies. O Monitor de Temas, ferramenta desenvolvida pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV-DAPP), permite observar o interesse pelo assunto: à medida que a prova se aproxima o número de menções na rede aumenta, tendo atingido mais de 90 mil menções até as 16h30 desta sexta-feira (7).

Voto nulo gera debates nas redes

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
85.94%
Faltando duas semanas para as eleições, um levantamento feito pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (DAPP/FGV) mostra um grande número de internautas declarando que votarão nulo, em branco ou que ainda não definiram seu candidato. O levantamento é feito a partir de termos publicados no Twitter. A insatisfação com políticas públicas seria o principal motivo para o movimento, que apesar de expressivo, perde adeptos a partir das discussões levantadas.

Pagamento da dívida consome 23% de tudo o que governo federal gasta

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.78%
Enquanto o país acompanha debates acalorados no Congresso em torno da proposta de alteração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) — para liberar a presidente Dilma Rousseff das penalidades por gastar mais do que ela mesma havia previsto —, não é fácil dizer exatamente em que o governo gasta tanto. Para tornar essa resposta mais fácil, a Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV/DAPP) desenvolveu o Mosaico do Orçamento, uma ferramenta interativa disponível na internet a partir de hoje que permite a qualquer cidadão visualizar onde vai parar o que sai dos bolsos dos brasileiros na forma de impostos. Logo na primeira visualização é possível constatar que, do total de R$ 1,8 trilhão em gastos autorizados no Orçamento da União em 2014, nada menos do que 23,1% vão direto para o pagamento de juros e amortização da dívida pública, entre outros encargos financeiros do governo federal. São R$ 410 bilhões que vão, na sua maioria, para as mãos de credores

Estudo mostra que distribuir ministérios ajuda a evitar crises

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
85.89%
No quebra-cabeças em que se transformou a montagem de seu novo ministério, a presidente Dilma Rousseff colheria melhores resultados tanto na relação com o Congresso quanto na avaliação de seu governo se decidisse encaixar as peças da futura equipe a partir do orçamento federal de R$ 1,8 trilhão. Isto é o que indica um estudo inédito da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV/DAPP), ao qual O GLOBO teve acesso com exclusividade. Durante mais de um ano, 19 pesquisadores trabalharam no desenvolvimento de uma ferramenta interativa, batizada de Mosaico do Orçamento, que permite a visualização da distribuição dos gastos federais. Ao relacionar a distribuição dos gastos públicos com a indicação política dos ministros entre 2001 e 2014, período que vai do final do segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao primeiro de Dilma, o trabalho concluiu que há maior estabilidade política quando a legenda do presidente divide com os aliados os ministérios mais relevantes, aqueles que realmente têm dinheiro para gastar. O problema é que o PT demonstra grande dificuldade para dividir esse bolo.

Renda dos Brasileiros melhorou, mas população está cada vez mais insatisfeita com o serviço público do país.

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Vídeo
Português
Relevância na Pesquisa
85.89%
Mais de 70% dos brasileiros disseram se sentir insatisfeitos com os serviços públicos básicos, de acordo com a pesquisa “Mobilidade Urbana e Cidadania”, realizada pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (DAPP-FGV), entre o fim de março e o início de abril, nas seis maiores regiões metropolitanas. Quase 90% dos entrevistados também afirmaram acreditar na ocorrência de protestos similares aos de junho de 2013 caso a situação do Transporte Público não se resolva. O survey sobre mobilidade urbana é o primeiro da série “serviços públicos e cidadania” que a DAPP deverá realizar até o final do ano. Para esta pesquisa foram entrevistados 3.600 usuários de transporte coletivo nas regiões metropolitanas (RM) de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre, entre 25 de março e 07 de abril. A margem de erro máxima em cada RM é de 5%, com 95% de confiança.

Ataque na França estimula debate no mundo sobre liberdade de expressão

Nesves, Yasmin Thainá
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
95.73%
O ataque ao semanário francês Charlie Hebdo, em Paris, no início de janeiro, polarizou as redes sociais através das manifestações Je suis Charlie e Je ne suis pas Charlie Para entender os discursos e razões de cada grupo, a Diretoria de Análise de Políticas Públicas monitorou as redes sociais entre os dias 7 e 19 de janeiro. As nuvens de palavras abaixo representam as respectivas hashtags #jesuischarlie e #jenesuispascharlie, e através delas é possível observar os diferentes discursos a partir dos termos e palavras relacionadas a cada expressão que foi usada durante esses dias. No total, foram mais de 3 milhões de tuítes coletados, nos idiomas inglês, francês, português e espanhol.

Conta de restos a pagar já caiu R$ 72 bi este ano

Batista, Renata
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.85%
O estoque de restos a pagar do governo federal que ainda não foram pagos e nem cancelados vem subindo ano após ano, mostra estudo da Diretoria de Análise de Políticas Públicas (Dapp) da Fundação Getulio Vargas (FGV).; Valor Econômico

Governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, participa de reunião na FGV/DAPP para avaliação de tecnologias aplicadas no Estado

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.88%
O Governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, foi recebido nesta sexta-feira (11) na sede da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV/DAPP) para uma reunião de avaliação de programas e tecnologias aplicadas no Estado. Participaram do encontro o Secretário-Geral do Governo, Vinicius Wu, o Diretor da FGV/DAPP, Marco Aurélio Ruediger, e os pesquisadores Ricardo Rotenberg, Pedro Lenhard e Amaro Grassi. Em junho, o governador Tarso Genro participou de reunião com o Presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal.

Plano de governo apresenta bons resultados no Rio Grande do Sul, afirma DAPP

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.77%
A ecologia do desenvolvimento posta em prática pelo governo do Rio Grande do Sul já produziu resultados em termos da recuperação da produção industrial, do emprego e da renda no estado – com elevação da participação do Rio Grande do Sul na renda nacional. São estas as principais conclusões apresentadas pelo diretor-adjunto da Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV/DAPP), Rogério Sobreira, no Seminário de Governo do estado – que aconteceu no dia 11 de novembro de 2013, no Plaza São Rafael Hotel, em Porto Alegre.

Estudo da Diretoria de Análise de Políticas Públicas aponta eficácia dos projetos do governo gaúcho

DAPP
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.78%
Em meio ao feriado de Corpus Christi, o governador Tarso Genro participou de uma reunião no Rio de Janeiro para tratar do impacto das ações de governo em todos os setores da economia gaúcha e nas áreas sociais. "O fato do Rio Grande do Sul ter criado um sistema de participação que permite que a população interfira diretamente na elaboração do orçamento garante uma grande efetividade na execução das obras e programas", afirmou o presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen.

Simulador orçamentário desafia leitor a equilibrar contas públicas de 2016

Klein, Cristian
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.89%
http://www.valor.com.br/brasil/4286218/simulador-orcamentario-desafia-leitor-equilibrar-contas-publicas-de-2016; Cortar ou não os recursos do Ministério do Desenvolvimento Social, com redução do Bolsa Família, como proposto pelo relator do Orçamento de 2016? Aumentar ou não a carga tributária, como pretende o Governo coma recriação da CPMF? Os dilemas enfrentados pelos políticos para equilibrar as contas públicas estarão agora ao alcance de alguns cliques, como um jogo interativo em que o leitor decidirá onde alocar o dinheiro do governo federal. Trata-se do Simulador Orçamentário, um projeto inédito que o Valor está lançando em parceria com a Diretoria de Análise de Políticas Públicas (DAPP) da Fundação Getulio Vargas.; Valor

DAPP apresenta pesquisa em reunião do Conselho Nacional de Imigração

Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Blog
Português
Relevância na Pesquisa
96%
Pesquisadores da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV (DAPP) apresentaram ao Conselho Nacional de Imigração (CNIg), na semana passada, os primeiros resultados do estudo desenvolvido sobre o tema para o MTE. O projeto, desenvolvido em conjunto com a FGV Projetos, tem como objetivo aprimorar as estruturas do Estado brasileiro e implementar políticas públicas capazes de transformar a imigração em vetor estratégico de desenvolvimento.; Fundação Getulio Vargas. Diretoria de Análise de Políticas Públicas

Crise hídrica no Brasil gera grande número de debates nas redes sociais

Grassi, Amaro
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.8%
Monitoramento de redes sociais realizado pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV (FGV/DAPP), entre 18 e 21 de janeiro, registrou 315 mil menções relacionadas à crise hídrica em todo o Brasil. São Paulo foi a cidade com o maior volume de comentários, concentrando 16% do total, mais do que o dobro do Rio de Janeiro, a segunda cidade no ranking, com 7%. Os termos mais mencionados foram "água", com 46% do total, e "seca", com 32%. Outras palavras muito citadas foram "falta", "cantareira" e "racionamento".

'Na hipótese de que tudo dê certo, teremos um novo país', diz professor

Portal G1
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
95.77%
Por conta das manifestações no Brasil, a presidente da República Dilma Rousseff propôs nesta segundafeira (24) cinco compromissos: responsabilidade fiscal, reforma política, melhoria da saúde, do transporte e da educação. Segundo o professor Marco Aurelio Ruediguer, da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV, Dilma tenta retomar o protagonismo do processo ao mostrar que está ouvindo o que os manifestantes estão dizendo e que tem uma agenda positiva a respeito da série de questões abordadas. “A presidente, em algum momento, percebeu que essa agenda estava sendo posta independentemente dos grandes atores políticos envolvidos no processo. A questão-chave por trás das manifestações é o eleitor comum olhar e falar: ‘eu quero que as instituições do Brasil continuem funcionando, mas quero que funcionem para valer e não pela metade’. Então, ela percebe isso e tenta reproduzir uma agenda que tenha eco nas ruas”, analisa Ruediger