Página 1 dos resultados de 810 itens digitais encontrados em 0.023 segundos

Phenotypic stability of hybrids of Gália melon in Rio Grande do Norte state, Brazil

NUNES, Glauber H.S.; SANTOS JÚNIOR, Haroldo; GRANGEIRO, Leilson C.; BEZERRA NETO, Francisco; DIAS, Carlos T.S.; DANTAS, Mara S.M.
Fonte: Biblioteca Digital da Produção Intelectual da USP Publicador: Biblioteca Digital da Produção Intelectual da USP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.03%
The objectives of this study were to determine the importance of simple and complex components of the interaction genotype × environment and to evaluate the adaptability and stability of Gália melon hybrids. Nine hybrids were tested in twelve environments of Rio Grande Norte State from 2000 to 2001. The experiments were carried out in a randomized complete block design with three replications. The statistical methods of Toler and Burrows, Wricke and AMMI (Additive Main effect and Multiplicative Interaction) were used to study the adaptability and stability. The complex component is responsible for most of the genotype × environment interaction for the yield and content of solids soluble of fruits. The environments associated with Mossoró and Assu municipalities are the most suitable to evaluate melon hybrids in the state. The hybrid DRG 1537 was the most likely to be grown in the Agro-industrial Complex Mossoró-Assu due to its stability, high productivity and high content of soluble solids.; Os objetivos deste estudo foram determinar a importância das componentes simples e complexa da interação genótipo × ambiente e avaliar a adaptabilidade e estabilidade de híbridos de melão Gália. Nove híbridos foram testados em doze ambientes do Estado do Rio Grande Norte no período de 2000 a2001. Os experimentos foram conduzidos em blocos completos casualizados com três repetições. Os métodos estatísticos de Toler e Burrows...

Estabilidade e adaptabilidade fenotípica através da reamostragem "Bootstrap" no modelo AMMI.; Phenotypic stability and adaptability via ammi model with bootstrap re-sampling.

Lavoranti, Osmir José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2003 Português
Relevância na Pesquisa
66.12%
As posições críticas dos estatísticos, que atuam em programas de melhoramento genético, referem-se à falta de uma análise criteriosa da estrutura da interação do genótipo com o ambiente (G x E) como um dos principais problemas para a recomendação de cultivares. Tradicionalmente, a análise dessa estrutura á superficial não detalhando os efeitos da complexidade da interação. Com isso, os ganhos genéticos podem ser diminutos, pela não seleção de genótipos superiores melhores indicados a um ambiente específico. A busca constante por novos métodos e algoritmos, visando eliminar ou minimizar esse problema, tem proporcionado uma inegável evolução científica, com a geração de tecnologias de ponta que envolvem grande capacidade de processamento computacional. Atualmente, a metodologia AMMI (additive main efects and multiplicative interaction analysis) propõe ser mais eficiente que as análises usuais na interpretação e compreensão da interação G x E. Entretanto, os principais pontos negativos dessa metodologia dizem respeito à dificuldade de se interpretar a interação quando há baixa explicação do primeiro componente principal; à dificuldade de se quantificar os escores como baixos, considerando estável os genótipos e/ou ambientes...

Análise da interação genótipo X ambiente assistida por marcadores moleculares em milho (Zea mays L.).; Genotipe x environment interaction analysis assisted by molecular markers in maize (Zea mays L.).

Rumin, Glauce Cristina Ricardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/05/2005 Português
Relevância na Pesquisa
66.08%
A produtividade de grãos em milho é um caráter altamente complexo e muito dependente das condições ambientais. Neste trabalho de pesquisa, buscouse identificar regiões cromossômicas relacionadas à produtividade de grãos em milho por meio de análises de regressão múltipla stepwise, em vários ambientes. Os dados genotípicos advém da genotipagem de linhagens S2 por 163 locos RFLP, enquanto os dados fenotípicos foram obtidos de experimentos com repetições instalados em 11 locais distintos, nos quais foram avaliados os topcrosses das linhagens com quatro testadores diferentes. Foram selecionadas marcas associadas ao caráter nos diferentes ambientes, posteriormente comparadas a fim de verificar a consistência na expressão de genes das regiões detectadas. De maneira geral, observou-se que a maioria delas é ambiente-específica. Após a seleção das marcas, foi aplicado um índice de seleção de linhagens, baseado nos valores bj da regressão múltipla. O índice é composto pelo valor próprio das linhagens em topcrosses e por uma medida da complementaridade genotípica entre linhagens. As melhores linhagens, segundo o índice de seleção, foram agrupadas por testador e verificouse que a coincidência de linhagens entre locais variou de 48...

Métodos de correção de autovalores e regressão isotônica nos modelos AMMI; Methods of eigenvalue correction and isotonic regression in models AMMI

Araújo, Lúcio Borges de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.19%
Em experimentação agrícola, é freqüente a necessidade de análise conjunta de grupos de experimentos. Em muitos casos, o pesquisador deseja generalizar resultados para condições gerais de regiões e/ou em avaliar o desempenho de vários genótipos (tratamentos) em diversos ambientes (locais e/ou ano). Quando um conjunto de experimentos é planejado para vários locais é necessário considerar o delineamento individual em cada local e a combinação total dos genótipos com os locais (interação genótipo × ambiente). Logo, os dados observados podem ser organizados em uma tabela de dupla entrada. Existem várias metodologias de análise e interpretação para a interação genótipo × ambiente proveniente de um grupo de cultivares testados em vários ambientes. Entre essas metodologias destaca-se os modelos AMMI (“additive main effects and multiplicative interaction model”), como o próprio nome diz é um método uni-multivariado, que engloba uma análise de variância para os efeitos principais, que são os efeitos dos genótipos (G) e os ambientes (E) e para efeitos multiplicativos (interação genótipo × ambiente), utiliza-se a decomposição em valor singular (DVS). Essa técnica multivariada baseia-se no uso dos autovalores e autovetores provenientes da matriz de interação genótipo × ambiente. Araújo e Dias (2005) verificaram o problema de superestimação e subestimação de autovalores estimados da maneira convencional. Para superar esses problemas de estimação de autovalores...

Interação genótipo x ambiente via correlações genéticas entre rebanhos e normas de reação utilizando abordagem bayesiana em bovinos de corte; Genotype by environment interaction using genetic correlations between herds and reaction norms under bayesian approach in beef cattle

Ribeiro, Sandra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.09%
O presente estudo teve por objetivo estudar os efeitos da interação genótipo x ambiente sobre as características peso à desmama, peso ao sobreano e ganho de peso da desmama ao sobreano em bovinos da raça Nelore. Foram analisados 58.032 registros de peso à desmama ajustados para 205 dias (PD), 46.032 registros de peso ao sobreano ajustados para 550 dias (PS) e 45.844 registros de ganho de peso da desmama ao sobreano ajustados para 345 dias (GP), originários de três rebanhos distintos. Os dados foram submetidos a dois métodos de análises: no primeiro, processaram-se análises unicaracterísticas para os rebanhos individuais e para o conjunto formado pelos três rebanhos, e análises tri-características para os dados de cada rebanho, em que as mesmas características foram consideradas como variáveis distintas. Foi utilizado o programa GIBBS2F90, sob abordagem bayesiana. As estimativas dadas pelas médias dos coeficientes de herdabilidade para PD, PS e GP variaram de 0,09 a 0,24, 0,24 a 0,44 e 0,09 a 0,31, respectivamente. Nesta mesma ordem, as correlações genéticas das mesmas características nos diferentes ambientes variaram de 0,88 a 0,93, 0,85 a 0,98 e 0,75 a 0,97. As correlações entre as DEPs dos touros nos ambientes variaram de 0...

Interação genótipo-ambiente em bovinos de corte compostos; Genotype-environment interaction in composite beef cattle

Santana Júnior, Mário Luiz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.07%
Objetivou-se com o presente estudo foram caracterizar e definir ambientes homogêneos de produção de bovinos de corte compostos no Brasil com relação às variáveis climáticas e geográficas, utilizando técnicas exploratórias multivariadas. Verificar a presença de interação genótipo-ambiente (GxE) nas características peso ao nascimento (PN), peso a desmama (PD), ganho de peso da desmama ao sobreano (GP), perímetro escrotal (PE) e musculosidade (MUS). Pela análise de agrupamento não-hierárquico foram agrupadas as regiões similares com relação às variáveis ambientais. Foram formados seis grupos de fazendas. A inclusão do efeito de interação touro-grupo foi avaliada em análises uni-característica. Comparou-se um modelo com o efeito de interação touro-grupo com outro sem esse efeito. Incluir o efeito de interação touro-GEO no modelo de avaliação genética do PN, PD e PE não resultou melhor ajuste aos dados, no entanto não deve ser descartada a hipótese de se considerar outros tipos de efeitos de GxE. Foram estimados parâmetros genéticos por meio de análises multi-característica, considerando-se a mesma característica como diferente em cada grupo de fazendas. Foi verificada heterogeneidade de variância para todas as características. Os coeficientes de herdabilidade nos grupos de fazendas para PN...

Distribuição empírica dos autovalores associados à matriz de interação dos modelos AMMI pelo método bootstrap não-paramétrico; Empirical distribution of eigenvalues associated with the interaction matrix of the AMMI models for non-parametric bootstrap method

Hongyu, Kuang
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
76.22%
A interação genótipos ambientes (G E) foi definido por Shelbourne (1972) como sendo a variação entre genótipos em resposta a diferentes condições ambientais. Sua magnitude na expressão fenotípica do caráter pode reduzir a correlação entre fenótipo e genótipo, in acionando a variância genética e, por sua vez, parâmetros dependentes desta, como herdabilidade e ganho genético com a seleção. Estudos sobre a adaptabilidade e a estabilidade fenotípica permitem particularizar os efeitos da interação GE ao nível de genótipo e ambiente, identificando a contribuição relativa de cada um para a interação total. Varias metodologias estatísticas têm sido propostas para a interpretação da interação G E proveniente de um grupo de cultivares testados em vários ambientes. Entre essas metodologias destaca-se os modelos AMMI (Additive Main Eects and Multiplicative Interaction Model), que vem ganhando grande aplicabilidade nos últimos anos. O modelo AMMI e um método uni-multivariado, que engloba uma analise de variância para os efeitos principais, que são os efeitos dos genótipos (G) e os ambientes (E) e para os efeitos multiplicativos (interação genótipo ambiente), para a qual utiliza-se a decomposição em valor singular (DVS). Essa técnica multivariada baseia-se no uso dos autovalores e autovetores provenientes da matriz de interação G E. Araujo e Dias (2005) verificaram o problema de superestimação e subestimação de autovalores estimados da maneira convencional. Efron(1979) propôs uma técnica de simulação numérica chamada Bootstrap para avaliar tais incertezas. O método Bootstrap consiste em uma técnica de reamostragem que permite aproximar a distribuição de uma função das observações a partir da distribuição empírica dos dados. Por meio desse método...

Comparação do GGE biplot-ponderado e AMMI- ponderado com outros modelos de interação genótipo x ambiente; Comparison of weighted-GGE biplot and weighted-AMMI with other models of interaction genotype × environment

Hongyu, Kuang
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
Interação genótipo × ambiente (GEI) é uma questão extremamente importante no melhoramento genético de plantas e produção. A seleção e recomendação de genótipos superiores são dificultadas devido à ocorrência de GEI e representa um grande desafio para os pesquisadores. Nesse contexto, as análises biplot têm sido cada vez mais utilizadas na análise de dados agronômicos, em que os dados são representados por uma tabela de dupla entradas de médias de GEI. Entretanto, as particularidades existentes no gráfico biplot dificultam sua interpretação, podendo induzir o pesquisador a erros. Existem vários modelos na literatura para análise de DGE (dados de GEI), entre eles, os mais utilizados são os modelos AMMI (Additive Main effects and Multiplicative Interaction) e GGE biplot (Genotype main effects + Genotype environment interaction). O modelo AMMI é um método estatístico para compreender a estrutura de interações entre genótipos e ambientes, que combina a análise de variância e a análise de componentes principais, para ajustar, respectivamente, os efeitos principais (G e E) e os efeitos da GEI. O GGE Biplot agrupa o efeito aditivo de genótipo com o efeito multiplicativo da GEI, e submete estes à análise de componentes principais. Existem dois problemas na utilização destes modelos: i) só pode ser utilizado para analisar dados MET (multi-ambientes)...

Genotype-environment interaction for post-weaning traits in Nellore beef cattle

Guidolin, D. G. F.; Buzanskas, M. E.; Ramos, S. B.; Venturini, G. C.; Lobo, R. B.; Paz, C. C. P.; Munari, D. P.; Oliveira, J. A.
Fonte: CSIRO Publishing Publicador: CSIRO Publishing
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 975-980
Português
Relevância na Pesquisa
66.16%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Identification of genotype-environment interaction in beef cattle may help the artificial selection process and increase the efficiency of genetic evaluation on sires submitted to different environments. Post-weaning traits are economically important and are more influenced by the effects of genotype-environment interactions than pre-weaning traits. Thus, the aim of this study was to investigate whether this interaction has any effect on bodyweight at 365, 450, and 550 days of age in Nellore cattle reared in Brazil. Analyses considered the states of Goias, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Para, and São Paulo. Genetic parameters were estimated for each trait, per state, using the restricted maximum likelihood method, in two-trait analysis under an animal model. Genetic correlations regarding the same trait in two different states were used to evaluate the effect of the genotype-environment interaction on the traits studied. Genetic correlation estimates smaller than 0.80 between observations for the same trait in different states were taken to be indicative of genotype-environment interaction. It was observed that there is evidence of genotype-environment interaction in some of the states studied...

Effects of sex and age on genotype x environment interaction for beef cattle body weight studied using reaction norm models

Pegolo, N. T.; Albuquerque, Lucia Galvão de; Lobo, R. B.; Oliveira, Henrique Nunes de
Fonte: Amer Soc Animal Science Publicador: Amer Soc Animal Science
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 3410-3425
Português
Relevância na Pesquisa
66.12%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); The interest in the effect of genotype x environment interaction is increasing because animal breeding programs have become geographically broader. Climate changes in the next decades are also expected to challenge the present breeding goals, increasing the importance of environmental sensitivity. The aim of this work was to analyze genotype x environment interaction effect on cattle BW using the environmental sensitivity predicted by random regression reaction norm models, including sex and age effects as additional dimensions in the study. Genetic parameters were estimated for adjusted BW of Brazilian Nelore cattle at different ages (120, 210, 365, and 450 d), using linear polynomials for random regression analysis. The analyses with sex as a fixed effect (total analyses) were compared with those with sex-separated progenies (male and female progeny analyses, respectively). (Co)variance components were estimated and breeding values calculated EPD. The results showed important differences in reaction norm model genetic parameter estimates according to different age and sex analyses. The results confirmed the presence of an important genotype x environment x sex x age interaction for Nelore cattle BW. The patterns in these results lead to a revision of the importance of sexual and developmental factors on plasticity and adaptation concepts.

Buffalo milk production in brazil and colombia: Genotype by environment interaction

Hurtado-Lugo, Naudin; Cerón-Muñoz, Mario; Aspilcueta-Borquis, Raul; Sesana, Roberta; de Albuquerque, Lucia Galvão; Tonhati, Humberto
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.06%
The objective of this study was to determine whether there is a genotype by environment interaction (GxE) for dairy buffaloes in Brazil and Colombia. The (co)variance components were estimated by using a bi-trait repeatability animal model with the REML method. Each trait consisted in the milk yield obtained in both countries. Contemporary group (herd, year and season of parity) and age at parity (linear and quadratic covariate) fixed effects, along with the additive genetic, permanent environment, and the residual random effects were included in the model. Genetic, permanent environmental and residual variance and heritabilities were different for both countries. The genetic correlations for milk yield between Brazil and Colombia were low (between 0.10 and 0.13), indicating a GxE interaction between both countries. Knowing that this interaction influences the genetic progress of buffalo populations in Brazil and Colombia, we recommend choosing sires tested in the country they will be used, along with conducting joint genetic evaluations that consider GxE interaction effects.

Genotype×production environment interaction for weaning weight in Angus populations of Brazil and Uruguay

Espasandin, A. C.; Urioste, J. I.; Naya, H.; Alencar, M. M.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 264-270
Português
Relevância na Pesquisa
76.05%
The objective of this study was to define production environments by grouping different environmental factors and, consequently, to assess genotype by production environment interactions on weaning weight (WW) in the Angus populations of Brazil and Uruguay. Climatic conditions were represented by monthly temperature means (°C), minimum and maximum temperatures in winter and summer respectively and accumulated rainfall (mm/year). Mode in month of birth and weaning, and calf weight (kg) and age (days) at weaning were used as indicators of management conditions of 33 and 161 herds in 13 and 34 regions in Uruguay and Brazil, respectively. Two approaches were developed: (a) a bi-character analysis of extreme sub-datasets within each environmental factor (bottom and top 33% of regions), (b) three different production environments (including farms from both countries) were defined in a cluster analysis using standardized environmental factors. To identify the variables that influenced the cluster formation, a discriminant analysis was previously carried out. Management (month, age and weight at weaning) and climatic factors (accumulated rainfalls and winter and summer temperatures) were the most important factors in the clustering of farms. Bi or trivariate analyses were performed to estimate heritability and genetic correlations for WW in extreme sub-datasets within environmental factor or between clusters...

Genotype by environment interaction for post-weaning weight gain, scrotal circumference, and muscling score of composite beef cattle in different regions of Brazil

Santana, M. L.; Eler, J. P.; Cardoso, F. F.; Albuquerque, L. G.; Balieiro, J. C. C.; Pereira, R. J.; Ferraz, J. B. S.
Fonte: Funpec-editora Publicador: Funpec-editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 3048-3059
Português
Relevância na Pesquisa
66.03%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Processo FAPESP: 09/05072-4; The objectives of this study were to characterize and define homogenous production environments of composite beef cattle in Brazil in terms of climatic and geographic variables by using multivariate exploratory techniques; to evaluate the presence of genotype by environment interaction (GxE) for post-weaning weight gain (PWG), yearling scrotal circumference (SC), and yearling muscling (MUS). Hierarchical and nonhierarchical cluster analysis was used to group farms located in regions with similar environmental variables into clusters. Six clusters of farms were formed. The effect of sire-cluster interaction was tested by single-trait analysis. Genetic parameters were estimated by multi-trait analysis considering the same trait to be different in each cluster. The effect of sire-cluster interaction was significant (P <0.01) for PWG and MUS. Estimates of genetic correlations among clusters ranged from 0.31 to 0.93 for PWG, 0.64 to 0.89 for SC, and 0.18 to 0.80 for MUS. These results indicate the need for a genetic analysis on a regional basis or inclusion of the GxE effect in the statistical model to permit appropriate evaluation of the animals.

Plasticidade fenotípica em Drosophila mediopunctata : não-linearidade e correlações com valor médio; Phenotypic plasticity in Drosophila mediopunctata : nonlinearity and correlation with mean value

Felipe Bastos Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.05%
Apesar de descrever a dinâmica populacional da variação genética, a teoria da genética de populações não descreve como a interação entre genótipos e os ambientes onde estes se desenvolvem gera distribuições fenotípicas. As normas de reação representam uma possível estratégia para tal descrição; elas representam a resposta fenotípica de cada genótipo para uma variável ambiental e, com isso, expõem a variação causada pela plasticidade fenotípica e capturam o fenômeno da interação genótipo-ambiente. Neste trabalho, Drosophila mediopunctata foi utilizada como organismo modelo. Ela é uma espécie do grupo tripunctata, do gênero Drosophila, polimórfica para inversões do segundo cromossomo e para um padrão de pigmentação conspícuo nos tergitos abdominais, formado por fenótipos que podem apresentar de zero a três pintas escuras. Na primeira parte deste trabalho, é apresentado um teste da independência genética entre a plasticidade fenotípica e o valor médio do polimorfismo de pigmentação. Foram utilizadas oito estirpes homocariotípicas para inversões do cromossomo II com diferentes valores fenotípicos médios para analisar a variação de normas de reação do número de pintas à temperatura. As normas de reação desse caráter foram parábolas cujas curvaturas estão correlacionadas ao valor médio...

Genotype × country interaction for weaning weight in the Angus populations of Brazil and Uruguay

Espasandin,Ana Carolina; Urioste,Jorge Ignacio; Campos,Leonardo Talavera; Alencar,Maurício Mello de
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
86.09%
It was analyzed the existence of genotype × environment interaction for weaning weight in populations of Angus from Brazil and Uruguay by using records of 73,205 animals (10,257 from Uruguay and 62,948 from Brazil) belonging to 33 and 161 farms and 13 and 34 regions in Uruguay and Brazil, respectively. It was used the one- and two-trait animal model analyses considering weight at weaning of each country as different characters. Coefficients of direct and maternal additive-genetic correlation estimated by two statistical models (including or not bull × country effect) Models included the fixed effects of contemporary group (herd-year and month of birth), sex of the calf, the covariates age of dam at calving (years) and age of calf at weaning (days), and the random effects genetic-additive maternal and direct, maternal permanent environment and residual. Herdabilidades (of direct effect) were similar in both countries and with moderate magnitude (0.35 and 0.15, respectively). Coeficients of correlation among maternal and direct genetic effects between Brazil and Uruguay were 0.77 and 0.13, respectively, and comparison among models (with and without bull × country effect) showed significant differences. Correlations among classifications (ranking of genetic values) of bulls with progenie in both countries ranged from 0.35 to 0.41 for estimations in one- and two-trait models...

The Genetic Structure of Natural Populations of Drosophila melanogaster. Xx. Comparison of Genotype-Environment Interaction in Viability between a Northern and a Southern Population

Takano, Toshiyuki; Kusakabe, Shinichi; Mukai, Terumi
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /10/1987 Português
Relevância na Pesquisa
66.09%
In order to examine the operation of diversifying selection as the maintenance mechanism of excessive additive genetic variance for viability in southern populations in comparison with northern populations of Drosophila melanogaster, two sets of experiments were conducted using second chromosomes extracted from the Ogasawara population (a southern population in Japan) and from the Aomori population (a northern population in Japan). Chromosomal homozygote and heterozygote viabilities were estimated in eight kinds of artificially produced breeding environments. The main findings in the present investigation are as follows: (1) Significant genotype-environment interaction was observed using chromosomes extracted from the Ogasawara population. Indeed, the estimate of the genotype-environment interaction variance for heterozygotes was significantly larger than that of the genotypic variance. On the other hand, when chromosomes sampled from the Aomori population were examined, that interaction variance was significant only for homozygotes and its value was no more than one quarter of that for the chromosomes from the Ogasawara population. (2) The average genetic correlation between any two viabilities of the same lines estimated in the eight kinds of breeding environments for the chromosomes sampled from the Ogasawara population was smaller than that for the chromosomes from the Aomori population both in homozygotes and in heterozygotes...

Genetic Expression Outside the Skin: Clues to Mechanisms of Genotype × Environment Interaction

Reiss, David; Leve, Leslie D.
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
66.14%
The rapidly moving study of Gene × Environment interaction needs interim conceptual tools to track progress, integrate findings, and apply this knowledge to preventive intervention. We define two closely related concepts: the social mediation of the expression of genetic influences and the interaction between the entire genotype and the social environment (Genotype × Environment interaction; G×E). G×E interaction, the primary focus of this report, assesses individual differences in the full genotype using twin, sibling, and adoption designs and, for the most part, employs fine-grained analyses of relational processes in the social environment. In comparison, studies of Allele × Environment interaction (A×E) assess the influence on development of one or more measured polymorphisms as modified by environmental factors. G×E studies build on work showing how the social environment responds to genetic influences and how genetic influences shape the social environment. Recent G×E research has yielded new insight into variations in the sensitivity of the social environment to genotypic influences and provides clues to the specificity and timing of these environmental responses that can be leveraged to inform preventive interventions aimed at reducing genetic risk for problem behavior.

From Genotype × Environment Interaction to Gene × Environment Interaction

Crossa, Jose
Fonte: Bentham Science Publishers Publicador: Bentham Science Publishers
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.12%
Historically in plant breeding a large number of statistical models has been developed and used for studying genotype × environment interaction. These models have helped plant breeders to assess the stability of economically important traits and to predict the performance of newly developed genotypes evaluated under varying environmental conditions. In the last decade, the use of relatively low numbers of markers has facilitated the mapping of chromosome regions associated with phenotypic variability (e.g., QTL mapping) and, to a lesser extent, revealed the differetial response of these chromosome regions across environments (i.e., QTL × environment interaction). QTL technology has been useful for marker-assisted selection of simple traits; however, it has not been efficient for predicting complex traits affected by a large number of loci. Recently the appearance of cheap, abundant markers has made it possible to saturate the genome with high density markers and use marker information to predict genomic breeding values, thus increasing the precision of genetic value prediction over that achieved with the traditional use of pedigree information. Genomic data also allow assessing chromosome regions through marker effects and studying the pattern of covariablity of marker effects across differential environmental conditions. In this review...

Seleção de genótipos de soja para ampla adaptabilidade e alta estabilidade fenotípica; Selection of soybean genotypes for adaptability and phenotypic stability

Oliveira, Valécia Martins de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
66.06%
A soja é uma cultura agrícola importante que se destaca na produtividade de grãos devido ao avanço do melhoramento genético. Dentre os objetivos preconizados para o melhoramento da soja, está a obtenção de alta produtividade de grãos, estabilidade e adaptabilidade a ambientes distintos. A pesquisa descrita nesta dissertação objetivou estudar a interação genótipos por ambientes para o caráter produtividade de grãos, avaliar a adaptabilidade e estabilidade fenotípica de sete genótipos de soja e selecionar linhagens com alta produtividade, ampla adaptabilidade e alta estabilidade. A avaliação abrangeu cinco linhagens de soja de ciclo precoce desenvolvidas pelo programa de melhoramento genético de soja da Universidade Federal de Uberlândia, além de duas testemunhas (UFUS Guarani e M-SOY6101), em sete ambientes localizados em Goiás (em Palmeiras de Goiás safra 2011/12 e safra 2012/13; em Urutaí safra 2010/11 e safra 2011/12; em Goiatuba safra 2011/12) e na Bahia (em Luís Eduardo Magalhães safra 2011/12 e safra 2012/13). Os ensaios foram instalados em delineamento de blocos completos casualizados com três repetições. Cada unidade experimental foi constituída por quatro linhas de plantas de soja, com cinco metros de comprimento cada uma...

Genetic variation among Pinus patula populations along an altitudinal gradient. Two environment nursery tests

Sáenz-Romero,Cuauhtémoc; Ruiz-Talonia,Lorena F.; Beaulieu,Jean; Sánchez-Vargas,Nahum M.; Rehfeldt,Gerald E.
Fonte: Sociedad Mexicana de Fitogenética A.C. Publicador: Sociedad Mexicana de Fitogenética A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.02%
Aiming to determine if there is genetic differentiation among Pinus patula Schiede et Chamizo populations along an altitudinal gradient and for quantifying the genotype × environment interaction, 13 Pinus patula populations were sampled from forests of the Native Indian Community of Ixtlán de Juárez, Oaxaca, state of México, along an altitudinal gradient (2400 m to 3000 m), cones being collected on groups of trees on every 50 m of altitudinal step). Seedlings were grown in tree pots in two different environments: a shadehouse located at Ixtlán de Juárez, and in a greenhouse and then in a shadehouse situated at Quebec, Canada. Total seedling height was measured at 6-months of age in both locations. Results indicated that populations differed significantly (P = 0.025), but there was no significant genotype × environment interaction (P = 0.426; B type genetic correlation = 0.93). Population from 2650 m (middle altitude) exhibited the best height. Although not definitive, our study suggests the presence of a weak altitudinal pattern of variation in seedling height, where populations originating of mid-altitudes exhibit the highest growth potential while populations from the upper and lower altitudinal extremes exhibit the lowest growth potential.