Página 1 dos resultados de 100890 itens digitais encontrados em 0.045 segundos

Para uma definição de Didática da História; Towards a history didactics definition

CARDOSO, Oldimar
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.263555%
Este artigo visa definir a Didática da História de acordo com a atual bibliografia alemã, que a considera mais próxima da História do que da Educação. Associada à palavra Geschichtsdidaktik, essa definição se opõe aos conceitos de Didática da História como a arte de ensinar - Lehrkunst - História ou como uma coleção de métodos utilizáveis tanto no ensino de História quanto no de outras disciplinas escolares - Unterrichtsmethoden. Em oposição a essas duas definições, este artigo dialoga com as bibliografias alemã, francesa e brasileira para propor uma concepção de Didática da História como uma subárea da História, uma vez que ela não trata apenas da História escolar, mas de todas as elaborações da História sem forma científica - nicht-wissenschaftsförmigen Geschichtsverarbeitungen.; This paper aims to define history didactics along the lines of the current German literature, which conceives it to be closer to history than to education. Associated to the word Geschichtsdidaktik, this definition is opposed to the concepts of history didactics as the art of teaching - Lehrkunst - history or as a collection of methods used both in the teaching of history and in the teaching of other school subjects - Unterrichtsmethoden. In opposition to these two definitions...

A HISTÓRIA DA "HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS" ─ PERCURSOS, IDEIAS, ACTORES, QUERELAS

Fitas, Augusto J. S.
Fonte: Seminário ABERTO do programa de Doutoramento em HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA Publicador: Seminário ABERTO do programa de Doutoramento em HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
46.271226%
Neste seminário abordar-se-á a perspectiva histórica da «História das Ciências». Analisar-se-á a relação entre a História e a Filosofia das Ciências ao longo do percurso que permitiu a afirmação da disciplina de História e Filosofia da Ciência. A exposição divide-se em seis partes: Dos primórdios até ao século XIX – das muitas memórias ao início da história 1. A história interna das ciências e a história geral das ciências (do final do século XIX aos primordios do séc. XX) 2. Da história geral das ciências aos primeiros congressos da história da ciências (dos primórdios do século XX à década de vinte) 3. Da história geral da ciência à história das ideias e à sociologia do conhecimento (a década anterior à 2ª Guerra mundial) 4. E depois da 2ª Guerra 5. A partir da década de setenta…

Para uma definição de Didática da História

Cardoso,Oldimar
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.263555%
Este artigo visa definir a Didática da História de acordo com a atual bibliografia alemã, que a considera mais próxima da História do que da Educação. Associada à palavra Geschichtsdidaktik, essa definição se opõe aos conceitos de Didática da História como a arte de ensinar - Lehrkunst - História ou como uma coleção de métodos utilizáveis tanto no ensino de História quanto no de outras disciplinas escolares - Unterrichtsmethoden. Em oposição a essas duas definições, este artigo dialoga com as bibliografias alemã, francesa e brasileira para propor uma concepção de Didática da História como uma subárea da História, uma vez que ela não trata apenas da História escolar, mas de todas as elaborações da História sem forma científica - nicht-wissenschaftsförmigen Geschichtsverarbeitungen.

Cultura histórica e História ensinada em Goiás (1846 - 1934); Cultural History end History taugth in Goiás (1846 - 1934)

RIBEIRO, Miriam Bianca Amaral
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em História; História Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em História; História
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.3088%
This thesis investigates the history of the Teaching of History in Goiás, covering the period extending between the creation of the School of Goiás, in 1846, and the publication of the work Goyaz, Heart of Brazil, Ophelia Socrates Monteiro do Nascimento in 1934, first history textbook for children of Goiás. With reference to the concept of historical culture, the relationship between work history and Goias in Brazil, History of Education History and taught history. This was possible from the consideration of the possibility of a history taught inside and outside the classroom, which led to the examination of the existing school in Goias and history taught in it, at all levels of schooling, as well as the history taught to those who had never entered such a room, but walked the streets, watched or participated in parades, celebrations and events, he heard bells or gun salutes memorial bells, monuments found or read or heard news reports and comments, or even followed the same burial or rested on holidays. Our aim was also to identify the birth of the History of Goiás in the context of the history taught in the state as a whole, which in fact was possible through research. The sources addressed were raised at the Historical Archive Office and the State Literary Goiás...

Filosofia da linguagem filosofia da História: origem do conceito de História de Walter Benjamin; Philosophy of Language - Philosophy of History: Origins of the concept of History Walter Benjamin

FREIRE JÚNIOR, Josias José
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.28919%
This work, named "Philosophy of Language - Philosophy of History presents some ideas about the concept of history of the German philosopher Walter Benjamin (1892-1940). It aims to establish a dialogue between conceptual nuances of the philosophy of language, theory of experience, philosophy of artworks and epistemology of Walter Benjamin to present the structure and the deployment of its design, its concept of history from his philosophy language. Such intent may be submitted by the assertion that in the origin - a category of Benjamin‟s philosophy - the concept of history Walter Benjamin is established within his philosophy of language. Thus this work opens with a commentary and analysis of two remarkable writings of German philosopher, where it states his philosophy of language. The reflection proposed in this work also involves examining a series of tests that appears in the theory of experience and by reflection on the essays of Walter Benjamin where the relationship between his philosophy of language and philosophy of artworks that illuminates. Finally unfolds analysis and commentary of the text's fundamental theory of knowledge and the concept of history, where the connections - the structure and deployment of the philosopher's concept of history appear more clearly within and in his philosophy of language. Back to the writings of Walter Benjamin from the landscape theory of history must mean the effort by to update his philosophy...

ENTRE ILUSTRES E ANÔNIMOS: A CONCEPÇÃO DE HISTÓRIA EM MACHADO DE ASSIS.

CAMPOS, Raquel Machado Gonçalves
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.263555%
This dissertation investigates the conception of history in Machado de Assis' literature and thinking on literature, seeking to demonstrate how they set up the possibility of anonymous people being considered subjects of history. Asserting the equality of the indifference, they question the core of the conception of history of the 19th century Brazilian historians. According to them, there is history because there is inequality, because there are men who are worth of eternal memory and lives destined to oblivion. Claiming the "principle of any representable" and making equal the distinguished and the anonymous, Machado de Assis refused a partition of the sensible which gives each one its own place: for national literature, national themes; for history, the distinguished man. Stablishing a "thinking of the new disorder" (Jacques Rancière), Assis' work admits to turn into objects of history and literature those that, by definition, were once excluded: the anyone, and the anything.; Esta dissertação investiga a concepção de história presente no pensamento sobre a literatura e na literatura de Machado de Assis, buscando demonstrar como elas abrem a possibilidade de que os anônimos sejam considerados sujeitos da história. Afirmando a igualdade da indiferença...

Por uma noção de história em Plínio, o Velho (séc. I D.C.)

Stadler, Thiago David
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 241 f. : il.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.283896%
Orientador : Prof. Dr. Renan Frighetto; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 09/04/2015; Inclui referências : fls. 203-210; Resumo: Esta tese de doutorado foi construída através de alguns questionamentos: Como entender a História Natural de Plínio, o Velho como uma obra do gênero de História? Se o conceito de História aparece na obra pliniana, qual é o seu conteúdo/definição? É possível entender a História Natural por outro viés que não o do enciclopedismo? Para alcançar respostas satisfatórias foi preciso compreender como os autores que trabalharam com a História Natural a interpretaram. Isto se fez necessário para localizar o nosso objeto de estudo dentro da tradição historiográfica e entender no que a nossa tese poderia contribuir nos estudos sobre Plínio. Desse modo, estabelecemos a Primeira Parte como o local das discussões historiográficas; local de debate entre as visões do passado e o olhar que aqui propomos. Nosso trabalho não compactua com as noções mais difundidas sobre a História Natural como uma enciclopédia, mas expomos argumentos para compreendê-la como uma obra do gênero de História. Assim...

Tiempo devorado : revista de historia actual

Fonte: [Bellaterra] : Grup de Recerca en Història Actual, Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Bellaterra] : Grup de Recerca en Història Actual, Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Revistes electròniques.
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.113057%
Tiempo devorado és una publicació que promou els estudis d’història actual relatius als últims trenta anys. El títol s'inspira en una frase de l'historiador Tony Judt: «Ens vam relaxar i felicitar, per haver guanyat la Guerra Freda: una forma segura de perdre la pau. Els anys que van des de 1989 a 2009 van ser devorats per les llagostes»; Tiempo devorado ["Consumed Time"] is a publication that promotes historical research of recent times, concerning the last thirty years. The title is inspired by a quote from the historian Tony Judt: “We sat back and congratulated ourselves upon having won the Cold War: a sure way to lose the peace. The years from 1989 to 2009 were consumed by locusts”; Tiempo devorado es una publicación que promueve los estudios de historia actual relativos a los últimos treinta años. El título se inspira en una cita del historiador Tony Judt: «Nos relajamos y nos congratulamos por haber ganado la Guerra Fría: una forma segura de perder la paz. Los años que van de 1989 a 2009 fueron devorados por las langostas»

La formación docente en la carrera de Historia. Reflexiones a partir del análisis del “Proyecto profesores-tutores”

D’Agostino, Valeria Araceli; Profesora, Licenciada y Doctora en Historia por la Universidad Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires. Es Profesora Adjunta en dicha universidad e Investigadora Asistente del CONICET. Su investigación se ha cen
Fonte: Revista de Historia Publicador: Revista de Historia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.113057%
ResumenEn este artículo nos proponemos caracterizar y analizar los primeros resultados de unapropuesta de trabajo que hemos denominado “Proyecto profesores-tutores”implementada a partir del año 2014 en el marco de las Prácticas docentes de losalumnos del Profesorado en Historia de la Facultad de Ciencias Humanas de laUniversidad Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires. Esta experiencia haintentado ofrecer algunas respuestas a una serie de inquietudes y demandas planteadaspor alumnos avanzados, graduados y docentes en torno a las características de laformación inicial en general y del área pedagógica en particular. Cabe señalar que eldiseño y la implementación del proyecto se ha nutrido de los aportes y de lasexperiencias de otros profesorados de nuestra facultad y de carreras afines en diferentesuniversidades del país. AbstractIn this article we characterize and analyze the first results of a work proposal that wehave called "Project teachers-tutors" implemented from the year 2014 in the frameworkof teaching practices of the students of History at the Faculty of Human Sciences at theUniversidad Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires. This experience hasattempted to provide some answers to a number of concerns and demands posed byadvanced students...

Las concepciones previas de los estudiantes del Profesorado frente al inicio del trayecto de formación docente: ¿Qué es y qué hace un Profesor en Historia?

Catelotti, Karen Elizabeth; Profesora en Historia, docente en escuelas secundarias e integrante del equipo de cátedra de Historia Argentina III del Profesorado y la Licenciatura en Historia de la Facultad de Humanidades, Artes y Ciencias Sociales de la U
Fonte: Revista de Historia Publicador: Revista de Historia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.232314%
ResumenEste trabajo pretende dar cuenta de las concepciones con que arriban losestudiantes del Profesorado en Historia de la Facultad de Humanidades,Artes y Ciencias Sociales de la UADER en su primer contacto con eltrayecto de formación docente. Se han tomado como ejes fundamentales sumirada sobre: lo que implica ser profesor de Historia, lo que deben saberpara enseñar la materia y aquellos espacios que puede ocupar el docente,poniendo el foco en lo que Pipkin define como la dimensión simbólica delperfil de los estudiantes. A nivel teórico se tienen en cuanta los aportes deGarcía, Loredo y Carranza sobre la distinción entre práctica educativa ypráctica docente, así como lo propuesto por Jara y Salto sobre lasdimensiones pedagógico-didácticas de la enseñanza de la Historia.El relevamiento se realizó mediante encuestas semi-estructuradas a losestudiantes que cursan el Seminario de la Práctica Docente en Historia I, entanto que las conclusiones permiten reconocer los momentos propios de lapráctica educativa, pero también la persistencia de una visión tradicional dela enseñanza que relega a un segundo plano la acción en términospedagógico-didácticos, siendo al mismo tiempo la carrera académica pocorelevante frente a la formación docente. AbstractThis paper seeks to explain the conceptions with which students arrive atHistory Teacher Education of the Faculty of Humanities...

A formação inicial em História: as abordagens, trajetórias e experiências do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) e as interfaces com o currículo escolar

Zarbato, Jaqueline; Doutora em História Cultural pela Universidade Federal de Santa Catarina/Brasil. Docente no curso de História na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/ Campus Três Lagoas. Atua com as disciplinas de Prática de Ensino de Histó
Fonte: Revista de Historia Publicador: Revista de Historia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.150156%
ResumoEste artigo visa apresentar as discussões sobre o Programa Institucional deIniciação à Docência (PIBID), no curso de História, da UniversidadeFederal de Mato Grosso do Sul, no campus de Três Lagoas. A investigaçãose deu, a partir da relação entre a formação inicial proposta aosacadêmicos/as que participam do projeto e das exigências e fundamentaçõesdo currículo escolar, isso porque, há embates, diálogos, apreensões sobre oconhecimento histórico que necessitam ser problematizados no ensino dehistória, como a interculturalidade, relações de gênero, cultura afro. Afundamentação teórica, focou-se na formação inicial, com as discussões deTardiff (2002), com a contribuição de Barca (2001), Zabala (2007), Schmidt(2004). Metodologicamente, foi analisada a relação entre os temas propostosno currículo escolar de Mato Grosso do Sul, com a análise das narrativasdos/as acadêmicos/as sobre as propostas das sequências didáticas. Palavras chaves:  AbstractThis article presents discussions on the Institutional Program of Introductionto Teaching (PIBID) in the course of history, the Federal University of MatoGrosso do Sul, on the campus of Três Lagoas. The investigation took place,from the relationship between initial training offered to the academic / asparticipating in the project and the demands of the school curriculum andfoundations...

Sobre la profesión y sus proyectos editoriales. A propósito del trigésimo aniversario de la publicación del Departamento de Historia

Revista de Historia, Colectivo Editor; Universidad Nacional del Comahue
Fonte: Revista de Historia Publicador: Revista de Historia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 28/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.150156%
Hacia mediados de los noventa, Luis Alberto Romero concluía un balance sobre la historiografía argentina posterior a la dictadura con una frase contundente: “por primera vez en mucho tiempo, tenemos una profesión”. Entre los muchos indicadores que utilizaba para describir un panorama que entendía era alentador, Romero destacaba la importancia que las revistas especializadas habían tenido en la formación de un saber académico constituido. Sin decirlo explícitamente, llamaba la atención sobre un aspecto sumamente interesante: las publicaciones científicas, con sus luces y sombras, pueden servir como una mirilla válida desde donde observar la formación y el funcionamiento de un campo profesional. Tomando prestada esta idea, y aprovechando el trigésimo aniversario de la aparición del Boletín de Historia, las siguientes páginas están dedicadas a repasar el recorrido seguido por los proyectos editoriales del Departamento de Historia y el simultáneo proceso de profesionalización del quehacer historiográfico en la Norpatagonia.

La formación de los profesores de Historia en la Universidad de Buenos Aires entre 1973 y 1983

Seia, Guadalupe Andrea; Licenciada en Sociología (Universidad de Buenos Aires, Argentina) y becaria doctoral de CONICET con lugar de trabajo en el Instituto de Historia Americana y Argentina Dr. Emilio Ravignani (CONICET, Argentina). Se desempeña como d
Fonte: Revista de Historia Publicador: Revista de Historia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.150156%
ResumenEl trabajo analiza la formación de los profesores de Historia en la Facultadde Filosofía y Letras de la Universidad de Buenos Aires (en adelante UBA)entre los años 1973 y 1983. Recuperamos la tesis central planteada porBuchbinder (2011) acerca de la persistencia de un conjunto de líneas detrabajo historiográfico y de perspectivas sobre cómo enseñarlas a losestudiantes. A partir de esta proposición, nos proponemos reconstruir loscambios y las continuidades presentes en la formación de aquellos jóvenesque aspiraron a convertirse en docentes de la mencionada disciplina en unproceso histórico signado por profundas transformaciones sociales, políticasy económicas, entre 1973 y 1983.Para desarrollar los objetivos propuestos, analizamos los planes de estudiode la carrera de Profesorado en Historia de los años 1973, 1974, 1976 y1982 disponibles en la Hemeroteca de la Facultad de Filosofía y Letras de laUBA. Asimismo, recurrimos a la normativa universitaria de esos años.Trabajamos, también, con otros materiales (discontinuos y fragmentarios)de “orientación” para los estudiantes donde se detallan las “equivalencias”,las “correlatividades” y los “perfiles” de la disciplina.  AbstractThis Article focus on the curricula in the Faculty of Philosophy of theUniversidad de Buenos Aires for the grade of History between 1973 and1983. The pages to follow are based on Buchbinders (2011) analysis of thepersistence of a core of working areas and perspectives about how to teachhistory to the students. Taking this as the start point...

ARES PÓS-MODERNOS, PULMÕES ILUMINISTAS: Para uma epistemologia da História Comparada.

Rust, Leandro Duarte; Doutorando em História (PPGH/UFF), Pesquisador Colaborador do Programa de Estudos Medievais (PEM/UFRJ).; Lima, Marcelo Pereira; Doutorando em História (PPGH/UFF), Pesquisador Colaborador do Programa de Estudos Medievais (PEM/UFRJ).
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.200166%
Este artigo consiste na proposição de um debate acerca do perfil epistemológico da História Comparada. O principal objetivo define-se pela preocupação de problematizar como a crítica pós-moderna evidencia ainda mais as características constitutivas de alguns aspectos centrais do olhar comparatista, sobretudo aqueles cuja estruturação teórico-metodológica fundamenta-se em parâmetros filosóficos da racionalidade iluminista. Por fim, avançando nesta perspectiva de crítica metodológica, a discussão concentra-se em um aspecto crucial da realização da História Comparada: a elaboração das unidades e relações da comparação.

AS COMEMORAÇÕES DO SETE DE SETEMBRO EM 1922: UMA RE(LEITURA) DA HISTÓRIA DO BRASIL

Junqueira, Júlia Ribeiro; Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em História Política da Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 31/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.178213%
No ano de 1922, uma antiga personagem da história do Brasil  — a Independência — voltava a ser o centro das atenções e, certamente, induzia a nação brasileira a se repensar. Tal reflexão se inseria no âmbito das comemorações do centenário da emancipação política do Brasil que, sem dúvida, se constituíram em uma oportunidade ímpar para que houvesse uma reelaboração tanto da memória imperial como daqueles fatos que marcaram a história brasileira. Sob esse prisma, o artigo pretende demonstrar, a partir de alguns dos preparativos para o sete de setembro, como a publicação do Livro de Ouro e o lançamento de uma edição especial pelo Jornal do Commercio, representaram um artifício para uma re(leitura) da história do Brasil.

CONFISSÃO, FICÇÃO, HISTÓRIA UMA ANÁLISE INTERDISCIPLINAR DA OBRA DE GRACILIANO RAMOS

Coelho, Victor de Oliveira Pinto; Doutorando em História Social da Cultura – PUC-RJ
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.150156%
O tema do presente artigo é a obra ficcional do escritor Graciliano Ramos, numa proposta de trabalho interdisciplinar entre história e literatura. O pressuposto teórico é de um caminho de mão-dupla entre texto e contexto, unindo uma perspectiva histórica a um marco teórico que procura valorizar o que seria próprio ao ficcional. Procura-se perceber como a ficcionalidade de Graciliano presente não só nos romances e contos, mas também nas memórias, e como o autor teria tematizado, através dela, suas experiências de vida e a dinâmica histórica em que estava inserido. O objeto central é o vazio tematizado pela ficção de Graciliano, que diria respeito à ausência de sentido e à fragmentação do sujeito, relacionadas às contradições inerentes à dinâmica histórica de seu tempo – e à contrapelo da idéias de modernização, progresso e identidade nacional.

HISTÓRIA COMPARADA: OLHARES PLURAIS

Theml, Neyde; Professora Titular de História Antiga do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) / UFRJ. Membro do Laboratório de História Antiga (LHIA) / UFRJ.; Bustamante, Regina Maria da Cunha; PPGHC/
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.217812%
O artigo trata de algumas discussões historiográficas sobre o método comparativo em História abarcando um arco de tempo que vai do início ao fim doséculo XX. Apresenta suas vantagens e seus riscos e enfatiza a proposta comparativa desenvolvida pela equipe do Centre de Recherches Comparées sur les Sociétés Anciennes.

Educação popular no Brasil: possibilidades de uma história comparada

Pinheiro, Marcos César de Oliveira; Mestre em História Comparada pela UFRJ e professor de História da rede municipal de ensino público de Rio das Ostras (RJ).
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.178213%
Neste texto faz-se uma exposição sucinta das vantagens de repensar a história da educaçãopopular no Brasil através do método comparativo. Apresenta alguns princípios a seremconsiderados na elaboração de um estudo comparado, permitindo a superação de umaimagem bastante preconceituosa em relação aos movimentos de educação popular e àemergência de experiências até então silenciadas.

Da didática da História à história da História ensinada

Munakata, Kazumi
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH/Brasil Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH/Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.263555%
Nas discussões atuais no campo do ensinode História, o grupo da autodenominadaDidática da História (ou Geschichtsdidaktik)postula que a questão deve ultrapassar os muros da escola para examinar todas as ‘elaborações da Histórias em forma científica’, ou seja, aquelasque não resultam de pesquisas acadêmicas.Essa Didática não pertenceria, portanto,ao âmbito da Educação, mas da própria Ciência da História. Pode-se, no entanto, perguntar se a atividade do professor(escolar) de História é da mesma natureza que a dos jornalistas, cineastas,profissionais de museu, autores de história em quadrinhos, conversas de donasde casa sobre a situação do país etc. O artigo discute essas questões e propõe como alternativa um roteiro para a construçãode uma história da História ensinada,indicando as condições históricasimplicadas na constituição da disciplinaescolar denominada História, tendo comoreferenciais a teoria curricular e ahistória das disciplinas escolares.

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA NO BRASIL: ANTECEDENTES E PANORAMA ATUAL

Cerri, Luis Fernando; Universidade Estadual de Ponta Grossa
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Brasília (PPGHIS/UnB) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Brasília (PPGHIS/UnB)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.200166%
Este texto trata dos antecedentes, evolução, panorama atual e características das escolas de formação de professores de História no Brasil. Com caráter ensaístico, apoia-se na legislação vigente e na revisão da bibliografia e de dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Buscam-se as mudanças e permanências na educação superior em História e nas licenciaturas em geral, que contribuem para explicar os dados apresentados. Destacam-se as resistências e pressões referentes ao modelo alternativo, no qual docência e ciência se integram numa formação unificada, que previne a dissociação entre teoria e prática. O argumento central é que o modelo inaugural da formação de professores, chamado de “3+1”, ainda marca a mentalidade de parte significativa de historiadores e pedagogos responsáveis pela formação dos novos profissionais, bem como as estruturas acadêmicas.