Página 1 dos resultados de 326 itens digitais encontrados em 0.018 segundos

Simulação de uma linha de produção de segmentos para a indústria automóvel

Grosso, Diogo Pereira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.77%
A procura por métodos melhores de trabalho e a optimização de processos de fabrico, têm como objectivo a obtenção de uma melhor e maior produção com o menor custo possível, o chamado aumento de produtividade. A indústria automóvel, nos seus dois subsectores mais significativos (construção e montagem e a fabricação de componentes), é o motor essencial do crescimento das exportações, da inovação e do emprego nacional. No entanto, a indústria automóvel apresenta uma grande preocupação com o aumento da competitividade no sector. Este trabalho, surge devido ao facto de uma empresa portuguesa do ramo automóvel, nomeadamente no fabrico de segmentos para motores, ter sentido que duas das linhas de produção que eles possuem não serem suficientemente produtivas e competitivas em relação à concorrência. Os objectivos desta dissertação são, com o auxílio da simulação, analisar o layout de duas linhas de fabricação de segmentos de motor, analisar os critérios de desempenho e verificar pontos onde a produtividade pode ser incrementada. Por fim propôs-se dois layouts alternativos a fim de aumentar a produtividade e apresentar as suas vantagens e desvantagens em relação ao layout actual. Concluiu-se que no modelo actual que foi estudado...

Adopção do Electronic Data Interchange na indústria automóvel: um estudo nas empresas de componentes em Portugal

Negas, Mário Carrilho
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.8%
Tese de Doutoramento em Gestão na especialidade de Informação apresentada à Universidade Aberta; O EDI (Electronic Data Interchange) abriu uma janela de oportunidade para as empresas se tornarem mais competitivas, não só pela via dos processos produtivos e serviços, mas também nas práticas organizacionais e de gestão, onde a sua própria capacidade de iniciativa desempenha um papel positivamente diferenciador. Sabemos que uma das formas que as empresas têm encontrado para a melhoria da coordenação entre os diferentes agentes económicos, elos, de uma cadeia produtiva é através da adopção de tecnologias de informação e comunicação procurando uma mais eficaz e eficiente troca de informação e controlo, sendo os IOS (Interorganizational Systems) um dos meios encontrados de operacionalizar tais objectivos. O EDI é eventualmente o mais conhecido dos IOS, sendo utilizado na indústria automóvel há já vários anos. O presente estudo procura identificar quais os factores: a) que influenciam o sucesso na iniciação e implementação do EDI na indústria automóvel Portuguesa, e classificar esses factores de acordo com a sua importância; b) que promovem uma maior integração dos sistemas interorganizacionais com base no EDI entre parceiros comerciais; c) entender qual o potencial impacto do EDI nas empresas da indústria automóvel Portuguesa. Assim...

Logística operacional na indústria automóvel : os projectos cadeia logística SVB-SVM e linha de produção J77 [na] Sunviauto - Indústria de Componentes de Automóveis, S. A.

Azevedo, Ricardo Pacheco Moreira de
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Relatório Formato: 76 f., 30 cm; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.55%
Estágo realizado na Sunviauto - Indústria de Componentes de Automóveis, S. A; Relatório de Estágio Curricular da LGEI 2003/2004

Estudo da sustentabilidade da indústria automóvel em Portugal

Carvalho, Ana Carolina Soares de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.91%
O presente trabalho tem como objectivo central analisar a sustentabilidade da indústria automóvel em Portugal, contribuindo para a criação de conhecimento numa área pouco explorada academicamente. Com base na conjugação de estratégias de investigação históricas, descritivas e compreensivas, o estudo realizado compreende na sua essência uma abordagem tendencialmente descritiva e exploratória, sendo também desenvolvidas, na sua prossecução, ferramentas e modelos de análise adaptados ao sector automóvel nacional. No trabalho em consideração foi empreendido uma análise à evolução histórica da indústria automóvel nacional, bem como uma caracterização actual do sector que permitiu enquadrar o panorama da indústria automóvel em Portugal. Seguidamente foi desenvolvida uma análise das forças motrizes de mudança que permitiu descortinar as principais tendências do sector e a elaboração de cenários prospectivos. Por último, foi desenvolvido um conjunto de linhas estratégicas destinadas à sustentabilidade da indústria automóvel em Portugal. Numa exposição sinóptica, o estudo efectuado sugere que o desenvolvimento sustentável do cluster automóvel em Portugal passa pela consolidação das funções de fabrico e integração de veículos introduzido num pólo relevante em termo ibéricos. A orientação deverá ser para veículos de nicho...

Gestão de stocks na indústria automóvel: o caso da CIE Plasfil

Cunha, Francisco Dias de Almeida Santos da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
O presente documento regista o desenvolvimento de um projecto na área da gestão de stocks na CIE Plasfil, em âmbito de estágio curricular pela Universidade de Aveiro. A gestão dos processos logísticos relacionados com a gestão de stocks pode fornecer um contributo significativo para o aumento da competitividade das organizações a operar na indústria automóvel, quer ao nível dos custos, quer da qualidade do serviço prestado. A meta a alcançar com o presente projecto é a de auxiliar os processos logísticos da CIE Plasfil, através da construção de modelos de cálculo dos lotes económicos de produção e stocks de segurança. É utilizada a Política de Revisão Contínua para a determinação dos lotes económicos de produção, através da inclusão dos custos de stockagem calculados. O modelo de determinação dos stocks de segurança é formatado de acordo com a realidade organizacional, através da identificação, avaliação e imputação dos impactos dos factores de risco identificados nos níveis de stock. Verificou-se que podem ser obtidas poupanças pela utilização de lotes económicos, que variam de acordo com os critérios de volume de vendas e custo de produção. Com o modelo criado para o cálculo de stocks de segurança é possível manter níveis baixos de stock na ausência de risco de falhas nas entregas. Os factores de risco identificados ajudam a organização a precaver-se contra estas falhas.; This report documents a project developed in the area of inventory management at CIE Plasfil...

Propostas de melhoria no abastecimento numa indústria automóvel

Oliveira, Inês Gomes Ferreira Prata de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
A competitividade é frequentemente vista no contexto da economia de mercado. Neste sentido, a competitividade empresarial significa a obtenção de uma rentabilidade igual ou superior aos rivais no mercado. Então, deve ser um dos objetivos estratégicos de qualquer indústria. Nesse sentido, as empresas têm adotado o pensamento Lean para tentar alcançar duas das metas universais: conseguir redução de custos (redução de stocks, aumento de produtividade, melhoria da qualidade, libertação de espaços, etc.) e implementar melhorias. Nesse sentido, o projeto descreve um conjunto de propostas que visam a melhoria do abastecimento a várias linhas de produção, no âmbito duma indústria automóvel. O principal objetivo consistiu no estudo das condições existentes e as alterações necessárias para que o abastecimento às linhas de produção pudesse ser feito através de comboio logístico, em detrimento do uso de empilhador. Para isso, foi necessário reestruturar todo o processo em si. Foram indispensáveis diversas reformulações: ao nível do bordo de linha (plataformas de receção e características especificas das bases rolantes – atrelado do comboio logístico), bem como no espaço físico da fábrica (definição dos sentidos de circulação e dos circuitos de abastecimento/recolha). Reuniram-se...

Defeitos em soldaduras de componentes para a indústria automóvel

Vilarinho, João Luís Ribau
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.77%
Este estágio curricular foi realizado na empresa metalomecânica Epedal – Indústria de Componentes Metálicos S.A., sediada na zona industrial de Bicarenho, (Sangalhos), cujos principais produtos são componentes metálicos para a indústria automóvel. O trabalho teve como objetivo solucionar uma falha de soldadura por resistência entre uma peça estampada e porcas de soldadura acopladas. O problema em si residiu num conjunto (peça estampada/porcas) que com condições de processo e materiais nominalmente iguais deixaram de soldar (ficando as porcas apenas coladas). O aço da chapa é um aço-carbono de baixa liga de elevada resistência (high strength low alloy, HSLA) com posterior zincagem. Para a resolução do problema estudou-se o efeito da microestrutura de aços, dos parâmetros e da geometria das porcas na qualidade da soldadura. Concluiu-se que a causa da má soldadura se relacionava com a um problema de geometria das protuberâncias da porca e não a falha de parâmetros ou composição dos materiais envolvidos. Protuberâncias ou anéis de soldadura de geometria não adequada, ao fundirem e penetrarem na chapa de aço, originam rápida dissipação de calor que é suficiente para criar martensite e fragilizar a soldadura. Torneando-se o anel de contacto das porcas...

O "buy-back" na indústria automóvel em Portugal: Problemática contabilística e comparabilidade da informação financeira

Relvas, Lina Raquel Pereira Ferreira
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
Mestrado em Contabilidade e Análise Financeira; A indústria automóvel é um negócio bastante competitivo em todo o mundo e que desperta variados interesses. Por se considerar uma indústria bastante explorada, é da maior importância que se encontrem e negoceiem novos e mais canais de negócio e de distribuição. Um dos canais utilizados pelos fabricantes é o «Buy Back Channel» (Purohit, 1997:238), que se traduz num contrato comercial oneroso de venda e recompra de veículos, em data pré-definida e por um preço também ele pré-estabelecido. O contrato de buy-back, também chamado de remarketing, é um contrato de venda de automóveis com acordo de recompra numa data posterior, utilizado entre os fabricantes/importadores e as empresas de Rent-a-Car. Estes contratos, apesar da sua forma legal, devem respeitar os normativos adotados pelas diferentes empresas. O tratamento contabilístico por parte de cada contraente varia de acordo com o risco associado ao ativo subjacente. Importa estudar qual a parte da entidade contraente que assume o risco para se contabilizar de acordo com o normativo contabilístico adotado pelas empresas. Para uma correta contabilização, é também necessário analisar a forma do contrato de buy-back. O presente trabalho pretende fazer o levantamento das práticas contabilísticas subjacentes e comparar a informação financeira produzida. Os normativos contabilísticos podem ser diferentes de acordo com a dimensão da empresa objeto de estudo...

Inovação no setor de componentes para a indústria automóvel

Mendes, Hélder Elísio da Cruz
Fonte: Escola Superior de Ciências Empresariais Publicador: Escola Superior de Ciências Empresariais
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.72%
Dissertação de Mestrado em Ciências Empresariais; O presente estudo aborda a inovação do ponto de vista organizacional, procurando complementá-la com outras perspetivas que abordam a inovação do ponto de vista do produto, do processo e do marketing. Assim sendo, a atual investigação incide sobre um conjunto de características identificadas por Tidd et al. (2003), consideradas imprescindíveis para que a inovação possa ocorrer nas empresas, atuando como facilitadores da inovação. Este estudo tem como objetivo estudar e compreender as características organizacionais das empresas do setor de componentes para a indústria automóvel na sua ligação com os processos de inovação. Para concretizar os objetivos optou-se por uma investigação qualitativa, sustentada por dois estudos de caso em empresas do setor de componentes para a indústria automóvel. Os resultados obtidos permitem, por um lado, concluir que as características estudadas devem funcionar de forma integrada para que a inovação possa ter sucesso. Estas características devem ser geridas de forma articulada, não atribuindo valorizações diferenciadas a qualquer uma, pois todas são essenciais para garantir o êxito da empresa, potenciando a obtenção de vantagens competitivas. Por outro...

Uma perspectiva institucional do desenvolvimento: caso da indústria automóvel em Portugal (1960-1990)

Sousa, Maria Luísa de Castro Coelho de Oliveira e
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2005 Português
Relevância na Pesquisa
66.72%
Mestrado em Sociologia Económica e das Organizações; A abordagem institucionalista do desenvolvimento difere de outras teorias do desenvolvimento na medida em que não identifica um único factor crítico, mas aproveita as contribuições destas teorias, das quais faz uma revisão crítica, propondo não uma explicação universalista, mas uma teoria de médio alcance, que destaca o papel dos actores relevantes e dos processos de legitimidade a ele inerentes. Retomando a tese da incrustação do económico no social, esta abordagem identifica os padrões de organização social definidos através de processos históricos e culturais, que privilegiam determinado tipo de organizações, e não outras, com características específicas no que diz respeito à sua dimensão, formas de relacionamento com os ambientes, ligações à economia global, etc. A abordagem institucionalista do desenvolvimento, cujo enquadramento teórico se situa claramente na Nova Sociologia Económica, reúne contributos das teorias do desenvolvimento, da sociologia das organizações (em particular as abordagens Ecológica e Institucionalista) e da sociologia histórica. Na segunda metade do séc. XX foram muitos os países em desenvolvimento que tentaram criar uma indústria automóvel nacional através de políticas proteccionistas e de acordos com firmas multinacionais. Portugal também implementou a partir dos anos 60 uma indústria automóvel neste contexto...

Análise ergonómica do trabalho no setor de carroçarias de produção da indústria automóvel

Figueiredo, Miguel Carlos Pereira dos Reis Cortes
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
Mestrado em Ergonomia; Este estudo foi realizado numa fábrica de indústria automóvel na zona das carroçarias e teve como objetivo quantificar as exigências físicas impostas por sua atividade de trabalho com recurso a três instrumentos de avaliação. Em primeiro lugar, esta atividade foi caracterizada utilizando a metodologia de análise ergonômica do trabalho. O trabalho diário dos operadores de linha foi acompanhado e registrado em papel, vídeo e fotos. A partir desta fase pode ser identificada que a atividade mais frequente realizada consistiu na manipulação de pistolas de soldadura de grandes dimensões e no manuseamento de peças de grandes dimensões sem apoio mecânico, levando o operador a realizar posturas inadequadas. Esta atividade é muito exigente do ponto de vista físico e expõe o trabalhador a vários perigos e riscos associados. De forma a avaliar a exposição mecânica foram utilizados três métodos de avaliação diferentes, AP-Ergo, RULA e REBA. A análise da atividade desenvolvida pelos operadores de linha revelaram valores de risco médio e elevado, o que leva a uma necessidade urgente de implementar mudanças nas condições de trabalho atuais. Os resultados indicaram que as condições de trabalho dos operadores impõem a adoção de posturas inadequadas/penosas...

Análise ergonómica na indústria automóvel : análise da capacidade de trabalho e dos factores psicossociais na perspectiva do envelhecimento produtivo

Ferreira, Maria Luísa Olímpio
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.75%
Mestrado em Ergonomia; Este estudo teve como objectivo estudar as relações entre a idade, os determinantes do trabalho e os factores psicossociais com a capacidade para o trabalho. A amostra foi constituída por 27 trabalhadores da indústria automóvel. Para analisar a capacidade para o trabalho, utilizou-se o Índice de Capacidade para o Trabalho (Fernandes da Silva et al, 2006) e para os factores psicossociais, a versão média portuguesa do Copenhagen Psychosocial Questionnaire (Fernandes da Silva et al, 2012). A média da capacidade para o trabalho foi de 39,96 pontos (dp=5,56), o que corresponde a uma ―boa capacidade para o trabalho. Verificou-se uma correlação negativa forte entre a idade e o ICT (ρ=-0,578; p=0,002), ou seja, à medida que a idade aumenta, o valor médio do ICT diminui. Os resultados do COPSOQ mostraram que das sub-escalas em que o valor mais alto corresponde a pior resultado, as ―exigências cognitivas e a ―insegurança laboral apresentaram valores críticos. As sub-escalas com valores favoráveis foram: ―problemas em dormir, ―burnout, ―stress, ―sintomas depressivos‖. Nas sub-escalas em que o valor mais baixo corresponde a pior resultado, as sub-escalas com melhores valores foram: ―possibilidades de desenvolvimento...

A Espanha e o cluster da Galiza na dinâmica macroeuropeia da indústria automóvel: 1995-2005

Camacho, José Ferro
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
Doutoramento em Gestão. Especialidade em Operações e Tecnologias / JEL Classification: F23, R12, M11, L62 / Registo de Propriedade Intelectual nº 2060/2006 (IGAC); Após vinte anos de integração europeia, a indústria automóvel espanhola mantém-se como base de exportações especializadas em veículos das gamas baixas-médias e recuou na tipologia dos componentes produzidos e exportados. O país está, sob pressão crescente, integrado num sistema macroregional em que pólos tradicionais, como França e Alemanha, se reforçaram com percursos diferenciados, e pólos, a Leste, surgiram. O cluster da Galiza integra a maior fábrica da PSA e de Espanha. No ajustamento ocorrido, a evolução da unidade da PSA introduziu um percurso em que outros actores-chave – fornecedores, sindicatos e políticos regionais – desempenharam papéis importantes na construção de compromissos de governança e na inovação institucional. A adaptação exibe, em primeiro lugar, a confirmação do percurso de especialização espanhola, modulada pelos factores locais e pelo modelo de negócio da PSA, e a emergência de embriões de transformação, de futuro incerto. A metodologia, sistémica, é composta por um sistema integrador macroeuropeu...

A internacionalização da indústria automóvel na europa: o caso do grupo Volkswagen, da Toyota Motor Corporation e da Ford Motor Company

Campos, Renato Jorge Tomás da Costa
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.8%
Mestrado em Gestão. / Classificação JEL: L62 - Automobiles; Other Transportation Equipment M16 - International Business Administration; O mundo, apelidado de “aldeia global” (McLuhan, 1962), tem permitido uma maior aproximação não só de pessoas como de países, originando grandes alterações em todas as indústrias. Tal facto obriga a um desenvolvimento e a um aperfeiçoamento de estratégias e processos de internacionalização que cada vez são mais fundamentais para as empresas a nível mundial. Esta dissertação vai incidir sobre a indústria automóvel, uma das mais afetadas pela crise que assolou o mundo no passado ano de 2008. E a Europa, berço da referida indústria, tem sido o continente em que a recuperação da força e robustez que outrora caracterizaram o seu sector automóvel se tem afigurado mais árdua, como o demonstram os dados dos últimos 5 anos, onde se registaram os valores de vendas mais baixos das últimas três décadas (ACEA, 2013). Nesta tese vão estudar-se os diferentes processos de internacionalização para a Europa de três fabricantes de automóveis provenientes dos três principais continentes da indústria automóvel: o Grupo Volkswagen, a Toyota Motor Corporation e a Ford Motor Company. Para tal...

Controlo estatístico do processo : um estudo de caso numa empresa na área da indústria automóvel

Godina, Radu
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
No quadro de crescente globalização, a economia confronta as empresas com inúmeros desafios, já não chega produzir, as premissas actuais assentam na qualidade como condição para se atingir a produtividade e a competitividade. E, dado que a qualidade não é estática, está constantemente a ser alterada, porque os clientes são cada vez mais exigentes, qualquer organização empresarial, que queira ser competitiva, tem que inovar. No ambiente competitivo em que vivemos as organizações procuram cada vez mais produzir com qualidade com o menor custo possível, ao garantir assim a sua própria sobrevivência. Uma das respostas a essa procura é o Controlo Estatístico do Processo (CEP) – um poderoso método de gestão que permite a melhoria da qualidade e a eliminação de desperdícios. Este trabalho propõe-se a melhorar a qualidade de um processo através do uso do CEP numa empresa da indústria automóvel, bem como efectuar um estudo dos conceitos associados à metodologia e pretende demonstrar todas as vantagens associadas à sua utilização, como forma de melhoria de qualidade e redução de desperdícios. Para o efeito, foi estudada a metodologia existente da implantação do CEP nesse mesmo processo, e procurou-se uma maneira de a adaptar à realidade da empresa após ter sido efectuada a recolha de amostras e as interpretações das cartas de controlo...

Paradigmas de gestão de cadeias de abastecimento e avaliação de desempenho: o caso particular do paradigma verde na indústria automóvel

Alberto, Joana Teixeira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
Uma boa gestão da cadeia de abastecimento é crucial quando se pretende estar ao nível da concorrência. Num ambiente de incerteza cada vez mais as cadeias de abastecimento necessitam de adoptar novos paradigmas que as ajudem a ser mais competitivas. Os paradigmas lean, ágil, resiliente e verde são abordados neste trabalho e são apresentadas as suas características e atributos mais relevantes, bem como o seu impacto/consequências na cadeia de abastecimento. Devido à extrema importância que é dada aos impactos ambientais, este trabalho apresenta como principal enfoque paradigma verde, propondo um modelo conceptual para avaliar a influência de práticas verdes no desempenho da cadeia de abastecimento. O modelo proposto apresenta algumas práticas verdes e medidas de desempenho, com a finalidade de estudar a influência desse tipo de práticas no desempenho de uma cadeia de abastecimento. Também são estudadas as medidas que melhor reflectem a influência das práticas verdes no desempenho das cadeias. Para identificar estas relações, cinco proposições foram sugeridas e estudadas com base em oito empresas da indústria automóvel. A análise dos dados, permitiu descobrir quais as práticas verdes e medidas de desempenho consideradas mais importantes para os gestores das cadeias de abastecimento em estudo e quais as que são efectivamente utilizadas. Com os resultados deste estudo...

As políticas públicas e o custo do trabalho: um contributo para a competitividade da indústria automóvel em Portugal

Nascimento, Suelen Cristina Tavares do
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.79%
Dissertação de Mestrado em Gestão e Políticas Públicas; O esforço da investigação concentra-se em identificar qual a categoria de políticas públicas que, segundo a análise do discurso dos entrevistados comparado às impressões do Relatório de Competitividade Global 2013-2014, pode promover o ambiente competitivo da indústria automóvel em Portugal e verificar, dos doze pilares da competitividade, se a eficiência do mercado de trabalho, e o custo do trabalho, apresenta a maior vulnerabilidade para a competitividade da indústria. A escolha da indústria automóvel portuguesa foi estratégica dada a sua relevância socioeconómica global, além de possuir as características fundamentais para atingir os objetivos definidos. Utilizámos a metodologia de investigação qualitativa e tendo o método sido, predominantemente, comparativo, recorremos à fontes primárias e secundárias de pesquisa. Os resultados apontaram que, para além de um ambiente macroeconómico pouco fértil e dinâmico, os custos de contexto, a elevada carga fiscal e o difícil acesso ao financiamento são os maiores entraves à competitividade, de acordo com a análise do discurso dos entrevistados e dos resultados do Relatório. Além disso, o custo do trabalho jamais foi citado como um problema enfrentado pela indústria mas...

Paradigmas de gestão de cadeias de abastecimento e avaliação de desempenho: o caso particular do paradigma verde na indústria automóvel

Alberto, Joana Teixeira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
Uma boa gestão da cadeia de abastecimento é crucial quando se pretende estar ao nível da concorrência. Num ambiente de incerteza cada vez mais as cadeias de abastecimento necessitam de adoptar novos paradigmas que as ajudem a ser mais competitivas. Os paradigmas lean, ágil, resiliente e verde são abordados neste trabalho e são apresentadas as suas características e atributos mais relevantes, bem como o seu impacto/consequências na cadeia de abastecimento. Devido à extrema importância que é dada aos impactos ambientais, este trabalho apresenta como principal enfoque paradigma verde, propondo um modelo conceptual para avaliar a influência de práticas verdes no desempenho da cadeia de abastecimento. O modelo proposto apresenta algumas práticas verdes e medidas de desempenho, com a finalidade de estudar a influência desse tipo de práticas no desempenho de uma cadeia de abastecimento. Também são estudadas as medidas que melhor reflectem a influência das práticas verdes no desempenho das cadeias. Para identificar estas relações, cinco proposições foram sugeridas e estudadas com base em oito empresas da indústria automóvel. A análise dos dados, permitiu descobrir quais as práticas verdes e medidas de desempenho consideradas mais importantes para os gestores das cadeias de abastecimento em estudo e quais as que são efectivamente utilizadas. Com os resultados deste estudo...

Controlo estatístico do processo : um estudo de caso numa empresa na área da indústria automóvel

Godina, Radu
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
No quadro de crescente globalização, a economia confronta as empresas com inúmeros desafios, já não chega produzir, as premissas actuais assentam na qualidade como condição para se atingir a produtividade e a competitividade. E, dado que a qualidade não é estática, está constantemente a ser alterada, porque os clientes são cada vez mais exigentes, qualquer organização empresarial, que queira ser competitiva, tem que inovar. No ambiente competitivo em que vivemos as organizações procuram cada vez mais produzir com qualidade com o menor custo possível, ao garantir assim a sua própria sobrevivência. Uma das respostas a essa procura é o Controlo Estatístico do Processo (CEP) – um poderoso método de gestão que permite a melhoria da qualidade e a eliminação de desperdícios. Este trabalho propõe-se a melhorar a qualidade de um processo através do uso do CEP numa empresa da indústria automóvel, bem como efectuar um estudo dos conceitos associados à metodologia e pretende demonstrar todas as vantagens associadas à sua utilização, como forma de melhoria de qualidade e redução de desperdícios. Para o efeito, foi estudada a metodologia existente da implantação do CEP nesse mesmo processo, e procurou-se uma maneira de a adaptar à realidade da empresa após ter sido efectuada a recolha de amostras e as interpretações das cartas de controlo...

Pré-Tratamento à Base de Silanos para Substratos em Aço Inoxidável a Utilizar na Indústria Automóvel

Nunes,S.; Alves,P.; Pereira,I.
Fonte: LNEG - Laboratório Nacional de Energia e Geologia, I.P. Publicador: LNEG - Laboratório Nacional de Energia e Geologia, I.P.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
66.67%
A indústria automóvel está cada vez mais exigente, sendo portanto fundamental aprofundar e melhorar os seus processos de pintura. Com vista a garantir um melhor desempenho na protecção anticorrosiva, neste trabalho procurou utilizar-se alternativas aos substratos vulgarmente usados na pintura a pó (aço, alumínio e aço galvanizado), como é o caso do aço inoxidável. Sabendo à partida que a vulgar fosfatação utilizada no pré-tratamento químico dos substratos de ferro, não é adequada para o aço inoxidável, uma vez que não permite obter um revestimento com boa aderência e boa protecção anticorrosiva a longo prazo, recorreu-se a um recente tipo de pré-tratamento químico na área da pintura automóvel à base de silanos. Este trabalho teve como objectivo final a obtenção de um bom revestimento para peças de aço inoxidável, tanto em termos de aderência como em termos de uma boa protecção anticorrosiva. Para a avaliação do comportamento anticorrosivo, foram utilizados ensaios de envelhecimento artificial acelerado, como é o caso de exposição em câmara de nevoeiro salino e em câmara de humidade. A caracterização física do revestimento foi realizada avaliando a sua aderência ao substrato pelo método da quadrícula e a sua dureza pela resistência ao risco. Complementarmente...