Página 1 dos resultados de 86619 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Morphologic evaluation of the use of a latex prosthesis in videolaparoscopic inguinoplasty: an experimental study in dogs; Avaliação morfológica da utilização de prótese de latex na inguinoplastia videolaparoscópica: estudo experimental em cães

SOUSA, Luiz Henrique de; CENEVIVA, Reginaldo; COUTINHO NETTO, Joaquim; MRUÉ, Fátima; SOUSA FILHO, Luiz Henrique de; SILVA, Orlando de Castro e
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.32232%
PURPOSE: To evaluate the morphological aspects of the behavior of 4 types of latex biomembranes implanted in preperitoneal videolaparoscopic inguinoplasty. METHODS: Sixteen inguinoplasties were performed in 12 dogs: group 1 received an impermeable latex biomembrane in the right inguinal region and a prolene prosthesis, as control, in the contralateral inguinal region; groups 2, 3 and 4 received latex biomembranes respectively containing impermeable polyamide, 1-mm thick porous polyamide and 0.5-mm thick porous polyamide. Macro- and microscopic evaluations of the inguinal region and of the removed implants were made on the 7th, 14th, 21st and 28th days in group 1 and on the 28th postoperative day in the other groups. RESULTS: We observed absence of hematoma, seroma and infection; presence of tortuosities; induction of vascular neoformation, inflammatory reaction and collagen deposition, and full encystment of the latex biomembranes, except that with fine porous polyamide, which was partially incorporated, with the formation of microcysts. No latex biomembrane induced fibrosis as observed in the prolene control group. CONCLUSIONS: The biomembranes maintain induction of the healing process without fibrosis, are fully encysted and, except for the one with fine porous polyamide...

Avaliação da resistência à tração de couro vegetal de tecido de algodão impregnado com látex de cinco cultivares de seringueira (Hevea spp.) e vulcanizado; Evaluation of tension resistance of vegetal leather of cotton cloth coated with latex from five different rubber tree clones (Heave spp) and vulcanized

Servolo Filho, Henrique José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.315361%
O couro vegetal é obtido através do revestimento de tecido de fibras celulósicas com látex de campo ou concentrado, extraído de seringueira (Hevea spp.). A produção do couro vegetal já ocorre atualmente, possibilitando manter os seringueiros da região norte do Brasil em sua atividade com melhor valor agregado ao produto, sendo ainda submetido ao processo de vulcanização associado à defumação. Adicionalmente, dá ao produtor de seringueira possibilidade de agregar valor ao seu produto e cria alternativa de matéria-prima com padrão de qualidade para a indústria da moda que trabalha exclusivamente com couro animal. Entretanto, há pouca informação científica e tecnológica sobre os processos de produção e métodos de avaliação do couro vegetal. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a resistência à tração de couro vegetal produzido tecido de algodão impregnado com látex de diferentes cultivars de seringueira e submetido à vulcanização lenta. Amostras de látex de cinco cultivars de seringueiras GT 1, PR 107, PB 235, IAN 873 e RRIM 600, em campo de competição de clones do Campo Experimental do Departamento de Produção Vegetal da ESALQ/USP foram preparadas para vulcanização com mistura de aditivos padrões e utilizadas para impregnação de tecido de algodão cru...

Efeitos da utilização de  insulina e de um implante transitório de biomembrana de látex natural, derivado da seringueira Hevea brasiliensis, em um modelo experimental de perfuração traumática de membrana timpânica; Effects of the treatment using insulin and a transitory natural latex biomembrane implant from rubber tree Hevea brasiliensis, in an experimental model of traumatic perforation of tympanic membrane

Araújo, Marcos Miranda de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.354238%
Nos últimos anos, houve uma tendência na busca por substâncias reguladoras que pudessem otimizar o processo de cicatrização de membranas timpânicas (MTs) perfuradas. Objetivos: Determinar os efeitos da utilização da insulina tópica e da biomembrana de látex natural, de forma isolada e em associação, no processo de cicatrização de perfurações traumáticas de MTs. Materiais e Métodos: MTs de 61 ratos Wistar foram perfuradas nas porções anterior e posterior ao cabo do martelo. Os animais foram divididos em quatro grupos: Controle, Insulina, Látex e Insulina+Látex. No grupo Insulina, as perfurações foram tratadas com uso tópico de insulina regular. No grupo Látex, tratadas com biomembrana de látex natural. No grupo Insulina+Látex, tratadas com associação da insulina e da biomembrana de látex. As MTs foram avaliadas por técnicas histológicas com três, cinco e sete dias após sua perfuração traumática. Foram analisadas as morfometrias das espessuras das camadas epitelial, fibrosa e mucosa; tamanho da perfuração; área de secção transversal da MT; avaliação semiquantitativa e qualitativa da produção de colágeno por microscopia de polarização; e avaliação imuno-histoquímica das células epiteliais...

Identificação dos fatores associados à sensibilização e alergia ao látex em pacientes com defeito de fechamento do tubo neural; Identification of factors associated with latex sensitization and allergy in patients with defects of neural tube closure

Garro, Laila Sabino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.39019%
A alergia ao látex representa um importante problema de saúde em pacientes denominados de risco e está relacionada com a ocorrência de diversas manifestações clínicas, inclusive reações potencialmente fatais. O estudo de fatores associados à sensibilização e alergia ao látex é fundamental para o estabelecimento de medidas eficazes quanto à prevenção, tratamento e conhecimento do prognóstico. O principal grupo de risco para a alergia ao látex são os pacientes com defeito de fechamento do tubo neural. O estudo atual teve como objetivo principal identificar fatores clínicos e sorológicos associados à sensibilização e alergia ao látex em pacientes com defeito de fechamento do tubo neural. A pesquisa também analisou concentrações de corte de IgE específica sérica para látex e alérgenos do látex que pudessem identificar pacientes sensibilizados e alérgicos ao látex e avaliou o comportamento da IgG4 específica para látex como fator de proteção associado à ausência de sintomas. Com o intuito de responder estas perguntas, foi realizado um estudo transversal tipo coorte retrospectiva com 400 pacientes com defeito de fechamento do tubo neural, entre 0 e 18 anos, que estavam em seguimento na Associação de Assistência à Criança Deficiente - AACD. Após responderem a questionário específico...

Alergia látex-fruta

MARIN, Flávia Andréia; PERES, Suely Prieto de Barros Almeida; ZULIANI, Antônio
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 95-103
Português
Relevância na Pesquisa
36.32847%
O látex está sendo considerado o alergênico do ano 2000, tendo em vista que inúmeros indivíduos, principalmente profissionais da área de saúde e pacientes submetidos a várias intervenções diagnósticas e terapêuticas, estão freqüentemente expostos aos alérgenos do látex, presentes em produtos de borracha natural. As manifestações clínicas conseqüentes às reações alérgicas de hipersensibilidade imediata vão desde rinite, urticária, conjuntivite, angioedema, asma, até anafilaxia. Estudos recentes estão demonstrando que pacientes alérgicos ao látex desenvolvem concomitantemente sensibilização a certos alimentos de origem vegetal, especialmente frutas como papaia, figo, banana, abacate, kiwi, pêssego, abacaxi, melão e castanha, acreditando-se numa provável ocorrência de reações cruzadas entre os alérgenos do látex e destas frutas. Faz-se, então, uma revisão sobre a alergia ao látex, em particular sobre os grupos de risco, incluindo a presença de reatividade cruzada entre o látex e as frutas.; The latex is being considered the allergenic agent of the year 2000, taking into account that several individuals, mainly health care professionals, and patients who had undergone many diagnostic and therapeutic interventions...

Alergia ao látex e a frutas em profissionais da área da saúde

Marin, Flávia Andréia; Peres, Suely Prieto de Barros Almeida; Venturini, Maria do Carmo; Francisco, Rosane C. Melchiori; Zuliani, Antônio
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 415-421
Português
Relevância na Pesquisa
36.32232%
INTRODUÇÃO: A alergia ao látex tornou-se um risco crescente aos indivíduos expostos, como os profissionais da área da saúde, tendo como agravo a associação com hipersensibilidade a vários alimentos, especialmente frutas. OBJETIVO: Avaliar a freqüência de sensibilização ao látex e a frutas em profissionais da área da saúde. MÉTODOS: Foram avaliados 53 profissionais da saúde, 81,9% do sexo feminino, aplicando-se questionário alergológico e testes cutâneos por puntura para alérgenos inaláveis, do látex e de frutas (mamão papaia, kiwi, abacate, banana, figo, tomate, noz). RESULTADOS: Dos 53 indivíduos estudados, 15 (28,5%) eram alérgicos ao látex. A sensibilidade a frutas foi diagnosticada em 14 (26,4%), dos quais 10 (18,8%) apresentavam teste por puntura positivo para o látex; as frutas alergênicas mais freqüentes foram papaia (80,0%), kiwi (60,0%) e abacate (50,0%). CONCLUSÃO: Estes achados demonstram a existência da alergia látex-fruta, como descrito na literatura, sendo de suma importância uma avaliação in vivo em profissionais da área de saúde, caracterizados como potencial grupo de risco.; INTRODUCTION: Latex allergy is becoming an increasing risk to exposed individuals, such as the health care workers...

Caracterização dos constituintes do látex e da borracha natural que estimulam a angiogênese

Agostini, Deuber Lincon da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 87 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
36.32232%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Materiais - FC; As membranas de borracha natural são usadas frequentemente como material biológico na indução de angiogênese e neoformação. Neste trabalho foram realizados estudos com objetivo de identificar os componentes do látex que são responsáveis pelo processo de angiogênese e neoformação. O látex, as fases centrifugadas do látex e as membranas da borracha natural, tratados termicamente em 60, 85 e 120ºC, foram liofilizados para a redução de água nos mesmos. A caracterização de tais materiais foi realizada por espectroscopia infravermelha (FTIR), micro-Raman, ressonância magnética nuclear (NMR - 1H e 13C), difração de raio x (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e microscopia de força atômica (AFM), análise do termogravimétrica (TG) acoplado com infravermelho (TG/FT-IR), calorimetria exploratória diferencial (DSC), análise dinâmico mecânica (DMA) e o método de Bradford. Nos resultados de espectroscopia no infravermelho, micro de Raman, NMR (1H e 13C), de raios x e TG/FT-IR; os componentes químicos do látex, das fases centrifugadas do látex e das membranas da borracha natural foram identificados. A técnica de TG foi utilizada para avaliar a estabilidade térmica e os resultados mostraram que as membranas obtidas a 60ºC possuem maior estabilidade. Nos resultados de DSC notou-se que a transição vítrea acontece em ~ -68ºC...

Estabilização de latex polimericos por sorção de solventes organicos

Atilio de Oliveira Cardoso
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/1998 Português
Relevância na Pesquisa
36.396487%
A estabilidade coloidal à adição de NaCI, de látex homopoliméricos de poliestireno (PS-M e PS-LEV), e copoliméricos de poli[estireno-co-(metacrilato de butila)] (P(SBMA), PS/PBMA e PBMA/PS) foi modificada pelo intumescimento das partículas com tolueno e clorofórmio,obtido pela exposição dos látex a vapores dos solventes,a 25°C. Os latex foram obtidos por polimerização em emulsão aquosa. K2S2O4 e Na2S2O4 foram usados como iniciadores de polimerização na síntese dos látex homopoliméricos e copoliméricos, respectivamente. O surfactante Renex 300 (não-iônico) foi usado na síntese do látex PS-LEV. Os surfactantes SDS (aniônico) e Brij 35 (não-iônico) foram usados na síntese do látex PS-M. SDS e Renex 300 foram usados na síntes dos látex copoliméricos. P(SBMA) é um copolímero aleatório, obtido pela polimerização simultânea dos monômeros. PS/PBMA e PBMA/PS possuem domínios homopoliméricos, obtidos pela polimerização sequencial dos monômeros. As partículas do látex PS/PBMA apresentam um caroço de poliestireno recoberto por uma casca de polimetacrilato de butila. A estabilidade dos látex em tempo curto foi determinada medindo a variação da turbidez das dispersões (l = 600 nm), durante os 30 segundos subsequentes à adição do sal. A velocidade inicial de coagulação do látex P(SBMA) diminui por um fator de 10 após 20 horas de exposição a tolueno. Experimentos de titulação turbidimétrica usando NaCI mostraram que tolueno e clorofórmio influem diferentemente sobre a velocidade inicial de coagulação dos látex PS-M...

Topoquimica de filmes de particulas de latex de Poli(estireno-co-acrilamida)

Erico Teixeira Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2003 Português
Relevância na Pesquisa
36.315361%
Esta tese demonstra efeitos da microquímica de partículas de látex sobre a formação de filmes e monocamadas de partículas de poli(estireno-co-acrilamida) (PS-AAM) usando técnicas microcópicas. O látex foi fracionado por sedimentação sob gravidade produzindo três frações de partículas com propriedades morfológicas e químicas diferenciadas. A fração do fundo contém as partículas mais uniformes, que formam cristais coloidais e filmes macrocristalinos opalescentes. Três características principais dos filmes de partículas foram analisadas: (i) a heterogeneidade e segregação das partículas nos filmes; (ii) a distribuição de solutos do soro do látex sobre o substrato; e (iii) a anisotropia dos agregados bidimensionais de partículas e sua influência sobre a distribuição dos solutos do soro do látex. Foram usadas as seguintes técnicas de microscopia de varredura de sonda (SPM): microscopia de força atômica de não-contato (AFM), microscopia de varredura de potencial elétrico (SEPM) e microscopia ótica de varredura em campo próximo (SNOM). Foram também usadas técnicas de microscopia eletrônica (EM) de transmissão (TEM), com aquisição de imagens espectroscópicas eletrônicas (ESI), e de varredura (SEM)...

Caracterização de latex poliestirenicos por centrifugação em gradiente de densidade

Jose Machado Moita Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1994 Português
Relevância na Pesquisa
36.362695%
Esta tese compreende 5 partes. 1-Síntese dos látex de poliestireno e poli(estireno-co-(ácido acrílico)], onde são expostas algumas informações básicas sobre polimerização em emulsão e é descrito o procedimento utilizado na síntese dos látex de PS e PSAA usados nesse trabalho. 2-Caracterização dos látex de poliestireno e poli[estireno-co-(ácido acrílico)], onde os produtos de síntese são analisados pelas técnicas: espectros - copia no infravermelho, ressonância magnética nuclear de C e H, difração de raios-X, microscopia eletrônica de transmissão, cromatografia de permeação em gel, viscometria e densimetria. Os látex de poliestireno sintetizados através de um mesmo procedimento apresentaram a mesma distribuição de tamanho das partículas, com diâmetro médio de 80 nm, porém diferentes massas molares, 2,2x10 na primeira síntese e 3,5x10 na segunda. O espectro infravermelho mostrou a predominância de conformações trans em um dos látex de poliestireno. A conversão de monômero a polímero chegou a 87%. O látex de PSAA apresentou um diâmetro médio de 70 nm, sendo mais polidisperso que os látex de poliestireno. 3-Propriedades reológicas do látex de poliestireno, onde é descrito o comportamento reológico do látex de poliestireno em diferentes concentrações de sal...

Clusia : cultura de tecidos e importancia do seu latex na sobrevivencia das especies

Claudio Augusto Gomes da Camara
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2001 Português
Relevância na Pesquisa
36.35729%
Com o intuito de correlacionar a composição química do látex à sobrevivência das espécies foram analisadas 12 clúsias pertencentes a 4 seções taxonômicas (1- Chlamydoclusia: C. nemorosa, C. rosea, C. grandiflora; 2- Criuva: C. criuva, C. parviflora; 3- Phloianthera: C. hilariana, C. lanceolata 4- Cordylandra: C. fluminensis, C. paralicola, C. weddelliana, C. panapanari, C. spiritu-sanctensis) e 2 híbridos (C. paralicola X C. weddeliana e C. lanceolata e C. nemorosa). Testes bioautográficos, com estes látex revelaram principalmente para as frações polares atividades bactericida e fungicida, enquanto que o látex produzido por plantas híbridas foi menos ativo contra os microorganismos testados (bactérias: Escherichia coli CCT 5050; Bacillus subtilis CCT 0089; Rhodococcus equi CCT 0541; Staphylococcus aureus CCT 4259; Micrococus luteus CCT 2720; Salmonella typhymurium CCT 0528, e fungos: Aspergillus fumigatus CCT 01277; Aspergillus niger CCT1435; Fusarium oxysporum CCT 3244; Rhizopus oryzae CCT 4964; Alternaria alternata CCT 1250; Cladosporium cladosporioides CCT5039 e Candida albicans CCT 0776). A composição química dos látex foi semelhante para todas as espécies. 30% dos sólidos em suspensão no látex eram polissacarídeos constituídos por arabinose (de 29.82 a 59.15%)...

Assistencia de enfermagem perioperatoria a pacientes alergicos ao latex; Peroperative nursing assistance to patients allergic to latex

Regina Maria da Silva Feu Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.32847%
A elaboração da Sistematização da Assistência de Enfermagem é um dos meios de que o enfermeiro dispõe para aplicar seus conhecimentos técnico-científicos e humanos na assistência ao paciente e caracterizar sua prática profissional, colaborando na definição do seu papel. O objetivo do presente estudo, foi contribuir para diminuir o risco de acidentes alérgicos, durante o período perioperatório, quando do atendimento a pacientes alérgicos ao látex, identificando antecedentes de risco e transmitindo-lhes informações sobre a alergia ao látex. Trata-se de um estudo prospectivo, de caráter descritivo e exploratório realizado com pacientes cirúrgicos eletivos, com história pregressa de reação comprovada a produtos que continham látex. Como resultados, foram identificados produtos que continham látex e produtos isentos de látex, para atendimento perioperatório. Por meio da visita pré-operatória, foram identificados fatores que pudessem expor o paciente a riscos. A proposta da confecção de um protocolo perioperatório para atendimento de pacientes alérgicos ao látex foi particularmente importante e encontra-se em fase de pré-teste. É importante destacar que é função do enfermeiro do centro cirúrgico proporcionar estrutura física...

Sintese e caracterização de latex copolimericos de poli[estireno-co-(metacrilato de butila)]

Andre Luiz Herzog Cardoso
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.35091%
A determinação da heterogeneidade de composição química entre partículas de látex copoliméricos é um problema importante, e para o qual não existem atualmente metodologias bem estabelecidas. Neste trabalho, a heterogeneidade de látex copoliméricos de poli[estireno-co-(metacrilato de butila)] foi determinada por centrifugação em gradiente de densidade, combinada às espectroscopias de ressonância magnética nuclear (RMN) e no infravermelho (IV). Este sistema foi escolhido devido a proximidade de densidade entre os homopolímeros correspondentes. Os látex foram preparados segundo três procedimentos diferentes: i) adição simultânea dos dois monômeros [P(SBMA)]; adição de estireno, seguida de metacrilato [PS/PBMA]; iii) adição de metacrilato, seguida da adição de estireno [PBMA/PS]. Nos três casos foram utilizadas quantidades equimolares dos dois monômeros. O tamanho médio de partícula dos látex, determinado por espalhamento dinâmico de luz, está situado na faixa de 60 a 80 nm; o potencial zeta médio é de aproximadamente -55 mV; os látex apresentam uma composição química mais rica em monômero metacrílico, em relação à composição de alimentação. O látex P(SBMA) é formado por cadeias atáticas estatísticas. Já os outros dois látex preparados por polimerização em estágios apresentam uma distribuição de domínios bem acentuada...

Prevalência e Factores de Risco para Síndrome Látex-Frutos em Doentes com Alergia ao Látex

Gaspar, A; Pires, G; Matos, V; Loureiro, V; Morais-Almeida, M; Rosado-Pinto, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Publicador: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.32232%
A associação de alergia ao látex e alergia alimentar a frutos e outros vegetais com reactividade cruzada com látex é denominada síndrome látex-frutos (SLF). Não existem estudos que avaliem factores de risco para SLF em doentes alérgicos ao látex, nomeadamente incluindo diferentes grupos populacionais de risco. Objectivo: Investigar a prevalência e factores de risco para SLF. Material e Métodos: Foram estudados 61 doentes alérgicos ao látex, com média etária de 25.9 (±16.6) anos e relação sexo M/F de 0.3/1, pertencendo a diferentes grupos de risco: 15 com espinha bífida (EB), 13 submetidos a múltiplas cirurgias sem EB e 33 profissionais de saúde (PS). A todos os doentes foram efectuados questionário, testes cutâneos por prick (TC) com aeroalergénios comuns e látex(extractos comerciais) e alimentos com reactividade cruzada descrita com látex (extractos comerciais e alimentos em natureza), IgE total sérica (AlaSTAT®, DPC) e IgE específica para látex (UniCAP®, Pharmacia Diagnostics). Definiu-se SLF se história clínica e TC para o alimento positivos. Resultados: A prevalência de SLF nos doentes alérgicos ao látex foi 28% (17). Os alimentos implicados foram castanha-71% (12), banana-47% (8), pêssego-29% (5)...

Prevalência e Factores de Risco para Síndrome Látex-Frutos em Doentes com Alergia ao Látex

Gaspar, A; Pires, G; Matos, V; Loureiro, V; Morais-Almeida, M; Rosado-Pinto, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Publicador: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.32232%
A associação de alergia ao látex e alergia alimentar a frutos e outros vegetais com reactividade cruzada com látex é denominada síndrome látex-frutos (SLF). Não existem estudos que avaliem factores de risco para SLF em doentes alérgicos ao látex, nomeadamente incluindo diferentes grupos populacionais de risco. Objectivo: Investigar a prevalência e factores de risco para SLF. Material e Métodos: Foram estudados 61 doentes alérgicos ao látex, com média etária de 25.9 (±16.6) anos e relação sexo M/F de 0.3/1, pertencendo a diferentes grupos de risco: 15 com espinha bífida (EB), 13 submetidos a múltiplas cirurgias sem EB e 33 profissionais de saúde (PS). A todos os doentes foram efectuados questionário, testes cutâneos por prick (TC) com aeroalergénios comuns e látex(extractos comerciais) e alimentos com reactividade cruzada descrita com látex (extractos comerciais e alimentos em natureza), IgE total sérica (AlaSTAT®, DPC) e IgE específica para látex (UniCAP®, Pharmacia Diagnostics). Definiu-se SLF se história clínica e TC para o alimento positivos. Resultados: A prevalência de SLF nos doentes alérgicos ao látex foi 28% (17). Os alimentos implicados foram castanha-71% (12), banana-47% (8), pêssego-29% (5)...

Prevalência de sinais/sintomas sugestivos de sensibilização ao látex em profissionais de saúde

Mathias,Lígia Andrade da Silva Telles; Botelho,Marcos P F; Oliveira,Laudinely M de; Yamamura,Silvio J B; Bonfá,Renato L G; Marsura,Solange
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.333945%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As referências na literatura sobre reações aos derivados do látex têm aumentado significativamente nos últimos anos. Faltam, entretanto, dados do nosso país relativos à prevalência de sensibilização ao látex nos profissionais da área da saúde. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de sinais/sintomas sugestivos de sensibilização ao látex em profissionais da área da saúde. MÉTODO: Após aprovação pelo Comitê de Ética foram selecionados indivíduos pertencentes ao quadro da instituição: funcionários do Setor de Limpeza, Contabilidade e Divisão de Enfermagem do Centro Cirúrgico; Médicos da Cirurgia, Ginecologia, Obstetrícia, Anestesiologia, Unidade de Terapia Intensiva e Clínica Médica. Após consentimento informado, os indivíduos foram submetidos a um questionário sobre: idade, sexo, categoria profissional; tipo e tempo de contato profissional com derivados do látex; tipo de luva; sinais/sintomas sugestivos de sensibilização ao látex dentro e fora do ambiente hospitalar; sinais/sintomas sugestivos de atopia e de alergia a alimentos. RESULTADOS: Foram avaliados 326 questionários (193 mulheres e 133 homens, com idade entre 30 e 73 anos). Setenta e cinco por cento dos entrevistados apresentaram até 10 anos de tempo na profissão. A prevalência dos sinais/sintomas sugestivos de sensibilização ao látex dentro do ambiente hospitalar em relação aos grupos compostos pelos funcionários do Setor de Contabilidade (não expostos a derivados do látex no ambiente de trabalho) e o restante dos indivíduos (expostos a derivados do látex no ambiente de trabalho) mostrou diferença significativa (p < 0...

Anti-ulcer activity of Synadenium grantii latex

Costa,Larissa L. G.; David,Vanessa C.; Pinto,Rodrigo M. C.; Minozzo,Bruno R.; Kozlowski Junior,Vitoldo A.; Campos,Letícia A.; Silva,Rosi Z.; Beltrame,Flávio L.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.32232%
Synadenium grantii Hook f., Euphorbiaceae, is popularly known as leitosinha or janaúba. The diluted latex (18 drops/L of water) is commonly used in the south of Brazil to treat gastric disturbances. This study evaluated phytochemical screening and toxicity using Artemia salina Leach of crude bark extract and also latex. The toxicity and the anti-ulcer activity of S. grantii latex were also tested in rats. Phytochemical results showed presence of tannins, terpenes, unsaponificable substances, coumarins and anthraquinones in the crude bark extract and terpenes in the latex. Gas chromatography-mass spectrometry (GC-MS) analysis demonstrated the presence of diterpene tigliane esters in the latex, identified as 12-deoxyphorbol-13-(2-metilpropionate) and phorbol 12,13,20-triacetate. The toxicity results using A. salina presented CL50 26.58μg/mL and CL50 778.66μg/mL, for the latex and the crude bark extract respectively. The toxicological hepatic parameters of the diluted latex were not different to the control group (p<0.05). The eosinophils cells showed an increase in both the diluted and pure latex groups. The pure latex showed gastric protection of 90% (p<0.05) and the diluted latex showed 6% compared to the negative control. Therefore...

Avaliação de algumas propriedades de concretos estruturais com agregados graúdos reciclados modificados com látex estireno-butadieno; Evaluating of coarse recycled aggregates and the use of styrene-butadiene latex in the concrete constitution of medium resistance concrete structures

Ballista, Luiz Paulo Zuppani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2003 Português
Relevância na Pesquisa
36.32847%
Esta pesquisa objetiva avaliar o emprego de agregados graúdos reciclados (produzidos a partir do entulho de construção e demolição) e o emprego do látex estireno-butadieno (polímero sintético) nas propriedades de concretos estruturais de média resistência. Todos os estudos são conduzidos comparando-se as propriedades de concretos com agregados naturais sem adição de látex, e de concretos com agregados graúdos reciclados com e sem adição de látex. Na primeira fase da pesquisa, são avaliadas propriedades físicas e mecânicas destes concretos. São analisados três traços (com diferentes consumos de cimento) modificados com quatro percentagens de látex e submetidos a quatro formas de cura. Os resultados da primeira fase formam a base para a segunda fase da pesquisa, na qual apenas um dos traços contendo uma determinada porcentagem de látex e sob uma única forma de cura é submetido a ensaios em célula de corrosão acelerada e aderência aço-concreto. Como resultado principal, tem-se que o emprego conjunto de agregados graúdos reciclados e látex estireno-butadieno fornece concretos com resistência mecânica equivalente aos concretos contendo agregados naturais e com desempenho em ambientes agressivos e aderência aço-concreto também semelhantes. Conclui-se...

Perioperative latex hypersensitivity reactions: an integrative literature review; Hipersensibilidad al latex en el peri-operatório: una revisión integradora de la literatura; Hipersensibilidade ao látex no período perioperatório: revisão integrativa da literatura

Mota, Aline Nair Biaggio; Turrini, Ruth Natalia Teresa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.343267%
This article characterizes hypersensitivity reactions during anesthetic-surgical procedures. This integrative literature review was conducted in the LILACS, CINAHL, COCHRANE and MEDLINE databases including papers published from 1966 to September 2011. A total of 17 case reports, two prevalence studies and one cohort study were identified. Latex reactions were mainly type III and the primary source of intraoperative reaction was latex gloves. The average time for clinical manifestation was 59.8 minutes after anesthetic induction; 44.4% of patients reported a reaction to latex at the pre-anesthetic evaluation. It was determined that the history of allergic reactions to latex obtained in the pre-anesthetic evaluation does not ensure the safety of patients if the staff is inattentive to the severity of the issue. There is also a tendency to initially attribute the anaphylactic event to the anesthetic drugs.; Este estudio tuvo como objetivo caracterizar las reacciones de hipersensibilidad al látex en la anestesia. Ha sido realizada una revisión integradora de la literatura en LILACS, CINAHL, COCHRANE y MEDLINE, con una selección de artículos publicados en periódicos indexados de 1966 hasta septiembre 2011. Fueron identificados 17 casos clínicos...

Sistema de aglutinación con látex para el diagnóstico rápido de la leptospirosis en Cuba

Obregón,Ana Margarita; Fernández,Carmen; Rodríguez,Islay; Balbis,Yinia; Martínez,Beatriz; Rodríguez,José
Fonte: Organización Panamericana de la Salud Publicador: Organización Panamericana de la Salud
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.347268%
OBJETIVOS: Evaluar la sensibilidad, la especificidad, la reproducibilidad y la estabilidad de cinco sistemas de aglutinación con látex diseñados para detectar anticuerpos contra leptospira en sueros de humanos y de animales, basados en los serogrupos de Leptospirade mayor circulación en Cuba. MÉTODOS: Se realizó un estudio analítico descriptivo con 706 sueros humanos (65 sueros positivos a anticuerpos contra leptospira mediante microaglutinación (MAT) y hemaglutinación (HA); 156 sueros negativos, según MAT y HA; 485 sueros de 424 pacientes con signos clínicos o epidemiológicos de leptospirosis); y 29 sueros de animales (16 equinos, 6 bovinos, 5 porcinos, 1 canino y 1 ovino). Todas las muestras se evaluaron con cinco conjugados de látex con células enteras de Leptospira interrogans de los cuatro serogrupos de mayor circulación en Cuba en el período entre 2002 y 2004. Con las células obtenidas de los cultivos celulares de cepas tipo se obtuvieron cuatro conjugados específicos (látex-Canicola, látex-Icterohaemorrhagiae, látex-Pomona y látex-Sejroe) y un conjugado de látex con la mezcla de las células de esos cuatro serogrupos a partes iguales (látex-Pool). Adicionalmente, las muestras se evaluaron con el sistema comercial de aglutinación con látex Lepto Tek Dri Dot (bioMerieux...