Página 1 dos resultados de 103 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Incorporação de informações secundárias para gerenciar o risco no planejamento de lavra de curto prazo.; Incorporation of secondary information for risk planning short time manage.

Carrasco Arbieto, Carlos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2006 Português
Relevância na Pesquisa
38.842986%
O planejamento de lavra de curto prazo é normalmente executado utilizando-se número reduzido de informações de sondagem. Para aprimorar o gerenciamento de riscos geológicos no planejamento de lavra de curto prazo é necessário utilizar um universo maior de informações. Como é normalmente inviável obter novas informações de sondagem, esta dissertação propõe uma metodologia de utilização de amostras de pó de perfuratriz (a partir de furos de desmonte) como uma fonte de informação secundária e assim aprimorar a qualidade das estimativas. Neste sentido, foi adotada uma técnica de co-estimativa da variável P2O5 das sondagens (variável primária) em conjunto com a variável P2O5 do desmonte (variável secundária) baseado no modelo Marcoviano MM2, pelo qual é possível combinar as duas informações (sondagem e desmonte) na estimativa de um modelo de blocos. Este processo permitiu a modelagem de atributos geológicos de forma mais detalhada o que contribuiu para uma melhor interface entre o planejamento de curto prazo e a operação da mina. A metodologia proposta também possibilitou acessar uma população maior de informações geológicas o que contribui para a criação de planos operacionais mais aderentes aos objetivos de produção mensal ou semanal...

Metodologia de planejamento estratégico de lavra incorporando riscos e incertezas para a obtenção de resultados operacionais.; Strategical minnig planning methodology incorporating risks and uncertanties to obtain operational results.

Silva, Nelson Camurugi Senhorinho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
39.150913%
O planejamento estratégico de lavra corresponde ao processo para se determinar o "melhor" projeto e sequenciamento da lavra, segundo uma estratégia previamente estabelecida. É considerado um elemento chave para o sucesso de um empreendimento de mineração, uma vez que subsidia o processo decisório sobre a sua condução e desenvolvimento. Métodos de planejamento estratégico de lavra convencionais estão baseados em modelos determinísticos, que não são capazes de tomar em consideração a variabilidade intrínseca dos principais elementos que os compõem, consequentemente, podem apresentar resultados bastante distantes da realidade e muitas vezes até comprometer a viabilidade do empreendimento. As incertezas geológicas são consideradas como as principais contribuintes para que projetos de mineração falhem em alcançar as expectativas originalmente projetadas. Este estudo apresenta uma metodologia abrangente, que de forma multi-estagiada, utiliza modelos condicionalmente simulados para quantificar e transferir os riscos associados às propriedades geológicas ao longo do processo de planejamento de lavra. Esta função de transferência integra e incorpora distintos métodos de análises quantitativas, incluindo: Teoria Gráfica; Teoria dos Conjuntos; Realces Flutuantes; e Programação Dinâmica. Seus resultados são finalmente convertidos em atividades de lavra...

Aprimoramento do controle de qualidade do minério no planejamento de lavra de curto prazo: estudo de caso.; Improvement of the quality control of mining en the planning of short term - cause study.

Faria Junior, Agenor de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
38.925698%
Melhorar o conhecimento sobre o minério lavrado é um desafio enfrentado diariamente pelas empresas de mineração. O presente trabalho trata de um estudo realizado na mina de apatita, localizada na cidade de Cajati, interior do Estado de São Paulo, de propriedade da Bunge Fertilizantes S/A, onde são abordados temas relacionados ao planejamento de lavra de curto prazo, visando o aprimoramento dos procedimentos de coleta de amostras de pó-de-perfuratriz, que são sistematicamente coletadas com o objetivo de controle de qualidade da lavra, contribuindo para uma efetiva melhoria na gestão do planejamento de lavra e na tomada de decisões. Os resultados obtidos mostram que, da forma como as amostras são coletadas, ocorre um enriquecimento do teor de P2O5, podendo levar a tomada de decisões erradas por parte da operação da mina.; Improve knowledge of the ore mined is a challenge faced daily by mining companies. This paper is a study in apatite mine, located in the city of Cajati, within São Paulo,propriety of Bunge Fertilizantes S/A, where are treated issues related to short term planning of the mine to improve procedures for collecting dust samples drilling, which are systematically collected for the purpose of quality control of mining...

Análise da sensibilidade do seqüenciamento de lavra em função da incerteza do modelo geológico

Peroni, Rodrigo de Lemos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
49.076143%
Quantificação de incerteza e risco tem aplicação direta no projeto de limites de cava e na programação de produção. Pequenas variações nas condições de contorno de um projeto podem ter impacto significativo sobre o retorno final do mesmo na ordem de milhões de dólares. Preço de mercado do bem mineral, o custo de capital, taxas de atratividade, etc, são fatores usualmente testados para analisar a viabilidade de um empreendimento, porém, raramente é considerada a incerteza relacionada ao atributo geológico em questão. O propósito de um planejamento de lavra tem sido prover subsidio para o engenheiro de minas decidir sobre a capacidade de minerar determinadas unidades de lavra do depósito a partir de teores estimados. Salienta-se porém que existe, a partir dos dados amostrais, incertezas a respeito do modelo geológico que devem ser consideradas ao se projetar uma cava e desenvolver a lavra. A simulação geoestatistica tem a capacidade de produzir múltiplos modelos equiprováveis, os quais podem ser avaliados independentementecomo possíveis cenários do depósito mineral. Simulação condicional, ao contrário de técnicas de interpolação e estimativa, provê respostas para questões associadas a risco devido à variações nos teores do modelo geológico. Ao gerar múltiplos cenários tem-se acesso à probabilidade e conseqüentemente às variações de retorno financeiro e rotas de extração de minério de um projeto. o presente trabalho tem como objetivo a investigação de novas metodologias que contribuam para a construção de cenários de planejamento de lavra e avaliação do impacto provocado nestes pela incerteza fornecida a partir de modelos simulados. As respostas buscadas dentro da abordagem sugerida por esse trabalho...

Fatores geológicos no planejamento de lavra de rochas ornamentais

Di Giorgio, Daniele
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
49.036895%
O setor da extração de rochas ornamentais alimenta um mercado que no Brasil movimenta US$ 2,1 bilhões por ano (Villaschi, 2000). Infelizmente, a maioria das empresas brasileiras que atuam nessa área investe poucos recursos em pesquisas para o planejamento de lavra. Deste modo, são sobretudo as instituições de pesquisa que se encarregam da tarefa de efetuar os estudos necessários para um melhor aproveitamento dos materiais ornamentais extraíveis no País. Esse trabalho, em particular, abordou dois problemas específicos (i) o estudo da variação de cor dos sienitos ornamentais lavrados no Complexo Alcalino de Tunas e (ii) a influência das estruturas na lavra do Sienito Piquiri. Os sienitos extraídos em Tunas (PR) são caracterizados por mostrarem uma variabilidade na coloração. A variedade verde é a mais interessante pela sua raridade como produto natural. Para entender quais são as causas desta variabilidade cromática foram efetuadas observações petrográficas, análises litogeoquímicas e ao microscópio eletrônico de varredura. Mediante as análises foi possível determinar que o conteúdo em ferro pode ser um dos fatores que proporcionam a característica coloração verde nos sienitos de Tunas. Processos de alteração deutérico-hidrotermal são outras possíveis causas que participaram na referida coloração. Os resultados obtidos podem ser utilizados como base para poder hipotizar a localização de novas frentes de lavra de rocha ornamental no CAT ou em maciços geologicamente semelhantes Na lavra do Sienito Piquiri (RS) o controle estrutural do maciço influi decisivamente na recuperação da lavra. O levantamento estrutural convencional aliado ao levantamento de fraturas horizontais por meio de georradar pode auxiliar no processo de blocometria...

Análise estrutural no planejamento de lavra de rocha ornamental

Di Giorgio, Daniele; Koppe, Jair Carlos; Quadros, Telmo Fernando Perez de; Klein, Sergio Luiz; Costa, Joao Felipe Coimbra Leite
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.8432%
A análise estrutural de um maciço rochoso é uma importante ferramenta a ser aplicada ao planejamento de lavra de rocha ornamental. Além do mapeamento das descontinuidades, é importante definir-se como estão distribuídas as tensões no maciço rochoso. Nesse trabalho, apresenta-se uma análise estrutural do Sienito Piquiri, RS, com aplicação no planejamento da lavra. Os dados coletados durante o levantamento estrutural constituíram um banco de dados utilizado para determinar os eixos de paleotensão. A análise efetuada distinguiu duas fases de deformação, sendo possível separar os tipos de fraturas (R, C, T e P). As fraturas com direções entre 2600 e 100 foram consideradas mais problemáticas em relação às operações de lavra. A identificação das zonas menos intensamente fraturadas permitiu um aumento na recuperação dos blocos de sienito.; Structural analysis of rock mass is an important tool to be used for mine planning of dimensional stones. Besides the structural mapping, it is important to define the stress distribution within the rock mass. This paper describes the results obtained from the application of structural analysis at the Piquiri Syenite, Rio Grande do Sul, Brazil, to aid dimensional stones quarry planning. Collected data during the structural survey constitute a data base used to determine the paleostress axes. The analyses performed distinguished two phases of deformation and were possible to separate the types of fracture into R...

Estratégia de controle de qualidade de minérios na lavra utilizando simulação geoestatística

Gambin, Fernando; Costa, Joao Felipe Coimbra Leite; Koppe, Jair Carlos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.000625%
Novas centrais térmicas utilizam carvão ROM (run of mine) na geração de energia termoelétrica. Assim, flutuações de qualidade do carvão serão transferidas da mina para o consumidor final. Contratos entre produtor-consumidor estabelecem limites para parâmetros geológicos e tecnológicos do produto final (minério ROM). O descumprimento dos limites estabelecidos gera penalização e/ou rejeição de lotes de minério. O custo elevado dessas penalizações recomenda o controle de qualidade do minério no produto final. A utilização de técnicas geoestatísticas visa a caracterizar a qualidade e a variabilidade do minério a ser lavrado. Tradicionalmente, essa estratégia utiliza um modelo de blocos gerado por um estimador tradicional, geralmente krigagem ordinária. A estimativa dos blocos por krigagem não considera a incerteza associada ao modelo geológico, não sendo adequada para prever flutuações locais. Diferente da krigagem, os métodos de simulação geoestatística têm como objetivo reproduzir a variabilidade in situ e a continuidade espacial dos dados originais. Uma vez que os teores e sua variabilidade são estimados, flutuações da qualidade do minério podem ser previstas para determinada rota de lavra e certo tamanho de lote entregue ao consumidor. Diferentes tamanhos de lote são testados a fim de obter-se o controle das flutuações da qualidade do minério. Esse procedimento é aplicado em um estudo de caso em mineração subterrânea de carvão no sul do Brasil. A utilização de simulação geoestatística possibilida acessar a incerteza associada à qualidade de determinado volume de minério no depósito.; The new generation of coal fired power plants in Brazil are expected to use ROM coal as fuel. Thus...

Benefício do adensamento amostral com perfilagem geofísica no planejamento de lavra a curto prazo; Benefit of additional samples derived from geophysical logging to short term mine planning

Oliveira, Leandro José de; Souza, Fabricio Souza de; Costa, Joao Felipe Coimbra Leite; Koppe, Jair Carlos; Salvadoretti, Paulo; Bastiani, Gustavo Antônio; Carvalho Junior, José Adolfo de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.79517%
Sondagens com amostragem são comumente utilizadas e de extrema importância para o desenvolvimento da pesquisa e do planejamento da lavra. No entanto, esse tipo de informação é cara de ser obtida e, freqüentemente, sondagem exploratória é usada em planejamento de curto prazo. Sondagens exploratórias, invariavelmente, são coletadas em uma malha amostral incompatível com a resolução necessária para estimar blocos de curto prazo. Esse estudo analisa os volumes obtidos com krigagem ordinária a partir de estimativas utilizando distintas fontes de informação: i.e. sondagem com testemunho em malha de 140 x 140 m e a partir de dados amostrados por perfilagem geofísica em malha 10 x 10 m. A interpretação da perfilagem permitiu a inferência dos valores de espessuras das camadas. Foi utilizada, para comparação, uma área-piloto e foram perfilados os furos destinados ao desmonte com explosivos nessa área. Houve uma diferença muito significativa entre o volume estimado por krigagem ordinária com as informações pouco densas de espessuras obtidas por sondagem exploratória, se comparado com o volume real (aproximadamente 26%). Contudo, praticamente, não houve diferença entre o volume real e o volume calculado pelos dados da perfilagem geofísica. Uma malha de amostragem muito espaçada pode levar a erros grosseiros...

Impacto de diferentes algoritmos e geometria de depósitos minerais no planejamento de longo prazo

Candido, Mateus Toniolo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.79517%
O principal objetivo do planejamento mineiro é determinar a distribuição de quantidade e qualidade do minério ao longo de uma sequencia de tempo, ou seja, determinar o minério necessário para tornar o projeto técnica e economicamente viável. Esse sequenciamento é fundamental para o sucesso financeiro de uma atividade de mineração e, atualmente, este sequenciamento ideal pode ser obtido por meio de vários aplicativos computacionais de mineração. Cada um deles têm suas particularidades que geralmente não são levadas em conta. As alterações resultantes de modelos diferentes de cava final podem ter impacto significativo sobre o sucesso da empresa tanto financeira quanto operacionalmente. A maioria dos estudos de planejamento de lavra apresenta a cava final calculada por um único algoritmo escolhido pelo engenheiro de projeto, devido à disponibilidade ou conhecimento em determinado aplicativo computacional. É importante que se tenha em mente que o objetivo do planejamento de lavra a longo prazo é definir os limites de cava final e o projeto de exaustão para um depósito mineral com base em uma função benefício, considerando fundamentalmente as receitas e os custos envolvidos desde a lavra até o processo e comercialização do produto. Além disso...

Incorporação da variabilidade dos teores para análise de risco de recursos minerais e sequenciamento de lavra

Diedrich, Cássio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
49.05428%
A indústria de mineração investiga continuamente processos de reconciliação e técnicas adequadas para mapear possíveis riscos na recuperação do minério e no planejamento de lavra. Um estudo de caso em uma mina de cobre brasileira investiga a adequação do uso de teores simulados para a definição de áreas de risco que afetam o planejamento mineiro e as reservas minerais definidas. Simulações condicionais foram usadas para derivar múltiplos modelos de teores de cobre dentro de um típico corpo de minério do depósito e esses modelos foram comparados com os dados reais de produção (reconciliação). A comparação permitiu uma melhor compreensão sobre a variabilidade da qualidade e ajudou na definição de um plano de produção mais consistente. Com os intervalos de valores provenientes das simulações foi possível mapear importantes áreas de incerteza que afetam o plano de lavra. Análises de risco foram conduzidas para a definição da cava final através da comparação do limite previsto pela estimativa por krigagem ordinária e as cavas resultantes dos modelos simulados de teor de cobre, sendo possível avaliar os impactos operacionais nos principais fatores econômicos (valor presente líquido e fluxo de caixa descontado). Várias cavas finais foram geradas para vários modelos de blocos simulados...

Análise da variabilidade de teores e sua incorporação no planejamento de lavra; Grade variability analysis and its use in mine planning

Peroni, Rodrigo de Lemos; Costa, Joao Felipe Coimbra Leite; Koppe, Jair Carlos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.46261%
Esse estudo apresenta os resultados obtidos usando técnicas de simulação geoestatística combinadas com técnicas de otimização e sequenciamento para análise do impacto de incerteza dos teores no planejamento de lavra. Abordagens tradicionais utilizam modelos estimados por técnicas geoestatísticas (e.g. Krigagem Ordinária, Krigagem dos Indicadores) ou mesmo técnicas clássicas de estimativa para avaliação de depósitos minerais (e.g. Inverso do Quadrado da Distância, Polígonos, Média Móvel). Da mesma maneira, ao se avaliarem projetos de mineração, normalmente, são feitas análises de sensibilidade aos parâmetros econômicos e é desconsiderada a incerteza associada ao modelo geológico. Esse estudo demonstra que os teores podem ter impacto na incerteza de projetos, tanto no aspecto de projeto de cava, quanto no aspecto de viabilidade econômica (análise de sensibilidade).; This study presents the results obtained using geostatistical simulation techniques combined with pit optimization and sequencing to assess the grade uncertainty impact in mine planning and reserve assessment. Traditional approaches use an estimated model by geostatistical methods (Ordinary Kriging, Indicator Kriging) or even classical methods of estimation (IPD...

Impact in long-term planning of optimization algorithms and mineral deposit geometry; Impacto de diferentes algoritmos e geometria de depósitos minerais no planejamento de longo prazo

Candido, Mateus Toniolo; Peroni, Rodrigo de Lemos; Hilario, Daniel Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.286323%
O principal objetivo do planejamento mineiro é determinar a distribuição de quantidade e qualidade do minério ao longo de uma sequência de tempo, ou seja, minério necessário para tornar o projeto técnica e economicamente viável. Esse sequenciamento é fundamental para o sucesso financeiro de uma atividade de mineração e, atualmente, esse sequenciamento ideal pode ser obtido através de vários aplicativos computacionais de mineração. A maioria dos estudos em planejamento de lavra apresenta a cava final calculada por um único algoritmo escolhido pelo engenheiro de projeto ou, simplesmente, por disponibilidade. Além disso, variações nos aspectos técnicos e geométricos do projeto podem ser impostas provocando diferenças nos resultados. Existem muitos algoritmos implementados em diversos programas comerciais para o cálculo da cava final e sequenciamento de longo prazo, e, por isso, um dos objetivos desse trabalho é verificar a eficácia dos algoritmos que obtiveram maior reconhecimento dentro da indústria mineral e verificar se existem diferenças relacionadas com o tipo de mineralização e depósito onde eles são aplicados. A comparação é realizada usando dois programas comerciais e dois algoritmos diferentes para determinar se as diferenças podem ser observadas para tipos de mineralização distintos. A aplicação da metodologia foi executada em modelos de blocos tridimensionais estimados e os resultados analisados para os três tipos de depósitos: um corpo de minério de cobre disseminado...

Introdução de parâmetros de controle de incertezas para planejamento de lavra

Capponi, Luciano Nunes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
49.18706%
Desde a exploração até o planejamento de lavra, metodologias para quantificação do risco associado ao empreendimento mineiro podem melhorar drasticamente o processo de tomada de decisão. Pequenas variações nas condições de contorno de um projeto podem ter impacto significativo sobre o retorno final do mesmo. Dentro deste contexto, na mineração, a incerteza geológica é vista como um dos principais fatores que contribuem para o insucesso do projeto. A medição e gerenciamento do risco geológico na avaliação do projeto e tomada de decisão pode ser realizada em varias etapas do empreendimento mineiro, desde a quantificação dos recursos, sequenciamento de lavra até a exaustão das reservas. Além disso, a incerteza geológica pode ser traduzida no risco financeiro associado, proporcionando uma análise sobre a viabilidade econômica do empreendimento. A necessidade da quantificação da incerteza geológica já era reconhecida pela indústria de mineração desde a década de 1970, onde estimativas globais e locais eram consideradas insuficientes para a otimização do planejamento de produção, sequenciamento de lavra ou estratégias de homogeneização de pilhas. Desta forma, a simulação estocástica vem desempenhando um papel crucial na construção de modelos de incerteza de teores em depósitos minerais...

Análise de projetos limite : lavra a céu aberto x lavra subterrânea

De Carli, Carla
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.54866%
Com o passar dos anos a sociedade tem se tornado gradativamente mais dependente de recursos minerais para o seu funcionamento e para o desenvolvimento de produtos. A maior parte das coisas que cercam o homem necessita de alguma espécie de bem mineral como matéria prima para sua fabricação. Por isso, cada vez mais, a mineração tem sido objeto de estudos, buscando aprimoramento e desenvolvimento nos métodos de extração de minérios. Existem duas formas utilizadas para a extração de bens minerais, uma por uso de métodos de lavra a céu aberto (OP) e outra através da aplicação de métodos para lavra subterrânea (UG). A definição de qual método deve ser aplicado em cada caso depende de diversos fatores, como profundidade e geometria do corpo mineral, competência da rocha portadora do minério e da rocha encaixante, entre outros, mas ao final, aspectos econômicos predominam para a definição da viabilidade de cada um dos possíveis métodos. Porém, existem casos em que a melhor escolha para minerar o depósito não se dá por umas dessas duas opções, e sim, pela combinação de ambas, ou seja, a aplicação da lavra a céu aberto seguida da extração dos recursos remanescentes por lavra subterrânea. A grande dificuldade...

Sistematização do cálculo de diluição e perdas operacionais para reconciliação de teores e massas em larva a céu aberto

Câmara, Taís Renata
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
38.842986%
Em lavra a céu aberto, a diluição nem sempre é um fator analisado e calculado sistematicamente, muitas vezes é apenas um número ajustado para atender necessidades de auditorias, por exemplo. A diluição, assim como a perda, são fatores que devem ser sempre considerados nas estimativas de teores e massas para quantificação de reservas. Estes fatores andam sempre conjugados e são determinados considerando diversas particularidades do depósito (complexidade geológica, geometria do corpo de minério, dureza da rocha, etc.) e características da operação (equipamentos, geometria de cava, habilidade dos operadores, entre outros). O principal objetivo deste estudo é a determinação de um fator de diluição que possa ser utilizado no planejamento de lavra (modelo de estimativas), levando em consideração diversas particularidades do depósito e da operação, além de considerar fatores objetivos relacionados à geometria. A reconciliação pode ser definida como uma comparação entre teores e massas estimados no modelo de blocos com as medidas reais dos teores e massas produzidos, dentro de um mesmo volume. O processo de reconciliação de teor e massa entre o planejamento e o executado atua como uma maneira para verificar se o planejamento está adequado...

Análise estrutural no planejamento de lavra de rocha ornamental

Di Giorgio,Daniele; Koppe,Jair Carlos; Quadros,Telmo; Klein,Sergio; Leite,João Felipe Costa
Fonte: Escola de Minas Publicador: Escola de Minas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2003 Português
Relevância na Pesquisa
38.843198%
A análise estrutural de um maciço rochoso é uma importante ferramenta a ser aplicada ao planejamento de lavra de rocha ornamental. Além do mapeamento das descontinuidades, é importante definir-se como estão distribuídas as tensões no maciço rochoso. Nesse trabalho, apresenta-se uma análise estrutural do Sienito Piquiri, RS, com aplicação no planejamento da lavra. Os dados coletados durante o levantamento estrutural constituíram um banco de dados utilizado para determinar os eixos de paleotensão. A análise efetuada distinguiu duas fases de deformação, sendo possível separar os tipos de fraturas (R, C, T e P). As fraturas com direções entre 260º e 10º foram consideradas mais problemáticas em relação às operações de lavra. A identificação das zonas menos intensamente fraturadas permitiu um aumento na recuperação dos blocos de sienito.

Uma heurística para o planejamento operacional de lavra com alocação dinâmica de caminhões

Araújo,Francisco César Rodrigues de; Souza,Marcone Jamilson Freitas
Fonte: Escola de Minas Publicador: Escola de Minas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
38.74547%
Esse trabalho trata do planejamento operacional de lavra em minas a céu aberto com alocação dinâmica de caminhões. Esse problema consiste em determinar o número de viagens que cada caminhão deve fazer a cada frente de lavra, bem como decidir em quais frentes de lavra alocar as carregadeiras, de sorte a atender as metas de produção e qualidade requeridas para o minério a ser produzido, fazendo o melhor aproveitamento da frota de veículos disponível. Dada sua complexidade combinatória, o problema é resolvido por meio de um algoritmo heurístico baseado na metaeurística Iterated Local Search. O algoritmo proposto é testado usando-se dados reais e seus resultados são comparados com aqueles encontrados pelo otimizador LINGO aplicado a um modelo de programação matemática.

Planejamento operacional de lavra com aloca??o din?mica de caminh?es: abordagens exata e heur?stica

Ara?jo, Francisco C?sar Rodrigues de
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
38.843198%
Este trabalho trata do planejamento operacional de lavra com aloca??o din?mica de caminh?es. Este problema consiste em determinar o n?mero de viagens que cada caminh?o deve fazer a cada frente de lavra, bem como decidir em quais frentes de lavra alocar as carregadeiras,de sorte a atender ?s metas de produ??o e qualidade requeridas para o m?nimo a ser produzido, fazendo o melhor aproveitamento da frota de ve?culos dispon?vel. Dada sua complexidade combinat?ria, o problema ? abordado por um procedimento heur?stico baseado na metaheur?sticaIterated Local Search. Tamb?m ? formulado um modelo de programa??o matem?tica, o qual serve para validar o m?todo heur?stico proposto. Os modelos propostos s?o testados por meio da utiliza??o de dados reais em um software desenvolvido para este fim. ____________________________________________________________________________________________________; ABSTRACT: This work deals with the Operational Mining Planning in open pit mines with equipment dynamic allocation. This problem consists in determining the number of trips that each truck would do in each mining site as well as deciding in which mining site to allocate the loaders machines, in order to attend the production and quality goals required to the ore production...

O impacto do tipo de amostragem no controle de qualidade na lavra

Faria Junior, Agenor de; Tomi, Giorgio Francesco Cesare de; Sant'Agostino, Lilia Mascarenhas; Costa, Joao Felipe Coimbra Leite
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.000625%
Um dos grandes desafi os enfrentados pela indústria mineral é a difi culdade em prover à usina de benefi ciamento minérios que possuam as especifi cações de teores adequadas para seu bom desempenho. O conhecimento geológico das diferentes litologias que formam uma jazida é etapa fundamental para a garantia da qualidade esperada do minério, mas não é sufi ciente. Após o conhecimento dos diferentes domínios geológicos, que abrange uma série de atividades exploratórias e tem como produto fi nal um modelo tridimensional de blocos, obtido com a utilização de técnicas geoestatísticas, outra atividade igualmente importante é a estimativa de teores, que atribui teores das variáveis de interesse a cada bloco através de técnicas de interpolação como a krigagem. Esse artigo contém a análise comparativa de estimativas dos teores obtidos por três diferentes tipos de amostragem para o controle de qualidade da lavra e apresenta os resultados de uma aplicação prática de estudo de caso na unidade litológica denominada Carbonatito Branco, na Mina de Cajati da Empresa Bunge Fertilizantes S/A, localizada a sudeste do Estado de São Paulo.; One of the major challenges for the mining industry is to supply the processing plant with ore that meets its specifi cations for maximizes production. This can only be achieved if proper knowledge of the geological domains of the orebody is acquired. However...

Metodolgia de planejamento, análises de custos, de mercado e econômica para unidades de produção de agregados para construção civil

Silva, Eduardo Schimitt da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.35253%
A indústria mineral moderna, com ênfase para as grandes minerações de ferro, segundo maior minério em produção no Brasil, é altamente especializada e seus projetos são precedidos de inúmeros estudos econômicos e financeiros, a fim de avaliar a implantação de uma unidade extrativa. Em oposição a esta tendência, podemos encontrar a produção de agregados para a construção civil, o maior segmento mineral do Brasil em número de produção, sendo produzidos mais de 600 Mt/ano desde o ano de 2010, segundo levantamentos do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral). A indústria de produção de agregados, sendo composta em sua maioria por pequenos e médios empreendimentos, utiliza técnicas e procedimentos já abandonados pelas minerações de alto rendimento apresentando, por essa razão, um avanço modesto, o que se constitui em um entrave para a expansão do setor. A demanda por agregados tende a aumentar significativamente, principalmente devido ao crescimento econômico brasileiro, sendo que nos últimos dez anos houve um incremento de aproximadamente 50%. Com o intuito de ilustrar um cenário da indústria de agregados e demonstrar o impacto que um maior desenvolvimento do setor pode acarretar, este trabalho tem por objetivo desenvolver uma metodologia e ilustra-la a fim de instruir a indústria de agregados de uma série de procedimentos comuns ao planejamento de lavra e à economia mineral. Desenvolveram-se estudos desde as fases de levantamentos de pesquisa até considerações mercadológicas...