Página 1 dos resultados de 50 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Mal-estar docente: estudo psicanalítico sobre os impasses docentes na era do chamado declínio da função paterna; Teacher burnout: a psychoanalytic study of the problems faced by teachers in the era of the so-called decline of the paternal function

Mourão, Elaine Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
80.57794%
Às voltas com os meandros do mal-estar docente, buscamos compreender as vicissitudes da pós-modernidade como produtoras de empecilhos, entraves para o processo de escolarização de alunos do Ensino Fundamental I a partir da seguinte hipótese de pesquisa: o mal-estar docente é fruto de uma exacerbação da função materna no campo educativo - que consiste na tentativa de rechaçar a negatividade inerente à condição humana através da exacerbação de um funcionamento perverso, de excluir o erro, o insucesso do aprendizado disseminado pela proliferação de discursos pedagógicos que reiteram que todos podem aprender, nas prerrogativas da eficácia e da tecnicização do ensino, etc. como tentativa de apagar sua impossibilidade o que impede os professores e os alunos de livrarem-se da excessividade do imaginário? Assim, realizamos entrevistas semidirigidas que se debruçaram sobre as dificuldades com as quais os docentes lidam em sua atuação profissional e o modo como as encaram. O número de sujeitos entrevistados foi definido a partir do conceito de saturação teórica o qual estabelece que as entrevistas cessem quando ficar constatado que as entrevistas não fornecem mais elementos para aprofundar a teorização. O material coletado alimentou nossas análises...

O mal-estar docente e os limites da experiência no tempo presente: uma leitura frankfurtiana

Manfré, Ademir Henrique
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 218 f.
Português
Relevância na Pesquisa
49.825215%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação - FCT; This research aims at discussing the topic of the instructor’s inquietude and its relations to the formative activity. From a theoretical approach, this research is part of the Graduation Program in Education of FCT/UNESP/Campus of Presidente Prudente/SP, more specifically of the research line on “Formative process, differences and values”. To investigate our topic we assume the assumption that the instructor’s inquietude is due to the process of expropriation of the experience in nowadays. From this, we investigate what is the instructor’s inquietude so that clarifying its meaning. One of the intentions of this research was to think about the contradictions produced by Modernity in relation to its proposal for cultural formation (Bildung). Initially, we make some considerations in respect of the implication of the educational debate on instructor’s inquietude to motivate the reflection about the poorness of experience in nowadays. In a second moment, we discuss the main Freudian thesis, and of others contemporary experts, about the “Civilizations and its Discontents” as an inherent process to the constitution of subjectivities. Finally...

Angústia e declínio da representação: uma leitura psicanalítica do mal-estar na contemporaneidade

Costa,Domingos Barroso da; Moreira,Jacqueline de Oliveira
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.930073%
Este estudo se propõe a uma análise das transformações verificadas no sujeito e na sociedade no período que marca a transição de uma sociedade fundada na produção para um novo modelo, fundado no consumo. Nesse contexto, parte-se da abordagem do mal-estar que oprimia o sujeito dito moderno, tal qual trabalhado por Freud, para focar a angústia que acomete o contemporâneo, cuja análise não prescinde dos valorosos ensinos de Lacan. Sobre a angústia deste sujeito, que, com outros autores, pode-se denominar pós-moderno, discorre-se acerca de como sua manifestação pode dar-se a partir da sensação de rompimento das amarras que conectam o Simbólico ao Real, e, dessa forma, situam-no na existência socialmente pactuada. A contribuir com essa vertiginosa sensação, merecem destaque o declínio da autoridade e a conseqüente planificação das relações, marcas características da contemporaneidade que podem ser apontadas como causa/efeito de um declínio acentuado na capacidade de representação do sujeito.

Mal-estar, sofrimento e sintoma: releitura da diagnóstica lacaniana a partir do perspectivismo animista

Dunker,Christian Ingo Lenz
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
58.960522%
O objetivo deste artigo é apresentar a noção de forma de vida como conceito útil para a recontextualização da diagnóstica psicanalítica, decorrente dos trabalhos de Jacques Lacan, no quadro da metadiagnóstica da modernidade, desenvolvida pelas teorias sociais, especialmente as de extração crítica. Para justificar a utilidade clínica e crítica do conceito de forma de vida vamos realizar uma redescrição das oposições fundamentais da diagnóstica psicanalítica (falta e excesso, produção e improdução, determinação e indeterminação), consideradas, respectivamente, como derivativos da esfera do desejo, da linguagem e do trabalho. Para tanto, propomos uma homologia entre a psicopatologia psicanalítica e a noção de perspectivismo ameríndio, desenvolvida por Viveiros de Castro (2002), que adquire neste trabalho uma dupla finalidade: 1) responder a críticas dirigidas ao estruturalismo lacaniano em psicopatologia; e 2) justificar a distinção entre sintoma, sofrimento e mal-estar.

O Intermediário na Abordagem Psicanalítica da Cultura

Kaës,René
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
58.262866%
O artigo discute questões que tratam do mal-estar do mundo moderno e suas agudas transformações que afetam as estruturas familiares, os vínculos intergeracionais, a relação entre os sexos e as estruturas de autoridade e de poder. Estas questões são focalizadas á luz da figura teórica do Intermediário: funções do intermediário no campo da vida social e da cultura.

Da necessidade à demanda: produzindo sujeitos

Villari,Rafael Andrés
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
58.792607%
O texto visa mostrar parte da complexidade social atual - através dos conceitos de modernidade e pós-modernidade - enquanto possível produtora de subjetividades afetadas ou condicionadas pela dificuldade na constituição da dimensão simbólica e imaginária do sujeito e também as estratégias que se vislumbram, para a Psicologia, no sentido de poder incidir e intervir sobre essas questões.

Violência e processo civilizatório: excesso, limite, mal-estar

Rodrigues, Mônica Vasconcellos Delfino
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
49.31529%
O presente trabalho empreende uma interpretação do mal-estar no processo civilizatório e de sua atuação na forma de violência na atualidade. Indica que o ingrediente fundamental da Modernidade é o movimento, a circulação. Aponta a inscrição da Modernidade como uma nova organização psíquica que necessariamente introduz uma subjetividade outra que não se define pelo mundo em que se encontra, mas pelo que encontra no mundo, o que faz, o que transforma. Constata que tal inscrição subjetiva se faz, irremediavelmente, pelo signo da violência: seja a violência fundante seja a violência da ordem do gozo, do abuso, do aniquilamento do outro, da crueldade. Ressalta que este duplo encargo da violência aponta a existência de um excesso que acaba por se manifestar em todos os espaços. Revela a impossibilidade de contenção desta força. Sinaliza, no entanto, a possibilidade de sua gestão ética convidando a insistir no valor do desejo como forma de não sucumbir à barbárie.; Ce travail entreprend d’interpréter le malaise dans le processus civilisateur et son action sous forme de violence dans l’actualité. Il indique que la composante fondamentale de la Modernité est le mouvement, la circulation. Il montre l’inscription de la Modernité comme une nouvelle organisation psychique qui introduit une autre subjectivité ne se définissant pas par le monde où elle se trouve...

A Hora e o Nevoeiro: discurso épico, vontade de potência e mal-estar da modernidade no poema Mensagem de Fernando Pessoa

Silva, Francisco Welson Lima da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
129.85781%
Considering articles written for Fernando Pessoa in 1912 about The new Portuguese poetry , where he already proclaimed the appearance of the Super-Camões, poet that would be able to revolutionize Portuguese literature e, concomitantly, to make resurging from rubble the Portuguese nation; we understand that, decades before the writing of Message, the poet was already armed with a Will of Power , expression of Friedrich Nietzsche that incorporate the idea of resurgence to the man like creator of news values. Fernando Pessoa believed to make his poetical word, the epic, restoring word of the ideas of Messianism and Fifth Empire as the pushing force of the new Portuguese largeness. However, we look for to investigate the conditions of Malaise that surround the universe of the poem and that restrict its capacity of action on the reality in its return, a time that the space destined in modernity to the poet and to his poetry hindered him of a devoted and positive action, We select therefore theorist like Sigmund Freud e Walter Benjamin; Considerando os artigos escritos por Fernando Pessoa em 1912 sobre A nova poesia portuguesa , em que ele já proclamava o aparecimento do Super-Camões, poeta que seria capaz de revolucionar a literatura portuguesa e...

O Fausto pessoano segundo a compreensão freudiana de melancolia; Le Faust de pessoa selon la compréhension freudienne de la mélancolie

Silva, Marcela Ìtalo Rodrigues e
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
50.049404%
La présente dissertation se propose à analiser de quelle forme la compréhension freudienne de la mélancolie est présente dans le Faust de Pessoa. On vera de quelle forme la mélancolie comme caractéristique de la modernité projete dans le Faust de Pessoa une autre phase du mythe faustique. On va analiser le retour subjectif sur soi-même comme une issue rencontré par le sujet poétique pour exprimer les temps modernes, dans la transformation/construction du Faust de Pessoa. On commence notre travail présentant um bref parcours historique des principales lectures du mythe de Faust dans la littérature ocidental, de Spiess, Marlowe, Goethe et Mann. À partir de ce parcours, on va vérifier comment le mythe de Faust s’apréhende dans la modernité par Fernando Pessoa. À propos du Faust de Pessoa, on découvre de quelle manière l’oeuvre est construite dans ses trois organisations, par les editeurs Freitas da Costa, Duílio Colombini et Teresa Sobral Cunha. Dans le chapitre suivant, on commence en présentant un embasement théorique des conceptions freudiennes du malaise dans la culture et la mélancolie. On va voir de quelle manière la mélancolie apparaît comme marque d’une époque orienté par la malaise. On va comprendre comment le malaise provoque dans l’être humain un délaissement hériter de sa subjetivité et caractéristique de la modernité. À la fin de notre travail...

Identidades em jogo: duplo mal-estar das professoras e das coordenadoras pedagógicas do Ensino Fundamental I na constante construção de seus papéis; Identities at stake: double ill-feeling of Primary School teachers and pedagogic coordinators in the construction of their roles

Horta, Patricia Rossi Torralba
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.97713%
O objetivo do presente estudo, de cunho teórico-analítico, configura-se como uma tentativa de compreensão da forma pela qual se estabeleceram, no Brasil, as identidades profissionais das professoras de primeiras letras e das coordenadoras pedagógicas, mutuamente referidas, e o mal-estar decorrente das modalidades pelas quais se instituíram, com as reformas educacionais, suas competências desejáveis mediante diferentes descrições das respectivas funções. Na busca de entender teoricamente como se produzem essas identidades nas estruturas hierárquicas das instituições escolares, os aportes teóricos de Foucault forneceram ferramentas úteis para problematizar os saberes vigentes e compreender como certos saberes são desqualificados nas relações de poder. A compreensão de Foucault acerca da relação entre saber e poder, principalmente, possibilita outras leituras dos discursos pedagógicos, acumulados e veiculados como verdades, que permeiam a construção das identidades dessas profissionais. A análise sociológica de Bauman, por sua vez, ajuda a elucidar o presente em que estamos imersos, que ele chama de modernidade \"leve\" e \"líquida\" e, assim, torna possível entender as redistribuições e realocações dos poderes e os novos padrões de dependência na instituição escolar...

A deserção da historia : o pós-modernismo e neoliberalismo como armas ideologicas do capitalismo global : um mal estar mais que um ruptura; The history desertion : the postmodernism and neoliberalism and ideological sources of global capitalism

Gilberto Andrade de Abreu
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
58.330596%
Trata-se de um estudo filosófico desenvolvido no Grupo de Estudos em Filosofia e Educação PAIDEIA, na Linha de Pesquisa Política, Ética e Educação sobre a temática da perda do valor da historicidade nas teorias autoproclamadas de "pós-modernas". A perda de significado e de referências históricas soa como um desdém em relação ao passado. A fragilidade intelectual dessa interpretação vem coroada da noção de impotência da ação emancipatória, restando as resistências internas, seja do trabalho do artista, a indefinição infantil e o silêncio da alma. O pós-modernismo, como forma geral de pensamento, além de antitotalizante e antigeneralizante , rejeita todo tipo de narrativas grandiosas, marcadamente a crítica marxista ao capitalismo, optando por visões descentradas e fragmentárias. Considera conceitos como classe, capitalismo e até o de sociedade como "abstrações sociológicas". É inócua toda forma de projeção ao futuro, imersos que estamos em um presente contínuo, desprovido de qualquer propósito, uma vez que os conceitos de razão e de progresso estão desacreditados e podem provocar tendências de propósitos totalizantes. A História, enfim, nada mais é que distopia e o caos. Há pelo menos duas matrizes do conceito de Pós-Modernidade: o neoliberalismo pressupõe a cultura de massa...

A violência na escola como um sintoma do mal-estar juvenil e institucional na pós-modernidade : a voz do(c)ente

Evangelista, Mauro Gleisson de Castro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
49.773013%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2012.; Esta pesquisa, com auxílio da Psicanálise e da Sociologia da Juventude e da Educação, discute a violência na escola, mediante a fala docente, compreendendo-a como sintoma do mal-estar juvenil e institucional na pós-modernidade. Observa-se que a escola agremia condições ímpares para o (des)encontro destes mal-estares. Os sujeitos desta investigação são professores de uma escola pública que oferece a modalidade de Educação de Jovens e Adultos no período diurno, no Distrito Federal. Suas falas são analisadas por meio da hermenêutica psicanalítica e apresentam profundo sofrimento psíquico em decorrência dos atos disruptivos dos adolescentes e ou dos jovens que ocupam o lugar de alunos e que não mais se ajustam a este papel. Assim, responsabilizam a família e acusam a ausência de apoio do Estado, especialmente quanto à formação continuada, que, quando ocorre, é distante de suas necessidades. Desse modo, conclui-se que a escola, em relação ao adolescente, vivencia crises e conflitos com a lei, que os estatutos de aluno e de jovem estão cada vez mais distantes, que o professor sofre profundo mal-estar e que, apesar de solicitarem formações que os ajudem a lidar com as novas realidades...

Para além do sofrimento : uma possibilidade de re-significação do mal-estar docente

Barroso, Betania Oliveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
69.80271%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2008.; Esta pesquisa teve por objetivo investigar o sofrimento psíquico de professores do ensino fundamental, para uma possível compreensão do mal-estar de docentes que atuam na Rede Pública de Ensino do Distrito Federal, com históricos de afastamento por licenças médicas. Para tanto, a pesquisa se desenvolveu guiada pelos seguintes objetivos específicos: identificação nos relatos das professoras se há manifestação de causas subjetivas (pessoal) e objetivas (do trabalho) geradoras de mal-estar, que levam ao sofrimento psíquico no trabalho docente; verificação nos relatos, quanto aos destinos da angústia que leva ao sofrimento e a possível re-significação; a possibilidade de contribuição para uma reflexão, construção de idéias e atitudes que possibilitem a re-significação do mal-estar na atuação docente. Para tanto, buscamos fundamentação, além da Educação no aporte teórico psicanalítico, bem como em algumas contribuições filosóficas sobre o mal-estar docente na modernidade e a subjetividade no trabalho; a questão do sofrimento do professor e os sintomas que denunciam o sofrimento psíquico e afinal a compreensão do mal-estar...

O mal-estar na modernidade e a psicanálise: a psicanálise à prova do social

Birman,Joel
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1998 Português
Relevância na Pesquisa
90.01919%
O artigo tem a intenção de indicar a presença de dois discursos teóricos opostos em Freud, no que concerne às relações entre sujeito e modernidade. Pretende-se demonstrar que na sua segunda versão, desenvolvida em Ma/- estar na civilização, o discurso psicanalítico realizou uma crítica sistemática de sua versão inicial, esboçada em "Moral sexual 'civilizada' e a doença nervosa dos tempos modernos". Pela construção dos conceitos de desamparo e de mal-estar, o discurso freudiano colocou então a psicanálise à prova do social. Além disso, indica que aquela pôde construir uma leitura sobre a modernidade, ao lado das que foram realizadas por Weber e Heidegger. Finalmente, este percurso tem ainda a finalidade de pensar a crise da psica- nálise na atualidade, nas novas condições do mal-estar na modernidade.

O mal-estar na modernidade e a psicanálise: a psicanálise à prova do social

Birman,Joel
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 Português
Relevância na Pesquisa
90.09844%
O artigo tem a intenção de indicar a presença de dois discursos teóricos opostos em Freud, no que concerne às relações entre sujeito e modernidade. Pretende-se demonstrar que na sua segunda versão, desenvolvida em Mal-estar na civilização, o discurso psicanalítico realizou uma crítica sistemática de sua versão inicial, esboçada em "Moral sexual 'civilizada' e a doença nervosa dos tempos modernos". Pela construção dos conceitos de desamparo e de mal-estar, o discurso freudiano colocou então a psicanálise à prova do social. Além disso, indica que aquela pôde construir uma leitura sobre a modernidade, ao lado das que foram realizadas por Weber e Heidegger. Finalmente, esse percurso tem ainda a finalidade de pensar a crise da psicanálise na atualidade, nas novas condições do mal-estar na modernidade.

A Denegação do mestre: os discursos da dominação e o mal-estar contemporâneo

Bueno, Cleuza Maria de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
59.92341%
A presente tese propõe que há hoje uma denegação do Mestre, quando a mestria é mais do que nunca reafirmada no laço social capitalista dominante, produzindo um modo singular de mal-estar, apesar do apagamento de figuras de Mestre historicamente construídas no campo da religião e do pensamento humano, associadas ao poder e ao saber. A primeira parte trata do mal-estar no laço social, a partir de um percurso teórico que investiga os fundamentos psicanalíticos do laço social, desde os textos culturais de Freud até a concepção lacaniana acerca dos discursos como modos de vínculo fundados na linguagem em conjunção com o gozo, determinados pelas leis do inconsciente. A segunda parte, depois de interrogar o que é o Mestre, recorta uma figura no campo religioso que foi chamado Mestre Divino, o qual como um terceiro simbólico foi ordenador da subjetividade até a modernidade, sendo depois substituído por um mestre constituído num campo não mais divino, mas humano, representado primeiro pelo pensamento filosófico, depois pelo saber científico, Mestre Humano. Este começa seu declínio na medida em que o saber foi se transformando em valor de troca pela entrada em cena de um mestre que não é mais revestido imaginariamente...

O mal-estar na civilização e a condição humana para a felicidade

Rezende, Sarah Arruda Sampaio
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
80.29188%
O presente trabalho acadêmico tem por escopo apresentar a visão do conceito de felicidade dentro do contexto da civilização ou da sociedade, sob a ótica psicanalítica e em duas temporalidades distintas, a saber, a moderna de Sigmund Freud e a Pós- Moderna abordada por autores psicanalíticos e da contemporaneidade. Para Freud, a questão primordial acerca da felicidade seria a possibilidade de consenso entre o que desejam os sujeitos (pulsões), suas satisfações e exigências subjetivas e o desenvolvimento da civilização. Afinal, as exigências de uma civilização são responsáveis pelo mal-estar dos seus indivíduos, pois entram em conflito com os desejos deles e causam perturbações e sintomas, em virtude da repressão das pulsões. Assim, o propósito da vida do ser humano é alcançar a felicidade, o mais alto valor ético do ser humano, seja pela ausência do sofrer, seja pelo prazer. Contudo, viver em uma civilização requer a renúncia do que desejam os instintos dos sujeitos, resultando na insatisfação e, em consequência, no mal-estar. A contribuição de Freud ainda é atual para uma avaliação da felicidade na pós-modernidade: a busca pelo prazer e evitar o sofrer ainda são recorrentes nas civilizações. Na Pós-Modernidade...

MAL-ESTAR E IDENTIDADE EM "A CONFISSÃO DE LÚCIO"; MAL-ESTAR E IDENTIDADE EM "A CONFISSÃO DE LÚCIO"

Beuttenmüller, Eric
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.38727%
Este ensaio analisa a obra  A confissão de Lúcio, de Mário de Sá-Carneiro, principalmente a partir de duas questões, o mal-estar existencial e a identidade. Será mostrado como esse mal-estar, de origem e influência decadentista, serve de força motriz para a questão da identidade trabalhada na obra.; This essay analyses the work A confissão de Lúcio, by Mário de Sá-Carneiro, in which the main focus is in two questions, the existential indisposition and identity. It will be shown how this indisposition is the main force to the question of identity that appears in the work.

A propósito de O Mal-Estar da Pós-Modernidade, de Zygmunt Bauman

Constant Carneiro Leão, Igor Zanoni; Dpartamento de Economia da UFPR; Castro, Demian; Departamento de Economia da UFPR
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
89.68554%
Resumo: este texto faz parte de uma discussão dos autores sobre a pós-modernidade, procurando apresentar seus principais fenômenos e sentidos a partir de notas críticas ao livro O Mal-Estar da Pós-Modernidade, de Zygmunt Bauman, autor que é uma referência nessa área, por colocar em perspectiva a crise atual nas relações de trabalho, mobilidade social, cultura e espaço público. Nossa posição é que os principais fenômenos sociais, econômicos e culturais relativos ao problemático conceito de pós-modernidade ligam-se, sobretudo, à desregulamentação selvagem dos mercados de trabalho no capitalismo contemporâneo.  

O desamparo do indivíduo na modernidade

Macêdo, Kátia Barbosa; Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Fonte: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade Publicador: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade
Tipo: ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
58.95091%
O presente artigo objetiva discutir teoricamente o sujeito na modernidade enfocando o desamparo como condição. Está dividido em duas partes, sendo que a primeira apresenta as principais características do contexto na modernidade, e a segunda aborda o desamparo e seu desenvolvimento teórico na teoria psicanalítica privilegiando Freud. Assim o desamparo é discutido a partir de duas dimensões, sendo a primeira a dimensão erótica e sexual, que tem como protótipo o nascimento, com um excesso de tensão impossível de simbolizar e vivido no real do corpo; a segunda dimensão da renúncia pulsional, ligada ao processo civilizatório e o mal estar decorrente da impossibilidade de satisfação pulsional, tornando o sujeito moderno duplamente desamparado.