Página 1 dos resultados de 38 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Avaliação de agentes bióticos e abióticos na indução de resistência e no controle pós-colheita de antracnose (Colletotrichum gloeosporioides) em mamão (Carica papaya); Evaluation of biotic and abiotic agents on the resistance induction and on the postharvest control of anthracnose (Colletotrichum gloeosporioides) in papaya fruits (Carica papaya)

Cia, Patricia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.810708%
Este trabalho teve como principais objetivos avaliar os efeitos dos agentes bióticos (Saccharomyces cerevisiae, Bacillus thuringiensis, Lentinula edodes e Agaricus blazei), e abióticos (UV-C, irradiação gama, acibenzolar-S-metil, quitosana, ácidos acético e salicílico) na proteção de mamões contra C. gloeosporioides, bem como estudar os mecanismos bioquímicos de resistência ativados no tecido vegetal, em resposta ao tratamento com os agentes de maior eficiência, além de investigar os efeitos destes sobre o desenvolvimento in vitro do fungo. Para tanto, mamões cv. Golden foram inoculados com C. gloeosporioides através de injeção subcuticular de 15 µL da suspensão de esporos e, após 10 h, tratados com os diferentes agentes bióticos e abióticos. Para avaliar a possibilidade de indução de resistência pelos agentes, mamões foram também inoculados após 24, 48 e 72 h dos tratamentos. Os frutos foram armazenados a 25 ºC / 80 %UR por 7 dias e, avaliados diariamente quanto a incidência e severidade da podridão. Ao final do período de armazenamento, efetuou-se a avaliação dos parâmetros físico-químicos (cor de casca e de polpa, firmeza, sólidos solúveis, pH e acidez total). Quando de interesse, as atividades de peroxidase...

Análise diferencial do proteoma da polpa do mamão durante o amadurecimento utilizando eletroforese bidimensional; Differential analysis of papaya fruit proteome during ripening using two-dimensional electrophoresis

Nogueira, Silvia Beserra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
38.356223%
O mamão papaia (Carica papaya L.) é uma fruta tropical de grande relevância comercial uma vez que o Brasil é o maior produtor mundial e terceiro maior exportador da fruta. Contudo, por ser uma fruta climatérica, tem uma vida pós-colheita limitada, devido ao rápido Amaciamento da polpa. Neste trabalho foi realizada uma investigação proteômica comparativa de polpa do mamão verde e maduro. Várias centenas de componentes protéicos (spots) foram resolvidos em géis 2-DE (faixa de pH 4-7) utilizando a eletroforese diferencial em gel (DIGE) e posteriormente as imagens geradas foram analisadas pelo programa PDQuest. Os spots diferencialmente expressos foram retirados do gel, digeridos e sequenciados (ESI-Q-TOF-MS/MS). Em geral, as proteínas diferencialmente expressas foram associadas ao metabolismo do etileno, resposta ao estresse, metabolismo de carbono e outros importantes processos fisiológicos. Os papéis de algumas das proteínas identificadas foram discutidos em relação à qualidade dos frutos do mamão. Este estudo fornece a primeira caracterização das mudanças no proteoma da polpa do mamão durante o amadurecimento. Deste modo a identificação de proteínas envolvidas na instalação ou desenvolvimento do amadurecimento pode contribuir para o entendimento deste processo e...

Produção de biofilme (membrana de biocelulose) por Gluconacetobacter xylinus em meio de resíduos de frutas e folhas de chá verde; Biofilm production (biocellulose membrane), production by Gluconacetobacter xylinus in fruits residues and green tea medium

Vieira, Denise Cristina Moretti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
38.85557%
A biomembrana, que é uma membrana de celulose bacteriana (C6H10O5)n formada na superfície do meio de cultivo durante a fermentação acética, foi obtida através do cultivo associado de Gluconacetobacter xylinus (formalmente Acetobacter xylinum) e Saccharomyces cerevisiae em meio de folhas de chá verde, resíduos de frutas (abacaxi, mamão, laranja), resíduos de vegetais (beterraba), vinho e colágeno em condições estáticas a 28 ± 2°C de 7 a 30 dias de cultivo. Foi incorporado à biomembrana, extrato hidroalcoólico de Calendula officinalis, devido as suas propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e cicatrizantes. A espessura, o diâmetro e o peso da biomembrana foram mensurados e foram calculados a produtividade, bem como o fator de conversão de açúcar em celulose. A caracterização da biomembrana foi realizada por Differential Scanning Calorimetric, espectroscopia infravermelho, Brunauer-Emmett-Teller, resistência à tração e alongamento, microscopia eletrônica (Escola Politécnica - USP) e difração de raio-X. Através destas análises verificou-se que a biomembrana obtida nos diferentes meios de cultivo é composta por celulose, o tamanho médio dos poros variou de 517,9 a 1582,0 nm, a resistência à tração variou de 0...

Modelos mistos para a análise da tonalidade da cor da casca de mamão (Carica papaya L.) cv. "Sunrise Solo", avaliada ao longo do tempo por meio de um scanner e de um colorímetro; Mixed models for analysis of hue peel color of papaya (Carica papaya L.) cv. "Sunrise Solo", measured along time by means of a scanner and a colorimeter

Oliveira, Thiago de Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
27.810708%
O mamão (Carica papaya L.) cv. "Sunrise Solo" é um fruto que apresenta mudança gradual e desuniforme da cor da casca, que vai de verde para amarela. Isso faz com que a metodologia instrumental para avaliação da cor, por meio de um colorímetro, seja subjetiva, devido ao número de pontos observados, bem como às localizações deles no fruto. Como alternativa, foi proposta a utilização de imagens digitalizadas de toda região da casca do fruto, obtidas por meio de um scanner de mesa. Para avaliar a precisão desses métodos, foi conduzido um experimento com 20 repetições. Cada repetição era constituída de um fruto de mamoeiro cv. "Sunrise Solo", mantido sob temperatura e umidade relativa controladas. A cor da casca dos frutos foi avaliada, diariamente, utilizando um colorímetro e um scanner. Com o scanner, foram digitalizadas as duas faces do fruto e, com o colorímetro, foram observados quatro pontos equidistantes, na região equatorial do mesmo. Como a avaliação para cada fruto foi feita ao longo do tempo, os dados são classificados como longitudinais. Assim, utilizaram-se modelos lineares de efeitos mistos para estudar o comportamento da tonalidade média, pois essa técnica permite o uso de diferentes estruturas de variâncias e covariâncias para as matrizes dos efeitos aleatórios e dos erros. O processo de seleção do modelo foi realizado por meio do teste da razão de verossimilhanças e dos critérios de informação AIC e BIC...

Contribuição ao estudo das pectinas do mamão verde (carica papaya)

Nora Rosa Anto Palacios
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1974 Português
Relevância na Pesquisa
69.00126%
Foi estudado o uso do mamão verde nos estados de: fresco, congelado e desidratado, como matéria prima para a obtenção de pectinas, usando os ácidos clorídrico, fosfórico e cítrico a um mesmo pH, com e sem remoção dos sólidos solúveis, assim como com ou sem descascamento da fruta. Foi verificado que não houve alteração notável nas características analíticas dos produtos obtidos, os quais apresentavam os seguintes valores: conteúdo de ácido anidro galacturônico de 75,2 até 77,2%, os pesos equivalentes foram de 725 a 835, sendo os valores mais altos com amostras não submetidas a remoção de sólidos solúveis; o conteúdo de metoxilo variou de 10,3 até 10,83%; a porcentagem de acetilo de 2,0 até 2,7%; as cinzas de 2,5 a 2,63%; a porcentagem de fibras de 6,9 a 7,8% e valores de 197 a 202 para o poder geleificante, sendo os valores mais baixos os correspondentes as pectinas obtidas com mamão fresco descascado e com remoção de sólidos solúveis, cuja extração foi feita com ácido fosfórico. Os rendimentos práticos obtidos com os diferentes ácidos foi de 1,38 a 1,39% da fruta fresca e de 0,799 a 0,856 na fruta desidratado % fruta fresca. O cálculo do peso molecular feito pelo método da viscosidade, deu um valor médio de 62...

Avaliação da fibra de coco verde como material de acolchoamento em sistemas de embalagens para mamão e manga; Evaluation of green coconut fiber as cushioning material in packaging systems for papaya and mango

Clívia Danúbia Pinho da Costa Castro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
28.965654%
Dentre as fibras vegetais, a fibra de coco (Cocos nucifera L.) é uma das mais utilizadas no desenvolvimento de produtos ecológicos. Apesar da grande disponibilidade, devido ao consumo de água de coco, a fibra do coco verde apresenta menor aplicação do que a proveniente do coco maduro. Em embalagens secundárias e de transporte, as fontes celulósicas provenientes de árvores coníferas, apresentam intensa utilização, contudo, ainda não se constatou a utilização de fibras lignocelulósicas no setor de produtos hortícolas. Neste trabalho, buscou-se investigar o desempenho da fibra de coco verde como material de acolchoamento em sistemas de embalagens para duas frutas tropicais: mamão (Carica papaya L.) e manga (Mangifera Indica L.). A parte experimental consistiu na obtenção da fibra de coco, desenvolvimento de mantas de fibra, avaliação do desempenho mecânico como material de acolchoamento e avaliação quanto à vibração em teste de simulação de transporte. Em todos os experimentos, utilizou-se como comparativo, a palha de madeira proveniente de coníferas (Pinus eliottii). Para o mamão, a fibra de coco foi tão eficiente quanto à palha na prevenção de injúrias na polpa, mas não evitou abrasões na superfície. Observou-se também redução na taxa de respiração...

Caracterização física, química, sensorial e de compostos funcionais em mamão verde do grupo Formosa minimamente processado

Ferreira, Francilene Lima
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
59.48285%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina veterinária, 2010.; Este estudo teve com objetivo determinar as características químicas, físicas e sensoriais do mamão „Formosa‟verde minimamente processado acondicionado em duas embalagens (PP e PEBD) e armazenadas sob refrigeração a (5°C e 10°C), caracterizar o perfil do consumidor da cidade de Unaí/MG quanto ao consumo de produtos minimamente processados e a aceitabilidade do produto através de análise sensorial por teste de aceitação de localização central. Os mamões verdes do grupo „Formosa‟ (Tainung 1), foram colhidos no pomar da Escola Agrícola de Unaí/MG e transportados ao Laboratório de Pós-Colheita da Embrapa Hortaliças em Brasília/DF, onde foram sanitizados, processados e armazenados em câmaras frias, mantidas as temperatura de 5° ± 1°C e 10° ± 1°C e umidade relativa de 85 ± 5% por 9 dias. O material processado foi embalado em sacos plásticos PEBD e PP, em porções de 200gramas. O MVMP foi avaliado a cada 3 dias quanto as seguintes características: firmeza, cor (L* a*b*), acidez titulável, pH, relação SS/ATT e fenólicos totais. Observou-se que durante o tempo de avaliação houve um aumento na firmeza em todos os tratamentos...

Mancha fisiológica do mamão: uma perspectiva de obtenção de material genético tolerante

Oliveira,Jurandi Gonçalves de; Pereira,Messias Gonzaga; Martelleto,Luiz Aurélio Peres; Ide,Carlos David
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
28.244321%
A ocorrência do distúrbio fisiológico conhecido como "Mancha Fisiológica do Mamão" (MFM) tem comprometido a qualidade do mamão (Carica papaya L.) produzido no Brasil. A obtenção de material genético tolerante à MFM faz parte das estratégias de ação de médio a longo prazo para minimizar os prejuízos decorrentes da ocorrência desse distúrbio. No presente trabalho, buscou-se avaliar a tolerância de vinte e dois híbridos de mamão à ocorrência da MFM, na região norte do Estado do Rio de Janeiro. Os frutos foram colhidos de um ensaio de competição instalado na Estação Experimental da PESAGRO-Rio, no município de Macaé-RJ. O ensaio consistiu de quatro repetições, num delineamento em blocos ao acaso, sendo que cada parcela foi constituída de oito plantas. Os dados foram submetidos a uma análise de variância e teste de média. Efetuou-se, inicialmente, uma análise conjunta, envolvendo os dois estádios de maturação avaliados - verde-maduro e ¾ maduro; considerando a significância da interação Estádio x Genótipo, procedeu-se a uma análise específica, por estádio de desenvolvimento do fruto. Em função da análise de variância, também, foi calculado o coeficiente de determinação genotípica (H²) para o caráter em estudo...

Patogenicidade de Penicillium sclerotigenum a diferentes frutas e hortaliças em pós-colheita

Oliveira,Idjane S.; Moura,Romero M.; Luz,Edna Dora M. N.; Maia,Leonor C.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
27.83067%
Foi estudada a patogenicidade do Penicillium sclerotigenum, agente etiológico da podridão-verde do inhame, em quinze frutas e hortaliças diferentes. Após a realização de ferimentos em órgãos vegetais sadios, inoculou-se um isolado, reconhecidamente virulento do fungo sobre estas áreas. As avaliações foram feitas mediante uso de uma escala crescente de notas, indicando grau de susceptibilidade de 1 a 3. Os resultados demonstraram que maçã, pêra e banana, além das testemunhas positivas inhame da Costa (Dioscorea cayennensis), inhame nambu (D. alata) e taro, foram suscetíveis. As demais espécies estudadas foram moderadamente suscetíveis: batata inglesa, beterraba, berinjela e taro, ou resistentes: chuchu, cenoura, mamão, pepino, abobrinha, batata doce e aipim. Estes resultados ressaltaram a necessidade de ser evitada a contaminação de embalagens e ambientes compartilhados para a armazenagem do inhame e outros produtos suscetíveis à infecção de P. slerotigenum, especialmente banana, maçã e pêra, principalmente nos trópicos, onde o inhame é muito cultivado e a podridão-verde altamente disseminada. Os resultados obtidos indicaram também que, além das perdas de inhame durante o armazenamento, também perdas de banana...

Lâminas de irrigação e coberturas do solo sobre a incidência da mancha fisiológica e produtividade do mamão "Golden"

Gomes Filho,Aroldo; Oliveira,Jurandi Gonçalves de; Viana,Alexandre Pio; Pereira,Messias Gonzaga
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
28.079136%
Nesse experimento, avaliou-se o efeito de diferentes lâminas de irrigação e coberturas do solo sobre aspectos qualitativos e de produção do mamão cv. "Golden" no período de dezembro de 2003 a novembro de 2004. Utilizou-se delineamento em blocos casualizados, com três repetições, em esquema fatorial. Os resultados encontrados demonstram uma alta correlação entre a época de colheita com a incidência da mancha fisiológica e as variáveis de produção. Com relação à mancha fisiológica do mamão (MFM), confirmou-se o aspecto sazonal de incidência, sendo que a cv. "Golden" apresentou a maior incidência do distúrbio no mês de setembro. Com relação às coberturas de solo, a cobertura morta se mostrou promissora para os fatores em estudo, ao contrário da cobertura verde com a leguminosa Arachis pintoe, pois a mesma, provavelmente, competiu por água e nutrientes com o mamoeiro, acarretando, assim, redução na sua produtividade.

Mancha fisiologica e produtividade do mamão Tainung 01: efeito da lâmina de irrigação e cobertura do solo

Gomes Filho,Aroldo; Oliveira,Jurandi Gonçalves de; Viana,Alexandre Pio; Pereira,Messias Gonzaga
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
28.079136%
Nesse experimento avaliou-se o efeito de diferentes lâminas de irrigação e coberturas do solo, sobre a incidência da mancha fisiológica do mamão e aspectos de produção do mamão cv. Tainung 01, no período de dezembro de 2003 a novembro de 2004. Utilizou-se delineamento em blocos casualizados em esquema fatorial. Quando as interações foram significativas desdobraram-se as mesmas e efetuaram-se as comparações das médias, via Teste Tukey. Os resultados encontrados demonstram uma alta correlação entre os fatores estudados e a época de colheita. Com relação à mancha fisiológica do mamoeiro confirmou-se o aspecto sazonal de incidência, sendo que, a cv. Tainung 01 apresentou a maior incidência do distúrbio, nos meses de setembro e outubro. Com relação às coberturas de solo, a cobertura morta se mostrou promissora para as variáveis de produção, ao contrário da cobertura verde com a leguminosa Arachis pintoi, pois a mesma competiu com o mamoeiro acarretando, assim, redução na produtividade.

Patogenicidade de cepas do Oomiceto Phytophthora spp. em mamão.

DIAS, F. P. M.; OLIVEIRA, V. J. D. S. de; LIMA, D. S. de; SANTOS FILHO, H. P.; DANTAS, J. L. L.; DANTAS, A. C. V. L.
Fonte: In: SIMPÓSIO DO PAPAYA BRASILEIRO, 5., 2011, Porto Seguro. Inovação e sustentabilidade: anais. Porto Seguro: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: SIMPÓSIO DO PAPAYA BRASILEIRO, 5., 2011, Porto Seguro. Inovação e sustentabilidade: anais. Porto Seguro: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
38.079136%
A cultura do mamoeiro é extensamente cultivada no mundo tendo o Brasil como o maior produtor. Dentre os principais problemas inerentes à cultura, destacam-se as podridões do pé e do fruto, causadas pelo oomiceto Phytophthora palmivora. A planta com esta doença apresenta amarelecimento de folhas, queda prematura de frutos, murcha do topo, tombamento e morte da planta. O fruto verde é mais resistente, porém pode ser afetado caso a infecção se dê no caule, próximo ao pedúnculo. Neste caso, o fruto fica enrugado e cai no solo, liberando esporos do oomiceto. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a patogenicidade de nove cepas de Phytophthora spp. em frutos de mamoeiro das cultivares Sunrise Solo e Calimosa, integrantes do Banco Ativo de Germoplasma de Mamoeiro (BAG-Mamão) da Embrapa Mandioca e Fruticultura. A inoculação do oomiceto foi feita de forma direta, fazendo-se um furo no fruto e colocando, em seguida, um disco de meio de cultura contendo o micélio do patógeno. Todos os frutos de mamoeiro avaliados com as nove cepas apresentaram sintomas da doença causada por Phytophthora spp., demonstrando sua patogenicidade, observando-se um comportamento varietal diferenciado, haja vista que frutos da cultivar Calimosa foram mais suscetíveis à podridão do pé do que frutos da cultivar Sunrise Solo.; 2011; PDF. T43.

Avaliação econômica do controle de pragas do mamoeiro cultivado em sistemas de produção integrada e convencional.

SANTOS FILHO, H. P.; SOUZA, J. da S.; OLIVEIRA, A. A. R.; SANCHES, N. F.; CARDOSO, C. E. L.; OLIVEIRA, A. M. G.; ANDRADE, P. R. O.; LOPES, F. F.
Fonte: In: SIMPÓSIO DO PAPAYA BRASILEIRO, 5., 2011, Porto Seguro. Inovação e sustentabilidade: anais. Porto Seguro: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: SIMPÓSIO DO PAPAYA BRASILEIRO, 5., 2011, Porto Seguro. Inovação e sustentabilidade: anais. Porto Seguro: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
27.810708%
Os principais problemas fitossanitários do mamoeiro são causados por vírus, fungos, ácaros e insetos destacando-se o vírus da meleira, da mancha anelar, a pinta preta, as podridões de Phytophthora, o ácaro rajado, o ácaro-branco, a cigarrinha-verde, a mosca-branca e as cochonilhas (MARTINS, 2003; SANCHES et al.2005); Na maioria das propriedades produtoras de mamão, a decisão do controle dessas pragas é tomada após simples constatação da sua presença e, na maioria dos casos, não se leva em consideração a presença dos inimigos naturais nem se faz nenhum tipo de intervenção com produtos biológicos. O controle é feito pela aplicação de produtos químicos em épocas predeterminadas, utilizando, na maioria das vezes, quantidades e princípios ativos inadequados. O controle das pragas no sistema da Produção Integrada de Frutas é baseado em monitoramento para detecção e, se necessário, intervir no controle como é preconizado pelo Manejo Integrado de Pragas - MIP, considerando a presença de inimigos naturais e apenas na parte do pomar em que a praga atinge o nível de dano econômico. O objetivo deste trabalho foi determinar os custos fitossanitários de controle das pragas do mamoeiro comparando o sistema de controle monitorado com o sistema convencional do produtor.; 2011; PDF. T46.

Constituintes da parede celular de duas cultivares de mamão: influência do estádio de maturação

Paiva, Emmanuela Prado de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
29.219475%
As modificações pós-colheita afetam a estrutura da parede celular, composta de uma rede de hemicelulose ligada as microfibrilas de celulose, embebida em uma matriz de pectinas. As principais transformações bioquímicas envolvem ações distintas de enzimas que participam direta ou indiretamente do processo de degradação de componentes da parede celular, promovendo o amolecimento como conseqüência do amadurecimento dos frutos. O entendimento dos mecanismos envolvidos permanece inconcluso principalmente no que diz respeito aos componentes pécticos. Este estudo objetivou avaliar a influência do processo de maturação através das mudanças na cor, firmeza, pH, ºBrix, conteúdo de celulose e fibra detergente ácido (FDA), além de monitorar as principais transformações dos polissacarídeos pécticos através da determinação de pectina, grau de metoxilação e diâmetro dos fragmentos. Tomou-se duas cultivares de mamão - papaya (Carica papaya L) e formosa (Carica sp.) - em três diferentes estádios de maturação (verde, de vez e maduro) para aplicar um ensaio fatorial 2 x 2, cujos dados foram interpretados segundo a estatística γ, para resolução do estádio de maturação e programa R, para demais variáveis...

Mancha fisiologica e produtividade do mamão Tainung 01: efeito da lâmina de irrigação e cobertura do solo

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Português
Relevância na Pesquisa
28.079136%
Nesse experimento avaliou-se o efeito de diferentes lâminas de irrigação e coberturas do solo, sobre a incidência da mancha fisiológica do mamão e aspectos de produção do mamão cv. Tainung 01, no período de dezembro de 2003 a novembro de 2004. Utilizou-se delineamento em blocos casualizados em esquema fatorial. Quando as interações foram significativas desdobraram-se as mesmas e efetuaram-se as comparações das médias, via Teste Tukey. Os resultados encontrados demonstram uma alta correlação entre os fatores estudados e a época de colheita. Com relação à mancha fisiológica do mamoeiro confirmou-se o aspecto sazonal de incidência, sendo que, a cv. Tainung 01 apresentou a maior incidência do distúrbio, nos meses de setembro e outubro. Com relação às coberturas de solo, a cobertura morta se mostrou promissora para as variáveis de produção, ao contrário da cobertura verde com a leguminosa Arachis pintoi, pois a mesma competiu com o mamoeiro acarretando, assim, redução na produtividade.

Amadurecimento do mamão 'Golden': ponto de colheita, bloqueio da ação do etileno e armazenamento refrigerado; Ripening of ‘Golden’ papaya fruit: harvest time, ethylene action blockade and cold storage

Bron, Ilana Urbano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2006 Português
Relevância na Pesquisa
38.42853%
O presente trabalho objetivou estudar como o ponto de colheita, o bloqueio da ação do etileno e o armazenamento refrigerado interferem no amadurecimento e na qualidade do mamão ‘Golden’. No primeiro experimento, foram colhidos mamões ‘Golden’ em 4 estádios de maturação (Estádio 0: totalmente verde; Estádio 1: até 15% da casca amarela; Estádio 2: 16-25% da casca amarela; Estádio 3: 26-50% da casca amarela) e analisados, durante o amadurecimento a 23ºC, quanto às características físicas e químicas (cor da casca, firmeza da polpa, sólidos solúveis, acidez titulável e ácido ascórbico), fisiológicas (respiração e produção de etileno) e sensoriais (sabor, odor, firmeza e aparência). A partir do 2º dia de armazenamento a 23ºC, os frutos apresentaram respiração constante ao redor de 31 mL CO2 kg-1 h-1 para os estádios 0, 1 e 2 e de 37 mL CO2 kg-1 h-1 para o estádio 3. Não foi observado típico comportamento climatérico para nenhum dos estádios. Somente frutos colhidos nos estádios 0 e 1 apresentaram pico na produção de etileno de 2,1 µL C2H4 kg-1 h-1 aos 7 dias e 1,3 µL C2H4 kg-1 h-1 aos 6 dias de armazenamento a 23ºC, respectivamente. Frutos colhidos nos estádios 2 e 3 tiveram notas superiores na avaliação sensorial...

Comportamento de mamoeiros dos grupos de Solo e Formosa ante a presença do ácaro rajado (Tetranychus urticae), da cigarrinha verde (Solanasca bordia) e da cochonilha (Aonidiella comperei).

SANCHES, N. F.; SANTOS FILHO, H. P.; OLIVEIRA, A. A. R.; LOPES, F. F.; ANDRADE, P, R.; CRUZ, J. L.; SANTOS, M. de J.
Fonte: In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010. Publicador: In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
37.810708%
As variedades de mamoeiro tanto do grupo Solo quanto do grupo Formosa sofrem o ataque de pragas sendo o ácaro rajado e as cigarrinhas as mais importantes e presentes em diversos períodos do ano (Santos Filho et al. 2006). Em monitoramentos de pragas realizados por Noronha et al. (2005) foram observadas diferenças de comportamento de mamoeiros dos grupos Solo e Formosa ante a incidência de pragas, porém os estudos não chegaram a resultados conclusivos. Existem diferenças agronômicas entre as variedades desses grupos de mamoeiros que podem determinar maior ou menor incidência das pragas. O grupo Solo, no qual se encontra a maioria das cultivares de mamoeiro utilizadas no mundo, são materiais geneticamente uniformes, consistindo de linhagens puras fixadas por sucessivas gerações de autofecundação e que devido à conformação da copa, tamanho de frutos e outras características utiliza os espaçamentos de 3,00 m x 2,00 m a 3,00 m x 2,50 m. O grupo Formosa, é composto de mamoeiros híbridos de origem chinesa com polpa avermelhada, tamanho médio (1000 a 1300 g) utiliza um espaçamento 4,0 m x 2,0 m. Moraes & Flechtmann (2008) observaram que o ácaro rajado (T. urticae) pode sofrer influência da planta hospedeira assim como pode ocorrer variação interespecífica. Salomão et al. (2006) não conseguiram dados conclusivos quanto à suscetibilidade entre cultivares de mamão dos grupos Solo e Formosa...

Amadurecimento e senescência de mamão com 1-metilciclopropeno

Jacomino,Angelo Pedro; Kluge,Ricardo Alfredo; Brackmann,Auri; Castro,Paulo Roberto de Camargo e
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 Português
Relevância na Pesquisa
28.34312%
O mamão (Carica papaya L.) é uma fruta altamente perecível devido ao rápido amadurecimento após a colheita. A busca de técnicas que ampliem o período de conservação e reduzam as perdas pós-colheita é desejável. Mamões 'Sunrise Solo' foram colhidos em dois estádios de maturação (verde e maduro) e tratados com o antagonista competitivo do etileno 1-metilciclopropeno (1-MCP) nas concentrações de 0, 30, 90 e 270 nL L-1, durante 12 horas a 20ºC. Após o tratamentos os frutos foram armazenados em condições ambientais (20ºC) durante oito dias. A aplicação do 1-MCP (90 e 270 nL L-1) retardou a perda de coloração verde dos frutos e a incidência de podridões. Frutos verdes tratados com 1-MCP (270 nL L-1) apresentaram maior firmeza do que os frutos controle. O 1-MCP não afetou o conteúdo de sólidos solúveis dos frutos. A taxa respiratória e a produção de etileno foram reduzidas nos frutos tratados com 1-MCP (90 nL L-1 e 270 nL L-1) em ambos estádios de maturação. O 1-MCP (90 nL L-1 e 270 nL L-1) aumentou a vida de prateleira dos frutos do estádio verde de quatro para seis dias e dos frutos maduros de dois para quatro dias. Este bloqueador da ação do etileno mostrou-se eficiente para retardar o amadurecimento de mamões e aumentar sua vida de prateleira

Ripening and senescence of papaya with 1-methilcyclopropene; Amadurecimento e senescência de mamão com 1-metilciclopropeno

Jacomino, Angelo Pedro; Kluge, Ricardo Alfredo; Brackmann, Auri; Castro, Paulo Roberto de Camargo e
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2002 Português
Relevância na Pesquisa
28.34312%
O mamão (Carica papaya L.) é uma fruta altamente perecível devido ao rápido amadurecimento após a colheita. A busca de técnicas que ampliem o período de conservação e reduzam as perdas pós-colheita é desejável. Mamões 'Sunrise Solo' foram colhidos em dois estádios de maturação (verde e maduro) e tratados com o antagonista competitivo do etileno 1-metilciclopropeno (1-MCP) nas concentrações de 0, 30, 90 e 270 nL L-1, durante 12 horas a 20ºC. Após o tratamentos os frutos foram armazenados em condições ambientais (20ºC) durante oito dias. A aplicação do 1-MCP (90 e 270 nL L-1) retardou a perda de coloração verde dos frutos e a incidência de podridões. Frutos verdes tratados com 1-MCP (270 nL L-1) apresentaram maior firmeza do que os frutos controle. O 1-MCP não afetou o conteúdo de sólidos solúveis dos frutos. A taxa respiratória e a produção de etileno foram reduzidas nos frutos tratados com 1-MCP (90 nL L-1 e 270 nL L-1) em ambos estádios de maturação. O 1-MCP (90 nL L-1 e 270 nL L-1) aumentou a vida de prateleira dos frutos do estádio verde de quatro para seis dias e dos frutos maduros de dois para quatro dias. Este bloqueador da ação do etileno mostrou-se eficiente para retardar o amadurecimento de mamões e aumentar sua vida de prateleira; Papaya (Carica papaya L.) fruits are highly perishable due the fast ripening after harvest. The search for techniques that extend the shelf life and reduce the post-harvest losses is desirable. In this study...

Radiação gama em mamão papaia colhido em três estádios de maturação; Gamma radiation in papaya harvested at three stages of maturation

Pimentel, Rodrigo Meirelles de Azevedo; Walder, Julio Marcos Melges
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
28.356223%
O mamão é um fruto frágil, perecível, muito apreciado mundialmente. Para que a qualidade do mamão se mantenha da colheita até os consumidores, técnicas de conservação são utilizadas, sendo uma destas a aplicação de radiação gama. O objetivo deste trabalho foi avaliar a aplicação de irradiação gama em mamões colhidos em diferentes estádios de maturação com a intenção de aumentar a vida útil pós-colheita. Mamões foram colhidos em perfeitas condições de qualidade e selecionados pela coloração amarela em três fases distintas: maturação 0, ou início da coloração amarela; maturação 1, com estrias amarelas mais desenvolvidas, e maturação 2, com um terço da casca já amarelo. Metade destes foi irradiada com 0,75 kGy e a outra se tornou testemunhas. A análise se deu em quatro períodos de conservação sendo estes 1 DAI (dias após a irradiação sob refrigeração a 11 ± 1°C), 14 DAI, 14 DAI + 3 DTA (dias a temperatura ambiente a 24° ± 2°C) e 14 DAI + 6 DTA. Não houve diferença entre os mamões irradiados em diferentes estádios de maturação. A irradiação promoveu manutenção da firmeza do mamão e, portanto, retardo no amadurecimento; modificou a cor verde do mamão para tons mais claros e mais intensos o que determinou maior homogeneidade no desenvolvimento da cor amarela da casca (valores de brilho e croma maiores). Não houve efeito da irradiação na perda de massa...