Página 1 dos resultados de 18650 itens digitais encontrados em 0.286 segundos

Mamíferos não voadores (Mammalia) da Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins; Non-volant mammals (Mammalia) from Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins

CARMIGNOTTO, Ana Paula; AIRES, Caroline Cotrim
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
A comunidade de mamíferos terrestres foi amostrada em três localidades (1-Mateiros, TO; 2- Rio da Conceição, TO e 3- Formosa do Rio Preto, BA) no interior da Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins. Para o registro dos marsupiais e pequenos roedores foram utilizadas armadilhas convencionais (5.396 armadilhas.noite) e armadilhas de queda (5.300 pitfalls.noite) nas diferentes fitofisionomias encontradas, entre elas: campo úmido, campo limpo, campo sujo, campo cerrado, cerrado sensu stricto, cerrado com afloramentos rochosos, mata de galeria e mata de galeria úmida. No caso dos mamíferos de médio e grande porte, foram obtidos registros casuais através de observação direta e evidências indiretas (rastros, fezes, crânios e carcaças de animais encontrados mortos). Foram amostradas 24 espécies de pequenos mamíferos e 17 espécies de mamíferos de médio e grande porte, totalizando 41 espécies para a região. Considerando-se os pequenos mamíferos, a comunidade foi representada por várias espécies raras e de abundância intermediária, e poucas espécies muito abundantes. Os roedores cricetídeos dominaram tanto em número de espécies (14) quanto em abundância (50% da comunidade). As espécies se distribuíram, basicamente...

Riqueza e diversidade de mamíferos não-voadores em um mosaico formado por plantios de Eucalyptus saligna e remanescentes de floresta atlântica no município de Pilar do Sul, SP.; Richness and diversity of nonvolant mammals in mosaic of eucalyptus saligna plantations and atlantic forest remnants on Pilar do Sul, SP.

Silva, Claudia Regina da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/03/2002 Português
Relevância na Pesquisa
35.85%
A Floresta Atlântica apresenta alta diversidade de mamíferos com muitas espécies endêmicas. No entanto, poucos estudos enfocam a distribuição, os padrões ecológicos e a utilização por estes animais, de ambientes alterados por ação antrópica em remanescentes de Floresta Atlântica. O Estado de São Paulo apresenta uma extensa área de reflorestamento com Eucalyptus spp mas nenhum estudo sobre a exploração destes ambientes pelas espécies de mamíferos silvestres havia sido realizado neste Estado. Este estudo desenvolvido em um mosaico formado por remanescentes de Floresta Atlântica em contato com plantios de E. saligna teve o objetivo de verificar a riqueza, a composição específica e a diversidade das espécies de mamíferos existentes na área, com especial atenção para o uso dos plantios de E. saligna pelos animais estudados. Para a coleta de pequenos-mamíferos utilizou-se armadilhas do tipo gaiola e pitfalls. Para o registro do uso dos plantios de E. saligna por mamíferos de médio e grande portes utilizou-se, durante 36 noites, parcelas de areia. Ambos os métodos foram utilizados nos três ambientes que compõem a paisagem local: floresta contínua, fragmentos circundados pelos plantios de E. saligna e os próprios plantios. Na área de estudo foram registradas 47 espécies e dentre estas...

Mamíferos não-voadores do Campus "Luiz de Queiroz", da Universidade de São Paulo, em Piracicaba, Estado de São Paulo.; Non-volant mammals of campus "Luiz de Queiroz", university of São Paulo, Piracicaba, SP, Brazil.

Gheler-Costa, Carla
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2002 Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
A Floresta Atlântica, principalmente sua porção localizada no interior do Estado de São Paulo, encontra-se altamente fragmentada e seus remanescentes, em sua maioria, encontram-se envoltos por uma matriz essencialmente agrícola. Este estudo foi realizado no Campus "Luiz de Queiroz", Universidade de São Paulo, localizado no município de Piracicaba, Estado de São Paulo. O mesmo encontra-se inserido no perímetro urbano da cidade de Piracicaba, tendo como limite duas rodovias e o Rio Piracicaba. A paisagem da área de estudo caracteriza-se por um mosaico de pequena áreas florestais envoltas por áreas de pastagens, agricultura e florestamento com espécies exóticas. Os objetivos principais do presente estudo foram: levantamento de mamíferos não-voadores, em escala local, incluindo sua distribuição e abundância de acordo com o mosaico de ambientes resultantes do expressivo impacto causado pelo desenvolvimento humano na área. A coleta de pequenos mamíferos ocorreu durante nove meses, entre fevereiro e outubro de 2001, com um esforço de 7056 armadilhas/dia, tendo sido amostrados sete dos ambientes mais representativos do Campus(florestamento de Eucalyptus e Pinus, fragmento florestal nativo, várzea, plantio de seringueira...

Abundância, densidade e tamanho populacional de aves e mamíferos cinegéticos no Parque Estadual Ilha do Cardoso, SP, Brasil.; Abundance, density and population size of game mammals and birds of Ilha do Cardoso State Park, SP, Brazil.

Bernardo, Christine Steiner São
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
35.81%
O principal objetivo desse trabalho foi obter o índice de abundância, a densidade e o tamanho populacional de mamíferos e aves cinegéticos (preferencialmente caçados) na Mata Atlântica do Parque Estadual Ilha do Cardoso (PEIC), através do método de transecções lineares. Mapas de ocorrência das espécies foram gerados, bem como foram testadas relações entre estrutura da vegetação e variáveis antrópicas com a abundância e ocorrência das espécies. Foram percorridos 273,05 km em 13 trilhas distribuídas por várias regiões do PEIC. Dentre as aves cinegéticas com maior densidade destacaram-se o uru Odontophorus capueira (26,7 indivíduos/ km2), tucanos Ramphastos spp. (8,9 indivíduos/ km2) e jacú Penelope spp. (3,2 indivíduos/ km2). Dentre os mamíferos cinegéticos, o bugio Alouatta guariba (8,9 indivíduos/ km2) e a cutia Dasyprocta leporina (3,4 indivíduos/ km2) apresentaram maior densidade. A jacutinga é uma espécie ameaçada de extinção no Brasil, com tamanho da população que varia entre 203 e 304 indivíduos. Esta é uma das aves caçadas ilegalmente no PEIC por caiçaras, índios Guarani Mbya e pessoas provenientes do entorno do parque, não havendo conhecimento de quantos animais são abatidos anualmente. Foi utilizado um tipo de análise de viabilidade de populações...

Diagnóstico das populações de aves e mamíferos cinegéticos do Parque Estadual da Serra do Mar, SP, Brasil.; Diagnostic of game birds and mammals populations of Serra do Mar State Park, SP, Brazil.

Marques, Renato Matos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
35.81%
O presente trabalho avaliou não somente a abundância e densidade de mamíferos e aves cinegéticas na área do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), mas também identificou fatores que influenciaram a ocorrência e distribuição destas espécies. O PESM tem ao todo 3.150 km2 e é o maior remanescente de florestas contínuas de Mata Atlântica no Brasil. Foram percorridos 633,55 km em 15 trilhas distribuídas em três núcleos do setor norte do PESM. Foram obtidas 184 visualizações, tendo sido registradas 11 espécies de mamíferos e 6 espécies de aves cinegéticas durante os censos, num total de 77 encontros com mamíferos e 107 com aves. Dentre as aves cinegéticas com maior abundância destaca-se o jacu Penelope sp. (0,99 visualizações/10 km) e dentre os mamíferos o esquilo Sciurus aestuans (0,48 visualizações/10 km). As espécies apresentaram padrões diferenciados de uso do habitat, padrão de atividades e ocorrência nas áreas avaliadas. Através da análise de correspondência canônica (CCA) dos fatores ambientais foi possível determinar que de maneira geral as espécies de aves apresentamse correlacionadas com uma maior disponibilidade de frutos carnosos, enquanto que as espécies de mamíferos apresentam-se correlacionadas com parâmetros de estrutura física da floresta tais como cobertura de dossel...

A caça e seus efeitos sobre a ocorrência de mamíferos de médio e grande porte em áreas preservadas de Mata Atlântica na Serra de Paranapiacaba (SP).; The hunting and its effect on the occurrence of medium and large mammals in preserved areas of brazilian Atlantic rainforest in the Serra de Paranapiacaba (SP).

Pianca, Camila Camara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/01/2005 Português
Relevância na Pesquisa
35.83%
A Serra de Paranapiacaba tem o maior remanescente florestal contínuo de Mata Atlântica do Brasil. Poucos estudos sobre caça de animais silvestres foram realizados nesse bioma até o momento. Não existem dados a respeito de pressão de caça de mamíferos e eficiência na fiscalização em unidades de conservação no contínuo de Mata Atlântica do sudeste de São Paulo. Este estudo foi realizado em três áreas na Serra de Paranapiacaba: duas áreas no Parque Estadual Carlos Botelho - PECB (Sede e Base Turvinho) e uma na Reserva Particular Parque do Zizo - RPPZ. O objetivo deste estudo foi quantificar a freqüência de caça e de ocorrência de mamíferos de médio e grande porte, e avaliar as diferenças nas freqüências dos mamíferos nas áreas com diferentes intensidades de pressão de caça e fiscalização. A freqüência das atividades de caça nas áreas foi analisada com base em observações diretas e vestígios de caçadores, além de entrevistas com moradores do entorno das áreas e dados da fiscalização do PECB. Para registrar a freqüência de uso das áreas por mamíferos terrestres de médio e grande porte foi utilizado o método de parcelas de areia. Para as espécies arborícolas utilizou-se o método de transectos lineares para obtenção da taxa de avistamento das espécies e indivíduos nas áreas. Durante sete meses de estudo foram observados 17 registros de atividades de caça em duas das áreas estudadas...

Mamiferos de médio e grande porte em florestas de Eucalyptus spp com diferentes densidades de sub-bosque no município de Itatinga, SP; Medium and large-sized mammals in forests of Eucalyptus spp with different densities of understories in Itatinga, state of São Paulo, Brazil

Silveira, Patrícia Batista da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
35.83%
Estudos de fauna em florestas homogêneas de plantio comercial são ainda incipientes no país. Essas áreas de reflorestamento apresentam poucos recursos necessários à vida silvestre, quando comparadas às florestas nativas. Entretanto, sub-bosques presentes nessas florestas homogêneas podem fornecer ofertas de alimento, abrigo, proteção, e o estabelecimento de um ambiente favorável à movimentação dos animais - otimizando assim o uso desses locais pela fauna silvestre. Este estudo foi realizado no Horto Florestal de Itatinga, uma área com predomínio de florestas de eucalipto (Eucalyptus spp), e com remanescentes de vegetação nativa (floresta estacional semidecidual, cerrado, cerradão e áreas ripárias), localizada no município de Itatinga, no estado de São Paulo. A fim de verificar se a presença e a densidade do sub-bosque nas florestas de eucaliptos influenciam no uso desses locais pelos mamíferos de médio e grande porte, foram comparados três tipos de ambientes de eucalipto: um talhão de eucalipto sem subbosque, um talhão de eucalipto com sub-bosque intermediário, e um talhão de eucalipto com subbosque denso. Em cada um desses ambientes foram colocadas 24 parcelas de areia (armadilhas de pegadas) com iscas alimentares (banana...

Distribuição e abundância de pequenos mamíferos em relação à paisagem da bacia do Rio Passa-Cinco, São Paulo, Brasil; Distribution and abundance of small mammals in relation to the landscape of the Passa-Cinco River basin, São Paulo, Brazil

Gheler-Costa, Carla
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
A Bacia do Corumbataí é usada como principal fonte de abastecimento de água para os municípios de Piracicaba e Rio Claro, sendo o Rio Passa-Cinco seu principal tributário. A Bacia do Passa-Cinco pode ser considerada um modelo conveniente para o estudo de conservação de biodiversidade por conter os principais agroecossistemas existentes no estado de São Paulo. Para que sejam estabelecidas estratégias conservacionistas, são necessárias informações de como a biodiversidade é afetada e quais estratégias as populações de espécie silvestres lançam mão para se manter em remanescentes florestais alterados. Pequenos mamíferos tais como roedores e marsupiais, podem ser considerados um bom grupo para ajudar a responder essas questões, pois esse grupo desenvolve um importante papel ecológico em ambientes florestais, através da predação e dispersão de sementes. De agosto de 2003 a janeiro de 2005 foram realizados levantamentos de pequenos mamíferos utilizando 160 armadilhas do tipo Sherman distribuídas em linhas, em 16 sítios amostrais, sendo 4 em cada tipo de ambiente predominante na paisagem: floresta nativa, plantações de Eucalyptus, plantações de cana-de-açúcar e pastagens. Durante esse período, foram capturados 177 indivíduos de roedores e marsupiais distribuídos em oito espécies...

Mamíferos terrestres de maior porte e a invasão de cães domésticos em remanescentes de uma paisagem fragmentada de Mata Atlântica: avaliação da eficiência de métodos de amostragem e da importância de múltiplos fatores sobre a distribuição das espécies; Terrestrial large mammals and invasion of domestic dogs in remnants of an Atlantic Forest fragmented landscape: evaluation of the efficiency of sampling methods and of the importance of multiple factors on species distribution.

Espartosa, Karina Dias
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
Nessa dissertação, avaliei a eficiência e congruência de métodos para amostragem de mamíferos de maior porte e investiguei a influência de fatores múltiplos correlacionados, comuns em paisagens fragmentadas, sobre a distribuição destes animais em remanescentes de Mata Atlântica. Através de amostragens padronizadas em 24 remanescentes florestais de uma paisagem rural com 49% de remanescentes florestais no Planalto Paulista e de um delineamento pareado, no capítulo 2 comparei o desempenho e a congruência de dois métodos (pegadas em parcelas de areia e armadilhas fotográficas) e de dois tipos de isca (banana e iscas de cheiro) para a estimativa da riqueza e taxa de ocorrência de mamíferos de maior porte. Ambos os métodos se mostraram adequados para o estudo destes animais em florestas tropicais e dos fatores que afetam sua distribuição em paisagens alteradas, pois (1) registram as espécies de menor porte e noturnas, (2) podem ser padronizados entre áreas heterogêneas, (3) apresentam desempenho semelhante no registro da maioria das espécies e da riqueza de espécies, e (4) refletem de maneira similar o padrão de ocorrência das espécies entre diferentes áreas. Frente às iscas de cheiro utilizadas, a banana foi a isca mais eficiente na amostragem tanto das espécies herbívoras/frugívoras quanto das espécies onívoras...

Dieta de carnívoros e uso do espaço por mamíferos de médio e grande porte em áreas de silvicultura do Estado de São Paulo, Brasil.; Diet of carnivores and the use of space by medium and large sized mammals in silvicultural area in the state of São Paulo, Brazil.

Campos, Claudia Bueno de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
35.81%
A dieta de carnívoros e o uso do espaço por mamíferos de médio e grande porte foram estudados no Parque Ibiti (17.434 ha), uma área que engloba fazendas de plantações de eucaliptos nos municípios de Itararé e Itapeva, São Paulo. Foram selecionados três ambientes: Cerrado, Floresta Ombrófila Mista e Floresta Ombrófila Mista de crescimento secundário (Capoeira), para a coleta de dados durante o período de setembro de 2004 a fevereiro de 2006. O método utilizado para o estudo do uso do espaço foi a identificação de espécies através de vestígios em transeções pré-estabelecidas e distribuídas na área de estudo. Para o estudo da dieta foram coletadas fezes nas transeções e foram calculados as amplitudes dos nichos alimentares, as sobreposições de nichos, a freqüência relativa de ocorrência dos itens, a biomassa relativa consumida e o número relativo de indivíduos consumidos. Além disso, oito fazendas de silvicultura distribuídas no estado de São Paulo foram selecionadas para um levantamento rápido dos mamíferos de médio e grande porte por meio de armadilhamento fotográfico. Foram identificadas no Parque Ibiti 20 espécies incluindo uma doméstica. O Cerrado e a Floresta foram os ambientes com maior riqueza (n=15). No teste de Kruskal Wallis não houve diferença significativa entre os micro-ambientes borda...

Distribuição e abundância de mamíferos neotropicais não voadores de pequeno porte em paisagem silvicultural da bacia do Alto Paranapanema, São Paulo, Brasil; Distribution and abundance of Neotropical non-volant small mammals in silvicultural landscape

Martin, Paula Sanches
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.81%
Os eucaliptais correspondem a cerca de 4,5 milhões de hectares de todo o território brasileiro. Esta silvicultura vem sendo implantada principalmente em áreas de pastagens de baixa produtividade. Os efeitos da substituição de áreas agrícolas por eucaliptais sobre a distribuição de pequenos mamíferos ainda são desconhecidos. Sendo assim, este trabalho buscou identificar um padrão de distribuição e abundância de mamíferos de pequeno porte em uma área de pastagens que foi convertida em eucaliptais. O estudo foi realizado nas fazendas Três Lagoas e Arca, localizadas no município de Angatuba, região do Alto Paranapanema, entre agosto de 2007 e julho de 2009. O levantamento da mastofauna foi realizado por meio de armadilhas de interceptação e queda, distribuídas em trinta unidades amostrais. Foram identificadas catorze espécies de pequenos mamíferos pertencentes as ordens Didelphimorphia e Rodentia. O pasto abandonado e a vegetação nativa apresentaram maior abundância e riqueza de indivíduos do que os eucaliptais. A taxocenose de pequenos mamíferos presente nesta paisagem silvicultural assemelha-se à encontrada em outras paisagens agrícolas. Os resultados obtidos, aliados ao atual contexto de mudança do uso da terra no estado de São Paulo sugerem que os eucaliptais atuam como uma matriz permeável para os pequenos mamíferos. No entanto...

Efeito do contexto da paisagem em diferentes escalas sobre a distribuição de pequenos mamíferos em cultivos agrícolas e em remanescentes florestais; Effect of landscape context at different scales on the distribution of small mammals in areas of agriculture and in forest remnants

Umetsu, Fabiana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.81%
Este estudo enfocou a importância do contexto de ambientes alterados do entorno para a distribuição de diferentes grupos de espécies de pequenos mamíferos não-voadores em paisagens fragmentadas de Mata Atlântica. Na primeira abordagem (capítulo 2), usando a distribuição de pequenos mamíferos em remanescentes florestais e nos quatro principais habitats alterados de uma paisagem de Mata Atlântica, investigamos (1) como o poder explanatório dos modelos que descrevem a distribuição das espécies em fragmentos florestais varia entre as variáveis da estrutura da paisagem que incorporam ou não a qualidade da matriz e (2) a importância da escala espacial para analisar a influência da estrutura da paisagem. Usamos amostragem padronizada nos remanescentes e habitats alterados para gerar dois índices de qualidade de habitat, correspondentes à abundância e à ocorrência de pequenos mamíferos. Para cada remanescente, calculamos a quantidade de habitat e a conectividade em diferentes escalas espaciais, considerando ou não a qualidade dos habitats ao redor. A incorporação da qualidade da matriz aumentou o poder explanatório dos modelos para todas as escalas espaciais para metade das espécies que ocorreram na matriz, mas apenas quando consideramos a distância entre as manchas de habitat (conectividade). Os resultados indicam a importância da matriz para a dinâmica de paisagens fragmentadas e sugere que índices relativamente simples podem melhorar nosso entendimento sobre a distribuição das espécies...

Mamíferos de médio e grande porte em paisagem silvicultural da região do Alto Paranapanema, Estado de São Paulo, Brasil; Middle-to large sized mammals in silviculture landscapes at the Alto Paranapanema region, São Paulo State, Brazil

Lacôrte, Marina Cobra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
A alteração dos ecossistemas naturais e a criação de novos ambientes podem alterar significativamente o padrão de distribuição das espécies silvestres e a disponibilidade dos recursos naturais. A expansão agrícola pode ser considerada como uma das principais perturbações antrópicas responsáveis pela conversão das florestas nativas. Mamíferos de médio e grande porte são responsáveis por processos ecológicos determinantes na estrutura das comunidades. Estes possuem importantes funções na manutenção e regeneração das florestas e sua contínua provisão de bens e serviços ecossistêmicos. Dieta e uso do espaço estão intimamente relacionados ao potencial adaptativo das espécies. Seu estudo é útil na tentativa de avaliar a conservação das mesmas nos ambientes alterados. Neste contexto dois estudos envolvendo mamíferos de médio e grande porte foram conduzidos em paisagens agrícolas da Região do Alto Paranapanema, Estado de São Paulo. No primeiro estudo, entre setembro de 2008 e setembro de 2010, foi avaliada a freqüência de ocorrência das espécies deste grupo, em corpos dágua naturais e artificiais da Fazenda Três Lagoas, no município de Angatuba. Ambos os ambientes (açudes e riachos) estavam associados à plantação recente de Eucalipto. Foram detectadas 20 espécies no total (18 em açudes e 17 em riachos)...

Mamíferos de maior porte em paisagens tropicais alteradas: seu papel em cascatas tróficas e fatores que determinam sua distribuição; Large mammals in altered tropical forest landscapes: their role in trophic cascade and factors that determine their distribution

Oliveira, Gustavo de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/11/2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.83%
Nesta dissertação investigamos o papel dos mamíferos em cascatas tróficas nas florestas tropicais, e os efeitos da configuração espacial e qualidade do habitat assim como das atividades humanas atuais sobre a distribuição de mamíferos de maior porte em uma paisagem rural de Mata Atlântica. No primeiro capítulo, através de uma revisão da literatura sumarizamos e avaliamos a evidência empírica de que mamíferos estão envolvidos em cascatas tróficas em florestas tropicais com o objetivo de indicar os avanços, os problemas e os desafios nessa área. Poucos estudos empíricos e conceituais foram encontrados na literatura, todos realizados nas últimas três décadas, enquanto que a maioria dos estudos empíricos foi realizada nos Neotrópicos. Grande parte das hipóteses relacionadas a cascatas tróficas foi apenas proposta, e considera o homem como predador de topo. Além da maior parte das variáveis quantificadas não serem adequadas para demonstrar efeitos em cascata, a escala temporal da maioria dos estudos revisados foi curta para acessar estes efeitos sobre a comunidade de plantas que contém espécies longevas. Nenhuma hipótese abordou o efeito dos predadores de topo sobre as populações de presas pequenas via o controle da densidade e distribuição de mesopredadores. A maioria das hipóteses que encontramos na literatura se refere a outros efeitos indiretos causados por mamíferos...

Pesquisa de Leishmania sp. em flebótomos e mamíferos silvestres de fragmentos florestais na região do Pontal do Paranapanema, SP; Survey of Leishmania sp in sandflies and mammals in forest fragments in the Pontal of Paranapanema region, SP

Nardi, Marcello Schiavo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
As alterações ambientais antrópicas são os principais fatores de emergência ou reemergência de doenças infecciosas. A leishmaniose cutânea é uma doença que está relacionada, em caráter epidêmico, com episódios de desmatamento. No entanto, o caráter endêmico da doença ocorre quando o homem se encontra próximo de áreas florestais já colonizadas. O Pontal do Paranapanema é uma área onde ocorreu intenso desmatamento e a mata nativa remanescente está representada pelo Parque Estadual Morro do Diabo e alguns fragmentos florestais. Casos de leishmaniose cutânea em humanos são comuns na região, principalmente em áreas marginais de floresta. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento da fauna flebotomínica e de mamíferos silvestres potencialmente reservatórios no Parque Estadual Morro do Diabo e alguns fragmentos da região, buscando avaliar se o tamanho do fragmento tem influência na ocorrência das espécies e na freqüência de Leishmania sp, através da técnica da PCR. Foram capturadas 26 espécies de flebótomos e sete espécies de mamíferos silvestres. O gênero Brumptomyia foi predominante em quase todas as áreas florestais, com exceção da borda do Parque, que apresentou dominância de Nyssomyia neivai. Os resultados das análises da PCR demonstraram quatro espécies de mamíferos portadores de Leishmania sp...

Post-fire succession of small mammals in the Cerrado of central Brazil

Briani, D. C.; Palma, ART; Vieira, E. M.; Henriques, RPB
Fonte: Springer Publicador: Springer
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1023-1037
Português
Relevância na Pesquisa
35.81%
In the Cerrado savannas from Brazil fire events are common and strongly influence the vegetation structure and, consequently, the associated small mammals. In this paper, we investigate changes in the structure of small mammal communities related to sites of different post-fire ages. Mammals were captured in similar Cerrado sites that differed in time since the last burn ( 1 to 26 yr). We sampled six sites in the wet season of 1997 ( phase 1) and, three years later, six sites in the wet and dry seasons ( phase 2). Six rodent species and four marsupials were captured. Community composition changed drastically as a function of time since fire. The diversity and abundance of small mammals reached maximum values in the early successional stages. The rodent Calomys tener was present only in early seral stages. The rodent Bolomys lasiurus was more frequent in mid-successional stages and decreased in later seral stages, and the rodent Oryzomys subflavus occupied all successional stages. The marsupial Gracilinanus agilis was dominant in the area that did not burn for at least 23 yr. Changes in composition of the community of small mammals were more accelerated in early successional stages, when there are more drastic vegetational changes. The ability of small mammals to cope with Cerrado fires and the great dissimilarity among post-burning seral stages suggest that a mosaic of areas representing different post-fire seral stages could increase the regional diversity of this group.

The evolution of a physiological system: the pulmonary surfactant system in diving mammals.

Miller, Natalie J.
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 636225 bytes; 949420 bytes; 2731599 bytes; 190928 bytes; application/pdf; application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
35.82%
Pulmonary surfactant is a complex mixture of lipids and proteins that lowers surface tension, increases lung compliance, and prevents the adhesion of respiratory surfaces and pulmonary oedema. Pressure can have an enormous impact on respiratory function, by mechanically compressing tissues, increasing gas tension resulting in increased gas absorption and by increasing dissolved gas tensions during diving, resulting in the formation of bubbles in the blood and tissues. The lungs of diving mammals have a huge range of morphological adaptations to enable them to endure the extremely high pressures associated with deep diving. Here, I hypothesise that surfactant will also be modified, to complement the morphological changes and enable more efficient lung function during diving. Molecular adaptations to diving were examined in surfactant protein C (SP-C) using phylogenetic analyses. The composition and function of pulmonary surfactant from several species of diving mammals was examined using biochemical assays, mass spectrometry and captive bubble surfactometry. The development of surfactant in one species of diving mammal (California sea lion), and the control of surfactant secretion using chemical and mechanical stimuli were also determined. Diving mammals showed modifications to SP-C...

Blood flow to long bones indicates activity metabolism in mammals, reptiles and dinosaurs

Seymour, R.; Smith, S.; White, C.; Henderson, D.; Schwarz-Wings, D.
Fonte: Royal Soc London Publicador: Royal Soc London
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
35.82%
The cross-sectional area of a nutrient foramen of a long bone is related to blood flow requirements of the internal bone cells that are essential for dynamic bone remodelling. Foramen area increases with body size in parallel among living mammals and non-varanid reptiles, but is significantly larger in mammals. An index of blood flow rate through the foramina is about 10 times higher in mammals than in reptiles, and even higher if differences in blood pressure are considered. The scaling of foramen size correlates well with maximum whole-body metabolic rate during exercise in mammals and reptiles, but less well with resting metabolic rate. This relates to the role of blood flow associated with bone remodelling during and following activity. Mammals and varanid lizards have much higher aerobic metabolic rates and exercise-induced bone remodelling than non-varanid reptiles. Foramen areas of 10 species of dinosaur from five taxonomic groups are generally larger than from mammals, indicating a routinely highly active and aerobic lifestyle. The simple measurement holds possibilities offers the possibility of assessing other groups of extinct and living vertebrates in relation to body size, behaviour and habitat.; Roger S. Seymour, Sarah L. Smith...

Operational interactions between marine mammals and commercial fisheries in Australian and South Pacific waters: characterisation and options for mitigation.

Hamer, Derek J.
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
35.87%
Reports of interactions between marine mammals and fisheries are on the increase globally. This is mainly because fishery effort has increased to feed the burgeoning human population and because advances in technology have allowed fisheries to exploit habitats that were until recently inaccessible. Additionally, many marine mammal populations decimated by harvesting over the past few hundred years are recovering and the growing conservation community is paying unprecedented attention to their welfare and conservation generally, with growing interest in their interactions with fisheries. Operational interactions are conspicuous and involve the close contact of marine mammals with fishing gear, either because marine mammals opportunistically or habitually target fishing activities to depredate (i.e. attempt to consume) caught fish, or because marine mammals incidentally encounter fishing gear while foraging naturally. Operational interactions often result in negative outcomes for the conservation and welfare of the marine mammals involved and for the economic viability of the fisheries involved. Marine mammals that become by-caught may receive life threatening injuries from entanglements, or may drown, thus having adverse impacts on small or recovering populations. Fisheries that are targeted by depredating marine mammals may need to replace damaged fishing gear...

Pacific Island Fisheries and Interactions with Marine Mammals, Seabirds and Sea Turtles

Aylesworth, Lindsay
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Masters' project Formato: 7458094 bytes; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
35.82%
The extent to which Pacific Island fisheries affect marine mammals, sea turtles, and seabirds due to bycatch remains largely unknown. This report attempts to synthesize the existing information relating to fisheries and bycatch of marine mammals, sea turtles, and sea birds in the Pacific Island countries and territories. The Oceania region encompasses the 22 Pacific Island countries and territories including Papua New Guinea (PNG), but excluding Hawaii, New Zealand, and Australia. Tuna is the most important commercial fishery with four target species (albacore, bigeye, skipjack, and yellowfin) and four distinct gear types (purse seine, longline, pole and line, and trollers) (Gillett, 2008). The subsistence and artisanal fisheries located inshore are largely unregulated with little to no monitoring of catch or effort. Bycatch would be extremely difficult to monitor in these fisheries as seabirds, turtles and even some marine mammals are consumed traditionally throughout the Pacific Islands and any unintentional catch would be retained and consumed. Despite efforts in certain areas and on several species, e.g., humpback whales, detailed knowledge of marine mammals, seabirds and sea turtles is at best extremely limited. The only bycatch mortality estimates are from the commercial tuna fishery indicating around 265 marine mammals...